FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. - Malachi -


Fic: Maldita


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Eu me mantive aberto
a força entre as paredes.
Seu desejo,
mata minha sede!
Você se esconde como insetos,
você tenta fugir
eu conheço seu veneno,
juntos nós vamos mentir!



Se tinha uma coisa que Bellatrix odiava,detestava ,era Aparatar. Era uma sensão terrivel,e a compainha de Pettigrew não ajudava,muito pelo contrario,só tornava a situação pior.Mas ela não se negou,afinal,ela sabia o porque de estar ali com Peter.
Surgiram em uma longa rua deserta e escura,o asfalto estava molhado pela garoa,oque deixou Bellatrix irritada.
-Porque não podiamos simplesmente ir direto aonde o Lord está?! - bradou,levantando a barra do longo vestido.
- O lugar onde o Mestre está é de absoluto sigilo, não pdoiamos simplemsente desaparatar no local porque está cheio de magia protetora. Entendeu?
-Não me substime seu verme,e vamos logo.- Bellatrix se apressou ,indo na frente de Peter.
Andaram umas 5 casas,todas escuras,sem luz alguma,pareciam abandonadas de tão sombrias.Peter parou em frente a maior delas,era uma Mansão igualmente sombria,o concreto estava encardido,duas estatuas de marmore que chamaram muito a atenção de Bellatrix estavam sujas,bem mal-cuidadas.Mas ela sentiu,era ali aonde seu Lord estava,ela sabia,algo em seu subconsciente lhe gritava aos ouvidos.
Se aproximaram,subindo uns degraus da entrada. Peter deu três toques com a varinha na porta,murmurando alguma coisa, e ela se abriu.
Belaltrix apressou-se e entrou no hall,era um hall bem comum,largo,com caminho direto para as escadarias e para os corredores da esquerda e da direita. Ela ficou observando o local,naõ parecia-lhe a morada do maior bruxo que ela conhecera na vida. Era uma mansão comum,trouxa.Pensou noq ue lhe agurdara.Seu Lord tão diferente,tão desejavel.O seu semblante não saia-lhe da cabeça.
-Bellatrix Lestrange. - uma voz fria e alta tomou conta do lugar,Bellatrix olhou diretamente para o topo da escadaria e lá estava o dono da voz perfeita,trajando uma veste muito convencional para alguem como ele. Casaco fino preto e uma calça comum preta. Bellatrix sentiu um arrepio misto de medo e desejo subir-lhe pelas costas.


Deixe-se estar ultra-presente.
Vamos renascer espiritualmente .
A pele é fina,
o sangue nós bebemos.
Vá em frente e faça,
o que nós queremos!



-Mestre. -Bellatrix fez uma pequena reverencia.-É uma honrra... estar aqui. -continuava fitando o homem,esboçando um sorriso abobalhado.
Voldemort se locomoveu estranhamente,como que flutuando rapidamente até a mulher,parando rente a ela,olhando-a nos olhos.
- Bella,Bella. Minha garota de confiança. Parece que foi ontem que voce tinha 17 anos,que foi até mim para se oferecer como minha partidaria.- Voldemort desenhou o rosto da mulher com seu dedo longo.
- Se pudesse faria de novo,e de novo meu Lord. - disse sorrindo.
-É bom saber. Agora,temos que conversar,amis antes mandei que preparassem algo para nós. - fez um gesto educado com a mão para que Bellatrix o seguisse até a sala de Jantar.
A sala de jantar era um pouco diferente,era mais clara,mais pessoal. Um rapaz alto,com uma roupa de serviçal surrada puxou a cadeira para que a morena se senta-se a direita da extremidade aonde Voldemort sentará.,ela não agradeçou,nem ao menos fez um gesto de agradecimento,típico de Bellatrix.Ela fazia questão de manter uma distancia e uma barreira com os empregados,sejam lá da onde fossem.
Bellatrix percebeu que a sua frente havia talheres e um prato já servido,juntamente com uma taça de agua e uma de vinho,já servidas tambem.Mas a frente de Voldemort não tinha nada,nem pratos,nem talheres,nem copos.
-Espero que goste de comida Francesa, sei que já foi muitas vezes para França ams não seis e a comida lhe agradou,mas enfim, foi oque me veio a mente para lhe agradar. - explicou o homem.
- Claro,adoro! E você Mestre,não me acompanha?
-Não, não. Estou sem fome. - Voldemort não sentira fome quase nunca,não precisava desse tipo de comida para matar sua fome.-por assim dizer.-
Bellatrix deu algumas garfadas,mas logo já não sentira mais fome,terminou sua taça de vinho e esperou que Voldemort inicia-se a conversa.
O serviçal alto entrou novamente,tirando a mesa. Voldemort fez sinal para que não importunasse mais.
- Bem Bella, resignei essa missão a voce pois é em quem mais confio,e em quem mais acredito ser capaz de fazer algo direito,como eu faria. - Voldemort aproximou o rosto de Bellatrix,apoiando os braços na mesa.Bellatrix assentia com a cabeça. - Conhece a história das Reliquias da Morte,não?
-Conheço sim ,Milorde.
-Então vamos poder economizar o tempo das explicações. Bem, Harry Potter tem uma das Reliquias da Morte,descobri por meio de seu sobrinho Draco,que se gabava contando um 'imprevisto' que ocorreu entre Potter e ele no Expresso de Hogwarts para Lúcius.
-Mas,oque tem a ver meu sorbinho com as...- iria questionar ,mais foi interrompida por um dedo longo do Lord que pousou-lhe nos lábios.
-Draco deu uns safanões em Potter,e depois o cobriu com a Reliquia, ou seja, a capa da invisibilidade que Potter herdou de seu pai.Compreende?
-Sim,Milorde, e o ponto é....
-Trazer-me Potter e a Capa. O resto tá tudo aqui. - disse apontando para sua cabeça.
- Perfeitamente senhor, posso agir do modo que quiser?
-Claro Bella,trazendo-me Potter vivo e a Capa em perfeito estado é oque importa.
- Pode deixar Mestre. -Bella soltou uma risada estridente - Pode deixar...
Voldemort encrispou os lábios em um sorriso,recuando e encostando-se nas costas da cadeira.
Bellatrix fitou o rosto de Voldemort. Ainda viajava naqueles traços parecidos que foram desenhados a mão por um artista divino. Queria saber,queria saber, como? como ficara assim?!
Voldemort se levantou, Bellatrix rapidamente tambem se levantou,em sinal de respeito.
-Bem, é tarde, Rodolphus deve estar louco em casa com a minha demora. - Bellatrix sorriu sem graça.
Voldemort fez um gesto com a cabeça para que ela o seguisse até o hall.Enfin,a noite que ela pensara ser perfeita esvaiu-se tão rapidamente.
Ou não...


Corte,use,abuse..
Vá se revelando!
Serei o seu demonio,
e voce vai ser meu anjo.
Corte ,use,abuse...
Seja uma rainha,
Serei o seu demonio e voce vai ser só minha!



-Já vais mesmo Bella?-Voldemort parou,fitando-a nos olhos.
-Sim,Milorde..Voce sabe como é Rodolphus. - Bella suspirou desgostosa.
-Lestrange é bom para voce Bella,bem,é oque aparenta ser, mais oque será que se passa ai dentro?-Voldemort deu uma volta em torno da mulher,tocando-lhe a tempora esquerda.- Ou aqui dentro. - Voldemort arranhou de leve o peito da mulher,bem perto de seu coração latejante.
- Não sei Milorde, não sei. - suspirou Bellatrix sem graça, colocando as luvas arrastão com pressa e se afastando de Voldemort.-Com sua licença Mestre...!- e saiu em passos rápidos até a porta gigantesca da saída.
-Pare!- Gritou o homem,e as trancas da porta se fecharam.- Pensa que me engana com esse teu jeito todo rude?Não Bella,comigo não tem segredo. Pensas que eu sou o tolo do teu marido que ve tudo oque voce faz e não diz nada? Não,querida. Voce deveria saber com quem está lidando antes de enxer a cabeça de devaneios insolentes para com seu Mestre!
-Desculpe-me Milorde,mil desculpas. -Bellatrix correu até o homem,jogando-se aos seus pés. - Eu não posso controlar meus pensamentos,pior quando estou diante de voce, não dá.
-Oque é isso mulher?!Levante-se!- ordenou Voldemort sem entender.Bella caiu em sí,era só sua imaginação que ia longe demais....
- Oh,sim. -Bellatrix levantou-se envergonhada,suas boxechas estavam rubras.- Foi o vinho,foi apenas o vinho. - falou baixinho,tentando convencer-se que era o alcool baixando em seu ser.
-Bella,Bella, cada dia me surpreendo mais!- Voldemort olhou-a nos minimos detalhes,dos cabelos até o bico das botas que ela usava.Isso só deicxou Bella mais rubra do que já estava.
Se aproximou mais da mulher,levando os lábios até perto de sua orelha coberta de cabelos.
- Eu sei oque se passa aí dentro de voce minha pequena,a tanto tempo...Sei seus medos e seus desejos, sei suas vontades e seus feitos, sei mais de voce doque qualquer outro,mais até doque voce mesma. - Bella fechou os olhos lentamente,apenas ouvindo os sussurros de Voldemort. Era ótimo,era perfeito,ela sentia como se fosse cair novamente,se não fosse o braço que agora rodeara sua fina cintura.
-Oque eu fiz para conseguir esse rosto? Está escondido a sete chaves ,um segredo bem guardado querida,e que voce cobiça,eu sei,eu sinto a curiosidade viajar em seus olhos negros.-Com a outra mão Voldemort arranhou os braços de Bella,lentamente.Sua pele arrepiara com o toque de seu Mestre.


Eu disse para voces milhões de vezes,
eu disse para vocês,
porque voces não acreditam em mim?
Devil,devil,devil, there is a devil inside my head.



-Sim Mestre. -Bella parecia estar em transe,os sussurros,as verdades ao pé de seu ouvido, os arranhões,o toque ...- Voce sabe Mestre,tudo.
-Sim querida,eu sei. Mas,saber não é o bastante, eu quero provar de seus pensamentos.-O homem mordeu-lhe a ponta da orelha.
- A vontade meu senhor, sou sua serva, sua...
Voldemort mordeu agora o pescoço de Bellatrix,a pele da mulher arrepiara novamente, mordeu com mais força,Bella soltou um suspiro de dor, oque fez o lord soltar os dentes da carne e rir maliciosamente.
- Por aqui, Bella. - disse,indicando para que ela subisse a escadaria.E assim ela o obedeceu, foi subindo em passos leves,logo atrás de Voldemort.
Enquanto subia pregou os olhos em algo que lhe fez sorrir marotamente,a parte de trás do homem bem a sua frente. "Bella ,Bella! ''. Soltou uma risadinha que era para ter sido silenciosa ,Voldemort a olhou por cima do ombro,fazendo um breve 'tsc,tsc'.Mas Bella não se censurou, era engraçada a situação,apesar de tudo.
Parou de pensar e chegou até o topo, Voldemort segurou-a pela cintura e a puxou pelo corredor,entrando em um aposento em que a porta estava entre-aberta.
Estava mais perto do que nunca do que sempre sonhou e alucinou....E mais uma vez a pergunta que lhe atormentava.
Ou não...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.