FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. Como se fosse ontem


Fic: Just like heaven


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Just like heaven --- Capitulo IV --- Como se fosse ontem


Hermione chegou ao seu quarto, estava muito chateada com o que Fred dissera, ela até que simpatizava com ele, mas era melhor afastá-lo não era a hora de um romancezinho. Hermione o que está acontecendo com você, você nunca foi disso, porque está doendo tanto? pensou ela.
Ela pegou um pequeno caderninho e começou a escrever, era a primeira vez que se interessara em escrever em um diário, ficou escrevendo por um tempo até que alguém bateu na porta.

-Já vai – ela enxugou as lágrimas, lavou o rosto e atendeu a porta – Fred?! O que você está fazendo aqui?!

-Não, Jorge! Você queria falar comigo? Algo com sua mãe?

-Ainda bem que você está aqui! Precisava de alguém pra conversar!

-Fred me contou da audiência, mas ele estava tão irritado que nem parecia que havíamos ganhado o processo.

-Estava é?

-Muito, nunca o vi assim, nem quando a Umbridge nos expulsou do quadribol. E olha que nós ficamos irados, até fugimos da escola... – disse ele distraidamente.

-A culpa foi minha! Toda minha! – ela voltou a chorar.

-O que você fez? – perguntou ele abraçando-a

-O Fred e eu, nos beijamos!

-Vocês o que? E como isso pode irritar alguém daquele jeito? Quando ele me mandou o seu recado achei que ele ia voar em mim e arrancar o meu pescoço!

-Eu não posso ficar com ele, é errado, e eu disse isso a ele.

-Por quê? Por que é errado?

-Você sabe, minha mãe está doente, e precisa de mim, não é hora de um romance.

-E por que você não disse isso a ele? Fale sobre sua mãe, os dois se sentiram melhor. A verdade sempre ajuda nessas horas.

-Não quero que todo mundo fique sabendo, não quero que fiquem com pena de mim e me tratam como coitadinha.

-Mas... Talvez alguém possa te ajudar.

-Como? A única pessoa que pode me ajudar é você.

-Tudo bem, se você acha que tem de ser assim... Será. Mas eu acho que não é hora de você se trancar com sua tristeza e sim deixar entrar bons sentimentos para substituir a tristeza!

-Eu não quero magoar o seu irmão.

-Tarde demais queridinha, ele esta magoado sim!

-Eu sei, fui dura demais, ele me irritou, disse que foi apenas um beijo, que depois daquilo eu não ia significar nada pra ele, ai ele me perguntou qual era o erro o beijo ou ele. Eu disse que era ele e deixei-o sozinho.

-Você foi radical com ele, nós Weasley nos fazemos de fortes, mas somos sensíveis, e muito orgulhosos, ele não vai te perdoar.

-Pode ser melhor assim. Ele longe de mim! Longe do meu coração!

-Então por que o choro?

-Minha mãe precisa de mim!

-Hermione, entenda você precisa de algo mais do que eu!

-Seu irmão?! – disse ela com desdém.

-Não! O amor!

-Mas eu não o amo!

-Tem certeza disso?

-Se eu estivesse apaixonada eu não diria o que eu disse!

-Mione acalme-se, você fez uma coisa maravilhosa hoje! Você salvou a Gemialidades Weasley, vou ser eternamente grato por isso, você tem amigos maravilhosos que te adoram, não fique tão triste.

-Obrigada Jorge – ele sentou na cama ela sentou-se ao seu lado.

-Agora enxugue essas lágrimas e deixe meu irmão longe por um tempo, se você acha que foi o melhor a fazer, não se lamente. Já está feito e não tem mais volta!

-Eu sei disso.



~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~


Gina pegou os vestidos e estavam lindos, depois de sua tarefa comprida ela foi a procura de seus irmãos Fred e Jorge na loja deles. Neville voltou pra casa assim que a deixou na loja. A Gemialidades Weasley estava funcionando normalmente e assim que Gina entrou foi recebida por Vanda.

-Olá senhorita Weasley!

-Olá Vanda, onde estão meus irmãos?

-Não sei ao certo, acho que o senhor Jorge disse que ia visitar a Hermione quando nós chegamos, nós fomos nos certificar que as outras lojas estavam funcionando normalmente. Já o senhor Fred deve estar no quarto. Quer que eu vá chamá-lo?

-Não pode deixar eu sei o caminho, muito obrigada. - Gina subiu as escadas e bateu na porta.

-Fred! Abra logo estou com pressa! – ele abriu a porta bruscamente – O que houve Fred? Esqueceu que a mamãe disse pra irmos para o largo Grimmauld?

-Que horas são?

-Quatro e meia, já éramos para estar lá!

-E porque a senhorita se atrasou?

-Bem é que eu não comi direito ai fui numa chalé e acabei me atrasando, pois estava lotada e quando cheguei a Madame Malkin’s estava entupida de gente a fila estava imensa e depois fui fazer umas comprinhas de ultima hora a mando de mamãe. – disse ela mostrando algumas sacolas- E cadê o Jorge ele foi sair logo agora!

-Ele está com a Hermione – disse ele irritado.

-E qual é o problema de ele estar com ela?

-Nenhum! Vamos chamá-lo!

Hermione estava deitada no colo de Jorge, ela acabou pegando no sono, ele acariciava seus cabelos macios devagar, Ela parece tão mais calma agora , pensou ele. Jorge ficou olhando ela dormir durante um tempo até que alguém bateu na porta.

-Quem é? – disse ele baixinho

-Sou eu a Gina!

Ele destrancou a porta com um aceno de varinha e fez um gesto para ela entrar.Gina entrou e logo trás veio Fred que quando viu Hermione deitada no colo de Jorge logo amarrou a cara.

-Oi Gina! Está tudo pronto?

-Está!

-JORGE! – gritou Fred – O QUE ESTA ACONTECENDO? EU ESTAVA PRECISANDO DE VOCÊ SABIA?

-Shiiiiiu! – disse ele fazendo sinal de silencio – Não está vendo que ela está dormindo?

-É Fred, o que há com você hoje? – disse Gina irritada.

-Fred? Gina? – disse Hermione que acordou com a confusão - o que vocês estão fazendo aqui?

-Vim chamar o Jorge para irmos ao largo Grimmauld – disse Gina censurando Fred.

-Desculpe Gina por ter sumido, é que a Hermione queria falar comigo.- disse Jorge levantando e se espreguiçando – Ela estava precisando de um ombro amigo.

-Sei – disse Fred com um olhar duvidoso.

-Não desculpe-se comigo –disse Gina ignorando a arrogância do irmão - fale com a mamãe quando chegarmos lá. E Mione trouxe um vestido pra você se arrume e nos encontre na porta da loja. Tudo bem?

-Acho melhor eu não ir – disse ela olhando tristemente para Fred.

-Mas o Harry vai estar lá, e é o aniversário dele!

-Certo, certo, eu vou, mas você fica aqui comigo, não estou com muito espírito de me arrumar e você sempre me ajuda nessas horas.

-Tá!

-Hermione, eu já vou indo agente se encontra lá - disse Jorge.

-Tá, obrigada Jorge, agente se vê.

-Tchau!

-Tchau! – disseram as meninas em coro.

Fred saiu e deixou Jorge para trás, quando Jorge saiu Gina olhou bem para Hermione e perguntou toda preocupada:

-O que houve? Você está com uma cara péssima e o Fred está tão irritado!

-A loja foi fechada pela Umbridge, eu ajudei e recorri pro Ministério, ganhei a causa, mas quando agente voltou o elevador entrou em pane o Fred salvou a minha vida e nós nos beijamos... – disse Hermione rapidamente.

-Vocês se beijaram? Mione, e como você deixou ele tão irritado?

-Eu me desesperei e disse que não podia ter ficado com ele.

-Por quê? Eu não entendo.

-Não posso, tenho muitos problemas e não posso ficar com ninguém por agora, não por agora.

-Mas quais problemas, você está sempre de bem com a vida.

-Desculpe, mas não posso contar o que está acontecendo.

-Pensei que não tínhamos segredos – disse ela triste.

-São problemas, e não segredos.

-E esse seu “segredo” está te destruindo, primeiro brigou com o Fred depois de um beijo por pior que possa ter sido isso não se faz, agora você vai acabar brigando comigo. – disse Gina com um ar de menina mimada.

-Desculpe Gin eu sei que é errado esconder o que acontece comigo. Mas... – O olhar de censura de Gina chegou em Hermione – Ta, ta, ta, eu conto, contanto que você não conte para mais ninguém.

-Nunca que eu iria contar um segredo de uma amiga.

-Certo, minha mãe Gin, ela está muito doente, ela tem um tumor na cabeça e ela está desenganada pelos médicos.

-Você já tentou mandar ela pro St. Mungos?

-Ela não quer! Ela disse que esse mundo é meu e que ela não pode se envolver.

-Mas você tem que fazer alguma coisa.

-E vou, o Jorge ele vai me ajudar, nós vamos fazer uma poção e eu vou dar pra ela.

-Mas que poção?

-Eu não sei bem ainda, mas vou pesquisar e vou conseguir, é por isso que eu não posso ficar com ninguém agora. Não posso ter distrações! Nenhuma!

-Mione se eu puder ajudar de alguma maneira estou aos seus serviços.


~~*~~*~~~*~~*~~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*


Fred andava com passos largos, Jorge tentava acompanhar o irmão

-Ei me espere. – disse ele ofegante.

-Esperar pra quê? – disse ele parando já à porta da loja.

-Eu preciso conversar você.

-Será que eu não vou ter nenhum momento de sossego nessa minha vidinha... Você não acha que eu já tive que te aturar demais não? Nós nascemos juntos, nós aprendemos a andar e a falar juntos, nós andamos juntos, abrimos um negócio juntos, nós fazemos tudo juntos, será que não está na hora disso acabar não?

-Oh Ignorância em pessoa... Eu não quero que você passe sua vidinha comigo só pedir pra você me escutar depois disso você faz o que quiser!

-Vamos entrar e eu te escuto – disse Fred de mal humor. Eles entraram no quarto e fecharam a porta para não incomodar nenhum cliente. – Prossiga.

-Eu estava conversando com a Hermione e...

-Hermione, Hermione, o que ela te disse? Que deu o fora em mim e que eu disse coisas horríveis a ela? A já sei ela foi se consolar com você! Talvez irmãozinho você me conte... Já que fazemos tudo juntos me conta. Você ficou com ela, não foi?

-Não eu não fiquei com ela!

-Mentiroso! Vejo a mentira em seus olhos! Me diga então, o que você ficou fazendo todo esse tempo trancado num quarto com a Hermione?!

-Eu estava tentando conversar ela de que você não é um completo idiota, mas agora percebo que foi um erro, porque você é um completo idiota!

-Como você está apaixonado por ela não está? Quando você fala dela um brilho surge em seu olhar! Eu te conheço mais do que ninguém. Você está amando não está irmãozinho?

-Ela é apenas uma amiga, estou apenas ajudando-a.

-Ajudando em que? A me esquecer?

-Não quero ficar aqui discutindo com você vou ser direto a Hermione está muito triste ela tem um problema que não pode contar e eu vim saber se você gosta dela e se está disposto a ajudar.

-Eu gostando dela? Não seja ridículo Jorge, eu nunca que vou gostar dela, ela é arrogante, estúpida, e muito NERD pra mim!

-Escuta Fred pense bem no que eu vou te dizer ela está precisando de um amor, que a deixe longe dos problemas, se você não for esse amor ajude a encontrá-lo. Eu não agüento mais ver ela chorando pelos cantos ela precisa de um pouco de felicidade.

-Por que eu a ajudaria?

-Por que ela nos ajudou!

-Já fiz a minha parte, por um acaso ela te contou que eu salvei a vida dela?

-Isso não vem ao caso agora Fred! Perguntei se você vai ajudar! Ai você responde sim ou não!

-Não me amola – disse ele saindo do quarto e batendo a porta.


~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~


Harry foi para o largo Grimmauld pelo pó de flú e quando chegou lá viu a casa decorada com balões, uma mesa cheia de quitutes e todos os seus amigos, membros da ordem da AD e os professores de Hogwarts:
-SURPRESA!
Ele ficou parado olhando maravilhado, as pessoas fizeram uma fila para cumprimentá-lo. Depois de toda a surpresa a Sra. Weasley foi falar com Harry:
-Querido Harry parabéns! – disse ela abraçando-o calorosamente.
-Obrigado Sra. Weasley, foi uma grande surpresa!
-Mas a idéia não foi minha, foi a Luna que idealizou tudo!
-E onde ela está? Ela passou o dia comigo, e agora some.
-Ela foi se arrumar, já, já ela aparece. Oh ali está ela – disse a Sra. Weasley apontando para uma garota com um vestido azul celeste, combinando com seus olhos, que lhe caía pelos tornozelos, encontrando um pequeno salto. Os cabelos dele estavam presos, com apenas dois cachos caindo no rosto realçando a maquiagem que ela mesma fizera.
-Harry parabéns! – disse ela abraçando o garoto abismado.
-É Harry parabéns – disse Neville que chegou um pouco depois.
-Parabéns para você também Neville.
-Obrigado – disse ele entregando um embrulho e se afastando para conversar com a professora Sprout.
-Ele está feliz – disse Luna - nem parece que está sendo seguido por traguãos. São seres que costumam trazer muito azar – ela deu uma risadinha – e eu nem trouxe o meu amuleto, esqueci de colocar na hora que estava me arrumando. E além do mais nem combinaria com a minha roupa. Se as meninas ouvissem uma coisa dessa...
-Por quê?
-Lá em Hogwarts sempre me acharam muito estranha e me tratavam muito mal e eu nunca liguei, até...
-Até o que?
-Não nada, besteira minha. Gostou da surpresa.
-Adorei! – disse ele sorrindo
-É o agradecimento pelo dia maravilhoso.
-Você que me proporcionou esse dia, Luna – ela sorriu
-Não vamos brigar agora já falou com todos? Gina me ajudou a fazer a lista e a idealizar muitas coisas.
-Mais ou menos, ainda esta chegando gente, mas me responde uma coisa onde está a Sra. Black?
-Ah ela está no sótão com o monstro. Lupin conseguiu removê-lo – Harry lembrou-se de Sirius e baixou a cabeça. Luna percebeu o gesto e abraçou-o, dizendo em um sussurro calmo – Eles estão só escondidos, Harry você os ouviu.
-Sabe de uma coisa? Quando você me disse isso da primeira vez, eu achei que você era louca, mas agora eu te acho...
-Lunática?
-Não! Eu não diria assim... Eu te acho surpreendente. E sei que você está certa.
+++++
Gina e Hermione chegaram animadas à festa, e a Sra. Weasley as recebeu com um sorriso.
-Olá, queridas! Como foi o dia de vocês?- não esperou resposta e disse – Gina, minha filha, tem uma pessoa que quer falar com você – Gina olhou para a mãe, que exibia um sorriso esperançoso.
-Quem é mamãe? – perguntou a ruiva impaciente
-Ah, é... Agora eu digo, Miguel Corner – Gina balançou a cabeça incrédula
-Mamãe! Eu não acredito que você convidou o Miguel! É o aniversario do Harry!
-Gina querida não fui eu que chamei ele, foi a Luna que fez a lista.
-Não importa mãe, é o aniversario do Harry! Você não vai ficar empurrando o Miguel pra mim justo hoje!
-Mas Ginny...
-Você não tem direito de fazer isso comigo – saiu andando e Hermione foi em seu encalço
-Que stress em Gin?!
-Aaah! Você não ouviu não? A mamãe esta tentando me empurrar o Miguel justamente hoje! Hoje que eu pretendia...
-Pretendia?
-Ah deixa pra lá!
-Como você disse, pensei que não tínhamos segredos...
-Eu pretendia ter mais uma chance com o Harry – disse ela cochichando no ouvido de Hermione. Hermione sorriu quando viu um garoto ruivo, alto, com uma camiseta branca, com uma jaqueta de couro preta por cima, uma calça jeans coladinha e um coturno. O cabelo do garoto estava molhado penteado para trás, apenas um cacho caindo lhe pela testa.
-Olá meninas – disse ele aproximando-se
-Uau! Irmão você está lindo! – disse Gina abraçando-o
-É a beleza natural dos Weasley fazer o que né? – disse ele com um sorriso cativante
-Onde está o Fred ou será o Jorge? – disse Gina analisando o irmão e ele olhou para Hermione com carinho.
-Fred?! Será que você nunca vai saber quem é quem Gina?! Não está vendo eu sou o Jorge – disse ele com uma irritação inevitável.
-Desculpe, mas vocês são absolutamente idênticos, no físico e mental, não há como distinguir assim, sem prévio aviso!
-Se nem a mamãe consegue... – Ele olhou para Hermione e a abraçou – Nem te cumprimentei direito...
-Olá Jorge! – disse ela com uma falsa animação.
-Pensei que não ia te ver mais hoje... – disse ele distraído.
-Eu não vinha, mas como não encontrei com o Harry vim só por causa dele, ele já chegou?
-Não sei – disse Gina procurando - se chegou deve estar na sala de jantar. Eu vou chamá-lo.
-Ainda bem, que você veio, acho que um pouquinho de diversão vai te fazer melhor – ele se aproximou de um toca disco – que tal uma dança?
-Não sou muito de dançar...
-Pare com isso, eu te vi no baile de inverno há três anos e você não saiu da pista de dança. O que custa dançar com um amigo?
-Você me convenceu! – disse ela segurando a mão de Jorge que estava estendida. Algumas pessoas começaram a dançar e eles se uniram a ela. Primeiro tocou uma musica agitada seguida a uma a dois e finamente uma romântica para dançar coladinho. Jorge e Hermione dançaram as duas e na terceira Hermione tentou sair, mas foi puxada de um jeito tão meigo que não resistiu. Ela observava a ocasião, ele estava tão lindo e havia sido tão gentil, ela estava feliz. Ela encostou o rosto no ombro dele e lembrou-se do beijo dela com Fred e os seus olhos se encheram de lágrimas. Ela ouviu um sussurro calmo
–O que foi minha linda? Por que choras?
-Não foi nada, apenas lembranças.
-Não pense em nada agora, apenas sinta o momento – disse ele abraçando-a e dançando mais lentamente. Ela olhou para ele maravilhada.
-Você é um anjo.
-É talvez eu seja. – ele se aproximou, olhou firmemente nos olhos dela, alisou o seu rosto e a beijou com delicadeza.


~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~


Jorge sentou na cama e ficou olhando fixamente para a porta, estava meio confuso, Nunca briguei com nenhum irmão por causa de mulher, quanto mais com o Fred e aos gritos! Será que fui duro demais com ele? pesou ele. Ouviu-se alguém bater na porta ele abriu:

-O que houve? O Sr. Fred saiu daqui furioso! O senhor está bem?

-Estou sim! Obrigado por se preocupar, você é muito dedicada.

-Fiquei nervosa os senhores estavam gritando, não havia nenhum cliente na loja, pois já está tarde e já estamos fechando, mas depois daquela inspeção fiquei muito nervosa, alguém podia aparecer e...

-Esquece isso Vanda, já passou! EU não pretendo falar mais com o Fred quanto mais discutir.

-Mas o que será da sociedade? O que será da loja? O que será dos funcionários? O que será de mim?

-Vanda não se preocupe com isso, a minha relação profissional com meu irmão não será afetada, disso eu sei. Temos várias opções antes de pensar em fechar a loja!

-Isso me acalma, mas não alivia totalmente a dor! Esse lugar é a minha vida!

-É a minha também! Vamos parar de falar de coisas tristes, afinal a vida é bela.

-Ah! Sr. Weasley chegou um encomenda para o senhor a pouco- disse ela trazendo um pacote com um aceno de varinha.

-Ah deve ser minha roupa eu vou a uma fes... – ele olhou para Vanda e percebeu que ela ficaria só na loja – Quer dizer Vanda eu vou a uma festa será que você não gostaria de ir comigo?

-Eu ir? Com o senhor?

-É, comigo!

-Mas eu não tenho roupa pra isso!

-Pra que roupa? Você vai ficar linda com qualquer coisa! E além do mais não é nada demais apenas uma confraternização!

-Mesmo assim, eu na vou me sentir muito bem com as roupinhas que eu tenho.

-Sem problemas, então. – ele entrou no quarto e voltou com um vestido – A minha irmã deixou aqui e acho que ela não vai se importar. Aqui está vista!

Vanda pegou o vestido meio envergonhada, pouco depois ela voltou com os cabelos presos em um coque elegante, vestindo um delicado vestido de branco, até pouco abaixo dos joelhos e com detalhes bordados em creme. Jorge também estava arrumado ele vestia uma blusa pólo preta, uma boina combinando, uma calça fina marrom reta e um sapato preto. Vanda não consegui conter um “ UAU” .

-O que disse Vanda?

-Nossa Sr. Jorge, o senhor está tão elegante!

-Você também está incrível, mas só falta uma coisa pra ficar perfeita.

-O que?

-Essa noite não me chame de senhor, só de Jorge!

-Então vamos? – ele deu-lhe o braço e ela aceitou com um sorriso.

-Vamos!

~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~

Gina foi a procura de Harry, ela rodou toda a sala de jantar até que ela encontrou Rony.

-Rony você viu o Harry?

-Da ultima vez que eu o vi ele estava com Luna... Mas agora que você falou... Ele sumiu!

-Como assim sumiu? – disse Gina irritada.

-Ele estava ali e... – ele olhou para voltou para a irmã e parou de falar.

-Eu ainda não o vi hoje! Nem a Hermione, nem o Jorge, como ele pode sumir sem falar com seus convidados? – disse ela agressiva.

-Não sei Gina eu não tenho culpa!

-Vamos para a sala de entrada – disse ela batendo o pé.

Eles voltaram bem a tempo de ver Hermione e Jorge se beijando. Olhando para a porta, viu Fred e Vanda entrando calmamente na festa. Rony olhou estupefato para Gina e perguntou:

-O que eu perdi? - O queixo de Rony caiu, e ele esfregou os olhos três vezes até ter certeza de que não era uma alucinação.

-Não sei... Eu também perdi alguma coisa. O Jorge não podia...

-O que tem meu nome aí? – perguntou o ruivo chegando.

-Jorge? Se você está aqui, quem está lá é o...

-Fred! – cumprimentou Rony distraído – Como vai maninho?

-Eu sou o Jorge, idiota. – Vanda deu uma risadinha e disse:

-O Fred é aquele ali. – apontando para o casal.

-Ainda não acredito. – disse Gina quando o casal se separou. – A mamãe vai ficar radiante, pelo menos ela vai soltar do meu pé – disse ela olhando de cara feia para Miguel Corner que estava no canto da sala.

-Que bom pra você, Gina. – disse Rony emburrado.


Fred a olhou com carinho, ela ficou parada apenas olhando para ele, depois de ter caído em si ela disse:

-Como? Por quê? Como, como você pôde?! Sabendo de todos os problemas, eu te disse que não era hora de um romance! Disse que não podia ficar com o Fred mesmo depois de você insistir muito, ai você faz uma coisa dessas! – Hermione estava muito irritada e os berros dela foram ouvidos por todos, atraindo muita atenção.

-Eu, eu –Fred se perdeu nas palavras.

-Não tem explicação! Eu te pedi... Pedi tanto... – As lágrimas antes retidas, caiam descontroladamente.

-Hermione eu vou te contar tudo, mas temos que sair daqui. Certo?

-Certo... – disse ela seguindo para a cozinha – Tente! – desafiou, assim que chegaram a cozinha.

-Eu não sou o Jorge.

-Oh é o que um clone? – ela parou e olhou para o garoto a sua frente – Ah meu Deus! Fred!

-Tecnicamente não sou um clone, já que nasci primeiro... Mas isso não vem ao caso.

-E o que você acha que vem ao caso?

-O caso é que eu me passei por meu irmão!


-E por que você fez isso?

-Porque queria ter certeza de que ele não estava ficando com você, certeza de que ele não mentiu pra mim.

-E pra isso você me usa como um brinquedo velho que deu saudade você se diverte um pouco e depois larga, pois enjoou dele!

-Eu não queria te magoar. Nunca faria isso...

-Claro que não, você já fez! E duas vezes!

-Mas... Mas... Eu descobri que preciso de você!

-Tarde demais!

-Nunca é tarde Mione!

-Pra você pode não ser, mas depois que você magoa uma pessoa é tarde demais!

-Jorge conversou comigo, disse que você precisa de alguém, não me importa por quais problemas você estiver passando, você precisa de ajuda, você vive triste, deprimida, sozinha.

-Vá embora!

-Só se você me prometer que vai ser feliz se eu for. Olhando nos meus olhos!

-Vá embora, Fred! Me deixe em paz, não me procure mais. Some da minha frente, eu não quero te ver nunca mais! Nunca mais!

-Sinto por ter acabado assim Hermione – disse Fred saindo tristemente – Saiba que não vou desistir tão fácil. – Ela ficou sentada no chão chorando, Não consigo entender, como ele pode fazer isso depois de ter me dito tudo aquilo? . Hermione enxugou as lágrimas e levantou, assim que ela estava saindo da cozinha Gina veio para falar com ela:

-Mione você está bem?

-Bem melhor agora Gin. Bem melhor agora.

-Eu preciso te contar uma coisa... – ela olhou para a amiga que contia o choro como podia – Era o Fred!

-Eu sei ele me contou.... Pelo menos ele não continuou com a farsa.

-Não sei não talvez ele só tenha dito porque viu o Jorge chegando.

-Não quero mais falar nisso... Onde está o Harry?

-Ninguém sabe! – disse Gina ríspida.

-Quando o ver diga que eu não pude ficar mais porque...

-Se eu ainda o ver hoje, invento uma desculpa pra você, vá e durma um pouco amiga seu dia foi muito longo.

-Não queria que tivesse sido tão longo!

-Quer que eu te acompanhe? – perguntou Jorge se aproximando.

-Como posso ter certeza que é você e não o Fred novamente? – disse Gina firmemente.

-Eu sou a única pessoa que sei do segredo. E sou a única pessoa que posso ajudar. – ele foi até Hermione e a abraçou, ela começou a se debulhar em lágrimas.

-Calma Mione. Nós vamos te ajudar.

-Eu vou procurar o Harry – disse Gina se afastando.

-Jorge me tira desse mundo!

-Não posso Mione. Eu não posso.

-O que seu irmão tem?

-Não sei ele anda meio estranho.

-Fala com ele... Convence ele de que eu não quero mais vê-lo...

-Não posso.

-Por favor.

-Não posso, nós brigamos.

-Por quê?

-Ele achou que nós ficamos e por mais que eu negasse ele disse que eu mentia, depois ele se irritou e me deixou falando sozinho. É por isso que eu não posso te ajudar, ele não vai me ouvir, mesmo que agente volte a se falar ele não vai querer conselhos ele nunca quer.

-Acho melhor eu ir logo. Quero ficar um pouco sozinha.

-Quer que eu te acompanhe até lá?

-Acho melhor não.

-E você vai trabalhar amanhã, não eu me demito.

-Mas você não pode...

-Eu não posso ficar topando com o Fred toda hora!

-Mas...

-Não Jorge você é muito gentil, mas não posso continuar na loja, amanhã eu vou passar o dia na Floreios e Borrões, pesquisar um pouco, compra alguns livros, estudar, vou descobrir qual poção usar para o caso da mamãe.

-Então boa sorte.

-Obrigada, você sim é meu anjo da guarda. – disse ela dando um beijo no rosto dele e saindo pela porta da cozinha.

-Adeus querida Mimi.

Vanda se aproximou de Jorge com passos leves e disse:

-Sen... Quer dizer Jorge, você está bem?

-Estou sim, só não consigo entender como alguém consegue ser tão doce e tão amarga com pessoas tão iguais.

-Do que você está falando?

-Esquece, vamos dança?!

~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*


Harry e Luna ouviram a porta dos fundos bater.

-Hermione! – disse Harry feliz.

-Harry! – disse surpresa – Parabéns – ela o abraçou.

-Você nos achou! – disse Luna contente – Nós saímos para olhar as estrelas, eu estava mostrando ao Harry a constelação que simboliza o destino! – ela apontou

-O que foi Mione? Você está com um ar tão triste – perguntou Harry preocupado.

-Uma longa história, pergunta a Gina ou ao Jorge eles te contaram melhor do que eu agora.

-Eles já chegaram há muito tempo?

-Há algum tempo.
para o céu e ficou observando.

-É melhor entrarmos – disse Luna.

-Eu vou voltar pro Caldeirão Furado, não estou me sentindo muito bem.

-Melhoras então – e os dois entraram.

Hermione aparatou no Caldeirão Furado, e antes de ir para o seu quarto ela passou no balcão para saber se alguma carta havia chegado na sua ausência. O balconista deu-lhe dois envelopes e ela foi para o quarto. Ela deitou na cama e ficou olhando os dois envelopes. Um tinha o selo do Ministério, e a outra era simples sem remetente, selo ou qualquer tipo de identificação. Ela abriu e leu com um leve sorriso a primeira carta.


Srta. Hermione Jane Granger,

Estamos comunicando que o seu caso foi muito bem estudado e já tomamos as devidas providencias. Foi Relatado que a Sra. Umbridge está com sérios problemas mentais e vai passar uns tempos no St. Mungos.

Muito agradecido pelo aviso

O Ministro


Era uma conclusão meio obvia já que Umbridge não batia muito bem antes de entrar em Hogwarts, quanto mais depois dos centauros Pensou ela pegando a outra carta

Reciprocidade?
Te amar não me faz bem,
Pois não sou correspondido
Te ter não é possível,
Pois não sou correspondida
Te esquecer não é possível,
Pois não ser correspondido não é suficiente


Hermione ficou olhando a carta sem entender o que significava aquela mensagem, De quem será essa carta? Será do Fred? Pensou ela encafifada. Ela guardou a carta com carinho e foi dormir, ela estava exausta o dia foi grande cansativo e decepcionante. Logo ela dormiu e sonhou. Um lugar lindo, um jardim cheio de flores de vários tipos e tamanhos em perfeita harmonia. Era um jardim impressionante, ela nunca viu nada parecido, havia um altar na extremidade norte, ela andou até ele, era feito de pedra brilhante azul, com um trono luxuoso e flores ao redor, e assim que ela sentou no trono ouviu alguém a chamar, ela procurou, procurou, e não achou quem a chamava.
Ela acordou assustada, Parecia tudo tão maravilhoso e horrívelpensou ela levantando. Eram nove horas da manhã, ela tomou um banho e se arrumou, e foi para a Floreios e Borrões. Passou a manhã toda lá procurando e comprando livros, e depois saiu carregando muitos livros, e para não derrubá-los ela os encantou para segui-la.



Um mês depois.


Gina e Luna estavam muito ansiosas para o inicio das aulas, os malões das duas já estavam prontos e elas faziam planos para o dia seguinte.
Luna havia ganhado o distintivo de monitora e Gina imaginava quanta gente (meninos) podia conhecer (agarrar) viajando sozinha.
Harry e Rony estavam sentindo falta de Hermione que passou o resto das férias inteira estudando, mais do que o normal pro gosto deles.
A Sra. Weasley estava preocupada com Fred que havia desaparecido nesses tempos de guerra.
Fred tirou férias, passou esse tempo na Toca e deixou a loja na responsabilidade de Vanda.
Gui e Fleur se casaram em uma cerimônia singela e foram para a Suíça passar a lua de mel.

~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*

Hermione arrumou seus vários livros que ela comprou durante o verão. Ela estava feliz sua mãe estava melhor e já estava em casa, e dentro de dois meses ela seria submetida a uma cirurgia.
Com tudo perfeitamente organizado ela se dirige a King’s Cross.

~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*

Fred passou o mês inteiro desde o aniversário de Harry em uma pensão suja na zona leste do Beco Diagonal. Ele estava decidido a retomar a loja e a pedir desculpas a seu irmão e, principalmente, à Hermione. Ele se arrumou e foi para a King’s Cross encontrar a família.

~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*

A família Weasley, Luna e Harry estavam reunidos na estação. Os malões estavam sendo colocados no bagageiro e eles aproveitaram esse pouco tempo para se despedirem. Hermione juntou-se a eles, mas logo entrou no trem, e pouco antes da partida Fred apareceu.

-Fred! Meu filhinho – a Sra. Weasley correu e o abraçou com amor – Por onde você esteve? Eu fiquei preocupada!

-Eu estou bem! Só estava precisando de um tempo pra pensar.

-Pensei que só eu tivesse essa capacidade – disse Jorge encarando-o – E conseguiu?

-Acho que sim... -disse Fred fingindo-se de pensativo – Isso se você considerar que eu agi como um completo idiota e reconheço isso.

-É acho que eu considero... Posso pensar no seu caso, fazer quê? Família é família.

-E eu agi mal, colocando uma desconfiança besta e sem nexo na frente da nossa amizade. E sei também que fui um completo idiota me passando por você. –Jorge o olhou desconfiado – Qual é? Eu tô tentando!

-Falta a palavrinha mágica... – disse Jorge divertindo-se

-Ah! Jorge você sabe o quanto é difícil!

-Então depois nós...

-Medesculpaporfavor – disse Fred baixinho e meio embolado

-Não ouvi direito! – cantarolou Jorge

-Me desculpa...

-E...?

-Me desculpa, eu fui um completo idiota, nunca mais coloco nossa amizade em risco! Por favor!

-E...?

-Vou dar total atenção à loja e se precisar começo agora mesmo!

-Ótimo era isso mesmo que eu queria ouvir. Tome – Jorge entregou uma pilha de caixas que estava ao seu lado – você fará uma entrega.

-Nunca ouviu falar de corujas não? Elas existem sabia?

-Sabe, mamãe, acho que o nome da loja ficaria lindo “Jorge – Logros e brincadeiras”!

-Ok, eu vou.

-Até mais maninho!

~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*

Gina entrou no trem e se sentou em uma cabine vazia, pegou uma revista Teen e começou a folhear. O trem começou a andar, e a garota estava deitada entretida na leitura quando três garotos entraram na cabine. Ela só percebeu a presença deles quando ouviu a voz de Draco Malfoy dizendo:

-Vão para a reunião dos monitores no meu ligar, não estou afim de ouvir aquela lengalenga toda. Ah! Não se esqueçam de trazer o meu lanche.

-Será que um Malfoy pode incomodar mais do que isso? – perguntou Gina arrogante.

-Não se preocupe comigo Weasley o incomodo não é meu.

-E o senhorzinho não se importa de dividir uma cabine comigo?

-Me incomodo e muito, mas era você ou a Granger ! Antes uma Weasley do que uma sangue-ruim, você incomoda menos. – Draco falava na maior naturalidade -E seus dentes ocupam menos espaços.

-Pois então fique, mas se me incomodar...

-O que você vai fazer vai ler essa revista horrível pra mim?

Gina o ignorou, voltou a deitar relaxadamente e a ler a sua revista, enquanto Draco a olhava com desprezo

-O que é Malfoy perdeu alguma coisa é? Será que foi no meu decote? – disse ela olhando a roupa e o pequeno decote de sua blusa.

-Poe que eu olharia logo para o seu decote Weasley? Você não é tão desejável quanto os babacas de Hogwarts dizem que é! Ou talvez seja pensou ele

-Não sei ouvi uma história ai de que você perdeu algo no decote da Parkinson...

-Isso não lhe diz respeito.

-Ótimo! Então não fale comigo.

-Ótimo! Falar contigo é um martírio!

-Ótimo – disseram os dois em coro.

Ela continuou lendo, ela ria e se divertia com o que lia. Enquanto Malfoy só cantarolava uma música meio fúnebre. Bem irritado ele disse:

-Dá pra para com isso.

-Acho que não – disse Gina entre risos. Ela continuou a gargalhar alto. Malfoy se levantou e andou até ela. Pegou-a pelo braço como no dia no chalé.

-É melhor calar a boca Weasley!

-Ou se não o quê?

-Olha aqui Weasley...

-Olha aqui você, Malfoy – Gina puxou a varinha e lançou um feitiço em Draco. Ele caiu deitado em dos bancos e ela apoiou um dos joelhos no tórax dele. A respiração dele estava pesada e Gina pressionava ele com força, ela apontou a varinha para o rosto dele e disse – Acho que você não me conhece muito bem. É melhor não mexer comigo senão a gatinha de rua aqui vai dar um jeito em você. E eu disse pra você não me incomodar Malf...

-Oi estou atrapalhando? – perguntou Luna, entrando sorridente.

-Não Lu pelo contrario.

-Vim te dizer que o pessoal se reuniu numa cabine – disse ela sorridente

-Então vamos – disse Gina pegando suas coisas e indo embora.

-Tchau, Draco! - disse Luna acenado enquanto saia. O loiro ficou atônito, mas depois murmurou.

-Lunática.

~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*~~*

Fred andava pelo trem carregando muitas caixas, a procura de uma cabine vazia e quando finalmente chegou a um, ele viu Hermione sentada sozinha lendo um livro muito empenhada. Ela sorria como uma criança que acabou de descobrir o mundo da leitura. Ele ficou observando Podia ter sido diferentepensou ele...


Ele...
Parece que foi ontem
Que eu te vi tentar
Ao me insultar se foi
Cara de desespero
De quem quer voltar
E se entregar de vez
Não me fale nada
Você decidiu
Traçou seu caminho se foi
Não volte mais.

Hermione parou de ler um instante e se levantou para compra algo para comer quando viu Fred na porta da cabine olhando pra ela. Os dois se olharam durante um tempo e ele saiu andando deixando ela parada olhando pro nada.




Ela...
Você me fez chorar
Fez eu desisti r
E quase me entregar de vez
Não quero que me ligue
Não me mande flores
Que os meus horrores eu sei
Sei que já chorei muito
Difícil te amar
Ou te suportar pensei
Isso que é desespero
De perder quem ama
E não ter na cama
Ao tentar te esquecer

...................................................................................................................

Música da Banda Última Saída chamada Como se fosse ontem

Na/ O que vocês acharam do capitulo?
Gostaram da música?
É de uma banda de Salvador se alguém quiser ouvir alguma música deles é só ir nesse link: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=1354578416427254183

ou nesse: http://www.purevolume.com/bandaultimasaida

Aceito críticas elogios e perguntas sobre a banda

Comentem!!!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.