FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

37. A ARENA DAS ALMAS PERDIDAS


Fic: HARRY POTTER E A ARENA DAS ALMAS PERDIDAS - FINALIZADA!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Harry se virou para Hermione e desviando um olhar à Susana e o fantasma continuaram o caminho rumo a um corredor escuro aonde várias velas azuladas com chamas verdes iluminavam.
Chegando a porta ao final do corredor Susana já com o braço ferido cortou-o novamente e levou o sangue até a figura de um texugo na porta de ferro.
Sob um barulho de rangido a porta se abriu e todos prosseguiram.
Ficando diante de uma escuridão completa pararam até a chegada do fantasma, alguns passos após estavam diante de três cavalos alados que mais pareciam unicôrnios com longas e prateadas asas.
_O que temos de fazer? - Harry indagou se aproximando de um dos cavalos.
_Teremos de voar até o centro dos portais, lá deveremos apanhar as espadas de cada um dos fundadores de Hogwarts e as levarem até o portal central, fazendo isso acho que poderemos partir para a Arena...
Harry trocando um olhar com Hermione pode perceber que dentre todos os desafios aquele é o que parecia ser o mais fácil, mesmo assim algo não parecia se encaixar, fácil demais.
Estando tão perto da arena e dispostos a sairem dali de uma vez, Hermione, Susana e Harry montaram sob os calmos e belos cavalos e em meio a uma corrente de ar fria riscaram a escuridão como um borrão prateado.
Harry se segurando na ave olhava tudo na esperança de avistar algo, mesmo assim era impossível, tudo era escuridão.
Com um frio congelante foram voando cada vez mais alto rumo ao último desafio antes da tão temerosa Arena.
Pelas trevas em um vôo que parecia diferente de todos foram ao longo de vários minutos observando tudo na esperança de avistarem o centro dos portais.
_Estamos chegando – anunciou o fantasma mais atrás.
Assim que Harry se virou pode ver várias torres não muito altas com tochas vermelhas no topo e ao centro uma espécie de círculo, um buraco, com um feixe em volta.
Voando um pouco mais rápido puderam chegando mais perto verem que a escuridão não desaparecia, diante somente da luz das chamas vermelhas desceram para os rochedos.
Harry pode ver que havia cifras em vermelho nas torrezinhas, passando o dedo em uma delas sentiu queimar, eram extremamente quentes.
_É por aqui, as espadas estão logo abaixo...
O fantasma pulou pelo buraco e em meio a escuridão desapareceu, Susana e Hermione foram à seguir, Harry dando mais uma olhada nas cifras sentiu como se um dragão adormecido corresse por suas veias
Pulando no buraco um frio intenso lhe cobriu o corpo e logo estava em meio a uma sequência de portas com figuras de diversas formas queimadas em brasa, o chão apesar de ser de vidro era coberto por uma água que ao ser tocada não molhava.
Olhando mais acima pode ver que várias velas riscavam o ar com borrões avermelhados, borrões que iam se tornando tão longos que chegavam ao cobrir as paredes.
_É isso! - disse Hermione abruptamente.
_É isso o quê? - Harry perguntou vendo que a amiga se dirigia para uma das velas.
_Está claro... - respondeu. - Com o fogo das velas temos que queimar as figuras nas portas, assim que as queimarmos poderemos entrar...
_Precisamente – o fantasma falou. - Estamos muito perto, não devem se demorar, não posso lhes ajudar agora...
Harry apanhou sua varinha ao mesmo tempo que Susana e vendo que haviam seis portas se virou para Hermione.
_Como faremos isso?
A garota se dirigiu ao centro da sala circular extremamente grande e parada respondeu:
_Devemos ficar todos ao centro...
Todos correram a ficar ao centro.
_Agora vamos juntos ter que fazer um movimento, gira e sacode a varinha, quando conseguirmos juntos a sala vai rodar nos dois sentidos horários e as chamas queimarão as portas...
Harry não entendeu mesmo olhando para as velas, não havia muita lógica, porém mesmo assim ao lado de Susana e Hermione ergueu sua varinha ao alto e girando e sacudindo rapidamente um baque voraz se fez e a sala correu a rodar, os borrões cruzavam o ar em feixes vermelhos que iam cobrindo toda a visão.
Sacudindo a varinha novamente a sala rodou no sentido contrário e explosões de fogo se fizeram, os feixes desapareceram e logo a sala abruptamente se paralisou.
As seis portas estavam com suas figuras em brasa, era a única forma de iluminação.
Harry sorriu, Hermione e Susana também.
Hermione desviando um olhar contente ao fantasma com sua varinha foi até a porta com a figura de um leão em brasa que rugia ferozmente e soltando um jorro de luzes azuladas fez com que a porta se escancarasse, uma luz explodiu de dentro da sala seguinte. Harry desprevenido caiu ao chão com a luz batendo fortemente em seus olhos, Susana cambaleava, era extremamente forte.
Harry se levantando pode ver dentro da sala uma espada com várias rubis na ponta, a espada que tanto conhecia, a espada lendária que lutara pouco tempo atrás.
Vendo Hermione rumar para apanhá-la e Susana indo rumo a figura de uma águia que também rugia ferozmente se voltou para a de Slytherin, uma serpente guinchando ameaçadoramente.
Apontando sua varinha para a figura enunciou:
_Bombarda! - um raio acizentado escancarou a porta e a luz novamente explodiu afora.
Harry com os olhos lacrimejantes adentrou o local e rumou para a espada com várias esmeraldas.
Chegando até ela tocou a espada e como se milhares de agulhas tivessem lhe penetrando o corpo arrancou de uma vez da rocha encravada.
Sentindo a dor se resvalar correu a sair do local e ao passar pela porta ela se escancarou no mesmo instante que a figura serpentina deixava de queimar em brasa.
Hermione na sala muito longe dali vinha com a espada de Godric, Susana acabava de retirar a de Ravenclaw.
Entregando a espada de Slytherin ao fantasma se voltou para a de Hufflepuff, Hermione e Susana também. Diante da porta com um grande e voraz texugo apontaram suas varinhas e enunciaram:
_BOMBARDA!
Os três jatos dispararam pela sala e atingiram a porta escancarando-a.
Susana adentrando se dirigiu até a espada com várias pedras de ouro e sentindo uma dor suplicante ao tocá-la puxou. Não conseguia retirar.
Harry saiu a correr até a espada e tocando também algo como uma faca entranhada pelas costas lhe fez perder as forças, Hermione por último ao também tocar a espada sentiu a dor.
Os três puxando com o máximo de força que conseguiam berraram em dor e com um único puxão a espada disparou acima do rochedo, haviam conseguido.
Harry apanhando a espada não sentiu mais a facada e voltando a sala circular olhou para o fantasma.
_Vamos voltar lá para cima agora, logo estaremos na Arena...
Hermione montada na ave do fantasma subiu acima, Susana em seguida e Harry por último.
Assim que chegaram ao local acima puderam notar que ao invés das cifras estarem vermelhas ao longo das torres estavam em cores diferentes.
_Rowena Ravenclaw! - disse o fantasma indo até uma das torres na qual as cifras estavam azuis.
Susana com a espada montou sob o seu cavalo alado e subindo até a chama que também havia se tornado azulada cravou a espada bem ao centro.
Houve no momento seguinte um estralo e as cifras se tornaram um azul muito mais escuro, a chama ao topo se apagou e a espada se cravou por inteiro.
_Salazar Slytherin...
O fantasma que trouxera a espada de Slytherin voou até a torre com cifras verdes e a cravou com força em meio a chama.
Em um novo baque extremamente alto a chama se apagou e a espada adentrou por completo.
_Godric Gryffindor. - Harry montando em seu cavalo alado disse voando até a torre com cifras vermelhas.
Colocando toda sua força na espada lhe cravou.
_Helga Hufflepuff!
Susana com a espada voou até a torre com cifras douradas e ao cravar da espada um novo baque se fez.
Assim que todos estavam ao chão novamente o túnel que levava a câmara abaixo se fechou.
Harry em silêncio desivou um olhar à Hermione.
Assim que seus olhos se cruzaram um barulho de ondas se movimentando se fez e rapidamente duas ondas extraordinariamente altas surgiram ao fundo.
Toda a escuridão abaixo era mar.
Em um guincho a onda explodiu e um turbilhão se fez.
_VÃO! - berrou o fantasma erguendo sua varinha. - DEVEM PARTIR!
Harry montou em seu cavalo alado e antes de alçarem vôo um dragão monstruoso de água se fez diante de todos, era maior do que tudo que já haviam visto, era algo inacreditável.
Alçando vôo viu que outro turbilhão explodiu e mais um dragão de água surgiu, ao se virar para ver se mais alguém já alçara vôo pode constatar que partia sozinho.
_HERMIONE! SUSANA!
As duas garotas boquiabertas correram até os seus cavalos alados e subindo neles riscaram o céu, naquele momento do outro lado mais ondas surgiram e milhares de fantasmas dispararam pelas negras águas.
Voando rapidamente Harry não ousou olhar novamente para trás, somente queria sair dali rumo a entrada da Arena.
Em meio a um silêncio atordoante chegaram a várias montanhas aonde pousando desceram dos cavalos e eles sozinhos partiram pelos céus desaparecendo ao longo dos rochedos.
_Temos que continuar! - Hermione saindo a correr com extremo frio foi em meio as rochas indo adiante.
Harry seguia juntamente, Susana um pouco mais trás.
Passando por vários esqueletos e peles de cobra sentiram algo quente se aproximar.
Sentindo finalmente o frio cessando chegaram a uma ponte aonde pararam e olharam para baixo.
_Pelas barbas de merlim...
Harry olhou do outro lado da ponte, ela ligava a várias rochas. Desviando seu olhar para baixo viu que havia um rio de fogo há milhares de metros abaixo, em explosões de fogo vários raios disparavam se estourando em grande bolas.
_Como vamos passar? – Susana murmurou. - Não há como passarmos sem no minimo sermos queimados...
Hermione assim que dois jorros de fogo explodiram no ar saiu a correr pela longa e quente ponte.
Harry no impulso também saiu a correr. Seu coração disparado, seu corpo frio naquele momento se esquentando, evitando olhar para baixo não acreditou quando viu que Hermione já havia chegado ao meio.
Susana naquele momento também saiu a correr, a ponte parecia se esquentar sob as explosões de fogo.
Harry mesmo evitando não conseguiu deixar de desviar um olhar abaixo, quando fez pode avistar um pássaro de fogo mergulhar nas chamas.
Hermione em um salto pulou da ponte nos rochedos, havia saido, havia passado.
Harry se virou e pode ver que tudo parecia ocorrer bem, Susana vinha correndo.
Se aproximando cada vez mais da saida pode ver Hermione se por de pé e em uma expressão rápida que misturava temor e choque ela berrou, sua voz se perdendo dentre o silêncio:
_SUSANA!
Harry se virou a tempo de ver que dois raios dispararam do rio rumo a ponte lhe estourando em dois lugares. A ponte no momento seguinte se quebrou, estava despencando, Susana com um grito tentou segurar em algo.
Harry viu a figura da garota caindo rumo ao rio ao mesmo tempo que seus pés perderam o apoio, caindo como se cada momento fosse eterno agarrou em uma das tábuas de madeira e Hermione lhe veio com uma de suas mãos.
Segurando a mão da amiga um puxão lhe fez e seu pé perdeu definitivamente o apoio, sua mão suada escapou da de Hermione e com uma pancada em uma rocha se viu caindo no rio de fogo.
Susana em um grito final caiu dentre as chamas.
Harry com extrema dor viu que apesar dos milhares de metros em que o rio ficava abaixo estava caindo definitivamente nele, com imagens distorcidas passando por sua cabeça e se lembrando de imediato das várias vezes que imaginara ver Dumbledore cair nas chamas sentiu que estava pronto a morrer.
O calor foi se tornando voraz, sua pele se sentiu queimar por completo, estava à poucos metros de cair no rio, suas mãos trêmulas se perdiam nas imagens disparadas em sua mente, estava chegando ao fim, acabara, como Susana, chegaria ao seu fim sendo queimado em meio as chamas.
Olhando pela última vez em sua vida sentiu em menos de um metro as chamas já lhe tocarem e em um raio que disparou do ar se despediu de tudo.
Fechando seus olhos por toda a eternidade algo lhe agarrou pelas vestes e lhe puxou com velocidade para cima, não acreditando no que sentia abriu seus olhos e viu a figura de uma fênix lhe puxar acima, estava voltando aos rochedos.
Sentindo a velocidade somente aumentar e a corrente quente de ar lhe invadir o rosto caiu nos rochedos ao lado da figura de Hermione.
A garota se levantando num alto e saiu a correr, Harry se virou para ela no mesmo instante que a fênix alçava vôo e em um mergulhou emergia pelo fogo.
Abraçando a amiga sentiu que toda a dor se passara, tinha forças ainda para continuar até a arena, mesmo diante da realidade de que muitos desafios seriam somente testes perto do que poderia vir, saiu a andar, mais a frente a estátua de uma bruxa de cabelos prateados ondulantes com um pássaro de pedra em mãos.
Correndo em meio aos rochedos puderam avistar vários esqueletos ao longo do caminho, chegando a figura da bruxa se entreolharam e levando as mãos ao mesmo tempo na atlura do pássaro sentiram um puxão por detrás do umbigo e foram em meio a várias imagens da luta no mar muito distante saindo do quarto desafio antes da Arena, estavam rumando para sua entrada.
Harry podendo ouvir muitos gritos de socorro e murmúrios de dor caiu em um local aonde o frio era torturante.
Hermione ao seu lado também caiu.
Ao se levantarem puderam ver aonde estavam, em um local cheio de paredes de pedra que se perdiam em várias montanhas, o sangue sujava os rochedos e as paredes.
Mais à frente um portão de ferro ornamental todo negro, vários passos de pessoas correndo, vultos negros e muitos gritos de ajuda suplicando que tirassem de uma certa tortura eterna.
Sentindo que ficaria louco se permanecesse ali por mais alguns minutos Harry correu até o portal e apanhando a Lunet que estava em um colar em seu bolso a levou até a guarniça.
_Espere... - Hermione disse.
Harry a olhou, a amiga toda cheia de cortes profundos e sangue nas vestes e corpo.
_O que foi, vamos logo...vamos acabar com isso!
_Calma...
_Calma! - Harry exclamou. - Olha só o que passamos...
_É por isso mesmo, eu não consigo mal respirar, não há tempo...
Harry olhou para a amiga, também se sentia cansado, mas sentia que deveria partir.
_Será que irá valer a pena tudo isso...não sei, Draco, Terêncio, Rony, Susana...todos morreram, não consigo nem me conformar, pra mim todos estavam conosco passando por tudo isso, não há tempo para viver as coisas aqui dentro...
_Não há Hermione porque se formos viver o que passamos aqui não chegamos nem na metade, tudo isso é de uma tortura que não podemos viver, sei que perdemos pessoas, mas o fantasma disse que nem todas as perdas serão eternas, veremos o que virá, nem tudo pode estar perdido, coisas vão e vem, é sempre assim na magia...
Hermione vendo que ao longo das montanhas vários vultos voavam rapidamente piscou os olhos e se virou para Harry.
_Pode abrir, vamos partir então para a Arena das Almas Perdidas...
Harry girou a Lunet e com um baque ensurdecedor os portões se abriram, os gritos se tornaram atordoantes.
Correndo por uma escada cheia de ossos, peles de cobra e sangue chegaram ao final ficando defronte a real Arena, uma sensação de sangue lhes invadindo a boca.
Harry pode ver dali várias tumbas negras com estátuas demoníacas se perderem na escuridão, árvores secas queimando em fogo e muita destruição por todo o lado.

_MATEM ELES! - a voz de um orc bradou, a maior guerra pela sobrevivência começaria ali.
Harry com sua varinha no ar pode ver que não havia somente um exército pequeno, milhões de orcs, Glovers de fogo, arqueveiros, centauros, dementadores, cavaleiros negros, vampiros, Esqueletics, gigantes, criaturas deformadas e dragões, todos vinham prontos a de uma forma definitiva impedir que o espectro se revelasse, a luta começaria tendo somente duas saidas ao final, vitória ou derrota a equipe dos sonhos.
Antes que Hermione levasse sua varinha ao ar para pedir ajuda aos fantasmas uma voz berrou e milhões e milhões de cavalgadas surgiram.
_À LUTA!
Harry também saiu a correr, todo o seu sangue e força correndo pronto a vencer e se tornar um bruxo acima de qualquer dor, acima de qualquer sacríficio, um bruxo também capaz de derrotar quem precisasse.
Elevando sua varinha ao ar adentrou a luta.

_AVEDA KEDAVRA! - dois orcs bradaram antes de serem atingidos por mais de cinquenta flechas, os dois jatos disparando pelo ar mataram dois centauros.
_DESNERIUS! - um dos dementadores flutuando bradou atingindo um dos fantasmas que cambaleou para trás.
_SERPENSORTIA! - uma cobra de fogo foi pronta a dar o bote.
_IMPROMORVUS! - Harry pulando da direita para esquerda, se abaixando dando um salto, caindo ao chão, pulando e correndo berrou.
_CRUCIO! - Hermione sendo alvo de milhares de flechas de fogo bradou . - PROTEGO! PROTEGO! PROTEGO!
_AVEDA... - uma das criaturas berrou porém foi atingida nos olhos pelas flechas recém desviadas por Hemrione.
_ESTUPEFAÇA! - dez centauros trovejaram e os raios atingiram vários fantasmas que caindo de seus cavalos sairam a correr, os gritos rasgando a guerra, o sangue invadindo o ar, a dor acima de tudo.
_DIFARNIUS! - um dos fantasmas furioso pulando de volta sob seu cavalo vociferou, um dragão negro saindo de sua varinha.
_EXPELLIARMUS! - Hermione berrou antes de ser atingida por três jatos vermelhos jogando-a em meio aos cavalos, sua cabeça quase sendo atingida.
_MAGICUS EXTREMUS! - milhares de raios azuis cruzaram o céu e atingiram os fantasmas. Os Glovers de fogo com suas espadas de fogo prontos a matar quem estivesse a suas frentes.
_CRUCIO! - mais dementadores vociferaram e vários fantasmas pulando de suas cavalos brandiram sua varinha em um movimento único, no momento seguinte uma serpente de fogo em meio a um dragão avançou acima de todos pronto a estraçalhar.
_DESNERIUS! - uma voz em conjunto gritou e os raios dourados rente ao chão atingiram os cavalos perolados fazendo-os cair ao chão, os fantasmas pulando não pararam um segundo sequer, correndo mais rápido que nunca se mostravam mais fortes a cada segundo.
_ENCRAVEOUS! - Harry rodopiou no ar caindo em meio a várias lanças cravadas ao chão, seu corpo todo dolorido, parecia que a dor somente ia lhe retirando as energias.
_IMPEDIMENTA! - um orc bradou em seu rumo
_PROTEGO! - vociferou projetando uma barreira que repeliu o feitiço, se virando para a lança apontou sua varinha. -ACCIO!
A lança voou até sua mão, se virando para o orc a arremessou fazendo-a se cravar no rosto, o sangue negro e os berros de dor lhe sujando as vestes, não havia mais piedade, somente mortes, mortes e lutas sangrentas a frente.
_AVEDA KEDAVRA! - um dos fantasmas urrou e o jato verde estraçalhou uma das criaturas ao meio.
_MORTUALUS! - Harry saiu a correr, dois raios quase lhe atingindo os ombros.
_EFFIGY! - Hermione pulando e se jogando ao chão para desviar enunciou, o jato disparando de sua varinha acertando com perfeição um dos orcs.
Harry com a dor lhe subindo a cabeça e uma sensação que misturava ódio, veneno e um desejo de matar elevou sua varinha, não havia nada mais que o impedisse:
_DIFARNIUS! AVEDA KEDAVRA!
Os dois jatos destroçaram dois orcs ao meio, os vampiros prontos a lhe matar, sendo atingido por um raio em meio ao estômago caiu em meio a batalha e vendo dentre as pernas dos cavalos correndo ao seu lado uma figura com cabelos ruivos e completamente machucado, lutava incansavelmente, era Rony, estava vivo.


PS: Agradeço os comentários do cap.36 e aguardo os desses, muito obrigado por lerem!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.