FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Capítulo II


Fic: Só Esquece Por Um Momento


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Obs.: Respondendo aos comentários do Prólogo:

Pérola Black, Hehe, agora já estamos no capítulo dois!^^ Espero que goste!
*Mary*, Isso é um segredinho básico, moxa! XD Mas em breve uma lembrança explicará o que aconteceu. Mas não espere muito do motivo, viu? Beijo!
sy_, Muito obrigado! Espero que tenha gostado destes capítulos (1 e 2) também! XD
Pink_Potter: Moxa! Obrigado por aparecer! E hoje as outras fic’s serão atualizadas também! Prometo.
LiLa_GraNgeR, Obrigado moxa! E espero mesmo que goste, vó! Hoje sai a atualização das outras fic’s ta?
Beijão!
thamila moliterno, ^^ bom de pouquinho em pouquinho eu vou postando os capítulos para tirar a curiosidade certo?XD Espero mesmo que goste!
Mamãeeeeeeeeeeee, eu atualizo sim! Rsrsrs! Vamos lá, nem demorou tanto, né? Já ‘tou no capítulo 2! ^^
Também te Dolu! “Beijãozão”!
dudinhaaa..., continuei! E nem demorou tanto né? Valeu por ter comentado, viu?!
Dona Moxa Beatriz Santana de Souza Lima, aquilo só foi uma introdução. Mais o capítulo um já foi postado. E agora, este!^^ Espero que curta.
.:Joana.:, Espero que goste moxa!
Mione03, Obrigado moxa! Espero mesmo que goste e que comente! XP^^
B-jão!
Mia Rolim, olá! É, eu te entendo, mas era só o prólogo né? Para meio que “situar’ os leitores... E sim esse é o meu nome^^ Yasmin. Beijo!

Valeu mesmo pelos comentários!.
Bom antes de começar o capítulo só mais uma coisa: Não liguem para o estilo “contorcionista” da Minha Hermione (¬¬). Acreditem, vocês irão entender mais à frente...
Então vamos lá:

Capítulo II

-E então?

-Era ela – falou arrepiando o cabelo. Sentia-se cansado.

-E então? – repetiu franzindo a testa.

-Acho que não vem. Eu não sei, nem reconheceu minha voz.

-Oh. Que pena.

Harry lhe olhou de lado. – Não se lamente – falou erguendo a sobrancelha. – Não ache que vou desistir, não depois de encontrá-la. Além do mais – disse de modo displicente. -, tenho um mês para fazê-la mudar de idéia.

O outro homem riu. – Boa sorte.

-Você verá, Neville. Acredite.

“Agora que a encontrei... Eu não posso deixá-la naquele lugar”.

-Eu vou indo, ainda tenho que comprar algumas coisas.

-Mande um beijo para a Beatriz.

-Certamente – sorriu e aparatou.

Enquanto Harry se dirigia para seu escritório, sentia lembranças vindo ao seu encontro, bem-vindas ou não, ele se encontrou imerso nelas.

Ela sorriu voltando a acariciar o cabelo dele. – Meus segredos?

-É. Mione! Todos sabem que as mulheres têm milhares de segredos – respondeu, ele estava deitado no colo dela, no sofá dela.

-Ah. Tudo bem... Vamos lá, então.

Sabe aqueles dias que não se tem nada para fazer, e você está quase que completamente ocioso? Esse encontro entre os dois amigos era um bom exemplo.
Harry e Hermione estavam em pleno fim de semana sem nada para fazer (no caso dela) ou sem vontade para (o caso dele)...
Estar sozinho estava fora de cogitação e estar em companhia um do outro era um modo reconfortante de passar a tarde, era divertido.
Depois de relacionamentos acabados, eles queriam, pelo menos, companhia.

O homem deu um sorrisinho maroto. – Verdade ou conseqüência?

-Ai Merlim... Verdade.

-O que você achou do beijo que o Victor de teu?

A mulher adquiriu um tom escarlate. – E-eu... Oh! Droga – virou os olhos sob olhar atento dele. – Foi bom, eu gostei.

-E você já pensou-

-‘Nã não’! – replicou balançando negativamente o dedo indicador. – Agora é minha vez Sr. Potter.

-É assim? Um jogo com replicas?

-Para ficar mais interessante.

-Tudo bem. Mas acho que você deve saber de tudo – falou dando de ombros.

-O que realmente aconteceu na sala precisa? No quinto ano.

-Mas eu já disse. Cho e eu nos beijamos.

-Você entendeu o que quis dizer.

-Vamos dizer que não foi a melhor experiência da minha vida – ele ponderou. – mas se quer saber, quando ela me beijou, sim, porque ela quem tomou a iniciativa... Eu acho que já havia me perdido em todo sentimento que nutria por ela. E poderia ter sido uma relação boa se não fossemos tão imaturos. Quero dizer, Cho foi a primeira garota que gostei, a primeira quem beijei... E se não estivesse tão preocupado no que ela poderia estar pensando e ela tentasse suportar você, pelo menos... É, teria sido bom.

-Digamos que eu compreenda você.

-Você amou de verdade o Rony?

-Eu pensei que soubesse essa resposta.

-Quero ter certeza.

-Eu acho que sim – falou num sorriso. – mesmo com nossas discussões tolas, eu gostava de estar ao lado dele, assim como estar com você me fazia bem. E quando ele, finalmente, me notou dentre as outras, acho que foi o dia mais feliz de toda minha adolescência – franziu a testa. – Rony não me entendia muito bem e, às vezes, me magoava sem querer. Mas acho que conseguia entender que ele não fazia por mau. E como logo depois estávamos bem... – disse balançando a cabeça. - era divertido estar com ele. Eu senti muito quando terminamos, não poderia ser diferente, ele dividiu milhares de momentos comigo, bons e nem tão bons assim, - “ele me reconfortou quando você não estava lá pra isso” – sim. Eu acho que amei Rony.

Harry Potter deu um sorriso incerto. – Sinto muito.

-Besteira! – ela murmurou secando levemente um de seus olhos. – Não achei que realmente pudesse durar pra sempre.

-Mas que tenha sido infinito enquanto durou – ele retrucou complacente.

-Oh! Sim... Infinito enquanto dure. E agora, vai me contar por que você e Gina terminaram?

-Não... – ele replicou para a surpresa da morena. – Porque, se quer saber, eu não tenho certeza se entre nós acabou.

-Eu sempre achei que Gina fosse a mulher certa para você – sussurrou parando de mexer no cabelo dele.

Harry deu um sorriso sem vontade. – Deixe-me fazer uma pergunta?

-Além dessa, vá em frente.

-Você já, em algum momento, gostou de mim?

A mulher o olhou por vários segundos, ponderando. – Sinceramente Harry, como alguém pode não se apaixonar por você?

-Isto é uma afirmação?

Hermione sorriu de modo enigmático. Mas sim, ela fora apaixonada por Harry Potter.
Em seu quinto ano, Hermione gostava mesmo de Harry... Ela quis que Harry fosse monitor. Não Rony. E a morena ficou decepcionada quando o amigo dissera que havia beijado Cho Chang. E, antes de todos, ela soube que Harry havia se apaixonado por Gina, mas, naquela época, já olhava para Rony.
Hermione já havia dito para Harry, sempre achou que Gina fosse certa para ele.

-Se eu soubesse... – ele começou, mas foi interrompido.

-O que você faria, naquela época, se soubesse?

-Hermione!

-Vamos. Essa é minha pergunta, o que faria?

-Acharia que você tivesse enlouquecido por tantas horas de estudo. Sinceramente! Se interessar por alguém como eu – falou rindo-se.

-Você é tão confiante – murmurou irônica. – “Alguém como eu”. Francamente! - fora exatamente pelo modo dele que Hermione se interessou.

-Perdoe-me, mas é que é muito estranho imaginar você imaginando um beijo meu – a mulher virou os olhos. – Não, me diz mione, você imaginou isso?

-É a minha vez de perguntar, Harry. E olha só – ela retrucou sarcástica – não quero perguntar nada.

-Ah! A Mione quis me beijar, quis saber como eu-

-Quem está dizendo é você.

-Me pergunte alguma coisa. E se eu tiver imaginado algo sobre você?

Ela lhe encarou com curiosidade. – Quer reatar com Gina?

-Vou ser franco. Acho que nós não vamos voltar. É que há algumas coisas pendentes entre nós, sabe?

-Isso não é uma resposta para a pergunta que fiz.

-Não. Acho que não... E é a minha vez – ele disse animadamente.

-Certo. E dessa vez escolho conseqüência – Harry pareceu murchar sob a resposta da amiga. Recostando-se mais nela, ele estreitou a vista, sob os óculos.

–Você, às vezes, é tão estraga prazeres, Mione. Mas está bem. A escolha foi sua – retrucou erguendo a sobrancelha. – Tem duas opções: a primeira: pode me contar se já quis me beijar, se já pensou como seria um beijo meu e como achou que seria; a segunda: também pode me beijar.

Hermione o olhou escandalizada, mas se recompôs antes que Harry pudesse rir. O homem ainda se encontrava no colo dela, e parecia não estar disposto a sair de lá. Ela sabia o que o moreno estava pensando... E para o desgosto de seu ceticismo, ela quis surpreendê-lo.
Hermione inclinou seu corpo para frente e encontrou os lábios de Harry, ela mordiscou o lábio superior dele, já que este estava entre os seus, e, fechando os olhos, lhe roubou o beijo mais apetecido que experimentara desde a época em Hogwarts.

-Eu realmente não esperava por isso – suspirou ele.

-Eu sei – contrapôs voltando a acariciar o cabelo dele. – Não deveria me subestimar.

-Não deveria mesmo – Harry respondeu franzindo a testa.

-Como?

“Confesso, já havia imaginado como seria beijá-la. Acredite, você superou toda e qualquer hipótese”. – Nada – sorriu. – Não disse nada.

Ela o encarou. – Não acredito que em seus tempos vagos ficava imaginado como seria meu beijo! – Harry abriu a boca. – E sim, eu usei legimância.

-Eu não sou tão impuro assim! – defendeu-se. – É claro que não pensava só nisso. Admito que não dá para não reparar em suas pernas... Mas-

-Harry! Por Deus!

-Quando começamos a brincadeira achei que fosse pra ser sincero – respondeu inocentemente. – Você deveria estar alegre – acrescentou metódico.

-Claro! Por qual parte, exatamente?! Por você, e eu nem sabia, ter passado a reparar em minhas pernas, ou por sua sinceridade? Definitivamente, estou em dúvida.

Harry sorriu, realmente, Hermione tinha belas pernas...
*
(continua)
*
Desculpem algum erro!
Pink_Potter: É. Eu meio que tinha que fazer este capítulo tristezinho. Mas você sabe, eu nem chego a seus pés quando se trata de Angust!
Titia! Fico feliz que esteja gostando. E não se preocupe: o Harry só estava revoltado com a Guerra, ele não será mau neste fic (eu não consigo!).
E porque ela se afastou... Hum, acho que vai demorar um pouquinho para vc saber... Mas vou logo avisando que o motivo não é lá essas coisas. Na verdade, não é um motivo tão cabível para ela abandonar toda uma vida... Mas deixa quieto. Beijo Moxa!
.:Joana.:, Hehe, logo, logo a srta. Irá saber moxa. Pelo menos eu acho ^^’!
Beijo!
Luisa K., Obrigado! E então: Atualizada! Espero que curta esse capítulo. Beijo.
dudinhaaa, Que bom que gostou1 Espero que este (o dois) também esteja de seu agrado, viu?
Beijo!
Mia Rolim, Não. Ela não se distanciou da magia por ter matado o Snape. Ela estava ciente que ele merecia. Afinal ele estava mexendo com o Harry – o intocável^^.
Sim, saberão mais sobre o passados deles, em meio a lembranças de Harry e de Hermione. Assim como também em capítulos Bônus (mais os bônus são mais para N/G).
Bom, ele só estava assim “frio, curto e grosso” como você disse, por causa da Guerra, que tem a capacidade de mudar as pessoas rapidamente. Ainda mais a ele, Harry, que tinha o futuro do mundo (trouxa e bruxo) em suas costa...

Então moça, sobre a idade da Mione: Eles não terminaram Hogwarts com exatamente 17 anos. E, como você também deve saber, a Mione é mais velha que o Harry mais ou menos 10 meses...
Com a busca pelos pedaços de alma de Voldie (que eu não vou citar na fic, por sinal), que, nesta fic eu suponho que tenha começado assim que Harry se tornou maior de idade (17 anos) – o que facilitaria sua locomoção (já que poderia aparatar). Eles perderam quase dois anos na busca e derrotando o Voldie. Então, Harry estaria com 19 quando terminou Hogwarts e a morena com 20...
Deu pra entender alguma coisa? Espero que sim!^^
Beijão.
Mione03,Ah Moxa, não fica irritada com o Harry não... Ele só estava revoltado com tudo que estava acontecendo com ele. E, demonstrando ou não, ele só não queria perder as pessoas que ele mais prezava – o que, convenhamos, numa guerra é bem fácil de acontecer...
E tipo: sim, a Hermione matou o Snape para salvar o Harry. Mas o Harry estava ali – e apenas ele. -, para tentar retirá-lo do cativeiro onde o Snape (que eu amo muitooo! *vira os olhos e se recompõe*) a fizera prisioneira...
Harry, no fim das contas, não era tal mau assim.
E não, não foi por isso que ela se afastou do mundo bruxo. Foi por uma coisa... Bem, *Yasmin cora*, um tanto quanto muito idiota...
Beijão!
Thaís Potter Malfoy, a mamy, eu também amo Harry’s assim, mas este Harry, que eu escrevo, não é assim não viu? Ele ta mais para o fofo. Ele não será mau, na verdade ele ta mais para o “salvador da pátria”! XP
Eu também gostei de tê-la feito matar o Snape (mesmo eu o “amando de paixão loucamente” XP).
Que bom que está gostando. Fic atualizada certo?!^^
Te Dolu! Beijo!
thamila moliterno, acho que nem demorei tanto né? Beijo!
sy_, não, não se preocupe. A história, como já disse, vai ficando cada vez mais leve com o passar dos capítulos, voltando (ao menos nestes primeiros capítulos), em graus menores, a um draminha básico para depois voltar ao “normal”.^^
lovedanerupert, Pronto moxa! Altualizada. Espero que curta!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.