FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. Cara a cara com o passado


Fic: Depois daquela noite - fic completa


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Hermione acordou bem cedo, tomou um banho e depois se vestiu para sair. Tinha se mudado há pouco dias e não tinha feito compras, por isso resolveu tomar café na padaria que havia perto do prédio.
Depois, resolveu andar um pouco e olhar as lojas quando viu um parque que não ficava muito longe de sua nova casa. Depois que Hilary nasceu ela começou a caminhar todos os dias no calçadão da praia, a principio para a filha tomar banho de sol, mas depois começou a se exercitar e já havia virado rotina. Porém, desde que voltou para Inglaterra não fazia mais isso então entrou no parque para caminhar um pouco. Não viu o tempo passar, quando deu por si, já era hora do almoço, resolveu que comeria qualquer coisa em casa.
Quando fazia o caminho de volta, percebeu como sentia falta daquele lugar e era muito bom estar de volta apesar de tudo. Ao chegar na portaria do prédio apertou o botão para chamar o elevador, não demorou muito para chegar e quando e abriu a porta se deparou com a pessoa que menos esperava encontrar naquele momento.
Harry estava encostado na parede e fitava seus sapatos. O tempo havia feito muito bem para ele, Hermione tinha que admitir, parecia mais maduro e mais bonito.
Ela resolveu entrar no elevador e agir como se não o tivesse reconhecido.
- Que andar? – ele perguntou. O som de sua voz, simplesmente, fez a morena sentir um arrepio percorrer a espinha.
- 15O – ela disse rapidamente como os olhos fechados.
- Parece que somos vizinhos – ele disse, só então a olhando – Eu não acredito!
- Oi Harry! – ela disse secamente – surpreso em me ver?
- O que você acha? – ele diz se aproximando dela, mas a morena se afasta – Você some por 12 anos e aparece sem mais nem menos! Como você queria que eu estivesse.
- Sabe muito bem porque eu fui embora – Hermione disse – E se a sua memória for muito boa, deve imaginar porque eu voltei.
- Há quanto tempo está morando aqui? – o moreno perguntou ignorando o que ela acabara de dizer.
- Há dois dias – respondeu tentando ser o mais seca possível, mas não conseguia – Aposto que a Gina deve adorar morar aqui, esse prédio é maravilhoso.
- Gina? – ele perguntou incrédulo – O que ela tem haver com isso?
- Vocês dois devem ter casado – respondeu – não consigo imaginá-la te esperando por 12 anos, por mais apaixonada que esteja.
- Entendi! – ele disse – Eu a Gina não voltamos, ela tinha colocado uma porção no meu suco para me controlar – explicou – não me lembro do que te disse e nem quero saber, imagino que tenha te magoado.
- Não sabe quanto – ela disse deixando uma lágrima rolara dos seus olhos – E não sabe o quanto eu estou feliz por ouvir isso.
Eles se abraçaram e Hermione chorou mais ainda, embora tivesse negado por 12 anos, ainda amava aquele homem, afinal de contas ele era o pai da sua filha. Estava aliviada por saber que o moreno não a rejeitou, nem sabia da existência de Hilary.
Afastaram-se para se olharem melhor e Harry enxugou o rosto da morena. Aproximaram-se até que seus lábios se tocaram, foi um beijo calmo e cheio de saudade. Quando iam aprofundar o beijo, o elevador chegou, os fazendo se afastarem rapidamente.
- Foi muito bom te reencontrar – ela falou o abraçando e indo em direção a porta do seu apartamento –Você não tem idéia do quanto.
- Espera Mione! – ele disse – Nós ainda temos muito que conversar.
Ela o olhou em estado de choque.
- Você me chamou de “Mione”! – ela disse com um sorriso no rosto.
- Sim! – ele respondeu sem entender nada – Eu sempre te chamei assim!
- Naquele dia, quando você me disse aquelas coisas horríveis. Você não me chamou assim – ela disse.
- Eu realmente devo ter sido um monstro com você – ele disse passando a mão, delicadamente pelo rosto dela – Podemos conversar?
- Claro – respondeu, abrindo a porta deixando ele entrar – desculpe a bagunça, mais acabei de me mudar e ainda não tive tempo de arrumar nada – explicou – Espera aqui que eu vou tomar um banho!
Ela saiu em direção ao seu quarto enquanto o moreno ficou sentado no sofá.
Durante o banho relaxante, Hermione decidiu ocultar por mais um tempo a existência de Hilary. Por mais que tivessem esclarecido algumas coisas e até trocaram um beijo, queria ter certeza que estava tudo bem entre eles antes de contar sobre as conseqüências daquela noite.
Quando retornou para sala, Harry estava vendo TV e ela sentou-se ao lado dele.
- Demorei muito? – perguntou.
- Quase nada – ele respondeu com um sorriso nos lábios.
- Vou preparar o almoço – ela disse – Eu aprendi a cozinhar ao longo desses 12 anos e, modéstia a parte, é uma delícia.
- Eu adoraria ver os seus dotes culinários, mas estou com um pouco de pressa, preciso voltar para o ministério – ele disse – Pedi uma pizza para nós, espero que não se importe.
- Está certo, você terá outras oportunidades de provar a minha comida – ela brincou.
- Eu realmente adoraria ficar, mas as responsabilidades me chamam – explicou – sou o ministro da magia.
- Sério? Que legal! – ela falou – Quem sabe a noite.
- Isso é um convite? – perguntou aproximando perigosamente seus lábios.
- Interprete como quiser – ela brincou roçando seus lábios nos do moreno.
- Então eu aceito – falou antes de beijá-la novamente.
Nesse momento, a campainha tocou.
- Deve ser a pizza – a morena disse se levantando, rapidamente, do sofá – Deixa que eu atendo.
Durante o almoço, Hermione contou para ele onde esteve e o que andou fazendo ao longo desses 12 anos (sem mencionar, é claro, a filha deles). Depois, Harry também contou sobre sua vida a partir do momento que ele foi embora até a poucos minutos quando se encontraram no elevador.
- Agora eu tenho que ir! – ele falou quando estavam na porta – Eu volto à noite, isso é se você quiser.
- Claro que eu quero, sabe que eu sempre adorei a sua companhia – a morena disse.
- Eu quero te perguntar uma coisa – o homem falou parando com a mão bem perto da maçaneta – Eu poderia te perguntar depois, mas não ou conseguir trabalhar direito – continuou – Você me daria outra chance? Poderíamos começar de onde paramos como se nada tivesse acontecido?
- Claro que sim! – respondeu com um sorriso bobo no rosto – é tudo que eu mais quero.
Ele retirou a mão da maçaneta e a colocou no rosto da mulher e depositou um beijo suave em seus lábios.
- Já que é assim, você pensou no pedido que eu te fiz no dia do baile? - perguntou – Não me venha dizendo que precisa pensar, teve 12 anos para isso.
- Eu já pensei a muito tempo, ai te responder naquele dia em que te chamei para conversar – ela respondeu com um grande sorriso – É claro que eu aceito ser sua namorada!
Ele a pegou no colo, rodou uma vez e depois, a beijou apaixonadamente.
- Você não tem que ir? –Hermione perguntou assim que eles se separam.
- É verdade, tchau! – ele disse dando um selinho rápido na namorada – Eu te amo!
- Eu também! – respondeu com um sorriso apaixonado nos lábios.
Harry não conseguia se concentrar no seu trabalho só conseguia pensar naquela morena de cabelos cacheados que tanto amava. Estava tão desligado que nem viu quando Rony entrou na sua sala.
- Harry! – ruivo falou, vendo que o amigo não havia notado a sua presença.
- Oi Rony, nem te vi! – ele disse dando um suspiro.
- Você ta bem, cara? – ele perguntou sentando-se na cadeira em frente ao moreno.
- Ótimo! – respondeu – Nunca me senti melhor em toda a minha vida.
- O que aconteceu? – ele perguntou.
- Eu fui almoçar em casa hoje! – começou a explicar – E você não vai acreditar quem é a minha nova vizinha!
- Não! E nunca vou saber se você não me falar – Rony falou – Sabe que eu nunca tive o dom da adivinhação.
- A Mione – disse com um olhar sonhador – Nós esclarecemos tudo um para o outro e estamos namorando.
- Que legal – ele disse feliz pelos amigos – Quer dizer que ela te contou o porquê de ter ido embora?
- Sim! – o moreno disse – falou que foi pelas coisas horríveis que eu disse para ela, mas não quis saber quais eram já me sinto mal só de saber que a magoei.
- Então. Ela não te contou sobre a... – ele parou antes de falar o que não devia – esquece!
O ruivo foi embora e Harry voltou ao seu trabalho. Tinha certeza de que seria uma longa tarde.
Hermione também não estava conseguindo trabalhar direito, havia combinado que enviaria seus desenhos para o Brasil até o dia seguinte de manhã (mesmo morando na Inglaterra, ainda mantinha contatos a agência que trabalhava, por e-mail), mas parecia que sua criatividade não estava querendo colaborar, tudo que conseguia pensar era naqueles olhos verdes.
Quando estava quase de noite resolveu trocar de roupa para esperar o namorado. Colocou um vestido preto apertado com um decote, fez uma maquiagem básica e prendeu o cabelo deixando algumas mechas soltas. Quando a campainha tocou, ela foi correndo atender.
- Oi Mione! – Harry disse parado na porta com flores na mão – Uau, você está linda.
- Obrigada – respondeu ficando um pouco vermelha.
- Para você! – disse dando um selinho na namorada e colocando as flores na mão dela.
Eles jantaram um prato que a própria morena fez. O homem elogiou muito a sua comida (a deixando bastante vermelha). Depois da sobremesa, ficaram namorado um pouco no sofá. Quando os beijos começaram a ficar mais quentes, param imediatamente.
- Eu já vou – disse se afastando dela.
- Não! Fica por favor! – ela pediu com um olhar sedutor.
Voltaram a se beijar e caminharam lentamente até o quarto sem quebrar o beijo e caíram na cama.
Harry começou a abrir o vestido dela, até tirá-lo por completo. Deixou os seus lábios e começou a descer a boca até a barriga da morena, depositando beijos nessa região e passando a língua pelo umbigo.
- Espera Harry! – ela disse – Depois daquela noite, eu nunca mais... Você sabe, com ninguém.
E era verdade. A principio porque Hilary era pequena e precisava cuidar dela e depois que a menina cresceu um pouco, estava tão envolvida no seu trabalho que não sobrava tempo para encontros românticos.
O homem riu, depois levou seus lábios até a orelha da morena mordeu o lóbulo.
- Não se preocupe meu amor, - ele sussurrou – eu também não. Não conseguia parar de pensar em você.
Eles passaram a noite toda juntos, Hermione tinha certeza absoluta de que não iria se arrepender disso nunca. Estava muito feliz.
......................................................................................................

finalmente esse dois se encob=ntraram enh?


espero q vcs tenham gostado do capitulo.

no proximo capitulo a Mione vai contar pro Harry sobre Hilary!!!!!!!!


comentem!!!!!!!!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.