FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

20. Pais e Filhos!


Fic: viverei por você


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Draco e Luna estavam embaixo de uma arvore na Toca, Draco brincava com a mão de Luna enquanto ela olhava e sorria pra ele. Sirius se aproximou de Harry.
_Veio pra continuar me dando bronca? – perguntou Harry.
_Não. Escuta Harry, seus pais também se casaram muito jovens e tiveram você muito novos. – Sirius sorriu. _Devia ter imaginando que você faria quase o mesmo que seu pai quando se apaixonasse por uma ruiva. Há não ser pelo fato de ter sido pego pelos pais dela.
Harry corou.
_Quem te contou?
_Artur e Molly, bom eles ficaram bem chateados com você, mas confessaram que você teve a atitude que eles esperavam.
Harry sorriu.
_Então, meu afilhado será pai? – disse Sirius com um sorriso luminoso.
_É, parece que sim, e eu devo confessar, - Harry engoliu em seco. _Que estou apavorado.
_Acho que Gina também está. – disse Sirius.
_Ela parece tão segura Sirius. – disse Harry.
_Ela não esta Harry, acabei de ouvi-la dizer a mãe, que esta apavorada, com medo... – Harry o olhou curioso. _Estava vindo pra cá quando ouvi, e ela tem razão em estar assim, vocês serão pais dentro de alguns meses e isso pra ela é assustador, ela ainda nem terminou a escola, e acho que você não a impedira de terminar.
_É claro que não, eu tive uma idéia pra que ela continue estudando, mas pra isso eu preciso falar com Dumbledore antes. – disse Harry, ele viu que seu padrinho olhava Draco e Luna brincando de correr atrás um do outro atentamente.
_Sirius?
_Hum?
_Já contou ao Draco onde você esteve todo esse tempo?
_Quero contar a vocês dois ao mesmo tempo, alias a todos melhor do que ficar repetindo historias.
_Esta feliz por ser pai? – perguntou Harry.
_Quem diria que esse garoto é meu filho? E respondendo sua pergunta, estou contente, mas desesperado, eu não sei como você o que meu filho espera de mim, e espero que eu seja melhor pai do que padrinho não é?
_Você é bom nas duas coisas Sirius.
Sirius sorriu para o afilhado e passou mão nos cabelos de Harry bagunçando-os ainda mais. Harry e Sirius se viraram rápido ao ver que Luna havia gritado e que agora pelo menos cinco pessoas estavam enroscadas no chão.
_Desculpem. – disse Hermione saindo de cima de Luna, e Draco ajudava à senhora Granger, eu aparatei com meus pais é mais rápido, só não sabia que vocês estariam aqui.
_Tá tudo bem. – disse Luna abraçando a amiga. Harry e Sirius foram até eles e chegara a tempo de ouvirem o senhor Granger comentar.
_Hermione filha isso é maravilhoso, podemos fazer de novo? – perguntou ele a ela, o senhor Granger demonstrava tanto interesse pelos bruxos quanto o Sr. Weasley pelos trouxas, e isso rendia boas conversas entre os dois.
_Há papai, outra hora, isso me enjôo. – falou ela passando a mão pela barriga.
Harry e Sirius começaram a cumprimentar todos, e foram conversando com eles até a Toca. Draco puxou Luna pra um canto antes de entrarem.
_O que foi? – perguntou a garota.
_Luna, você quer se casar comigo? – perguntou ele.
Luna abriu a boca e depois sorriu, agarrou o pescoço de Draco e o beijou intensamente fazendo o garoto perder o ar.
_Isso é um sim? – perguntou.
_É claro que é sim, ou você acha que eu beijo todo mundo assim?
_Espero pro meu bem que não, ou eu vou acabar morrendo de tanto ciúmes.
Luna sorriu.
_Eu vou comprar nosso anel de noivado depois, meu pai disse que conversar com a gente, vamos entrar.
Eles entraram a Toca, e estava cheia quase não cabia mais ninguém. Todos os Weasley, os Granger, Lupin com Tonks e o bebe que não parava de se mexer procurando por leite.
_Ele come o dia inteiro se deixar. – disse Lupin orgulhoso do pequeno garoto que naquele dia estava com os cabelos verdes.
_Gina estava a um canto e Harry foi ficar com ela, desde o dia em Hogwarths que ele não acariciava a barriga dela, que já dava pra ver certa saliência, ninguém podia negar que ela estava linda, era o que Harry achava.
_Pedi que todos você viessem aqui. – disse Sirius. _Pra me desculpar por ter desaparecido, e me explicar, devo isso a todos vocês.
_Qual foi o motivo Sirius? – perguntou Fred.
_Aquele feitiço de Bellatrix realmente me atingiu, só que aquele véu tinha um poder maior, o feitiço atravessou por mim, senti isso e depois fiquei muito tonto, foi quando o véu me levou, acho que ele era uma chave de portal, fui parar no Brasil, nem sei como, no meio da floresta amazônica, minha cabeça doía muito. – Sirius olhou para Draco e depois para Harry. _Os nativos de lá cuidaram de mim, são grandes pessoas aquele povo, tem um coração que nem deve caber no peito, mas eu não me lembrava de nada, de ninguém, por isso não voltei antes.
_E quando você se lembrou?- perguntou Rony.
_Um dia vi um cachorro preto enorme, e veio um lampejo em minha cabeça, de que um cachorro, um cervo um lobisomem e um inútil rato, estavam juntos em algum lugar... A partir daí as lembranças foram vindo, o primeiro feitiço de qual lembrei foi o Estupefaça, e tentei deu certo, então as lembranças voltaram, na linguagem dos nativos eles diziam que eu era um grande feiticeiro, mesmo eu não sabendo o que era isso, por incrível que pareça eles também tem a mágica deles. E então desaparatei de volta, mas ainda estava fraco para uma aparatação.
_E ai o que houve depois? – perguntou Hermione.
_Fiquei no meio da floresta proibida durante muitos dias escondido, me transformei em cachorro e ficava lá perambulando, Hagrid me levava comida as vezes sem ter certeza se era eu, vi Lupin passar como lobisomem por mim umas duas vezes, e então ouvi os comensais dizendo que iam invadir Hogwarths, tinha pedido a Hagrid que não contasse a ninguém, não perceberam que ele estava distante de vocês?
Harry havia percebido que tinha visto poucas vezes o amigo naquele ano.
_Foi quando o Draco revelou que era meu filho, na casa de Hagrid e ele me contou que procurei por Lupin, e pedi a ele que tomasse conta de você enquanto eu não pudesse voltar.
_Então era por isso que você sempre ficava comigo Lupin?
_Sim Draco era. Sirius ficou feliz em saber que você se saia bem nos feitiços e que estava apaixonado.
_Eu não sabia que Harry estava casado. – disse ele vendo que Harry ia abrir a boca pra perguntar algo. _Depois disso teve o ataque de Hogwarths e o resto vocês já sabem.
Todos ficaram um pouco silenciosos, e Draco foi até o pai e o abraçou.
_Sabia que você não tinha morrido e que ia voltar pai.
Sirius encheu os olhos de água, e Draco o abraçou novamente, ele olhou para Harry e o chamou com um aceno de mão, Harry deu um beijo em Gina e foi até eles. E Draco o puxou para um abraço em três.
_Seremos quase parentes Harry, sei que não fui muito legal com você, mas gostaria muito de compensá-lo por isso.
_Não foi legal? – perguntou Harry, se afastando um pouco._Draco se não fosse por você eu não veria meu filho nascer, eu tenho muito que te agradecer. – disse Harry o abraçando novamente, Sirius olhou para os dois emocionado.
_Bom e eu quero que vocês venham morar comigo, cansei de viver sozinho.
_Eu não posso Sirius. – disse Harry muito sem jeito.
_Oras a Gina virá também.
_Não é isso.
_Então o que é? – perguntou Draco.
_Gina tem que terminar a escola. Nem adianta, você vai terminar. – disse Harry determinado vendo que Gina ia falar alguma coisa. _E o largo é muito longe de Hogwarths pra ela, ela vai amamentar e vai ser um ano difícil, e eu quero ficar perto da minha mulher e meu filho tanto quanto puder, ela não fez ele sozinho não é? Alem do mais acho que o Draco e a Luna irão gostar de ficar com você.
Draco se manifestou.
_Isso me lembra de que... – ele puxou Luna pela mão. _Preciso fazer um comunicado a família. – A Sra. Weasley soluçou baixinho, ouvir Draco os chamar de família a deixava emocionada._Eu acabei de pedir a mão de Luna em casamento e ela aceitou.
Todos cumprimentaram o casal. Sirius dizia que queria muitos netos enchendo a casa. E a Sra. Weasley teve que quase gritar para se ouvir.
_Gente hoje é só felicidades, Sirius esta de volta, Draco e Luna irão se casar, e a minha filhinha... – disse ela com lágrimas nos olhos.
_A mãe, por favor. – disse Gina tentando se esconder atrás de Harry.
_Está grávida, eu finalmente terei um neto.
_Acho que devo corrigi-la Sra. Weasley. – disse Hermione. _A Senhora Terá três netos.
_O que? – perguntou Harry. _Gina!
_Não sou eu que to grávida de três, querido. Hermione da onde você tirou essa idéia?
Nem Rony entendeu e olhava para a namorada curioso.
_Bom um é de Gina, e dois... – Hermione passou a mão por sua barriga. _Estão aqui. – disse ela sorrindo com os olhos cheios de água.
_Ronald Billius Weasley! – gritaram o Sr. Weasley e a Sra. Weasley ao mesmo tempo, mas Ronald nem ouvira tinha acabado de desmaiar.
Rony já estava retornando a si.
_Eu vou ser pai? E de dois? – ele começou a sorrir, abraçou a namorada e a girou no ar.
_Rony para eu to começando a ficar enjoada. –e Rony a colocou no chão.
_Mãe acho que vou...
_Se casar. É o mínimo que pode fazer. – disse a Sra. Weasley com uma cara de poucos amigos, depois abriu um largo sorriso e num passo chegou aos dois e os abraçou.
_Tem mais uma coisa. – disse Hermione._Como são gêmeos, Fred e George, - Hermione falara num tom muito serio com eles, como se os dois estivessem aprontando alguma coisa e Fred e George a olhava de volta curiosos. _Quero que sejam os padrinhos dos nossos filhos.
Os gêmeos Weasley se entreolharam e dessa vez foram eles que se estabanaram no chão desmaiados, Harry tirou Gina de perto antes que algum dos irmãos caísse em cima dela. Quando os dois voltaram começaram a discutir quem mais ensinaria travessuras aos gêmeos.
_É por isso que quero que eles sejam os padrinhos, não teria graça à família sem os gêmeos Weasley.
_Muito bem agora que já acabou...
Victoria filha de Gui e Fleur começou a chorar porque estava com fome junto com Teddy Lupin, e a Sra. Weasley serviu o jantar.
No dia seguinte Harry viu a esposa sentada na cama de casal acariciando a barriga, Harry se aproximou e depositou um beijo barriga da mulher, a criança se mexeu e Harry e Gina sorriram felizes. Eles iam morar na sala precisa no próximo ano Gina poderia estudar e Harry fazer seu curso de auror, tinha conversado com Dumbledore nesse dia, Harry estudaria a noite, e durante o dia ficaria com o filho na sala precisa, caso Gina precisasse amamentar o pequeno.
_Professor tem outra coisa, nós achamos que é um menino. – disse Harry.
_E por quê? – perguntou Dumbledore sorrindo.
Harry contou o que viram antes da morte de Voldemort, e que não havia entendido como o filho aparecera.
_Harry, acho que seu filho apareceu, porque não suportou tanta maldade, e creio eu, estou quase certo de que ele foi gerado com muito amor não foi?
_Sim professor.
_Era o que Voldemort desprezava vocês viram o filho de vocês crescido o expulsar quando na verdade o que o expulsou foi à criança que Gina carregava Voldemort não entendia o amor de uma mãe por um filho, e esse meus queridos é um dos maiores amores que pode existir, por isso ele ficou tão venerável ele sentiu o que sua mãe sentia Harry quando se pos na sua frente para morrer.
Harry e Gina sorriram para o professor, foram para casa, tinham combinado com o professor que só voltariam a Hogwarths quando o bebe tivesse nascido, o que não seria muito tempo depois do inicio do ano letivo.

Alguns tempo depois...

Gina estava na sala precisa e um pequeno embrulho estava em seus braços, sugando um de seus seios.
_Ai filho! Desse jeito você machuca a mamãe. – o garotinho de cabelos pretos e olhos verdes, com o nariz e sardas da mãe pareceu entender e afrouxou mais a boquinha. Gina sorriu e olhou para o relógio, eram dez e meia da noite estava quase na hora de Harry chegar. Ela voltou a olhar para o filho que havia largado seu seio e sorria para a mãe. Harry entrou nessa hora.
_Honestamente tem horas que invejo o Tiago. – disse ele apontando para Gina. Ela sorriu enquanto se cobria, Harry colocou os livros que trazia em cima de uma mesa, e se aproximou dando beijos na esposa.
_Ele já dormiu?
_Não. - Gina entregou a Harry, Tiago, o garotinho sorriu para o pai não parecia querer dormir tão cedo.
_Preciso tomar um banho, pode ficar com ele? – perguntou Gina.
_Claro. –disse Harry, no começo ele pegava o garoto muito sem jeito, mas depois com algumas dicas de Gina e da Sra. Weasley ele já não estava tão mau, Tiago estava com dois meses agora. Harry o deitou no berço enquanto trocava de roupa, depois se voltou para Tiago e o deitou na cama de casal onde um aparato de bebe estava pronto, trocou a fralda do garoto, e colocou um pijaminha que Hermione havia dado a ele. Harry foi até o banheiro achou que Gina estava demorando demais, quando chegou viu a mulher deitada na banheira com os olhos fechados Harry sorriu e voltou para o lado do filho, ele o pegou no colo, e com um aceno de varinha uma musica suave começou a tocar, Harry se balançava com o filho encostado em seu peito, e Tiago com a maneira de ninar do pai, estava adormecendo, Gina apareceu, e o abraçou.
_Será que ele dormiu?
_Acho que sim, vem vamos devagar pra cama. – disse Gina.
Gina e Harry se deitaram com Tiago entre eles, cada um deu um beijo no bebe, que agora dormia tranquilamente, os dois sorriram felizes, e logo adormeceram ao lado do filho.

Fim!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.