FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

29. Uma conversa de Homem para Hom


Fic: A vida continua... Cometem pessoal!!!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Rony permanecia afastado do Departamento de Aurores do Ministério, e agora lhe restava apenas os treinos de seu time de Quadribol, já passavam das 4h quando Rony retornou a Toca, ao entrar na casa encontrou Camille sentada na sala vendo uma revista.

_ Oi querida!
_ Ronynho.... - Disse a loira indo de encontro ao noivo e largando a revista sobre o sofá – Como foi seu dia?
_ Bem e o seu?
_ Ah bem... Foi normal, não fiz muita coisa, mas fui ao Beco Diagonal passear e acabei encontrado essa linda revista- Ao dizer isso ela aponta para o sofá, Rony por estar cansado apenas olha de relance a revista e pergunta-lhe:
_ E de que se trata... é sobre Quadribol????
_ Ai Ronynho é claro que não né... Você nem desconfia!
_ Não, desculpe ando sem imaginação.
_ Bom ela é sobre vestidos de noivas. Rony pareceu ter levado um choque neste momento.
_ Vestido de Noiva – Repetiu ele – mas para que você quer uma revista com vestidos de noivas?
_ Ora bolas... Para o nosso casamento né Rony, ou você já se esqueceu que havia me prometido que assim que passasse o casamento de Harry e Gina, seriamos nós a nos casar?
_ Eu prometi foi?
_ Ai Rony, você é um insensível sabia!!! Ao ouvir as palavras de Camille, Rony riu, vieram a sua cabeça as várias brigas que ele tivera com Hermione por esse motivo, e como era bom ouvir ela chamar ele de “legume insensível” assim que eles se reconciliavam.
_ Do que você está rindo? Acha por um acaso que eu quero ficar noiva o resto da minha vida?
_ Desculpe meu amor, mas é que com esta história do meu julgamento eu acabei esquecendo, mas nós temos que combinar isso certo, porém acho que essa não é uma boa hora para isso.
_ Arrrgg... Camille apenas deixou escapar um grunhido e subiu as escadas se encerrando em seu quarto.

Rony sentou-se no sofá e começou a folhear as páginas da revista, estava distraído quando viu a sua frente uma pequena sobrar parar. Ele lentamente ergue sua cabeça e encontra os olhos azuis de um pequeno ruivo de cabelos cacheados.

_ Oi filhão! Disse Rony abrindo os braços para receber um abraço de seu filho.
_ Oi papai, estava com saudades de você!
_ Eu também meu garotão!
_ Mas pai eu preciso ter uma conversa de homem para homem com o Sr! Disse o garoto seriamente enquanto encarava o pai.
_ Nossa, mas se for sobre eu ainda não ter te levado para ver o treino de Quadribol, desculpa é que o pai anda muito ocupado.
_ Não, não é sobre isso. Disse o garoto que agora se sentava ao lado do pai no sofá.
_ Bom se não é sobre isso, eu acho que estou curioso para saber do que se trata Sr Granger.
_ Pai o Sr vai casar com a dona Camille?
_ Olha meu filho, estamos pensando sim em nos casar, mas por que você faz alguma objeção?
_ Hum... Não nenhuma... Mas se o senhor se casar com ela, ela vai ser minha mãe também?
_ Bom ela vai ser a esposa do papai, e de certa forma vai ser sua mãe, só que de um jeito diferente.
_ Hum... Entendo... Mas pai, porque você e a mamãe não se casam? Ia ser mais fácil não ia?
_ Bem... – Rony havia sido pego de surpresa pela constatação do filho, as palavras pareciam fugir da cabeça dele- É realmente seria tudo mais fácil, mas é que é complicado meu querido.
_ Mas porque pai? Eu queria tanto que você e a mamãe ficassem juntos.
_ É eu também queria meu filho, mas acho que agora é impossível.
_ Mas por quê? Rony parara, jorge era muito parecido com Hermione nesse ponto, sempre questionando, querendo sabero por que das coisas, essas era um das coisas que ele amava no filho, esse interesse que ele tinha que tanto lembrava a “sabe-tudo” da sua mãe.
_ Jorge, entenda, eu e sua mãe nós namoramos quando éramos mais novos, não deu certo, nós seguimos rumos diferentes, eu acabei noivando com a camille e sua mãe, pelo que posso perceber esta namorando com o John – ele falou o nome do rapaz fazendo uma careta e com isso Jorge riu.
_ Que pena, é que eu queria que mamãe parasse de chorar toda vez que ela vê um anel que tem na mesinha ao lado da cama dela.
_ Anel? Que anel é esse filho, como ele é?
_ É uma anel bonito pai, ele é brilhoso, e dentro dele esta escrito “do seu eterno amor” – Rony Weasley”. Rony ficou por um instante parado, ela ainda guardara o anel, isso significa que ela ainda lembrava dele e gostava dele.
_ Você tem certeza disso Jorge?
_ Sim, uma vez depois que eu a vi chorando eu fui lá e peguei o anel e li, e dizia isso. Sabe pai eu tenho certeza que a mamãe ainda gosta muito de você. Rony não sabia mais o que dizer, Jorge havia lhe acendido o fogo da esperança, se Hermione chorava ao ver o anel, isso poderia significar que ela ainda o amava.
_ Pai... paieee...
_ Sim, diga filho.
_ Se eu te pedir uma coisa o senhor faz por mim?
_ Sim claro, fala ae.
_ Não casa com a dona Camille. Ela é muito chata.
_ Ah meu filho, o pai não sabe se vai poder cumprir com essa promessa, mas o pai promete que vai pensar em tudo que você disse Ok!
_ Ah ta bom... Jorge ia saindo da sala e parou na metade do caminho. Papai a Mamãe não namora o tio John, ela disse que ainda não gosta dele como ele quer porque ela ainda gosta de alguém... Ao dizer essas palavras o garoto pisca o olho para o pai e segue em direção ao jardim. Rony permaneceu sentado no sofá, estava estasiado com o que o filho lhe dissera, se tudo fosse verdade ela ainda o Amava e isso seria maravilhoso. Rony permaneceu assim o resto da tarde até que os habitantes da Toca começassem a repovoar o local.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.