FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

21. Confronto em Atlântida


Fic: Os Descendentes Divinos


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Confronto em Atlântida

Um homem alto, negro e com olhos castanhos claros demonstrando grande jovialidade desembarca naquela manha no Aeroporto Pierre Dantes em Paris. O jovem vai em direção a saída do aeroporto, quando sente algo estranho, mas mesmo assim continua. Ele pega um táxi e diz num Francês muito carregado de sotaque um endereço que o taxista pareceu entender. Já avia se passado trinta minutos, mas o táxi continuava a andar rapidamente mais rápido do que o jovem imaginava.

_Quando chegaremos? Perguntou o jovem ao motorista num francês cheio de sotaque, mas o motorista não respondeu, e ele estranhou aquilo.

_Ola. Disse alguém do lado do jovem, que simplesmente deu um salto do banco traseiro do táxi ao ver um rapaz de cabelos negros que não estava ao lado dele a alguns instantes.

_Mas que merda é essa? Perguntou o homem com o coração a mil olhando para o rapaz ao seu lado, que devia ser mais novo do que ele.

_Adriano Sousa, nascido no Brasil, mais exatamente em Salvador, onde ainda vive com sua esposa um ano mais nova que você e tem um filho de dois anos. Falou o Rapaz de cabelos negros como se tivesse decorado uma fixa. _Atualmente portador de uma espada negra. Também é mestre em capoeira, esporte que acho bem interessante.

_Ele é mais alto que você. Fala uma voz infantil vindo do banco de passageiro, logo à frente de Adriano, que se assusta ao ver a uma garota de no Maximo onze anos olhando pra ele.

_Como não senti sua presença? Quem são vocês? E o que querem? Adriano perguntou num estado de surpresa total.

_Não sentiu nossa presença por que estava concentrado de mais em perceber a presença de magia negra que tinha na cidade. Falou a garota de cabelos negros e olhos azuis logo a sua frente. _Eu me chamo Anne Potter, e esse que esta do seu lado sorrindo é meu irmão Harry Potter, a quem você já deve conhecer. Adriano afirma com um aceno da cabeça sem entender mais nada.

_Eu também sou aquele que você procura, e o que quero é que você cumpra o contrato. Falou Harry sorrindo como se aquilo não fosse nada de mais.

_Como posso ter certeza disso? Perguntou Adriano, mas sua pergunta foi respondida quando uma melodia triste e sombria ecoou pelo carro vindo do porta mala. _Ótimo, eu acredito, mas vamos logo com isso.

_Esta bem. Fala Harry tirando uma corrente dourada de dentro das vestes e entregando a Adriano que sente um choque passando pelo seu corpo ao pega-la. _Você não pode me trair, não poderá contar meus segredos, e agora faz parte de uma organização chamada Alcatéia. Ao chegar na nossa sede meu amigo Caio, que é o motorista, lhe dirá tudo que precisa saber. Sua família estará sendo removida para a cede Brasileira da Alcatéia, onde ficarão seguros e serão tratados muito bem. Você poderá velos daqui a sete dias.

_Mas que... Adriano não terminou de falar, já que tanto Harry quanto Anne simplesmente sumiram do carro.

_Eu odeio quando eles fazem isso. Falou o motorista num português sem sotaque.

_Você fala minha língua? Perguntou Adriano surpreso.

_Falo. Respondeu o motorista.

_Então por que não me disse antes? Perguntou Adriano achando graça daquilo.

_Você não perguntou. Diz o motorista sorrindo e se virando para falar com Adriano e ao fazer isso revela uma face de um Homem de não mais trinta anos com cabelos negros. _Sou Caio. Não gosto do meu sobrenome então não uso.

_Onde eles foram? Perguntou Adriano com curiosidade. _E que negocio é esse de Alcatéia?

_Eles foram para a central resolver coisas muito importantes. Falou Caio num tom bem humorado. _E a Alcatéia é....

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Eram quinze para as nove quando Harry entrou na sala de reunião dos lideres da alcatéia, onde todos conversavam sobre o que ia acontecer. Todos já sabiam do julgamento que fora explicado por Hermione e Abel, Rony nas duas primeiras horas fez questão de lembrar a todos que ele tinha razão sobre o caráter de Krun, mas depois dessas duas horas ele parou. Fred e Jorge aviam chegado no dia anterior. Eles pareciam cansados, mas muito felizes. Faziam piadas, soltavam fogos das Gemialidades e tudo que podiam, mas naquele instante eles estavam sérios assumiram um olhar duro, pois o que era claro para todos é que nenhum Weasley suporta uma TRAIÇÃO.

_Faltam apenas cinco minutos. Falou Harry depois de um tempo de silencio. _Vistam-se. Ordenou e logo todos estavam com as vestes da Alcatéia e suas correntes com pingentes estavam pra fora da camisa, demonstrando o grande posto de comando que eles exerciam. _ Isto não será fácil, pois o réu é conhecido ou amigo de alguns, fora que era um membro ativo e companheiro de luta. Não será julgado somente um, mas também quatro traidores, entretanto os quatro serão julgados separadamente. Pensem com calma, pois hoje nos somos os juizes e o júri. _Todos afirmaram com um aceno da cabeça. _Vocês saberão o lugar onde deverão sentar, pois a frente dele estão seus brasões. _Mais uma vez todos afirmaram. _Não fiquem nervosos e vamos. Quando terminou de falar isso uma porta lateral se abriu, e Harry logo passou por ela seguido de perto por todos.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A Sala de julgamento da Central era enorme. Em um canto de frente para a entrada havia uma mesa em forma de meia lua com dez lugares, a frente dessa mesa havia muitos lugares que sumiam ate alguns cantos escuros da sala enorme. Já nesses lugares havia uma enorme platéia que viera ver o julgamento, alguns ali eram aliados da Alcatéia ou lideres de outras filiais, ou ate mesmo simples pessoas que viviam nas vilas ou guerreiros da Alcatéia . Havia varias pessoas de outros paises. Entre a mesa dos juizes e o publico havia um espaço vazio com duas mesas uma afastada da outra, onde deveriam ficar os advogados de defesa e de acusação juntamente com os seus “clientes”. A frente das duas mesas dos advogados havia um pequeno palco não muito grande, mas o suficiente para um homem em pé. Algumas grades de ferro negro circulavam o palco para que a testemunha ou o réu não tente fugir ou simplesmente caísse. A sala não era muita iluminada, apenas o suficiente para que todos vissem os acusados e as testemunhas.

_Todos de pé. Falou um homem que devia ter a mesma altura de Hagrid¹ e logo depois disso toda a “platéia” se silenciou e a sala do julgamento caiu num silencio agourento. Não demorou muito e uma porta logo atrás da mesa dos juizes apareceu e se abriu Dela entraram na sala os dez lideres de toda a Alcatéia com suas vestes de combate, mas sem os capuzes. _Curvem-se. Ordenou mais uma vez o homem em um tom normal, mas parecia que todos ouviram já que se curvaram levemente. _Podem sentar. Ordenou mais uma vez e todos se sentaram.

_Esta aberta acessão. Falou Harry que estava sentado ao centro da mesa dos juizes, em uma cadeira que ficava um pouco mais acima das outras. _Que entre o primeiro acusado. Todos se viraram para a porta de entrada. Quando ela se abriu as pessoas que estavam mais no alto pareciam saber o que estava acontecendo e da porta entrou Victor Krun livre, sem amarras nem correntes, a poucos passos dele estava Smoker com seu abitual sobretudo cinza chumbo e os olhos impassível, mas parecia torcer para que o acusado tenta-se escapar, o que para sua decepção não aconteceu.

Krun sabia que mesmo estando livre de correntes ou amarras ele não poderia escapar, e se por algum milagre escapa-se, logo seria alcançado, e ai sim ele não entraria naquele tribunal somente com os poucos arranhões que tinha, pelo contrario, ele pensava que não chegaria nem mesmo a entrar no tribunal. Ele caminhava lentamente como se pensasse em algo pra escapar, para ser perdoado. Muitos que estavam naquela sala conseguiam ler sua mente, saber de seus medos e viam que apesar do seu rosto impassível e inflexível ele estava amedrontado, mas pareceu que aquele temor se transformou em puro pânico ao ver sentado ao centro da mesa dos Lideres Harry Potter com seus olhos verdes carregados de nojo e fúria. Ele passou a olhar pela mesa com calma já sabendo que estaria condenado percebeu que muitos ali ele conhecera em Hogwarts, mas o que fez seu coração apertar foi ver Hermione à esquerda de Harry os olhos dela vinham carregado de decepção. Depois do que pareceu uma eternidade ele chegou ao seu destino e logo se encaminhou para a pequena mesa a direita que ficava em frente aos Juizes. Ele se sentou numa cadeira vazia e não estranhou não ver ninguém ali para defende-lo provavelmente seria condenado sem nem mesmo ser julgado direito.

_Esta enganado. Falou Harry assustando Krun que saiu de seus devaneios. _Você terá alguém que lhe defenda apesar de sabermos que isso não adianta muito devido as acusações. Quando terminou de falar um pequeno estalo e um flash de luz verde é visto ao lado de Krun que se assusta ao ver um Homem alto aparentemente de meia idade com cabelos prateados e olhos de um castanho frio.

_Victor Algustos Krun você é acusado dos piores crimes que um membro da nossa Sociedade que se auto intitula Alcatéia poderia cometer. Quem falou foi Luna que estava sentada à direita de Harry. Seus olhos azuis estavam frios como pedras. _Você é acusado de participação indireta no Assassinato de seus companheiros e civis inocentes, De quebrar as leis de sigilo e a pior de todas: Traição. A ultima acusação fez o tribunal romper em burburinhos alguns gritos de “Traidor” ou “condenem ele” ou ate mesmo “ele merece a morte”.

_Como você se declara? Quem perguntou foi Rony que estava ao lado de Hermione os olhos do ruivo demonstrava desprezo assim como seu tom de voz. O advogado de defesa falou algo baixo só para que Krun ouvisse e este apenas assentiu.

_Meu nome é Roberto Frinzman. Falou o Advogado de defesa se levantando. _Meu cliente e eu queremos que apresentem provas sobre tais acusações. O Advogado parecia fazer aquilo só por praxe pois aparentemente ele mesmo já teria condenado o seu “cliente”.

_Muito bem. Falou Harry se curvando para frente a fim de analisar o acusado melhor. _Que entre Albert Stan. Ao falar isso um homem baixo, de cabelos negros e olhos amarelados entra na sala sozinho e caminha rapidamente para o pequeno palco conde devia ficar as testemunhas ou os acusados. _Sr. Stan você é acusado dos mesmo crimes que Victor Krun ou seja, de nos trair e dar informações a Voldemort sobre nossas ações. O Homem tremeu quando Harry falou aquilo e Krun simplesmente empalideceu mais ainda.

_Sim eu admito, mas em troca de uma pena mais branda estou aqui pa...

_Não interessa já levamos em conta o que você nos disse. Falou Harry interrompendo o Sr. Stan. _Conte-nos exatamente o que aconteceu.

_Muito bem senhor. Falou Stan ainda tremendo. _Ontem, ou melhor, á dois dias Kun me procurou reclamando que não era valorizado e que alguém com o poder que ele tem não podia ser tratado como um reles soldado de classe baixa. Ele me convenceu com sua conversa e depois de alguns drinks, eu, que estava embriagado o segui para um encontro com um “contato” que ele dizia ter com os comensais e esse contato pareceu feliz com algo que Krun disse, mas eu não me lembro exatamente o que foi, mas apesar de bêbado eu podia distinguir claramente as coisas e depois de meia hora de conversa o contato nos levou para uma ilha com um pequeno barco. A ilha eu já disse onde fica mas pelo que eu consegui ouvir da conversa que Victor estava tendo é impossível alguém que não tenha a marca negra entrar lá a não ser se for um aliado negro. Albert Stan parou por alguns segundos onde respirou fundo e pode sentir que o “publico” estava interessado então sorriu brevemente. _Chegando na ilha por alguma razão minha embriagues passou rapidamente, e quando percebi não dava pra voltar atrás. Victor me convenceu que já era tarde para voltar e que na certa eu seria morto por Traição, então não vi outra escolha a não ser colaborar. Krun foi o primeiro a ter contato com Voldemort, ficou na sala do Trono conversando por quase uma hora, e depois eu fui chamado. Voldemort olhou pra mim me fez algumas perguntas e depois eu literalmente fui lançado para fora da Sala, mas claro ele arranjou um jeito de eu Burlar o juramento, mas não conseguiu quebrar o encanto que nos prendia a Alcatéia.

_É suficiente essa prova? Perguntou Harry olhando para o Advogado de Defesa que apenas se levantou foi perto da testemunha a analisou bem e depois olhou para o líder que apenas acenou com a cabeça.

_Sr Stan. Falou Frinzman com um tom entediado de voz. _Como embriagado o Sr conseguiu saber de tantos detalhes?

_Bom eu tava embriagado não morto. Falou Stan com um tom zombeteiro fazendo algumas pessoas rirem. _É fato que dificilmente você esquece algo quando esta bêbado, mas você pode deixar de perceber detalhes ou coisas que você esta fazendo é provável esquecer algumas coisas se você dormir ou desmaiar devido ao consumo excessivo de Álcool mas como eu já contei eu estava acordado e apesar de não lembrar exatamente da conversa eu consigo lembrar das coisas a minha volta e se esta duvidando da minha palavra aplique um soro da verdade em mim e eu contarei tudo de novo com as exatas palavras.

_Confesso que o testemunho de alguém que estava bêbado não pode se confiável. Falou o Sr Frinzman. _O que teria para provar o que nos contou.

_Eu teria isso. Falou Stan rasgando a camisa que usava e mostrando para o advogado uma grande tatuagem da Marca Negra que pegava quase todo o peito e um pedaço da barriga muitos dos presentes pareceram ver aquilo e murmuraram e logo todos sabiam. _Victor Krun tem uma igual em seu peito é desse jeito que conseguimos dizer algumas coisas mas pelo contrato não ter sido quebrado por completo não contamos tudo.

_Silencio. Falou Harry num tom normal de voz, mas todos se calaram. _Muito bem creio que tenhamos provas o suficiente para convencermos ao Sr.

_Sim. Falou o Sr Frizman. Sem mais perguntas. E logo voltou a se sentar do lado de Krun que murmurou algo para ele, mas este simplesmente fez um aceno negativo com a cabeça.

_Muito bem. Falou Harry e então todos olharam para ele. _Stan devera ficar aqui, pois daremos sua sentença primeiro.

_Sim Sr. Falou Stan já conformado com seu destino.

Os lideres ficaram em silencio nenhum nem ao menos se mexia pareciam que estavam debatendo o caso através de Legilimencia, mas por mais que qualquer um tentasse saber entrar na mente deles não conseguiam. Já avia se passado aproximadamente vinte minutos de do silencio ate que do nada os lideres parecem relaxar e quase todos soltaram suspiros cansados.

_Albert Stan você foi considerado culpado das acusações. O tribunal estourou em vaias de aprovação e gritos de alegria quando Rony Weasley se levantou para pronunciar essas palavras. _Sua sentença será ter todo sua magia retirada do seu corpo e a memória apagada para que não lembre nem mesmo do próprio nome também será confinado numa instituição para Doentes Mentais trouxas onde sempre procurara saber quem é e de onde vem, mas nunca conseguira encontra as respostas para sua pergunta, e seus registros serão apagados do mundo bruxo e da Alcatéia. Stan tremeu quando ouviu o ruivo falar aquilo, pois a pior coisa para um bruxo era perder sua magia, mas eles o condenaram a mais coisas, ele agora seria uma existência nula, ninguém saberia quem era ele e nem ele saberia quem era, não teria direito de mais nada. _Te damos essa pena leve por ter colaborado de boa vontade e admitido seus erros perante essa corte. Krum tremeu, pois se aquela era uma pena leve o que seria uma pesada...

_Victor Krum você foi considerado culpado. Falou Harry se levantando sua aura verde estava visível e o desprezo era sentido em suas palavras. _Há Alguém entre os lideres ou na platéia que gostaria de interver na sentença desses dois?

_Ninguém entre nos ajudaria um maldito traidor. Urrou uma mulher na primeira fila que Hermione reconheceu como sendo prima de Vitor.

_Eu intervenho por Victor Krun. Falou Hermione se levantando e fazendo toda a platéia estranhar. _Peço que ele não pegue a pena máxima.

_Obrigado mione eu sabia que você ia me ajudar. Falou Krum se levantando.

_Calado traidor. Gritou Hermione fazendo Krum se encolher de medo. _Não dirija a palavra a mim, pois não lhe conheço e nunca conhecerei um traidor imundo.

_Sua sentença será mais branda. Falou Harry fazendo Hermione se calar e lançar olhares de nojo a Krum que pareceu apático. _Eu o condeno a uma pena perpetua em Arkan². Krum tremeu desesperadamente, pois Arkan era a pior prisão que um mortal criaria, para falar a verdade entre a Alcatéia era dito que não fora um humano quem criara a prisão. Arkan era no meio de uma floresta viva onde seres malignos que não se juntariam a voldemort moravam. A própria prisão parecia ser feita de Dementadores, e qualquer um que fosse condenado a viver nela não conseguia sair ate o final da pena, mas a maioria enlouquecia nas primeiras horas que entravam lá devido a grande magia opressora que as paredes tinham. _Eu condeno a você viver ate o ultimo dia de sua vida em Arkan, onde você Vera toda a dor e sofrimento que ajudou a causar, você ouvira os gritos e lamentos daqueles que morreram por sua causa, você sentira a dor e o desespero de estar a beira da morte, você desejará a morte mas ela não vira. Um dia seu lá será como um ano de dor, pois lá o tempo parece passar lentamente.

_Por favor, não faça isso! Berrava Krum desesperadamente se levantando e tentando pular sobre Harry, mas Smoker simplesmente apareceu na frente dele com um sorriso carniceiro e desferiu um golpe no lado esquerdo de Krum que sentiu pelo menos três costelas quebrarem. _Piedade!

_Não terei piedade com um traidor. Falou Harry se levantando seguido dos lideres. _Você perdera tudo aquilo que lutou pra conseguir, ninguém lembrara de você, pois será sempre um traidor. Harry parecia querer matar Krum ali mesmo. _Smoker leve esses infelizes para uma sela nas Masmorras e espere a chegada dos outros.

_Sim. Alou Smoker derrubando Krum no chão e depois o pegando pelo pé e saiu da sala o arrastando seguido de perto por Stan que via aquela sena estático e dando graças por ele não ser Krum, que se debatia e gritava.

_Que entre os irmãos McQuin´s. Falou Harry se levantando e logo depois dois homens quase idênticos se não fosse os cabelos de cores diferentes: um era loiro e outro moreno. _Vocês são acusados de dar informações confidenciais a bruxos das trevas.

_Somos culpados. Falaram os dois ao mesmo tempo.

_Muito bem isso facilita muito. Falou Harry olhando para Luna que logo se levantou e tomou a palavra.

_Vocês terão sua magia retirada do corpo e suas memórias serão apagadas e passaram 40 anos numa penitenciaria Trouxa de segurança máxima ao cumprir a pena serão reintegrados ao mundo trouxa, e nunca mais terão contato com o mundo bruxo nem seus filhos e assim por diante. Falou Luna com uma calma assustadora e logo depois Abel apareceu atrás dos dois irmãos que tremeram com aquilo. _Abel os acompanhe para as masmorras, e de lá os encaminhe para suas penas juntamente com os outros condenados.

_Sim. Falou Abel e do nada os dois rapazes ficaram estáticos e seguiram Abel sem falar nada, como se fossem zumbis.

_Sessão encerrada. Falou Harry batendo a mão na mesa e logo depois uma salva de palmas foi ouvida, pois todos os membros que ali estavam aprovavam as decisões dos lideres.

Harry se levantou e saiu pela porta logo atrás da mesa dos lideres e logo foi seguido pelos outros e aos poucos todos saíram do tribunal comentando sobre o julgamento e seu resultado. Os lideres estavam quietos todos esperavam Harry falar, pois este ainda estava serio e algo dizia que não era bom falar algo que o irritasse.

_Bom galera, isso foi cansativo. Falou Harry se espreguiçando como se estivesse realmente cansado. _Passamos mais de uma hora lá dentro.

_Nossa. Falou Mione olhando para o relógio de pulso que carregava. _É mesmo.

_O que exatamente é Arkan? Perguntou Neville fazendo todos ficarem quietos e estranhamente tensos.

_A prisão da alcatéia. Falou Harry num tom calmo. _Temos nossos criminosos e prisioneiros de guerra como comensais que sairiam livre na sociedade Bruxa. O moreno suspirou e ficou quieto por um instante. _Ela é pior do que Askaban na época em que os dementadores a guardavam, para falar a verdade Arkan parece ser construída inteiramente de dementadores, mas somente os condenados sentem isso, sua localização são poucos que sabem.

_Em resumo essa prisão é um pedaço do inferno na terra. Falou Anne fazendo todos tremerem levemente. _Quem entra nela revê todos os seus crimes todo o mal que fez as pessoas só que eles não só “revêem”, eles sentem toda a dor que causaram todo o sofrimento e desespero como se estivesse realmente acontecendo com eles. Os condenados só tem uma hora de descanso por dia, que é para comer e ter um “banho de sol”. É quase impossível escapar da prisão, e se alguém escapar há uma floresta quase que intocada ao redor dela, e criaturas tão antigas que não se submeteriam ao poder de Voldemort ou ate mesmo ao de um deus, algumas cruéis, outras pacificas.

_Somente quem é o senhor do castelo que usamos como prisão é quem pode caminhar livremente pela floresta e pela própria prisão, quer dizer os empregados do Senhor do Castelo também podem. Falou Harry como se não fosse nada de mais. _Esse castelo pertenceu a Salazar Slitheryn e estava “perdido” há muito tempo, mas a localização dele esta no livro que eu dei a Hermione, só que ela não conseguiria ler se eu não deixa-se.

_Vamos deixar esse assunto pra lá. Falou Luna indo em direção a saída da sala. _Agora eu vou descansar um pouco e depois vou dar uma volta pelo castelo. Luna saiu e logo foi seguida por Neville, Fred e Jorge.

_Eu quero dar uma olhada na biblioteca. Falou Hermione olhando para Harry como se pedisse permissão.

_Pode ir. Falou o moreno fazendo Rony fazer uma careta. _Leve o Rony com você talvez Abel já esteja lá, e ele é um ótimo jogador de xadrez.

_Vamos ver se ele é tão bom assim. Falou Rony fazendo uma cara decidida, saindo da sala juntamente com Hermione.

_Sabe o palácio é bem grande, e demoraria muito para o Rony ou qualquer outro encontrar vocês. Falou Anne olhando de esguelha para Draco e Gina que coraram levemente, mas apenas sorriram e saíram da sala. _O que você pretende fazer agora?

_Quero dar um treinamento coletivo para os lobinhos que estão aqui. Falou Harry com um sorriso nos lábios fazendo Anne ter pena dos lobinhos. _Deve ter uns duzentos ou trezentos lobinhos, acho que vou precisar da sua ajuda.

_Acho que você vai precisar de alguém que saiba curar ferimento isso sim. Falou Anne dando de ombros como se aquilo fosse normal. _Mas, tudo bem vamos.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

O Salão Comunal dos lobinhos ainda estava lotado alguns foram tentar ver o julgamento, mas foram barrados, pois somente membros formados podiam ver. Os aprendizes dos lideres eram bastante focados, sempre cercados e respondendo perguntas e dessa vez não era diferente, pois estava Emily sentada num canto com mais ou menos cinco rapazes e duas garotas a cercando, fazendo varias perguntas que ela respondia calmamente.

_Mas e ai, como é ser treinada pelo Alpha? Perguntou pela décima vez uma das garotas, que era morena com cabelos curtos e olhos amarelados.

_Cansativo. Respondeu Emily sorrindo para a garota. _Ele é bem rigoroso nos treinos, mas quando sai deles ele parece outra pessoa.

_Como assim? Perguntou um garoto da mesma idade que ela.

_Bom, no treino ele na maioria das vezes é serio e rígido, mas quando não estamos treinando ele sorri por quase tudo e é bem amigável com quem gosta. Falou Emily ainda sorrindo.

_Queria participar de um treino dele para saber quem é mais rigoroso, ele ou o meu professor. Falou um menino loiro que Emily não sabia o nome.

_Por que você não pergunta pra ele isso? Perguntou Emily sorrindo e olhando de esguelha para trás do sofá em que estava sentada.

_Não acho que poderia. Falou a outra garota dessa vez loira de olhos castanhos. _Acho que isso pode contrariar alguma regra.

_Basicamente você só não poderia perguntar sobre assuntos restritos da Alcatéia. Falou Alguém, assustando todos ou quase todos que estavam perto do circulo. _Sabe estou aqui a uns dez minutos e vocês não perceberam, talvez a Emily, mas ela demorou uns sete minutos para perceber. Falou aparecendo atrás do sofá como se saísse do chão e ao lado dele estava Anne.

_Salv....

_Ta, Ta já sei. Falou Harry fazendo um sinal com a mão para que todos ficassem quietos. _Ae Lobinhos quem quer ter um pequeno treinamento de duas horas comigo? Perguntou Harry elevando um pouco a voz para que todos no salão ouvissem, e logo todos que estavam lá responderam, alguns desceram dos dormitórios. _Muito bem então já que temos tantos alunos, Anne me ajudará. Anne fez um aceno com a mão e toda mobília do Salão desapareceu.

_O Tempo na sala vai passar mais rápido do que o de fora para que possamos treinar. Falou Anne com um tom alto de voz. _E deixaremos um pouco assim para que depois vocês descansem, mas todos os relógios dos dormitórios marcarão a hora de lá de fora.

_Muito bem, vamos começar! Falou Harry com um sorriso maroto.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Já avia se passado mais de duas Horas e Harry já deixara a sala dos Lobinhos a mais ou menos meia hora apesar disso o Salão ainda estava em silencio um ou outro suspiro de cansaço ou gemido de dor era ouvido. Poucos pareciam em condições decentes e aqueles que estavam ajudavam a curar os que estavam caídos.

_Definitivamente ele é mais rigoroso que meu professor. Falou o garoto loiro para Emily, que parecia não estar tão cansada quanto os outros.

_É ele pegou um pouco leve. Falou uma discípula de Harry surpreendendo quem ouviu.

_Se isso é leve não quero ver ele pegando pesado. Falou um garoto que tinha no Maximo 17 anos. _Quem pega mais pesado entre os lideres?

_Acho que o Falcon pega mais depois dele vem o Draco e a Luna. Falou Emily olhando para duas amigas que eram discípulas dos outros dois lideres e essas apenas confirmaram com um aceno da cabeça. _A vou dormir um pouco, to quebrada.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Já era Hora da festa da Alcatéia, vários membros e cidadãos das vilas estavam nos terrenos do palácio, onde seria realizada a festa. Se podia ver varias criaturas mágicas que eram aliados da Alcatéia por lá, entre elas estavam Centauros, que ficavam analisando as estrelas e comendo frutas e outras coisas. Para surpresa de muitos lá também tinham alguns Elfos Reais e para surpresa do próprio Henduriel lê tinham outros reis de povos elficos, e por mais incrível que pareça tinham alguns trotões andando de um lado para o outro como se estivessem dentro d’água. Alguns seres ali eram desconhecidos, mas muito simpáticos e todos conversavam como os humanos ate Abel achou interessante uma conversa com um chefe dos anões que ali estava.

A decoração avia sido feita por alguns elfos e bruxos, haviam estatuas de gelo pelos cantos retratando cenas da mitologia ou simplesmente pessoa importantes dos povos que ali estavam, as estrelas no céu pareciam brilhar com mais intensidade, graças a um feitiço que Harry fizera e que fora a alegria dos centauros, entre ele Agouro e Beiron. Fontes com água cristalina estavam espalhada, bebidas eram servidas por elfos domésticos que sorriam com orgulho de estarem entre tantas pessoas e seres importantes. Muitos lideres dos caçadores estavam ali alguns olharam torto para Abel que não se importava muito, e ate puxara conversa com Amanda e Angel, essas não ligaram para o fato dele ser um vampiro já que era aliado de Falcon e não iria sair mordendo pescoços por ai.

_Afff. Falou Abel com um sorriso nos lábios em quando conversava com Angel. _Eu conheci Dracula, o vampirinho arrogante, não fui com a cara dele e foi com a ajuda dele que outros lideres vampiros me lacraram.

_Conheceu Van Hellsing? Perguntou Amanda interessada na conversa.

_Conheci o avô dele. Falou Abel fazendo cara de quem tentava lembrar de algo. _na época eu achei que tinha sentido algo ao chegar perto dele, claro que havia alguns caçadores de vampiros na época, mas não havia uma organização.

_Realmente, apesar dos meus instintos dizerem que você é um vampiro, você não age que nem um. Falou Angel fazendo Abel rir alto, mas essa risada foi abafada pelas outras conversas.

_Minha cara, eu não sou um vampiro comum. Falou fazendo alguns caçadores que estavam por perto o olhar com mais apreensão do que antes. _Eu não gosto de sangue humano, muito pelo contrario eu gosto dos humanos, são um povo bem legal e curioso, mas eu me alimento de sangue de Vampiros, visto de um outro ponto de vista eu também sou um caçador de vampiros.

_Já tinha ouvido falar de algo parecido. Falou Amanda num tom vago.

_Se quererem, eu posso dar algumas dicas para vocês. Falou Abel que por um instante sentiu um frio passar pela espinha e depois olhou para trás onde viu Gina o olhando com curiosidade e desconfiança. _Ora Viper não fique assim, eu não sou perigoso, pelo menos não com os meus aliados.

_Fico alegre de ouvir isso. Falou Gina chegando perto de Abel e cumprimentando as caçadoras com um aceno da cabeça essa apenas olharam para ela com interesse. _Você saberia me dizer onde esta o Draco?

_Esta ta te procurando ali perto daquela estatua de elfo. Falou Abel e logo depois gina saiu. _Pelo menos evoluímos na nossa relação.

_Evoluíram? Perguntou Angel.

_Sim. Falou Abel com um sorriso travesso. _Eu não me transformei e ela não tentou me atacar. Falou como se fosse obvio, e vendo a troca de olhares entre Angel e Amanda começou a achar aquilo interessante. _Quando Falcon, ou melhor, Harry for falar com vocês, tentem perguntar a ele sobre a pequena descendente de caçadores. Disse apontando para cabeleira Ruiva que era vista a alguns metros pertencentes a Gina.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Hermione estava achando maravilhosa aquela festa, pois nunca teve tanta oportunidade para conversar com seres tão fantásticos e inteligentes quanto os elfos e centauros. Eles conversavam sobre diversas coisas, ela respondia algumas perguntas do Elfos a respeito dos humanos, tanto mágicos quanto não mágicos, e eles contavam para ela parte de sua magia natural e mais algumas coisas que dificilmente conversariam com outro humano.

_A respeito dessa tal Maldição cruciatos. Falou Kriendil um elfo alto de cabelos longos e negros e olhos azuis como o céu da noite. _Acho que temos alguma coisa que poderia reverter os efeitos colaterais dela, mas somente se foi causado por ela ou por alguma outra magia.

_Ficarei encantada de ouvir. Falou Hermione sorrindo levemente. _Você poderia me ajudar muito não só a mim, mas também a Neville.

_Veremos melhor como e depois entraremos em contato com você. Falou Kriendil. _Mas em troca você poderia nos conseguir um pouco daqueles Fogos dos gêmeos ruivos?

_Dos Weasleys? Perguntou Hermione e o elfo logo fez um aceno com a cabeça. _Será fácil eles desenvolveram alguns que se transformam no que você pensa quando estoura, ou seja adquire formas que você pensa.

_Adoraríamos esses. Falou outro elfo ao lado de hermione. _Não vemos fogos de artifício tão bons dês do Capa cinzenta.

_Ei Mione, vamos dançar um pouco. Falou Rony chegando e interrompendo a conversa. _A desculpe. Diz o ruivo percebendo os elfos, mas estes apenas sorriem amigavelmente. _Roubarei ela um pouco, mas depois ela volta para conversar.

_Vão nessa. Falou Kriendiel e logo Rony saiu puxando Hermione para uma pista de dança que fora montada ali a musica era leve e lenta.

_Nossa, nunca pensei que teria tanta gente assim. Falou Rony a Hermione em quanto eles dançavam.

_Tem tantas pessoas interessantes aqui. Falou Hermione com um sorriso.

_É mesmo. Falou o ruivo. _Tava conversando com um anão que joga muito bem xadrez bruxo, parece que Harry o ensinou quando os conheceu e ele se aprimorou.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A festa seguiu ate as quatro da manha, a meia noite as luzes se apagaram e centenas de fogos Weasleys foram lançados no ar, alguns formavam figuras de grandes dragões que sobrevoavam a todos, e os elfos pareciam admirar aquilo, juntamente com os anões. Todos os lideres foram abordados diversas vezes por convidados e conversavam alegremente com todos, e, para desgosto de Anne, Cristini realmente avia aparecido e quase que arrastara Harry para a pista de dança, mas este foi “salvo” por Emily, só que mesmo assim não escapou de dançar. Ele se divertira muito e passou grande parte da noite com a garota ou com Anne. Luna e Neville sumiram por volta das duas da manha e Rony e Hermione conversavam alegremente com os elfos, Os gêmeos também falavam com alguns, mas aos poucos todos começaram a sair. Alguns convidados iriam dormir ali no palácio, e no caso dos Elfos os centauros preferiram passar a noite no bosque nos arredores do palácio.

_Agradeço a todos por terem vindo. Falou Harry em cima de um palco para que todos vissem eles. _Essa festa, além de nos alegrar, nos aliviou um pouco e nos permitiu conhecer melhor uns aos outros, e digo que há muito tempo tantos povos estiveram juntos numa comemoração como essa. Quando terminou de falar isso foi aplaudido e depois tudo se esvaziou rapidamente.

As cinco da manha os terrenos do Palácio estavam desertos, os elfos domésticos limparam tudo muito rápido com ajuda de magia, é claro as estatuas de gelo simplesmente desapareceram, mas as estrelas pareciam ainda brilhar com força.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Era um lugar escuro, ele não podia ver nada, só sentia algo em seus braços. Deu alguns passos para trás ate que pareceu cair sentado em alguma coisa, apertou inconscientemente o ser em seus braços, mas com cuidado. Um sopro gélido foi ouvido depois dele um estouro de sons como se uma batalha estivesse acontecendo, mas ele não via nada alem dele nem mesmo quem ou o que ele etária segurando.

_Liberte-se. Alguém falou em sua mente uma voz profunda e poderosa. _Faça eles pagarem. A terra ao seu redor tremeu, ele pode sentir o medo espalhar pelo que parecia ser o campo de batalha junto com o medo vinha o cheiro de fúria, ódio, desespero e crueldade.

_Sim eles pagarão. Falou Harry, mas sua voz era mais profunda carregada de fúria e de dor. _Mas antes não deixarei o que eu mais preso partir. Ao falar isso ele sentiu uma enorme onda de energia oscilando ao seu redor saindo de seu corpo e do próprio ar e então algo quente, uma única lagrima saiu de seu olho direito e caiu em direção ao ser em seus braços.

_Isso liberte-se, me liberte. Falou a voz poderosa dentro dele com um tom quase descomunal de voz então ele ouviu outra voz só que essa não vinha dele, mas sim de algum lugar do campo de batalha, a voz parecia furiosa, mas ao mesmo tempo com um tom de advertência e temor, mas ele não ligou outras vozes foram ouvidas, mas ele não queria ouvi-las, ele só estava focado em alguém que estava a sua frente e no ser em sues braços e foi com grande alivio que ele sentiu o ser voltar a respirar ouvir o coração dele bater mas isso foi tudo.

_Vingança. Falou Harry num tom baixo e frio. O vento estava tão forte que parecia um tufão, o cheiro de medo se espalhou após essas palavras, uma forte magia negra vinha em sua direção, o solo começou a rachar e fogo e lava foi espirada para o alto, a magia o acertou, mas pareceu não ter efeito, somente o cheiro de terra subindo e então tudo cessou. O vento parou, a terra simplesmente parou de tremer e o fogo se extinguiu, a lava secou rapidamente, foi como se os elementos se curvassem para o que estava ali, então foi como se toda energia do mundo estivesse saindo do corpo dele subindo em direção ao céu e do nada explodindo trazendo uma grande onda de choque ao seu redor.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! Gritou Harry, se levantando de um salto da cama, suas roupas estavam grudas no corpo, o suor pingava no chão, ele estava em estado de alerta, qualquer coisa viva que aparecesse ele consideraria um inimigo. Seu coração estava a mil, ele passou um olhar rápido pelo amplo quarto e vê quase tudo destruído, algumas coisas estavam queimando mas logo se apagaram quando ele olhava para as chamas. Aos poucos a respiração dele foi diminuindo, seu coração também foi diminuindo as batidas rápidas e fortes, seu estado de alerta foi caindo ate que ele tomou consciência de onde estava, mas um sentimento ruim ainda continuava em seu peito. _Arrumar. Falou Harry num tom baixo e logo toda mobília, quadros e as cortinas foram arrumadas, como se não tivesse acontecido nada, então o moreno caminhou lentamente pelo quarto foi no banheiro e entrou com toda a roupa em baixo do chuveiro frio.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Voldemort andava por uma floresta escura e densa, o cheiro da morte exalava de cada canto, criaturas espreitavam por cada arvore, sem medo dele, como se ele fosse somente mais um humano ou ser que ali vivia. O Lorde Das trevas sabia que aquele lugar era onde seres de poder inimaginável moravam alguns cruéis, outros nem tanto, diziam que ate demônios andarilhos ali viviam.

Ele parou por um instante algo se mexera a sua direita, alguma coisa o estava caçando, o vigiando, esperando para dar o bote, mas não se abalou por isso, apenas sorriu com seus lábios finos e grotescos e voltou a andar. Ele levantou o braço direito e um raio verde foi em direção daquilo que o seguia, logo depois ouve o som de algo pesado caindo no chão. Já estava ali a mais de três horas, ate que em fim chegou em seu destino: uma gruta incrustada num enorme paredão de rocha negra.

O Lorde adentrou na gruta, que era enorme por dentro, não se conseguia ver o seu fim, pois a escuridão não deixava, mas ele não precisava ir ate o fim dela, não, o que ele procurava estava ali bem na entrada. Ele olhou para o que parecia ser um enorme ninho de dragão abandonado onde se tinha varias cascas de enormes ovos partidas. Mas as cascas eram diferentes não eram brancas ou dourada, mas sim negras então ele se agachou e pegou dois pedaços deu meia volta desaparecendo antes mesmo de sair da caverna.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Em frente aos grandes portões negros da terra de Enterius se encontrava a figura alta do Ceifador de Almas ajoelhado, como se esperasse algo ou alguém muito importante. Um silencio aterrador caia em volta da montanha, nem mesmo as criaturas que estavam naquela floresta ousavam fazer algum barulho perto daquele ser.

_Salve os maiores deuses que já caminharam pela terra. Falou a voz gutural do Ceifador por trás do capuz e logo depois os portões negros brilharam numa luz vermelha.

_O que tens para nos contar? Falou uma voz calma e doce saindo dos portões.

_Como vocês sabem, eu encontrei o Enviado dos Deuses. Falou o Ceifador, seu tom de voz frio e sem emoção demonstrava uma fidelidade quase ou ate insana.

_Sim. Falou uma voz fria e cruel tão forte quanto trovoes saindo dos portões. _Sentimos a energia dele e também já sabemos da Imperatriz.

_Ele me disse algo que me deixou aterrorizado. Falou o Ceifador quase que num sussurro. _Maliris Akaen Kiraice Malitik Skenne isso na língua atual significa “O Inimigo dos Deuses retornou”.

_Mas que insolente. Falou uma voz feminina que vinha do portão. _Veja nossa decisão. Falou a mesma voz se elevando e do nada uma esfera de vidro negro apareceu em frente ao ceifador que a pegou mas continuando ajoelhado. _Entregue isso ao mortal inútil que você esta servindo e fale para ele quebrar o globo de vidro com qualquer poder de qualquer elemento e dai uma ou varia criaturas referentes a esse elemento surgirão para servi-lo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry estava caminhando pelos corredores da Central da Alcatéia, ele ainda estava preocupado: aquele sonho não fora comum, mas ele não sabia o que significava, não sabia se seria com ele ou com outra pessoa aquela voz que ele ouviu, aquela magia que ele sentiu era família, mas a explosão de energia foi diferente, parecia não ser humana.

_Algo lhe preocupa? Perguntou Abel aparecendo ao lado de Harry fazendo o garoto sair de seus pensamentos.

_Talvez. Falou Harry num tom vago. _Que horas são?

_Mais ou menos duas da tarde. Respondeu Abel olhando para o líder com curiosidade. _Sombras estão se movendo, algo esta para acontecer.

_Percebi. Falou Harry ainda num tom vago, mas depois voltou sua atenção para Abel. _Hoje iremos ver o antigo imperador.

_Quer que eu vá junto? Perguntou Abel com um tom de voz interessado.

_Eu quero me aliar a eles não mata-los. Falou Harry fazendo Abel rir alto como se aquilo não fosse nada. _Mas acho que tenho uma missão para você, ou melhor, para você e para Smoke.

_Me chamou? Falou Smoke aparecendo logo ao lado de Harry.

_Quero que vocês judiem um pouco dos aprendizes dos lideres. Falou Harry não se alterando com o aparecimento repentino do homem. _Quero que eles fiquem inteiros, mas que saibam como é dura uma batalha, quero que eles provem do medo, pois só assim eles sobreviveriam.

_Ou seja, você quer que eles recebam um treinamento de elite. Falou Abel com um certo interesse na voz. _Tens planos para eles?

_Talvez. Falou Harry seu tom era vago. _O Treinamento durara três anos, usem a Sala Negra do quarto andar e ajustem o tempo para que termine um dia antes da volta as aulas. O moreno parou olhou para Smoke. _Leve Mina com você, creio que será bom ela saber que não é tão poderosa e que precisa de muito treino para alcançar o nível que ela quer.

_Quando você partirá? Perguntou Abel.

_Em duas horas. Harry Parou de andar e fitou o teto por um instante. Abel também fez isso, mas Smoke pareceu achar aquilo desnecessário. _É a segunda vez que você me espiona da primeira eu fui paciente, mas se você não aparecer nesse instante deixarei Smoke brincar com você. Quando terminou de dizer isso uma garota de mais ou menos quinze anos e cabelos negros com feições orientais apareceu na frente de Harry seus olhos castanhos o fitavam com interesse, mas logo desviou os olhos para Abel.

_Oni. Falou a garota fazendo menção de tirar a espada que carregava nas costas, mas aparentemente ela esperava o primeiro movimento de Abel.

_Vampiro. Falou Abel com uma calma assustadora como se aquilo fosse normal. _Apesar de já me chamarem de demônio.

_Sabe da próxima vez que você me espionar desse jeito eu tomarei providencias para que nunca mais você faça isso. Falou Harry serio sem se importar com o olhar mortal que a garota lançava a Abel. _Ei Karin você vira comigo e os outros lideres. Falou Harry voltando a caminhar deixando tanto Smoker quanto Abel surpresos com tal noticia.

_Não acho que deva leva-la. Falou Smoker andando rápido para alcançar o líder.

_Ela é muito impulsiva. Falou Abel também logo ao lado de Smoker.

_Ela verá o quanto deve evoluir nessa jornada. Falou Harry sorrindo como se aquilo não fosse nada. _Por que você ainda esta parda? Perguntou o moreno sem se virar e logo depois Karin estava ao seu lado. _Tenho planos para o seu futuro por tanto não me decepcione.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A noite estava muito fria naquela parte da Romênia, mas os pesquisadores não se importavam com o frio, pois observavam com grande fascínio aqueles magníficos dragões que ali estavam, muitos dos quais eles julgaram estar extintos ou pior, serem meras lendas. O Que nenhum deles percebeu foram onze seres aparecerem um pouco acima deles em uma parte das montanhas.

_Tem muita gente aqui. Falou um dos seres.

_O que você queria? Falou mais um com um tom feminino e levemente autoritário.

_Rony e Hermione dá para vocês não começarem logo agora? Perguntou Harry meio serio.

_Pensei que era para você nos chamar pelos outros nomes. Falou Rony ainda mal humorado.

_Como se isso fosse fazer vocês ficarem quietos. Falou Harry só que agora num tom divertido. _Luna os faça dormirem. Luna que estava quieta ate o momento murmurou algo e aos poucos todos os pesquisadores caíram num sono profundo e imperturbável.

_Você tem de me ensinar a fazer isso. Falou Draco com um tom divertido de voz, pensando em algo que todos julgaram não ser muito descente.

_Shade análise o terreno e veja se alguém ainda esteja acordado. Mandou Harry para única garota que estava de sobretudo marrom escuro então a garota fechou os olhos e por alguns segundos a presença dela sumiu, mesmo ela não tendo saído do lugar, logo depois ela reabriu os olhos. _Tem um ruivo que esta em uma tenda azul escura a cem metros da direita, ele esta junto de um homem loiro ambos apresentam traços de aumento de poder repentino.

_Devem ser Carlinhos e o amigo dele que trabalham aqui. Falou Gina interessada.

_Ele deve ter participado do ritual que Dumbledore fez. Falou Luna interessada na habilidade de Shade.

_Neville faça um favor e jogue um pouco de pó do sono na barraca deles. Pediu Harry sem olhar para o amigo que sumiu e menos de trinta segundos depois voltou.

_Estão dormindo que nem dois bebes.Falou Sorrindo.

_Então vamos. Falou Harry colocando o capuz do sobretudo assim como todos e logo depois desapareceu no ar e reapareceu a apenas trinta centímetro de um imenso dragão verde escuro e de olhos vermelhos. Ele dava a impressão de ter saído de um livro de lendas medievais trouxas. Assim que o dragão percebeu a presença dele soltou um urro estridente e logo depois vários dragões levantaram vôo e pareceram observar os intruso,s uma labareda de fogo roxo voou na direção deles, mas foi repelida por um escudo azul anil.

_Quem conjurou o escudo? Perguntou Shade impressionada com o sangue frio de todos ali, pois ela não estava tão confiante que ia sair inteira daquele encontro.

_Quem são vocês? Perguntou uma voz forte grossa como se um animal estivesse falando pela primeira vez em séculos.

_Não é por nada não. Começou a falar Dreik num tom meio irônico. _Mas pelo que eu vejo só tem dragões então como alguém falou?

_Sou Falcon, ultimo dos guerreiros do antigo código. Falou Falcon não ligando para a pergunta do outro.

_O Antigo código já não existe mais. Falou mais uma vez a mesma voz.

_Estou aqui para estabelecer um novo código. Falou Falcon dando um passo a frente e o dragão verde escuro que estava a sua frente levantou vôo e então revelou um outro dragão que ate então estava atrás dele, só que esse era enorme, devia ser maior que Grope, suas escamas verde brilhavam com a lua cheia e as tochas acessas dos bruxos, havia algumas escamas prateadas e ele parecia ser um dragão de lendas bretãs medievais.

_Somente aquele que carrega a nossa marca pode pedir algo assim. Falou o Dragão a sua frente surpreendendo a quase todos menos Falcon.

_ Eu to loco. Falou Greiffer num tom baixo de voz. _Juro que vi e ouvi aquele dragão falar.

_Se você esta louco eu também estou, pois também ouvi e vi. Falou Jorge tremendo levemente com um olhar cortante do dragão a sua frente.

_Ele esta conosco. Falou Falcon fazendo sinal para que Dreik se aproximasse e este o fez meio que cauteloso. _Este é Dreik um dos últimos Guerreiros Dragões que caminha pela terra e o ultimo Herdeiro da verdadeira marca do imperador. Falcon estalou os dedos e o sobretudo e a camisa de Dreik sumiram o fazendo tremer com o ar gelado e lançar um olhar assassino a Falcon. _Mostre. Dreik se virou e o Dragão estreitou os olhos ao ver a tatuagem em forma de dragão chinês nas costas do loiro.

_Sigam-me. Falou o Dragão se virando e andando sem esperar os outros. Falcon estalou mais uma vez os dedos e as roupas de Dreik voltaram, e logo depois ele seguiu o dragão. Logo todos estavam andando na mesma direção. Demorou mais ou menos dez minutos ate o dragão parar em frente a uma caverna na encosta direita da montanha. _Entrem.Todos entraram na caverna menos o dragão que ficou de fora assim que o ultimo entrou um globo de luz vermelha os envolveu.


_Potter você poderia me responder uma coisinha? Perguntou Malfoy com um tom um tanto irônico na voz.

_Sim. Respondeu o líder sem se abalar.

_COMO UM DRAGAO PODE FALAR? Não foi só Malfoy que praticamente gritara aqui, mas sim quase todos, menos Anne que estava pensativa.

_Dragões ancestrais tem essa habilidade, eles também são conhecido como os Dragões Mestres ou Anciões pelo fato de muitos serem velhos e quando digo velhos eu digo no mínimo uns mil anos. Falou o moreno como se estivesse ensinando quanto era 1+1. _Como vocês sabem por um tempo os dragões foram considerados extintos mas a uns quinhentos anos eles voltaram a aparecer, bom esses ou não quiseram aprender a falar ou nunca souberam como, mas criaram seu próprio jeito de se comunicar entre si apesar que algumas espécies não se dão bem.

_Com quem ou com o que nos viemos falar? Perguntou luna.

_O antigo Imperador. Quem falou foi Anne olhando interessada para o globo que os envolvia.

_Quantos aninhos ele tem? Perguntou Malfoy com um tom carregado de sarcasmo.

_Quantos anos você acha que nosso mundo existe? Perguntou Harry com um tom irônico o que assustou a todos inclusive Anne. _Não ele não é tão velho, mas digamos que ele deve ter sido um dos primeiros dragões e um dos últimos de sua espécie a nascer pelo menos nos últimos três mil e quinhentos anos, mas parece que já tem alguns aparecendo novamente embora menores. Harry parou olhou para as paredes da caverna através do globo e depois sorriu. _Segurem-se. Ninguém entendeu o que ele quis dizer, mas não demorou nem meio segundo para eles descobrirem, pois o globo pareceu cair no interior de um abismo negro sem fim, numa velocidade alucinante, tudo ao redor deles escureceu, mas vez ou outra algumas labaredas de fogo eram vistas e iluminavam enormes paredões de pedra negra, mas isso era tão rápido que a maioria pensava ser apenas ilusão de repente eles sentiram um forte tranco e a esfera pareceu ganhar mais velocidade, mais um tranco e por alguma razão eles pensaram que estavam subindo mais uma vez ate que eles pararam com um baque surdo somente Harry estava de pé apesar de seu capuz ter caído as costas revelando seu rosto.

_Foi divertido. Falou Shade com uma voz rouca pela gritaria e recebendo olhares aterrorizados dos outros. _Me lembrou montanha russa.

_Viagem dimensionais são bem interessantes. Falou Luna com um tom vago chamando a atenção dos outros. _Apesar de que eles podiam ter pego mais leve. Quando ela terminou de falar isso o globo de energia se estilhaçou como vidro e depois sumiu, então eles puderam ver melhor à volta.

O solo era de certa forma parecido com cinzas o céu acima deles estava cinzento com nuvens grossas e pesadas. Havia varias arvores ao seu redor, só que eram muito separadas uma das outras, um vento um pouco gelado passou por eles e Draco se sentiu estranhamente em casa como se aquele lugar fosse familiar.

_Posso saber por que exatamente nos precisamos vir à outra dimensão? Perguntou Rony meio irritado pela pequena viagem.

_Digamos que um Dragão Imperador não sairia despercebido nem mesmo pelos mais leigo dos trouxas. Falou Harry olhado para o alto. _Estamos nos domínios dos Dragões, o céu esta assim por que o imperador deve estar desconfiado e querendo de certa forma nos intimidar.

_Quem ousa invadir os meus domínios? Perguntou uma voz grave, forte e de certa forma nobre e imponente.

_Isso é com você. Falou Harry olhando para Draco que se moveu sem pensar.

_Eu sou Dreik da casa dos antigo e o ultimo guerreiro Dragão.

_Não brinques com isso seu tolo humano. Uma rajada de vento muito forte passou por todos, mas Draco não se mexeu apenas continuou olhando para frente. _Qual é a ultima lei do código dos Dragões? Draco não sabia direito o que estava acontecendo, mas aquilo lhe parecia normal mesmo no fundo ele sabendo que aquilo não tinha nada de normal.

_Devemos viver com a Honra de nosso sangue e nunca ferir nossos irmãos, a não ser que quebrem nosso código, que é tão sagrado quanto os deuses e tão antigo quanto a terra. Falou Malfoy com um tom de voz ate que um pouco imponente como o de um rei, mas então o céu ficou escuro e o chão tremeu Harry continuou a olhar para o alto assim como Draco e Anne.

_Mas que merda é aquilo? Perguntaram Fred e Jorge apontando para o alto, onde todos olharam e Shade por um único instante pensou que eles estariam perdidos, se não fosse por Harry colocar a mão em seu ombro como lhe passasse confiança e calma e aquilo funcionou. Um imenso Dragão chinês vinha descendo dos céus, era parecido com o que Draco tinha em suas costas, mesmo assim era impressionante ver aquele dragão, ele era tão grande que parecia ser uma pedaço desprendido de uma montanha e tão longo que não se via a sua calda mesmo ele chegando perto do chão não se via o fim daquele dragão que tinha ainda duas pequenas patas com garras douradas ameaçadoras.

_Dreik. Falou Aquele imenso Dragão sua voz parecia ecoar ate mesmo pelo solo o fazendo tremer levemente. _Esse é o nome de nossa constelação sagrada. O Imenso Dragão observou Draco com interesse seus e apesar dele estar a uns cinco metros de altura voando de alguma forma que todos parecia desconhecer os dentes dele parecia estar realmente perto o que fez Rony recuar um passo. _Vejo o seu potencial e vejo que terás que crescer muito para enfrentar o que esta por vir. Por um instante o dragão desviou a atenção de Draco para Harry com um interesse maior. _Como sabereis que você realmente é o ultimo Guerreiro dessa era? Perguntou se voltando para o loiro que não sabia responder.

_Manchado de sangue seu nome estará sua família por séculos as trevas servira e a escuridão tomara conta de sua mente às almas de seus antepassados clamam por clemência e então a chegada do ultimo Herdeiro devera vir juntamente quando o maior mal cobrir o mundo e a escuridão se fortalecer, ele servira o ultimo enviado das mil eras e de sua mente as trevas serão varridas e do seu coração o ódio desaparecera, e com sua coragem e seu amor seus ancestrais serão honrados. Recitou Harry num tom profundo e que para todos os humanos ali pareceu um pouco com o tom de voz de um velho que viveu muito mais do que qualquer um.

_O Ultimo enviado das mil eras. Falou o dragão repetindo essa frase varias vezes como se esquecesse dos outros. _Então já esta chegando finalmente o termino de mais uma era. Quase todos se assustaram Draco saiu de seu transe, mas não se moveu muito menos se chocou com o dragão. _Quem entre voz recebeu tal honra para representar os antigos?

_Não considero uma Honra, pois perdi muito. Falou Harry ficando do lado de Draco que não entendia aquilo. _Mas não estamos aqui para isso. Falou Harry num tom que mostrava claramente que queria mudar de assunto.

_Entendo. Falou o Imperador seu tom de voz era misterioso. _O que querem?

_Queremos uma aliança. Falou harry. _Para enfrentarmos o que esta por vir.

_Mais uma vez dragões e humanos lutando do mesmo lado. Falou Draco como se quisesse terminar o que Harry começou.

_Estabeleceremos um novo código. Falou Harry.

_Meu destino esta em suas mãos. Falou o Imperador num tom que parecia ser amigável.

_E o nosso destino estará em seu poder. Falou Draco Harry confirmou com um aceno da cabeça.

_Em nome da Honra. Falou o Imperador. _Combatendo o Mal e a tirania...

_Indo contra eras de trevas... Falou Draco continuando o que o Dragão dizia.

_Lutaremos em idéias de justiça...

_Honra...

_O Forte protegera o Fraco...

_E lealdade para com nossos companheiros. Terminou Harry e com um movimento rápido uma lamina apareceu e cortou a palma da mão do moreno e este deixou o sangue cair no solo. _Que esse código seja honrado e selado com o meu sangue. Uma explosão de luz cegou a todos, inclusive ao Imperador e quando todos voltaram a enxergar viram um céu azul límpido, grama verde, assim como as arvores parecia estar mais vivas e cheias de flores.

_O Código será Honrado. Falou Draco tirando a espada da bainha e cortando a palma da mão, deixando o sangue cair exatamente onde o sangue de Harry avia caído.

_Assim seja. Falou o Imperador e então de sua boca um raio azulado acertou o sangue no chão fazendo a terra tremer e do local uma imensa estatua de um Dragão e um Humano lado a lado apareceu. _Creio que é tudo.

_Sim. Falou Harry. _Se seu povo quiser refugio, tem uma floresta na Gália tenho certeza que você saberá onde é, assim como seus irmãos que agora são os nossos também, pois ele estará impreguinado com minha magia. Ao centro da floresta há um portal onde os levara para um nova dimensão onde poderão ficar o quanto quiserem e serão livres para sair quando quiserem.

_Como podemos chamar vocês se precisarmos? Perguntou Draco.

_Você é nosso líder, em seu sangue você carrega nosso poder, se nos chamar apareceremos. Falou o Imperador, logo depois sumindo como se nunca tivesse aparecido.

_Como saímos daqui? Perguntou Shade se recuperando do choque.

_Já estamos fora. Falou Harry colocando de volta o capuz assim como Draco e os outros fizeram o mesmo sem entender mas por um instante a luz do sol vacilou e eles se viram de volta a entrada da caverna.

_Bem que eles podiam ter feito isso antes. Resmungou Hermione.

_Mas não seria tão divertido. Falou Harry saindo da caverna seguido de todos. _Já vai amanhecer.

_Mas já? Perguntou Neville (N/a: não to com paciência para colocar o outro nome ate pq eu to escrevendo as 3:30 da manha).

_Viagens dimensionais podem causar um pequeno lapso no tempo e espaço. Explicou Mione sem paciência. _Pelo jeito foi só algumas hora, só que para nos foi alguns minutos.

_Vamos. Falou Harry então um portal azul apareceu a sua frente.

_Aonde vamos? Perguntou Luna.

_A um lugar que fará todas as duvidas de Hermione sumirem e muitas perguntas aparecerem. Falou Harry e um pouco antes de atravessar o portal falou. _Vamos a terra que não existe, mas permanece.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Em sua sala do Trono Osires estava pensativo. Ele sabia que a hora dele e do Enviado se encontrarem estava chegando, mas mesmo assim ele teria de testa-lo, não só a ele mas a seus companheiros, não a todos, mas a alguns.

_Salve Osires, grande governante do continente perdido. Falou Siegfried já com sua armadura se ajoelhando perante o velho regente.

_Você passou um tempo com o Enviado. Falou Osíris ainda distraído. _O que esperas dele e de seus seguidores?

_Ele é justo, mas num campo de batalha não tem piedade de seu inimigo. Falou o cavaleiro. _Suspeitei que ele poderia ser um Berserk, mas só fui confirmar a algum tempo e em questão de seus amigos bom eles são fortes.

_Eles estão vindo ao nosso encontro. Falou Osíris se levantando do trono. _Reúna os Herdeiros dos antigos heróis. Vamos testar pelo menos três deles, e você enfrentara o enviado.

_Assim será. Falou Siegfried se retirando da sala. Em questões de minutos os guerreiros estavam a postos para receber os seus convidados.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

O sol já nascia naquela parte da Grécia. Ali era um lugar meio isolado de Atenas, aonde poucos iam. Era conhecido por alguns bruxos, mas estes evitavam aparecer por ali, pois diziam que seres e criaturas perigosas caminhavam por aquele lugar. Um portal azul se abriu perto de um paredão de rochas esbranquiçadas e dele quebrando o silencio quase mortal do local saiu onze seres com sobretudos e capuzes negros.

_Onde estamos? Perguntou Hermione olhando interessada para o paredão a sua frente.

_Seja bem vinda a uma das entradas do continente perdido. Falou Harry seu tom de voz era grave e seus olhos brilhavam com aquilo.

_Atlântida. Sussurrou Luna assustando a quase todos, pois Atlântida era conhecida ate mesmo no mundo bruxo como um lugar de magia e mitologia, diziam que os bruxos surgiram lá.

_Impossível. Sussurrou Fred.

_Inacreditável. Falou Jorge.

_Acredite. Falou Anne. _Pois a entrada esta bem a sua frente.

_Eu só vejo um paredão de rocha. Falou Draco dando de ombros, pois depois de ver o imperador ele não se surpreenderia com mais nada.

_A mais coisas do que seus olhos podem ver. Falou Luna olhando interessada o paredão.

_Vejam. Falou Harry encostando a mão esquerda no paredão e este tremeu fortemente como se fosse desabar, mas isso não aconteceu, e um enorme portal de ouro maciço foi aparecendo. Era quase tão grande quanto o paredão e desenhos de que parecia guerras ou batalhas antigas estavam gravados nos portões.

_Sejam bem vindos a um novo mundo. Falou Anne e instantes depois o portão de ouro abriu, mas eles não viram nada alem dele a não ser uma forte ventania que os sugava para dentro os lançando na escuridão sem fim.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Draco, Neville e muito menos Hermione não sabiam como, mas mal eles atravessaram o portão eles se viram em queda livre rumo a um chão verde, olharam para os lados e viram seus outros amigos também caindo a toda velocidade, eles viram também com surpresa um céu tão azul que parecia que nada poderia mancha-lo.

Eles estavam a alguns metros do chão quando um enorme onda de vento os fez diminuir de velocidade e pousar delicadamente no chão. Eles viram Harry sorrindo em pé, alias, ele era o único que estava em pé.

_Cara to achando que todo deslocamento dimensional é desconfortável. Falou Rony massageando o braço direito.

_Nem todos. Falou Harry olhando para os lados vendo que estavam em um enorme descampado, mas se forçasse à vista um pouco poderia ver uma floresta ao sul ao leste. Ele sentira o cheiro de água salgada trazida pelo vento que devia ter percorrido quilômetros. _Sejam bem vindos a Atlântida.

_Não me parece muito diferente de alguns lugares que já estive. Comentou Malfoy num tom de profundo tédio.

_Vamos para o Norte. Falou Harry fingindo não ouvir aquilo.

_Por que ao norte? Perguntou Malfoy com desdém.

_Por que eu vi uma grande cidade naquela direção em quanto caiamos. Falou Harry como se aquilo fosse obvio. _Deve ficar a algum tempo de caminhada e deve ser lá que encontraremos o que procuramos.

_E o que seria exatamente? Perguntou Draco.

_Respostas. Falou Harry começando a caminhar em direção do norte e logo foi seguido por todos. Eles não caminharam nem cem metros e foram interrompidos por uma forte ventania, uma nuvem cobriu o sol trazendo sombra por alguns segundos, mas ela se dissipou rapidamente.

_ Não ousem dar nem mais um passo. Urrou um homem alto de uns dois metros mais ou menos, olhos castanhos escuros, cabelos longos, um corpo forte e pele morena queimada de sol. _Não deixarei nenhum indigno passar daqui.

_O sujeitinho chato. Murmurou Draco sem se importar com os olhares de reprovação dos de mais muito menos com o olhar divertido que Harry lhe lançou.

_O meu fio qual seu nome? Perguntou Harry como se nem ligasse para o olhar assassino que o homem lhe lançou.

_Heracles, o mesmo nome do meu antepassado. Falou o Homem cruzando os braços e dando a impressão que ele era uma parede humana.

_Heracles? Perguntou Gina meio confusa tentando lembrar desse nome.

_ Também conhecido como Hercules pelos gregos. Respondeu Luna num tom vago. _Um dos maiores Heróis da mitologia grega se não o maior, ele conseguiu realizar doze trabalhos que mortal algum conseguiria, também diziam que ele era filho de Zeus, o rei dos deuses. Luna desviou o olhar de Heracles e olhou para Harry. _Um dos doze trabalhos teve relação com Cérbero o cão que guarda o portão do inferno, ele conseguiu doma-lo.

_Ele conseguiu domar aquele bicho? Perguntou Neville chocado com a revelação.

_Para falar a verdade o Cérbero que guarda os portões do Tártaros é um pouco mais forte que o meu cãozinho. Falou Harry dando de ombros diante do olhar chocado dos outros e um olhar impaciente de Heracles que não estava gostando nadinha de ser ignorado.

_Eu Herdei a força de meu antepassado. Falou Heracles na tentativa de intimidar os visitantes.

_Me lembrei desse tal Hercules. Falou Rony para a surpresa dos outros ele somente deu de ombros dando um sorrisinho amarelo. _Ele era o mais forte dos homens uma força lendária maior do que de alguns deuses.

_Ta ai o seu desafio. Falou Harry sorrindo para o ruivo que não entendeu inicialmente.

_Presta atenção cara. Falou Harry meio que impaciente com o amigo por ele ser tapado. _Você tem a maior força física da Alcatéia apesar de não ter percebido isso direito Gina também tem grande força física mas isso eu falo depois.

_Ótimo. Falou Rony se voltando para Heracles e estralando os dedos como se prepara-se para uma luta.

_Finalmente. Falou Heracles olhando Rony com arrogância e depois levantando uma sobrancelha. _ Vocês estão brincando?

_Não.Respondeu Harry sem se importar muito com o olhar exasperado dos outros.

_Não acho que Rony deva fazer isso. Falou Hermione. _Pelo menos não sozinho.

_Vocês deviam ouvir a garotinha ai. Falou Heracles num tom ofendido não ligando para o olhar acido que Hermione lhe lançou. _Afinal mandar esse franguinho lutar comigo e sozinho é o mesmo que pedir para eu quebrar o pescoço dele e o jogar aos chacais.

_Eu vou de qualquer jeito. Falou Rony entre os dentes de costa para os amigos. _Quero ver ate onde eu posso ir quero ver o meu limite já vi vocês lutando contra os inimigos pelo menos a maioria agora vou querer ver como eu me saio.

_Supere os seus limites. Falou Harry colocando a mão no ombro do amigo que ainda estava de costa e este apenas afirmou com a cabeça. _Confio em você amigo. Harry olhou para os outros. _Aquele que interferir lutara comigo.

_Esta na hora de brincar. Quando Rony terminou de falar isso Harry deu um passo para trás e uma redoma dourada se formou ao redor dos demais, ficando somente Rony e Heracles para fora. A tensão era grande, ambos os combatentes estavam parados como se analisassem um ao outro como se tentasse prever não só o primeiro movimento, mas sim todos os movimentos que o outro ia fazer.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A terra tremeu diante de um potente soco que Heracles deu no chão fazendo o chão se rachar ate poucos centímetros de onde Ron estava, mas o ruivo não se mexeu, mas quando tudo para de tremer ele desapareceu e reapareceu do lado de Heracles o ruivo tentou dar um soco no outro, mas este sumiu e reapareceu logo atrás dele.

_Lento demais. Falou Heracles seus olhos castanhos ecureceram ate ficarem negros e uma aura perigosa era sentida ao redor dele mesmo que invisível, então ele levantou Rony por cima de sua cabeça e o lançou com tudo de volta para o solo e afundar quase um metro nele. _O Próximo. Falou Heracles olhando para os outros que viam tudo meio que chocados menos Harry e Anne que pareciam achar aquilo divertido.

_Não me subestime. Urrou Rony se levantando tão rápido e agarrando o enorme homem pelas pernas de modo que ele caísse. _Vamos dar uma voltinha. Diz Rony pulando para fora do buraco que tinha feito ao cair e logo depois que pisou no chão novamente ele começou a girar numa velocidade alucinante fazendo Heracles ser suspenso pela inércia, à velocidade era vertiginosa e os outros se perguntavam quando Rony ia ficar tonto, mas a resposta não veio o que aconteceu foi Heracles sair voando uns cinqüenta metros e assim que tocou o solo foi arrastado mais dez metros formando um caminho de terra no local onde antes havia grama. Não deu nem tempo do homem se levantar, pois logo em seguida Rony esta ao seu lado e sem o menor esforço o levantou pelo braço lhe arremessando para uns bons quinze metros de altura em seguida ele já estava emparelhado com Heracles. _Agora é o seu fim. Falou Rony pronto para dar um soco no inimigo, mas este apenas olhou para ele e sorriu.

_Como eu já disse. Falou Heracles pegando o punho de Rony que se surpreendeu. _Você é muito lento. O que aconteceu a seguir foi uma seqüência de chutes muito fortes assim como joelhadas no estomago e no peito do ruivo que a certo momento começou a cuspir sangue, mas isso não durou nem trinta segundos, pois assim que faltava cinco metros para eles tocarem o chão Heracles ficou por cima de Rony e lhe deu um chute no meio das costas fazendo o ruivo ir com mais violência para o solo e quando o atingiu um tremor de terra muito forte percorreu o campo de batalha uma forte nuvem de pó e terra cobriu tudo e em segundos Heracles já estava no solo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Comecei a gostar desse tal Heracles. Comentou Draco logo que a cortina de terra cobriu a visão de todos e em seguida ele sentiu um frio na espinha como e algo ameaçador o observa-se e logo identificou de quem era o olhar ao virar para o lado e ver Gina com uma cara nada amigável. _ta, ta, desculpa. Falou o loiro tremendo levemente, enquanto Harry ria diante a cena.

_Eu disse que ele não podia ir sozinho. Falou Hermione se virando para Harry que simplesmente a olhou como se não entendesse. _Você não viu que nem depois de Rony atacar Heracles ele simplesmente nem se arranhou.

_Ta. Falou Harry erguendo o braço como se desse por vencido.

_Você vai interferir? Perguntou Luna interessada.

_Eu não. Falou Harry sorrindo. _Mas acho melhor eu dizer para o rony tirar o sobretudo.

_Entendo. Falou Luna.

_Mas eu não entendi nada. Falou Fred que não gostou nem um pouco de ver o irmão apanhar.

_Somos dois. Falou Jorge igualmente indignado.

_O sobretudo do Rony é de uma composição diferente dos nossos. Falou Anne entrando pela primeira vez na conversa. _Ele tem duas funções uma é fortalecer o Rony já que o tecido é hum digamos assim pesadinho a outra é que o Rony tem um pequeno defeito que é ter excesso de força física e isso num campo de batalha pode ser mortal ate mesmo para aliados, pois sem querer ele poderia matar alguém se ele não se controla-se. Anne olhou para todos recebendo um pequeno aceno de afirmação de Harry. _O Sobretudo dele ajuda a controlar essa força sugando um pouco da força física quando ela é excessiva, ou seja, quando o inimigo que ele estiver enfrentando é mais fraco que ele então isso faz Rony ficar com menos força e ele demora para acostumar com isso e eu não sei se Heracles é mais forte que o Rony.

_Com o tempo Rony vai controlar sua força naturalmente. Falou Harry sorrindo calmamente. _Acho que daqui a um ano ele será capaz de fazer isso se ele treinar.

_E quando isso acontecer ele se tornara praticamente invencível. Falou Anne sorrindo principalmente ao ver draco se mexer inquieto ao saber que teria mais um rival.

_A Gina também tem grande força física, mas isso ela já é acostumada a controlar naturalmente, coisa de caçador. Falou Harry dando de ombros. _Mas o sobretudo dela também é pesadinho assim por dizer. Ele e voltou rapidamente para olhar o lado de fora da redoma com um sorriso divertido então a cortina de pó e terra sumiu rapidamente com uma rajada de vento. _Cansei disso. Falou Harry dando de ombros fazendo os outros entenderem que foi ele quem fez aquilo, mas eles não sabiam como. _O Rony! Tira o sobretudo que vai ser mais divertido! Gritou o moreno fazendo os outros tamparem os ouvidos, pois fora muito alto.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Rony sente o gosto de sangue na boca ele estava deitado de costas no chão, ou melhor, na pequena cratera que seu corpo abrira ao chegar no chão ele também sabia que algumas costelas deviam estar quebradas e uma insistente dor de cabeça começara a aparecer, provavelmente de quando ele bateu a cabeça no chão. O Ruivo viu um forte vento Varrer a nuvem de terra e logo ele ouviu a voz de Harry falando algo sobre tirar o sobretudo.

_Patético. Diz Heracles olhando para Rony de fora da cratera um olhar de desgosto e um tom de superioridade.

_Ainda não acabei. Falou Rony forçando o corpo a obedecer aos seus comandos.

_Ha você não consegue nem se levantar. Falou Heracles no tom superior. _É mesmo um fraco. O sangue de Rony ferveu ao ouvir aquilo um sentimento de frustração e ódio apareceu em seu peito então com um pouco de esforço ele ficou de pé tossiu um pouco de sangue e então com um movimento calmo ele tirou o sobretudo e o jogou para trás sem saber exatamente onde ele ia cair, só ouviu um forte barulho e um pequeno tremor de terra em seguida, mas não ligou, só ficou ali com as roupas negra da alcatéia e sem o sobretudo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

O Sobretudo voou por alguns metros onde aqueles que estavam protegidos pela cúpula puderam ver o trajeto a maioria arregalou os olhos quando o sobretudo caiu no chão abrindo uma pequena cratera e fazendo o chão tremer.

_Bom se aquilo é só um pouquinho pesado não quero nem ver o mais pesado. Falou Malfoy com a voz fraca e levemente mais pálido do que o normal.

_Quanto aquilo pesa? Perguntou Fred e Jorge ao mesmo tempo.

_Sei lá. Falou Anne dando de ombros. _Fiquem quietos que quero ver a luta.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Rony se sentiu subitamente mais leve como se uma tonelada tivesse saído de cima dele (claro q não foi tudo isso). Heracles olhou espantado para onde o sobretudo avia caído mas esse foi o seu erro pois rony aproveitou a distração e apareceu na frente do homem e deu um chute forte na lateral do abdômen dele fazendo Heracles literalmente ser arrastado pelo chão rolando descontroladamente por uns setenta metros e quando parou se levantou rapidamente esperando outro ataque, mas este não veio, muito menos ele conseguiu enxergar o ruivo.

_Mas onde... Heracles não terminou, pois sentiu sendo levantado do chão por mãos firmes.

_Você é lento. Flou Rony lançando o homen no chão com força, e assim como aconteceu com ele, Heracles afundou mais de um metro no chão. O que se seguiu foi uma luta quase que impiedosa tanto Heracles quanto Rony usavam todas as suas forças, enquanto a terra tremia com seus ataques e defesas.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Shade estava tremendo diante daquela luta, ela nunca imaginara algo daquela magnitude, com certeza ela ouvira boatos sobre os poderes dos lideres no pouco tempo em que esteve na Toca do Lobo, mas uma coisa era ouvir, outra era presenciar, e na maior parte ela só ouvia falar de Falcon e algumas vezes dos outros, mas aquele ruivo a quem o líder chamava de Rony ela não ouvira muito sobre ele. Ela deu uma olhada em Anne para falar a verdade ninguém disse o codinome dela e muito menos sabia o quão forte ela era.

_Não desvie os olhos. Sussurrou Harry em seu ouvido fazendo ela sentir um leve arrepio e se remexer incomodada não sabendo ao certo o por que. _ Você é que nem eu. Continuou Harry. _Você não quer só poder, você quer se tornar a mais forte, mas saiba de uma coisa, todos os lideres querem ser os mais forte mesmo que não admitam. A voz dele estava mais sombria e Shade percebeu que ninguém prestava atenção. _Eu sou uma exceção no meio dos lideres, pois eu não quero ser mais forte que ninguém, eu só quero superar os meus limites, saber ate onde eu posso ir e ultrapassar essa barreira. Ela ouviu ele sorrir em seu ouvido. _Não se esqueça, não importa o quão forte alguém seja, sempre existirá outro alguém mais forte, a não ser se você superar seus limites e não temer a vida.

_Não temo a vida. Falou Shade pela primeira vez agora se desconcentrando totalmente da luta que ocorria fora da barreira.

_Pois eu tenho. Falou Harry surpreendendo a garota que estremeceu um pouco. _Se eu morrer agora, eu só estarei partindo para uma aventura que eu sei que poderei vencer. Agora sim o tom dele pareceu gélido. _Mas em quanto eu estiver vivo não conseguirei saber o que acontecera amanha ou daqui quinze minutos, mesmo que eu planeje, isso pode dar errado, eu posso perder muito e ganhar muito, eu tenho medo de minhas escolhas, pois elas podem me levar a caminhos sem voltas, onde não vou saber o que fazer ou como agir. Ele suspirou e a garota se mexeu incomodada. _Não acha que viver pode ser mais assustador do que morrer?

_Depende. Falou Shade sua voz não passava de um sussurro. _Fui ensinada a nunca ver minha vida alem do hoje.

_E isso te assusta, não? Falou Harry sorrindo. _Saber que não pode controlar o que acontecera no amanha.

_Sim. Admitiu Shade olhando de esguelha para Anne que a observava com cara de poucos amigos.

_Esse é o primeiro passo. Falou Harry. _O primeiro passo para superar a sim mesmo e encarar o amanha sem medo. Shade sentiu Harry se afastar um pouco e depois ouviu uma risada. _Não se preocupe com Anne, ela só é meio que ciumenta, mas é gente boa.

Shade observou mais uma vez Anne e esta estava olhando para um ponto atrás dela mostrando a língua num ao infantil então ela pode ouvir uma pequena risada vindo de Harry. Ela ainda fitou mais um tempo Anne e ficava pensando como uma garota de onze anos podia ser uma líder não era por que ela era irmã do Alfa isso ela tinha certeza pois toda vez que olhava para a pequena garota parecia sentir algo grande como se o destino dela quisesse transparecer para todos.

_A luta ta acabando. Ela ouviu algum líder falar com um tom vago.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Não mais se reconhecia aquele campo de batalha onde antes havia grama verde agora havia grande buracos e terra para todo lado, os golpes dos dois oponentes eram absurdamente fortes e ambos já estavam ofegantes, cortes e escoriações eram vistas não só pelo rosto mas pela extensão do corpo deles, as roupas de ambos estavam rasgadas.

_Realmente, franguinho você tem um bom pique. Falou Heracles num tom arrogante e ofegante. _Mas já deve estar demasiadamente cansado e tenho certeza que tem muitos ossos quebrados. Ele mal terminou de falar e teve de cruzar os braços na frente do rosto para impedir um soco potente de Rony que o fez ser arrastado por uns cinco metros.

_Se eu derrotar você quer dizer que eu tenho a mesma força de um deus. Falou Rony seus olhos azuis emanava uma aura poderoso, mas Heracles pode ver que ele não usara nem um pingo de magia. _Vamos ver ate onde eu posso chegar.

_Se é assim eu também vou com tudo. Falou Heracles ciente que aquele podia ser o ultimo movimento da luta.

O silencio dominou o campo de batalha uma pequena brisa passou entre os dois combatentes uma aura desconhecida circulava os dois não era uma aura mágica percebeu os lideres era algo diferente era como se o espírito de combate de ambos tivesse se incendiado.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Mas que aura é aquela? Perguntou Draco sem entender, pois já vira a aura de Rony e não era nem de perto parecida com aquela, alem da coloração ser diferente. A aura mágica de Rony era de um azul muito claro quase branca, mas a que ele exibia era marrom e dourada em quanto a de Heracles era cinza e prata.

_O Rony alcançou um novo nível. Falou Luna olhando para Harry que apenas acenou com a cabeça. _Ele esta ultrapassando o seu limite e sua vontade de vencer, esta ao extremo seu espírito de luta esta incentivado ao Maximo e simplesmente assim podemos dizer se incendiou com o contado do ar.

_Draco fez algo parecido quando despertou o poder do dragão. Falou Harry chamando a atenção dos outros. _Só que a aura dele não se “incendiou” apenas produziu uma massa de calor muito grande, apesar de não ter sido o espírito de combate dele foi algo parecido.

_Existem outros tipo de de aura? Perguntou Shade.

_Sim, existe uma que eu uso com freqüência com os inimigos mas essa é muito mais forte e avassaladora que a maioria. Falou Harry, mas ficou quieto ao ver o movimento dos dois combatentes.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Ambos os combatente corriam em direção um do outro, seus punhos já fechados, suas auras desapareceram e a vontade de ficar em pé era a única coisa que os mantinha lutando. Quando eles ficaram cara a cara Heracles desferiu um golpe ao lado do abdômen de Rony e acertou em cheio, uma massa de vento se movimentou junto com esse soco mas o que aconteceu a seguir foi inesperado. Rony aproveitando que Heracles estava agaichado lhe deu uma chave de braço e depois segurou com a outra mão na calça do inimigo e do nada o levantou deixando-o de ponta cabeça.

_Vamos ver quem é o franguinho. Falou Rony com esforço por causa do golpe que levara e logo depois saltou ainda segurando a Heracles ele saltou uns quatro metros e então quando estava chegando ao solo, ele lançou com o que restava das suas forças o oponente de encontro ao chão e então o solo tremeu, uma pequena nuvem de poeira se ergueu mais foi logo varrida pelo vento e então mostrou finalmente o vencedor. Heracles estava deitado de costas, seus olhos fora de foco e sua respiração um pouco rápida mas diminuindo gradativamente, um filete de sangue escorria pela boca dele. _Eu venci. Sussurrou Rony meio que incrédulo olhando para as próprias mãos, mas logo caio quase que inconsciente no chão.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Anne vá dar uma olhada no Rony. Falou Harry desfazendo a barreira, mas antes que Anne desse um passo a terra começou a tremer e a paisagem começou a mudar onde avia quilômetros de grama verde começaram a aparecer arvores brotando rapidamente do chão como se uma floresta estivesse crescendo ao redor deles. As arvores eram muito altas algumas parecia tocar o céu e a magia era exalada de seus enormes troncos e de suas folhas como se tudo estivesse vivo. _Merda. Falou Harry segundos depois ele estava ao lado de Rony com uma espada de lamina vermelho sangue brilhando e então uma onda de impacto enorme percorreu a recém formada floresta.

_Você é rápido para um forasteiro. Falou alguém que aparentemente estava no topo de alguma arvores.

_Devemos matá-lo? Perguntou outra voz mais jovem que a primeira.

_Ele me parece o único que vale a pena. Respondeu a primeira voz. Em seguida uma esfera de luz azul escura foi em direção de Harry ela avia saído do topo das arvores mas ao chegar no solo o moreno já avia desaparecido juntamente com o ruivo e como se não quisesse ferir Heracles a esfera sumiu com um sopro de vento.

_Apareçam de uma vez. Falou Harry aparecendo ao lado de seus amigos com Rony em seus ombros. _Luna cuide dele. Falou Harry deitando o amigo no chão com cuidado. _Ele provou ser o homem mais forte. Falou o moreno se levantando e observando a enorme clareira em que eles se encontravam.

_Não esteja tão certo. Falou a voz jovem e logo depois um garoto de no maximo dezoito anos apareceu ao lado de Heracles. _Acho que ele só teve sorte. Harry observou bem o jovem os cabelos dele eram loiros escuros e sua pele era morena queimada de sol como dele Harry pode sentir o cheiro de sal e água então era por isso que ele tinha sentido o cheiro de mar ao chegar em Atlântida.

_Meu caro Teseu, não sejas mal perdedor. Falou um homem que apareceu logo atrás do jovem, este homem era alto pelo menos um e oitenta e cinco cabelos castanhos claros e olhos incrivelmente dourados seu físico era o deu um guerreiro seu porte o de um rei. _E quem deveria estar de mau humor era Heracles, mas creio que o estado dele não permita mostra isso. O Homem parecia ter entre vinte cinco e trinta anos e a voz imperativa parecia impor respeito na floresta ele se agachou ao lado de Heracles e tocou-lhe o peito então uma luz verde cercou o suposto amigo e logo depois ele desaparecera.

_Acho que eles se esqueceram de nos. Falou Fred num tom de brincadeira característico dele e de Jorge.

_Oh desculpem-me. Falou o mais velho se voltando para eles. _Devemos nos apresentar apropriadamente. Em seguida ele sorriu um sorrisinho vitorioso.

_Eu sou Teseu recebo esse nome em honra ao meu antepassado que o carregava. Falou o jovem se adiantando.

_Eu sou Aquiles em honra de meu antepassado que carregava o mesmo nome. Falou o mais velho num tom divertido de voz.

_Será que ninguém nesse lugar tem um nome normal? Perguntou Draco num tom de deboche que fez Gina conter um risinho.

_Fique atentos. Falou Harry num tom serio. _Teseu foi um herói da mitologia Grega ele conseguiu sair do Labirinto de Minos logo depois de matar o Minotauro que lá vivia, também combateu as amazonas, mulheres guerreiras muito poderosas, e os centauros.

_Por que alguém ia lutar com um centauro? Perguntou Jorge curioso.

_Digamos que eles nem sempre foram pacíficos. Respondeu Harry. _ O outro deve ser descendente de...

_Aquiles filho de Zeus com uma ninfa do mar ele era um guerreiro quase que invencível, pois foi banhado ao nascer no estiges, o rio dos mortos, mas ele tinha um ponto fraco que era seu calcanhar direito que foi a única parte do corpo que ficou para fora das águas. Falou Hermione interrompendo o amigo. _Dizem que nenhuma arma mortal poderia derrota-lo, então foi uma flecha divina lançada por Áries, deus da guerra, a flecha estava banhada de veneno. Hermione parou para respirar um pouco. _A flecha acertou exatamente no calcanhar direito de Aquiles.

_Vejo que conhece a historia de nossas famílias. Falou Teseu com um olhar muito interessado em Hermione e em Gina o que fez Draco ficar meio que incomodado. _Assim como nosso amigo Heracles, nos dois recebemos toda a força e poder de nossos antepassados.

_Novidade. Falou Anne dando de ombros. _No nosso grupo pelo menos três ou quatro tem a mesma coisa.

_Quieta pirralha. Falou Aquiles seus olhos dourados estavam focados em Harry com um interesse estrondoso. _Então você terá coragem de nos enfrentar?

_Não quero. Falou Harry dando de ombros como se aquilo não fosse nada. _Vocês morreriam antes de eu começar a brincar.

_Hora seu merdinha arrogante. Falou Teseu em tom de desafio. _Bom ele deve ser um fracote imundo que se esconde atrás dos outros provavelmente aquele ruivo era o mais forte deles o resto é um bando de fracotes inúteis igual ao líder. Uma onda de energia percorreu a floresta as arvores balançaram com aquilo e quando Teseu percebeu a energia saia de quase todos os amigos de Harry que apenas sorria de uma forma zombeteira.

_Deixa eu quebrar a cara dele. Falou Rony num tom fraco tentando se levantar e surpreendendo a quase todos.

_Você deve ficar ai quieto. Falou Luna ajudando o ruivo se levantar. _Eu só apliquei alguns feitiços de cura vai demorar para você estar 100%.

_Ele vai ficar bem? Perguntou Hermione.

_Só alguns ossos quebrados, mas já estão todos no lugar, nenhum órgão interno danificado seriamente. Falou Luna sorrindo. _Não vai poder se movimentar muito por três dias.

_Depois eu dou um jeito nele. Falou Anne, mas sem tirar seus olhos dos dois oponentes a sua frente. _Mas antes eu quero brincar um pouco. Falou mais uma vez uma voz infantil e quase que pidona olhando para Harry.

_Hahaha. Começo a rir Aquiles e Teseu como se achasse aquilo ridículo.

_Ela pensa que vai lutar com nos. Falou Teseu num tom zombeteiro. _Bom não me surpreendo já que o líder deles é muito covarde e bem capaz de se esconder atrás de uma criança.

_Corra para sua casa e aprenda como ser uma boa dona de casa com sua mãe. Falou Aquiles recebendo um olhar assassino de todas as garotas do grupo de Harry.

_Nunca. Falou Anne com cabeça baixa ela tremia dos pés a cabeça e Harry vendo aquilo deu um sorriso e logo depois um pequeno empurrão na irmã que deu três passo e logo uma barreia dourada e prateada se formou em volta dos outros membros da alcatéia. _Nunca mais ouse difamar ao meu irmão e muito menos a mim. O que se aconteceu a seguir os outros lideres, ate mesmo Luna achou assustador, menos Harry, que apenas sorria.

Um tremor de terra passou pela floresta, logo que ele cessou as arvores começaram a balançar, como se um forte vendaval tentasse derruba-las, mas não havia nenhum vento. Teseu e Aquiles ficaram apreensivos pois uma presença ameaçadora saiu da pequena garota que eles julgavam inofensiva. Então tudo cessou, a floresta se silenciou nem mesmo o vento ousava percorrer aquela clareira.

_Mas o que é isso? Falou Teseu dando um passo para trás ao ver uma aura negra ao redor de Anne, a aura era tão ameaçadora que ate os amigos dela tremeram. _Se for assim. Falou mais uma vez só que agora usando um tom de voz mais forte e imperativo logo a seguir uma aura azul escura o circulou ela era poderosa e o poder dele parecia estar em pé de igualdade com o de Anne.

_Não luto com crianças. Falou Aquiles se virando seu tom de voz era despreocupado e debochado. _Ainda mais com uma que mal saiu das fraldas.

_Você quer morrer? Falou uma voz fria a menos de tinta centímetros dele e então ele arregalou os olhos ao ver aquela garotinha o olhando com fúria os olhos azuis escuros ameaçadores.

_Quando foi que ela saiu de lá? Perguntou Teseu, saltando para a cinco metros a esquerda tentando ficar longe de Anne e logo Aquiles fez o mesmo só que para o lado oposto. Ambos não entendiam como aquela garota podia ter se movimentado tão rápido sem eles perceberem, aquilo não era lógico já que o tanto de energia que ela tinha não era o suficiente para aquilo.

_Desperte de seu sono. Uma nevoa esbranquiçada começou a cercar Anne quando ela disse essas palavras. _Hoshi. Essa ultima palavra foi um sussurro, mas todos ouviram, então de dentro da nevoa branca subiu uma espada pequena, um pouco maior que uma adaga com lamina totalmente branca e a empunhadura preta e dourada.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Shinobi-Katana. Falou Shade meio que confusa. _Por que ela teria um katana dessa?

_Katana? Perguntou Mione interessada.

_Shinobi-Katana é algo como espada Ninja, é uma espada pequena um pouco maior que uma adaga ou punhal, já que tem de ser discreta e não atrapalhar os movimentos de um ninja, o fio dela é tão bom quanto de uma espada samurai. Falou Harry num tom de quem ensinava uma criança algo relativamente fácil.

_Por que ela chama a Katana de estrela? Perguntou Shade.

_Hoshi significa estrela. Falou Harry ao ver o olhar curioso de Gina. _Não sei ao certo talvez por que, diz uma lenda antiga quase esquecida que aquele que conseguisse empunhar aquela espada poderia cortar uma estrela ao meio e absorver o seu poder.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A energia que emanava daquela pequena espada fizera Aquiles ficar apreensivo, então como se tivesse saído do ar apareceu em sua mão uma espada um pouco maior que a de Anne e mais grossa, feita de um material dourado, parecendo muito com um gládio. Teseu fez o mesmo e então uma espada parecida com de Aquiles apareceu em sua mão, só que ela era prateada.

_Desapareça. Falou Anne fazendo um movimento com a espada em direção a Teseu então o jovem saltou para o lado e com espanto viu que no lugar onde ele estava a alguns segundos havia uma fenda funda. Aquiles não esperou outro movimento, ele simplesmente desapareceu e reapareceu perto de Anne, e então tentou golpeá-la com força na altura da cabeça, mas ela defendeu com a espada, mas a onda de energia e impacto que veio a seguir derrubou muitas folhas das arvores.

_Agora você não escapa. Falou Teseu aproveitando que ela estava distraída com Aquiles e então tentou acerta-la na altura da cintura.

_Patético. Falou Anne com um tom frio e logo em seguida ela desapareceu fazendo Aquiles perder o equilíbrio e então Teseu com esforço desviou a lamina da espada mas em conseqüência trombou com o amigo e então ambos caíram no chão. _Solares. Falou Anne que havia pulado e estava a uns dois metros de altura deles, em seguida uma pequena explosão uma luz cegante e uma massa de calor tão forte que fez algumas arvores secarem percorreu o campo de batalha.

_Ensui. Falou Alguém a alguns metros a direita de Anne, que ainda estava caindo, logo ela foi atingida um jato d’água e foi lançada diretamente ao tronco grosso de uma arvore que tremeu com impacto, mas o jato de água não se desfez continuou e em seguida como se tivesse vivo se enrolou em volta de Anne apertando com força. _Eu disse que ela era fraca. Falou Teseu que estava um pouco longe de Anne os olhos dele estavam fechados para se proteger da claridade que aquele feitiço avia causado.

_Não sou fraca. Falou Anne se levantando sua aura negra aumentou e então uma outra aura começou a circular a aura branca como se fosse um contorno, era uma aura branca como a neve o contraste com a aura negra, era de doer os olhos ambas exalavam perigo. _Hoshi. Falou Anne então a água que a prendia começou a evaporar rapidamente, enquanto a Katana brilhava uma calor muito forte vinha de Anne.

_O que essa garota é? Perguntou Teseu sentindo um leve arrepio quando Anne caiu no chão em pé seus olhos brilhavam com intensidade.

_Você será o primeiro. Falou Anne sua voz ligeiramente mais grave e seu tom tão frio e sombrio que fez quase todos se arrepiarem. _Adeus descendente de teseu. Mas antes que ela fizesse algo raízes grossas começaram a se enrolar em volta dela uma força ate que a cobriu.

_Tola. Falou Aquiles aparecendo ao lado de Teseu. _Você esta em meu território tudo aqui me obedece tudo me serve.

_Acabe com ela. Falou Teseu com um sorriso debochado nos lábios.

_Adeus. Falou Aquiles erguendo a mão direita e a fechando com força as raízes que prendiam Anne se apertaram ainda mais. _Mas o que...

Aquiles não conseguiu terminar a frase, pois as raízes começaram a ficar negras como a noite, as arvores em volta também, algumas secaram outras tombaram como se a morte tivesse chegado, um frio percorreu a floresta e do nada começou a nevar um pouco uma energia opressora foi exalada de todos os cantos ate que toda a florsta estivesse mergulhada numa escuridão sem fim.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry parecia serio e seus amigos perceberam isso alem deles estarem surpresos com tal poder que a pequena Anne tinha. Draco não admitiria isso em voz alta, mas aquele poder superava o seu, então ele fechou o punho quando viu todas as arvores se tornarem negras como o ébano e um frio extremo parecer nascer do solo.

_Esta nevando. Falou Gina num sussurro surpreso.

_Ela vai mata-los. Falou Luna seu tom de voz era neutro.

_Por que ela tem duas auras? Perguntou Hermione.

_Ela detem dois elementos poderosos que sempre entram em conflito quando liberados. Falou Harry seu tom serio assustou a todos. _A escuridão que nos cerca é as sombras que ela controla a neve que esta caindo é representante da luz.

_Um ser que controla luz e sombras. Sussurrou Fred.

_Qual pode ser sua extensão? Perguntou Jorge.

_Não sei. Falou Harry. _Anne sofreu muito na sua curta vida, mais do que muito de nos sofreu, coisas que vocês nem imaginam e que somente eu sei então ela criou inconscientemente uma forma de sobreviver muito parecida com o que eu faço quando viro um Berserker.

_Ela enlouquece? Perguntou Neville aterrorizado.

_Quem me dera fosse assim. Falou Harry. _Não ela desliga uma parte de sua mente humana e usa somente o instinto selvagem que ela tem. O moreno olhou para todos. _A pior coisa que se pode fazer é encurralar um animal, pois ele se sente ameaçado e fica mais forte e agressivo que o normal. Harry olhou para um canto indistinto da floresta. _Ela aprendeu a controlar isso, o que a deferência de mim mas mesmo assim ela é perigosa.

_Então esse combate esta no fim. Falou Luna.

_Talvez sim. Falou Harry. _Só espero que ela não use aquilo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

As raízes que circulavam Anne desapareceram e então revelaram a garota que estava estranha suas vestes negras voavam com um vento inexistente, seus olhos estavam negros e seus cabelos estavam brancos como a neve que caia.

_Vamos nessa. Ela disse sumindo num instante e logo depois aparecendo a vinte centímetros de teseu, e sem pensar deu-lhe um soco no meio do peito o arremessando para longe e antes que Aquiles fizesse alguma coisa ele sente algo cortar o seu calcanhar direito e uma dor latejante passar pelo seu corpo seguida de perto por uma forte corrente elétrica. _vamos. Falou Anne seu tom de voz era imponente. _Aquiles era conhecido como um ótimo guerreiro, você não passa de uma imitação barata dele. Aquiles caiu no chão olhando para aquela pequena garota com medo e respeito, nunca em sua vida ele tinha visto algo como ela era como se a vida e a morte estivesse à disposição da garota como se os próprios elementos se curvassem perante ela.

_Quem é você? Perguntou Teseu ainda deitado o sangue escorrendo de sua boca e sua voz não passava de um sussurro, mas Anne ouviu.

_A ultima celta. Falou Anne sem olhar para os inimigos apenas olhava em direção a cúpula que protegia seus amigos ela olhava exatamente a Harry como se quisesse saber quem era mais forte.

_Pelos deuses. Falou Aquiles pulando para uns cinco metros de distancia de Anne.

_Você não vai escapar. Falou Anne aparecendo às costas de Aquiles o fazendo tremer.

_Quem disse que eu vou fugir? Falou Aquiles sumindo por um instante e reaparecendo a dois metros de Anne. _Só to tomando fôlego. O guerreiro a observava, a aura negra e branca ainda saia do corpo dela, o que era de se esperar pois alguém daquela idade não tinha como controlar toda a energia.

_Então se alegre, pois nunca mais precisara tomar fôlego. Falou Anne abrindo um sorriso um tanto cruel. _Apesar de que você também nunca mais respirará.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_A não. Falou Harry baixo, mas todos ouviram o moreno avaliava o campo de batalha, as arvores negras ainda não perderam sua imponência e a neve que caia com mais força já cobrira cada canto da floresta e se tornara mais funda então como se um raio atingisse a mente dele ele olhos para um canto indistinto um brilho quase que assassino apareceu em seus olhos e os amigos perceberam a mudança do amigo, pois tremeram levemente. _Luna assim que eu sair refaça a barreira só que dessa vez mais forte, Mione a ajudara. Harry não esperou elas confirmarem apenas continuava a olhar o mesmo ponto seus olhos estavam lívidos de ódio e algo sufocante se desprendia dele um zunido cortou o silencio um assovio baixo e então com uma velocidade assustadora Harry simplesmente já estava ao lado de Anne que ainda não o avia percebido.

_O que esta acontecendo? Perguntou Draco meio que assustado com aquela velocidade que era muito superior a que o moreno usara na luta contra Zeferus.

_Não sei, mas por alguma razão estou sentindo pena de algum pobre coitado. Falaram os gêmeos ao mesmo tempo.

_Vamos mione. Falou Luna sem ligar para os outros então com um flash uma barreira branca apareceu em volta deles em seguida outra barreira marrom apareceu envolvendo a barreira branca dando mais segurança aqueles que estavam dentro dela.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Aquiles sorria com vitória seus olhos brilharam em malicia e uma satisfação imensa se apoderou dele quando ouviu o zunido de uma flecha sendo disparada, mas o que aconteceu a seguir o fez se arrepender de ter entrado naquela luta. Anne não gostava daquele sorriso que seu adversário exibia então abriu a boca para dizer algo, mas subitamente ficou muda e uma mão apareceu em frente ao seu rosto agarrando algo, uma flecha totalmente branca com uma seta prateada com fios negros estava a pouco mais de três centímetros de seus olhos, era para acerta-la entre os olhos.

Seus cabelos voltaram a cor normal e seus olhos também voltaram para o azul escuro e profundo que sempre fora, a expressão dela era de surpresa e raiva avia perdido mesmo que não tivesse morrido ela avia perdido aquela luta com um golpe baixo do inimigo, uma tocaia, mas a única coisa que não a fez mostrar o quão nervosa estava era a onda de energia opressora que se instalou em volta da floresta, ela tinha uma presença assassina e o ar parecia pesar quilos, o que dificultava a respiração.

_Um monstro. Falou Aquiles tremendo ao sentir toda aquela intenção assassina sendo voltada pra ele com um olhar congelante de Harry. _Um demônio só pode ser. Falou mais uma vez tentando dar um passo para trás, mas não conseguiu suas pernas estavam tão pesadas quanto chumbo e sua respiração estava dificultada pela presença do homem ali a sua frente.

_Vá ate nossos amigos. Falou Harry se dirigindo a Anne, mas sem nem ao menos olha-la. _É uma ordem. Falou harry num tom serio ao perceber que a irmã não se movera, mas com o olhar que ele finalmente direcionou a ela esta simplesmente desapareceu.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Todos se surpreenderam ao ver Anne aparecer dentro da barreira, ela mesma parecia surpresa com aquilo e olhou para Harry um arrepio passou por sua espinha e a intenção assassina ainda era sentida com todas as forças mesmo dentro da barreira só que o ar ali não parecia tão pesado quanto a poucos minutos.

_Concordo com Aquiles. Falou Shade tremendo sua voz também tremia. _Essa energia não é humana, essa intenção de matar é sufocante é pesada, da vontade de correr, mas eu simplesmente não consigo me mover. A garota estava suando assim como os outros e para surpresa da própria Anne ate mesmo ela estava tremendo levemente. _Ele é um monstro.

_Ele é humano ainda. Falou Luna num tom misterioso. _Mas isso nos faz pensar qual é o limite dele, pois a cada luta ele fica mais forte, a cada instante ele parece saber mais do que pode, e se esse é o nível de um humano imagine qual seria o nível de Abel ou de outra criatura que esta ao nosso lado, ate mesmo de algum bruxo que serve a Harry, por alguma razão eu tenho certeza que ainda existem pessoas mais fortes que ele.

_Abel é um primogênito das trevas, seu poder deve se igualar ao de um demônio. Falou Hermione pensativa. _Ainda não entendo ele.

_Ninguém entende. Falou Rony. _Ele é forte o suficiente para seguir sozinho, mas por alguma razão ele insiste em ficar com Harry, a ligação que tem entre eles pode ser mantida mesmo a distancia, a divida que ele tem por Harry não o impede de desaparecer e reaparecer somente quando for preciso.

_Ouvi entre os lobinhos que Abel viu algo grandioso por trás do destino de Harry. Falou Shade.

_A energia que ele esta exalando é uma espécie de aura, mas diferente das outras ela se chama Intenção Assassina, poucos podem senti-la e menos ainda a podem soltar, pois ela demonstra que o lutador esta com vontade de matar, ele não atacará como moderação somente para ferir. Falou Anne com pesar. _É algo opressor se não estamos tremendo dentro da barreira que minimiza os efeitos dessa aura, imagine como Aquiles esteja e também o atirador da flecha.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Aquiles tentou pela enésima vez sair correndo e ficar o mais longe de harry, mas mesmo assim não conseguiu, ele deu uma olhada para Teseu que estava inconsciente, pois não suportara a pressão da aura do homem. Harry ainda estava com a flecha em suas mãos, mas não a olhava, apenas olhava a Aquiles que desejava de todo o coração não ser observado daquela maneira.

_Apareça de uma vez. Falou Harry para o vento sem ligar para Aquiles, mas mesmo assim olhando para ele. _Eu mandei que você apareça. Falou Harry num tom mais alto e frio então as arvores simplesmente pegaram fogo, mas as chamas eram negras e não amarelas como de costume e uma energia sombria saia delas em segundos algumas arvores ao longe começaram a cair e fazer o chão tremer, a neve simplesmente começou a evaporar e um calor insuportável tomou conta de tudo ao redor.

_O que você é? Perguntou Aquiles tremendo e tomando uma coragem insana de alguém que sabia que não adiantava fugir, pois seria alcançado de qualquer jeito então simplesmente resolvera aceitar seu destino, mas não antes sem levar um pedaço daquele garoto a sua frente. Vendo que o rapaz não responderia Aquiles fez um movimento com a mão direita e sua espada dourada reapareceu nela e então ele tentou golpear a harry.

_Não estou interessado em ensinar uma criança a andar. Falou Harry simplesmente desviando e batendo com a palma da mão no peito de Aquiles que foi jogado para longe atravessando a clareira de fora a fora ate entrar na floresta, só parando quando um homem de armadura prateada com um dragão gravado no peito e um elmo cobrindo a cabeça do cavaleiro o pegou. A Armadura reluzia com as chamas negras das arvores, ele era diferente exalava magia ancestral e apesar disso ela parecia extremamente maleável dando mobilidade extrema a quem lhe usasse. O estranho cavaleiro sumiu por alguns instantes, mas Harry ainda conseguiu segui-lo com os olhos como se aquilo fosse brincadeira, mas quem estava na barreira não conseguiu ver nada apenas um borrão prateado que apareceu ao lado de Teseu e então assim como Heracles os dois lutadores desapareceram sobrando somente o Cavaleiro que encarava harry. _Revele-se. Falou Harry, mas não ouve resposta a não ser um movimento rápido do cavaleiro com as mãos que desencadeou uma forte ventania as chamas negras se apagaram, mas já não havia neve no chão somente grama queimada pelo frio congelante. _Agora sim a brincadeira vai começar. Falou Harry com um sorriso um tanto quanto satisfeito nos lábios.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

N/A: Ae como vcs viram eu acertei o cap......T+...........Fui

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.