FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

38. Outra passagem especial


Fic: Brincar de viver (R/Hr - H/G - Atenção - cenas NC18)


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

A decisão de Harry era definitiva. Mas naquele momento eles não podiam parar o que estavam fazendo. Ele apenas virou-se para Ginny e beijou-a muito rapidamente e carinhosamente. Ela sabia o que ele estava pensando, portanto compreendeu imediatamente sua reação e tranqüilizou-o, abraçando-o com carinho.

Harry fazia o que os pais haviam lhe dito: algumas anotações quando sentia vontade. Ele anotava tudo o que lhe vinha à cabeça para depois poder montar o “quebra-cabeças”.

A passagem na qual haviam chegado era, para eles, interessantíssima. Apesar das coisas não serem descritas em detalhes mínimos, foi óbvio demais! Estava nas páginas que seguiam o pedido de casamento de James à Lily.

Incrivelmente, essa passagem um pouco mais “quente” tinha a letra de James Potter. O que foi uma grande surpresa aos homens presentes, que ainda estavam engatinhando no assunto AMOR, desconhecendo a força de expressar-se que ainda experimentariam, muito em breve...

# 1º de Agosto de 1974 – Godric’s Hollow (minha futura casa!)

Ainda estamos no mesmo lugar, eu e Lily. Minha Lily, minha ruivinha maravilhosa, minha futura mulher, futura mãe de meus filhos, a pessoa com a qual quero envelhecer e morrer... #

Harry se segurou muito para não chorar quando leu aquilo. Afinal os pais não tiveram chance de envelhecer juntos, de curtir o filho... Afastou esses pensamentos negativos da mente e continuou a leitura.

# Eu, James Potter, confesso que nunca pensei ser capaz de sentir o que eu estou sentindo hoje, agora.

Ontem, depois que pedi Lily em casamento, e ela aceitou, eu me senti outra pessoa… mesmo no estado em que o nosso mundo anda, mesmo com a ameaça das Trevas, mesmo com todos os problemas mundiais, eu me senti a pessoa mais feliz do Universo... não, naquele momento eu não fui egoísta. Apenas reconheci o lugar do amor no meu mundo, e foi a melhor coisa que me aconteceu... vou explicar melhor.

Em resumo, eu não sei me expressar tão bem quanto Lily. Mas a verdade é que eu estou tão feliz que tenho que expressar isso de alguma maneira... depois do meu pedido de casamento à Lily, ela finalmente aceitou se entregar a mim... é isso mesmo! Ela finalmente reconheceu que eu não sou aquele James dos primeiros anos de escola, que cantava todas as meninas, era exibido e idiota (sim, eu era um idiota!), que não media as conseqüências do que fazia... e hoje eu sei que mudei por ela. Desde que aqueles lindos olhos verdes aceitaram, depois de dois anos de tentativa, que eu estava realmente e perdidamente apaixonado por ela, minha vida mudou.

**É como se eu despertasse de um sonho que não me deixou viver
E a vida explodisse em meu peito com as cores que eu não sonhei
E É COMO SE EU DESCOBRISSE QUE A FORÇA ESTEVE O TEMPO TODO EM MIM...
E é como se, então, de repente eu chegasse... ao fundo do fim! De volta ao começo!**

As palavras não são minhas não, mas expressam genuínamente o que eu sinto nesse momento.

Meu coração parece que vai explodir... eu olho pra ela agora, dormindo, toda linda e nua na minha cama, minha pela primeira vez, minha pra sempre, e percebo que não posso viver sem ela. Ela é o sol, ela é o ar que eu respiro, ela é tudo...

Finalmente, ela entregou a mim o que tinha de mais precioso: ela mesma. E hoje eu acho que ela tinha razão em esperar. Esperar que eu estivesse pronto, seguro, amando-a ainda mais, para que eu pudesse fazer amor com ela...

Ah Merlin! Foi a sensação mais incrível do universo! Da galáxia! Do sistema solar! Como vou dizer isso com palavras?

Bom, estávamos recebendo os parabéns dos convidados, dos nossos pais, parentes mais próximos... estava uma chatice mesmo, festa assim é pra família mesmo. Puxei ela pra um canto e disse:

- Lily, já fizemos nossa parte. Vamos sair daqui? Ninguém vai dar nossa falta...

- James...

- Não, nada de James isso, James aquilo... sem desculpas. Essa festa é pra eles, quero uma só pra nós. Quero te levar pra jantar, falar só com você. Essa gente toda não vai casar comigo.

- Calma James, eu ainda não falei. Eu tenho uma idéia melhor do que a sua. Eu não quero jantar fora. Não quero sair com você, fazer um programa agora.

Ele olhou para Lily meio decepcionado. Queria tornar a noite ainda mais romântica, e ela não queria?

- Você é bobo mesmo né James... – e, chegando bem perto do meu ouvido, essa mulher sabe me provocar, eu fiquei todo arrepiado quando ela falou no meu ouvido, bem baixinho, pra que apenas eu escutasse:

- Eu quero ir naquela casa que você me mostrou outro dia... aquela que seu pai disse que comprou pra você, pra quando você casasse...

Eu fiquei perplexo. Meu queixo caiu. E o olhar guloso que ela me deu quando olhei nos olhos dela! Será que eu estava sonhando ou aquilo realmente estava acontecendo? Sim, porque até agora ela simplesmente se recusou a ficar sozinha comigo em qualquer lugar que fosse... peraí...

- Lily, eu não estou entendendo.

Ela realmente tirou o chão dos meus pés quando falou:

- Eu quero você. Agora. Estou pronta pra nós dois.

Eu estava delirando, talvez tivesse bebido muito uísque de fogo... mas tomei só uma dose, não é possível... ela pegou no meu braço.

- Anda James. Agora!

Eu confesso que estava realmente pagando pra ver. Pra quem disse que só ia se entregar quando casasse... seu burro, é isso! Vocês estão NOIVOS, ela acredita no seu amor agora...

Aparatamos em Godric’s Hollow. Uma casa no meio de trouxas, realmente muito grande, bonita e espaçosa. A casa estava parcialmente mobiliada, meu pai já havia comprado algumas coisas. (Acho que meu pai andou lendo meus pensamentos...)

Estava linda a noite. Claro que não era a vista da praia que víamos na Escócia, mas quem queria saber de praia agora?

Lily estava de un jeito que eu jamais tinha visto. Ela parecia um anjo, posso jurar que sentia a aura dela... E o corpo dela pegava fogo, ela respirava rápido e começava a suar. Eu percebia que ela tinha tomado a decisão corajosamente, estava à frente de tudo por isso... e respeitei a vontade dela.

Ela percorreu vagarosamente o trajeto até a escada, o corredor... até o último quarto, lá no fim do corredor.

Entramos no quarto. Tinha uma cama enorme, tinha banheiro, um closet espelhado lindo... ela conjurou lençóis, toalhas de banho. Uma camisola alaranjada rendada, linda, que combinava com a cor dos cabelos dela...

- Vou colocar isso, já volto.

Eu nem conseguia falar.

- Tu-tu-do bem... eu vou... esperar.

Conjurei então um robe de seda, um calção preto de seda também. Acho que era o suficiente.

Ela voltou ainda mais linda... Merlin, como é possível alguém ficar ainda mais linda por causa de uma peça de lingerie... eu agora entendi o que estava acontecendo. Ela acendeu as velas que espalhavam-se pelo quarto todo. Eram perfumadas. Ela ficou ainda mais linda à meia-luz.

- Hoje eu entendi, finalmente, quem você é. Quem eu sou. E o nosso futuro, James. Não existem mais dúvidas: eu amo você, e não existe maneira mais intensa de mostrar amor a alguém como...

- Fazendo amor. Eu sei! Mas tem que ser amor de verdade para que um sinta o que o outro sente, para que suas almas e corpos sejam...

- Um só.

Ela me deixou sem palavras. Eu não sabia se chorava, se sorria, se gritava... E ela foi chegando de mansinho, me puxou pela manga do robe, sentamos na cama e começamos a nos beijar... ela me deixou sem ação, ela era a dona da situação, como jamais foi! Eu sempre levei a melhor, mas dessa vez eu não queria mandar... eu queria, sonhava com aquele momento há anos!

Eu já conhecia o corpo dela. E ela já conhecia meu corpo também. Não foi problema despir à mim ou à ela. Mas hoje tudo foi diferente... Porque era a primeira vez dela. E era a minha primeira vez... com ela.

Sem pressa e com muito amor e desejo, exploramos mais uma vez nossos corpos incansavelmente... E o momento da penetração foi majestoso, sublime... Ela foi forte, e gostou demais, como eu... nos olhos dela, eu finalmente senti a mim mesmo. Agora ela era uma mulher. E eu o seu homem. O que eu senti com ela jamais tinha sentido antes... as outras eram passado, ela é a mulher da minha vida!!!

- Eu te amo Lily. Mais do que tudo! E nunca experimentei o sentimento que você despertou em mim hoje, meu amor. Eu consigo enfrentar tudo, todos, pra ser feliz ao seu lado! Vou te amar, te proteger, te mimar, te ajudar...

Fui calado pelos beijos dela. Depois daquela sensação de êxtase, daquela primeira vez...

... eu nunca mais serei o mesmo. E sei que ela também não.#


Todos estavam boquiabertos. Extasiados, sentindo a mesma sensação que James descrevia... ou quase. Porque um casal entendeu perfeitamente. O outro ainda precisava experimentar a sensação de amar totalmente.

Harry ficou extremamente ruborizado. Ginny tinha um olhar penetrante, guloso como aquele que o pai descrevera... e ele sabia o que deveria fazer.

Ron e Mione se sentiam apoiados pela declaração de James, entendiam perfeitamente o sentimento de James porque sentiam o mesmo entre eles...

Foi com esse clima, essa vibração, que todos foram surpreendidos por Dobby, trazendo um enorme bolo de aniversário ao salão comunal. Depois dele, entraram seus amigos Neville e Luna, a Profa. McGonagall, Hagrid...

Ele tinha se esquecido do próprio aniversário!



**Nota da Autora as palavras que James diz e que não são dele na verdade pertencem a uma música gravada pelo Roupa Nova, chamada "De volta ao começo", de 1993. Não pude colocar como música porque ela é muito recente, estamos falando de 1974...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.