FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Um novo ponto de vista


Fic: ***Sexta-Feira Muito Louca***


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 02



Um novo ponto de vista




Ainda era cedo e o frio insistia em perturbar Hermione. Ela puxou as cobertas fortemente junto ao corpo,mas de nada adiantou. O engraçado é que era verão,e a torre griffinoria costumava ficar quente nessa época do ano. Desistindo de continuar dormindo,ela se levantou.



Em um outro dormitório longe dali Draco Malfoy acordava extremamente irritado. Alguém havia deixado a janela aberta e agora fortes raios de sol pairavam sobre sua face,o obrigando a acordar. Porem que ele se lembrasse isso nunca havia sido problema nas escuras masmorras sonserinas.




Hermione estava louca por um banho quente,e quando começou a organizar as idéias algo muito estranho começou a lhe ocorrer.




—AAAi que sono. Essas cobertas não adiantam nada. Ei...perai,essas não são minhas cobertas. E esse não é meu dormitório. — uma mecha de cabelo platinado caiu sobre seu rosto— e esse não é meu cabelo...por Merlin,esse não é o meu corpo!!!!!!!!!!!!!




Quando Draco se levantou para fechar a cortina uma cascata de cachos caiu sobre seus ombros. Ele olhou para si mesmo assombrado.




—Esses cachos não são meus ....essa camisola também não é minha...— olhou para baixo,onde normalmente estava seu tórax hiperdefinido— e essas duas coisas definitivamente não são minhas!




—Calma Hermione,respira...você ainda ta sonhando. É só eu voltar pra minha cama e quando eu acordar vai tar tudo normal.




—Isso é uma alucinação,só pode ser isso. Eu não me sinto bem,é melhor me deitar.




Os dois passaram um bom tempo deitados,esperando que aquilo tudo passasse,os dedos pressionando os olhos fechados. Demorou,mas conseguiram juntar o que lhes restava de coragem e se dirigir ao espelho,o resultado...




—AAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!




—AAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!




Cada um olhava abismado para o reflexo no espelho,fazendo caretas, abrindo e fechando a boca,puxando os cabelos,enfim se analisando de todos os ângulos possíveis.




—Mas o que aconteceu? Ontem quando eu dormi tudo estava normal.




—Será que isso foi a vingança do Malfoy?




—Se isso foi idéia da Granger...




—Como eu fiquei assim? Como?




—Ela vai ter que me explicar tudo e é agora.




—Ele tem que devolver minha aparência e logo.




Determinados a acabar com o que achavam ser uma mera brincadeira de mal gosto, colocaram uma longa capa preta cobrindo as roupas de dormir e saíram um em busca do outro. Hermione vinha bufando pelos corredores e Draco se distraia pensando em mil e uma maldições para a garota, estavam tão desatentos que acabaram se esbarrando em um dos corredores.




—VOCÊ!!!!— exclamaram ao mesmo tempo




—Olha aqui Malfoy saiba que toda brincadeira tem limites




—Eu que o diga. Que idéia estúpida foi essa Granger? Quero meu corpo de volta agora!






—E você acha que isso é culpa minha? Olha pra mim,eu sou a vitima da historia




—Claro que é culpa sua,pois eu não fiz nada




—Se toca,nem eu!— eles se encararam por um tempo,ate Draco resolver quebrar o silencio.




—Você tem certeza que não fez nada? Talvez um feitiço por engano




—Certeza absoluta. Jura que não tem nada a ver com isso?




—Eu não tenho que jurar nada pra uma sangue ruim — e vendo a reação dela..— ok...eu juro




—Alguma idéia do que aconteceu?




—Não consigo pensar em nada




—A gente tem que dar um jeito. Não da pra ficar assim




—Não pense que eu estou feliz também Granger.




—Vamos falar com Dumbledore,ele vai ter uma solução.— os dois saíram para a sala do diretor sem trocar mais nenhuma palavra,apenas lançando olhares curiosos um ao outro. Antes de chegar,porem encontraram a professora McGonagall




—Posso saber o que dois monitores fazem perambulando pelo castelo de pijama?— ela falou severa,fazendo os dois corarem




—Bem...nós..er...precisamos falar com o professor Dumbledore




—Sinto muito,mas o professor Dumbledore viajou hoje cedo. Posso ajudar em algo?— Hermione olhou para Draco que abaixou a cabeça e respondeu.




—Não professora,obrigado. Com licença.— e saiu arrastando Hermione pelo braço




—Você ta maluco? Porque a gente não pediu ajuda pra ela?




—Porque isso é embaraçoso demais. Não precisamos de mais ninguém envolvido nisso




—E o que você pretende fazer agora senhor eu-sou-bom-demais-pra-pedir-ajuda?




—Ora Granger convenhamos. Eu não sou nenhum estúpido,e você também não. A gente só precisa de tempo pra pensar em uma solução.




—Você não tá dizendo o que tô pensando que você tá dizendo neh?




—Ei,não pense que eu gosto disso também. Mas o jeito é a gente continuar assim. Provisoriamente.




—Eu não acredito que to ouvindo isso




—Por acaso você tem uma idéia melhor?




—Ai ta bom....mas só ate o Dumbledore voltar.




—Certo.




—Por Merlin! Agora eu sou Hermione Granger. A sangue ruim cdf da griffinoria




—Ah e eu? Draco Malfoy, o mauricinho cínico e débil da sonserina.




—Olha lá o que vai fazer comigo hein?




—Você também. Ai isso vai virar bagunça. Nós precisamos de regras. Ei,nem adianta virar os olhos,você sabe que é verdade.




—A aula vai começar em pouco tempo e nos ainda estamos aqui de pijamas.




—Ainda mais essa...




—Desencana. A gente pode perder umas duas aulas. Enquanto isso a gente se organiza.




—Ok. Vamos pra outro lugar então,antes que vejam a gente.— eles saíram cautelosamente para a sala dos monitores,tentando não encontrar ninguém pelo caminho.




—Pronto. É o seguinte: enquanto estivermos assim,um não pode fazer nada que prejudique o outro,nós temos que agir de acordo,pra ninguém estranhar.




—Até ai tudo bem




—E cada um continua com as suas responsabilidades também.




—De acordo




—Hum....vejamos...algo que eu tenha que saber?




—Ei,como a gente vai fazer com os treinos de quadribol?




—Eu me esqueci disso...vejamos...eu posso tentar treinar no seu lugar. Se não der muito certo eu falo que to doente pra me dispensarem.




—Hum...pode dar certo.




—Ei,me lembrei,você tem que ensaiar com a banda no meu lugar




—O que? Eu tocando com aqueles babacas?




—O que foi,você não sabe tocar?




—Claro que sei. Toco violão desde pequeno e modéstia parte,eu arraso no violão— ele disse meio arrogante




—Então fechou,você não vai ter problemas com minha guitarra,só preciso te passar umas coisinhas,assim como você precisa me falar umas coisas de quadribol.




—Então é só isso? Posso ir? Eu to louco para tomar um banho.— quando disse isso os olhos de Hermione se arregalaram do nada




—Que foi? Viu assombração eh?




—Malfoy,como a gente vai fazer pra...er..tomar banho..ir ao banheiro...entende?— agora foi ele que arregalou o olho




—Ei é mesmo. Hum...sei lá..vamos fazer um feitiço ilusório na gente...sei lá. Pra tipo,a gente enxergar nosso corpo original.




—É pode dar certo. Então é isso. Vamos que ainda da pra chegar na aula de poções.




Então foram para os dormitórios se arrumar. Ambos realizaram o feitiço ilusório e tomaram um demorado banho.




—Agora vejamos....como é que o Malfoy se veste? Bem,eu vou precisar de uma calça...




—Argh...não acredito que vou ter que usar uma saia!




—Mas esse quarto ta uma zona! Eu não consigo nem achar uma camisa. Ah,acho que é aquela coisa branca jogada chão....ops..não,é uma cueca mesmo.




—Porque esse maldito uniforme feminino tem que ter meias-calças? Como se não bastasse eu estar vestindo um sutiã. Kra,eu vou precisar de muita terapia depois disso...




—Acho que está tudo o.k. ,puxa é tão fácil pra um menino se arrumar...olha só,nem com o cabelo ele precisa se preocupar...tá,convenhamos que ele tem o cabelo extremamente bom,ao contrario do meu,mas mesmo assim...




—Não acredito que terminei. Pensei que ia ficar meio século só pra vestir isso. Agora é tentar dar um jeito nessa juba neh,porque eu, Draco Malfoy mesmo no corpo dessa sangue ruim,me recuso a sair por ai assim




—O que é isso? Perfume? Hum,até é bom...acho que passar um pouquinho não vai fazer mal....




—Por Merlin será que essa menina não se cuida não? Eu hein...sinceramente, não acredito que estou aqui me preocupando com a aparência da Granger,eu,um Malfoy sangue puro,um bruxo que.....uhh ...que é essa caixinha aqui..maquiagem? Tô dentro....




—Pensando bem,vamos aproveitar e fazer algo com esse cabelo neh? Kramba,quantos tipos de gel tem aki...




Enfim,eles começaram a se empolgar na arrumação um do outro e acabaram perdendo o começo da aula de poções e nem perceberam. Mas como eram dois tempos de aula,acabaram indo do mesmo jeito ,e se encontraram no corredor antes de entrar na sala. Quando avistaram um ao outro se aproximaram chocados,se encarando de perto...




—Kracas...o que você fez comigo?




—Puxa,eu não sei o que você aprontou,mas ficou muito bom.




—Como é que eu nunca pensei nisso antes?




—Acho que as vezes um novo ponto de vista pode ajudar




—Digo o mesmo. Olha só meus cachos...




—Falando nisso,você precisa começar a fazer hidratação sabia?




—Isso ta ficando estranho,vamos entrar...




Abriram a porta da sala de poções e mal deram o primeiro passo todos viraram os encarando,afinal aquilo não era uma cena que se via todos os dias; Hermione Granger se atrasando para a aula, Draco Malfoy sem a típica expressão de nojo que sempre exibia,os dois entrando juntos e pacificamente na sala,ainda por cima extremamente arrumados e perfumados. Isso foi o bastante para começar com o burburinho na sala.




—Silencio! Senhor Malfoy e senhorita Granger,querem sentar por favor e parar de atrapalhar minha aula?— Snape estava muito irritado. Sem dizer uma única palavra foram para seus lugares,porem esqueceram que estavam com as identidades trocadas,então novamente toda a sala parou para ver Draco se sentando na maior tranqüilidade entre Harry e Rony,enquanto Hermione ia de encontro aos sonserinos. Quando perceberam pelas bocas abertas dos colegas que tinham feito algo errado,simultaneamente deram um tapinha na testa,resmungando baixinho e trocaram de lugar. Por essa nem Snape esperava. Como aquilo estava muito esquisito,a única coisa a se fazer foi continuar a aula normalmente,como se nada tivesse acontecido,mesmo com a insistência de alguns olhares curiosos.




—Er...Mione...




—Que é Potter?— os olhos de Harry se arregalaram e Draco percebeu o fora que tinha dado. Agora teria que se fingir intimo de Harry e Rony,o que não lhe agradou nem um pouco.




—Mione....cê ta bem?— Rony perguntou meio receoso ,com medo de sobrar pra ele também




—Ah....to ótima gente...só um pouco aérea hoje, nada demais.




—Ah ta...mas que lance foi aquele no começo da aula?




—Como eu disse eu to voando hoje,nem vi onde eu tava indo sentar...agora vamos prestar atenção na aula neh.— Draco ficou impressionado em como foi convincente,os dois garotos apenas sorriram e voltaram para suas anotações. Ele olhou para Hermione,que agora era Draco,e ela parecia não estar tendo problema algum em se passar por ele. A aula correu sem maiores acontecimentos, com Hermione e Draco bastante cautelosos,pensando duas,três,quatro vezes antes de falar alguma coisa.




Agora já era hora do almoço,todos estavam se dirigindo ao salão principal,Hermione vinha distraída pelo corredor,pensando no concurso,quando do nada uma mão (junto com o resto do corpo é lógico) a puxa e a empurra contra uma parede. Ela quase deu um berro ao ficar cara a cara com Pansy Parkinson.




—Oi Draquinho.......— ela estava tentando se fazer de sensual,mas como ela é uma ridícula, a cena toda ficou ridícula junto.




—P-p-pansy?— Hermione estava acuada,assustada e desesperada




—Sabe parece ate que você ta com medo de mim— para Pansy isso era ótimo, enquanto Hermione pensava “Jura? Você lê pensamento eh”?




—Er...o papo ta bom,mas eu tenho que ir sabe...




—Ah,você não vai antes de cumprir sua palavra




—Cumprir minha palavra?




—Ora,não me diga que você não se lembra da nossa troca de favores?




—Hein???— a pobre Mione,mais perdida que cego em tiroteio, estava prestes a gritar por socorro,quando....




SMACK!!!!!!!!!




Inesperadamente Pansy tentou beijar Hermione (que ela achava ser Draco),mas como Hermione tinha ótimos reflexos,não passou de um selinho inofensivo. Ela empurrou Pansy e começou a berrar no meio do corredor,atraindo a atenção de todos que passavam indo almoçar.




—SUA LOUCA,TARADA,PERVERTIDA,TA PENSANDO O QUE? VOCÊ ACHA QUE PODE IR CHEGANDO E ME BEIJANDO ASSIM? SUA BARANGA DESCARADA,SEM NOÇÃO E........




Todos olhavam atônitos a cena. Draco Malfoy,que se gabava de ser “o pegador” da escola dando um ataque histérico (com mão na cintura e tudo) porque uma garota o beijou? Pra completar aparece Hermione,que era o verdadeiro Draco e o arrastada para longe de todos. Pronto,agora os dois eram oficialmente a fofoca do momento.




—Garota você ta louca de fazer um escândalo daquele? Perdeu o juízo foi?




—Você não tem noção do que aconteceu! Aquela cara de buldogue velho e flácido me beijou!




—Ah é? Saiba que as coisas não anda muito bem pro meu lado também não. Alem de ter que agüentar olhares apaixonantes do Potter bobão ,tive que vir o corredor inteiro com ele abraçado em mim. Kra como eu me sinto usado!!!!!!




—Olhares apaixonantes? Como assim? Me conta isso direito?— então Harry lançava olhares apaixonantes para ela e ela nunca havia notado? Burra,burra,mil vezes burra!!!!!! Isso a levou a outra questão.




—O Harry! Por Merlin, eu me esqueci dele! Ai agora é que vai tudo por água abaixo.




—Hein? Como assim?




—Olha Malfoy,eu sei que você não da a mínima pra mim ou qualquer coisa que tenha a ver comigo. Mas acontece que eu e o Harry...bem..nos finalmente estávamos começando a nos entender sabe...




—Há...eu sabia que tinha algo mais...só amigos neh...sei..




—Cala a boca! Enfim...o que eu quero dizer é que você vai ter que continuar a minha obra...




—A não..para tudo....nem vem...




—Malfoy é serio! Eu tava quase conquistando o Harry...você não pode por tudo a perder. Senão eu...eu...aproveito que estou no seu corpo e apareço no jantar só de cuecas com uma plaquinha escrito EU AMO O POTTER!




—O que? Ah não,você não teria coragem,você não faria isso comigo...




—Ah não eh? Experimenta então! Eu vou fazer você pagar um monte de micos.




—Ah é? E eu faço o mesmo com você!




—Pode fazer,afinal eu não tenho nada a perder....agora você...imagina quando seu pai ficar sabendo?




—Arghhhhhh.......eu te odeio sangue ruim! Ah,mas você já sabe disso neh? O.k,já que não tenho opção mesmo. Agora você também vai ter que fazer uma coisinha por mim....




—Ai não....já sei,fazer o mesmo com a Pansy....— a coitada já estava com ânsia de vomito em pensar na buldogue flácida..




—Bem,tem a ver com a Pansy,mas é ao contrario. Eu quero que você a tire do meu pé.




—Que?? Só isso? Porque você já não fez isso pessoalmente?




—Ah você sabe neh....eu sou homem..não consigo dizer não..mesmo ela sendo meio barangona e tals...




—Homens.....humpf...mas então...temos um acordo?




—Sim. Espero que seja isso mesmo que você quer Granger,pois quando você voltar pra esse corpinho aqui,vai ter um Potter apaixonado babando por você.




—Aêêê....assim que se fala....e a Pansy vai tar correndo de você como diabo foge da cruz.




—Mal posso esperar.




—Ah e Malfoy olha lá hein....vai com calma...lembre-se que sou eu,não você,então nada de ir se jogando no coitado do Harry.




—Ai já sei...já sei..é só eu ir devagar quase parando que ele nem vai desconfiar de nada




—Ei,eu também não sou assim neh...




—Claro Granger,claro....o mesmo pra você,sou eu,então seja curta,grossa e direta. E se possível faça ela chorar




—Xá comigo!




—Kra nunca pensei que falaria isso,ainda por cima pra um sangue ruim como você,mas ate que a gente pode dar uma boa dupla.




—Pronto. Acho que agora nada mais me surpreende.








-------------------------------------------------------------------------------------------------



Oi pessoal só queria agradecer a todos que estao lendo a fic,e quem deixou comentários tambem! Agora é o seguinte : no começo eu pensei numa H/Hr,mas acebei gostando da ideia de uma D/H, então resolvi fazer um triangulo amoroso(eita novela mexicana!),e no final ver no que da. O que voces acham? Concordam? Têm outra sugestao? É só comentar e dar um toque blz? Entao ate a proxima!!!!!!!














Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.