FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. O falso Herdeiro


Fic: A única que ele amou


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capitulo 8-O falso Herdeiro de Slytherin

Ele me mataria se eu contasse. Estava me ameaçando! Eu não tinha o que fazer, senão... arriscar. Ele não quis me matar naquela noite, talvez não me matasse mesmo se eu contasse. E, se sim, era injusto milhares de alunos morrerem por que eu fora covarde.
Encontrei-o no Saguão de Entrada uma semana depois, indo para o Salão Principal.
- Tom – gritei. Ele parou e me esperou – Vou contar ao professor Dumbledore!
- Já te disse o que vai acontecer, Manchester.
- Sei o que vai acontecer – retruquei – Mas antes eu do que meus amigos. Seria injusto da minha parte. Eu não tenho medo de você, Tom – (que mentira!) – e não vou deixá-lo se sair bem dessa jogando sujo. Sei o que vou fazer, não importa o que diga.
- E se eu disser que é bom você ter cuidado, por que sua amiguinha de sangue sujo, Willow, estará saindo de uma detenção esta noite, sozinha? Pode acontecer algum, hã, acidente com ela – ele sorriu malevolamente.
Eu abri a boca para retrucar, mas não consegui pensar em nada para dizer. Ele alargou mais o sorriso e se afastou.
Acordei no dia seguinte, preocupada. Não tinha tido coragem de contar nada a ninguém, mas pelo menos, Willow voltara da detenção viva e inteira, apenas reclamando do fato de que tivera que polir milhares de vezes os troféus da escola.
Eu não vi Rúbeo o dia inteiro, ele estava desaparecido desde a noite anterior. Tentei encontra-lo em todo lugar, mas ele parecia ter evaporado. Só o vi a noite, saindo do castelo, acompanhado de Dumbledore e três homens que pareciam ser do ministério da magia. Tentei chama-lo, sem sucesso. Ele estava levando seu malão embaixo do braço e uma enorme caixa no outro. Percebi que estava chorando.
Corri para o andar de cima e ouvi alguém soluçando e chorando em uma sala que devia estar vazia. Entrei e vi Willow, chorando abraçada em Matt, que afagava seus cabelos, e Sam, mais atrás, apoiado na parede, olhando desolado para o chão.
- Gente? Pessoal, o que aconteceu? Aonde... Para onde levaram Rúbeo?
Eu meio que sabia a resposta antes dela vir realmente. Meu cérebro trabalhava lentamente, mas eu estava quase compreendendo...
- Hagrid foi expulso. Ele abriu a Câmara Secreta – disse Sam, ainda olhando para o chão.
- Eu nunca imaginei – chorou Willow – de todas as pessoas, eu sempre achei que Rúbeo... Ele era nosso amigo!...
- Devíamos ter imaginado – disse Sam – Ele desaparecia o tempo todo, não é? Sumia sem dar explicação... E sempre se interessou por monstros. Mas talvez ele não tenha feito de propósito... Sempre achou que monstros fossem bichinhos de estimação...
- Vocês... vocês não estão me dizendo que realmente acreditam nisso, não é? Não foi o Rúbeo! Ele nunca faria isso – disse aparvalhada.
- Mas levaram ele, Clear – soluçou Willow – Então só pode ser o culpado. Não o levariam se não fosse.
Eu saí de lá o mais rápido possível. Os meus olhos estavam cheios de lágrimas e eu não estava vendo direito por onde andava. Mas precisava falar com Rúbeo, com Dumbledore, precisava mostrar que estavam enganados... Então esbarrei em alguém no meio da escadaria de mármore. Era Riddle.
- ESTÁ SATISFEITO? – gritei furiosa – ELE FOI EXPULSO POR SUA CAUSA! NÃO TEM PAIS E HOGWARTS ERA SEU MAIOR SONHO E VOCÊ DESTRUIU TUDO! – eu tentei chutá-lo, socá-lo, qualquer coisa – EU ODEIO VOCÊ!

N/A:
Ai...milllll desculpas!Vocês devem estar querendo me matar né...!
É que meus professores me passaram um monte de trabalho e um monte de prova!Eu não consegui entrar na internet direito!
Bom agora que deu uma aliviada,hehe eu vou tentar atualizar o maximo que eu puder!Antes que eles voltem a fazer isso...
Mais tarde eu posto o proximo ok?
Não deixem de comentar hein...
Bjuss!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.