FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. "Your Song"


Fic: Moulin Rouge - Amor em Vermelho


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 8: “Your Song”


 


— “É meio engraçado...”.


— O quê? — perguntou Gina que fora deixada jogada na cama, olhando-o.


— “...todo esse sentimento dentro de mim. Eu não sou daqueles que conseguem esconder com facilidade.”.


Ela ficou encarando-o impressionada, sem reação, a poesia que ele recitava.


— Está bom? Era isso o que você queria? — perguntou ele um pouco nervoso.


— Oh, poesia. — suspirou ela — É isso, palavras vulgares, obscenas!


— “Não sou rico, mas se fosse, compraria uma casa enorme onde nós dois pudéssemos morar.”. — continuou ele.


— Oh, isso é excitante! — dizia Gina animada, fingindo se deliciar com as palavras dele como se fosse aquilo que ele queria.


— “Se eu fosse um escultor...”.


— Você é um demônio! — gritou ela, escorregando da cama e engatinhando até uns tapetes fofos e vermelhos no chão.


— “...ou um homem de um show itinerante.”


— Não, não, não! — ela se enrolou nos tapetes e começou a rolar pelo chão, gemendo como uma louca, como se cada palavra dele fosse erótica e a excitasse cada vez mais. — Não pare!


— “Sei que não é muito.”.


— Quero mais! Mais!


— “É o melhor que posso dar.”.


— Obsceno! Não pare! Sim! — Gina gritava agora.


Harry fez uma careta para ela por causa de sua atitude e deu as costas para ela, indo se postar de frente para a janela em forma de porta onde tinha a visão de toda a aldeia.


Gina ainda não havia se dado conta que ele havia parado de falar e desistira de tentar. Ela continuava no chão gritando e gemendo cada vez mais alto pela poesia dele como se dependesse daquilo para viver.


My gift is my song
(Meu presente é minha canção)
 


Cantou Harry bem alto e Gina parou de gritar no mesmo instante para observá-lo impressionada. Rony, Simas, Neville e Dino também pararam de rir no teto e começaram a escutar. Na verdade, a aldeia inteira também pareceu parar para ouvir, pois todas as luzes de todas as casas se acenderam ao mesmo tempo naquele momento.


And this one’s for you
(E esta é para você)
And you can tell everybody
(E pode dizer a todos)
That this is your song
(Que esta é sua canção)
It may be quite simple, but
(Pode ser bem simples, mas)
Now that it’s done
(Agora que está feita)


Gina se sentou e tinha os olhos arregalados, completamente sem ação. Definitivamente podia esperar qualquer coisa dele, exceto aquilo.


Harry havia se virado para olhá-la nos olhos e sorria carinhoso para ela. Ele não se sentia mais nervoso em sua presença, pois sabia que agora havia conseguido deixa-la sem fala. Via claramente que ninguém nunca havia feito aquilo para ela antes.


I hope you don’t mind
(Espero que não se importe)
I hope you don’t mind
(Espero que não se importe)
That I put down in words
(Que eu expresse em palavras)
How wonderful life is
(Como a vida é maravilhosa)
Now you’re in the world
(Agora que você está no mundo)


Nunca ninguém havia se dado ao trabalho de tentar conquista-la com uma música romântica, e ainda por cima alguém que parecesse realmente tentar faze-la feliz e mais nada.


Ele não precisava cantar aquela música para conquista-la, ele já havia adquirido o direito de dormirem juntos, por isso estavam ali, mas ele fazia questão, realmente queria agradá-la com essa música que ele cantava do fundo de seu coração.


Ele continuava cantando, fitando-a cada vez mais sorridente, parecendo imensamente feliz só de estar em sua companhia e isso bastava. Ela levantou-se do chão lentamente, com as pernas levemente bambas, e caminhou até ele.


I sat on the roof
(Eu sentei no telhado)
And I kicked off the moss
(E sacudi a poeira)
Well, some of these verses
(Bem, alguns desses versos)
They got me quite cross
(Deixaram-me bem irritado)
But the son’s been kind
(Mas o sol foi gentil)
While I wrote this song
(Enquanto eu escrevia essa canção)
It’s for people like you that
(É para pessoas como você)
Keep it turned on
(Que continuo a fazê-lo)


Eles já estavam de pé um na frente do outro. Gina olhava-o impressionada e ao mesmo tempo sorridente, seu coração batendo cada vez mais forte. Harry não deixava de encará-la um só instante naqueles lindos olhos azuis enquanto colocava toda a sua admiração por ela naqueles versos.


So excuse me forgetting
(Então desculpe por esquecer)
But these things I do
(Mas essas coisas eu faço)
You see, I’ve forgotten
(Como vê, eu esqueci)
If they’re green or they’re blue
(Se são verdes ou azuis)
Anyway the thing is
(A verdade é que)
What I really mean
(O que eu quero dizer)
Yours are the sweetest eyes
(Que têm os mais doces olhos)
I’ve ever seen
(Que eu já vi)


Foi em imaginação, mas parecia real. De repente, Harry e Gina estavam literalmente nas nuvens. Tudo era azul escuro por causa da noite, mas muito brilhante e sobre ambos caía confete azul e brilhante. Havia uma lua cheia alto no céu e muito branca, parecia ter um rosto nela que os olhava sorridente enquanto acompanhava Harry na música. Estranhamente o rosto era muito parecido com o de Zidler.


Harry abriu um guarda-chuva cor-de-rosa e continuou cantando alegre e bem alto para uma risonha Gina.


And you can tell everybody
(E pode dizer a todos)
This is your song
(Que esta é sua canção)


Ele separou-se dela momentaneamente e subiu numa pequena representação da torre Eiffel de Paris, ainda segurando o guarda-chuva aberto.


It may be quite simple, but
(Pode ser bem simples, mas)
Now that it’s done
(Agora que está feita)


Ele largou o guarda-chuva e se juntaram novamente. Gina olhava-o sorrindo e Harry lhe sorria de volta enquanto cantava, ambos muito contentes e de mãos dadas.


I hope you don’t mind
(Espero que não se importe)
I hope you don’t mind
(Espero que não se importe)
That I put down in words
(Que eu expresse em palavras)
How wonderful life is
(Como a vida é maravilhosa)
Now you’re in the world
(Agora que você está no mundo)


Harry cantou a última frase bem alto. Eles giraram de mãos dadas e depois se abraçaram. Felizes por estarem nos braços um do outro.


Ao notarem, estavam de volta no quarto dentro do elefante, mas não ligaram muito para isso. Continuaram abraçados, desejando não estarem em qualquer outro lugar do mundo a não ser ali, naquele momento. Ela havia a inclinado um pouco na direção do chão, mas segurando firma suas costas para que não caísse.


— Acho que ele conseguiu o emprego! — gritou Rony vitorioso aos amigos que comemoravam animados.


_____________________________________________________________________


Continua...
 


No próximo capítulo:


— Oh, não! — Gina levara as mãos à boca — Harry! (...) Você viu a minha apresentação? Ah, Harry. De tantos homens que eu poderia ter trazido até aqui por engano, tinha que ter sido justamente você? Eu não acredito!


— Draco Malfoy é o Duque! Você precisa se esconder! — Gina falou desesperada correndo até Harry ao mesmo em que a porta se abria.


Os olhos de Draco brilharam ao final da música e naquele momento um novo sentimento começou a se formar dentro de si. Qualquer crítica que ainda pudesse ter em relação àquela ruiva acabou de se evaporar. Não podia mentir para si mesmo, estava apaixonado por Gina Weasley.


— Vamos fazer amor! — disse Gina de repente (...) enquanto o puxava pela mão para que ele caísse em cima de si na cama. — Quer fazer amor, não quer?
 


Lady Potter

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.