FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Ajudando Rony


Fic: Atormentado por Gina - As aventuras de um bruxo TARADO


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

CAPÍTULO 3 – Ajudando Rony

Caminharam, com alguma dificuldade, do restaurante até a pousada, pois o caminho parecia mais longo, as gargalhadas eram freqüentes, os casais caiam na areia constantemente, e as quedas eram seguidas de beijos apaixonados, tanto de Harry em Gina, quanto de Rony em Hermione.

Chegando ao quarto, todos estavam muito ofegantes e devido ao clima de animação e sensualidade, os casais se deitaram em camas separadas, mas para a alegria do bruxinho, não como tinham combinado originalmente (ou seja, homens em uma e as mulheres em outra).

Harry ficou extremamente animado, olhando safadamente para a namorada, disse que iria ao banheiro rapidamente. O moreno pulou da cama correndo, entrou, fez o que era necessário, demorando poucos minutos, apagou a luz e quando saiu, deparou-se com uma cena broxante: todos estavam dormindo profundamente.

Sua frustração foi grande, enorme, muitas safadezas haviam passado pela sua cabeça, estava até com o membro duro pela vontade de satisfazer sua maior fantasia. Mas novamente, não seria naquele momento. Até pensou em voltar ao banheiro para aliviar a tensão, se masturbar um pouquinho, mas pensando melhor, já tinha transado com a Mafalda, estava relativamente satisfeito, e pensando melhor, amanhã, definitivamente, seria um dia melhor.

Antes de deitar, retirou as sandálias que a ruivinha estava usando, sentiu a maciez daqueles pezinhos, cobriu-a, retirou, também, quase todas as suas roupas, ficando somente de cuecas, pois não estava sozinho e não poderia ficar totalmente à vontade. Deitou-se ao lado da mulher que tanto amava e com quem tanto desejava fazer amor, não somente pelo sexo. Encostando totalmente seu corpo no de Gina, sentiu o calor que dela emanava, o perfume inebriante dos seus cabelos e a maciez de sua pele, ficando novamente com o pênis duríssimo.

Não tardou para ele também dormir, sonhou com tudo que desejava fazer com aquela linda menina-mulher. Quem sabe no dia seguinte poderia concretizar estes sonhos? Apesar de o quarto girar um pouco, apagou imediatamente e teve uma noite gostosa e relaxante.

Quando abriu os olhos pela manhã, sentiu a falta de Gina, olhou em volta e nada viu. Ainda acostumando os olhos à claridade do dia, escutou movimentação no banheiro. Levantou-se e foi ver o que se passava, pois a porta estava parcialmente aberta. Ao entrar, deparou-se com uma cena não muito agradável, a ruivinha estava com as feições desfiguradas e com os olhos profundos, com muitas olheiras. Harry ficou preocupado, imediatamente indo chamar Hermione.

A amiga levantou-se rapidamente e foi ver o que estava acontecendo e verificou de cara o péssimo estado da amiga. Ela estava de ressaca, não estava acostumada a beber, então, o jantar da noite anterior, regado a muito uísque de fogo, teve um efeito terrível em Gina. Harry ficou muito preocupado... e decepcionado. Vendo que não podia fazer nada para ajudar, chamou Rony para tomar café, pois sabia que Hermione, melhor conhecedora que ele no preparo de poções, cuidaria bem do seu amor.

Chegando a sala de café, os dois rapazes solicitaram aos garçons, que fosse levada uma refeição até o quarto. Depois de satisfazerem suas necessidades orgânicas (deixando os demais hóspedes horrorizados com a quantidade de comida que Rony ingeria), foram passear na praia, pois o ruivo disse que precisava muito conversar com o amigo.

O sol brilhava intensamente, mas apesar o lindo dia, Harry estava um pouco deprimido pela situação da namorada. Seus planos para o dia de hoje tinham ido por água abaixo, mas como bom amigo que era, procurou concentrar-se nos problemas que o seu companheiro necessitava tanto compartilhar.

O ruivo contou que estava achando Hermione um pouco estranha, toda vez que fazia sexo, sentia que ela não se satisfazia plenamente. Ele ficava um tanto quanto triste, pois usava toda sua imaginação e criatividade, mas mesmo assim, a namorada não tinha aquele brilho nos olhos ao final do ato.

Harry ficou surpreso, já havia comido várias vezes com Hermione e sinceramente, ela não era uma mulher difícil de contentar. Talvez o problema fosse a falta de experiência de Rony.

Disse, então, que iria ajudar o amigo, que confiasse nele, pois já tinha bolado um plano para melhorar seu desempenho. O amigo agradeceu o empenho, e informou que iria voltar a pousada para ver se sua irmã e namorada não estava precisando de alguma ajuda.

O bruxo continuou a caminhar, pensando na falta de sorte que teve aquela manhã, pois seus planos para com Gina eram maravilhosos, sacanas e até perversos. Conforme imaginava, seu pênis ficava mais duro, já marcando consideravelmente a bermuda. E pensou um pouco menos frustrado, que o plano que engendrara para ajudar Rony até que viria a calhar.

Sem notar, estava sendo observado, a distância, por outra pessoa, era Mafalda Lovegood. Ela veio em sua direção, notando seu estado de tristeza e intumescimento, abraçando-o com carinho, encostando e esfregando sua pélvis no rapaz. O pênis de Harry ficou ainda duro, sendo impossível disfarçar o volume.

Continuaram a caminhar em silêncio. Devido ao seu estado, chamava a atenção de muitas mulheres que não tiravam os olhos do volume formado pelo seu membro. A garota ficou intrigada, e questionou o amigo a respeito do acontecido, fato que foi desconversado. Mudando de assunto, começou a colocar em prática seu plano para ajudar Rony. Foi direto ao assunto, explicando a situação e perguntando para a nova amiga, se gostaria de ajudar, fazendo sexo com ele sob a observância do ruivo.

Mafalda ficou ao mesmo tempo surpresa, temerosa e braba, mas tremendamente molhada com a sugestão do rapaz. Convidou-o, então, para que a acompanhasse até o seu chalé, a fim de conversarem melhor sobre o assunto.

Chegaram rapidamente, e após fechar a porta de vidro, a moça imediatamente retirou o pênis do rapaz para fora, ajoelhando-se ali mesmo para aplicar outra magnífica chupada. A princípio, o bruxo ficou um tanto temeroso, pois as pessoas que passavam poderiam enxergar o que estavam fazendo, mas, devido ao fato de que Mafalda não se importava se as pessoas os vissem, cerrou os olhos para aproveitar melhor.

O bruxo gozou rápido e abundantemente, pois ficara, o tempo todo, imaginando que aquela boca quente e gostosa poderia ser da Gina. Quando a loira se levantou para continuar, Harry pediu um pouco de calma, porque, teriam que guardar forças para seu plano mais tarde, o que foi prontamente aceito. Deu-lhe um gostoso beijo, marcando para daqui a pouco seu retorno. O sorriso recebido foi maravilhoso, devido ao fato de Mafalda já estar imaginando coisas mais pervertidas que o amigo.

Retornando a pousada, Harry foi até o quarto para ver como sua amada estava e para contar seus planos a Rony. Gina continuava muito mal, mesmo com a assistência de Hermione não estava mostrando sinais de melhora. Ficou um pouco para saber se poderia ajudar em algo, mas constatando que nada poderia fazer, puxou o amigo para a praia a fim de contar-lhe, com todo o cuidado, o que pretendia fazer.

O ruivo, como de costume, ficou muito vermelho pela timidez e pela fúria, discutindo com Harry o porquê da traição para com a irmã. O rapaz argumentou a respeito dos acontecimentos, e disse estar ciente do que poderia acontecer caso a namorada viesse, a saber, de suas escapadas “eventuais” – em pensamento, ficou alegre pelo fato de Rony nem desconfiar de tudo o que já havia aprontado com Hermione.

Com as explicações de Harry, o amigo foi aos poucos concordando com a idéia, e até achando muito boa, pois a habilidade de enlouquecer as mulheres era bem conhecida por todos na comunidade bruxa.

Aprovada a idéia, ambos se dirigiram para o chalé de Mafalda. Lá chegando, os amigos entraram e Rony foi apresentado à loira, que usava pouquíssima roupa, fato que provocou uma erupção nos hormônios do ruivo, levando-o a uma ereção quase que imediata. A moça reparou e esboçou um sorriso safado no canto da boca, mas como já havia combinado, seguiu o plano.

Indicou uma poltrona confortável para o ruivo se sentar, iniciando gostosos e molhados beijos em Harry. Tirou sua camiseta, lambendo e beijando o peito, os mamilos, descendo até a barriga, arranhando as costas do bruxo com suas unhas. Finalmente, chegou até o volume que se formava, novamente, dentro do calção. Mafalda estava doida de tesão, liberou aquele pau para chupar a cabeça vermelha com uma vontade ainda louca.

A posição que estava, deixava a mostra toda sua bunda, cujo cuzinho e boceta estavam cobertas apenas por uma tirinha de um minúsculo shortinho, deixando Rony muito excitado. Parte dos seios também poderia ser vistos, já que a blusa, pequenina, folgada e de tecido muito leve, deixava-os livres para a observação. Rebolava e provocava, espreitando o ruivo com o canto dos olhos.

Rony massageava o seu pau por cima do tecido do calção já muito duro. Harry também notava, e com um sorriso no rosto, gentilmente deitou Mafalda no sofá e iniciou uma seqüência de beijos e lambidas pelo rosto, descendo pela orelha, pescoço. Os seios foram mordiscados e beijados, ainda por cima do fino tecido, deixando os bicos ainda mais duros e sensíveis. Sem ajuda, o rapaz retirou aquela peça de roupa, permitindo, para o amigo, uma visão daqueles seios fartos e duros, com uma marquinha branca mínima, o suficiente para cobrir a auréola dos seios.

Descendo com a boca, dando beijos e mordiscadas por toda a barriga, provocando um misto de cócegas e arrepios na loira. Posicionou-se entre aquelas pernas roliças com uma penugem bem clarinha, levantou uma delas para continuar com os beijos na parte interna. Foi descendo pela panturrilha, joelho e coxas, proporcionando mais gemidos. Fez o mesmo com a outra perna, e observando o rosto da amiga, notou, nitidamente, o prazer proporcionado. Por sua vez, Mafalda fitava constantemente as reações de Rony, dando discretos sorrisos.

Harry, afastando o minúsculo pedaço de pano, começou a chupar aquela maravilhosa boceta rosada, carnuda e ensopada, avançando como um louco, lambendo cada milímetro, ficando com um gosto maravilhoso na boca. O capricho com os detalhes era tanto, que a loira arfava, gemia e pulava muito. Cada pedacinho daquele corpo estava arrepiado e vibrando, talvez pelo fato de ter alguém assistindo. Como estava muito doida, a loira começou a implorar para que fosse penetrada.

Mafalda olhava constantemente para o ruivo, mostrando o imenso prazer que a boca do amigo estava proporcionando. Rony já não se fazia de rogado, estava com a vara na mão, masturbando-a e mostrando para a loirinha que também estava muito excitado com a cena.

Os gemidos e súplicas da loira estavam se tornando insuportáveis, então, Harry foi subindo com a boca, lambendo a barriga, os seios, o pescoço e, finalmente, a boca, fazendo-a provar o maravilhoso néctar que saía de sua boceta. No mesmo instante a cabeça dolorida da vara posicionou-se entre os grandes lábios, deixando livre o acesso para uma penetração lenta, profunda e prazerosa.

Enquanto movimentava a vara para dentro e para fora, e loirinha continuava gemendo, rosnando e murmurando frases desconexas, tendo seus olhos virados para o ruivinho que continuava massageando seu membro já muito dolorido.

Repentinamente, Rony assustou-se muito ao sentir um par de mãos esfregando seu peito, uma boca quente lambendo seu pescoço e orelhas. Quando olhou para ver quem era, deparou-se com uma japonesinha muito linda, que automaticamente deu a volta na poltrona e sentou no seu colo. O ruivo pode constatar o quão gostosa era a moça que já estava completamente nua, com um par de seios morenos, de tamanho médio e sem nenhuma marquinha de biquíni. Seus lábios foram tocados pelos da moça, sua boca invadida pela dela e sua mão substituída.

O ruivo tentou tomar a iniciativa, mas foi barrado pela moça, que sussurrou em seu ouvido:

- Estou aqui, a pedido da Mafalda, para auxiliar no seu aprendizado, e meu nome é Mayume.

O misto de susto e tesão foi grande, fazendo com que a cabeça de sua vara pulsasse ainda mais. A japonesinha, rapidamente, ajoelhou-se no chão para envolver, com seus lábios, a cabeça daquela vara. Mayume engolia quase que por completo, levando-o a cerrar os olhos por alguns instantes e soltar um suspiro profundo.

Enquanto isso, Harry trepava com a loira por trás, deixando-a de quatro, sentando no sofá, com ela apoiada em seu tórax e fazendo sua vara sumir, novamente, para dentro da boceta encharcada.

Não agüentando mais, a ajudou a levantar, ficando de costas para ele e posicionando sua vara na entrada do cuzinho e, utilizando o peso dela, fez sumir deliciosamente para dentro. Com os dedos acariciando seu clitóris e seus grandes lábios, os movimentos se tornaram mais intensos e prazerosos, fazendo com que seu ânus fosse preenchido por uma grande quantidade de esperma, fazendo-a, também, gozar abundantemente, provocando movimentos e contração de seu cuzinho, como que querendo sugar todo o prazer daquela vara.

Ainda com o instrumento do rapaz enfiada em seu cuzinho todo melado, com seus sucos escorrendo e seus dedos também melados na boca, Mafalda apreciava a cena protagonizada por Rony e Mayume. A japonesinha fazia de tudo com o rapaz, tendo o cuidado de ter a máxima atenção possível, dentro das circunstâncias, visto que seus conhecimentos eram enormes, e sua forma de ensinamento, também.

Após um período de relaxamento e descanso, os amigos se levantaram, colocaram suas roupas, deram um beijo de agradecimento em suas companheiras, deixando-as sentadas e nuas, para se dirigirem à porta. Antes de fechar a porta atrás de si, Harry olhou novamente para as duas, verificando que a vontade por sexo ainda não tinha sido saciada, visto que já estavam se beijando e acariciando, mutuamente, suas bocetas.

No caminho de volta a pousada, Rony, que tinha um sorriso de felicidade estampado no rosto, agradecia o favor ao amigo, e refletia, muito, em tudo que tinha passado e aprendido naquela tarde.

O caminho foi longo e penoso, visto que ambos estavam com suas forças esgotadas, mas antes de entrarem, tiveram o cuidado de utilizar o chuveiro externo para minimizar o cansaço e o forte cheiro de sexo que ainda exalava de seus corpos.

Ao entrarem no quarto verificaram que Gina já estava totalmente restabelecida, mas ambas demonstravam estar muito aborrecidas com a longa ausência dos dois, cobrando explicações...

------------------------------------------------------------------------------------

Aos meus leitores(as)...

Novamente, obrigado pela sua paciência.

O capricho, imaginação e concentração que empenhei neste capítulo, é somente para satisfazer vocês, que tão carinhosamente utiliza seu tempo para ler minha história.

Os comentários são muito importantes para mim, orientando e estimulando a continuidade desta narrativa.

Tenham um bom dia, tarde, noite ou madrugada, e que sua imaginação seja plenamente estimulada, auxiliando a todos, em suas prazerosas tarefas.

Mais uma vez, agradeço à magnífica, gostosa, estimulante colaboração da minha musa inspiradora Renata Di-lua Lovegood, na revisão final do capítulo.

Vemos-nos no capítulo 4.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mariana Pattinson em 13/05/2011

Todos dormindo profundamente.
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, coitado do Harry!
Amo suas fics s22

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.