FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

18. O irmão de Alvo


Fic: HARRY POTTER E O MANUSCRITO SERÊIACO DEPOIS DE MUITO TEMPO, ATUALIZADA FINALMENTE :D Cap. 30 \o/ (comentem)


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


A sala ainda estava escura, e o frio do ínicio da manhã, entrava por uma frestinha aberta na janela.
-Você não tem feito o que eu mando menina.-disse uma voz aguda e fria.
-Milorde!Milorde...Me dê seu perdão.é muito difícil conquistar a confiança deles.Mas já estou quase conseguindo-implorou a mulher.-Por favor mestre!Por favor...
-Você me disse algo sobre seu pai, disse que conseguiria rápido.-ralhou Voldemort-Termine logo com isso.Nós não temos muito tempo.Se não...Você não me faria muita falta.
-Não mestre!Por favor.Eu conseguirei.Me dê alguns meses.Eu vou acabar com todos eles.Mestre...Por favor.Mais alguns meses.
-Alguns meses?-caçoou Voldemort-Dentro de alguns meses, eu já quero ter eliminado todos os trouxas da face da terra.
-Mas mestre.Não se consegue em mais tempo.-disse a mulher amedrontada.
-Vou ter piedade de você.Mas daqui á alguns meses, quero todos mortos.TODOS!

A quilômetros dali, Harry Potter acordou com sua cicatriz queimando de dor.
-AARRREE!
-Que foi Harry?-perguntou Rony saltando da cama.
-Não sei.Minha cicatriz...-começou Harry.-Tive um sonho estranho...Não me lembro mutio bem.-e realmente ele não se lembrava.Sabia apenas que sonhara com Voldemort, ordenando á uma mulher, que Harry não conseguia lembrar o rosto, que matasse algumas pessoas.
-Mas você está bem?- pergunto Dino se metendo na conversa.
-Sim.-mentiu Harry.
-Você não acha melhor ir falar com a McGonagall?-cochichou Rony ao ouvido do amigo.
Harry acenou positivamente com a cabeça, então se levantou e começou á se vestir.
O garoto foi acompanhado de Rony e Hermione até á sala da diretora.
Quando chegaram á gárgula de pedra, lembraram-se.Não sabiam a senha.Ele já estavam a horas, gritando o nome da professora, quando a viram vindo em direção á eles, com o passo apressado.
-Que loucura é essa na porta da minha sala?-perguntou a mulher ofegante.
-é que estamos aqui desde cedo, e gostaríamos de falar com a senhora.-explicou Hermione educadamente.
-Então me desculpem...É que estamos tendo problemas em encontrar uma pessoa.-desculpou-se ela, com as bochechas rosadas.-Por favor, entrem.
Os garotos entraram, e logo se sentaram.Harry então contou o que havia sonhado,.
Logo que ele terminou de contar, Hermione perguntou:
-Professora, a senhora acha que o Harry voltou á entrar nos pensamentos de Voldemort?
-Não sei Granger.É nessa hora que Dumbledore nos faz falta, mas supostamente, sim.O Potter está entrando na mente do Lorde das Trevas.-explicou a professora.-O Sr. Não tem praticado oclumência não é?
-Não professora.-disse Harry envergonhado.
-Mas então trate de voltar a praticar.Você sabe muita coisa que não é bom que Voldemort saiba.-ralhou ela.
-Tá bem professora.
-Agora se me dão licença, como eu já disse estava muito ocupada.-disse a professora, empurrando os garotos para fora da sala.
-Podemos saber quem vocês estão procurando professora?-perguntou Hermione que pelo visto estava com essa pergunta entalada na garganta desde a hora em que a professora disse que estavam procurando algo.
-Não tenho tempo de lhes responder agora.Mas perguntem ao Hagrid, e ele pode responder pra vocês.-disse a professora terminando o assunto.
Então, os três saíram da sala e desceram as escadas circulares que levavam ao patamar de baixo.
-Vamos falar com o Hagrid-perguntou Rony.
-Eu queria falar com ele sim, o que vocês acham?-respondeu Hermione.
-Eu fiquei super curioso com essa história.-contou Harry.
-Então vamos lá.- finalizou Hermione tomando a frente dos garotos e indo em direção á escada que levava ao saguão de entrada.
O dia estava muito nublado, e um vento gélido cortava os rostos dos garotos.Coisa muito rara para o começo de maio.Eles doram então até a cabana de Hagrid, e bateram na porta.
-Quem é?-perguntou o guarda-caça.
-Somos nós Hagrid.-respondeu Hermione.
-Já abro.
-Abra logo!Está ^bem frio aqui fora sabia?- caçoou Rony.
A porta se abriu e Hagrid disse:
-Nem entrem.Eu estou de saída.Tenho que resolver umas coisas pra McGonagall.
-Ela quem nos mandou aqui.Pediu pra você nos explicar quem vocês tanto querem achar.-disse Hermione.
-E disse que nós até poderíamos ajudar.-mentiu Harry.Rony abafou uma gargalhada e Hermione deu uma piscadela para Harry.
-Ah certo.Então venham comigo.Acho que descobri alguma coisa.-falou Hagrid saindo da cabana e trancando a porta.-No caminho eu conto.Venham.
Como nos primeiros anos em Hogwarts, os garotos tinham que dar grandes passadas para acompanhar Hagrid.
-A questão é que, quando você Harry, foi perguntar a Slughorn sobre os doze usos do sangue-de-dragão, ele contou tudo á McGonagall, e ela, como vocês ficou muito interessada, e resolveu averiguar. -contou Hagrid- Nós sabíamos, que Dumbledore tinha um irmão, que havia sido preso por usar feitiços indevidos em uma cabra.Era só o que tínhamos informação sobre este homem.-continuou o amigo meio-gigante – Mas então, nós começamos a investigar a vida de Dumbledore.E descobrimos que seu irmão se chama Aberfoth, e que ele ainda está vivo.
-E você já descobriu alguma coisa?-perguntou Rony curioso.
-Acho que sim.-começou Hagrid- Hoje, eu estava no Cabeça de Javali, quando ouvi o dono do lugar, chamando o barman de Aberfoth.Na hora, não liguei o nome á pessoa, mas agora...
-Mas por que o irmão do Dumbledore, ia trabalhar no Cabeça de Javali?- questionou Hermione.Harry teve a mesma opnião.
-Como eu já disse, ele foi preso por praticar feitiços ilegais em uma cabra.E pode ser que ele não tenha conseguido emprego melhor.
-Mas Hagrid, o que isso tem a ver com os doze usos do sangue-de-dragão?-perguntou Rony.
-Não é óbvio Rony?-disse Hermione.-Ele era irmão de Dumbledore.Pode ser que ele saiba alguma coisa...
-Exatamente Hermione.
Rony ficou pasmo.
Logo, chegaram no PUB mas freqüentado por pessoas estranhas e encapuzadas de Hogsmeade.O Cabeça de Javali.
Hagrid entrou primeiro, e os garotos foram logo atrás.
Bem no fundo do bar, com uma bandeja na mão, o costumeiro barman do lugar.Harry já tinha o visto algumas vezes, e realmente ele despertara em Harry a lembrança de alguém.Harry então, teve certeza.Aquele era o irmão de Dumbledore.
Hagrid se aproximou do homem, e deu-lhe um cutucão nas costas.
-Quem Ahn...-resmungou o velho.-O que você quer?
-Podemos conversar por um instante?- pediu Hagrid educadamente.
-Agora eu estou trabalhando.Qual seria o assunto?-perguntou o homem interessado.
-Você só vai saber se vier se sentar conosco.
-Tá bom, ta bom.Eu vou.
Eles se sentaram, Hagrid apresentou os garotos e logo perguntou:
-O seu nome é Aberfoth?
-Sim.Mas o que o você tem a ver com isso?-disse o homem.Ele era muito parecido com Dumbledore, mas seu humor, era de um velho de 400 anos.
-Você é...bem...O irmão desaparecido de Dumbledore?-perguntou Hermione impaciente.
-Se eu fosse desaparecido, não estaria aqui.
-Mas então, você é o irmão de Alvo Dumbledore?
-Sou eu mesmo.Era sobre isso que queriam falar?Sobre o meu querido irmão falecido recentemente?
-Também.-começou Hermione- Gostaríamos de perguntar também, se o professor Dumbledore lhe disse alguma coisa sobre os doze usos do sangue de dragão.
-Não me lembro.Mas um pouco antes de morrer, ele veio até o PUB, e me entregou um pequeno pedacinho de papel.Disse pra mim não jogar fora, nem ler.Que só era pra abrir quando uma tal Hermine, viesse aqui.
-Hermione, você quer dizer?- questionou a garota.
-Sim.Ele disse que não demoraria muito.Foi só.
-Prazer.Eu sou Hermione Granger.


N/A: EAI?oq eu acharam?

comentem se não eu paro de escrever.
¬¬

shauhsua

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.