FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. - Carne para uma Rainha -


Fic: Maldita


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Um,dois
Foram abertas as portas fechadas para depois
Seis,sete
O que era novo e original agora é velho e se repete...



13 de Outubro.


A única coisa que se ouvia era sobre a derrota do Lord das Trevas, dos Comensais desertores e das mortes que ocorreram.
O Ministério estava em conflito, mortes para explicar , corpos a encontrar.Estava um caos tremendo.
Hogwarts parara,os alunos foram mandados de volta para suas casas. As ruas do vilarejo de Hogsmeade estavam desertas, enquanto os corredores do Ministério ferviam.
Parecia que os dias nunca mais seriam os mesmo no mundo bruxo. Weasleys,Malfoys,Lestranges,Lovegoods,Longbottoms,Tonks e todo o restante, compartilhavam os destroços daquela guerra, igualmente.


O corpo estava estirado na cozinha.
Ela é carne para uma rainha.
Que teve o rosto cortado,
O corpo deteriorado.
E se ela fosse só minha?
Ela é carne para uma rainha!
O corpo deteriorado,
E eu pensando em salvação....
,


Bellatrix Druella Black

Era a dona do par de olhos mais sedutores e enigmáticos da mansão e de Hogwarts ,em seu tempo de aluna.Parecia ter o dom de encantar as pessoas,em principal os homens, que não foram poucos em sua lista. Seu primo rebelde foi o primeiro na vida da jovem,e também o mais complicado por serem primos, era só diversão! Era um escape quando estava longe de Hogwarts,longe do noivo lhe prometido muito cedo, Rodolphus Lestrange, com quem casou quase que contra a vontade, mais por interesse pelo seu poder e pelo seu nome , dão dessa ligação veio Rabastan Lestrange, na época, um garoto turrão,porem encantador , ela fora a primeira mulher em sua vida . Voltando aos tempos de Hogwarts, Severus Snape, fora o que ela mais aproveitou , era calado ,mas sabia fazer certo ,e do jeito que ela gostava . Mas o que ela mais amou intensamente fora aquele que estava fora de seus padrões, fora de suas expectativas. Lord Voldemort.
Se ela o amara? Sem sombra de duvida! Aquele olhar mortal que insistia em lhe encarar em todas as reuniões de Comensais, e nas festas da família Black. Em branco aquela historia não ficaria. Ele tinha o despeito de lhe medir da cabeça aos pés , parando nas partes que mais lhe chamavam atenção, na frente de Rodolphus e de quem quer que fosse, ele sabia de seu poder, e de seu poder sobre a morena . O desejo que ela sentia exalava de sua pele, o fogo ardia em seus olhos sempre que o avistava. Porem, o que aquele belo par de olhos negros,obscuros escondiam? O enigma daquele olhar fervoroso fora embora para sempre junto com sua bela dona. Ninguém nunca conseguiria entender, ninguém entendia o porque dela se afundar daquela maneira, narcóticos, álcool , orgias , cortes a sangue frio. Perturbada? Talvez,mas a pequena Black passava por uma fase difícil, e o motivo de tudo aquilo ninguém sabai explicar; Exceto, ele. A conhecia , a descobrira desde muito cedo. Ele era o dono da caixinha de surpresas chamada Bellatrix, e ele a guardou para si próprio. Levou consigo tudo o que aquela mulher sentira , todos seus medos e suas aflições. Ela era uma criança despida, um anjo caído com as asas feridas. Ela era seu pequeno tesouro que ele conquistou tão tarde e teve de abrir mão tão cedo...


Mãos que agarram com força o meu peito
e sangram o meu coração,
que apodrece,e ela gosta
Antes de esfriar eu sabia, ela estava morta!



Lord Voldemort

Era o nome do dono e do merecedor da bela moça calculista. Ele sempre a preferiu. Daria a vida de qualquer um de seus seguidores pela dela. Foi a primeira que ele procurou salvar de Azkaban. Méritos para com o Lord? Não, lealdade, foi leal até o fim, procurou-o o tempo que pode, em em todas suas quedas, ela sentia e brigava com unhas e dentes para provar que seu Lord era o melhor. Bella era digna da preocupação e dos créditos que recebia de seu Lord, ao contrario dos outros desertores imundos que queriam ainda se engradecer as custas do Lord das Trevas. Lucrar com o retorno triunfar e poder admirar com orgulho aquela marca gravada a fogo no braço.
Ele sempre lhe deu valor , pois, ela nunca esteve interessada em fama,glória eterna ou esse tipo de coisa. Bella estava sempre ali e ponto! Era o que interessava.


Enfim,acabara.
Nunca mais se encontrariam,nunca mais se tocariam,nunca mais acordariam juntos, um sob o outro e nunca mais aqueles lábios sedentos se encontrariam.
Nunca mais ririam da cara dos perdedores, nunca mais chingariam os sangue-ruins, nunca mais planejariam ataques ou maldades.
Nunca mais aqueles olhos negros encontrariam aqueles vermelhos , e nunca mais um leria a mente do outro.
Acabara....

O corpo magro erguido em sua cruz
como uma revelação,
que teve o rosto cortado
o corte é exposição.
Por uma deusa suja nós vamos dançar,
E depois vamos no matar!
Com os pulsos cortados ,
Meu sangue vai te envenenar!




Da sacada do prédio medíocre , ele podia ver os policiais trouxas e uma quantidade enorme de empregados do Ministério a procura do corpo de Bellatrix.
Estava em transe observando os mergulhadores, e os policiais da perícia,não tardaria para eles virem bater em sua porta para que ele prestasse depoimento, afinal,ela pulou de seu apartamento, e ele tinha muito mais a ver com a historia do que imaginara.
”Estou ferrado.” - murmurou, com mais uma serie de xingamentos a sí próprio.


Passaram-se dias e mais dias.Rabastan podia fugir da responsabilidade como fizera tantas e tantas vezes ,mas não, encarou as perguntas absurdas, e os olhares e resmungos de reprovação de Narcisa quando teve de abrir o jogo e dizer que “Sim, durmi com a minha cunhada durante boa parte de seu casamento com meu irmão.”, dentre outros detalhes da noite em que tudo acontecera. Constrangedor? Para ele nem tanto, apenas ficou ressentido pela morte de seu irmão, que um dia atrás havia sido enterrado ao norte da Grã-Bretanha.


Dias,semanas se passaram. Logo fizeram 2 meses e as investigações entraram em recesso. Não podiam acusar Rabastan de nada, pois, alem de não terem provas de qualquer coisa contra o rapaz, depois de 2 meses de procura e perguntas intermináveis, não conseguiram acharam o corpo de Bellatrix no mar, nem em qualquer parte do penhasco em que se jogara.


Uma esperança surgia no coração do Lestrange, e das duas Blacks restantes.


Eu dei tudo, tudo o que eu podia,
Eu dei tudo, tudo o que você queria....


_____________________________________________________________
Obrigada por ler até aqui, de coração. *-*
Uma continuação? aqui : http://www.floreioseborroes.net/menufic.php?id=25735 ;D
leiam. obg.

28/12/07

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.