FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

17. Duelo (Titulo provisorio)


Fic: Os Descendentes Divinos


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Duelo

Voldemort estava muito contente com o novo guerreiro que tinha ao seu lado, e ainda mais com o que poderia fazer com o livro que adquirira na pirâmide negra, sem contar a segunda coisa mais importante para ele, que estava guardada em um canto da sala do trono negro. Mas, por alguma razão que os comensais desconheciam, o Lorde Negro havia mudado de animo: agora ele estava furioso e quase nenhum dos seus servos ousava entrar na sala do trono, somente aqueles que como ele já haviam passado do estagio de um simples humano, Zeferus, sem contar Keillis e Alberon.

Voldemort ficou furioso com o despertar do novo guerreiro Dragão, mesmo sem saber quem ele possa ser, mas sabia que esse guerreiro estaria do lado do maldito Enviado dos Deuses. Ele não poderia ficar parado por muito tempo, pois já fazia três dias que ele atacara a Fortaleza e não havia feito mais nada, ele teria de provocar mais caos no mundo, não importava qual, Bruxo, Trouxa ou qualquer outro.

_Trians. _ Chamou Voldemort e logo depois um homem, ou alguma coisa parecida com homem, entrou na sala. Ele era alto, seu rosto tinha um aspecto felino, assim como os seus olhos azuis em fenda. O ser parecia forte, tinha o cabelo preto, e uma tonalidade meio amarelada na pele dele.

_Salve o Mestre das Sombras. _ Falou Trians se ajoelhando.

_Eu tenho de colocar esse mundo no caos, tenho que atrair o Enviado dos Deuses e também destruir o maldito Potter, mas agora tenho outro problema que é o Guerreiro Dragão. _ O ser que só ouvia Voldemort, se levantou.

_Ordene, e eu mesmo invadirei aquele local imundo onde o Potter está, nem que eu tenha de destruir tudo. _Falou Trians, com um tom de profunda lealdade para com o lorde negro.

_Não quero isso. _Falou Voldemort com um tom gélido. _Se quisesse fazer isso eu já o teria feito pessoalmente, a questão é aquele velhote adorador de trouxas do Dumbledore, mas isso, daqui a pouco tempo posso resolver. Não, vamos nos concentrar no enviado dos deuses, já que ele é que representa mais perigo agora.

_O que o mestre pensa em fazer? _ Perguntou Trians.

_Vamos provocar caos no mundo, não importa como, destruirei tudo que estiver no caminho. _Falou Voldemort. _Organize os comensais e alguns cavaleiros. De hoje em diante não haverá um dia sem pelo menos um ataque a famílias ou cidades.

_Sim, Mestre. _O ser ia saindo da sala, mas foi interrompido pela voz fria e cruel de Voldemort.

_Também chame os Espadas Negras, teremos de realizar mais um ritual, só que esse trará mais do que um simples Balrog para esse mundo. _Trians saiu da sala do trono com um sorriso doentio nos lábios.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry entrou vagarosamente no quarto, seguido de perto por Rony, Neville, Fred e Jorge, que olhavam somente para ele. O líder da alcatéia parou, com um aceno da mão as luzes do quarto acenderam, já que depois que o despertar de Draco acabou as chamas cessaram, juntamente com a luz que elas emanavam.

Aqueles que o acompanhavam olharam para o loiro, que parecia estar consciente, mas arfava muito, como se tivesse corrido vários quilômetros. A camisa que ele usava fora totalmente carbonizada, e ele só ficou com um pedaço do que um dia poderia ter sido chamado de calça, agora não parecia nem mesmo uma bermuda, somente um trapo chamuscado, queimado e com vários furos.

_Neville, feche a porta. _Falou Harry, que logo foi atendido pelo garoto. _Que horas são? _Perguntou olhando para Fred.

_Seis e meia. _ Respondeu Fred.

_Bom, levantem ele. _ Falou para Rony e Jorge que levantaram as mãos e apontaram para Draco, que se levantou no ar fazendo uma careta de dor, mas sem forças para falar. _Ótimo. Deixe-o assim por algum tempo. _ Harry fez um aceno com a mão, e a calça ou bermuda, ou seja lá o que tinha se tornado aquilo que Draco vestia foi trocada por uma calça branca, parecida com algo de moletom. _Neville, pegue o frasco azul ali. _ Diz Harry apontando para um canto do quarto onde havia uma estante cheia de frascos de diversas cores, alguns com rótulos, mas não foi difícil para Neville achar o frasco que procurava. _Fred, pegue um copo e encha metade dele com água. _Fred fez isso enquanto Harry fazia mais um aceno com as mãos, a roupa de cama foi trocada para uma de coloração vermelho-sangue. _Coloquem-no com cuidado na cama, de modo que ele fique sentado encostado na cabeceira. _Jorge e Rony fizeram isso e logo depois Fred entregou o copo com água para Harry, que pegou o frasco azul da mão de Neville e depois despejou quatro gotas no copo, fazendo a água estranhamente mudar de cor, mas diferente do que os amigos dele pensaram a água ficou roxa e não azul. _Façam-no beber tudo. _Falou Harry entregando o copo para Neville que foi até Malfoy e com cuidado fez que o loiro bebesse todo o conteúdo do copo.

_O que era isso? _Perguntou Neville, voltando para o lado de Harry.

_Uma poção que aprendi com um aliado. _Falou o moreno distraído. _Deve fazer efeito em alguns segundos, mas não garanto que ele esteja cem por cento. _Eles ficaram quietos por algum tempo, até que Malfoy pareceu melhorar e conseguiu abrir os olhos, que agora demonstravam algo a mais, algo antigo e poderoso.

_Cara, eu to quebrado. _Foi a primeira coisa que Draco disse quando conseguiu falar, fazendo Harry sorrir.

_Isso é normal passando pelo que você passou. _Falou o moreno com um tom divertido. _Finalmente você despertou a magia que sua Tatuagem tem, e isso não foi nada agradável.

_Não? Sério? Você acredita que eu nem sabia... _Falou Malfoy num tom zombeteiro.

_Agora sim ele está voltando ao normal. _Fala Harry rapidamente. _Você consegue se levantar?

_Acho que sim. _Respondeu o loiro.

_Rony, ajude-o a caminhar até onde as garotas estão. _O ruivo não gostou muito da ordem, mas a cumpriu, fazendo o loiro se apoiar nele, depois disso todos voltaram para a sala onde não somente Gina estava preocupada, mas todas as outras garotas, até mesmo Luna mesmo que de seu jeito avoado, elas nem sequer tinham percebido que Draco estava sem camisa.

_Você esta bem? _Perguntou Anne para Draco num tom de voz de quem já sabia a resposta.

_Fora às dores pelo corpo estou bem. _Diz Malfoy fazendo menção de se sentar, mas foi impedido por um aceno de mão que Harry fez.

_Antes de você se sentar tenho que contar exatamente que eu contei aos outros. _Falou o moreno, que sem esperar resposta contou sobre o Dom do Dragão e mais umas coisas que eles não sabiam, como sobre ele ser o Mestre dos Dragões. Depois que terminou de contar o moreno disse num tom meio cansado, que chamou a atenção de Anne, mas ela não falou nada. _Ah, sim, eu quero que vocês vejam qual é a Tatuagem que o Malfoy tem nas costas, pois essa faz parte do sobretudo dele e também pode servir para identifica-lo.- Todos olharam para Harry e logo depois para Draco, só naquela hora as garotas perceberam que ele estava sem camisa, a maioria corou levemente, menos Luna que prestava atenção em um local vazio da sala.

Ela só voltou a atenção para o Malfoy quando ouviu Harry mandando ele virar de costas para que os outros vissem como a tal tatuagem que era. O que viu, realmente chamou sua atenção, um enorme dragão oriental serpenteava nas costas largas de Malfoy, o tom escuro, negro, das escamas brilhava de uma forma estranhamente realista, os olhos de retinas oblíquas encaravam ameaçadores, em um tom vermelho-arroxeado, pequenas labaredas de fogo roxo circundavam o dragão, em suas costas haviam escamas pontiagudas cor de prata, suas garras a mostra revelavam-se da mesma cor prateada das escamas, o couro da barriga era estranhamente vermelho-sangue, como a língua bifurcada que escapava-lhe da boca de enormes dentes. Ela lera em algum lugar que dragões como aquele eram bestas ferozes, cujas lutas causavam tempestades e outros desastres naturais.

Depois que todos deram uma boa olhada na tatuagem, Luna ficou olhando estranhamente para Harry, sem dizer nada, o líder da alcatéia mandou o loiro se sentar e depois fitou cada um que estava na sala, parando um pouco em Luna e Anne, que o encaravam uma com tom de curiosidade a outra de preocupação.

_O que foi Luna? _Perguntou Harry tentando disfarçar o seu tom cansado, mas não escapando do olhar reprovador de Anne.

_Esse dragão que ele tem nas costas é retratado como maligno em algumas escrituras. _Falou Luna com um tom mais atento, não o avoado de sempre.

_Isso não me surpreende, já que ela está gravada nas costas de um Malfoy. _Falou Rony, que não perdia uma oportunidade para mexer com Draco, assim como os gêmeos.

_Agora que o Rony já falou o que queria. _Falou Harry num tom de repreensão em direção do amigo, que ficou sem graça. _Bom, Luna, os dragões através dos tempos são descritos de diversas formas, bons ou maus, não importa, mas eles são dragões. _Harry parou por um instante, mas logo voltou a falar. _Um dragão pode escolher se é bom ou mal, pois eles tem os mesmos sentimentos que nós temos. Eles não são tolos nem monstros, eles estão aqui na terra antes mesmo de nos chegarmos. Eles nos ensinaram muitas coisas, mas nós, com medo, os caçamos e quase destruímos todos, como já contei, com essa perseguição aos dragões alguns deles ficaram com rancor e ódio se tornando maus, mas isso não foi culpa deles, e sim nossa que não soubemos como agradecer a eles nem como respeita-los.

_Se eu entendi bem, o meu poder aumentou depois dessa pequena seção de tortura. _Falou Draco olhando para Harry com uma expressão meio que indecifrável para os outros.

_A dor seria pior se você não tivesse treinado comigo antes. _Falou Harry já sabendo o que estava por vir e quando ele olhou para Anne ele viu que ela também havia percebido. _Talvez você nem estivesse aqui falando comigo, já que um monte de cinzas não fala.

Malfoy se levantou rapidamente sem se importar com o protesto de seu corpo que ainda estava com seqüelas da dor que sentira, mesmo assim ele teria de fazer isso. Mesmo havendo jurado seguir Potter até o fim, ele tinha que saber se poderia um dia ser tão ou até mais forte que o moreno. A rivalidade entre os dois nunca iria acabar, pelo menos da parte dele, mas não ia ser a antiga rivalidade, pois dessa vez eles estavam do mesmo lado lutando pela mesma causa, mas ele tinha que saber.

_Draco Malfoy nem pense nisso. _Falou Anne num tom sombrio e profundo, que a fez parecer, não só mais velha, como mais poderosa e todos perceberam isso.

_O que o Malfoy esta pensando? _Perguntou Rony com um olhar desconfiado para o loiro, que ainda fitava Harry, que já sabia o que vinha pela frente.

_Quieto Rony. _Ordenou Harry sem se virar para encarar o amigo, que ficou quieto. _Faça o que você tem que fazer. _Falou para o loiro.

_Falcon, eu o desafio para um duelo em nome do posto de liderança da Alcatéia. _Falou o loiro, que parou por um instante, pois sentiu o pingente da correntinha esquentar, mas deixou isso de lado, e continuou. _Em nome das Leis de nossa organização.

_Não faça isso, Malfoy. _Falou Anne se levantando com seus olhos azuis envoltos por uma aura de poder. _Você não esta em condições para uma luta e o Harry esta muito cansado para lutar. _Anne olhou para Harry que pela primeira vez tinha deixado de fitar o loiro e fitou a garota. _Faz quanto tempo que você não dorme?

_Quase uma semana aqui dentro. _Falou Harry, só que dessa vez ele tinha um olhar diferente, algo que tinha poder. _E não adianta me olhar assim Anne, pois um desafio foi feito, eu terei que aceitar. _Harry se voltou para o Malfoy e disse. _Eu, como líder da Alcatéia, aceito seu desafio e só haverá três regras nesse duelo.

_Quais? _Perguntou o loiro sem desviar os olhos.

_O duelo só poderá terminar em três circunstancias. _Quem falou não foi o Harry, mas sim Anne. _Primeiro, se um de vocês desistir, segundo, quando um não estiver em condições de lutar e por ultimo...- A garota parou, olhou para todos e parou um pouco seu olhar em Gina, que com uma voz baixa e falha falou como se estivesse sendo obrigada por si mesma.

_A morte de um dos desafiantes. _A ruiva não sabia como conseguiu dizer aquilo, mas foi uma surpresa para quase todos, menos para Malfoy, Harry e Anne.

_Aceito. _Falaram tanto Malfoy quanto Harry, e então as correntes de todos que estavam na sala brilharam intensamente, ofuscando a imagem do local, mas quando as correntes pararam de brilhar e eles conseguiram enxergar, eles viram que estava em um local totalmente branco onde parecia não haver começo nem fim, nem vento soprava, nem se ouvia o barulho de água, era como se ali fosse o vazio, algo inexistente.

_Essa é a zona zero. _Falou Anne chamando a atenção de todos. _Aqui será realizada essa luta, apesar de eu não concordar com ela. _A garota olhou nos olhos de Harry, que logo depois ouviu claramente a voz dela em sua mente “Você esta cansado pode se descontrolar”, mas o máximo que ele fez foi fazer um aceno negativo com a cabeça e trancar a sua mente para a garota. _O Harry já sabe, mas só os mais poderosos lutam nesse lugar e para aqueles que estão perguntando que lugar é esse eu lhes digo.

_Deixe-me explicar. _Falou Harry fazendo Anne se calar. _Aqui é uma dimensão diferente, criada há muito tempo por magos com poderes inimagináveis, onde treinavam suas forças que poderiam danificar o mundo mortal, ou seja, o mundo onde vivemos, e por isso essa dimensão em que estamos esses magos chamaram de Zona Zero.

_Como lutaremos num lugar que parece que nem tem chão? _Perguntou o Malfoy olhando para baixo, onde também era branco, e não projetava a sombra dele, dando a impressão de que eles voavam.

_Aqui você cria o seu campo de batalha. Você não pode criar animais nem seres humanos, pois esses são muito complexos. Você só pode criar um campo de batalha, e como foi você que me desafiou eu quero que você escolha o campo. _Falou Harry que logo depois já estava com suas vestes da Alcatéia.

Malfoy ficou surpreso com aquilo, não esperava que isso acontecesse. Sua mente trabalhava a mil e sem perceber o ambiente a sua volta se modificava. O céu ficou com uma coloração vermelha, como quando o sol se põe, mas parecia não haver sol ali. A luz vinha de algum lugar desconhecido, o resto do campo era modificado com rapidez, até onde a vista alcançava o chão onde eles estavam ficou rochoso, mas quando ele ia se espalhando ele foi se modificando e ficando íngreme, como se ali estivesse nascendo uma montanha, e como se uma explosão acontecesse o loiro pareceu perceber o que estava acontecendo e se surpreendeu.

Agora todos estavam em cima de uma enorme montanha. O céu vermelho ao alto e vendo para além das bordas da montanha onde eles estavam viam uma enorme floresta com pontos vagos de areia, como se fossem poucos desertos, mas um pouco a esquerda da montanha parecia que tinha um terreno totalmente branco, que ele percebeu ser por que estava coberto por neve, onde havia arvores grandes cobertas de neve, lagos congelados e alguma coisa que parecia uma grande fenda de gelo. Ele se voltou mais uma vez para a floresta, mas aí percebeu que a direita dela havia uma grande campina com grama que deveria bater um pouco a cima dos calcanhares deles. Na campina haviam pontos isolados de água e poucas árvores que ficavam muito afastadas uma das outras. O vento ali começou a soprar como se fosse chamado com uma brisa suave. Todos que estavam ali poderiam dizer que aquele lugar era perfeito e calmo, se não fosse pelas circunstancias de eles estarem ali.

_Pronto? _Perguntou Harry, com um sorrisinho nos lábios, como se fosse fazer algo divertido.

_Já nasci pronto. _Falou Malfoy, voltando ao seu antigo tom desdenhoso.

_Aquele que interferir na luta será banido. _Falou Harry, se voltando para os amigos, que se afastaram um pouco dos dois e afirmaram com um aceno da cabeça, e então Anne se adiantou até ficar a poucos passos dos dois e disse:

_Que a luta comesse.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Todos os membros da Alcatéia do mundo sentiram suas correntinhas esquentarem, um flash de luz passou pelos olhos de todos, que de imediato ficaram sabendo o que aquilo significava. Em todo o canto do mundo, onde havia um membro da alcatéia, eles pararam de fazer o que estivessem fazendo, não importava o que fosse, pois agora eles teriam de esperar, para saber quem ia vencer a luta pela liderança da organização.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Angel estava sentada à mesa, em sua sala na central dos caçadores de Londres, mas foi interrompida de seu trabalho quando sentiu a correntinha que Falcon tinha lhe dado esquentar, um flash dominou a sala e logo ela soube, de alguma maneira, que estava havendo uma luta pelo controle da Alcatéia, então ela parou de fazer qualquer coisa, até ter certeza de quem seria o vencedor da luta.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Malfoy apertou levemente o pingente de sua correntinha, e logo depois, assim como Harry, estava com suas vestes de combate da Alcatéia, com a diferença de que na dele havia um dragão gravado no sobretudo, exatamente igual ao da suas costas, e o de Harry tinha um Falcão de asas prateadas e ambos estavam sem capuzes.

_Boa sorte. _Diz Harry com um sorriso, indo até a ponta da parte da montanha em que eles estavam, olhou para Malfoy. _Vem me pegar. _Depois de dizer isso Harry deu um salto para frente, ficou uns quinze metros longe da montanha, logo depois ele caiu, em queda livre rápida, se pondo em posição de pára-quedista quando quer ganhar velocidade.

_Isso vai ser interessante. _Falou Draco correndo na mesma direção que Harry estava momentos antes e assim como o moreno, saltou e começou a descer em queda livre.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_A sorte esta lançada. _Falou Anne se virando para os amigos. _Vamos ver a luta ali na frente. _Falou indo para onde, momentos antes, Draco tinha ido para pular, e se sentou com as pernas penduradas no ar, olhando para baixo, vendo os dois caindo com grande velocidade como se fossem chocar-se com o chão.

_O que acha dessa luta? _Perguntou Mione, que foi a primeira a seguir o exemplo de Anne e ficar sentada na beira do grande patamar de rocha que eles estavam e que fazia parte da montanha que ainda subia até além de algumas nuvens brancas e algumas cinzentas.

_Realmente não queria que eles lutassem. _Falou Anne com um tom que lembrou estranhamente a Hermione quando tinha a idade dela. _Ambos estão debilitados: o Harry por cansaço físico e mental e o Draco por não ter se recuperado do despertar dele, mas vendo por esse lado, isso lhes da uma posição de igualdade, mas agora só nos resta ver. _Falou ela vendo que todos já estavam ali vendo. Os dois ainda caíram por alguns segundos antes de Harry alcançar o solo primeiro. Todos pareciam conseguir enxergar perfeitamente o solo, como se estivessem lá. Mais uma das vantagens do ritual que fizeram.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry estava a menos de vinte metros do solo quando quebrou sua posição de queda, para uma que fez parecer que ele cairia de pé. Quando ele estava a menos de dois metros do chão, ele abriu as mãos e um forte vento pareceu sair delas, levantando uma grande massa de poeira e terra juntamente com algumas folhas verdes, e então ele caiu no chão como se tivesse dado um salto que não saiu do lugar.

O moreno olhou para cima e viu que Draco vinha descendo em sua direção, pelo que percebia não ia parar e sim ia cair direto em cima dele como seu primeiro movimento.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Draco não sabia como, mas se sentia bem pelo vento bater em seu rosto fortemente sem parecer abalar sua vista. Ele tinha visto que Harry havia, literalmente, pousado como uma pluma no chão, mas ele não iria fazer o mesmo, ele iria fazer o primeiro ataque da luta. Iria testar todo o poder que possuía, não importava o que acontecesse com o seu corpo. O loiro esperou estar a poucos metros do solo para que quebrasse sua posição de queda, para uma que deixasse seus braços melhores para um possível soco. Faltavam cinco metros, três metros e finalmente dois metros, não haveria como ele voltar atrás, agora ele teria de ir até o último instante da luta, mesmo assim sua mente trabalhava mais rápido do que jamais trabalhara na vida, já pensando num segundo ataque.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry viu que Draco ia lhe dar um soco na cabeça, então ele levantou os dois braços e os cruzou para bloquear o ataque. Quando o Malfoy acertou o murro nos braços cruzados de Harry fez ele afundar no chão até um pouco acima do joelho e uma onda de vento e impacto percorreu vários e vários metros na floresta, sem contar que o chão, que tremeu fortemente, mas o moreno não teve tempo de reagir, pois o loiro assim que caiu no chão, tão leve quanto uma pluma, lhe golpeou rapidamente no peito com um chute, fazendo ele ser jogado para mais de cinqüenta metros, ainda com as pernas praticamente enterradas.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Como ele fez isso? _Perguntou um Rony meio surpreso.

_Ele pode fazer muito mais do que isso. _Falou Anne e Luna ao mesmo tempo chamando a atenção de todos.

_O Harry ta analisando o Draco. _Falou Luna com seu tom vago.

_Quando a luta começar de verdade vocês verão. _Falou Anne voltando a atenção para Harry, que parecia estar preparando o contra-ataque.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry não podia parar para pensar por muito tempo, ele tinha de agir, quando viu que Draco vinha em sua direção numa velocidade incrível. Ele não poderia reagir contra aquele ataque, não ainda. O loiro já estava praticamente em cima de Harry, com um movimento ele foi dar um soco onde o moreno estava, levantando muita poeira, fazendo com que ele não enxergasse se acertou ou não.

A poeira se dissipou rapidamente, um vento gélido passou pelo campo de batalha, as copas das arvores balançaram levemente com o vento. Logo depois do vento um silencio ensurdecedor se apossou do local. Malfoy podia ouvir até um galho caindo no chão, a quilômetros de distância, mas não sabia se o moreno estava ali ou não, pelo menos por enquanto. Depois de alguns segundos toda a poeira baixou, o loiro pode constatar que o moreno não estava lá, talvez tivesse pulado para algum lugar, mas isso não explicava a falta de energia dele, depois dessa reflexão o loiro ouve um som de risada e logo depois algumas palmas que ecoaram pela floresta.

_Olha só o Draquinho avançou um pouco com os seus poderes. _Falou a Voz de Harry, vindo de algum lugar nas copas das árvores, mas era impossível saber onde, já que a voz ecoava. _Ah, vamos lá Draco, você faz melhor do que isso. _Falou novamente o moreno, só que o eco de sua voz fazia com que fosse impossível localiza-lo. _Não pretende me derrotar só com essas brincadeirinhas? Pretende? _Perguntou a voz do moreno.

_Cale-se e lute. _Gritou Draco ficando nervoso, fazendo seus olhos cinzentos escurecerem, mas tudo o que Harry fez, foi rir. _Se não vai sair por bem, então vai por mal. _Uma aura roxa escura tomou conta do corpo do loiro, a aura aumentava rapidamente, revelando grande poder e surpreendendo aqueles que viam a luta. _Que você queime. _Todas as árvores num raio de trinta metros começaram a queimar em meio as chamas roxas só que depois mudaram, para chamas vermelhas e douradas.

Uma sombra saltou para o alto e logo depois pousou no chão, com um sorriso nos lábios e um brilho guerreiro nos olhos verdes. Harry aparentava não ter nenhum arranhão, nem machucado, ele parecia perfeito, nem ofegava, aquilo assustou Malfoy, mas ele não desistiria se ele conseguiu fazer aquilo com a floresta, ele conseguiria fazer mais. Uma nuvem de fumaça passou por onde Harry estava e logo depois sumiu, assim como o moreno, mas dessa vez Draco soube onde ele estava.

Harry tinha aparecido bem na frente do loiro, que ficou surpreso, mas não teve tempo para isso pois teve de defender um chute que o moreno ia lhe dar bem ao lado da barriga, perto dos rins, quando fez isso ele viu uma onda de impacto percorrer o campo de batalha, e um vento forte jogar a fumaça da queimada que avançava rapidamente para os lados. Logo depois de tentar golpear o loiro com um chute, Harry tentou lhe dar um soco no rosto, que foi defendido quando Malfoy cruzou os braços na frente ao rosto, mas, com isso ele foi arremessado para trás, os pés ainda firmes no chão, formando um caminho cavado na terra, como quando algum carro acelera de mais em solo um pouco lamacento ou molhado.

O moreno não esperou que Draco se recuperasse, pois dois segundos depois já estava ao lado dele, se agachando e dando uma rasteira nele, que não esperava isso e começou a cair no chão, com velocidade, só que antes dele chegar ao solo Harry o chutou para cima, porém antes que ele passasse muito além de sua cabeça o moreno o puxou de volta para o solo, só que mais uma vez antes dele tocar o solo, Harry o chutou na barriga lançando ele a uns cem metros a sua frente, derrubando algumas árvores pelo caminho, que caiam com grande estrondo no chão.

Com um aceno da mão direita, Harry fez todo o fogo apagar, como se o temesse, mas ele não pensou muito nisso, pois logo depois algo em chamas, avançava rapidamente, da mesma direção em que ele lançara Draco. O moreno se posicionou de lado, como se esperasse algo, que veio uns dez segundos depois, um jato de chamas roxas foi lançado por algo, e acertou, não só Harry, mas algumas árvores.

As árvores queimaram instantaneamente, virando cinzas, mas Harry não havia queimado, apesar de suas vestes estarem levemente chamuscadas, mas ele não ligou, pois desviou rapidamente para a esquerda, Draco apareceu do nada tentando acertar um soco onde, momentos antes Harry estava.

_Lute direito. _Falou Harry ainda sorrindo, fazendo o loiro ficar mais nervoso ainda.

_Cala a boca. _O tom de voz de Draco estava frio e sombrio, sua aura ainda o circulava, aumentava a cada golpe que tentava acertar no moreno, que desviava com uma facilidade incrível. Todos que estavam assistindo a luta se surpreenderam até mesmo Anne.

_Eu não entendo você. _Falou Harry, desviando de um soco que ia acertar em seu rosto. _Você recebeu um poder muito grande, mas ainda fica lutando como se fosse uma criança. _Harry agora bloqueava um chute que o loiro tentou dar em sua coxa, com isso mais uma onda de vento e impacto passou pelo campo de batalha.

_Você vai ver só quem luta que nem uma criança. _Falou malfoy dando um grande salto para trás, caindo a uns vinte cinco metros longe de Harry. _Vamos ver se você agüenta essa. _Falou Malfoy levantando o braço esquerdo de lado, até ficar na altura de seu ombro, e logo depois sua espada apareceu do nada, aquilo animou um pouco o moreno, que já tava se entediando. _Dessa você não escapa. _Draco se agachou rapidamente apontando a ponta de sua espada para o chão e enterrou, deixando só o cabo para fora da terra, e olhando para o moreno com um sorriso vitorioso. _Venha Chama Milenar. _A aura roxa cresceu e se inflamou novamente, rachaduras apareceram no solo em um circulo perfeito de quinze metros, e, do nada, uma explosão de fogo apareceu, jogando chamas para todos os lados, um segundo depois um imenso dragão feito de chamas roxas subiu ao céus ultrapassando até mesmo a altura de onde os amigos assistiam a luta e depois parou.

_Que chato. _Falou Harry, que nem se impressionou pelo fato do dragão ser duas vezes maior do que aquele que aparecera em Hogsmeade. O dragão olhou para Harry e soltou uma grande labareda em sua direção, o moreno não fez menção de desviar, só esperou que as chamas o alcançassem o que não demorou muito a acontecer.

Quando as chamas caíram no chão, um pilar de fogo roxo subiu mais de dez metros e logo depois caiu, como uma onda de fogo, percorrendo centenas de metros, queimando instantaneamente todas as árvores e folhas pelo caminho, abrindo um grande espaço vazio e sem vida no lugar, mas, quando eles olharam para direção aonde a labareda de fogo caiu, lá estava Harry, com uma mão levantada, e uma redoma vermelha sangue a seu redor, que lhe havia, surpreendentemente, protegido das chamas.

_Ataque. _Ordenou Malfoy, chamando a atenção para si.

O dragão começou a descer em direção a Harry, que soltou um suspiro de desagrado e baixou seu braço, fazendo o escudo desaparecer, ficando vulnerável ao ataque. O dragão estava a menos de cinqüenta metros dele, mas ele não se preocupou, nem quando ele estava a quarenta metros, nem a trinta, porem, quando o dragão estava a apenas dez metros dele, ele levantou rapidamente a mão e gritou, com uma voz incrivelmente forte.

_ Extintus Dracul. _Um relâmpago vermelho foi em direção ao dragão, se chocaram, quando isso aconteceu o dragão parou, o relâmpago pareceu não fazer efeito, mas, mesmo assim, o dragão não se mexia, continuava na mesma posição, passado trinta segundos as chamas roxas começaram a mudar de cor rapidamente, passava por diversas cores até chegar em um tom dourado, e explodir, jogando uma onda de calor imensa para todos os lados, algumas rochas da montanha derreteram com o calor, as folhas das árvores secaram, e algumas árvores morreram. _Agora chega. _Falou Harry, que tinha apagado o sorriso que mantinha no rosto desde o começo do desafio. _Você está agindo como uma criança com medo de algo. _Falou, olhando para Malfoy. _Pare de fazer birra ou charminho, lute de verdade, pois agora eu não vou usar só um terço da minha força.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_ELE O QUE? _Perguntaram Fred e Jorge ao mesmo tempo.

_Mas como é possível? _Falou Neville surpreso. _Os dois devastaram muitos quilômetros com isso, e o Harry diz que ele só está usando um terço da sua real força, e que o Malfoy nem isso está fazendo.

_O Harry é cheio de surpresas. _Falou Hermione, chamando a atenção dos outros, menos de Anne. _Mesmo nas nossas aventuras, quando eu ou o Rony pensávamos que o Harry desistiria, ele arrumava um jeito de continuar, ele simplesmente tinha de chegar até o fim.

_Verdade. _Falou Rony com um tom sério que não era dele. _O Harry é muito forte, não só na magia ou força física, mas em espírito, em caráter. _O ruivo suspirou, e olhou para os outros. _Se ele entra numa coisa ele vai até o fim, mesmo não querendo, mas ele também aprende muito com isso e não fica satisfeito até ver tudo o que os desafios tem a oferecer.

_Nesse momento o Harry quer ver o quanto o Draco evoluiu. _Falou Anne. _ Draco o desafiou, o Harry quer ver qual o poder dele, qual o desafio que ele tem a oferecer, isso é comum. _Anne parou por um instante. _O Harry tem um espírito guerreiro, por isso quer que seus inimigos lutem com tudo o que tem, não só com o que eles acham que tem. _Anne tirou sua atenção momentaneamente de Harry e se voltou para os amigos, que estavam assistindo a luta. _Mas o Harry também é um Humano, e muito esforço pode acabar com ele, ou o descontrolar e isso realmente não é bom.

_Como assim se desc... _Gina, porem, interrompeu sua pergunta e se voltou para o campo de batalha, pois Harry estava fazendo algo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry girou em torno de si mesmo, fazendo Draco achar aquilo engraçado, mas ele mudou de idéia quando percebeu que duas bainhas apareceram nas costas de Harry, mostrando dois cabos de espadas, que pareciam ser grandes e mais uma bainha que estava na cintura dele.

_Já que você é o Guerreiro Dragão. _Falou Harry num tom sério. _Vou usar essa espada. _Disse tirando uma espada vermelha, da bainha que estava em sua cintura. _A Olho de Dragão. _Draco não soube como, nem percebeu quando, mas Harry já estava em sua frente, com a espada erguida para um golpe certeiro em sua cabeça, então ele fechou os olhos, mas depois de alguns segundos viu que a espada não o acertou, e quando abriu os olhos viu Harry com um sorriso desdenhoso nos lábios, e logo depois recebeu um chute na cintura, jogando-o para a esquerda.

Mas Draco não caiu no chão, não, se recompôs, deu um giro no ar antes de tocar o chão e depois caiu em pé, ainda deslizando para longe. Aquela parte da floresta já não existia, ela tinha sido totalmente queimada, alguns focos de fumaça ainda persistiam. Quando o loiro parou, viu Harry vindo em sua direção, numa velocidade vertiginosa, a ponta da espada tocando o chão, fazendo surgir faíscas. O moreno chegou perto, ia golpear Draco de baixo para cima, mas quando fez isso Draco protegeu o golpe com sua espada, um clarão cegou aqueles que assistiam a luta e os dois que lutavam.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

O choque das espadas havia lançado tanto Harry quanto Draco para lados opostos, eles caíram deitados no chão, sem conseguir enxergar muito bem por causa do clarão. Ambos levantaram ao mesmo tempo, quietos, tentando saber onde o outro estava.

Draco não sabia o que fazer claro que ele já havia treinado algo parecido, mas treinamento é uma coisa, luta de verdade e outra. O loiro ainda estava com sua espada na mão, atento a qualquer som de passos ou coisa parecida, ele deu um passo para o lado, esbarrando em algumas pedrinhas.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry estava em guarda, ele podia sentir a presença do loiro, mas não poderia arriscar, teria que confiar nos seus sentidos. O silencio tomou conta de tudo, tanto que nem o vento soprava mais, algo aterrador para o moreno, pois junto com a escuridão aquilo parecia um abismo profundo, em que ele andava nas bordas.

Depois de alguns segundos ele ouve o som de alguns passos alguns metros a sua frente, logo depois o som de pedrinhas rolando e sendo pisoteadas. Foi nesse momento que ele avançou, certo de onde ia atacar, lá estava o seu inimigo, podia sentir sua energia e o movimento que ele fez ajudou a dizer sua localização exata.

Draco sentiu uma leve brisa em sua frente, e por puro instinto deu um passo para o lado, para logo depois ouvir um zumbido de alguma lamina, com certeza fora Harry que tentara golpeá-lo. O loiro por algum motivo resolve seguir o seu instinto, levanta a espada e começa a atacar o moreno.

Harry também seguia seus instintos, e quando sentiu o movimento de Draco ele conseguiu defender rapidamente com um giro da espada. Ambos lutavam sem conseguir enxergar, mas quem visse a luta podia jurar que eles estavam vendo um ao outro.

Cada sentido dos dois estava a flor da pele, mesmo uma folha caindo no chão parecia ser ouvida pelos dois, até a respiração de seus amigos, mas eles não ligavam, apenas ouviam suas respirações e seus movimentos. O choque das espadas fazia ondas de vento muito fortes percorrer o campo de batalha, Draco estava começando a libertar mais poder, muito mais do que ele imaginara, e possivelmente tinha muito mais de onde esse vinha, com isso ele começou a levar vantagem sobre o moreno.

Draco podia sentir que já fizera vários cortes profundos em Harry, muito mais do que o moreno fizera nele, cada golpe de espada ou soco eram fortes.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Merda, não da para saber quem está ganhando. _Falou a voz de Neville, para os amigos que assistiam a luta.

_Fique quieto e ouça bem. _Falou Luna, que deixou por completo seu tom avoado, para adquirir um tom sério. _Sinta a energia deles.

_O Harry está em desvantagem. _Falou Gina com um tom indefinido de voz. _O Draco está aumentando sua energia gradativamente.

_Isso. _Falou Anne com uma voz calma. _Daqui a pouco ele libera todo o poder que adquiriu.

_Isso não pode ser perigoso? _Perguntou Hermione. _Sabe, ele está com o corpo ainda debilitado e etc...

_Pode ser perigoso, mas ele quis correr o risco. _Falou Anne, que por um momento levou a mãos aos olhos. _Minha visão a começando a voltar.

_A minha também. _Falaram todos de uma vez.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Conforme Draco e Harry lutavam suas visões voltavam lentamente, a ponto de verem as sombras das espadas, ou coisa assim, mas aos poucos toda a visão estava voltando. Mesmo assim o duelo continuava monstruoso, cada golpe era mais forte que o outro, a energia de Draco já estava muito acima do que ele esperava, e sua aura roxa se intensificava e incendiava, o calor parecia lhe dar mais força.

A visão dos dois já voltara por completo, mas nada mudara, Malfoy parecia estar em vantagem a cada golpe, mas foi aí que a aura verde de Harry começou a aparecer, e os golpes dele ficaram mais fortes, seus olhos brilharam em uma intensidade sobre humana, mesmo assim ele lutava e com um movimento rápido, momentos antes de Draco atingir o ápice de seu poder, Harry conseguiu agarra-lo pelas vestes, e com um movimento rápido e forte lançou o loiro em direção ao pé da montanha, numa velocidade muito grande, mas Draco não reagia, ele sentia algo, ele sentia que seu poder estava chegando ao limite, e que ele poderia lutar com tudo, sua aura se intensificou mais ainda.

Segundos depois ele literalmente foi enterrado na rocha da montanha, fazendo aparecer um grande buraco no local onde ele batera, que logo foi tampado por um deslizamento de pedras. A energia dele parecia ter desaparecido, mas Harry sabia que aquilo era só o começo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_A luta terminou. _Falou Fred, sorrindo.

_E como esperávamos o Malfoy se deu mal. _Falou Jorge, com um sorriso igual ao do irmão.

_Vocês se enganaram. _Falou Anne, num tom profundo e sombrio.

_A luta começa agora. _Falou Luna, olhando para Anne e depois para Harry, que parecia pensar a mesma coisa.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry sentiu um grande tremor de terra sacudindo tudo, inclusive a montanha, várias pedras começaram a cair, forçando-o a desviar de algumas, que rolavam até ele, junto com o tremor de terra ele sentiu uma forte energia mágica e com um sorriso disse baixinho.

_Agora sim a brincadeira começa. _Logo depois disso as rochas que tampavam o lugar onde Draco havia caído foram arremessadas para longe, antes mesmo de tocarem o chão elas se desintegraram, logo depois houve uma breve pausa.

Draco saiu de um grande buraco na montanha, o loiro demonstrava uma grande aura roxa, que parecia que a qualquer momento iria queimar, somente com um pensamento. O loiro olhou em direção a Harry que readquiriu o sorriso divertido nos lábios.

_Potter. _A voz de Draco estava carregada de energia. _Agora entendo o que você disse para mim nessa luta. _ O loiro deu uma pausa, do nada, sua aura aumentou. _A energia que eu tinha antes era brincadeira perto dessa.

_Não é por nada não. _Harry começou a falar. _Mas acho que temos de terminar isso logo.

_Calma Potter. _Falou Draco, com o seu antigo sorriso arrogante nos lábios. _Eu o derrotarei, não precisa ter pressa.

_Não tenha tanta certeza. _Falou Harry sorrindo, fazendo sua aura verde, que ainda estava aparecendo, desaparecer por completo e Draco olhou aquilo com curiosidade e interesse. _Mas primeiro. _Harry sumiu por alguns segundos e apareceu ao lado de Draco. _Venha me pegar. _Harry começou a correr para dentro do que restava da floresta numa velocidade incrível, levantando uma nuvem de terra e poeira enorme, derrubando algumas árvores pelo caminho.

_Se queres assim. _Falou Draco que logo depois começou a correr, e rapidamente estava a poucos metros de Harry, em segundos estavam emparelhados, um olhando para o outro, e nem ligando para o que estava em seus caminhos.

Draco seguia Harry para todo o lugar, observava cada movimento ou curva que o moreno fazia, não importava qual, mas ele tinha a incomoda impressão de que o moreno não estava dando o melhor dele. Harry fez uma curva rápida para a esquerda, seguido de perto por Draco.

O loiro não esperava que Harry começasse a aumentar sua velocidade daquele jeito, pois em segundos o moreno já tinha se distanciado dele, correndo muito rápido, passando por longas clareiras de areia, que pareciam mini desertos e continuava correndo. Mas Draco não deixaria ele ter tanta vantagem, logo depois ele estava quase ao lado de Harry, olhando as costas dele, que para sua surpresa parecia uma muralha sem saber o por que disso.

Harry sabia que Draco estava logo atrás dele, e por isso aumentou a velocidade, em segundos ele estava quase saindo da floresta. Quando saiu da floresta ele fez uma curva de forma que parecia que ele estava correndo de costas, mas para quem prestasse atenção, veria que ele estava deslizando sobre um lago congelado, quando Draco percebeu isso foi tarde demais, pois havia perdido todo o atrito nos pés e depois o equilíbrio, e caiu, mas lobo se levantou.

_Acabou a brincadeira? _Perguntou Draco, com um tom profundo de desagrado.

_Ao contrario. _Falou Harry, apagando o sorriso do rosto e ficando com uma face séria. _Ela só está começando. _Harry sumiu por alguns segundos, mas Draco levantou o braço, de forma que parecia que ele estava defendendo algo, bem acima de sua cabeça, e assim o fez, Harry apareceu, o impacto fez a grossa camada de gelo trincar até a borda do lago.

Draco tirou rapidamente sua espada da bainha, tentando golpear Harry, enquanto ele ainda estava no ar, mas quando ia golpear o moreno estava caindo, e conseguiu acertar um soco no peito dele que cambaleou.

_Expulsorios. _Gritou Draco, assim que se recuperou do soco, o feitiço acertou Harry em cheio, lançando-o para longe, como se algo grande e invisível tivesse dado-lhe um soco no peito. Mas antes de cair no chão ele deu um mortal de costas e conseguiu cair de pé.

_Cinktus. _Falou Harry, apontando a mão direita para Draco, e então um raio branco neve que se camuflava com a paisagem do terreno que eles usavam para lutar, já que eles tinham saído da floresta.

Draco não sabia o que era aquele feitiço, mas ficou sabendo quando o atingiu, e o levantou no ar. Algo parecido com marcas de dentes começaram a aparecer em sua pele, e a cortar suas roupas. A dor era muito grande, e ele sabia que aquele feitiço não era maldição negra, pois sentia isso. Não conseguia falar direito, mas com uma voz fraca ele disse.

_Kanhs. _Uma explosão prateada aconteceu no local onde ele estava, e depois ele caiu no chão, em pé, ereto como um nobre. _Vejo que tens truques novos. _Gritou Draco para Harry, já que agora eles estava afastados.

_Não muito. _Falou Harry com um tom serio. _Veja um velho truque. _Harry pulou uns seis metros para cima, quando estava a pouco metros do chão um portal azul apareceu, a trinta centímetros do solo, Harry sumiu.

_Mas que diabos. _Falou Draco, atento a qualquer coisa, pois o portal poderia aparecer em qualquer lugar.

O gelo onde ele estava começou a tremer, como se algo muito grande estivesse caminhando sobre ele, mas tinha algo diferente, e então o loiro olhou para baixo, e bem abaixo dos seus pés, uma luz vermelha e dourada brilhava, com uma boa intensidade. Do nada, um pilar de fogo subiu, atingindo Draco em cheio, e fazendo suas vestes queimarem um pouco, mas aparentemente Draco não sofreu muito com o ataque, ele sofreu mais com a onda de energia que tinha nele.

O pilar de fogo havia derretido todo o gelo, e esquentado a água de tal forma, que nenhum humano normal entraria nela, Draco estava sem aonde cair, então ia cair direto na água, mas antes disso ele foi arremessado para a borda norte do lago, caindo desajeitado no chão, e rolando mais alguns metros.


_Cara essa água tava gelada. _Falou um Harry ensopado, que havia aparecido a poucos metros de Draco. _Mas parece que agora esta bem quentinha. _Ironizou ele vendo o vapor quente sair da água.

_Ora seu. _Draco estava nervoso, pois Harry parecia não leva-lo a sério, sem contar que ele ainda sentia aquele incomoda sensação de que o moreno não estava usando todo o poder dele. _Agora sim você vai ver. _Falou o loiro levantando o braço esquerdo, espada saiu do meio do lago borbulhante e voou ate sua mão.

Depois disso, ele avançou para Harry, que tirou a espada vermelha da bainha, e defendeu com dificuldade o potente golpe que o loiro havia dado. Draco não esperou muito, então começou a fazer seqüências muito complicadas com a espada, fazendo Harry dar vários passos para trás.

Harry sabia que estava irritando Draco, pelo fato de parecer não ligar muito para luta, ou pelo fato dele não estar usando todo o seu poder. Mas ele não poderia fazer nada contra isso, já que ele não estava em condições de usar todo o seu poder sem se descontrolar. A cada ataque que Draco dava, sua aura aumentava, mais e mais, e levando em conta que a aura de Harry não aparecia, isso fazia o loiro já se sentir vitorioso.

Harry se afastou um pouco de Draco, e do alcance da espada dele, e logo depois, num movimento totalmente novo para o loiro. Harry deu um pontapé, acertando diretamente o pé na cabeça do loiro, que cambaleou para trás, e quase deixou sua espada cair, mas num segundo ele voltou ao normal, e recomeçou o ataque, que estava muito forte. O moreno também atacava e defendia habilmente, os dois já estavam com muitos cortes profundos no corpo, Draco começou a sentir com mais intensidade sua dores, mas não ligava muito para isso, Harry também não ligava para os pedidos de descanso de seu corpo, mesmo que isso causasse uma diminuição de sua velocidade.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Anne estava observando aquilo com muita preocupação, já que sabia o que poderia vir a acontecer, mas ela não podia fazer nada, foi uma escolha dos dois.

_Credo. _Falou Fred, que olhava a luta impressionado. _O Malfoy realmente tem muita força.

_Odeio admitir. _Falou Jorge, num tom de quem queria dizer exatamente o oposto. _Mas o Malfoy realmente está poderoso.

_Parece estar levando vantagem até sobre o Harry. _Falou Rony preocupado, trocando um olhar rápido com Hermione, os dois sem notarem entrelaçaram suas mãos.

_Não se preocupe. _Falou Anne com uma voz calma, que com certeza não era dela. _O Harry sabe se virar.

_Ele tem mais força do que isso. _Falou Luna olhando para o alto, deixando de prestar, momentaneamente, atenção da luta. _Só não entendo por que ele não a usa.

_Acredite. _Falou Anne para todos. _A ultima coisa que nos queremos é que o Harry use todo o seu poder.

_É. _Falou Luna, com seu ar sonhador, deixando quase todos com caras de perdidos nesse assunto. _Mas acho que isso não vai adiantar.

_Mas o que acontece se o Harry usar todo o poder? _Perguntou Hermione.

_O corpo dele pode não estar preparado para isso e então. _Os Olhos de Anne escureceram levemente. _Ele pode se descontrolar, ou pior, ser destruído.

_Mas como assim se descontrolar? _Perguntou Gina que estava não só preocupada com Harry, mas principalmente com Draco.

_A ultima vez que ele se descontrolou ele... _Anne parou de falar, pois ouve um grande estrondo, e uma onda de impacto imensa passou pelo campo de batalha.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Draco tinha chegado ao pico de sua fúria, seus olhos brilhavam numa intensidade incrível, e haviam adquirido uma cor roxa. Ele deu um golpe que era para acertar na barriga do moreno, mas este desviou, e logo em seguida, Draco da um golpe, de cima para baixo, mas Harry também desvia, com dificuldade e a espada bate no chão, fazendo um enorme estrondo passar pelo campo de batalha, e logo depois uma imensa onda de impacto, seguindo o som, joga Harry para trás.

_Você só quer brincar comigo. _Falou Draco levantando a mão esquerda em direção a Harry, fazendo-o suspender no ar. _Não importa o quanto eu aumente os meus poderes, a única coisa que você quer é brincar comigo, me humilhar. _Fala o loiro, chegando mais perto de Harry, que tenta se livrar do feitiço, mas não consegue, parecia que ele estava preso por barras de aço. _Sempre foi assim Potter. _Draco fechou a mão num movimento brusco, e Harry sente algo lhe apertando o corpo, como se ele estivesse sendo esmagado por algo. _Mas dessa vez, você não vai fazer isso comigo. _Draco abriu a mão, e a força que prensava o moreno desapareceu. _Não deixarei você brincar comigo desse jeito. _Draco ergueu o braço bruscamente, e o corpo de Harry subiu seis metros do chão. _Eu estou usando todo o meu poder, como você queria. _Draco baixa o braço rapidamente e Harry é rapidamente atirado ao chão, sendo quase enterrado na neve rala. _Mas você zomba de mim. _Draco fez o mesmo movimento de levantar o braço, e lá ia o corpo de Harry junto. _Não usa todo o seu poder, e zomba, você não sabe como isso me deixa furioso. _O loiro abaixa mais uma vez o braço, e Harry é mais uma vez atirado ao chão. _Mas acredite, você saberá, e vai se arrepender. _Falou o loiro num tom furioso.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_O Malfoy vai acabar matando o Harry. _Disse Hermione, com um tom mais do que preocupado.

_Esse Malfoy vai ver. _Disse Rony, tentando se levantar, mas é detido por um olhar gélido de Anne.

_O Harry mandou ninguém se meter. _Falou Anne, com o tom sombrio. _Então é melhor você nem pensar nisso, ou o castigo será pior. _Rony engole em seco e se ajeita mais uma vez no seu lugar observando a luta.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry estava sentindo o cansaço sobressair, de uma hora para outra ele sentia cada músculo de seu corpo implorando por descanso, mas ele não podia, ele tinha de lutar, nada faria ele deixar essa luta para depois, nada faria ele perder.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
Draco tinha em seu olhar um misto de fúria e desapontamento, ele não podia acreditar que aquilo era tudo o que o líder da Alcatéia, o famoso Potter, podia oferecer, um poder ínfimo, que se submetia ao dele. O loiro se sentia feliz por um lado, pois sabia que, pela primeira vez, conseguia sobressair ao Potter, ele estava vencendo aquele que sempre o vencia, e isso era gratificante, isso superava o desapontamento.

_Harry. _Falou Draco, fazendo um movimento com a mão esquerda, trazendo para mais perto um Harry, que parecia cansado, ou melhor, exausto, mas para sua surpresa ainda segurava a espada como se não quisesse desistir. _Dessa vez fui eu que ganhei, fui eu que o derrotei, e agora, eu sou o líder, o mais poderoso. _Depois de dizer isso Draco fez um movimento brusco com os braços, lançando Harry muitos metros para cima em direção a grande fenda que tinha numa parte de gelo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry sentiu seu corpo ser jogado para o alto, e segundos depois, estava caindo, mais uma vez, só que dessa vez, a queda estava demorando mais, como se ele estivesse caindo em um abismo, o vento castigava suas costas, e faziam suas vestes balançarem fortemente, barulhos secos de tecido rasgando. Depois de um tempo ele sente o contato, com uma superfície gelada e dura, seus ossos pareciam estar estralando, ele estava muito cansado, a dor se espalhava lentamente pelos seus membros, e depois, um silencio de cortante.

O moreno só ouvia as batidas de seu coração, como se elas ecoassem pelas paredes de gelo, e com isso seu cansaço tomava conta mais rapidamente de seu corpo, seus olhos estavam se fechando, ele sentia que ia finalmente descansar, mas quando seus olhos se fecharam, por um segundo, ele viu a imagem de Anne e de seus amigos. Aquela não era a hora para ele desistir, ele teria de vencer aquela luta, pois se não a vencesse, não seria capaz de lutar com Voldemort, ele tinha que vencer.

As batidas de seu coração pareciam estar aumentando de ritmo, sua aura, verde, apareceu com força, suas dores pareciam ter sumido, o cansaço o abandonou, uma nova energia estava ali, ele estava buscando toda a sua força, mesmo que ele se descontrolasse, ele iria vencer essa luta, não importa como. O poder estava aumentando, cada vez mais, chegando ao ponto, de Harry levantar do chão, sem ao menos tocá-lo, como se flutuá-se, uma onda de vento frio, um sussurro em sua mente.

_Forte demais. _Foi a ultima coisa que Harry disse, antes de uma grande explosão verde.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Draco se sentia vitorioso, ele tinha que ver o corpo inerte de Harry, ele tinha que ver aquele que era seu aliado, mas também nunca deixaria de ser seu rival. Ele correu rapidamente até a ponta da grande fenda, e olhou para baixo, não dava para ver o fundo, estava muito escuro, mas ele ainda sentia uma pequena energia saindo de lá, mas mesmo, assim nem sinal de seu rival.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Em todo o mundo os membros da Alcatéia acompanhavam essa luta, sem saberem como, mas eles sentiam, sabiam o que estava acontecendo, sabiam de cada golpe dado. Os membros estavam esperando para ver se Falcon levantaria, se ele ainda seria seu líder.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Aqueles que estavam assistindo a luta direto da Zona Zero prenderam suas respirações quando Harry sumiu de vista, dentro da fenda de gelo. Algum tempo depois, eles ainda prendiam a respiração, pois não sossegariam até saber se Harry estava bem.

Depois de alguns minutos uma pequena energia, parecia vir da fenda, a energia parecia ser de Harry, mas depois de um tempo a energia aumentava rapidamente, em questão de segundos passou a energia de Draco e uma luz verde intensa saia da fenda, a energia ainda era de Harry, mas, em segundos algo mudou, parecia que a energia era de outra pessoa, pois não se via consciência junto com ela, só um desejo de luta.

_Agora sim, vocês vão ver como ele fica descontrolado. _Falou Anne, num tom de voz preocupado.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Draco começou a sentir que a energia de Harry crescia rapidamente, logo uma luz verde intensa tomava conta da fenda, e em segundos uma energia que ultrapassava seus poderes apareceu, essa energia parecia não vir de ninguém, não havia consciência nela. E logo depois disso uma explosão muito forte aconteceu, lançando o loiro para trás por vários metros, fazendo ele cair à borda do lago que ainda estava borbulhando.

O loiro se levantou rapidamente, a ponto de ver o lugar onde a fenda estava, ruir, desaparecer, como se fosse engolida pela terra, logo depois vários metros também começaram a cair, como se não houvesse chão, estava caindo até onde ele se encontrava, e ai, parou. Um vento gélido passou por todo o campo de batalha, uma nuvem branca subiu, como se a neve tivesse se transformado em poeira, mas rapidamente baixou, Draco pode ver um solo remexido, com neve e terra, a cinqüenta metros dele a figura altiva de Harry, em pé, ereto.

Harry parecia maior do que era, parecia um gigante, mas ele não era, mas sua aura fazia parecer, havia algo mais diferente nele, e Draco viu, logo de cara, o que era e isso o assustou, não só a ele, mas a todos que assistiam a luta.

Harry estava agora com um rosto que não demonstrava sentimentos, seu porte altivo o fazia parecer um rei, suas vestes parecia ter remendado sozinhas, não havia sinal de cortes, ou machucados, mas o que mais assustava, nele além de sua energia, eram os olhos, que antes eram de um verde claro e vivo, mesmo na luta, agora estavam diferentes. As pupilas haviam diminuído de tal forma, que pareciam dois pontos negros em meio a uma imensidão de um verde opaco, e assustador havia uma luz fraca por trás desses olhos, como se uma vela estivesse tentando resistir a um vendaval, e isso era assustador.

_Querias que eu lutasse com todo o meu poder. _Falou Harry só que a voz dele estava diferente, parecia mais imperativa e fria. _Então, aqui estou, venha. _Falou o moreno levantando os braços, e pela primeira vez, Draco viu que ele ainda segurava a espada vermelha, só que ela estava brilhando, um brilho vermelho sangue.

Draco não queria desistir, ele iria lutar, iria procurar forças além das que ele tinha, ele lutaria, nem que para isso morresse. O loiro correu até onde Harry estava, e quando chegou perto dele, agachou e tentou dar uma rasteira no moreno, que só deu um pequeno salto, mas Draco não desistiu, aproveitou que o moreno ainda estava no ar e se levantou, com o punho fechado, pronto para acertar um soco no estomago do adversário, mas quando o punho ia fazer contato, Harry desapareceu.

_Patético. _Falou uma voz ao ouvido de Draco, fazendo ele se arrepiar de medo. _Vamos, você pode fazer melhor.

Draco se virou rapidamente, acertando um potente soco no rosto de Harry, que foi jogado para trás, só que ainda com os pés no chão. Quando Harry parou, ficou com a cabeça baixa, fazendo seus cabelos, que pareciam um pouco maiores, cobrirem seu rosto, dando-lhe um ar sombrio, mais assustador do que já estava.

_Venha. _Sussurrou Harry, e então Draco foi levantado no ar, e com um impulso muito forte foi parar a trinta centímetros de Harry. _Você me decepcionou com isso. _Falou o moreno, com um tom de desagrado. _Talvez seja o terreno frio que tenha diminuído sua velocidade. _Depois de falar isso Draco foi arremessado para o alto por uma força invisível, e enquanto estava subindo um portal azul apareceu, um pouco a cima dele, e logo o loiro o atravessou, em seguida Harry deu um salto muito alto e atravessou o mesmo portal, mas não antes de olhar diretamente para onde seus amigos estavam assistindo a luta.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Os oito amigos de Harry, que assistiam a luta, foram arremessados para trás por uma força invisível, bem no momento em que o moreno olhou naquela direção, mas logo todos estava em pé e voltaram para seus lugares, apesar que dessa vez ninguém se sentou.

_O que foi isso? _Perguntou um Neville tremulo.

_Foi o Harry. _Respondeu Luna, deixando completamente seu tom avoado e assumindo um tom sério.

_Como ele conseguiu fazer isso nessa distancia? _Perguntou Gina com um tom amedrontado, pois aquela figura que vira podia parecer o Harry, mas ela tinha a impressão de que aquilo não era o amigo.

_Essa só é uma parcela do que ele vai poder fazer. _Falou Anne, que sem perceber fez uma aura branca aparecer em sua volta. _A ultima vez de que ele se descontrolou, ele estava bem mais fraco do que agora, então se preparem, pois assim que a luta terminar teremos que tentar contê-lo por alguns segundos, para que eu o faça voltar ao normal.

_Como você pretende fazer isso? _Perguntaram os Gêmeos ao mesmo tempo.

_Vocês verão. _Logo depois ela ficou quieta e virou bruscamente sua cabeça em direção a grande campina, que era um dos três campos de batalha.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Um portal se abriu a seis metros do chão, e dele saiu um Draco totalmente atordoado, que caiu com um baque seco no chão. Se levantou rapidamente para saber onde estava, e viu que estava em uma grande campina, com uma grama fofa, que batia um pouco a cima de seus calcanhares, o que havia amortecido um pouco a queda, ele deu mais uma olhada em sua volta, e percebeu que estava a apenas dois metros de um grande lago, de água cristalina, que mudava rapidamente de cor quando chegava mais para o meio, ficando em um tom azulado, o lago era redondo, e devia ter uns duzentos ou trezentos metros do ponto que ele estava, até a outra borda.

_Esse cara gosta de água. _Falou o loiro, segundos antes de ver o moreno saindo do mesmo portal que ele saiu, e então teve de dar um salto para trás, para que o moreno não caísse em cima dele.

_Acho aqui o melhor lugar para lutar. _Falou Harry, com sua voz imperativa. _Aqui não está frio, então seus golpes devem ser mais rápidos.

Draco não esperou que Harry dissesse mais nada, avançou até ele, e tentou acertar um chute na altura das coxas do moreno, mas este revidou o ataque, fazendo o mesmo movimento que o loiro, só que com o intuito de chutar o pé dele. Quando o impacto aconteceu Draco foi arremessado para a borda do lago, e Harry em menos de um segundo já estava em frente ao loiro, que imediatamente tentou dar um soco no peito do moreno, que pulou três metros para trás, desviando do golpe.

_Fugindo? _O loiro zombou.

_Cuidado com o que diz. _Falou Harry, fazendo um sorriso frio aparecer em seus lábios. _Pois com um dedo eu posso te queimar, e não vai ser o dom do Dragão que vai te salvar. _Disse o moreno, levantando o indicador, e logo depois um pequeno brilho vermelho apareceu um pouco à cima da ponta do dedo. _Solares. _Falou o moreno, num tom baixo, e o pequeno brilho se tornou uma bola de fogo do tamanho de uma bola de tênis, só que o calor que emanava dela era muito maior do que o calor do feitiço que Gina fizera em Hogsmeade. Draco não sabia o que fazer, e a pequena bola de fogo vinha em sua direção, parecendo estar em câmera lenta, então no ultimo segundo, um portal azul apareceu atrás dele, e ele entrou, o portal se fechou logo em seguida, dois segundos antes da bola de fogo atingi-lo.

A pequena esfera continuou indo em frente, até quase sumir da vista de um humano comum, logo depois, sem nem ao menos tocar em nada, ela explodiu, com uma força imensa, fazendo um grande brilho amarelado tomar conta de vários quilômetros, a uma grande distância apareceu uma pequena nuvem, muito parecida com as que se formam em explosões nucleares, o vento e o calor que isso produziu atingiu ate mesmo os que assistiam a luta na montanha, mas aparentemente não fazia nada com Harry, que ainda estava em pé, suas vestes sendo jogadas pelo vento, e ainda com esse vento um portal azul apareceu em sua frente, saindo dele estava um Draco surpreso, que olhou para trás e viu o que estava acontecendo, e depois olhou para Harry, que não se mexia, apenas olhava para ele com um sorriso, que não era bom sinal.

_Ainda não terminou. _Falou Harry, e logo em seguida o mesmo vento que expulsava tudo que estava por perto começou a sugar tudo como se fosse um buraco negro, sugando até mesmo a pequena claridade da explosão, as vestes de Harry se agitaram na direção onde tudo estava sendo sugado, e Draco estava ainda em pé, suas vestes sendo jogadas para trás com força, e mesmo que ele firmasse muito seus pés no chão, ele estava sendo arrastado, lentamente, em direção ao centro da explosão, o lago logo atrás dele estava sendo esvaziando lentamente.

Então como se nada tivesse acontecido o vento parou de soprar, ou melhor, de sugar, fazendo vários troncos de árvores caírem no chão, com um som forte, assim como algumas pedras da montanha, o lago tinha sido esvaziado pelo menos até a metade, e Draco pensou que o local da explosão devia ter uma enorme cratera, mas, quando se virou seu rosto, ficou mais pálido do que o normal, e seus lábios pareciam roxos, um frio passou pelo corpo dele, e um suor gélido tomou conta do loiro. O local da explosão estava intacto, nem uma queimadura, sequer a grama, nem terra remexida, muito menos a água do lago, que tinha sido sugada, não tinha molhado a grama, como se ela simplesmente tivesse desaparecido no ar, mas isso era impossível, e pela primeira vez, em anos, Draco sentiu um medo maior do que sentira por Voldemort, pois agora Harry demonstrara que ele, e o Lorde negro, podiam estar no mesmo nível, empatados com seus poderes, pois a ultima noticia que tivera de alguns espiões da Alcatéia, era que o Lorde Negro havia finalmente encostado no nível de mago, e faltava pouco para alcançar por completo esse nível.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Pelo amor de Merlin. Gritou Neville, se levantando, pois tinha sido jogado ao chão com a força da explosão, e precisou de toda sua força para não ser sugado pelo buraco negro, ou o que aquilo poderia ser e todos que estavam com ele também faziam isso.

_Como ele fez isso? Perguntou Jorge, também se levantando.

_Isso é impossível. Falou um Fred surpreso.

_Já faz algum tempo que o Harry esta quebrando algumas barreiras do impossível. _Falou Anne, com um tom preocupado.

_Mas nem eu que sou do elemento Fogo consigo fazer isso. _Falou Gina exasperada.

_Anne. _Chamou Hermione num tom cauteloso, fazendo a garota olhar para ela. _Além desse aumento de poder e energia. _Hermione escolhia as palavras com cuidado. _Como fica o Harry, hum... descontrolado?

_Ele não tem consciência, age por impulso, instinto de sobrevivência. _Quem respondeu não foi Anne, e sim Luna, que já voltara para o seu local. _Ele não vai distinguir amigos de inimigos, a não ser que a razão do descontrole dele for raiva por alguém.

_Como você sabe disso? _Perguntou Rony.

_Ela leu a energia dele. _Falou Anne. _Só mais uma coisa. _Falou a garota. _O Harry não vai parar até que alguém o detenha, então assim que o Draco não estiver em condições de lutar, nos poderemos, e deveremos, entrar na luta. _Todos afirmaram com um aceno da cabeça, só que todos, sem exceção, estavam nervosos, para não dizer, com medo.

_Qual o nível de magia que o Harry está? _Perguntou Luna com seu tom avoado.

_Feiticeiro Supremo. _Falou Anne. _Não como o Dumbledore, e sim um pouco acima.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Draco não sabia o que fazer, ele não queria recuar, mas sabia que se ficasse na luta não sairia sem uma seqüela permanente, ou não, mas mesmo assim, o seu orgulho não deixou ele desistir, se ele teria de perder essa luta, pelo menos ele perderia com honra no campo de batalha.

_Bom se você não ataca, então eu faço isso. _Falou Harry, que num movimento rápido puxou Draco pela camisa, com a mão esquerda, e com a direita se preparou para um soco, que acertou bem no rosto do loiro, que foi solto a seguir e cambaleou para trás, jurando que um trem o atropelara, mas este se recuperou rápido e se abaixou tentando dar uma rasteira no moreno, que simplesmente chutou a perna do loiro, que sentiu algum osso da perna, ou do pé rachar, trincar e a dor era muito grande, misturada com a dor do despertar do Dragão, e as dores da luta, ficou quase que insuportável, mas ele se levantou, ignorou a dor.

_Vamos ver se você escapa dessa uma segunda vez. _Falou Draco, dando um salto para trás, ficando a margem do lago novamente, e então, ele levantou o braço direito, sua espada apareceu do nada em sua mão, logo em seguida ele enterrou a lamina da espada no chão, até a metade, e se ajoelhou, sua aura roxa cresceu até o Maximo, seus olhos brilharam na mesma cor de sua aura, e para surpresa de quase todos, menos de Harry, que olhava aquilo com tédio, eles viram a figura de um enorme dragão, logo atrás de Draco, um dragão exatamente igual à tatuagem. _Venha Chama Milenar. _O chão rachou, até onde Harry estava, uma luz roxa saia das rachaduras, que se estendiam, aparentemente por mais de cinqüenta metros, em circunferência, pegando até mesmo o lago, que começou a borbulhar, e logo em seguida tudo explodiu em chamas roxas envolvendo não só a Harry, mas também a Draco, e logo em seguida um imenso Dragão oriental roxo subiu ao céu, só que, dessa vez, parecia que ele realmente estava vivo, e para a surpresa de alguns, em pe na cabeça do Dragão estava Draco, num porte altivo, como um mestre.

Harry havia sumido depois da explosão, já que o lugar onde ele estava há alguns segundos estava tomado pelas chamas roxas, que ainda subiam ate o dragão, como se desse mais força para ele. Depois de um minuto Harry apareceu, a trinta metros de onde estava o Dragão, Draco percebe isso e olha para aquele local, como se o Dragão e o loiro fossem um só, o Dragão também olha para o mesmo lugar.

_Você vai ver Potter. _Falou Draco, e logo em seguida o Dragão deu um imenso urro, que tremeu todo o campo de batalha, e logo em seguida, como se estivesse respirando fundo o Dragão abriu a sua enorme bocarra, e rapidamente uma bola de fogo roxa estava sendo formada em frente à boca do dragão, essa bola de fogo começou do tamanho de uma goles, mas logo se tornou maior do que uma baliza, e seu tamanho continuou crescendo, até ultrapassar o tamanho da cabeça do próprio dragão. _Hell. _Berrou o loiro, e logo o dragão lançou a bola de fogo em direção do moreno, que não se mexia, muito menos olhava para cima.

Antes mesmo da imensa bola de fogo alcançar o chão, a grama começou a secar instantaneamente, e logo queimar, isso num raio de mais de trezentos metros o calor realmente parecia insuportável, pareciam que eles tinham aberto as portas do inferno. A bola de fogo finalmente atingiu o seu alvo, e logo em seguida explodiu, um flash roxo passou pelo campo de batalha, logo depois uma onda de calor imensa, e quando o Flash passou e todos puderam ver direito, viram que toda a campina estava em chamas, as arvores que estavam separadas umas das outras estavam secas e em chamas, mas o fogo parecia não consome-las por completo, fazendo elas ficarem queimando por muito e muito tempo, o mesmo era com a grama fazendo ter a aparência que o fogo brotava do chão, o calor era imenso o fogo já começara a se alastrar em direção a floresta, somente pontos isolados, onde ficavam os lagos, não queimavam, mas o vapor de água subia.

_EU VENCI. _Gritou Draco, crente de que ninguém sobreviveria àquilo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Ele venceu. _Falou Rony contra gosto. _Ninguém sobreviveria a um ataque direto desse.

_É verdade. _Falou Gina. _Nem mesmo eu estou suportando o calor.

_A luta continua. _Falou Hermione, olhando para um ponto da campina onde o fogo tomava conta, e parecia ter alguém em pé.

_Mas como ele conseguiu? _Perguntou Neville, mas não obteve resposta, pois logo em seguida o Dragão começou a descer numa velocidade vertiginosa.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Draco apreciava sua vitória e ficou sorrindo de si mesmo por pensar que ele seria derrotado, mas esse sorriso sumiu de seu rosto e uma sombra passou pelos seus olhos, deixando-os no seu velho tom cinzento. Quando ele olhou para baixo, viu um Harry com cara de tédio, em pé no meio das chamas roxas que já tomavam quase toda a floresta, mas parecia que isso não o afetava.

_Ataque. _Ordenou o loiro para o Dragão que desceu numa velocidade vertiginosa, o vento era muito forte, mas mesmo assim Draco não saia de cima do dragão.

_Como ousa. _Berrou Harry, seu tom de voz deixou de ser frio, agora demonstrava raiva. _Você me desafia para um duelo, me faz utilizar todo o meu poder, mesmo assim, você não passa de um fraco. _Pela primeira vez Harry olhou em direção do Dragão, que pareceu vacilar por um momento, mas continuou descendo. _Extintus Dracul. _Um relâmpago vermelho sangue foi em direção ao dragão e ambos se chocaram só, que dessa vez o dragão não explodiu, ele continuou descendo, só que mudou de cor, de roxo, ele passou para azul e logo depois branco, para depois evaporar, deixando Draco cair em queda livre, e quando ele estava a apenas dez metros, Harry deu um salto, e ficou na mesma altura do loiro, e então levantou as duas mãos, juntando-as em seguida, desferiu um golpe com ambas as mãos, nas costas do loiro, que berrou e sentiu pelo menos duas ou três costelas partirem.

Draco caiu no chão, com um estrondo, levantando poeira e Harry caiu em seguida, a dois passos de onde o loiro havia caído. Harry fez um aceno amplo com os braços, e a poeira sumiu, e logo depois ele olhou para o loiro que estava caído de cara no chão.

_Venha. _Falou o moreno, logo depois Draco subiu, ou melhor, levitou só que preso por alguma coisa invisível, como barras de aço. _Você vai ver o que acontece com aqueles que me fazem perder Tempo.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Como assim? _Perguntou uma Gina extremamente pálida.

_Não sei, mas coisa boa não deve ser. _Falou Luna, que pela primeira vez parecia perdida.

_Que Merlin proteja o Draco. _Falou Anne, tão pálida quanto Gina. _Olhem diretamente para o Harry, se concentrem. _Todos fizeram o que a garota disse, e pouco a pouco eles sentiram uma energia profunda e sombria, parecia ser muito antiga, não se sabia se podia definir como das trevas ou não.

_O que é isso? _Perguntou Hermione, que estranhamente achava aquilo familiar, como se fizesse parte de sua memória, uma memória muito antiga, que ela não sabia de onde vinha.

_Uma das coisas mais terríveis que Harry aprendeu com o Livro. _Falou Anne. _Vocês verão, mas eu tenho certeza que o Draco não estará em condições de lutar depois disso, então vocês já sabem. _Todos afirmaram com um maneio da cabeça.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Draco se debatia tentando se livrar do feitiço, mas não conseguia, nem sua aura adiantava, o fogo e o calor insuportável não afetavam o moreno que o aprisionava. De repente um frio passou pela espinha do loiro, que parou e fitou os olhos de Harry, para piorar a situação o loiro percebe que o brilho que ainda tinha nos olhos do moreno havia diminuído consideravelmente, mas o que o assustou mesmo foi quando Harry fez mais um movimento com as mãos, fazendo ele chegar mais perto dele.

_Não é sempre que eu uso isso. _Falou Harry num sussurro, ao ouvido do loiro. _Sinta-se lisonjeado. _A voz de Harry não demonstrava emoção, não demonstrava consciência, não demonstrava humanidade. _ Skiren Arlian. _Sussurrou o moreno, e logo depois afastou Draco dois metros dele, um vento forte soprou, uma sombra passou pelo campo de batalha, assustando a todos, menos a Harry.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

As sombras tomaram conta de Draco, seguido de um frio mortal, um vento sombrio, o agouro negro passava pelo corpo do loiro, desespero, varias imagens passavam pelos olhos dele, uma dor horrível começou a brotar em sua cabeça. E depois de cinco minutos assim um silencio, parecendo com o silencio da morte reinou ao redor do loiro, ou o que parecia estar ao redor, pois ele não via nada além de seu corpo, uma escuridão tampava tudo além disso, como uma cortina negra, medo, sua respiração estava lenta, as batidas de seu coração pareciam estar fracas e num súbito ele para de respirar, seu coração de bater.

Ele se sentia sufocado, tentava se debater, tentava correr, mas quando deu o primeiro passo suas pernas cederam, a dor tomou conta delas, como se cada músculo estivesse sendo cortado, pedaço a pedaço, de uma forma lenta, com uma lamina em brasa, a dor subiu de suas pernas para os seus braços, e seu peito, ele urrava de dor, mas o grito parecia não sair, ele ainda estava sufocando, não ouvia sua respiração, algo crescia dentro dele, parecia que cada vez que crescia ia esmagando seus ossos e órgãos, e quando ele achou que não poderia ser pior, um clarão vermelho iluminou tudo. Sua respiração voltou, mas seu coração não bateu, e seus pulmões pareciam doer a cada suspiro, e então sua voz voltou, e ele pode ouvir os urros de dor que dava, ele conseguiu se mexer, se debatia, queria sair, conseguiu rolar para a direita e viu, da pior forma, que estava em cima de uma enorme rocha, de onde podia ver uma imensidão de fogo e lava, chamas negras e vermelhas, acompanhadas do cheiro pútrido de sangue e carne apodrecida, sem contar vários outros gritos pedindo por piedade e clemência.

_Esse é o seu medo. _Falou uma voz distante e imperativa. _Tens medo da morte, tens medo do que pode encontrar depois dela, tens medo do INFERNO. _Draco reconheceu a voz, era Harry, mas ela parecia não ter nem um vestígio de bondade, mas também não tinha crueldade, mas não pensou muito nisso, pois uma dor pior, muito maior do que qualquer maldição Cruciatos podia oferecer se apossou de seu corpo. Chamas negras subiram até a rocha, a lava começou a ser espirrada lá, só que quando tocava o corpo dele não o consumia, só queimava de uma forma insuportavelmente dolorosa, e se juntava com a dor que já sentia antes, e num ultimo esforço de permanecer consciente ele deu um impulso como se fosse levantar.

Quando ele fez isso tudo escureceu, mais uma vez, mas logo depois uma claridade muito forte fizera seus olhos ofuscarem por um tempo, mas depois ele se viu de volta ao lugar onde Harry o havia lançado, ele não estava no inferno, ainda estava na Zona Zero, sua vista fraca via as chamas roxas ainda queimarem tudo, via o moreno que o observava com uma expressão sem sentimentos, e depois ele caiu, seu corpo parecia igual, por incrível que pareça, sofrera toda a dor daquela visão, só que ele desejava fielmente até o ultimo dia, nunca mais sentir, nem ver aquilo novamente. Depois disso, sua respiração ficou ofegante, como se ele tivesse corrido o mundo todo, mas sem sair do lugar, seu coração bateu forte, e depois ficou mais fraco, cortes que ele não sabia como apareceram em seu corpo, e o sangue saia rapidamente dele, sua vista escureceu, mais uma vez, suas pernas assim que tocaram o chão cederam, e ele pode ouvir o barulho de ossos quebrando, segundos antes de desmaiar e ter felizmente o seu descanso.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Os oito amigos que assistiam a luta não puderam ouvir o que Harry dissera a Draco, mas o que veio a seguir eles não esperavam. O vento gélido que passou por todo o campo de batalha e a sombra, foram decisivos para que eles soubessem que não queria aquilo que estava por vir, pois logo em seguida a sombra sumiu, e o vento parou, mas Draco ainda estava estático e fora arremessado para pelo menos dois metros longe de Harry, mas o loiro ainda estava flutuando a alguns centímetros do chão.

A onda de medo que desprendeu de Draco a seguir foi enorme, até mesmo um trouxa poderia sentir aquilo, e eles não sabiam como, mas parecia que Draco estava sendo castigado por uma maldição imperdoável. Um segundo depois do berro de dor e sofrimento Draco parou de gritar, e pareceu olhar em volta, sua face se contorceu numa expressão de pavor, logo depois ele recomeçou a gritar, e a se debater o medo era visto até em sua aura.

Gina se afastara da borda da rocha e fora encostar-se às paredes da montanha, agachada tampando os ouvidos, tentando não escutar aquilo, não sentir aquela aura de dor, e ela não foi a única, pois Neville também fez o mesmo, Fred e Jorge estavam em choque pois nunca pensaram em ver uma cena daquela, Hermione havia abraçado Rony, e escondido o seu rosto no peito do ruivo, que correspondeu o abraço desviando o olhar do Malfoy, e pela primeira vez Rony Weasley sentiu pena de Draco. Luna parecia fortemente abalada, caíra sentada no chão, colocando a cabeça entre as pernas e cobrindo-a com as mãos, ela de alguma forma sabia o que Draco sentia, sabia do que Harry era capaz quando estava descontrolado, mas nada a preparara para ver aquilo, para sentir e ouvir, Anne se juntou a Luna a abraçando, como se pedisse o apoio de uma irmã ou coisa parecida.

Os berros de Draco continuaram por cinco minutos, mas para todos parecia uma eternidade, eles queriam que aquilo parasse, Anne ate tentara falar mentalmente com Harry, mas ela não via a consciência dele, ela estava fraca, mas ainda estava lá. Quando os berros cessaram ainda pôde-se ouvir o eco deles pelas paredes da montanha e pelos campos de batalha, era incrível, mas parecia que o loiro não ficava rouco.

A primeira a ver se tudo tinha realmente acabado foi Hermione, que, de alguma forma, se sentia culpada por aquilo, mesmo não sabendo o por que, mas tendo a impressão de que saberia, deixou isso de lado quando viu que Draco parecia ter voltado de um lugar muito longe, uma fumaça branca se desprendia do corpo dele, como vapor, os olhos dele estavam nebulosos, e sua vestes rasgadas, ele parecia uma sombra do Draco que já fora, do nada vários cortes se abriram, e o sangue escorria por esses cortes, logo em seguida Harry coloca o loiro no chão, mas as pernas dele sedem com o peso do corpo, e o pouco de sua aura roxa que resistia sumiu as chamas roxas se apagaram, Draco havia perdido o Desafio.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_A vitória é MINHA. _Gritou Harry com toda a sua força, e sua voz imperial ecoou, seus amigos tremeram.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Em todo o mundo, todos os aliados e membros da Alcatéia puderam sentir o terror e o medo de Draco, puderam saber, de alguma forma, tudo o que acontecia e ficaram temerosos, muitos que tinham duvidas do poder do famoso Falcon, não teriam mais duvidas, mas eles não tinham só medo, eles tinham respeito, pois vencera a luta e continuava a ser o seu líder, agora mais respeitado do que nunca, pois seu poder fora Revelado. Em seguida as correntinhas que os aliados e membros tinham, brilharam com muita intensidade, como se fossem renovadas, e eles puderam ouvir um grito ecoar por suas mentes. “A VITÓRIA É MINHA”

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

_Vamos acabar logo com isso. _Disse Anne, num tom abalado e fraco, se levantando e indo para a borda da montanha, sendo seguida por todos. Anne pulou da montanha, assim como Harry e Draco fizeram, só que quando ela estava caindo, ela abriu um portal azul e o atravessou os seus amigos também pularam e atravessaram o portal.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Harry estava quieto, aquilo não tinha sido um grande desafio, mas ele sentia um chegando, ele queria lutar, queria saciar esse desejo por batalha. Um portal azul apareceu dez metros a cima dele, e pelo portal saíram oito pessoas, sendo Anne a primeira.

Quando Anne olhou nos olhos de Harry, suas auras apareceram, e um pequeno vento percorreu o campo de batalha, que lentamente estava voltando a ser branco, mas muito lentamente.

_Detenham-no por dez segundos. _Falou Anne, desviando dos olhos de Harry.

Fred e Jorge foram os primeiros, avançarem ambos com uma grande forca seguraram os braços de Harry, que a principio não fez nada, mas logo depois ele fez uma onda de energia jogar os gêmeos para longe, e em seguida sumiu, mas Anne também sumiu ambos apareceram a vinte metros de onde estavam.

_Te ensinaram bem. _Falou Harry, olhando para Anne com interesse.

_Aprendi com o melhor. _Falou a garota, com um sorriso desdenhoso.

Harry levantou o dedo indicador e logo depois um brilho dourado apareceu a alguns centímetros do dedo, mas antes que ele fizesse algo, o resto dos amigos deles fizeram um circulo em volta de Anne e de Harry, todos apontaram as mãos para o moreno, que imediatamente juntou as mãos e os braços como se estivesse sendo amarrado, ele não conseguia se mexer.

_Vai logo Anne, por que não conseguiremos segurar por muito tempo. _Falou Gina que já estava suando.

Anne junta as mãos e faz uns movimentos rápidos com elas, impossíveis de se ver direito, e logo em seguida um enorme pentagrama dourado apareceu no chão, a aura branca de Anne começou a rodeá-la, e para surpresa de todos, menos de Harry, que estava tentando se livrar, uma fina aura negra contornava a aura branca de Anne. A garota falava alguma coisa na língua celta, pelo que Hermione pode perceber, e a cada palavra que ela dizia sua aura aumentava, cada vez mais, logo depois um clarão branco cegou a todos, e quando eles conseguiram ver, Harry estava ajoelhado no chão, a cor de seus olhos tinha voltado a normal, suas pupilas se dilataram rapidamente, mas depois voltaram ao normal, como se nada tivesse acontecido, antes dele cair no chão inconsciente, ele disse.

_Obrigado Anne. _Em seguida todas as correntinhas brilharam, cegando mais uma vez a todos, e quando eles puderam enxergar, viram que tinham voltado para a sala da Alcatéia.

_Peguem o Draco, levem-no para o quarto de Salazar, e eu levo o Harry para o quarto do Godric, deixem eles quietos por um tempo, que eu vou preparar uma poção para eles. _Logo depois disso Anne fez Harry flutuar e o guiou até o quarto e Gina fez Draco flutuar, e o guiou para o quarto de Salazar, o restante simplesmente se jogou nos sofás e poltronas, cansados, exaustos com o esforço de conter a Harry, principalmente Fred e Jorge, que tinham sido jogados para longe pela força do moreno.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Fernanda Thurner estava em Tokyo, ela, porém, deixara seu nome de batismo, e agora era conhecida como SilverCat, uma espia que servia somente a Harry, Anne e Leonardo. A mulher tinha treinado por algum tempo com Leonardo, tempo que parecia maior na central dos Lobos, agora ela estava em uma missão, e, provavelmente, estava sendo seguida pelos Adagas Negras, um grupo de bruxos das trevas que se aliou a Voldemort, eles eram especialistas nas artes do ninjitsu, a maioria eram espiões infiltrados no Ministério Japonês.

_Pare ai SilverCat. _Falou um homem, vestido de preto dos pés à cabeça, as costas dela, fazendo-a se virar.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>


N/A: E AI GALERA...Olha, eu sei que demorei, mas eu não vivo só para escrever fic né, mas deixando isso de lado, vocês vão perceber que esse cap é bem grandinho, e nem um pouco exagerado (magina hehehe) mas onde eu estava mesmo ah sim... Olha, agradeçam a Sally minha Beta, pois se ela não me apreçasse esse cap iria demorar mais ainda, mas vocês também tem de agradecer a Nay, minha amiga, que também me apreçava, ela tem umas fics aqui acho que uma delas é, O Sucessor. Agradeço pelos comentários, pelas criticas e pelas palavras que me incentivaram, mas ta ai. MAIS um agradecimento para a Sally, pq sem ela eu estaria perdido, e o próximo cap não sei quando sai, mas prometo ser o mais rápido possível... Fui...

N/A2: Bom como vcs viram eu naum tava com criatividade para criar o titulo.......... Bom so isso

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.