FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Sonhos e Fantasias....


Fic: Sonhos que viram realidade 2


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Era noite de lua cheia e mais uma vez, a menina de cabelos rosas e olhos azuis acinzentados, estava sonhando com um menino sofrendo novamente. Seu nome era Ninfadora Tonks e tinha sete anos, era uma garotinha, muito esperta e diferente das demais da sua idade, por ser metaformogana. Seus cabelos mudavam de cor conforme o seu estado de espírito e mais uma vez na semana eles ficaram opacos quando se olhou no espelho. Era assim uma vez por semana desde que havia conhecido o amigo de seu primo Sirius, só que claro ela não tinha juntado um fato ao outro.

Durante as noites de lua cheia, ela, sempre ficava triste e somente mais tarde ela entenderia que apesar de ser as noites mais belas, seriam a sua inimiga intima, por levar seu amor mais uma vez.

Flash Black

Ela havia conhecido Remus Lupin numa noite em que tinha ficado com seu primo Sirius no apartamento dele, seu pai teve uma viagem de negócios de última hora e seu primo se ofereceu para ficar com a menina. Ele tinha acabado de se formar na escola de magia e bruxaria e como herdou os bens de um tipo, aproveitou que não tina casa e se mudou para o centro da Londres Trouxa.

Para uma bruxinha muito sapeca, aquela noite estava sendo muito especial. Estava no lado trouxa da cidade, com um primo mais velho, lindo e engraçado, que brincava com ela até de boneca, as principalmente dava muitas risadas com as suas transformações.

-Você é a prima mais interessante e linda que eu tenho - falou ele, fazendo com que a pequena a sua frente, lhe desse o sorriso maroto, que ele conhecia muito bem.

Lembrou-se da época dos Marotos, ah como ele sentia falta dos outros, apesar de noite passada estávamos todo juntos novamente, como prometeram ao lobinho que estariam mesmo apos o termino da escola.

A campainha soa, e quem vai atender é Ninfa, ela abre a porta e vê o menino mais lindo que já tinha visto, e dono de um sorriso encantador, mandou-o entrar e sai gritando Almofadinhas.

-Primoooooooooooooooo, você tem visitas - gritava enquanto estava hipnotizada com os olhos cor de âmbar do homem.
-Pergunte quem é, e dependendo de quem é, mande entrar - gritou ele do banheiro já que estava tomando banho.
-Mas eu já o mandei entrar - gritou ela na porta do banheiro entre aberta. É um menino muito lindo primo, ele esta sentado lá na sala - enquanto falava seus olhinhos brilhavam marotamente.
-Ninfadora Tonks, você deixou um estranho entrar em casa?? - perguntou enquanto sai com a menininha em seu enlaço e a varinha na mão direita, pensando na melhor azaração para seu convidado.
-Nossa Almofadinhas, vai me azarar é??? - o menino perguntou com o sorriso maroto que era único, afinal só ele o lobinho da turma tinha.
-Ah Aluado é você??? Tomei um susto a Ninfa entrou no banheiro dizendo que tinha um menino LINDO aqui na sala, nunca imaginei que fosse você né!!! - e mostrou sei sorriso colgate para o amigo.
-Mas como você se atreve a dizer que o monitor chefe não é o maroto mais assediado dos nossos tempos??? - foi em direção ao amigo e se abraçaram.
-Remo esta é a Ninfa - apresentou a menina que o puxava pelo braço - o que foi?? - perguntou enquanto a pequena ainda o fitava.
-Prazer Remo - ela disse enquanto olhava pro menino e seus cabelos ficaram vermelhos da vergonha que estava.
-Nossa Aluado!!! você conseguiu deixar a menina envergonhada - se virou a tempo de ver a cara de quem comeu e não gostou da prima, fazendo seu sorriso nº 32 voltar.
- SIRIUSSSSSSS BLLLLAAAACKKKKKKKK, olha o modo como você fala comigo, eu vou contar pra mamãe - ela disse quando o olhar dela e do primo se cruzaram.
-Ih Sirius acho que a sua namoradinha não vai gostar da filha fazer queixa pra ela - Remo falou com sorriso maroto e um tom cínico na voz.
-KKKKKKKKKKK - a risada dos dois foi bem alta e só faltava eles saírem rolando pelo chão do comentário do amigo.
- O que eu falei??? - Aluado estava fazendo jus ao seu apelido naquele momento e não entendia nada do que estava acontecendo.
-Ela não é filha de nenhuma namoradinha minha Aluado, ela é filha da Andrômeda, ou seja, é a minha primininha Ninfa - Sirius contava pro amigo ainda se segurando para não rir.
-E eu tenho bom gosto - falava ela enquanto ia à direção de Lupin que estava sentado num sofá de um lugar só - e se eu quisesse que minha mãe namorasse alguém seria você - estava se esticando pra subir no colo de Remo - melhor minha mãe já esta bem casada com meu pai, então penso que é melhor você namorar comigo - subiu e falou esta ultima frase olhando aqueles olhos âmbar lindos.
-Olha aí Aluado, arrumasse uma namorada - Almofadinhas falava rindo da expressão de vergonha e timidez que o amigo estava.
-Eu sei que agora eu to pequenininha, mas eu ou crescer e vou ficar linda igual a minha mamãe e aí a gente namora, então Remo você aceita namorar comigo???? - ela perguntava com os olhinhos cheio de sentimentos e esperanças.
-Ok, eu espero por você Ninfadora - e piscou o olho esquerdo pra ela.

Final do Flash Black


- Acordou naquela manhã com o despertador a chamando pra mais um dia de trabalho, mas hoje nem reclamou e nem tentou quebrar o relógio, afinal era um dia especial, na manha anterior tinha recebido um convite de seu colega para fazer parte da Ordem da Fênix, ela sabia o que era porque na noite em que ficará com Sirius ela escutou uma conversa dele e Remo, e na hora em que o colega fez o convite ela não pensou duas vezes, em fazer parte da Ordem. Era a chance que ela tinha de mostrar que a família Black não tinha só bruxo malvado, e também poderia saber o que aconteceu ao certo ao seu primo querido. Tinha a esperança de que também poderia conseguir informações sobre seu "namorado", riu exageradamente quando pensou no amigo de seu primo naquele jeito. Mas acontece que desde que o conheceu sonhava com um menino sofrendo nas noites de lua cheia, com sete anos ela não entendia muito bem o porquê, mas quando no terceiro ano da escola, estudou lobisomens ela começou a entender seus sonhos, isto porque na noite m que dormiu no apartamento de Sirius escutou também que seu menino era um lobisomem, mas o que não entendi era o porque de uma brincadeira de criança fazer ela sonhar durante todas as noites de lua cheia com o sofrimento dele. Ela pensava que ele estava morto como todos os outros marotos, entretanto, nunca escutou falar dele no mundo mágico e sabia que o único maroto que estava vivo tinha fugido de Azkaban. Ate o momento de sair de casa, caiu umas cinco vezes, o porque do nervosismo ela não sabia.

-Oi Madame Rosmerta, eu tenho uma reunião aqui hoje, você sabe se já chegou algum senhor a mando de Dumbledore??? - ela perguntou do chão mesmo, já que tinha caído novamente.
-Ah sim senhorita Tonks, ele esta ali naquela mesa e apontou para o homem sentado sozinho numa mesinha ao canto.
-ok, obrigada - e saiu em direção ao homem .
-Então é o senhor que veio fazer a entrevista comigo??? - ela perguntou já sentava na frente do homem que se levantava para cumprimenta-la - prazer eu sou Ninfadora Tonks.
-É eu sei quem você é, afinal não são muitas meninas que tem os cabelos rosa chiclete - ele falou com um sorriso simples, mas lindo, tão lindo quanto o do homem dos seus sonhos.
-E você é??? - ela perguntou intrigada pelo homem saber da sua condição, mas pensou " Dumbledore deve ter lhe informado"
- Eu sou Remus Lupin - ele disse normalmente enquanto a examinava.
-Quem??? - ela perguntou enquanto caia da cadeira que estava se balançando - Ah desculpa senhor Lupin é que eu sou meio desastrada - disse enquanto se levantava.
-Vejo que você não mudou muito, Ninfa - seu sorriso agora ela sabia donde conhecia.
-Você lembra de mim??? - as palavras saíram antes que ela pudesse controlá-las.
-É difícil esquecer de uma garotinha como você!!!
-Hei, eu não sou uma garotinha e sim uma mulher - ela estava ligeiramente braba - mas já que você lembrou quero saber se cumpriu a sua promessa de esperar por um, meu namorado - agora ela tinha o sorriso que ele conhecia muito bem, que somente seu amigo Almofadinhas tinha, quando aprontava algo, o sorriso maroto misturado com o sorriso malicioso dos Black´s.
-Depois nós conversamos sobre isto, agora vamos a entrevista, Ok senhorita Tonks – ele falou em voz de afirmação para deixar bem claro que o assunto estava encerrado.
-Sim sargento – e bateu continência para ele.

Seguiu tudo normal na entrevista, ele fez as mesmas perguntas que já tinha feito para os outros membros da ordem, e ela foi aprovada com gloria, podemos dizer assim a não ser pelos tropeços e risadas que ele dava, mas que para ele era o que a deixava encantadora.

Ele a levou ate a sede da ordem, para apresentá-las aos demais membros. Ela foi recebia muito bem por todos, principalmente pela senhora Weasley e ficou sabendo a verdade sobre seu primo Sirius que tanto desejava saber.
Ficaram horas e horas conversando sobre tudo o que tinha acontecido nos últimos doze anos em que não obteve contato com ele, e principalmente sobre a guerra que estava lá fora, e que por um momento havia esquecido, pelo dia perfeito que estava tendo.
Lembrou do sorriso de Remus enquanto conversavam no três vassouras, da promessa feita por ele para ela quando tinha sete anos, e de como uma mulher de vinte e dois anos gostaria que aquele homem cumprisse-a.
Seus sonhos de menina pareciam que tornavam-se realidade, ela estava lá na Ordem Da Fênix, ajudando a lutar contra o maior bruxo das trevas que existiu ate o momento, tinha o único primo que gostava e poderia dizer que até amava, e seu príncipe encantado, quer dizer, seu lobo encantado.
Pensou que eram estranhas as pessoas, não falarem nada da condição de seu “amigo”, mas lhe veio a cabeçinha que no mínimo ele não gostava de ficar espalhando por aí.... “Olha eu sou um lobisomem se quiser uma mordidinha me procura na próxima lua cheia”, e com estes pensamentos começo a rir e rir sem se controlar, ecoou aquela risada que só ela tinha. Fez quem estava na cozinha conversando e tomando um Whisky de Fogo sair e ver o que estava acontecendo, afinal com uma risada daquelas poderia ter sido um feitiço, mas não era só uma linda mulher se divertindo com seus pensamentos.

Voltaram todos para a cozinha e somente ficaram ela, Sirius e Remus que agora tinha se juntado a eles. E a diversão naquela noite chuvosa estava garantida.

Passaram-se seis meses e Ninfa e Remus ,estava cada vez mais próximo um do outro, o amor que um sentia pelo outro estava os matando por dentro aos poucos, ela tinha decidido que assim que tivesse a oportunidade perfeita e ela tinha chegado, como eram parceiros na Ordem, Olho – Tonto tinha os mandado ficarem de olho em um certo movimento suspeito no beco-diagonal.
Eles foram assim que foram chamados, aquela era a noite mais fria do mundo e perfeita para os casais de namorados.

-Remus eu gostaria de saber, se você cumpriu a sua promessa??? – a pergunta saiu direta de sua garganta de um modo simples e objetivo.
-Ninfa eu não sei como explicar isto,você era uma menina de sete anos e eu um homem de dezenove, mas alguma coisa em mim naquele dia mudou e eu resolvi cumprir a promessa por algum motivo,não vou negar que não tive algumas mulheres na minha vida, apesar de muito poucas mas tive, mas em nenhuma delas encontrei o que eu desejava e quando olhos nos seus lindos olhos castanhos, vejo que nele eu poderia ter o que mais desejo na vida, mas também não seria certo, pois eu sou mais velho, pobre e perigoso também, e você merece alguém completo que possa te amar e todos os dias quando você precisar poça estar ao seu lado e não de um animal como eu – deixou uma lagrima rolar de seus olhos e ficou cabisbaixo.
-Remus, acontece que naquela noite eu era uma criança que se encantou com o amigo do primo, principalmente pelos seus olhos cor de âmbar que são perfeitos, mas hoje eu sou uma mulher e lhe desejo do mesmo modo como te desejava a anos atrás, e quando a você ser mais velho isto não importa nem um pouco, quantos casais nos dias de hoje tem alguma diferença de idade e cá pra nós doze anos não são muito tempo, quanto ao fato de ser pobre eu também não sou rica Aluado, e penso que nós dois podemos construir a nossa vida juntos, eu nunca gostei de luxo e me contento com uma vida simples, e quanto ao fato de você ser perigoso e um animal, sabe eu gosto de um periguinho as vezes, e não vai ser a lua cheia que vai te tirar de mim. – ela falou rápido para ter coragem e quando terminou os olhos do maroto a sua frente estavam lagrimejados novamente.
-Desde quando você sabe Ninfa??? – não tinha como negar a surpresa em que ele estava por ela saber.
-Ah este probleminha cabeludo que você tem??? Hum me deixa pensar, desde a noite que você prometeu ser meu namorado, é que eu sou muito e muito curiosa sabe e naquela noite depois que você e o Siris me colocaram pra dormir eu me levantei e fui escutar a conversa de vocês. – soltou uma sonora gargalhada, a mesma que lhe deixava louco, afinal só ela tinha aquele poder de lhe deixar tranqüilo e calmo.
-E porque você nunca me contou nada???? – seus olhos agora brilhavam de felicidades, afinal ela sempre soube e mesmo assim o desejou por todos estes anos.
-Porque ninguém nunca me falou nada lá na Ordem e muito menos você, então eu pensei que você não queria que eu soubesse, por isto fiquei quietinha – ela não conseguiu terminar de falar porque ele a puxou pára o beijo mais doce e calmo que já tinha ganhado, o beijo dele era perfeito, do jeitinho que ela sempre sonhou e aquele momento com certeza ganharia de qualquer um de seus sonhos, só pelo fato de ser real e ela estava sentido aqueles braços fortes a abraçando de maneira gentil, mas ao mesmo tempo faminto por amor, carinho.
Ficou um bom tempo explorando a boca um do outro, a entrada de prazer e desejo dos dois, após o beijo, eles ficaram ali se olhando com os olhos num brilho que nem a autora vai conseguir explicar no momento, afinal só eles tinham aquele olhar especial quando estavam juntos, e para terminar os sonhos e se tornar em realidade só faltava uma coisa, e claro que nosso lobinho, deixou seu lado maroto falar mais alto e fez com que nossa historia se tornasse o mais lindo conto de fadas já vivido na realidade.

-Então senhorita Ninfadora, você aceita ser minha namorada???? – a perguntava veio junto com um olhar malicioso e uma voz rouca e sensual.
-Ah, não vai dar senhor Lupin, porque eu tenho um namorado sabe – ele a soltou e ficou a olhando perplexo, mas ela continuou – me deixa ver - e começou a contar nos dedos – hum quinze anos e aposto que o meu lobinho não vai me deixar tão cedo – e caiu na gargalhada quando viu que a cara de assustado passou para o sorriso simples que ele tinha e somente ele.

Só quem pode dizer quanto tempo o amor pode esperar, ou quanto tempo conseguimos amar as pessoas sem esperar nada em troca ou simplesmente desejando que elas estejam felicidades mesmo longe que de nós, é o coração, ele é o responsável por toda a felicidade ou tristeza que temos em nossa vida amorosa, é somente ele o portador de entrada para a tortura diária que é o amor.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.