FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

20. O Noivado


Fic: CASAMENTO DE AMIGOS H HR - DG - SUPER AVISO!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

OI GENTE....
FELIZ POR ESTAR DE VOLTA E NÃO ME MATEM.... resolvi intercarlar este capítulo no meio para dar sentido à fic o da Dança é o próximo, mas tem um pedacinho bem pequeno dele no final... to tendo que me preparar... pra isso to dançando bastante para poder descrever com bastante precisão o capítulo da dança e as reações de Harry.
___________________________________________________________


Harry e Hermione desceram depois de um bom tempo para tomarem o café da manhã. Harry estava dividido entre a apreensão e a vontade de rir quando encontrasse a Winky. Ela deve ter ficado realmente chocada.

Chegaram na cozinha, a mesa estava posta, mas não havia nenhum sinal da elfa e Hermione preocupou-se.

Hermione chamou por ela e ouviu um barulho na dispensa, chegando lá ela estava sentadinha em um dos degraus da escada que havia na dispensa, contando a Dobby o que tinha acontecido há pouco.

A presença de Hermione não foi percebida e ela ouviu a conversa dos dois:

--- É sim Dobby, ele estava lá no quarto de Dona Hermione, e ... e .. Ele estava pelado!!! Winky não está acostumada com estas coisas não e já avisou à Dona Hermione que não vai mais levar o café dela não, não vai não. Winky não quer ver isso de novo.. Sr. Harry disse que vai casar com a Srta. e a Winky acha que tem que casar sim, tem sim...

--- Winky, o Sr. Harry é um homem da palavra, você acha que aquele que derrotou aquele-que-não-deve-ser-nomeado, vai faltar com a palavra dele? Não vai não. E isso vai ser bom pra gente também, porque posso ficar perto dos dois, com certeza o Sr. Harry vai chamar Dobby pra cuidar das coisas dele, vai sim , ele confia muito em Dobby. - disse o elfo estufando o peito

Hermione fez um barulho proposital e os dois se viraram pra ela.
Winky estava com os olhos maiores que o normal, e Dobby ficou feliz em ver a namorada do seu patrão.

--- Dona Hermione, eu estava falando pra Winky que vai ser bom ter vocês dois juntinhos. Dobby já sabia que o Sr. Harry era apaixonado pela Srta.. ah sabia sim... ele sempre estava preocupado com a Srta. e lá em casa tem um monte de fotos de vocês dois juntinhos. Dobby já pegou o Sr. Harry beijando uma delas... pegou sim

Harry que estava chegando, pois estava preocupado com a demora de Hermione, escutou esta última parte da conversa, e retrucou divertido:

--- Ah Sr. Dobby então quer dizer, que já está contando pra sua futura patroa os meus segredinhos...

Dobby ficou constrangido, e quando ia retrucar, Harry se aproximou, abaixou para ficar no nível dos dois elfos e disse:

--- Está tudo bem, Hermione e eu vamos nos casar em breve, e vamos morar aqui. Já falei com Hermione e você vai se instalar aqui também. A reforma da minha casa lá vai ficar por conta de outras pessoas, então acho melhor você pegar suas coisas e vir logo pra cá pra poder ajudar a Winky.

Winky evitava olhar para Harry, que se virou pra ela,pegou na mãozinha trêmula dela e disse:

--- Winky, olha, Hermione e eu estamos praticamente casados, olha já estamos usando até aliança.. veja só - disse Harry mostrando a mão esquerda para ela.

Winky fungou alto e Harry continuou:

-- Olha já falei com os pais da Mione e vamos fazer uma festa linda de casamento. Mas vou continuar dormindo no quarto dela sim. E pode deixar que eu mesmo levo o café dela todo dia, combinado?

Winky fez um som, estranho e tocou na aliança de Harry, olhou para a mão de Hermione e esboçou um sorriso e disse com a voz fininha:

--- Está bem, mas a Winky aqui não vai mais levar o café no quarto da Srta então...

--- Ok, então agora vamos pra cozinha vocês dois para tomarmos café - os quatro juntos. Venham... disse Harry puxando a mãozinha da elfa.

X--X-X-X-X-X-X-X--X-X-X-X-X-X-X--X-X-X-X-X-X-X--X

Depois do café, Harry disse a Hermione que teria que sair pra resolver alguns assuntos referentes à reforma de sua casa e também alguns assuntos financeiros em Gringotes, e que provavelmente estaria de volta somente para hora do jantar.

Hermione concordou e disse que também teria que fazer algumas coisas e comprar coisas que ela precisava. Combinaram então de jantarem juntos.

x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-

Draco e Gina acordaram tarde naquela manhã. Gina estava impressionada com o tamanho da mansão, e com a quantidade de empregados que ela tinha.

Eles decidiram irem logo para a Toca para conversar com o Sr. e Sra Weasley.

Draco estava se trocando quando Gina veio ajudá-lo a colocar a camisa, aproveitou para dar uma examinada e constatou que o loiro já estava bem melhor. O abraçou levemente, o beijou e disse:

--- Bom saber que você já está melhorando, pena que não poderei passar outra noite aqui. Não poderei te dar um tratamento VIP hoje - disse ela marota

--- Porque não? Disse Malfoy trazendo-a mais pra si e beijando seus cabelos. Não posso ficar sem minha enfermeira...

--- Porque aí seria abusar demais da boa-vontade e paciência da minha mãe. Numa hora destas o Fred e o Jorge já devem estar babando de tanto falar de nós dois - disse Gina preocupada.

--- Não fique preocupada Gina, hoje estará tudo resolvido, e vamos regularizar nossa situação em breve, o Potter tem razão, não estou a fim de noivados longos, e logo teremos todo tempo do mundo pra nós. E por falar em tempo, acho que dá tempo da gente, digamos assim... nos fortalecermos antes de encararmos sua família não acha? - disse ele sedutor

Gina que estava terminado de abotoar a camisa dele, começou a fazer a ação inversa, e Draco todo animado, já foi abaixando o zíper do vestido florido que ela vestia.. mas nisso escutaram um "crack" conhecido vindo do hall de entrada e logo depois um chamado:

--- Malfoy - sou eu Harry - desculpe a intromissão, mas posso falar contigo?

Draco soltou um palavrão baixinho, e relutantemente se desvencilhou de Gina, subiu o zíper do vestido da ruiva e desceu as escadas abotoando a camisa.

Harry que já se encontrava na sala, observou a cena e percebeu que tinha atrapalhado algo:

--- Me desculpe Draco, se atrapalhei alguma coisa, é que é urgente o que tenho pra falar contigo e gostaria de resolvermos logo este assunto.

Gina desceu as escadas, e cumprimentou o amigo dizendo:

--- Bom dia Harry - disse a ruiva, dando um beijo na bochecha do rapaz.
Bom vou pra cozinha ver se o café está pronto, porque logo iremos para a Toca e quero ir bem alimentada, o assunto lá vai ser pesado, deu um selinho no namorado.

--- Vamos para a biblioteca Potter, também tenho que falar contigo.

Chegaram a uma biblioteca imensa, havia livros do teto ao chão, e escadas de bronze que circundava toda biblioteca, sofás enormes de couro, e muitos lugares vagos onde podia ver que vários livros haviam sido retirados bem como os brasões da família Malfoy.

Draco com a mão nos bolsos, olhou para o rosto de Harry que estava ocupado em observar a biblioteca e comentou:

--- Os espaços vazios, que não são poucos, eram dos livros de magia negra que pertenceu à minha família, eu os doei todos para o Ministério , para o departamento de aurores, assim eles podem analisar melhor qual o material que o lado do mal tem disponível, e quanto aos brasões, mandei tirar todos. Não quero este tipo de coisa mais incomodando minhas vistas.

--- Eu sei bem o que é isso, estou tendo o maior trabalho para reformar a casa do Sirius, ainda bem que tem uma equipe boa trabalhando e tirando tudo que falta para a casa ficar habitável. Até o quadro da mãe do Sirius conseguimos remover. Mas vim aqui por outro motivo...

Draco apontou a poltrona para Harry que se sentou, enquanto Draco se sentava do lado oposto para ouvir melhor o amigo:

-- Como conversamos, eu e a Mione vamos nos casar e em breve, e como você e a Gina estão namorando, estou aqui para saber se realmente topam serem nossos padrinhos. A Molly está querendo fazer um jantar na Toca para comemorar o fim da missão e eu estava querendo fazer um noivado surpresa para a Mione, já entrei em contato com os pais dela e já está tudo arranjado.
Queria fazer algo na Toca, já que considero os Weasley como minha família, acho que uma festa ficaria apropriado lá.

--- Claro que topamos sim, e foi ótimo você ter vindo aqui, eu ia mesmo procurá-lo. Pedi a Gina em casamento ontem, e ela aceitou - disse Draco com um sorriso, e estou indo agora à Toca para poder pedir a mão dela em casamento para os pais dela. Mas tocando agora neste assunto, bem que a gente podia fazer um noivado surpresa duplo não acha?

--- Seria ótimo, duro vai ser enganar a Gina, porque a Mione acha que eu estou resolvendo algumas coisas na rua e só volto à noite. Mas pelo que entendi você vai à Toca com a Gina certo?

--- É você tem razão, ela quer estar junto quando conversar com a mãe dela. Tenho que bolar algo... e por falar em bolar algo.. vi sua aliança e da Hermione, gostaria de fazer algo parecido, onde as conseguiu?

--- Fácil, conheço alguns duendes de Gringotes que ainda trabalham com esta arte antiga de joalheria, se quiser apresento-os pra você... e parabéns hein. Casar com a Gina - não imaginei que as coisas iam tão bem - disse Harry piscando para o amigo..

--- Nem eu cara, mas pra falar a verdade, com a Gina foi uma explosão de sentimentos que não consigo negar, e também não estou com saco de ficar agüentando os irmãos dela no meu pé. Quando você namorava com ela era assim? Ou é só porque sou um Malfoy?

--- Nada disso, acho que isto é ciúme, porque o relacionamento de vocês chegou em um patamar que eu e Gina jamais chegamos... então é natural que eles fiquem enciumados mesmo, ver vocês dois dormindo no mesmo quarto, mesmo depois de acabar a missão, foi demais para aqueles dois e se quer minha opinião; você tem razão, eles vão fazer da vida de vocês um inferno - disse Harry sorrindo

Draco que estava sério disse:

--- Quer dizer que você e a Gina nunca... nunca... ficaram de verdade.

--- Não Draco, nunca passamos dos beijos e abraços. Pode ficar tranqüilo. disse Harry conciliador

Draco suspirou, e para aliviar o clima disse:

--- Você e a Granger foram bem rápidos né... realmente ligeiros -disse Draco sorrindo

--- Tem razão, como você disse, rápidos agora, mas já era apaixonado pela Mione há tempos, só agora me dei conta... Bom antes de a Gina chegar combinamos o seguinte, eu a seguro lá fora na Toca, com uma conversa qualquer, enquanto você combina com a Molly e Arthur sobre o noivado, ok?

Nem deu tempo de Draco responder, pois Gina colocou sua cabeleira ruiva no vão da porta e disse:

--- Vocês dois aí, venham tomar café... anda que estou morta de fome!!!

Os dois se levantaram e se encaminharam para a cozinha conversando.

Eles tomaram café e rumaram para a Toca.

x-x-x-x-x-x-x--x-x-x-x-x-x-x--x-x


Chegaram os três na toca e Molly se encontrava do lado de fora da casa e veio os receber com um sorriso no rosto. Malfoy que estava quase verde a esta hora suspirou mais tranqüilo:

--- Nossa que bom, meus filhos sejam bem-vindos.... disse Molly beijando primeiro a filha, depois Harry e depois dando um abraço apertado e um beijo em malfoy - deixando- o encabulado. Vamos entrar, vamos, estamos somente Arthur e eu, os meninos foram ao Beco Diagonal para ver como estão as coisas e Rony dormiu em Londres na casa da namorada.

Eles entraram e conversaram sobre banalidades, Draco fez sinal para Harry que entendeu e puxou Gina para fora com a desculpa que queria falar com ela sobre a Mione.

Draco se vendo sozinho com os futuros sogros, limpou a garganta e falou:

--- Bom, Sr. e Sra. Weasley, er... eu estou aqui pra oficializar meu relacionamento com Gina, quero fazer as coisas direito e Sra. Weasley, como já falei com o Sr. Weasley em Cancún me sinto na obrigação de comunicá-la do nosso namoro, eu...

--- Meu filho, me chame de Molly somente, Arthur já me explicou tudo, sei que estão namorando, e que Gina passou esta noite com você na sua casa. Sei que estava doente e ela está cuidando de você - não é isso - disse a Sra. Weasley piscando para ele...

--- É sim Sra. Weasley, digo Molly, mas tem mais algo, falei com Gina ontem e decidimos casar e eu estou aqui para pedir a mão dela em casamento. disse o loiro prendendo a respiração

Molly ficou estática, olhando para Artur e Draco quase teve um colapso de nervoso esperando algum dos dois responder:

--- Casar? Molly falou bem alto... Casar?

Draco se assustou e disse:

--- É casar, tudo direitinho, com direito a cerimônia, aliança, tudo, tudo que a sua filha merece - disse ele com a voz trêmula

Molly correu e o abraçou e disse:

--- É claro que aceitamos sim... teremos agora mais um filho...

--- Mas queremos também sua permissão, o Potter e eu para fazermos do jantar de amanhã o nosso noivado surpresa, pois o Harry também ficará noivo da Hermione. Mas gostaria que isso ficasse só entre nós... Pode ser?

--- Que romântico ... um noivado duplo e ainda mais surpresa.. aqui em casa? Nossa preciso correr e arrumar tudo, não vai dar tempo

--- Molly calma, nós arranjaremos tudo - disse Arthur

--- Molly, eu vou enviar quatro dos meus elfos domésticos para ajudá-la e Harry vai enviar a Winky e o Dobby, e se os Srs permitirem que Gina fique mais esta noite em minha casa ela não desconfiará de nada.

Molly pensou um pouco e disse:

--- Ok combinado, está decidido então. Vamos manter isto entre nós... e Draco - disse a Sra Weasley com os olhos marejados: Seja bem-vindo à nossa família...

Ela deu um grande abraço nele, e isto o comoveu, a porta da cozinha abriu bruscamente e era Rony, ele vinha seguido por Fred e Jorge e por último apontaram Harry e Gina.

Rony olhou para Draco e disparou:

--- Então quer dizer que está namorando nossa irmã? E o que significa isso mamãe?

--- Significa Sr. Ronald Weasley que a sua irmão não está mais namorando o Draco e sim que vai casar com ele. E que ela tem a nossa permissão para casar.

--- Como assim tão rápido??????? - disse virando-se para Gina - fiquei sabendo que passou a noite na casa desse daí, o que você ta pensando hein Gina?

Gina ficou furiosa e disse:

--- Não estou pensando nada... estou pensando que tenho a permissão de mamãe e papai para namorar Draco, ou melhor casar com ele... e larga mão de ser hipócrita porque sei que você passou a noite em Londres na casa da sua namorada... qual é a diferença?

--- A diferença é que sou homem e posso fazer o que me der na telha e você não....

--- Experimenta Ronald Weasley me impedir de fazer algo, sou dona do meu nariz e você não tem nada com isso.

Harry interveio na briga e disse:

--- Não é hora de brigarmos, o Draco está aqui para pedir a mão da Gina em casamento e pelo que percebi o Sr. e a Sra. Weasley já cederam a mão dela em casamento. Portanto o momento é de comemorar.

Fred e Jorge que estava afastados disseram:

--- Cederam só a mão, porque o resto ele pegou sem pedir - disse Fred entre os dentes

--- É, mas vai casar, isso que importa!!!

Harry chegou para Rony e disse:

--- Cara, sua irmã tá feliz e é hora de alegria, vê se não estraga o momento.

Rony ficou vermelho e disse:

--- Está bem, mas gostaria de ter sido comunicado antes. disse como se desculpando

Fred que estava de longe disse:

--- Ah não ia dar tempo, estes dois aí foram rápidos demais... acho que o ar do Caribe tem este efeito nas pessoas, né Harry?

Harry que estava disposto a terminar a conversa por ali disse.

--- Bom agora que resolvemos tudo, tenho algo a dizer:

--- Molly como não tenho mãe, e como a única mãe que conheci todo este tempo foi você, você gostaria de entrar de braço dado comigo no dia do meu casamento - perguntou Harry tentando conter as lágrimas

Molly que estava até agora contendo a emoção, atravessou a cozinha correndo, e abraçou Harry com força e disse;

--- Sempre o considerei como meu filho, e é uma honra conduzi-lo até o altar para casar sim... é claro que aceito - disse ela chorosa.

Todos na cozinha se emocionaram.

Fred e Jorge aproveitaram a oportunidade para chegarem perto de Malfoy e tirar uma casquinha:

--- Quer dizer então que atendeu a nosso pedido, vai casar? disse Fred sarcasticamente

--- Sabe o que é??, respondeu Draco.. é que já peguei mais do que a mão da Gina e pretendo continuar pegando por muito tempo então....

Jorge e Fred se olharam horrorizados com a resposta,pensaram um pouco e abraçaram Draco:

--- É isso aí, um a zero pra você Draco, é assim que a gente gosta, gente esperta com respostas na ponta da língua... a gente também deixa você casar com a Gina...

E nesse clima eles passaram o dia todo e à tarde Gina, Draco e Harry se prepararam para voltar. Gina estava apreensiva, mas Draco a tranqüilizou dizendo que já havia falado com Molly e que ela poderia passar mais alguns dias com ele.

Eles se despediram, Rony ficou furioso quando ficou sabendo que Gina dormiria na Mansão Malfoy, mas foi contido por um olhar mortífero da Sra. Weasley e se calou.

Ficou combinado o jantar para o dia seguinte, à noite. Que na realidade se transformaria no noivado surpresa dos dois casais.

Draco levou Gina para casa e disse que sairia com Potter para resolver um assunto.

Disse a Gina para dispor dos elfos como quisesse, desde que mandasse quatro deles para a Toca para ajudar a mãe a prepara o jantar do dia seguinte, disse a ela também que ela poderia mudar o que quisesse na casa, e que ele estaria de volta pra o jantar.

Gina o beijou e acenou para Harry enquanto eles desparatavam na frente da casa.

Gina entrou na casa e se sentiu bem, jamais imaginou como dona e senhora daquele lugar. Ela seguiu o conselho do namorado, mandou quatro elfos para a Toca e ficou com dois em casa, mas decidiu ela mesma prepara o jantar do namorado. Foi muito bem atendida pelos elfos que restaram na casa e depois de tudo pronto foi se aprontar para esperar seu amor... a noite prometia ser longa e cheia de surpresas...

/x/x/x/x/x//x/x/x/x//x/x/x/x/x/x//x

Harry e Draco aparataram no beco diagonal e foram direto para Gringotes. Harry apresentou Grampo para Draco, que se prontificou em mostrar as peças de ouro que ele tinha confeccionado. Draco escolheu um lindo anel para Gina e encomendou as alianças que levariam quase um mês para ficarem prontas. Escolheu um bonito anel para si, para simbolizar o noivado.

Harry também escolheu uma jóia cuidadosamente para Mione e uma para Molly e uma para sua futura sogra. Draco seguindo o exemplo do amigo também escolheu uma jóia para Molly.

Tomaram algo em um bar trouxa perto do beco diagonal, Draco agradeceu pela ajuda e resolveram ir para casa.
x//x/x/x//x/x/x/x/x//x/x/x/x/x//x/x/x/x/x/x/x/x//x/x/x/x/x/x

RESOLVI DEDICAR UM CAPÍTULO SOZINHO PARA DANÇA, E VOU POSTÁ-LO NA QUINTA-FEIRA. POSTEI ESTE AQUI, PORQUE ACHEI QUE DEVERIA TER TODAS AS EXPLICAÇÕES DO NOIVADO. MAS PARA NÃO FICAREM TRISTES AQUI VAI UMA PRÉVIA DO CAPITULO DA DANÇA.


Harry foi conduzido por Dobby para a parte onde ficava o atelier de dança de Hermione, ele conseguia sentir de longe um cheiro maravilhoso que vinha de longe, e uma música envolvente tomava conta do ambiente. Ele foi deixado na porta da enorme sala que estava diferente... toda coberta com tecidos finos e foi recebido por uma Hermione totalmente diferente:

Ela estava deslumbrante, embora ele não pudesse divisar o seu corpo e seu rosto além dos olhos.

Ela o conduziu pra dentro, estava de branco, mas um véu envolvia todo seu corpo, e também metade de seu rosto... ele podia ver que ela havia se maquiado como as mulheres egípcias, com os olhos pintados, os tornando mais belos e enigmáticos, um perfume suave emanava dela, e ela sussurou no ouvido dele:

-- Sente-se ali, meu amor... e apontou para ele um coxim feito de almofadas coloridas de seda....

Ele tentou tocá-la, mas ela recuou:

--- Agora não...você não poderá me tocar até o fim da dança... controle-se

Dizendo isso, se encaminhou para o aparelho de som, e uma música, linda, árabe com uma batida fantástica e envolvente começou a tomar conta do ambiente, o coração de Harry batia descompassado. As luzes diminuíram, e uma luz tênue iluminava somente Hermione... ele não conseguia desgrudar os olhos dela.... ela começou a desenrolar o véu......

_______________________________

Agradeço a todos que estão sempre por aqui...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.