FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Novo Ciclo de Vida


Fic: Mais do que palavras


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Acordei de manhã sentindo um corpo quente em cima do meu e meus braços envoltos na cintura de alguém. Abri os olhos e olhei quem era. Era Lily, então me lembrei da noite anterior. Tirei-a de cima de mim e sentei. “Como eu fui fazer isso?” bufei.


– Jay? – ouvi Lily chamar e se sentar. – Está tudo bem?


– Não, não está. – falei irritado com ela. – Você fez um joguinho comigo e fez sexo comigo! Como eu sou idiota! – levantei-me e coloquei minha cueca e minha bermuda.


– Eu não fiz joguinho nenhum James! – ela se levantou também.


– Não imagina, só me fez sentir mal por sua causa com aquela historinha típica: “você passa mais tempo com seus amigos do que comigo.”, “Fico sozinha toda noite quando você sai pra festas com seus amigos!”! – falei irritado. – Argh! Você é repugnante!


Seus olhos lacrimejaram, ela respirou fundo, limpou as lágrimas e começou a falar alguma coisa pra si mesma que eu não consegui ouvir. Meu celular tocou e eu atendi, dando graças aos deuses por isso.


– James! E aí mano, sou eu, Sirius. 


– Oi Sirius. Que foi?


– Queria saber se você topa sair com a gente agora.


– Mas é claro. Já to aí! A gente se fala!


– A gente se fala.


Desliguei e olhei para Lily, ela havia colocado sua roupa e sentado na cama.


– Vou sair. Nem ouse me esperar.


– James, você vai mesmo me tratar depois de ontem?


– Vou, aquilo foi um erro, nem devia ter acontecido. – falei, vesti minha camisa e sai.


POV Lily


Depois que James saiu fui tomar um banho. Olhei para minhas coisas e vi minha mala encima do guarda-roupa. Peguei e a abri em cima da cama.


– Eu vou embora daqui e nunca mais voltarei.


Arrumei todas as minhas roupas, e objetos pessoais dentro da mala. Peguei todas as minhas fotos que eu estava sozinha e guardei dentro de uma mala pequena, junto com: perfumes, escova de dente e pasta, escova de cabelo, lixa de unha e maquiagem.


Peguei o telefone e disquei o número de um amigo meu.


– Oi? Remo? É você? Sou eu a Lily.


– Sim, sou eu Lily. O que houve?


– Lembra-se de quando você falou que quando eu cansasse do que James fazia comigo você tinha um apartamento vazio para mim?


– Sim, claro. Então você cansou dele. Finalmente.


– Remo...


– Está bem, não é hora pra isso. Eu vou te buscar aí na sua casa e te levo até lá.


– Obrigada Remo. 


– Não há de quê. Até daqui há pouco.


– Até daqui há pouco.


Desliguei o telefone, comi alguma coisa, escovei os dentes, peguei minhas malas e desci para o Térreo do prédio. Minutos depois Remo apareceu, pegou minhas malas colocou no porta malas e nós fomos até o apartamento.


O apartamento era muito bem decorado, lindo. A cozinha, os quartos, os banheiros e a sala eram o conjunto perfeito. Sofá da sala era de couro branco, tinha uma televisão LCD na parede, um rack de madeira muito bem cuidado, tinha vista para a cidade, o tapete era grande e fofo, as poltronas também eram de couro branco. Na cozinha, um fogão 6 bocas, duas pias, mesa grande no meio com 8 cadeira (3 do lado esquerdo e direito e 1 em cada ponta), uma geladeira grande e espaçosa. O maior quarto tinha um grande e confortável cama de casal, dois criados mudos de madeira marrons postos nos lados direito e esquerdo com luminárias dos anos 70 nelas, um guarda roupas grande e espaçoso, tinha um espelho pregado na parede.


O banheiro tinha uma banheira do quarto, duas pias coladas, o box era grande também, o vaso sanitário ficava a esquerda do box. O quarto pequeno tinha um cama de solteiro, uma mesa de escritório com buraco para computador, bem simples o quarto. O banheiro “social” só tinha um vaso sanitário do lado do box, a pia do lado do vaso. A cozinha, os quartos e o banheiro social estavam em um corredor ao lado da sala.


– Obrigada Remo. Sem você eu não sei onde estaria agora.


– Não há de quê. Sou seu amigo e sempre estarei ao lado. – ele me abraçou. – Tenho que ir.


– Tchau, a gente se fala depois.


– Tchau. – dei-lhe um beijo na bochecha e ele foi embora.


Peguei minha mala e comecei a arrumar minhas roupas no guarda-roupa. Esse era o novo ciclo da minha vida, só que eu não sabia o que estava por vir de verdade.


POV James


Cheguei ao apartamento e percebi que não tinha ninguém. Não dei muita importância, pois tinha achado que Lily  tinha saído com suas amigas, mas logo descobri que estava errado logo quando abri o guarda-roupa e não encontrei nenhuma de suas roupas, olhei as malas, a mala de Lily não estava lá.


No banheiro, seu perfume, sua escova e pasta de dente e escova de cabelo não estavam lá. Logo percebi que a mesma tinha ido embora. Procurei por um bilhete e encontrei um, porque é como dizem “quem procura, acha”.


“James, cansei de você dizendo que não sou importante na sua vida, de ver você chegando tarde com marcas de batom de outras mulheres e arranhões, cansei de nós brigando. Cansei de você. O que você fez hoje foi a gota d’água. Estou indo embora, e como eu sei que você não vai me procurar não vou colocar “Não me procure”, e caso for me procurar, não vai adiantar, eu não quero mais tê-lo em minha vida. Espero que seja feliz e curta suas festas. Assinado: Lily Evans.". Olhei atônito para a carta em minhas mãos.


– É, agora eu não tenho ninguém para me incomodar mais. – falei sorrindo satisfeito.


Larguei a carta na cama e fui tomar banho. Agora eu não tinha com quem me preocupar.


 








 


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.