FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

39. Adeus Hermione


Fic: A vida continua... Cometem pessoal!!!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

John e Hermione viraram-se ao ouvir a voz de Camille, eles não acreditavam que ela faria aquilo, havia pouco tempo para pensar no que fazer, Camille apontava a varinha na direção dos dois, eles percebiam que a qualquer momento ela faria, sabiam que ela não exitaria em usar qualquer feitiço que fosse, até mesmo a maldição da morte. John já havia decidido o que iria fazer, ele precisava, foi então que eles ouviram Camille começara pronunciar o feitiço, era agora ou nunca, John não pensou duas vezes, empurrou Hermione pela passagem, A Morena caiu no chão do outro lado.
_ Corra, vai rápido!
_ Mas e você?
_ Vá logo, faça o que eu te disse! John sacou sua varinha, mas já era tarde de mais, ao virar-se recebeu o feitiço direto em seu peito, o feixe de luz verde atingiu-lhe bem na altura do coração.

_ Nãoooo... Hermione gritou ainda caída no chão. Não... John... Hermione corria em direção à floresta, suas forças parecendo esvair-se, suas pernas não há obedeciam, ela ainda estava muito fraca, ao chegar perto do início da floresta Hermione olhou pela última vez para trás, ela avistou o buraco feito pelo feitiço de John na parede, ainda podia ver o corpo do rapaz, e perto dele viu Camille, a mulher ainda estava em pé, Hermione ainda pode ver outras pessoas chegando, resolveu entrar logo dentro da floresta, não sabia o quanto mais poderia suportar, o quanto mais agüentaria sem desmaiar, Hermione correu o mais rápido que pode para dentro da floresta, ouviu quando uma mulher gritou, o grito mais sofrido que ela já ouviu na vida, um grito de dor, seguiu correndo, ainda era cedo, mas a cada passo dado por Hermione mais a floresta ficava escura e densa, Hermione já não sabia para onde correr, estava perdida, estava ficando cada vez mais fraca, mas não queria parar, não queria que a morte de John fosse em vão. Ela seguiu, suas pernas já não mais a obedeciam.
Enquanto Hermione corria para dentro da floresta, Camille se aproxima do corpo do irmão, mesmo ela não querendo demonstrar fraqueza, ele era seu único irmão e ela o havia matado, lágrimas corriam pelo seu rosto, ela ainda pode ver Hermione parar antes de entrar na floresta. Porque tudo teve que ser assim? Porque John teve que traí-las? Porque ele tinha que ser tão burro? Camille se jogou em direção ao corpo do irmão, agora o abraçava, suas lágrimas já não eram contidas, em sua cabeça vieram cenas de sua infância, do quanto ela e John eram ligados, do quão frágil ele era quando pequeno e do quão determinado e forte ele ficou, ela havia lhe ensinado tudo que sabia, feitiços, poções, John era como um filho para Camille, e agora, segundo ela, por causa da sangue-ruim, o mesmo tipo de gente que os havia deixado órfãos, ela tinha matado o que de melhor havia em sua vida, seu irmão. Camille foi arrancada de perto de John por alguém que chegara por trás dela, a mulher abraçava o corpo do rapaz morto, Camille nunca a tinha visto dessa maneira, a mulher estava transtornada, ela dizia coisas que eram difíceis de ser entendidas, abraçada ao corpo do rapaz a mulher fez algo que Camille jamais achou que fosse possível ela fazer, ela chorou, lágrimas de dor, em seus olhos Camille pode ver um fio de sentimento, algo que ela jamais havia demonstrado durante toda a sua infância.
Bellatrix havia adotado o casal de irmãos assim que seus pais foram mortos durante a Guerra, os criou com um único propósito, vingar a morte dos pais, a criação dada a eles foi a mais severa, nunca souberam o que era o afeto de uma mãe ou de um pai, sofriam punições quando não realizavam suas tarefas perfeitamente, mas agora ela via a mulher ali, abraçada ao rapaz, com lágrimas que teimavam em sair dos seus olhos.

_ Quem fez isso com ele?
_ Foi a sangue-ruim minha Sra! Ela provocou tudo isso.
_ Malditaaaaaaa! Bellatrix gritou, seu grito de dor ecoou, até os pássaros que estava na floresta se assustaram e partiram em revoada.

Hermione seguiu seu caminho, mas sentia o cansaço a dominar, a dor no corpo provocada pelos ferimentos era grande, ela estava fraca, foi seguindo até que tropeçou em uma raiz e caiu semi-desacordada no chão, seus olhos já não distinguiam nada ao redor, ela apenas conseguia ver imagens turvas, vultos, mas pode sentir que alguém se aproximava dela, Hermione recobrou um poço de suas forças e ao abrir os olhos viu que alguém se aproximava dela, ao fixar mais, percebeu que ela conhecia a pessoa.

_ Você? Por favor, não me ma... Mas Hermione desmaiou antes que pudesse terminar sua frase. Hermione foi levada dali pelo homem que ela vira se aproximando. A noite chegou e Hermione ainda não havia voltado a si, ela estava acomodada no sofá, era uma casa pequena, simples, na verdade uma cabana no meio da floresta, muito parecida com a de Hagrid em Hogwarts, exceto pelo fato de morarem nela bruxos normais. Hermione começou a recobrar os sentidos, ao abrir os olhos ela pode ver que não estava mais na floresta e que também não estava morta, foi então que ouviu passos se aproximarem.

_ Vejo que você finalmente acordou Hermione, esta tudo bem com você?
_ Você? Mais uma vez Hermione não acreditava no que seus olhos estavam vendo, será que ainda teria mais alguma surpresa para ela neste dia?
_ Sim, sou eu, bem acho que você esta surpresa em me ver certo, mas agora eu acho melhor você descansar, antes coma um pouco, não se preocupe, não fui eu quem fez, foi minha mulher e também não coloquei nenhum veneno. O homem alcançou um prato com sopa para Hermione, que logo começou a comer, sua fome era enorme, sentia que poderia comer um Hipogrífo. Hermione repetiu por duas vezes a comida e após se alimentar, eles resolveram conversar sobre tudo que havia acontecido.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.