FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

22. Guerreiro Lendário (provisorio


Fic: Os Descendentes Divinos


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Guerreiro Lendário

_Agora sim a brincadeira vai começar. Falou Harry com um sorriso um tanto quanto satisfeito nos lábios.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Eu preferia que ele tivesse ficado serio. Falou Rony que observava o amigo fora da cúpula ele sentir um leve arrepio quando vira o rapaz sorrir.

_Agora sim veremos o potencial do Líder dos Lobos. Falou Luna com um meio sorriso nos lábios.

_Se ele ficou mais forte desde a ultima luta teremos uma idéia de até onde ele vai chegar. Falou Draco olhando não para Harry, mas para o estranho cavaleiro, sentia uma energia diferente nele, mas um pouco familiar.

_Fique de olho nessa luta. Falou Hermione num tom baixo para Shade que se assustou. _Harry escolheu você para vir conosco por alguma razão, então o mínimo que você deve fazer é observar e aprender o máximo possível.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Não se apresentara que nem os seus outros amiguinhos? Perguntou Harry num tom debochado.

_Me faça sair do lugar e eu prometo que revelarei meu rosto. Falou o cavaleiro seu tom estava abafado pelo elmo que usava, mas os olhos azuis fizeram Harry imaginar quem era, afinal já havia percebido a tempos que ele não era alguém normal.

_Se assim que você quer... Falou o rapaz baixando o braço esquerdo deixando a palma da mão virada para o chão, e com a mão direita ele segurava o braço esquerdo com firmeza.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Pelos deuses. Falou Anne chocada ao ver a posição do irmão logo depois ela fechou os olhos uma fina aura negra e branca começara a circular a barreira em que eles estavam protegidos. _Nós vamos precisar disso. Falou mais uma vez abrindo os olhos e se sentando no chão de cansaço o que os outros não entenderam.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Uma aura extremamente vermelha circulou Harry, a aura era tão quente quanto o interior de uma fornalha acesa na capacidade máxima, às arvores ao redor começaram a pegar fogo novamente, mas o calor estava aumentando gradativamente cada vez mais rápido e às arvores algumas árvores simplesmente secavam e caiam, quando tocavam o chão se estilhaçavam como vidro aos poucos, mais e mais árvores começavam a cair fazendo um barulho ensurdecedor e o chão tremer, o calor estava muito alto, a grama queimada de gelo já havia secado ao redor do rapaz e em seu lugar vinham uma terra escura que logo depois mudavam para uma areia fina e vermelha.

_Se você não desviar disso morrerá antes mesmo de pensar. Falou Harry de cabeça baixa parecia estar fazendo algum esforço, suas pernas arquearam como se ele tivesse carregando algo muito pesado, logo seus pés estavam sendo enterrados lentamente no solo a areia vermelha tomou conta da clareira às árvores estavam caindo mais e mais.Supremacia de Rá. Urrou o rapaz seus olhos brilharam com força, da palma da sua mão uma esfera vermelho sangue do tamanho de uma bola de beisebol se formou, algumas pedras se erguiam do chão agora arenoso, assim como um pouco de areia, era como se a gravidade não mais existisse. Foi muito rápido, logo depois dessas palavras Harry deu um giro em torno de si mesmo e lançou a bola vermelho sangue em direção do cavaleiro, um clarão enorme cegou a todos que assistiam aquilo, logo depois um forte som como o de um trovão foi ouvido, um forte vento derrubou às árvores remanescentes as lançando para longe com força e depois de tudo um silencio ensurdecedor.

Aos poucos todos puderam ver novamente, mas ficaram surpresos até mesmo o próprio cavaleiro que agora estava a uns dez metros a direita da onde originalmente estava, parecia chocado. Quilômetros e quilômetros de areia vermelha se estendia pelo chão até além da onde a vista pudesse enxergar, grandes dunas os cercavam, uma brisa carregava partículas de areia vermelha para todo lado, não havia mais árvores, apenas areia, o sol estava alto e o calor era extremo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Ele me enganou. Falou Anne suspirando aliviada. _Pensei que ele ia destruir tudo em sua volta.

_E ele fez o que? Perguntou Jorge olhando para os lados intimidado pelas dunas que os cercavam.

_Por que pelo que eu vi, ele transformou tudo num deserto. Diz Fred.

_Nós não estávamos exatamente em Atlântida, fomos desviados para uma dimensão diferente, mas que não estava tão distante do continente perdido. Luna falava aquilo com seu ar sonhador sem ligar para a cara de interrogação de quase todos. _É parecido com a zona Zero aqui o ambiente se transforma de acordo com o desejo ou poder daqueles que estão nela só que para isso acontecer precisa ter grande força mágica.

_Então o Harry usou isso para construir seu próprio campo de batalha? Perguntou Neville.

_Acho que ele só estava testando. Falou Hermione pensativa.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Você tem de cumprir sua palavra. Falou Harry num tom zombeteiro, no que o cavaleiro o observa com interesse. _Apesar de eu já ter uma idéia de quem você seja.

O cavaleiro parecia não entender exatamente o que acontecera, mas levou suas mãos para o elmo e o retirou lentamente a surpresa foi quase que geral entre os amigos de Harry. O cavaleiro era alto tinha um físico forte olhos de um extremo azul brilhante e cabelos cor de palha.

_EU SABIA. Falou Harry num tom ligeiramente maior que o normal os seus amigos não entenderam muito. _Siegfread Nibelungos ou devo chama-lo de professor?

_Somente Siegfread por favor. Falou o cavaleiro num tom até que animado de voz apesar de surpreso pela revelação de Harry.

_Deixa-me adivinhar. Falou Harry num tom de quem tentava lembrar de algo. _Siegfread o herói lendário da mitologia nórdica pessoalmente acho o equivalente a Aquiles da mitologia grega, mas você se tornou invencível ou quase depois de seu corpo ser totalmente coberto pelo sangue de um dragão, acho que de Fafner mas tinha um único ponto em que o sangue não lhe cobriu e era nas costas bem no lugar em que uma pequena folha avia grudado dizem que você morreu quando lhe atingiram com uma lança nesse lugar, mas acho que estavam enganados principalmente porque eles esqueceram uma coisa de grande importância. Harry parou para respirar o cavaleiro ouvia tudo atentamente e ficou ligeiramente pálido com as palavras dele. _O que eles esqueceram é que você lutou com Fafner pelo anel de nibelungos um anel de extremo poder, mas amaldiçoado, uns dizem que quem o possui não poderia amar mais, mas isso dependia do portador do anel, se ele tivesse grande ambição e não se importasse com nada para atingir seus objetivos, essa pessoa deixaria realmente de amar, mas se fosse um guerreiro em missão honrada sem ambição por tesouros ou poder, essa pessoa seria amaldiçoada com a coisa que ela mais tem medo.

_E o que eu teria mais medo? Perguntou Siegfread surpreso pelo conhecimento do jovem Potter já que mesmo convivendo tanto tempo com ele não havia dado brecha para algo assim.

_Você devia ter temido duas coisas. Falou o rapaz sorrindo. _A primeira se realizou e não direi o que é no momento, pois se trata de uma coisa sua, talvez algum dos meus amigos saiba, já que isso aparece na sua “lenda”, a outra que você mais temia era viver eternamente só, sem poder amar mais ninguém sem ser aquela moça essa maldição o anel não pode ter dado sozinho já que ele já realizara a maldição não provavelmente algum ser maior fez isso e só esse “alguém” pode retirar a maldição. Harry olhou de esguelha para os amigos, mas depois voltou a atenção para o cavaleiro. _E eu te digo que isso esta perto de se realizar.

_Muito bem jovem Potter. Falou Siegfread com um sorriso frio nos lábios, mas Harry fez uma careta ao ouvir como ele lhe havia chamado. _Mas para você chegar em seu objetivo terá de me derrotar e acredite não sou igual aos que seus amigos enfrentaram.

_Claro que não é. Falou Harry com um sorriso satisfeito. _eles eram simples mortais meros descendentes dos antigos Heróis, mas você é um dos antigos Heróis um dos maiores. O sorriso de Harry aumentou dando um ar meio que sombrio nele. _Só que você tem de saber de uma coisa. A pressão do ar que havia cessado por alguns segundos voltou três vezes mais forte fazendo o cavaleiro curvar levemente os joelhos, mas logo se endireitar. _Não importa o quanto o meu oponente seja forte, pois EU SEREI MAIS FORTE. Uma aura verde circulou Harry, mas logo ela começou a mudar de cor para uma vermelha e de novo para uma azul e mais uma para cinzenta e de repente numa velocidade aparentemente cronometrada a aura dele mudava de cor todas as cores possíveis até que aumentou gradativamente de velocidade e tudo o que os outros viam era uma aura branca os olhos do moreno clarearam com tal intensidade que ficaram quase brancos.

_Isso vai ser divertido. Falou Siegfread e logo depois uma aura azul anil o circulou aumentando gradativamente, a pressão no ar era gigantesca a areia começou a circular em volta dos dois como enormes rodamoinhos que cresciam mais e mais.

O vento uivava com uma força estrondosa a areia tampou a vista de todos parecia uma tempestade de areia. Então um silêncio mortal se apossou do campo de batalha o vento cessara e a areia caiu do céu como chuva então um enorme estrondo é ouvido, toda a areia que ainda tampava a visão fora jogada para os lados longe da clareira que se formava entre as dunas e então viram Harry e Siegfread punho com punho como se medisse força mas depois de alguns segundos ambos são jogados para lados opostos com força. Harry dera um giro no ar e caiu de pé no chão, mas mesmo assim continuou seguindo por alguns metros já siegfread simplesmente caíra de pé e com a força do impacto fora arrastado muitos metros do ponto original.

_Flipendo. Falou Harry aparecendo às costas do cavaleiro e tocando a mão em suas costas logo o cavaleiro sentira um forte impacto nas costas e fora arremessado para frente quando estava para tocar o pé no chão ele também sumira e aparecera ao lado de Harry que se curvou para trás escapando de um feitiço aparentemente estuporante. _Feitiços escolares não vão me deter.

_Digo o mesmo para você. Diz Siegfread ambos estavam lado a lado, mas virados para lados opostos Harry da um giro e tenta acertar um soco no rosto do cavaleiro, mas este defende com o braço esquerdo e logo uma onda de impacto e vento percorre o campo de batalha em seguida Siegfread segura o braço do rapaz e desfere um soco com o punho direito na barriga dele que levanta alguns centímetros do chão sangue sai de sua boca e o ar desaparece de seu pulmão.

O cavaleiro agarra os cabelos de Harry e rapidamente direciona a cabeça dele de encontro com o seu joelho, mas o impacto foi impedido, pois Harry conseguira colocar as mão no joelho do cavaleiro depois disso com o braço esquerdo ele pega uma das pernas de Siegfread e com força a levanta rapidamente lançando o cavaleiro de costas no chão o moreno não deixou nem o cavaleiro se levantar e já foi tentando pisar no inimigo, mas este rolara para trás escapando do golpe.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Longe dali Osires observara todas as batalhas dos seus guerreiros e se surpreendeu com o nível doas amigos do enviado ao lado dele estava Galadriel e mais uma jovem de cabelos negros como o ébano e olhos cinzentos.

_Ele esta mais poderoso que antes. Falou Galadriel com um tom de voz que demonstra surpresa e interesse.

_Isso é incomum. Falou Osires. _Tanto ele quanto o Enviados das Trevas estão com um poder maior do que qualquer enviado que veio antes deles.

_Vocês estão dizendo que esse ai é o eleito dos deuses? Perguntou a jovem de cabelos negros olhando Harry pela fonte de água límpida como espelho só que ela não refletia a imagem daqueles que estavam ali mas sim a imagem de Harry e Siegfread que continuavam sua luta. _Se eu não soubesse acharia ele um mero humano ou talvez um deus disfarçado de humano.

_O poder dele ainda não é o de um deus e nem poderia, nenhum enviado dos deuses pode receber o espírito de um deus esse foi uma lei que foi criada pela própria natureza. Falou Osires.

_E se não fosse um mero deus? Perguntou a jovem de cabelos negros.

_Como assim? Perguntou Galadriel interessada.

_Não sei algo nele me faz tremer talvez os olhos dele demonstra algo estranho mas indecifrável.

_Já tinha percebido algo assim. Falou Osires logo depois a jovem da as costas para a fonte e sai andando. _Aonde vai?

_Avisar minha mãe que talvez tenha-mos visitas. Falou a jovem.

_Não tente lutar contra ele, pois provavelmente ele estará mais forte ou pior ele esteja fraco e por algum motivo se tornar um Berserke.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Já fazia quase meia hora que Harry e Siegfread começaram a lutar, mas parecia que ambos não se cansavam ou o poder neles não diminuía, aquilo de certa forma era assustador cada golpe cada feitiço e magia usadas por eles faziam nuvens grossas de areia subir e logo elas eram lançadas para longe com algum golpe.

_Que nível é esse? Perguntou-se Shade olhando estarrecida com aquela luta era surpreendente diferente das dos outros ela tinha algo diferente uma energia antiga exalava de todo lado de cada poro dos dois combatentes na sua frente.

_Harry Alcançou o nível de um mago, mas apesar da aura não tenho tanta certeza que ele seja um mago branco. Falou Anne que estava suando assim como quase todos. _A aura assassina que circula os dois da a impressão que eles não sejam humanos, mas monstros ou demônios.

_Você consegue acompanhar os movimentos deles? Perguntou Draco para Shade que confirma com um aceno da cabeça. _Agora vejo o por que do Potter querer que você viesse.

_Você provavelmente esta num nível acima dos outros lobinhos bom a maioria dos discípulos de Harry estão acima desse nível, mas ele se interessou em você então ele viu algo diferente. Falou Hermione sem olhar para a garota. _Ele te escolheu para ser uma guerreira pessoal dele fico imaginando o quão longe você vai chegar e o quão poderosos são os guerreiros pessoais dele.

_Alguns deles estão no nível dos lideres até mais poderosos. Falou Anne seus olhos brilharam levemente. _Abel é um exemplo.

_Isso é divertido. Falou Draco ele não temia ter mais oponentes poderosos ele estava mais é alegre ele estava começando a criar um certo gosto em batalhas.

_Mas o que é aquilo? Perguntou Neville assombrado.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

De repente Harry e Siegfread param de se golpearem ou lançarem feitiços os dois estavam muito afastados um do outro um pouco mais de trinta metros eles ofegavam cortes, arranhões, esfolados e hematomas eram vistos pelo rosto deles e pelos braços e partes visíveis do corpo a armadura do cavaleiro estava com centenas de rachaduras.

_Que tal mostrarmos algo diferente um para o outro? Perguntou Siegfread num tom de voz provocador. _Primeiro eu. O cavaleiro urrou seus olhos azuis se tornaram negros sua aura azul anil ficou azul marinho ele caiu de joelhos ele levantou o braço direito e logo este começa a se alongar escavas negras e vermelhas apareceram nele e quando o braço caiu na areia o chão tremeu o resto do corpo dele continuou mudando milhares de escamas vermelhas e negras seu rosto começou a alongar os dentes cresceram e ficaram afiados então tudo parou e uma nuvem de areia o encobriu. Quando a poeira baixou todos viram com uma certa surpresa uns enormes dragões de escamas negras na parte de baixo, ou seja, na barriga e no peito escamas vermelhas brilhavam seu corpo era gigantesco em sua cabeça galhadas como as de um cervo azas enormes e negras a cauda longa e no vim dela parecia ter uma ponta de osso prateado.

_EU me sentiria surpreso se você conseguisse falar nessa forma. Disse Harry olhando com interesse para o dragão devia ter mais ou menos uns dez metros de altura o “dragão” soltou um rosnado mais parecido com um sorriso.

_Então se surpreenda. Falou o “dragão”.

_Ta agora eu to surpreso. Falou Harry com um tom de curiosidade. _Então é minha vez mas aviso que eu sé me transformei uma vez e preciso dizer um pequeno encanto antes disso.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Encanto? Que encanto? Perguntou-se Hermione confusa. _Para se tornar um animago não precisa recitar nenhum encanto.

_O animal que ele que se tornar não é muito comum. Falou Anne e Luna ao mesmo tempo as duas se olharam por alguns segundos e sorriram.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry suspirou seus olhos fecharam e sua presença sumiu quase que instantaneamente se os outros não o vissem logo na sua frente juraria que ele havia desaparecido.

Que o selo se quebre
As sombras se libertem
O aprisionado mais uma vez caminha
Hati e Skoll filhos e irmãos
Curvem-se perante o pai

Uma aura negra tomou conta de Harry ela era densa e o circulava com força o chão tremeu e então um uivo distante foi ouvido lentamente tudo estava ficando escuro todos olharam para o céu e viram que era um eclipse total mas diferente dos outros o céu ficou vermelho sangue mais um uivo só que esse vinha da direção oposta do primeiro. Rony tremeu involuntariamente algo estava estranho e parecia que não era só ele que não estava gostando daquilo, pois o “dragão” siegfread recuara uns dois passos para trás.

Harry olhou para o céu direto para a lua que encobria o sol o céu ao redor vermelho sangue dava um ar mais sombrio de certa forma macabro.

_FENRIR. Urrou o rapaz então a aura negra que o estava envolvendo ficou tão densa que ele desapareceu por trás dela. A energia negra continuou a crescer mais e mais um brilho amarelo selvagem brilhou por trás da aura.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_TAMPEM OS OUVIDOS. Gritou Anne e logo em seguida todos fizeram o que ela mandou sem saber o direito do por que. Uma forte rajada de vento desprendeu da aura maciça de energia negra seguido dela um uivo estrondoso até mesmo as dunas ao redor tremeram com isso a presença que se instalou no lugar parecia selvagem e assustadora depois disso ouviu-se um barulho de correntes.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A aura parecia estar diminuindo ate que num súbito ela se extinguiu e em seu lugar estava um enorme lobo era tão negro quanto a mais profundas sombras se não mais olhos amarelos selvagens era enorme quase seis metros de altura suas patas tinham garras prateadas sua boca era enorme e dentes branco pérola brilhavam a energia que o circulava era assustadora, parecia que ele estava caçando e qualquer um que entrasse em seu caminho se tornaria sua presa. Tinha uma coisa curiosa naquele lobo além da sua altura e eram correntes prateadas e douradas estavam amarradas ao redor do corpo dele estavam quebradas em alguns pontos e pareciam ser pesadas, mas o lobo nem se importou.

Um jato de fogo azul foi lançado na direção do lobo que abriu sua enorme boca fazendo os outros tremerem e da sua boca um jorro to branco quanto à neve e mais frio que o gelo foi em direção do jato de fogo os dois jatos colidiram em tão uma forte explosão levantou areia o farfalhar de asas foi ouvido e quando a areia baixou eles viram Siegfread em sua forma de dragão voando alto aparentemente no que ele achava estar fora do alcance do “lobo”.

Fenrir não estava mais no chão ele havia sumido o dragão usou sua visão avançada para tentar achar o lobo, mas não o via em lugar nenhum a mente de Siegfread trabalhava rapidamente e com pavor, pois aquele lobo não era comum e como um humano conseguia se transformar em algo que era inimigo dos deuses.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Osires e Galadriel que observavam a luta pareciam mais assustados do que siegfread, a rainha dos elfos demonstrava um certo receio em seus olhos como se temesse o que via aquele lobo.

_Nunca pensei que o veria de novo. Sussurrou Galadriel tremendo levemente. _Como isso é possível?

_Não sei e por em quanto não quero ter a resposta para esse enigma. A luta que eles observavam eram catastrófica duas enormes bestas antigas lutando entre si. _Vou acabar com isso logo. Diz o Regente de Atlântida juntando as mãos como se estivesse orando.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

O dragão Siegfread desceu um pouco mais para ver e conseguia achar o seu inimigo e esse foi o seu erro de baixo da areia Fenrir pulou com fúria brandindo sua enorme mandíbula e cravou os dentes na asa direita do dragão que urrou em sinal de dor e caiu pesadamente no chão a duna ao redor tremeu. O lobo saiu do meio da cortina de areia que havia se formado com a queda do dragão e logo em seguida pulou para o lado escapando de outro jorro de fogo azul que atingiu uma parte de areia que instantaneamente virou vidro. Em seguida o lobo lançou uma rajada esbranquiçada para a nuvem de areia então um enorme bloco de gelo emergiu da nuvem que caiu rapidamente depois disso dentro do gelo estava o dragão, mas o gelo começou a soltar vapor e a derreter com uma velocidade incrível.

Ambos dragão e lobo se encararam com fúria e avançaram um em direção do outro rapidamente o lobo saltou o dragão estava preste a soltar outra rajada de fogo quando um enorme clarão se formou no meio dele e os lanço em direções opostas com força quando a luz ofuscante terminou lá estavam Harry e Siegfread em suas formas humana ambos de costas para o chão seus rostos tinham alguns corte provavelmente tinham quebrado mais alguns ossos.

Os dois se levantaram ao mesmo tempo e olhara para as próprias mãos sem entender muito bem o que acontecera, mas em quanto Siegfread continuava olhar para suas mãos Harry olhou para o céu que continuava vermelho sangue seus olhos verdes brilharam num tom amarelo selvagem de Fenrir e então ele urrou com fúria uma imensa onda de ar desprendeu.

_Não se intrometa mais. Urrou Harry seu tom estava grave como o de uma besta provavelmente efeito da transformação que demoraria a passar, mas era assustadoramente selvagem Siegfread parecera entender o que o rapaz estava falando e olhou de relance para o céu mas os outros não entenderam nada..

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A fonte em que Osires e Galadriel viam a luta de Siegfread e Harry começou a borbulhar com força a água estava a ponto de ebulição então algumas rachaduras surgiram na fonte logo depois tudo cessou, mas quando eles foram ver a água da fonte não a viram borbulhando ou soltando vapores não a água estava congelada, mas ainda sim dava para ver o rosto de Harry que parecia esta olhando com fúria diretamente nos olhos de Osires.

_Ele atingiu a fonte dessa distancia. Sussurrou A elfa espantada com o que o humano podia fazer. _O nível dele esta no de um lendário com certeza.

_Temo em saber qual será o destino desse mortal. Falou Osires tão surpreso quanto à rainha elfa. _Nesses tempos não posso ver o que esta para acontecer nem, além disso, somente o passado e o presente e por alguma razão sinto que estamos com sorte dele estar por em quanto do nosso lado.

_Acho que já sei qual vai ser a nova era que vai vir logo depois da luta com os enviados. Falou Galadriel seus olhos brilharam quando falara isso. _Será uma era de seres poderosos se o Enviado dos Deuses não acabar com esse tal de Voldemort outro fará e temo que esse outro não seja tão bonzinho quanto o nosso enviado.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry voltou a olhar para Siegfread que se pos em posição de combate ao ver aquele brilho amarelado nos olhos do rapas, mas este apenas levantou o braço esquerdo e um jorro vermelho foi na direção do cavaleiro.

Siegfread percebeu que aquele jato vermelho não passava de um feitiço estuporante, mas a força dele era muito grande provavelmente machucaria bastante quem fosse atingido então fez um movimento com a mão e o feitiço desviou só que ele não viu que o feitiço agora ia a direção da cúpula que protegia os amigos de potter e quando o feitiço chocou com a barreira, foi absorvido rapidamente.

_Desça a mim Kalian. Sussurrou o cavaleiro então um frio se instalou por todo o campo de batalha e do nada uma enorme espada caiu na frente do cavaleiro era uma espada muito grande quase três vezes maior que uma espada longa celta e três muito mais larga e grossa o cabo dela era simples mais parecia um simples pedaço de aço azul escuro saindo da espada. O cavaleiro pegou o cabo da espada e a tirou do chão com um movimento rápido ele apoiou a espada no ombro seus pés afundaram no chão com o peso dela aquela espada parecia estranha era branca feito osso. _Kalian também conhecida como presa de dragão. Falou Siegfread sumindo rapidamente e aparecendo do lado de Harry. _Apesar dela ser grande eu consigo me movimentar muito bem e a manejo melhor ainda. Um movimento rápido e a espada vão de encontro ao pescoço do rapaz que continua parado e do nada exibiu um sorrisinho sinico e então quando estava a milímetros dele a espada pareceu bater numa barreira de aço, pois o som ecoou por todos os lados.

_Suba das trevas. Falou Harry e então uma segunda presença apareceu no campo de batalha era como se outro ser estivesse aparecido lá. _Kali. O vermelho sangue do céu pareceu se intensificar e uma presenssa fria e quase sem vida se instalaram por todo lado. Siegfread tremera ao ouvir aquele nome e pulou para trás segundos antes de uma longa espada celta a lamina cinzenta não refletia nem mesmo o reflexo de Harry apenas sombras indistintas que pareciam andar por todos os lados era algo parecido com a foice do ceifador, mas tinha algo diferente e o cavaleiro sabia que só existia três armas que podiam causar aquela sensação e isso não era bom. _Esta espada não tinha nome ou pelo menos ela mesma já esqueceu o seu velho nome então resolvi dar-lhe o nome da deusa Hindu da morte já que essa é uma das laminas dos mortos. Uma sombra cinzenta se formou logo atrás de harry tinha a forma de uma jovem em poucos segundos ela se tornou totalmente nítida e então todos puderam ver uma bela jovem entre seus quinze e dezessete anos pele de um azul claro e estranho olhos violetas e cabelos brancos os cabelos eram longos.

Siegfread tremeu aquela era uma forma que ele via em seus pesadelos a própria dama da morte uma entidade que perseguia os amaldiçoados pela imortalidade poucos podiam vê-la alguns apenas sonhavam com ela, mas ela estava ali aparecendo em sua frente e por causa da energia do Potter todos a viam. O cavaleiro resolveu não esperar um próximo movimento então avançou para atacar o Potter com toda a sua força e mostraria o seu pequeno truque na manga.

Quando estava a apenas um metro direcionou a espada na diagonal para acertar o moreno e então para a surpresa do próprio Harry a espada se partiu em duas sendo que a segunda parte siegfread empunhava com a mão esquerda. Por pouco Harry defendera as duas laminas sua espada proferiu um barulho estranho com o choque parecia um fino canto sombrio.

_Cuidado Potter, pois as presas de dragão vão lhe rasgar. Falou Siegfread tentando uma seqüência de golpes muito rápida e Harry as defende com dificuldade dando alguns passos para trás até saltar cinco metros para trás longe do cavaleiro que para de atacar por sentir um frio na espinha.

O sobretudo que Harry vestia se agitou com uma força incrível com um vento inexistente a capa dele mudou não era mais negro mas azul escuro o brilho amarelado do seus olhos fora substituído por um brilho mais assustador era um azul claro e frio.

_Eu não queria fazer isso. Falou Harry sua voz estava diferente parecia mais distante, mas ecoava pelas dunas. _Valentine. Um forte brilho azul surgiu à esquerda de Harry e algo começava aparecer no ar como se estivesse sendo desenhado ali quando estava bem nítida todos viram uma espada mas tinha algo diferente nela a lamina estava quebrada um pouco a baixo da metade sobrando apenas alguns centímetros de lamina mas mesmo assim ela parecia poderoso seu estilo dava para ver que era muito oriental muito provável uma Katana japonesa o cabo era negro como o céu da noite não havia adornos nela nem nada gravado.

Siegfread não entendia o por que do rapaz invocar uma mera espada quebrada, mas mesmo assim ficou assustado com aquele poder era algo sombrio, mas reconfortante mesmo ela tendo já aparecido há alguns segundos sua lamina azul mantinha um brilho azulado e prateado. Harry fez um movimento com a espada quebrada e esta zuniu como se estivesse chorando logo depois um rastro de luz foi em direção do cavaleiro que o defendeu sua espada tilintou com força.

A luta recomeçara Harry avançara rapidamente sua velocidade pareceu dobrar o choque das espadas se encontrando soltavam faíscas de diversas cores a areia abaixo dele se cristalizavam como vidro e logo depois quebravam e se pulverizavam as ondas de choque produzia uma rajada de vento muito forte as dunas ao redor pareciam que estavam começando a cair na direção dos combatentes.

Siegfread conseguiu atingir Harry no ombro direito e o rapaz conseguira fazer o mesmo com o cavaleiro só que no ombro esquerdo. Apesar de ambos estarem feridos mais do que os outros pudessem ver eles não diminuíam o ritmo olhavam um nos olhos do outro sua vontade de vencer era enorme.

_Vamos acabar com isso de uma só vez. Falou Siegfread pulando para trás suas espadas brilharam e um frio congelante passou por todos os cantos como uma brisa. _Sepultamento Divino. Diz mais uma vez sua voz demonstrou cansaço.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry viu o movimento de Siegfread e quando sentiu a energia das espadas dele também resolver acabar com aquilo de uma só vez ele ergueu Kali a cima da cabeça com a mão direita e com a esquerda manteve Valentine abaixada como se fosse perfurar o chão.

_Morada dos Mortos. A voz saiu sem vida os olhos dele perderam o brilho e suas pupilas dilataram levemente dois raios colidiram no meio dos dois combatentes o que vinha de siegfread era branco como a neve o de Harry era cinza chumbo como nuvens de tempestade.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Hermione e os outros viram aqueles movimentos e sentiram um certo arrepio ao ouvir Siegfread a proferir aquelas palavra e o arrepio só se intensificou quando Harry proferiu o que parecia ser suas ultimas palavras quando os raios se chocaram ao meio dos dois combatentes não ouve nenhum clarão ou explosão apenas um silencio mortal.

_Eles desapareceram. Falaram Fred e Jorge ao mesmo tempo olhando para o campo de batalha e não viam nenhum sinal de Harry ou do professor, mas quando eles terminaram de falar isso ouviram algo pesado cair no chão olharam para trás e lá estava Malfoy olhando para um ponto a frente um pouco mais para o alto seus olhos demonstravam surpresa e pavor olharam para Anne que ainda estava sentada o olhar dela não era muito diferente.

_O que é aquilo? Perguntou Draco tremulo olhando para frente, mas parecia que ninguém mais alem de Anne via o que ele estava vendo(isso ficou esquisito).

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Siegfread continuava parado e só via a sua frente ao Potter estranhou quando não ouve nenhuma explosão e percebeu que o céu havia escurecido olhou para o chão e não viu mais areia ou terra viu apenas uma densa neblina branco perolada e densa que escondia os seus pés sentiu um arrepio a direita dele ele ouviu o som de água corrente e olhou e viu um imenso rio a largura de uma margem a outra era tão grande que não se podia ver a outra ponta as águas eram escuras, mas soltavam um brilho esverdeado murmúrios de lamentos eram ouvidos de dentro dela não havia céu estrelado apenas escuridão a alguns metros a acima de sua cabeça olhou para esquerda e viu os contornos de um portão, mas por alguma razão não o viu inteiro.

_A sua direita esta o Cocythus ou Cócito também conhecido como lago das Lamentações aqui é um dos piores lugares para ser mandado aqui se encontram pessoas que cometeram os crimes mais perversos, não caia ai ou se não nunca mais poderá sair. Um sorriso nasceu nos lábios de Harry que olhou para os lados era escuro sombrio e a presença deles ali parecia interessar alguém ou alguma coisa, pois ele sentia ser observado. _Vamos acabar logo com isso. Uma aura verde e dourada pareceu incendiar ao redor de Harry e de suas espadas Siegfread ficou em posição de ataque e uma aura azul e prateada se incendiou ao seu redor ambos correram um em direção do outro suas espadas se chocaram e tudo ao redor clareou por alguns instantes algumas criaturas estranhas os observavam criaturas difícil de descrever mas logo depois uma rajada de vento saiu deles e um clarão ambos foram jogados para lados oposto.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Um clarão apareceu do nada e então os amigos de Harry viram ele e siegfread serem lançados para direções opostas sangue jorrava dos dois seus rostos demonstrava frustração e derrota ambos tocaram o chão ao mesmo tempo e continuaram a ser arrastados por mais alguns metros. Ficaram deitados de costas por alguns segundos pareciam mal respirar, mas então com uma dificuldade extrema os dois se levantaram ao mesmo tempo olhou na direção de seus amigos e soltou um sorriso fraco.

_Desculpe, mas eu perdi. Essas foram as ultimas palavras dele logo depois seus olhos fecharam e ele caiu de bruço no chão levantando um pouco de areia que se manchou rapidamente de sangue. Siegfread riu alto, mas era uma risada sofrida e derrotada parou, pois começou a tussir sangue.

_Do que esta falando seu idiota? Perguntou o cavaleiro em tom de derrota. _Você que venceu eu perdi. Logo depois caiu novamente o chão já manchado de sangue e sua energia se esvaiu tão rápido quanto à de Harry.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Assim que os amigos do rapaz viram e ouviram Siegfread caindo desfizeram a barreira e correram na direção de Harry quando chegaram perto dele viram a poça de sangue que estava sendo absorvida pelo chão Anne se agachou e virou o irmão para que ele ficasse de costas para o chão ao fazer isso tudo ao redor deles saiu de foco e logo depois todos se viram em meio a um enorme salão branco cercados por vários cavaleiros que trajavam armaduras semelhantes à de Siegfread só que nelas estavam gravadas outra coisa que eles não se importaram de ver os detalhes. Um homem velho incrivelmente parecido com Dumbledore se não fosse pelos seus olhos prateados e vestes brancas aparentemente reais e luxuosas seria facilmente confundido com o diretor. O Homem passou os olhos pelo salão e viu Siegfread caído a alguns metros de Harry e fez um sinal com a cabeça logo em seguida uns dez cavaleiros foram na direção dele e pegaram o guerreiro e o carregaram para algum lugar logo em seguida os mais dez cavaleiros se aproximaram de Harry, mas pararam ao sentir a energia ameaçadora que saia do grupo que o acompanhava o homem de barbas longas e brancas se aproximou de Harry e quando ia se agachar sentiu uma lamina fria em seu pescoço.

_Se tocar nele eu juro que arranco sua cabeça. Falou Shade num tom mortal e baixo os cavaleiros que os cercavam colocaram as mãos na cintura onde aviam espadas mas o velho levantou a mão e eles pararam.

_Shade pare com isso. Ordenou Luna se aproximando mais do velho e de Harry. _Agora. Ordenou mais uma vez e a garota obedeceu a contra gosto.

_Cuidare-mos de seu amigo agora me sigam, por favor. Falou o velho dando as costas para eles Luna fez um sinal afirmativo com a cabeça e todos menos Anne começaram a seguir aquele que parecia ser o líder do local.

_Eu ficarei com ele. Falou Anne num tom preocupado e Luna nada disse nem mesmo se virou apenas balançou a mão direita como se dissesse que não se importava e logo depois sumiu por entre uma enorme porta ladeada por duas imensas estátuas de grifo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

LEIAM AS N/A PARA SABER UM POUCOMAIS DE ALGUMAS COISAS DA FIC.

N/A: Primeiro eu to aqui para pedir desculpas pela demora é que eu tive alguns probleminhas (e ainda tenho^^). Segundo eu já aviso para alguém sábio q ainda naum percebeu essa fic é pos OdF.

N/A2: FENRIR: Cria de Loki com a giganta Angrboda. É um lobo monstruoso que é acorrentado pelos deuses até o advento do Ragnarok, quando ele se soltará e causará grande devastação antes de devorar o próprio Odin.

HATI: Lobo que persegue a lua e que vai conseguir devorá-la no Ragnarok. Em alguns livros dizem que ele é filho de Fenrir outros dizem que eles são irmãos.
SKOLL: Lobo que persegue o sol e que, no Ragnarok, consegue finalmente alcançá-lo e devorá-lo. Irmão de Hati.

SIEGFRIED: Na saga dos Nibelungos, é o filho de Siegmund e de Sieglinde. Grande herói que restaura Nottung, a espada de seu pai, mata o dragão Fafner e conquista a Valquíria Brünnhilde. Siegfried é morto, pelas costas, por Hagen.

N/A3: Eu já tinha avisado q esse cap ia ser curto então não me matem.........por em quanto é só t+.................fui

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.