FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. - Coágula -


Fic: Maldita


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Lua de ferro da meia noite, antecipada ela é sua rainha
Amantes, monstros, homens e mulheres
Nenhuma espada te toca exceto pela minha.


-Ora Bellatrix, não pensei que fosses tão fraca mulher!- disse o rapaz entragando-lhe uma taça de absinto. –Tome, vai fazer bem.
-Não é uma questão de força Stan! É outra coisa demasiado complicado para ser explicado a você. – deu um gole, segurava a taça tremula, o choque ainda não passara .
- Me chamas de burro na cara larga Bella! – Rabastan riu , enquanto brincava com sua bebida. -Eu sei, meu irmão está morto, deve ser um momento difícil pra você.
-Não só por seu irmão Stan, o Lord foi morto, e agora?O que será de nós?! Vão nos caçar até não poderem mais! Vamos viver como ratos imundos pelo resto de nossa existência.
-Sem drama,sem drama querida! – Rabastan sempre curto e grosso, seja lá com quem fosse,não gostava de voltas e ia direto ao ponto sem frescura,machucasse quem machucasse.- Somos mais astutos que os outros, mesmo sem Voldemort no poder.
Bellatrix se levantou,repousando o copo sobre a uma mesa de canto.
-Stanzinho, entenda que não existe mais isso de poder, Voldemort m-o-r-r-e-u, entende? Não temos mais pelo que lutar!A menos que exista um modo que o Lord volte das trevas novamente, oque eu acho difícil,. Espera, Voldemort não podia morrer!
Rabastan sentou-se no chão frio e empoeirado de sua casa, morava sozinho desde muito cedo,o lugar aos olhos de Bellatrix era apertado e deplorável.
- Bem Bella, acho que ninguém te explicou nada,não é mesmo? Ou você não perguntou o motivo dele estar com aquela aparência,ou porque ele foi morto por um idiota como Severus!
Sim,ela até esquecera disso.Voldemort não era o mesmo após aquela transformação.
-Bem, Voldemort estava fraco, ele sentia que suas Horcruxes estavam sendo totalmente liquidadas, e com isso, foi enfraquecendo. Aquele rosto,é pura magia negra,e das bravas, tanto que muitos bruxos desconhecem,inclusive eu,e pelo visto,você. Voldemort estava com um pé na terra e outro no inferno, e bastou um empurrãozinho de Severus para que ele caísse fogo abaixo.
Bellatrix olhava abobada para o rapaz, era inacreditável o quanto ele sabia e ela não.
- Voldemort significou muito pra você ,não?
-Não sabes o quanto .-Bella se sentou ao lado de Rabastan,encostando-se na parede gélida.
-E eu Bella?- Rabastan segurou de leve a mão ferida da mulher. – Oque signifiquei para você?
-Tanta coisa,mas isso já está acabado,é um assunto que já nos forçamos a esquecer. – Bella fitara os olhos do rapaz,afastando a mão da dele.
-Esqueça tudo Bella. – Rabastan se levantou e a puxou pelos braços. – Finja que a sua noite começou agora!Com o nosso reencontro!
-Vai ser difícil Stan.- murmurou.

Que te cortou em pequenas partes, e quis te alimentar
Você não estava lá! quase nada
Sua puta desgraçada!!




O homem a segurava com carinho pela mão, guiando-a pelos corredores estreitos.Entraram em um banheiro igualmente pequeno, a maior parte estava ocupada pela banheira de mármore branco e barato.
Rabastan abriu uma gaveta e tirou um estojo de metal ,indicou uma cadeira para que Bellatrix se sentasse, ele abriu o estiojo, havia dentro uma seringa fina e uma cápsula , os olhos da mulher chamuscaram.Rabastan se sentou na borda da banheira, puxou a capinha da fina agulha com o maior cuidado ,espetou a agulha na cápsula e puxou o conteúdo que ali estava, entregou o cordão de borracha para Bella, ela o amarrou firmemente no braço, suas veias agora estavam bem aparentes . Rabastan encostou a agulha em uma veia roxeada bem nítida.

-Aos velhos ,e bons, tempos! – enfiou a agulha, empurrando todo o conteúdo para o braço de Bellatrix, que jogou a cabeça para trás.
-Ah,Stan. Era oque eu precisava. – riu forçado, olhando Rabastan tirar o torniquete de seu braço.
-Falta algo , Bella. – se levantou e puxou Bellatrix devagar.
Desceu suas mãos pelo corpo da mulher bem lentamente, enquanto mordia com doçura os lábios da morena.
Faria ela esquecer de tudo, faria um bem a ela.E um bem a si próprio.
A língua caliente de Bellatrix pedia passagem, e ele a concedeu de bom grado,e como recusaria, sentira tanta saudade do beijo da cunhada.
O beijo se intensificou, ela entrou para dentro da banheira,empurrando-o contra a parede de azulejos .
Rabastan abriu botão por botão do vestido surrado da mulher, esta,violentamente abria a calça do rapaz.Logo já estavam nus por completo,e sem dó, Bellatrix se abaixou,segurando as coxas de Rabastan e o proporcionou um prazer inigualável, não costumava fazer isso em seu marido,mas Stan era um caso a parte. Rabastan gemia de prazer,mordendo a boca com vontade,enquanto a da mulher estava ocupada em fazer os mais torturantes e prazerosos movimentos.O clímax do rapaz veio,quando sentiu, afastou a cabeça ,voltando para cima.
Bellatrix grudara no pescoço de Rabastan ,mordendo com violência , ele a arranhava as coxas com ferocidade, com a agressividade das carícias,esbarram na válvula do chuveiro e a água despencou em seus corpos, não fizeram menção de fecha-lo, os corpos se fundiram bem rápido em um só,era o encaixe perfeito, molhados pela água morna .
Bellatrix tentava arranhar os azulejos , sentiu perder o chão enquanto atingia o clímax, urrou.Repousou um instante a cabeça no ombro do homem,fechou a válvula exausta, e se abaixou com homem,para repousar no fundo da banheira.
Os lábios se encontraram novamente, e ali permaneceram por um tempo.
Rabastan se levantou e se sentou na cadeira antes ocupada por Bellatrix,acendendo um cigarro.
-Noite agitada ,não? – brincou.A mulher concordou ,sem mostrar uma expressão boa ou ruim,apenas neutra.
Rabastan descansou o cigarro aceso em um cinzeiro sujo e saiu do cubículo que chamava de banheiro.Bellatrix se levantou ,apoaindo os braços na parede e curvando a cabeça até que o excesso de água que ainda tinha em seus cabelos caísse.
Saiu da banheira, vestindo um robe velho que estava jogado sob uma pilha de roupas .
Ӄ tudo um pesadelo, um pesadelo ruim,um pesadelo maldito!
Estava bem em frente ao espelho arranhado do banheiro, queria tanto ver o reflexo de mais alguém ali, queria ver o reflexo de sua alma completa e reconstruida.


Não se preocupe, se você fosse eu, você também se
odiaria
Vá em frente, dentro de um sonho
Há outros cinco que te esperam




Ruídos de vidro sendo quebrados, o sangue jorrava de seu pulso. Socou com muita força o espelho de Rabastan, agora chorava de dor,enquanto via seu sangue escuro manchar o armário e o resto de seu braço.
-Bella! – Rabastan pegou uma toalha branca e enrrolou na mão da mulher. – Isso não vai adiantar! Isso não ira aliviar a tua dor !
Tentava acalmar Bella, fazendo carinho em sua face e dando um beijo doce em sua testa.
-Eu mereço a morte Stan, se você não fizer isso por mim,eu mesma o farei.
-Antes de lhe causar qualquer mal eu morreria. Esqueça essa possibilidade,não faria mal a você nem que estivesse hipnotizado.
Bellatrix afastou-se,seus olhos estavam fundos, de dar medo, saiu correndo para fora .Rabastan puxou a toalha encharcada em sangue e jogou dentro da banheira, ficou observando o sangue se diluir na água e escoar pelo ralo.
”Bellatrix está cada dia mais louca.


-Simplesmente não existe vida sem você,Milorde.Para o céu,ou para o inferno, não importa para onde eu vá, contanto que eu possa apreciar novamente seu olhar frio eu aceito ir pra qualquer buraco.
Suas pernas balançavam conforme o balançar do vento forte, o céu estava estrelado e a lua enorme e cheia.
-É tudo por você ,Tom Riddle.
Por um segundo flashs dos momentos ao lado de Voldemort passaram diante de seus olhos, o primeiro encontro, ela só tinha 17 anos quando entregou sua vida a ele, depois os saraus em que sempre ele era convidado, tantas coisas boas e que ela não queria perder,jamais.
-Meu amor por você é eterno,sem fim. Você se foi, e levou-me junto contigo mesmo sem intenção.
-Bellatrix!Desca daí!Por Merlin!- Rabastan esticou o braço para que Bellatrix descesse do parapeito da sacada.
-Não,Stan. Acabou, é assim que acaba a historia da Serva Fiel e do Deus Supremo. Cuide-se, e não deixe Cissy em apuros,jamais,ela era tudo pra mim,confio em você.
Os olhares se encontraram por uma fração de segundo, uma piscadela fraca e a mulher já havia despencado da sacada para o precipício fundo, Rabastan correu ,e apenas ouviu o barulho do corpo chocando-se violentamente na água furiosa do mar.
-Bella... Ah, Meus Deus, Bella...- e ali o rapaz se abaixou,encolhendo os joelhos e deixando a dor transparecer em seus murmúrios.
Bellatrix Black Lestrange morrera,e ele nada fez para impedir.


Você agora aceite os meus defeitos porque essa noite, eu me transformei
Uma menina, três meninas, não há conta para minha chacina,
Você quer meu sangue, sangue coagulado
Te dou meu sangue, sangue coagulado...



Rodolphus e Bellatrix, logo se encontrariam aonde quer que fosse,junto do Lord.
Rabastan se levantou depois de umas horas sentado ali, imaginou se ela não estaria feliz agora. Suspirou, no fundo sentia um alivio,ela estava livre, seu coração não sentiria mais dor e sua alma iria vagar,mas logo se encontrar em qualquer corpo.
Fora a ultima pessoa a ver Bella, e era dele a missão de informar os Malfoys, mas a partir daí já não era mais sua obrigação, a noticia com toda certeza iria se espalhar como fumaça.
Não existiria mais para o que lutar, sua Marca Negra já estava demasiado fraca, logo seu braço estaria disperso do desenho que o transformava em alguém ‘importante’ por assim dizer.
”Mais tarde,mais tarde eu vou aos Malfoy,mais tarde..”
Serviu-se de uma taça bem cheia de whisky ,sentou-se em seu sofá e bebeu,bem calmamente.E assim passou a noite, rodeado de seus Jack Daniel’s e de suas drogas lisérgicas.


Tem algo errado que acontece comigo nessas horas
Tem algo errado que eu sei que vai sempre acontecer
Tem algo errado que acontece comigo
Você não sabe tem algo errado comigo e eu sei que é
algo com você




Narcisa ficou desolada,sem o chão por completo.
Lucius afagava seus cabelos escorridos e dourados, Draco parecia estar em transe com a noticia.
-Lucius,por favor, chame Andie e Sirius. – pediu Narcisa,soluçando.
-Mas querida...
-Não me venha com seus discursos Lucius!Não existe mais barreiras ,somos todos iguais,e eles são o pouco do que resta da família Black, querido,não me faça ficar pior. – não continha as lagrimas, Rabastan apenas observava.
-Certo,certo.Vou chamar Black e Andrômeda,não se preocupe. Me acompanha ,Rabastan? – disse Lucius se levantando,dando um beijo carinhoso na mulher.
-Precisa avisar o Ministério Lucius,precisam encontrar o corpo dela. – sussurrou Rabastan.Lucius concordou solenemente.
Os dois saíram.Draco se levantou e abraçou a mãe.
-Era para ser assim,mãe?
-Não querido,não.
Ficaram abraçados em silencio, os dedos de Narcisa percorriam lentamente os cabelos lisos e louros do filho com uma certa sutileza e amor.
Demoraria para a ferida se curar, mas logo passaria.
Bellatrix seria eterna para eles,e sua luz nunca se apagaria.


Só você que me deixa assim
Só você que me deixa assim

Eu te cortei em pequenas partes que é para ninguém te encontrar

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.