FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Problemas com Sonserinos


Fic: Marotices da Vida - Concluída!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cap. 2 : Problemas com Sonserinos

O sol já estava se pondo, e quem olhasse para o céu veria uma linda imagem alaranjada ao longe de Hogwarts, o por do sol estava maravilhoso, neste outono frio.
Nos jardins podia-se ver um grupo de Sonserinos reunidos, sentados embaixo de uma árvore.
Os Serpentes, eram os maiores inimigos dos Marotos. E naquele grupo, que contava com Lúcio Malfoy, Narcisa Black, Severo Snape, Belatriz Black (N/A: Ela e a Narcisa só se tornam Lestrange e Malfoy [respectivamente] depois de casadas) e Alfred Goyle, todos eram Sonserinos.

- O Potter e aquele grupinho nojento, estão aprontando alguma. Eu tenho certeza. – Disse Lúcio Malfoy com uma voz fria e arrastada.
- É, eu também acho. – Concordou Belatriz.
- Bom, eu ouvi o meu ‘priminho querido’ falando alguma coisa em relação à uma reunião hoje á noite. – Disse Narcisa.
- Acho que os Serpentes terão que agir, não é mesmo ? – Severo Snape disse arrogante e com uma expressão maliciosa.
- Já estava na hora, á duas semanas que estamos parados. – Belatriz disse entediada.
- Exatamente. Então o plano será o seguinte: ... – Comandou Lúcio.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~T/L~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Já era noite, o frio e a escuridão já tomavam conta do grande castelo de Hogwarts, quase ninguém mais se encontrava acordado uma hora dessas, mas em duas salas comunais podiam-se ver dois grupos de alunos do 5º ano conversando baixinho.

- Já estão todos aqui ? – Disse Lílian em voz baixa.
- Eu estou, meu anjo ruivo. – Respondeu Tiago em um tom falsamente apaixonado, muito comum, e que era próprio para irritar Lily.
- Hum, que pena. Achei que poderia acontecer um milagre enquanto você tomava banho. – Ela disse entediada.
- Milagre ? – Perguntou Sirius.
- Sim, o do Pontas se afogar.
- Também te amo, Docinho. – Ele disse sarcástico, e Lily revirou os olhos visivelmente irritada.
- Os pombinhos já acabaram de discutir ? Já estamos atrasados e vamos Ter menos tempo do que o planejado. – Disse Luana irritada, todos sabiam que ela gostava de Tiago e morria de ciúmes de Lily mesmo sabendo (ou achando) que ele não queria nada de verdade com ela.
- Isso mesmo. Vamos logo. – Disse Marie.
- Tudo bem. Docinho, você que vir comigo na capa ? – Perguntou Tiago com a capa da invisibilidade na mão.
- Adivinha Potter ... É claro que não ! Vamos na frente Carol.

De dois em dois, todos foram com cuidado em direção à sala precisa.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~T/L~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Já dentro da sala precisa ...

- Docinho, meu bem. Pare de se afastar de mim. – Disse Tiago implicante, e que chegava para perto de Lily cada vez que esta se afastava dele.
- Pontas, você quer que eu te mate hoje mesmo ou vai viver um pouco mais ?
- Ora meu bem ... Você nunca faria isto, não é mesmo ?
- Eu não duvidaria nada. – Disse Carlos baixinho para Marie.
- Ótimo, você quer morrer de uma vez ou vai preferir bem devagar ?
- Bem, se a última imagem que eu ver for a do seu rostinho lindo, eu prefiro morrer devagar.
- Ok, você quem pediu. Mas eu não vou te dar o gostinho de morrer agora.
- Eu disse que você não teria coragem de matar o amor da sua vida.

Mal Tiago disse isso, levou um tapa na cara. Lílian o havia acertado com muita força e deixado a marca dos dedos no seu rosto claro.

- Tudo bem ... Os pombinhos já acabaram de brigar, então podemos fazer o que na realidade viemos fazer aqui ? – Todos cismavam de chama-los de pombinhos, o que irritava Luana profundamente.
- Isso mesmo ! Vamos resolver logo, porquê nós já estamos atrasados com esta reunião.

Os Marotos, ao contrário do que todos pensavam, não eram apenas um grupo de amigos adolescentes que viviam arrumando confusão e se metendo onde não devia apenas por diversão. Eles eram na realidade muito mais do que isto. Se juntavam no mínimo uma ou duas vezes por semana, para discutir sobre a segurança do colégio, isto, é claro, sem o conhecimento de Dumbledore.
Todas, ou quase todas, as enrascadas que um deles se metiam, era por estar resolvendo algum assunto importante para Hogwarts.
Os Serpentes, eram seus maiores inimigos pois sempre tentavam arruinar os planos, mesmo não sabendo exatamente o que os Marotos faziam. Tiago era o líder dos garotos e Lílian era a líder das garotas, sendo os sub-líderes, Carol e Sirius, que sempre comandavam quando Tiago e/ou Lílian estavam em alguma missão ou não podiam assumir por motivos diversos.

- Por que esta reunião foi marcada Pontas ? – Perguntou Carol.
- Bom, é o seguinte Tulipa, vocês lembram-se daquela garotinha prima da Amanda Hott ? Aquela que esta no 1º ano ? – Disse Tiago.

[...]

- Então todos vocês entenderam não é ? – Perguntou Lily.
- Claro que sim, o plano está bem claro, mas também muito arriscado.
- Nós sabemos mas os planos do meu Docinho sempre dão certo. – Disse Tiago.
- Então agora vamos, a reunião dos Marotos está acabada por hoje.

Todos começaram a sair com cuidado da sala precisa. Tiago á frente, com Remo e Sirius, usando o mapa dos marotos, e os outros atrás.

- Eu não acredito ! Aqueles idiotas nos seguiram de novo. – Disse Tiago para Sirius. Ele acabou de consultar o mapa que mostrava os Serpentes logo à frente, achando que iam dar o bote. Mas os Marotos tinham esta arma muito mais poderosa: o mapa mostrava tudo.
- Shiii ! – Sirius fez um gesto para todos atrás que já iam começar a perguntar o motivo que pararam.
- Por que nós paramos, Almofadinhas ? – Perguntou Lily que logo se juntou aos três à frente.
- Os serpentes nos seguiram de novo e pensam que podem nos enganar. E agora, Docinho, o que faremos ? – Perguntou Lupin.
- Bom, o jeito é encararmos, seria muito arriscado pegarmos a passagem secreta que daria para a sala comunal, pois o Filch fica muito próximo à ela e poderia nos pegar.
- Realmente, bem pensado meu amor. – Disse Tiago.
- Cala a boca Pontas, que eu não te perguntei nada.
- Calma, Docinho, foi só um elogio. Você e Tulipa podem ir na frente, quando eles fizerem alguma coisa, eu Aluado e Almofadinhas aparecemos, e os outros vem atrás para dar cobertura.
- O plano não está grande coisa mas...
- É o único que temos, vamos logo.

[...]

- Ora, ora ! Quem encontramos por aqui, duas marotinhas perdidas. – Disse Lúcio Sarcasticamente.
- Olha só Carol, acho que vamos Ter problemas.
- Ah, que bom que vocês já sabem disso. Nós vamos acabar com vocês, e o melhor : Sem precisarmos sujar nossas mãos. – Alfred riu com gosto.
- O Ranhoso e as priminhas do nosso amigo também estão aí. Que pena ...
- Que pena pra vocês. – Disse Snape frio.
- Oh não, acho que é para vocês mesmo. Tentem nos levar. Anda, tentem. – Disse Carol.
- Olha, elas pensam que são corajosas. – Debochou Belatriz.
- E vocês pensam que podem com a gente.
- E podemos.
- Podem se ferrar não é mesmo ? – Mal Lily disse isto, os Serpentes tentaram atacar, mas Sirius, Remo e Tiago apareceram.

Houve uma pequena luta silenciosa, apenas com as varinhas. Logo os Serpentes foram encurralados e quando iam fugir pelo outro lado, o restante dos marotos apareceram, fazendo um círculos em volta dos intrometidos.

- Eu disse que não podiam contra a gente. – Falo Lily com uma falsa expressão de pena.
- Seus... Ahrg ! O que vão fazer coma gente.
- Por que a pergunta ? Vocês tem alguma sugestão ? – Perguntou Carlos.
- Oh, acho que vamos Ter que pensar sozinhos, eles não estão muito dispostos a nos dar algumas idéias. – Disse Luana.
- Deixe-os ir. – Disse Lily séria, ainda coma varinha apontada.
- O quê ? Você ficou maluca Lílian ? – Perguntou Luana.
- Não, e eu disse : Deixe-os ir. – Repetiu a ruiva.
- Se ela disse vamos deixar. – Fala Remo.
- Mas fiquem tranqüilos porque nós temos meios de saber se realmente vocês foram para a sala comunal da Sonserina viu ? Então nem pensem em seguir para algum outro lugar. – Disse Tiago.
- E se contarem para alguém que estamos fora da cama a esta hora, vocês terão que explicar porque também estavam. – Lily finalizou.

Marie e Luana, à contragosto, abriram passagem para os Serpentes e eles sumiram de vista na imensa escuridão.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~T/L~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Já de volta na sala comunal ...

- Lílian eu não acredito que você os deixou escapar assim ... – Retrucou Luana irritada.
- Ela sabia o que fez. – Tiago disse pensativo.
- Como assim ela sabia o que fez ? – Disse Marie.
- Na hora eu também não entendi, mas como ela tambem era líder, confiei. Mas agora eu compreendi porquê ela fez aquilo, o que foi bem pensado.
- Ah é, e por quê ela fez, então ? – Perguntou Luana.
- Eu já havia entendido. – Remo disse.
- Eu os deixei ir por quê, não iríamos machucá-los então teríamos que os entregar para alguma professor. Aí entra o que eu disse á eles antes de deixa-los ir ...
- O que você disse ?
- Você não se lembra ? Ah claro, estava muito ocupada tentando me contradizer que nem reparou não é mesmo ?
- Chega vocês duas. – Disse Sirius. – Ela disse que se eles nos entregasse, teriam que explicar porque, também, estavam fora da cama.
- E daí ?
- É o mesmo que teríamos que fazer se os entregássemos. – Completou Carlos.
- Foi muito bem pensado Docinho. – Elogiou Remo. – Eu mesmo só entendi depois que você disse a última frase.
- Bom eu vou dormi. Boa noite, pessoal.
- B’Noite.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~T/L~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

N/A : Hey galera !! ahhh achu q nao vo conseguir escrever essa fic mias nao ... nossa tah dose eu nao consigo escrever T/L dicentment e kda vez eu tnehu mais certeza dissu ... bom eu sei q eh mo nd a ver os marotos serem uma especie de espioes mas faze u q ?? foi u uncio jeitu d sair uma fic ... eu esperu q tenha alguem q esteja gostandu dessa meleca ...
Ah depois achu q nu proximo cap eu respondu os coments ok??

*ENTREM NA COMU DA FIC :*

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=15149608


Pekenu dialogo ;
Lily: Lais ! comu vc escreve uma fic desse jeitu ?/ issu tah uam merda !!
Ti : Tb achu minha deusa ... essa autora maluca esta acabando coma nossa reputaçao ...
La : Noss anao imaginava q tava tao ruim assim ... e oq vcs estao fazendo aki ??
Lily: Tadinha dela Potter, olha nao eh q tah tao ruim ... ams tah mtu nada a ver sabe ...
Ti : Lily meu bem, nao adianta q ela ja entendue u recado ...
La : Buaaaá snif ... tudo bem ... snif .. eprguntem aos leitores se eu paro ou continuo pliz !!
Lily : Keridus leitores, as outras fics da La estao bem melhor entao vcs acham q ela deve continuar essa aki ou nao ??
Ti : Enkuanto issu comentem pq eu nao suportu ver mulher chorando ...
La : *autora chora ... chora e chora*

Passem nas minahs outras fics !!

Momento pedidos de uma autora carente que quer divulgar sua comu :
**entrem na minha comu du orkut : http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=15149608

E comentem por Merlim !!!

BjuxX LaH

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.