FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Uma Visita Inesperada e Rápida


Fic: SENTIMENTOS


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

-Onde você está me levando Gina? – perguntou Harry, pois sua namorada estava se enfiando no meio de um monte de mulheres.
-A Mione vai jogar o buquê. Quero que você me dê sorte.
Harry não acreditava no que estava ouvindo. Gina queria o buquê?
-Pra quê você vai pegar o buquê? – perguntou ele.
-Ora pra quê... Você sabia que aquele buquê é feito de flores muito raras? Eu o quero pra mim. A Hermione ia me dar, mas as mulheres começaram a pedir pra ela jogar. Agora eu preciso contar com um pouco de sorte.
Ele se aliviou um pouco. Ela não estava falando exatamente de casamento.
-Como a Mione conseguiu as flores? Você não pode conseguir também?
-Ela usou a inteligência dela. As flores são mágicas. Você que as faz. Mas é uma magia realmente difícil Harry.
Ele olhou para as flores, realmente eram lindas. Eram rosas azuis com as bordas prateadas, e eram naturais. Harry lembrou que a amiga lhe comentara que ia fazer o próprio buquê. Dissera que as flores nunca murchariam, e isso simbolizava o amor eterno.
-Boa sorte então meu amor. Estou torcendo por você. Mas me diz uma coisa. Por quê a Hermione não vai guardar o buquê pra ela?
-Ela disse que três flores para ela eram suficientes. Ela já as guardou na casa em que ela e Rony vão morar.
-Mas por quê três?
-Ela não quis me dizer. Mas eu acho que é...
-MULHERES EU VOU JOGAR O BUQUÊ... – gritou Hermione, que estava encima de uma cadeira de madeira.
-Deixa-me ir agora Harry.
Dizendo isso Gina deu-lhe um selinho e saiu, se dirigindo o mais próximo de Mione.
-NÃO VALE USAR MAGIA! – Gritou Hermione novamente.
A melhor amiga de Harry estava muito mudada. Ganhara curvas acentuadas. Deixara o cabelo crescer até quase a cintura. Estava mais linda do que nunca, mas havia algo de diferente nela. Harry não sabia dizer se tinha haver com o casamento, mas sua pele estava muito mais brilhosa que um mês antes...
-Será que...? Mione...- sussurrou Harry, quando seu amigo Rony se aproximou.
-Ela está cada vez mais linda, não acha Harry? – Rony a olhava abobado.
-A Mione sempre foi linda cara. Mas me diz uma coisa...
Nessa hora Hermione começou a contagem pra jogar o buquê.
-1, 2, 2 E MEIO, 3 E FOI... – as mulheres deram gritinhos, todas levantaram as mãos. Luna tinha até tirado o chapéu para entrar naquela aventura. Neville estava perto torcendo cruzando os dedos.
O buquê caía, e Harry não sabia porque, mas queria que Gina o pegasse. Olhou impaciente a queda das flores.
E elas caíram nas mãos da garota que estava mais à frente. Nas mãos de uma mulher também com curvas acentuadas, com cabelos ruivos compridos até a cintura. Nas mãos de Gina.
-Yes! É isso ai meu amor! – disse Harry feliz. Gina estava radiante. Arrumava seu vestido de seda lilás, que ficara amarrotado justamente nas curvas dela. O vestido ia até os joelhos e era de alça transada. Ela era a madrinha de Hermione e Rony, assim como Harry era o padrinho dos dois. Harry vestia um terno cinza com a camiseta por baixo azul marinho.
-Eu peguei! Eu te amo Harry! – Ela veio na direção dele e o abraçou. Ele a girou, e ela ficou com os pés suspensos no ar.
-Agora eu tenho que guardá-lo, eu já volto.
-Está bem.
Harry sentou num banco de madeira. Do seu lado sentou-se Lupin e do outro Sirius.
-É... Agora não tem como escapar Harry... – Começou a dizer Lupin sorrindo.
-Vai ter que se casar – completou Sirius.
-Vocês dois podem rir. Mas tanto eu quanto Gina ainda podemos esperar.
-Mas ela pegou o buquê Harry... – Vinha Fred falando.
-E depois que pega o buquê tem que casar. – Completou Jorge.
-Eu sei que ela é irmã de vocês... – Começou a falar Harry, que já começava a ficar apreensivo – Mas nós temos o nosso próprio tempo.
-Calma Harry! Estamos só de brincadeira. – Disse Fred.
-Vai mais uma cerveja amanteigada? – perguntou Jorge.
Harry aceitou. Passaram o resto da festa conversando besteiras, e contando histórias. Lupin foi embora antes da noite cair por completo. A festa durou até de madrugada. Mas lá pela meia-noite os noivos se recolheram para sua nova casa, que ficava perto dali. Harry esquecera de perguntar a Rony, o que estava pensando antes de Hermione jogar o buquê.
Assim que a festa acabou, Harry e Sirius voltaram para casa aparatando, assim como os noivos tinham ido. Harry se despediu de Gina com um beijo estalado.
-Até mais meu amor!
-Tchau Harry.

A casa onde eles moravam era muito parecida com a Toca. Só era um pouco menor. Para Harry era perfeita. Seu padrinho costumava cuidar do jardim, onde havia muitas plantas de diversos tipos. A casa cheirava a sândalo. O quarto de Harry era grande, havia uma cama de casal feita de madeira na cor mogno. Os lençóis eram brancos e sempre bem estendidos na cama. Harry amadurecera e já cuidava melhor de seu quarto, mas de vez em quando ainda deixava uma bagunça. Roupas fora do cesto, penas e pergaminhos espalhados. Mas tudo se resumia em uma palavra a ele: conforto.
O quarto ficava no segundo andar da casa, o de Sirius também. Havia o sótão onde ficava a Edwiges durante o dia, ou quando estava cansada. As janelas da casa eram grandes e a casa sempre estava bem ventilada.
Cansado Harry deitou em sua cama, tirou os óculos que ele ainda usava e se virou para um lado e dormiu. Ele já não tinha mais pesadelos nenhum. Depois que Voldemort morrera e a cicatriz desaparecera a vida dele dera uma volta de 360ºgraus. Pode dormir naquela noite tranqüilamente. O único sonho que teve foi com a Gina dizendo sim ao pedido de casamento que ele estava fazendo a ela. Não sonhou com mais nada.
Acordou como se tivesse dormido um bocado. Devia ser nove horas da manhã, olhou no relógio para confirmar. Estava certo. Foi até o banheiro para se lavar, quando ele olhou para o lado levou um susto.
-Oi Harry!
Era a irmã de Fleur no banheiro dele! Como ela tinha ido parar ali?
-O que você quer aqui?
-Com quem você está falando Harry? – Era Sirius que abriu a porta do banheiro. Harry com o susto olhou para ele.
-Com a...- ele olhou para o lado, a garota não estava mais ali.
-Com quem?
-Bem... É que a Edwiges passou pela janela voando... – mentiu ele ao padrinho. O que ele ia pensar se soubesse que uma garota estava ali?
-Ah então ela está por aí. Não a vejo desde ontem de manhã. Bem eu vou sair. Nos vemos mais tarde. Acho que arrumei outro emprego. Tchau Harry.
-Tchau Sirius. Boa sorte!
Harry ficou aliviado quando o padrinho saiu. E surgiu uma raiva de repente. Quem aquela garota pensava que era para fazer essas aparições? Ela já estava causando problema. Harry resolveu pesquisar sobre a escola dela para ver se ela podia sair assim, à vontade. Teve um sobressalto horrível. Ele leu num livro sobre a Beauxbatons:
-Dentro das dependências da escola não se pode aparatar...
Ele releu mais duas vezes não acreditando. Gabrielle, a irmã de Fleur Delacour, estava dando um jeito de sair da escola só para aparatar e ir vê-lo. Ou não?
-Será que isso tem outra explicação?
Ficou ali sentado na frente do livro, na escrivaninha do seu quarto. Absorto em pensamentos.

Naquele mesmo dia ele foi a Toca para ver Gina, e chegando lá encontrou Rony e Mione, de mãos dadas, sentados na mesa da cozinha. Os dois esbanjavam um sorriso de orelha a orelha. Harry que estava pensando em falar com Fleur sobre Gabrielle, acabou esquecendo. Quis saber porque tanta felicidade.
-Desculpa Harry, mas eu preciso buscar algumas coisas que eu deixei aqui na Toca. Já volto cara – assim Rony saiu deixando Harry e Hermione sozinhos.
-Eu sei que vocês estão felizes por causa do casamento... – Começou a dizer Harry. Mas nessa hora ele reparou novamente no brilho da amiga e parou de falar. Estava obvio demais o motivo da felicidade dos dois.
-Hermione você...
Ele não conseguiu acabar de falar, pois ouviu uma voz familiar.
-Harry...
-Você ouviu isso Mione?
-Não. O quê?
-Nada não, acho que eu não dormi direito. Estou ouvindo coisas.
Ele riu. Mas a voz se fez presente de novo.
-Harry...
Ele tinha certeza que era a voz de Gabrielle.
-Eu vou tirar essa história a limpo...
-Do que você está falando Harry?
-Nada Mione, eu já volto. Vou falar com Fleur.
-Mas ela...
-Ela o quê?
-Ela está dormindo junto com Gui lá no ex quarto de Fred e Jorge.
Era verdade, os gêmeos tinham se mudado para Londres recentemente, e por causa da festa, Gui e Fleur deviam estar descansando. A voz parara. Gabrielle devia estar fazendo uma brincadeira de mau gosto com ele.
Harry mais uma vez olhou para Hermione, ele precisava saber se era verdade...
-Mione?
-Sim Harry – ela respondeu, com um sorriso radiante para Harry.
-Desde do início desse mês você anda diferente, antes eu achei que era por causa do casamento. Mas ontem durante a festa eu pude ver como você estava radiante e eu tive certeza que não era só por causa do casamento. Eu pude ver em você as mudanças.
Harry a olhou com doçura, ela tinha se tornado uma irmã para ele. E agora ela era uma mulher. E estava esperando um bebê. Harry sabia disso.
-Você está grávida, não?
Ela que o olhava com curiosidade, arregalou os olhos, e sorriu.
-Eu ainda não tenho certeza, pois não fui ao médico. Mas eu sinto que sim. Mas como você soube?
-Já te disse. Você está diferente.
Ela ficou de pé, e Harry aproveitou para abraçá-la.
-Seus olhos parecem brilhar muito mais. O Rony já sabe?
-Eu disse hoje a ele. Ele ficou muito feliz, mas eu também falei que estava com dúvida.
-Então vá ao médico e tire essa dúvida. Certo Mione?
-Sim Harry, eu já marquei uma consulta para amanhã. Rony vai ir junto comigo.
-Bem... Agora me deixa ir, se não a Gina vai achar que eu não estou aqui. Tchau e se cuida.

-Oi Gina – Harry a pegou pela cintura – Como você está?
-Enjoada...
-Do quê?
-A comida da festa não me fez bem.
-Você sabe que não pode comer muita besteira. Você não é acostumada com tanta coisa.
-E ai, você está bem?
-Eu estou melhor agora, com você. – Ele sorriu maliciosamente.
-Ai Harry. Cócegas não.
Assim ele se divertiu com Gina um pouco. Quando chegou a hora do café da tarde, eles desceram. Harry viu Fleur.
-Oi Fleur.
-Olá Harry!
Ela já não tinha muito o sotaque francês.
-Posso conversar com você a sós?
-Claro.
Eles saíram para o pátio da Toca.
-Bem eu tenho uma dúvida sobre sua irmã...
-Gabrielle?
-Sim.
-O que tem ela?
-Eu a vi ontem e hoje pela manhã.
-Mas não é possível! Ela está na escola.
-Ela ainda não acabou a escola?
-Ela está no último ano.
-Mas eu posso afirmar que a vi ontem e hoje.
-Eu vou enviar uma carta para a escola perguntando sobre ela.
-Está bem. Mas não fala com mais ninguém sobre eu ter visto ela. Talvez eu esteja tendo alucinações...
-Com minha irmã? – Ela olhou bem para ele. – Acho que não Harry. Acho sim que ela está brincando com você, afinal de contas ela é apaixonada por você desde que a salvou.
-O QUÊ??
-Isso que você ouviu.
-Mas ela sabe que eu namoro a Gina, e ela é muito mais nova que eu...
-O amor é um bicho estranho mesmo Harry. Mas não se preocupe, ela não fará nada.
-O que você quer dizer com isso?
-Esse medo que vocês tem de descendentes de Veelas... Gabrielle é minha irmã e sei que não faria nada.
-Como assim nada?
Mas Fleur já entrara de volta para a Toca.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.