FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. Epílogo


Fic: Londres


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Notas da Autora:

Desculpe a demora! Aqui está o Epílogo e o fim dessa fic, que demorou muito para escrevê-la apesar da pequena quantidade de capítulos! Muito obrigada por ler!






Epílogo






- Como se faz um bebê? - perguntou James.

- É! Como se faz um bebê, tio Harry. - perguntou Holly.

- Ahn... da onde vocês tiraram essa dúvida? - perguntou Harry, as duas crianças estavam apoiadas nos joelhos dele, um em cada um.

- Eu e James ficamos perguntando pros adultos, mas cada um conta cada história. - Holly falou e se mostrou irritada.

- É! E nem venha com historinhas para crianças - James encheu o peito,se mostrando adulto - A gente não acreditou naquela baboseira de que uma fênix traz o bebê e muito menos sobre aquela Mandrake da meia-noite que pode ser um bebê bruxo.

- Bom, é igual quando você vai plantar. - falou Harry, devagar, se lembrando vagamente da história que o tio Vernon contou para Dudley - O marido coloca uma semente da barriga da mulher e deixa lá para crescer por 9 meses!

E parece que uma luz que compressão se acendeu nos olhos de Holly e James, Harry se deu por satisfeito, quem sabe quando James crescer, ele conte realmente a verdade. Alexis saiu do quarto 207, e seu filho logo veio perguntando:

- Mamãe! É verdade que já fui uma semente?!

- Rã?!

James e Holly se olharam e falaram ao mesmo tempo, com uma voz tediosa:

- Mentira...

Os dois acabaram por correr pelo corredor a procura de outra pessoa que pudesse dar a informação correta.

-Que que esses dois estão tramando? - perguntou Alexis no momento que chegara perto de Harry, que estava sentado num banco de frente do quarto 207.

- Tentando descobrir como se faz um bebê... - falou Harry, enquanto olhava para onde as duas crianças haviam ido, depois se virou para a mulher - Como está a Hermione?

- Estressada... você deveria ir lá acalmá-la, ela realmente está virando histérica - Alexis comentou enquanto sentava do lado de Harry - Cadê o Ron?

- Voltou pra casa, pegar as coisas que acabou esquecendo - respondeu Harry, que levantara - Vou ver Hermione.

- E eu vou procurar aqueles dois... - Alexis mal sentara e já se levantou - Onde estão os pais de Holly?!

- Provavelmente... 'tentando' fazer um bebê - respondeu Harry antes de entrar no quarto.

Alexis rolou os olhos para cima e saiu pelo corredor onde as crianças haviam ido.






- Hermione?!

- Ha-AAAAAAAHHH!!!

Harry correu para ficar do lado da cama da amiga, segurou sua mão e com a outra serviu de apoio para as costas dela, enquanto Hermione ia para frente por causa da dor.

Passada a contração, Hermione falou, sem fôlego:

- Que bom... que você está aqui... onde está o Ron?!

- Ele voltou para casa buscar as coisas que tinha esquecido. Mione?

- Oi?!

- Minha mão... você está apertando mui-

- Ah! Desculpa, Harry! - Hermione soltou imediatamente a mão do amigo, que deu um suspiro de alívio.

- Você não acha melhor ter o bebê pelos modos bruxos? - perguntou Harry calmamente enquanto massageava a mão.

- Lógico que não!

- Mas, você se sentiria melhor e... - começou Harry, com uma voz cansada.

- Não é não, Harry!

E nessa hora, Ron entrou no quarto carregando uma bolsa grande e respirando rapidamente.

- Dava... para... ouvir... os seus gritos... pelo corredor inteiro! - Ron respirou fundo dessa vez e continuou - Pensei que você já ia ter o bebê!

- Eu estou quase tendo!! Por que demorou tanto??!!! - gritou Hermione histericamente.

- Tive... alguns imprevistos... - disse Ron, nervoso.

- Que tipo de- Papai! Mamãe!! - Hermione começou a gritar de raiva, mas mudou seu tom de voz para uma de surpresa, porém ainda gritava.

Os pais de Hermione entraram pela porta do quarto, com a maior cara de felicidade do mundo, a filha deles ia dar a luz. Logo atrás vinha o Sr. Weasley.

- Esse imprevisto... - comentou Ron.

- Por que você não disse que já estava no hospital? - falou a mãe de Hermione, um pouco ressentida.

- Você sabe que nós queríamos estar do seu lado nesse momento. - completou o pai.

- Muito interessante... é assim que um hospital trouxa é... o que será aquele aparelho? - falou o Sr. Weasley, enquanto olhava ao redor e, com curiosidade, foi em direção a um aparelho médico.

Hermione deu alguns sorrisinhos para os pais, disse que não os queria preocupá-los, mas logo que estes desviaram o olhar da filha, ela olhou para Ron com um olhar ameaçador.

- Desculpa! Mas eles apareceram na nossa casa do nada! E eu estava atolado de coisas de bebê e com muita pressa... então eles deduziram - sussurrou Ron no ouvido de Hermione.

- Você deveria ter inventado alguma históriAAAAAAAAAhhhh!!!!

Outra contração, Hermione segurou no braço de Ron com tanta força que este acabou berrando também. Todos os que estavam no quarto pararam para observar o casal gritando.

- Ó! Por Merlin! Meu neto já nasceu?! - falou a Sra. Weasley desesperada, quando entrou no quarto correndo.

- Não, mamãe. Mione só teve uma contração - falou Ron, de mau-humor e massageando o braço - Onde você estava?

- Fui avisar os seus irmãos é claro! Todos já estão vindo para cá! - falou a mãe dele, alegre.

Ron e Hermione trocaram olhares desesperadores, eles iam se virar para Harry, mas este já não estava mais no quarto. Mal perceberam eles que o amigo já havia saído da sala há muito tempo, de fininho.

- Você tem razão, Hermione está estressada... - comentou Harry ao sair do quarto e encontrar a mulher - principalmente agora que os seus pais e sogros chegaram...

- Eu vi - falou Alexis e olhou para as duas crianças emburradas sentadas no banco - E impedi que estas duas pestinhas entrassem lá, para causar mais stress.

- Não somos pestinhas! - falou James, indignado.

- É! Nós só queríamos ver como os bebês nascem!

- Não são? - falou Alexis incrédula - se não fosse por mim ,vocês provavelmente estariam na cozinha da lanchonete lavando pratos por ter deixado todos os pratos que estavam numa mesa caírem!

James e Holly se calaram.

- E se entrassem no quarto, talvez convençam a Hermione a não ter filhos... - Alexis sussurrou, deixando apenas que Harry escutasse.

Harry deu um risinho, mas parou ao avistar no começo do corredor que o casal Draco e Ginny vinham correndo.

- O bebê já nasceu? - perguntou Gina um pouco sem fôlego.

- Não, mas Hermione está tendo as contrações...

- Por que demoraram tanto? - perguntou Harry.

- Porque Draco nã-

- Ginny! Acho que não precisamos contar isso.

Ginny fez um gesto de impaciência com uma das mãos e continuou:

- Ele não conseguia 'domar' os cabelos dele e ele disse que não saia sem deixar o cabelo do jeito que queria... Obrigada por terem pegado Holly na escola! - falou Ginny com um sorriso no final.

- Sem... problemas... - Alexis falou, mal conseguindo esconder o riso, enquanto seu marido ria-se largamente ao seu lado.

- Eu, pelo menos, tenho um cabelo bem cuidado e arrumado! - falou Draco irritado e vermelho, olhando para Harry.

- E quem disse que meu marido não tem um cabelo bem cuidado? - falou Alexis e continuou, mexendo carinhosamente no cabelo dele - Além do mais gosto desse jeitinho meio desarrumado!

Harry deu um sorriso metido para Draco, que se irritou mais ainda.

- Acho que agora poderemos entrar, a Hermione deve estar um pouco menos estressada. - falou Alexis.

As crianças se levantaram felizes e foram na frente, depois Harry e Alexis. Ginny ainda estava parada do lado do marido, tentando esconder um risinho, Draco percebeu e olhou feio para ela.

- Ah, lindo! Eu gosto do seu cabelo assim! - disse Ginny carinhosamente.

Os dois entraram no quarto também.

Seguiu-se um minuto de silêncio no corredor, mas mal se abriu a porta do quarto 207, ouvia-se os gritos de Hermione:

- Fora! Fora daqui! Vocês estão me enlouquecendo!






Na hora que chegou os primeiros irmãos de Ron, Hermione e ele já estavam na sala de parto. Todos os restantes da família e os amigos dos dois estavam do lado de fora esperando.

- Por que demora tanto? - perguntou Sra. Weasley, apreensiva - Será que está tendo complicações?

- Não, isso é normal. - disse a Sra. Granger, apesar de estar um pouco nervosa.

- Por que não podemos ver? - perguntou o Sr. Weasley, chateado.

- Ahn... Arthur? Se você quiser ver um parto normal, você pode ver na TV - falou o Sr. Granger.

- Sério? Você me empresta a sua TV? - Sr. Weasley agora falava ansioso.

Sra. Weasley olhou feio para o marido. Os irmãos de Ron estavam esperando e de vez em quando, conversando baixinho um com o outro. Ginny foi ficar do lado da mãe, enquanto Draco e os outros, junto com as crianças, foram à lanchonete.

- Mamãe, deixa a gente ver o bebê nascer. - pediu James.

E se ouviu um coro de crianças pedindo também, já que os filhos de Gui, Carlinhos e Fred estavam junto com eles também. Além de Holly.

- Ahh, vamos tomar alguma coisa primeiro! Tenho certeza que o bebê não vai sair do lugar enquanto a gente tiver fora! - falou Alexis, sorrindo.

As crianças deram berrinhos de alegria e começaram a falar o que queriam tomar, tudo ao mesmo tempo. Draco, Harry e Alexis tiveram que se esforçar para controlar todas aquelas pestinhas.

Enquanto isso, logo que eles saíram com os pequenos, o médico saiu da sala, tirou a máscara e disse:

- É uma linda menina!

E todos que estavam esperando ansiosamente pela notícia do médico, deram vivas de alegria.

- O bebê está sendo levado para o berçário, a mãe passa bem e o pai, bem... o pai desmaiou durante o parto.

- Ele está bem?! - perguntou a Sra. Weasley preocupada.

- Ah! Sim! Ele está sim, desmaiou provavelmente porque viu um parto normal - disse o médico descontraído e continuou - Isso acontece de vez em quando.

O médico saiu e Sr. Weasley apenas o agradeceu. Todos ficaram um pouco calados, até que Jorge e Fred olharam um para o outro e começaram a cair na gargalhada.

- Hahahahahaha!

- Mas por que é que vocês estão rindo desse jeito! Estamos num hospital! - falou a Sra. Weasley irritada.

- O... Ron... desmaiou! - falou Jorge entre intervalos.

- No meio... do... parto! Hahahahaha! - completou Fred.

- E isso lá é motivo para rirem?! O próprio médico disse- Por que é que vocês também estão com essa cara?! - a mãe deles que começara a dar um sermão nos gêmeos, virou-se para olhar o resto da família e percebeu que estes também estavam contendo um riso.

- Ah.. querida, deixe-os! Estamos num dia feliz! - falou Sr. Weasley.

- Hunf, mas também não precisa rir desse jeito! - disse Sra. Weasley cruzando os braços.

- Vamos, vamos! Não fique assim! Vamos ver os dois e depois vamos ao berçário! - Ele se dirigiu aos pais de Hermione e perguntou - Não vamos?

- Claro! Claro! - confirmou o Sr. Granger feliz.

E logo quando os quatro saíram de lá, houve uma explosão de risos de todos que ficaram.

- Já nasceu?! - perguntou Harry, logo depois quando chegou.

- Por que vocês tão rindo desse jeito?! - falou Alexis, olhando estranho.

Uma risonha Ginny veio ao encontro deles, deu o braço para Draco e disse:

- Sim, já nasceu e é uma menina! Mas... - Ginny deu uma rápida olhada aos irmãos e depois continuou - Ron desmaiou no meio do parto.

Harry e Alexis ficaram boquiabertos, porém Draco...

- Hahahahahaha!

- Draco! - reprimiu Ginny, apesar de não conseguir esconder um leve riso no rosto.

- O que aconteceu com o tio Ron? - perguntou Holly para a mãe.

- Ele desmaiou, querida. - repetiu Ginny, que logo foi seguido de uma outra gargalhada de Draco.

- Ele está bem? - Holly quis saber, preocupada.

- Sim, ele está bem!

Depois, todos foram para o quarto 207, para parabenizar o nascimento da nova Granger-Weasley.

E assim, nasceu uma linda menina, em um verão londrino. Filha de Ronald Bilius Weasley e Hermione Jane Granger, Kimberly Granger Weasley.






- Papai desmaiou no meio do meu nascimento?! - perguntou Kim, incrédula.

- Sim... - afirmou Hermione, enquanto acariciava a mão do marido.

- Eu estava muito emocionado, tá? - falou Ron ,indignado.

- Hehehe, claro querido - falou Hermione e continuou - Bom, eu só percebi que ele desmaiou quando eu senti um grande puxão na minha mão. Seu pai estava segurando minha mão mesmo depois de ter desmaiado!

- Ó! Que romântico! - disse Kim, toda alegre.

- Até que é... mas eu quase caí fora da mesa de parto! As enfermeiras tiveram que segurar Ron para que ele não me levasse junto para o chão!

- Você se diverte com isso, né? - falou Ron num tom irônico, enquanto via a esposa rir.

- Ah! Pai.. é um pouco engraçado!

- Você também, Kim! Já não basta minha família inteira ficar rindo de mim!

- Eita, Pai! Não precisa ficar assim! Você sabe que eu te acho um máximo!

- Mesmo? - perguntou Ron, fazendo-se de difícil.

- Mas é claro! - Kim se levantou do chão e foi abraçar o pai.

Eles viviam numa casa num subúrbio de Londres, Ron e Hermione estavam sentados no sofá de frente para a lareira, era um dia frio de inverno, e já havia se passado uns sete verões desde que a pequena Kim nasceu. Hermione já estava grávida de outro.

- Harry e Alexis vão para o Natal na Toca? - perguntou Ron a esposa.

- Vão sim, eu recebi a coruja deles essa manhã, quando você tinha acabado de sair para o Ministério. Você não viu Harry no trabalho?

- Não... parece que ele tinha que resolver algum caso...

- James vai vir pro Natal?! - perguntou Kim, ansiosa.

- Acho que sim, parece que ele não pretende passar em Hogwarts - disse a mãe sorrindo.

- Iupii!!!!

- Você não está gostando de James, está? - perguntou o pai.

- Lógico que não, papai! - respondeu Kim depressa, enquanto ficava vermelha.

- Bom mesmo! Porque você é nova demais!

- E quando eu posso gostar de alguém?

- Bom, nunca! Só pode gostar do seu pai!

- Eiii!!! - Kim ficou indignada e começou a fazer cócegas no pai.

- Isso- Hahahaha! Não é justo! - falou Ron, enquanto se segurava para não rir.

Ele começou a atacar de volta. Hermione ria da criancice dos dois, pegou o livro que estava lendo antes de começar a contar a história de Kim. Pela janela para o lado de fora, dava para ver que começava a nevar, parecia frio, mas dentro da casa estava aconchegante e quente.












..............................................FIM.....................................................






Notas da Autora(2):






Ahh!!!! Vocês gostaram?! Ficou legal?! Eu nem achei que ficou muito bom, mas eu mandei para umas pessoas e elas gostaram! E eu tô feliz!

A menina Kim, filha de Ron e Hermione, tirei de uma outra fic, 'Longe dos Olhos, Perto do Coração', Nik amiga espero que não se incomode. E caso você queira saber, sou completamente Kim/Aug! Então não se preocupe com o James!

Agradecimentos a minha beta-reader: Nessa (obrigada você por ter corrigido e incentivado). E mais Trio Parada Dura (Lisa e Caileach), Taís, Site do Through the Rain, Site Harryoteca (muito obrigada pela espaço que deu a essa fic), Nikari (sorry se não avisei, queria fazer uma surpresa!), Cami Rocha, Scila, Satine, Lany, Vivix, o pessoal que comentou no 3V, Fanfiction.net e Potterish (muito obrigada! Cada comentário me deixaram muito feliz! E o final dessa fic nem existiria se não fosse por vocês!). MUITO OBRIGADA! Beijos e a gente se vê!

Bom....aqui vai as pessoas que comentaram do Potterish: mto obrigada a Cika, Mary Jane, Andressa Marques, Vanessa(nossa...mtos posts, valeu!), Annie Ganger, Tata(eu sei) e kamila!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.