FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

0. PRÓLOGO


Fic: - Decoy; Era só um passatempo | J+L | oi, tomei vergonha na cara e to escrevendo :D [?]


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Finalmente \õ

....


Narrado por Lílian Evans

- é ... meeeeeeesmo? – disse desinteressadamente entre um bocejo – e você... – olhei pras minhas unhas – tem como provar, eu creio. – completei displicentemente voltando o meu olhar [de tédio] para cima, ou seja [cerveja!] pra ela que estava em pé do lado da mamãe.

Pra você que n entendeu quem é ‘ela’, é ‘ela’, essa mesma, aquela-que-não-deve-ser-nomeada. A cavala. Aquela a qual eu nem posso xingar a mãe. Já que a mãe dela é [infelizmente] a minha. ‘¬¬

Ossos do ofício.

Aliás. Só ossos meu amor. Até hoje não entendo como o Valter não se espeta com ela.

Vai ver que é porque ele que espeta ela ho* (6) Ah meu bem essa daí de santa não tem nada. Eu ia dizer ‘só a cara’ mas enfim, não seria verdade já que ela tem cara de besta do apocalipse.

- Ora sua... Sua...! – ela abria e fechava a boca sem dizer nada, lógico, a mamãe tá aqui do lado. Se não tivesse eu ia mesmo precisar de um esparadrapo porque ela tem uma boquinha de trapo, ou no mínimo, de um guarda-chuva porque ela consegue cuspir mais do que falar, é algo realmente impressionante.

Depois que passa o seu medo que aconteça um dilúvio lógico.

- Linda, maravilhosa, perfeita... Prossiga, prossiga! – disse fazendo um gesto de descaso com as mãos.

- Lílian! – mamãe advertiu naquele tom de quem corrige uma criança que está falando algo que incomoda as visitas.

- que? – perguntei num tom ofendido de ‘eu-n-fiz-nada’!

Nada = debochar da sua irmã.

Ah, vai dizer que não pode mais! (A)

- Não deboche da sua irmã!

- puf... – fiz aquele barulhinho que sai quando você soltar o ar pela boca muito bruscamente e balancei levemente a cabeça.

- mãe! É claro que foi ela! Só pode ter sido ela!

- Lilly, você fez isso? – mamãe perguntou num tom hesitante

- Claro que não mãe! – disse me levantando

- É claro que sim! – disse Petúnia

- Eu não fiz nada! – que ela não mereça (6)

Flashback -
“–Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!
Um guincho alto e agudo vindo do andar de cima é ouvido pela família que tomava seu café da manhã tranqüilamente
- oh meu deus! Júlio, o que está acontecendo?- perguntou a Sra. Evans preocupada
- não sei Larissa, não sei – disse o Sr. Evans que já se levantara assustado de seu lugar. Lalala, adoro narrar como se eu fosse observadora e não personagem =B
- Lílian, não saia daqui! – eu olhei para papai de olhos arregalados enquanto ele corria à escada, mamãe foi atrás e fechou a porta da cozinha apressada, preciso parar de ser tão cínica...
Eu que até aquele momento mantinha a mais verdadeira (lê-se forçada) expressão assustada no rosto, vendo-me sozinha não pude conter um largo sorriso num estilo beldade posando para a capa da CARAS, é claaaaro que euzinha sabia que aquele grito estridente só podia vir da minha ‘querida’ irmãzinha Petúnia. E, sabendo perfeitamente o motivo do grito, estou tentando conter o riso, se eu começar não vou parar, ouvi os passos dos meus pais na escada e me recompus bem em tempo de a porta da cozinha se abrir.
Deixei o queixo cair numa expressão assustada (e dessa vez sincera) quando vi minha irmã entrar amparada entre meus pais que tinham rostos preocupados, pauseeeeeeeeee, essa eu tenho que descrever nos mínimos detalhes:
Petúnia tinha a boca entreaberta em choque, os cabelos desgrenhados cobrindo uma boa parte do rosto, mas ainda deixando à vista dois olhos tão arregalados que pareciam bolas de tênis, a roupa sempre impecável agora amarrotada e suja, com alguns pequenos furos nas mangas, ainda trêmula, desmontou em uma cadeira próxima, puuuutttzz!
Isso é que eu chamo de visão...
MAGNÍFICA!
Eu olhava para a ‘criatura’ com a respiração presa, tentando absorver a idéia que aquilo era mesmo a realidade e não um sonho, mamãe disse ainda olhando preocupada para Petúnia:
-acho que sua coruja estranhou a Petúnia querida, ela não deveria estar presa?”

Fim do Flashback -

Coisas da vida... Eu não costumo fazer essas coisas sabem? (A) Mas a minha irmã realmente me faz ter que tomar medidas drásticas! E como eu infelizmente não posso usar magia fora de Hoggy, me resta utilizar os meios ‘convencionais’.

- Lílian... – mamãe disse naquele tom de advertência, mas dessa vez, naquele tom de quem ameaça dar uns tapas num guri que ta incomodando você assistir a novela sacas?

- Eu. Não. Fiz. Nada. – disse pausadamente – por que eu sempre sou a culpada de tudo? Mãe, você não vê que ela está tentando lhe por contra mim? – apelei. O que não deixa de ser verdade, ela vive infernizando minha vida. Essa mala ‘¬¬³³

- querida. Suba para o seu quarto. – disse mamãe ternamente se dirigindo à mim. Ta, eu não gosto de mentir para a minha mãe. Mas a petúnia bem que ta merecendo levar um esculacho dela então é bem feito. U.U

Rum.

Subi as escadas e minhas pantufas de jacaré-VERMELHO-da-nova-zelândia logo ganharam o assoalho encerado do corredor de casa. Segurei as pontas do meu camisão do amarelo Paramore que quase cobre totalmente meu shortechenhu de lycra preto. Parei. Olhei para trás, pelas barras o corrimão de madeira clara da escada. Ninguém vinha. E a porta da cozinha estava fechada, ou seja, mamãe ta esculhambando com a Pet. Mamãe sabe ser bem assustadora quando quer. Eu quase sinto pena da minha sister.

Mas eu disse quase

- I can't stop, I can't stop loving you – levantei os braços, fechei os olhos e dei uma reboladinha básica. Caiam sob o meu poder! Eu sou a ruiva do rebolado savy? =B - You're a dreamer and dreaming's what you do, - fui pulando pelo corredor, é legal ter pantufas por que você não faz barulho por mais forte que pule no assoalho =B Cara eu amo esse bonequinho =B

A Mille diz que eu pareço com ele ‘¬¬

- I won't start believing that this is the end, there must be another way

Olha eu considero pra caramba a Mille e etc; mas as vezes odeio o bom-humor dela. Que tipo de amiga apelidaria a amiga de Bob Esponja? Ta, eu posso ter os dentes meio engraçados, mas idaí? Amigas não deixam as outras mais complexadas ainda com seus dentes da frente. ‘¬¬

- Cause I couldn't handle the thought of you going away,
woah yeah.

AH MAIS O BOB É TÃO FOFINHO!!! =B

- Sorry's not good enough, why are we breaking up? - Parei em frente à porta do meu quarto. Ela é VERMELHA =B Eu pintei outro dia. A mamãe quase me esgana, mas tudo bem por que ficou fofinha *-* - Cause I didn't treat you rough so please don't go changing. - E além do mais tem uma estrelinha dourada que tem escrito Lilly Evans dentro ho* que nem porta de camarim ho*² - What was I thinking of? You said you're out of love, baby don't call this off because sorry's not good enough.

LILLY’S A STAR!

STAR GIRL!

- O-o-o-o so wouldn't you like to come with me? – abri a porta - O-o-o-o go surfing the sun as it starts to rise – fechei a porta e pulei na cama - O-o-o-o so wouldn't you like to come with me? – já falei como é o meu quartenho?? *-* Pois ele é fofeeenhu *-* Assim, é todo azul claro, tem uma parede toda escrita de VERMELHO assim:

Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly Lilly

...

Várias vezers =B

Bem que eu queria escrever So De'Lillycious, mas achei que seria provocação demais à minha mãe que já deu um ataque quando viu a porta VERMELHA, então Lilly ta de bom tamanho. (y)

Nessa parede está escostada a cabeceira da minha super cama de colchas brancas toda bagunçada, do lado da minha tem um puff preto onde meu violão VERMELHO está apoiado. Na outra parede tem uma estante de 3 ‘andares’, partindo do nível do chão até mais ou menos a altura da cintura: Minha coleção de all star e outros sapatos, no do meio: meus bichinhos de pelúcia e outros trecos, e em cima, meu som *-* preto com detalhes VERMELHOs e meus cds *-* ah, e a gaiola da Hayley. A Hayley é a minha coruja. Ela é linda *-* tem as penas avermelhadas assim e os olhos cor de âmbar. Do lado da estante tem uma janela que dá para uma varanda que dá para a rua.

Na outra parede tem meu guarda-roupa preto e... A PORTA DO MEU BANHEIRO! Ah cara meu banheiro é muito rox! *-*

Tranquei a porta do quarto, coloquei uma música e fui tomar um banhinho. Por que eu tenho que estar sempre cheirosa porque estrelas são cheirosas e eu sou uma estrela (y) [N/Amy: tipo, c n ta na fic errada não? Eu já deletei as estrelas fia!][N/Lilly: Shhhhiu!][N/Amy: u.ý]

“Please Please Lindsay Please
Set the scene I think I'm in love now”

Entrei e joguei a roupa no cesto de roupas VERMELHO com plumas VERMELHAS, peguei meu sabonete VERMELHO, na minha estante VERMELHA, junto com meu shampoo VERMELHO, ta, o VERMELHO é pra cabelos cacheados, mas idaí? Pelo menos é VERMELHO. x] que nem o meu tapetinho VERMELHO, a minha cortina VERMELHA o meu chuveiro VERMELHO.

“Your eyes are green
You come from above now”

Ta, meu chuveiro nem é VERMELHO u.u Mas bem que podia ser ho*

“Easy girl I think we're alone now”

Meu banheiro é todo de lajotas brancas, mas todos os detalhes são vermelhinhos *-*

“Lets get the motion in the ocean
So turn off your phone now”

Cara, to lembrando agora que meu quarto ta uma bagunça total! Claro, eu me esqueci de comentar do *pega fôlego* Meu malão de Hoggy aberto cheio de coisas saindo pelas bordas, das roupas espalhadas por todo o lugar, das minhas calcinhas de “100% McFly”, “Poynter Propriet”, “I ♥ new york”, e aquelas várias outras das meninas super-poderosas e da Sailor Moon e da Betty Boop e meus sutiãs de cores berrantes e minhas meias listradas-brilhosas, minhas boinas de emo, minhas calças, minhas bermudas, minhas correntes, minhas camisetas, e os farelos de bolo todos espalhados pelo quarto misturados e perdidos em algum lugar não localizável. *respira*

“I want to put my hands on your skin
Underneath the clothes that you're in”

Me lembro de ter visto uma meia em cima da estante... AH! E ainda tem a Hayley, ela ta solta, o que significa que meu quarto está com algumas penas também...

“So kick off your shoes
Let the fun begin
yeah yeah yeah”

Aposto que isso não acontece com a Mille u.ý Sabe, a Mille é uma das minhas melhores amigas, então não posso dizer que ela seja absolutamente normal. Ou não seria minha amiga! Pelo menos foi isso que ela me disse uma vez. u.u

[Por que será que todo mundo me tortura hein?]

Mas ela é bem mais normal que eu com certeza. Mais organizada. Mais estudiosa [/espirra/]. MaisGENTE mesmo sabe!?

"Please! Please! Please!”

Por exemplo, à uma hora dessas, ela deve estar... deixe-me pensar... são 9 da manhã. Ela deve estar acordada às algumas horas e já deve ter tomado seu café e... Acho que vou perguntar pra ela. Assim que sair do banho.

....


Narrado por Camille Montgomery

- ãhn, não obrigada – disse tentando parecer uma mocinha refinada por que to sem saco pra levar esporro da minha mãe, mentira é porque eu quero que ela compre o cd novo do mcfly pra mim aí to me comportando feito um anjo (A)

- mas ele ficaria tão belo em você! – disse o cara que estava apresentando os vestidos pra mim tirando ele do cabide e balançando na minha frente

- ah, obrigada mesmo, mas, vamos passar para o próximo por favor – disse com um leve sorriso SUPER falso enquanto abraçava uma almofada do meu sofá e apertava ela com as unhas com toda a minha força tentando fazer com que ninguém percebesse.

- querida, olhe para isso. Esse tom de malva é magnífico!

EU VOU MATAR ESSE VIADO DE LENÇO VERMELHO NO PESCOÇO! Ò.Ó

PQP EU TÔ À UMA HORA COM ELE NA MINHA SALA COM UM CABIDEIRO QUE PARECE MINAR VESTIDOS SENDO QUE CADA UM ME AGRADA MENOS E EU NÃO AGÜENTO MAIS! T.T

Inspira... Expira...

Sorri

- sim, mas passemos adiante, por favor - disse sem conseguir conter um tom de raiva na última palavra.

- querida, olhe, esse tom ficaria magnífico, destacaria seu tom de pele, faria contraste com seu cabelo, ressaltaria seus olhos, sem falar do modelo, favoreceria suas curvas sem ser vulgar, é um modelo clássico, o vestido tem um caimento perfeito, as alças seriam as idéias para ---

- sim, sim, reconheço as qualidades e as características do vestido, mas, por favor, passe para o próximo esse não está do meu agrado! – disse, se ele encher mais um pouco eu vou dar um soco nesse filha da mãe ¬¬

Levantei escondendo a almofada que eu estava apertando, no fundo do sofá sob as outras, tentando disfarçar as penas que ela já começava a soltar pelo rasgo que minha unha tinha feito nela logo após o ‘modelo clássico’

Fui em direção ao cabideiro e comecei a olhar alguns vestidos enquanto o cara começava a dizer alguma outra coisa acho que era algo sobre CARACA QUE VESTIDO LINDO *-*

- esse! – disse tirando do cabide e depois de constatar que era o meu tamanho eu virei para o ‘lenço-vermelho-no-pescoço’ e disse – vou querer este, obrigada por sua vinda.

- imagine, é sempre um prazer – ele disse pegando o vestido que eu entreguei pra ele – mas escute – tava bom demais pra ser verdade û.û – eu realmente acho que você deveria escolher o malva porque este realmente nem se compara em termos de elegância com o vestido malva, veja só que ---

- já fiz minha escolha, de qualquer forma, obrigada – disse olhando pra ele com uma cara nada alegre

- sim, mas ainda há tempo de mudar de idéia veja que o malva ---

- o que há de errado com o que escolhi? – desafiei cruzando os braços

- querida – ele deu uma risadinha irritante – olhe pra isso! O malva é muito mais ---

- se o que você quer é uma oportunidade de tentar vender esse vestido pra princesa diana eu posso te mandar pra onde ela está sem o menor problema. – cortei-o pela 57867524247ª vez aquela tarde. – e eu quero esse. – disse jogando o vestido que tinha escolhido em cima dele. – obrigada.

Subi as escadas e corri até o meu quarto onde depois de bater a porta cai de cara no colcão d’água. Mamãe não vai mais me dar o cd do mcfly depois de saber que eu não escolhi o vestido malva, mas tudo bem, eu dou um jeito nisso.Vou dormir que dá mais futuro û.û

...

“TRUUUMMMM”

Meu último resquício de sorriso desapareceu na segunda vez que o barulho se repetiu.

“TRUUUMMMM”

Um celular roxo vibrava e fazia um barulho acima do normal se movimentando um pouco sobre a Madeira do criado-mudo.

“MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!”

“MUUUUUUUUUUUUUAHAHAHAHAHAHAHAAHAHA!!”

“MUUU! MUUU! HAHAHA!”

Ai q merda, essa vaca louca tem sempre q me acordar no melhor do sonho? Agora eu nem consigo mais me lembrar direito o que era. U.ý

Ainda com o rosto enfiado no travesseiro estiquei a mão e comecei a tatear

As vezes ter amigos é a maior merda do mundo *boceja*

- alô? – falei com uma voz baixa e mais grave que o normal quando alcancei o celular, o cenho franzido e cabelos por todo o rosto. Coloquei o aparelho no ouvido apesar de estar mais dormindo do que acordada.

- MILLE! – afastei o telefone do rosto.

Por que as pessoa tem essa necessidade tão grande de falar alto perto de mim quando estou dormindo? U.ú

Me lembrei de um barulho de livros caindo no chão, no sonho acho. E eeeeii, um carinha perguntando se podia ajudar, e eeeeeeeeei ele era um gato *-*

- ta dormindo? – ok, agora esqueci o que acontece depois °¬¬

- não meu amor, to morta, dormindo o sono eterno e falando com você do além.

- ah beleza, aproveita e manda um beijo pra Tia Cotinha!

- você nem tem uma tia chamada cotinha!

- e você também não está no além então cala a boca! – O.O ME JOGA DA PONTE!

- DÁ PRA DIZER O Q VOCÊ QUER?!?

- nada. – ela disse numa vozinha amigável

- lílian?

- uhn?

- vai dormir! – eu disse desligando o telefone e enfiando a cabeça no travesseiro

Será que se eu fechar os olhos e concentrar eu lembro o que acontecia depois?

“TRRRRUUUMMMMMM”

“TRUUUMMMM”

“MUUU…!”

Peguei o telefone e atendi antes que começasse a mugir de novo

- QUE É?!!

- acorda porra!

- pra que??? – gemi enfiando a cabeça no travesseiro

....


Narrado por Jade Smith

- OH! OH WAY HEY! – gritei junto com a platéia do dvd onde a Hayley aparecia cantando pqp por que não sou eu lá no meio? \capota\ sabe, tudo bem que eu faço trancinhas no cabelo que nem a chiquinha do chaves e prendo com fivelas de joaninhas e uso a calça do pijama combinando com as pantufas que também são de joaninhas e meu quarto é todo decorado de joaninhas etc, mas qual é joaninhas são fofas ok?

Acho que isso não tira o meu mérito de assistir à um show de paramore ¬¬

Além do mais meu quarto não tem mais decoração de joaninhas desde que eu usei minha mesada pra fazer um isolamento acústico nele e agora ele ta todo branco parecendo aquelas salas de gravação de cd.

Mas não tanto pra ser confundida com uma pq você mal consegue entrar no meu quarto com tanta tralha espalhada pelo chão e além do mais tem a minha cama que ocupa o espaço praticamente todo do quarto e é toda bagunçada e cheia de almofadas e é nela que eu estou pulando no momento diga-se de passagem.

E também eu acho que salas de gravação não têm as paredes riscadas u.û

MAS ENTÃO PORQUE OH CÉUS EU NÃO POSSO ESTAR NAQUELA MALDITA PLATÉIA!?!?!?!?!?! O.O

Paramore é O canal \õ>

- - peguei uma escova de cabelo cor de laranja em cima da cabeceira no meio de mais um monte de coisas que eu não consigo identificar o que sejam no momento porque elas estão muito... han, como dizer? À vontade. E comecei a imitar a Hayley.

Aliás meu quarto todo está beem à vontade mas eu volto pra hoggy próxima semana eu supero. Obg (y)

- do you want I always back? do you want i alaways back? - cara agora! Essa é a melhor parte da música! *-* peguei fôlego pro refrão

- ... – O.O’’ faltou luz. QUE VÁCUO!

Espera aí a tv da sala ta ligada, eu to ouvindo o barulho como assim acabou a luz? Ô.o ok, tem alguém tirando com a minha cara.

Corri em direção à porta, vamos descobrir quem é esse desocupado filho da ---

POF

CRAC

Pqp que queda mais feia, agora chega fiquei tonta, vou até me apoiar no raque e ---

CREC

BRUM

POF

CRAC CRAC

- aaaaaaaiii – ok, alguém está realmente tirando com a minha cara hoje sabe û.u

Porque pra prender o pé na colcha cair de cara no chão depois tentar levantar e só de TRICAR no raque cconseguir derrubar tudo de cima dele e ainda cair por cima é sorte demais pra apenas cinco segundos.

Isso é bizarro demais.

Até pra alguém como eu u.u

TRISCAR*

Pronto, não sei mais nem falar agora ¬¬

Pode jogar fora logo, joga vai. Mas me mata antes minha existência desastrada é prejudicial ao mundo ¬¬

Me levantei segurando a cabeça e olhei pro chão, tinha tanta coisa espalhada pelo chão que agora que derrubei o raque elas tão barrando de abrir a porta o.o’

Você acha que juntei alguma coisa?

Calcei minhas pantufas e arrastei com o pé mesmo tudo prum canto do quarto e sai correndo pra sala com as anteninhas da jô e da ana balançando.

Jô e Ana são os nomes das minhas pantufas. A da direita é a Jô e a da esquerda é a ana. Hoho* LITTLE JOANA LIKE A LASER BEEN SKY! \o\

- QUEM FECHOU A CHAVE DE LUZ DO MEU QUARTO?!? – fui perguntando assim de maneira amigável pra caramba enquanto decia o segundo e último degrau que dá do corredor pra salona luxuosa aqui de casa. Sim, o meu quarto bagunçado é a escória da casa guris (y)

Mamãe bem que queria que eu colocasse um lustre no meu quarto e tals pra ficar todo rosinha e rendado “como o de uma princesa” segundo ela, mas eu disse que se um dia o lustre amanhecesse coberto de sangue era porque eu tinha tido uma infecção hemorrágica depois de furar meus olhos num fuso amaldiçoado pela bruxa má e aí ela nunca mais tocou no assunto.

Ho*

- ops. – foi a única coisa que eu consegui dizer quando vi que tinha visita na sala tomando chá com a mamãe – ãhn, bom-dia – disse com uma careta e já ia me retirando quando dei meia volta – heey!

Cara são as Sras. Evans e Montgomery *---------*

- Lílian e Camille estão aqui? - *cruza os dedos* Diz que sim! Diz que sim!

- Não querida - ¬¬ - na verdade viemos aqui justamente para falar com você. Sente-se por favor. – disse a Sra. Evans.

Tipo, ela é gente boa e tals sacas mas é muito polida.

É estranho ter antenas balançando nas pantufas nessas horas o.o’’

Me sentei numa poltrona meio desconfortável abraçando uma almofada qualquer tendo a noção de que meu cabelo está extremamente comportado mesmo depois de pular e de levar uma queda. Não.

tentei parecer o mais educada possível, porque mesmo que esteja na minha casa estou em território estrangeiro. A sala de visitas é território da minha mãe =X Perguntei

- de que se trata?

....


N/A.: MIIIIL PERDÕES POR ESSE PRÓLOGO GIGANTEMENTE INPUTIL E PELA DEMORA GIGANTE! =X
Mas é que eu tava realmente sem clima pra escrever nos últimos tempos, ainda mais uma fic como Decoy, então, desculpem se estiver uma bosta² e tals ok? E desculpem se tiver muitos erros de português e coisas assim é que eu ando tão retardada nos últimos tempos, ta, não só nos últimos tempos mas digamos que nos últimos tempos tenho piorado muito no nível de retardadiçe >< tanto que eu consegui esquecer quem é a beta de Decoy =X Cara, meninas, quem for de vocês, me digam e me desculpem POR FAVOR é que tem acontecido tanta coisa nos últimos tempos que minha vida e minha cabeça estão uma bagunça completa T.T; Bjs, comentem nem que seja para dizer o quanto está ruim \õ
=**

- Amy Cross Lupin

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.