FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

26. UMA AJUDA AOS CAMPEÕES


Fic: HARRY POTTER E A ARENA DAS ALMAS PERDIDAS - FINALIZADA!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Image hosting by Photobucket

Assim que os alunos atravessaram o lago e chegaram a um local um pouco ocultado pelas árvores avistaram os pássaros, que além de coloridos eram grandes e rápidos.
_Pois bem... - Hagrid se aproximando das aves falou. - Escolham um Rabo e podem lhes dar flores, quero todos exercitando...
No momento seguinte Hermione puxou sua varinha e partiu para um Rabo Lunático não muito longe dali.
_Orchideous! - um buquê de rosas vermelhas surgiu.
Vários alunos foram apanhando uma rosa e se dirijindo para algum dos Rabos.
Harry que tinha facilidade com criaturas fitou o Rabo Lunático a sua frente e assim que seus olhos se cruzaram, a ave auçoou vôo e bicou a rosa em suas mãos, realizou uma volta no ar e pairou sob seu ombro.
_Muito bem Harry! Muito bem! - Hagrid somente em sorrisos o parabenizou - Esse já é seu amigo, cinco pontos para grifinória!

Rony, Hermione e Harry voltaram a sala comunal antes de todos, sob a autorização de Hagrid que os havia liberado por terem realizado com perfeição a amizade com os Lunáticos.
A torre de grifinória naquele momento parecia além de muito fria, mesmo com a lareira em chamas, coberta por um silêncio que incomodava.
Hermione parecia disposta a falar sobre as cartas misteriosas de Mirella, porém queria antes se aliviar um pouco das tarefas, Harry também deveria naquele momento ir até a cozinha após um pedido de Dobby para vê-lo, Neville acabara de lhe dizer o recado.
Rony por sua vez iria encerrar sua leitura sob os torneios.
Sem demoras, Harry se precipitou até a cozinha que ficava em um local bastante escondido e ficando defronte a um quadro de frutas, fez cóssegas na pera e em seguida após ela ter se transformado em uma maçaneta abriu a porta.
Estava na cozinha de Hogwarts. Um local muito quente, cheio de caldeirões e fornalhas, centenas de elfos domésticos e pratos de comida por todos os lados.
Assim que avistou a entrada de Harry, um elfo gorducho com um chapéu branco no topo da cabeça lhe veio perguntar:
_No que posso servi-lo, deseja algumas torradas, acabaram de sair do forno...
Manny mais rápido com essas tortas de limão, são para hoje!
Ah, sim, garoto...espere...
O elfo se adiantou até Harry e olhando-o nos olhos exclamou:
_Pelas barbas de Merlim, mas é Harry Potter!
Didan, traga um flan de chocolate para nosso visitante!
Um elfo com uma avental verde saiu a correr pela cozinha com uma bandeja em mãos, aonde acima havia uma gelatina em forma de estrela com cauda de morango...
_Não - Harry disse em voz baixa. - Obrigado, mas eu queria outra coisa...
O elfo mestre apanhou um óculos debaixo de seu avental e olhando para Harry muito sério indagou:
_Se você não veio comer Sr.Potter, o que está fazendo aqui então?
_Queria ver Dobby...
O elfo se largou em um sorriso.
_Mas claro jovem Potter! - o elfo extendendo sua mão e mostrando uma porta ao fundo da cozinha disse. - Estão lá, ele e Winky, pode ir lá vê-los...
Harry se dirigiu até a porta passando pelos elfos mais agitados que já vira na vida e a abriu, havia um saleta após, o chão todo de mármore, as paredes brancas, castiçais muito ao alto e um sofá branco muito, mas muito ao fundo.
Sentados ali, estava Dobby e Winky. Ela segurava um pequeno cobertor esverdeado.
_Oh! - Dobby exclamou. - Dobby senhor, Dobby pediu que o chamassem..., para lhe mostrar, Dobby tem a honra senhor...
Dobby se levantou do sofá em que estava sentado e foi até Harry, empurrando-lhe até perto de Winky disse o porque de terem lhe pedido para ir até ali.
_Meu filho senhor, honra senhor...
_Pegue-o - Winky pediu com os olhos cheios de lágrimas. Parecia tão feliz como nunca.
Harry pegou o pequeno elfo e o olhou, era além de muito magro, pequeno e feio, dono de olhos gigantescos, olhos verdes maiores que bolas de tênis, era realmente feio.
_Como se chama?
_Oodby senhor, se chama Oodby... - Dobby respondeu se sentando no sofá novamente.
_Onde estão a menina e o menino amigo senhor, não vieram?
_Não Winky - Harry lhe disse e mesmo com a decepção da resposta a elfa não perdeu o brilho no olhos. - Neville disse o recado para mim, então pensei que era para vir sozinho...depois falo para eles virem...
Dobby sorriu.
_Bom...deixe eu ir antes que o Prof.Flitwick fique bravo comigo...
_Flitwick... - Dobby repetiu. - Ele foi para a escola do bruxo mal, ele foi ajudar na tarefa...

Harry voltou a torre de grifinória não somente enviando o recado de que Dobby e Winky haviam tido um filho, como que Flitwick não daria a aula seguinte, sendo substituido por Susana Midgey, namorada de Tolkien.
Na última aula do dia, os alunos haviam recebido um cartão com um número mágico indicando o portal que deveriam apanhar no terreno e sua localização.
Rony e Hermione haviam ficado no mesmo grupo, Harry, porém havia sido posto em outro. Deveria apanhar o seu portal, na orla da floresta proibida, enquanto que os dois amigos, teriam de ir até o campo de quadribol.

No jantar daquela tarde, sob a entrada de Mirella, John, L.P, Catherine e Anne, os aplausos irromperam pelo salão. Todos, sem qualquer exceção, até mesmo de L.P, que era o mais seguro dentre todos, estavam nervosos.
A noticia de realizarem uma tarefa fora de Hogwarts, sendo que deveriam antes achar uma chave do portal dentro da Floresta Negra em plena noite, enquanto que a de Anne estaria escondida, já não era um bom começo e ir para outra escola, realizarem algo desconhecido somente piorava os ânimos.
Durante aquela tarde, enquanto todos almoçavam, Dumbledore se pôs de pé por detrás da mesa dos professores e o salão no mesmo instante se silenciou por completo.
_Boa tarde... - um sonoro e forte boa tarde lhe retornou. - Hoje, se fara a segunda tarefa do Torneio do Olheiro, como vocês podem ver, nossa mesa de professores está completamente vazia...
Parecia que poucos haviam reparado na falta de professores, Harry, pela primeira vez desde que adentrara o salão para almoçar vira a mesa vazia, com exceção de Dumbledore.
_Todos os professores partiram para Agatston para ajudarem na tarefa desta noite. Devo-lhes pedir que ao sinal das seis horas, daqui há poucas horas devo avisá-los, vocês partam para a chaves de portal respectivo aos números que receberam e assim que chegarem ao terreno de Agatston aguardem um momento. Logo serão recebidos pelos seus diretores e levados ao local aonde se fara realizar a segunda tarefa, aguardo a compreensão de todos e muito mais, que se divirtam está noite, muito obrigado...
Harry, Rony e Hermione se entreolharam .

_Hermione, você não vai contar o que são aquelas cartas da Mirella? - Harry lhe perguntou apanhando um pedaço da torta de limão que vira sendo preparada na cozinha aquela tarde.
_No momento certo Harry, tenho medo que alguém descubra...
_E esse momento certo - Rony disparou, sua voz alta e forte. - Vai ser quando?
Hermione o fitou e percebendo olhares desconfiados vindo da mesa de Corvinal mais a frente se simplificou a dizer apenas:
_Logo, será logo...
Na altura de quase seis horas, os três se despediram no saguão de entrada e em meio aos milhares de alunos que levavam cartazes, broches, camisetas enfeitiçadas e tudo para promover seus campeões se dividiram.
Com vários alunos de Lufa-Lufa com quem sempre se dera bem nas aulas, Harry partiu para a orla da floresta proibida, enquanto que os rapazes de Durmstrang juntamente com algumas moças de Beauxbatons iam para outra chave do portal ali muito perto.

_Quando vocês disserem pra mim vai estar bom. - Ernesto Mcmillan disse assim que chegaram a chave do portal, uma estátua pequena de ouro em forma de snowking.
_Não seria melhor alguém contar até três? - Harry sugeriu e todos acataram a idéia no mesmo segundo.
_Eu conto - Susana falou parecendo muito animada. Ela e várias outras garotas de Lufa-Lufa levavam cartazes e broches de Mirella. - Um...
Todos ficaram preparados.
_Dois...
As mãos foram extendidas há alguns centimetros da estátua.
_TRÊS!
Todos a tocaram e como um puxão muito dolorido no umbigo foram levados de Hogwarts.
A viagem não fora rápida como a maioria sempre ia.
Os alunos de Lufa-Lufa e Harry estavam girando pelo ar e quando perceberam alguns flashes de luzes vermelhas que explodiam no céu em fogos de artificio soltaram a estátua e pela corrente de ar cairam em um terreno frio.
A barulheira muito longe era infernal.
O céu já escuro era coberto por fogos de artificios realmente gigantescos, os alunos vinham caindo por aquele terreno, enquanto que do outro lado, os mais de um milhão de bruxos deixavam suas barracas espalhadas pelo terreno que sumiam em meio as montanhas altas partindo para a localização da segunda tarefa.
O castelo de Agatston além de tão grandioso quanto o de Hogwarts tinha um campo de quadribol incrivel.
Harry pode ver muito longe, cinco torres negras extraordinariamente altas se perderem sob uma grande névoa azulada.
As arquibancadas ao redor formavam um pentágono e eram tão altas que se perdiam no céu quase estrelado.

Distraido pelos grandes raios no céu, pelas monstruosas arquibancadas e pelas torres gigantescas. Harry somente fora perceber aonde estivera quando Minerva usando o feitiço sonorus anunciou:

_TODOS, DEVEM PARTIR PARA AS ARQUIBANCADAS NESTE EXATO MOMENTO, A SEGUNDA TAREFA LOGO COMEÇARA!

Os bruxos do outro lado do terreno pareciam formar um exército marchando para as arquibancadas, logo as lotariam para juntos vizualizarem mais uma aguardada tarefa.

_Harry! - uma voz o chamou em meio aos fogos e alunos. - Harry, Harry, aqui!
Hermione balançou sua mão no alto e Harry pode vê-la ao lado de Rony não muito longe dali.
Assim que se despediu dos membros de Lufa-Lufa partiu rumo aos dois amigos.

_Você viu quantos bruxos? - a garota com os cabelos presos disse.
Realmente era uma quantidade de bruxos fantástica.
_Acho que devemos ir - Rony quase sem atingido por um bruxo que voava em sua vassoura falou. - Vai ficar dificel achar algum lugar bom em meio há todos esses bruxos...
Hermione e Harry concordando com com Rony partiram rumo as pentagonais arquibancadas.
A cada metro que se aproximavam elas iam se tornando ainda maiores e mais altas.
As torres em mei ohá vários raios de luzes deonstravam a todos algo muito próximo as construidas na área de exército de Voldemort.
Completamente cheias de lanças, raios de fogo que iam saltando por esferas vermelhas ao redor e espinos que iam se locomovendo para lugares diferentes, de primeira impressão parecia algo além de perigoso, pavoroso.
Distribuidas pelos terrenos, as torres eram ligadas entre si por corredores negros feitos de pedra com várias estátuas de fogo sob torrezinhas.
A altura das torres era tão gigantesca que superava o limite já alcançado. Simplesmente sumia na escuridão.

Assim que Harry seguido por Rony e Hermiona adentraram o estádio após uma inspeção ministerial puderam ver enquanto subiam as escadas várias veelas realizando um coreografia cheia de brilhos sob o olhar de todos.
Em meio aos terrenos ocultados pelos raios de luz, elas sob uma música extremamente dançante estavam se aquecendo para a aberura oficial da segunda tarefa.

_Vamos lá no alto - Rony sugeriu vendo que dali poderiam ver pelo menos a altura da metade das torres.
_Isso não está me parecendo bom - Hermione murmurou vendo as fortes acracteristicas em trevas das torres. - Não está...
Harry pode notar que a amiga além de muito nervosa, estava mais alita que até mesmo os campeões.
_Relaxa, você não vai precisar entrar lá dentro...
_Bem que eu gostaria de ver o que tem - Rony chegando a próxima escada falou.
_Eu também - Harry seguindo-o disse.

Os bruxos iam se acomodando em verdadeiros coros de animação, os cartazes já iam sendo postos nas arquibancadas.
Passado uma hora todos haviam se acomodado, deixando o local o mais lotado da história bruxa para um evento mundial.
Assim que os coros foram se fortalecendo, Dumbledore no local reservado há ministros e professores se pôs de pé e com sua varinha apontada para sua garganta enunciou o feitiço sonorus.

_Até que enfim vai começar! - Rony animado falou olhando para Harry. - Cadê a Hermione?
Harry se virou para o local aonde a amiga estivera até poucos segundos atrás e vendo que não estava ali deu-se de ombros.
_Mas onde será que ela foi? - Rony olhando para todos os lados sibilou.

_ATENÇÃO POR FAVOR! - Dumbledore pediu e o silêncio quase que de imediato tomou conta das arquibancadas. - SEJAM BEM VINDOS À SEGUNDA TAREFA DO TORNEIO DO OLHEIRO!
Houve uma explosão de gritos e berros frenéticos em meio a coros devastadores.

_ANTES DE EXPLICAR OS OBJETIVOS DESTA TAREFA, CHAMO PARA ABRIR OFICIALMENTE ESTÁ NOITE, DIRETAMENTE DA BULGÁRIA, AS VEELA!

Dois jatos vermelhos cruzaram o ar como na primeira tarefa e mais de duzentas vassouras adentraram o estádio sendo guiadas pelas belas veelas.
Sob os passos que se sincronizaram com a música, elas pularam da vassoura para os campos e os flashes de luz se tornaram vermelhos.
No momento seguinte um raio de fogo disparou da torre central e fazendo uma chuva prateada, elas iniciaram uma dança além de muitíssimo complicada, cheia de fogos que explodiam no ar fazendo figuras vermelhas que se desmanchavam em menores raios.
As palmas dos mais de um milhão de bruxos foram em vários momentos abafando a música, porém não tiraram o brilhantismo e beleza das veela.
Logo que elas se uniram fazendo a figura de uma estrela, um jato amarelo disparou do centro e cruzando o céu se espalharam em milhares a mais que caindo sob as arquibancadas foram se transformando em estrelas que disparam pelo céu n omesmo instante que as veelas desapareciam.

_QUE SEJA ABERTA OFICIALMENTE A SEGUNDA TAREFA DO TORNEIO DO OLHEIRO!

As costumeiras telas que eram foramadas pelas pessoas nas arqubancadas despencaram abaixo. Mostrando anada além de uma imagem negra.
Diferente dos jogos de quadribol e da primeira tarefa, não foi somente um grandiosa tela mágia que despencou pelas arquibancadas e sim cinco. Cada uma provavelmente mostraria o trajeto de cada campeão dentro das torres.

_POIS MUITO BEM! - Dumbledore voltou a palavra em meio aos berros de aprovação não somente da apresentação das Veelas como a dos fogos e suas figuras incriveís. - TODOS OS CINCO CAMPEÕES DO TORNEIO ESTÁ NESTE EXATO MOMENTO EM FRENTE A FLORESTA PROIBIDA NA ESCOLA DE MAGIA E BRUXARIA DE HOGWARTS...AO SINAL DO INICIO DA TAREFA SERÃO AUTORIZADOS A BUSCAREM NOS TERRENOS NA FLORESTA A CHAVE DO PORTAL QUE OS TRARA A AQUI.
A CAMPEÃ DE AGATSTON DE ANNE KARKONICOVA QUE INFELIZMENTE NÃO OCMPLETOU A PRIMEIRA TAREFA E PORTANTO NÃO APANHOU A SUA CHAVE DO PORTAL TERÁ DE ACHÁ-LA NOS TERRENOS, ENQUANTO QUE OS OUTROS CAMPEÕES JÁ TEM A LOCALIZAÇÃO DE SUAS CHAVES....
ASSIM QUE OS CAMPEÕES CHEGAREM AQUI TODO SEU TRAJETO SERÁ MOSTRADO POR AQUELAS TELAS ENFEITIÇADAS...

Sob o anúncio de Dumbledore, as cinco gigantescas telas deixaram a imagem negra e passaram a exibir o diretor enquanto falava á todos.

_...DESSA FORMA PODEREMOS VER TODAS AS AÇÕES NOSSOS CAMPEÕES POR ESSAS CINCO TORRES...O SEGUNDO OBJETIVO DA TAREFA SERÁ APÓS PASSAREM PELOS DESAFIOS IMPOSTOS DENTRO DESTAS TORRES, APANHAREM UM OBJETO DE EXTREMA IMPORTÂNCIA PARA O FINAL DA TERCEIRA TAREFA.
DIANTE DOS DESAFIOS IMPOSTOS PELAS TORRES, OS CAMPEÕES NÃO PODERAM PARTICIPAR SOZINHOS, SENDO ASSIM, CADA UM TEVE A OPORTUNIDADE ESTA TARDE DE ESCOLHER UM BRUXO DENTRE AS ESCOLAS PARTICIPANTES DO TORNEIO PARA OS AJUDAREM DURANTE ESTE PERCURSSO...

Uma nuvem de comentários preencheu as arquibancadas, a última notícia fora surpresa à todos, ninguém esperava algo relacionado a aquilo.
Os alunos das escolas espantados com a chance de participarem de uma tarefa já aparentemente tão perigosa se fecharam a discutir o assunto.

_COMO JÁ DISSE... - o silêncio retornou. - OS ALUNOS QUE PODERAM AJUDAR OS CAMPEÕES JÁ FORAM ESCOLHIDOS E PEDIREI QUE AO SEREM CHAMADOS SE DIRIJAM ATÉ PERTO DA TORRE CORRESPONDENTE AO CAMPEÃO QUE DEVERAM AJUDAR...
Diante de um silêncio incômodo Dumbledore ainda sendo mostrado pelas telas apanhou um pergaminho e lendo-o anuciou os alunos ajudantes.

_PARA JOHN O´DONNELL, ELE CONVOCA A AJUDÁ-LO LIVOVISK BOKISV DA DELEGAÇÃO DE DURMSTRANG!

Houve uma explosão de palmas no mesmo instante que os flashes de luz mostraram o aluno de Durmstrang em meio aos milhares de bruxos e as telas passavam a mostrar sua saida.

_Será que a Hermione vai ser a ajudante da Mirella, será que era isso - Rony em meio aos berros gritou.
Harry poderia concordar com essa hipótese porém havia um erro nessa dedução.
_Não pode ser Rony - Harry berrou. - Os campeões só ficaram sabendo que poderiam ter algum ajudante esta tarde, Mirella e Hermione vem trocando cartas já faz um mês...
Rony deu-se de ombros, não saberia mais o que imaginar.

_PARA CATHERINE LEBLANC, ELA CONVOCA UMA DAS CAMPEÃS DO TORNEIO TRIBRUXO DO ANO PASSADO, DA ACADÊMIA DE BEAUXBATONS, FLEUR DELACOUR!

O mesmo que ocorrera com Livovisk aconteceu há Fleur. Porém com uma grande diferença. Enquanto o ajudante de O´Donnell odiava ser mostrado a mais de um milhão de bruxos, Fleur ao ser mostrada, arrumou seus cabelos e saiu toda graciosa dentre as arquibancadas somente em sorrisos iluminados pelas luzes, parecia simplesmente adorar ser o centro das atenções.

_L.P CHASEZ CONVOCA, DO INSTITUTO EDUCACIONAL BOUNSTOUNS, NEO DAWNEFFER!

_Mas aonde ela foi? - Rony querendo continuar o assunto sob o sumiço de Hermione gritou. - Ela não poderia ter saido daqui...

_ANNE KARKONICOVA POR SUA VEZ, ESCOLHEU PARA SUA AJUDA, KARKONICOV ILAVESKVI DO CENTRO AGATSTON!

Em meio aos berros e milhares de palmas animadas, o rapaz deixou as arquibancadas sob os olhares de quase todos.
Os ajudantes assim que chegavam aos campos eram guiados por quatro bruxos que Harry jamais vira a irem a uma das torres aonde aguardariam ali a chegada dos campeões para juntos darem continuidade a tarefa.

_POR ÚLTIMO E CERTAMENTE NADA MENOS IMPORTANTE, CHAMO EM NOME DE MIRELLA DELAGHNA DA CASA CORVINAL DA ESCOLA DE MAGIA E BRUXARIA DE HOGWARTS, HARRY POTTER!

Harry parou tudo o que fazia naquele momento. Pensara que não escutara direito, fora escolhido o ajudante de Mirella Delaghna, os flashes o iluminavam, as telas o mostravam, era sim, um dos cinco escolhidos para um dos mais perigosos desafios já criados, a da segunda tarefa do Torneio do Olheiro.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.