FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

12. O Novo Apanhador (CS)


Fic: SEX Hogwarts, uma história Diferente...


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Naquela manhã Draco acordara com uma imensa disposição. Vestido apenas de cuecas, devido à diversão que tivera na companhia de Crabbe e Goyle, o menino loiro parecia muito contente. Marcos Flint, capitão do time de quadribol da Sonserina chamara o garoto para jogar na posição de apanhador, depois que Lúcio Malfoy presenteara o time com as melhores e mais velozes vassouras do ano, as Nimbus 2001. Naquele dia Draco faria seu primeiro e inesquecível treino.

No campo houve uma discussão entre os times da Grifinória e Sonserina, que resultou num Weasley vomitando lesmas. Draco sabia voar bem, e aos poucos ia avançando na captura do pomo. Depois de muitas horas de treino, todos desmontaram de suas vassouras para o grande acontecimento do dia.

No vestiário da Sonserina, os jogadores tiravam suas roupas para tomarem suas duchas. Alguns rapazes estavam excitados com algo que estava para acontecer. Quando Draco entrou no vestiário, Flint mandou que todos parassem com o estivessem fazendo.

- Como todos sabem –disse o capitão. –Temos um novo apanhador, isso quer dizer que há um NOVATO no time...

Havia um olhar de maldade no rosto de Flint. Todos os outros rapazes sabiam perfeitamente o que o capitão queria dizer com aquilo. É tradição no time dar trotes aos novatos. Cada um ali já passara por isso, alguns gostaram, outros nem tanto.

- Bom, Draco –disse o capitão se dirigindo ao menino. –Há uma tradição no time, como você deve saber...
- Ah! Sim... meu pai me contou algumas histórias...
- Seu pai nos pediu para que não ‘maltratássemos’ você, nos pagando com essas excelentes vassouras. –disse Marcos. –A tradição do trote aos novatos é algo muito antigo e... excitante. Cada um aqui já passou por isso, Malfoy. –explicava.
- O que acontece, exatamente, aos novatos? –perguntou Draco com certo nervosismo.
- Quando Montague entrou para o time, foi arrombado por todos os jogadores –disse Flint olhando para um dos jogadores. –Mas isso não vai acontecer à você, graças ao seu pai.
- Ah, mas seria muito bom meter no teu cuzinho, Malfoy –disse Montague muito excitado com a idéia.
- Ninguém toca em Malfoy –ameaçou Flint. –Se algo acontecer à ele o time ficará sem as vassouras.

Draco sentira um alívio em saber que seu pai o livrara de ser invadido por todos os jogadores do time. O menino estava curioso para saber qual seria o seu trote.

-Você terá que nos chupar, Draco –disse Flint, tirando a roupa. –Não dói e você não será maltratado. Espero que faça um bom trabalho, e comece por mim, está bem?

Todos os outros garotos já estavam sem nenhuma roupa. Sentados em posições confortáveis, todos seriam agraciados com o trote de Malfoy. O menino não parecia com tanta disposição agora. Ajoelhado diante de Flint, abocanhou tudo de uma vez. Draco salivava muito, deixando o pênis do capitão cada vez mais lubrificado. Flint segurava os cabelos de Draco com força, gemendo de prazer. O menino chupava com força, seus lábios agindo rapidamente, para que terminasse logo. Com movimentos de vai-e-vem, Flint via Draco entrar e sair do meio de suas pernas. Suas bolas eram massageadas com a língua de Malfoy, e ele sentia que iria gozar litros de porra. Ao sentir a pressão da boca do menino sobre a cabeça vermelha de seu pênis, Flint não resistiu e explodiu em prazer, enchendo a boca do apanhador com esperma. Todos os outros jogadores assistiam à tudo com a “barraca armada”. Alguns até se masturbavam com a cena. Flint fechou os olhos e soltou um longo e alto gemido de prazer. Draco havia satisfeito o capitão do time, mas aquilo era apenas o começo: ainda restavam cinco jogadores.

Com tantos pênis de tamanhos e espessuras diferentes em sua frente, Draco não deixou de ficar excitado também. Os outros garotos eram bem dotados, mas Draco apreciara chupar Montague, pois seu membro lembrava o de Harry. Enquanto executava seu trabalho, Malfoy fechava os olhos e se imaginava novamente com Harry, na Borgin & Burkes. O menino loiro estivera há algumas horas cara a cara com Harry, e nem se lembrara de que tinham um encontro a combinar. Apenas enfeitiçara Weasley para vomitar lesmas e xingara Granger de sangue ruim.

Após satisfazer todos os jogadores, com muita saliva e fortes chupadas, Draco levantou do chão e foi para a sua ducha. Lavou sua boca com muita água e percebeu que ainda estava excitado. Os outros garotos ainda estavam nos bancos, todos gozados e olhando para Malfoy, que estava nu e com o pau muito duro.

- E agora, Draco? –disse Montague. –Vai se punhetar um pouco, para nós assistirmos?
- Vai lá, Malfoy! –falou Warrington. –Mostre para nós do que é capaz.

Não vendo outra escolha, Draco resolveu se masturbar ali, debaixo da água quente do chuveiro e na frente do time todo. Os garotos riam das expressões de Malfoy, que agitava sua mão com força e velocidade. A força da água que caía em seu pênis aumentava seu tesão. Draco arfava e gemia alto, sentindo que logo iria ejacular. O time estava novamente excitado com tudo o que o novato fazia. Logo Montague e Warrington passaram a se masturbarem um ao outro. O mesmo fizeram Derrick e Bole e também Flint e o goleiro. Os meninos masturbavam uns aos outros, gemendo e rindo alto. Aquele tipo de brincadeira sempre acontecia no vestiário sonserino quando um novo jogador entrava para o time. Normalmente os trotes eram mais severos, levando jogadores a ficar sem montar em uma vassoura por uma semana. Depois do treino, todos voltaram para a masmorra da Sonserina com os paus estourados e satisfeitos, devida tanta chupação e punheta que ainda rolara naquele vestiário.


(Caros leitores, sinto muitíssimo pelo atraso da postagem deste capítulo. O tempo é um amigo infiel... aulas e trabalhos pra faculdade... muito fatores... Enfim, está aqui. Já tenho outro capítulo pronto. Postarei assim que este já tiver sido lido por aqueles que acompanham a história.
Abraços, SectuMsempra!!!)

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.