FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. Alguma coisa está errada...


Fic: Alvo Potter e o Tratado de Dumbledore- Titulo provisório


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

A aula de poções não era exatamente uma diversão. O professor era um homem muito quieto e recatado e não fazia nenhum esforço para tornar a aula mais interessante.
Larry colocou ramos de visgo do diabo demais, fazendo o que era pra ser uma poção do fortalecimento virar algo mais parecido com uma poça de lama esverdeada. Obrigando-os a ficar durante o intervalo para refazer a poção.
Quando finalmente se encontrou a sós com Larry e Rosa, Alvo e Meg tiveram a oportunidade de explicar o acontecimento.
-Que estranho! Quem estaria tentando se passar pela professora Bright?-Perguntou Rosa enquanto media 50 g de extrato de unha de explosivim.
-O mais estranho de tudo é como a pessoa entrou no escritório da Bright.-Argumentou Alvo, que não estava com vontade nenhuma de fazer poções-É impossível aparatar em Hogwarts, e Defesa contra as Artes das Trevas fica em uma torre, não existe outro caminho para o escritório dela, que não seja as escadas, teríamos visto se alguém tivesse entrado.
O grupo pareceu pensar sobre o assunto por alguns instantes, quando o professor quebrou o silencio:
-É melhor se apresarem, crianças. A poção só funciona quando feita em menos de cinco minutos.
Rosa salpicou o extrato no caldeirão, e com uma pequena explosão o poção virou de preto para vinho.
-Já terminamos.
-Bom, então estão dispensados.
Os quatro subiram as escadas para o pátio, ainda tinham meia hora de intervalo, enquanto isso, continuavam discutindo o que poderia ter feito aquilo com Bright. Rosa não se mostrava muito interessada no assunto, Alvo e Meg concluíram que só quem tivesse escutado o que escutaram ficaria tão obcecado quando eles estavam, e Larry... Bem, Larry já era entusiasmado por natureza.
-Acho que realmente devíamos tentar descobrir o que aconteceu.-Insistia Megan. Estavam sentados em um banco embaixo de um grande carvalho no pátio perto do salão de entrada, o dia estava ensolarado e a arvore dava uma boa sombra para eles.
Alvo não podia negar que estava um tanto ávido por aventuras, tinha ouvido tantas histórias de seus pais que não via a hora em que alguma coisa interessante acontecesse. Já ia responder que concordava com Meg quando foram surpreendidos por Tiago, que chegava com alguns amigos e puxava conversa com eles.
-E ai, criancinhas? Estão gostando do primeiro dia em Hogwarts?-Alvo já sabia que o irmão tinha facilidade para fazer amigos, mas nunca pesava que tivesse tantos assim. Onde via Tiago, estava sempre cercado por pelo menos sete garotos que riam de qualquer piada e concordavam com tudo que o garoto dizia, e esse momento não era uma exceção.
-Claro que estamos, não podia estar sendo melhor.-Se adiantou Meg, logo acrescentando com tom casual-Já tiveram aula de Defesa contra as Artes das Trevas hoje?
-Já, já tivemos sim. Mas não com a professora Bright, ela estava com gripe Conga, ou alguma coisa assim, tivemos aula com a professora substituta, uma tal de Arlete.- E agora perguntando em tom mais malicioso para Alvo e Lerry- O que é uma pena, disseram que ela veio da Beauxbatons e é meio veela, é verdade?
Mas enquanto Larry se ocupava em concordar com Tiago e descrever a professora nos mínimos detalhes, Alvo e Meg se entreolhavam triunfantes, alguma coisa certamente estava errada com Bright.
-Hum... Tiago, pode nos dar licença?- Perguntou Alvo ainda trocando olhares significativos com Megan.
Eles se afastaram para poderem se falar melhor, mas não antes de ouvirem o deboche de Tiago:
-Ih, olha lá! O Alvinho já arrumou uma namorada...
Ignorando o comentário do irmão, eles entraram no castelo para ninguém mais ouvir a conversa.
-Quem entrou no escritório dela deve ter dado alguma coisa para...-Começou Alvo, mas foi interrompido por Megan, que parecia extremamente impaciente.
-Você não percebe? Ela inventou completamente que está com gripe Conga para não ter que dar aula, deve estar tramando alguma coisa!
Alvo olhou confuso para a garota, que revirou os olhos, ainda mais impaciente.
-Você não sabe o que é gripe Conga?! Este tipo de gripe deixa a pessoa com uma horrível dor de cabeça, tontura, inchaço em todo o corpo, e... A voz mais fina e esganiçada o possível! Ela deu alguma desculpa esfarrapada para esconder o que está acontecendo de verdade. Você não lembra do grito que ouvimos? Ela deve estar com algum problema sério!
E expressando a vontade dos dois ao mesmo tempo, Alvo disse:
-Você é um gênio! O que estamos esperando? Vamos pegar a capa da invisibilidade!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.