FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

26. Epílogo


Fic: The Marriage Bed


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Oi, oi povo! Eis que chega ao final mais uma adaptação. Foi muito bacana fazê-la, me fez treinar um pouco me espanhol já que alem de pegar a versão resumida em português, peguei a estendida que estava em espanhol pra comparar e alterar algumas coisas, fora os meus pitacos, é claro. ^^
Foi gostoso pegar um projeto parado e devolver a vida para a história, talvez não tenha agradado a todos, mas fiz meu possível.
Gostaria de agradecer a todos que acompanharam a fic, lendo, comentando, votando, o meu muito obrigada a todos! De coração.


Nana: Sua sumida! Saudades de você, saindo um Draco sob encomenda pra você! ^^


Carla: Espero sinceramente que sua mãe melhore, continuarei rezando por ela.
Muito obrigada por acompanhar a fic, cada comentário seu fez a diferença.


Nataaalia: Sim, é triste quando acaba uma história, faz o coraçãozinho ficar apertado, mas sempre virão outras. ^^


Leleu: Fico muito feliz que tenha gostado da história, também sentirei falta de escrevê-la, mas sempre poderemos reler. ^^


Pacoalina: Obrigada pelo apoio flor. Espero que goste do epílogo.


Taina: Está chegando flor, está chegando... ^^


 


Muitos beijos pra todos, um especial pra Aninha que sempre acompanha tudo, se não por aqui, por MSN, e-mail e por aí vai... ^^


 


Ps: Promessa é divida, eis o link da minha nova adaptação.


http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=44137


 


 


*****


 


— Quero subir. — Draco disse dando voltas pelo longo corredor, parou no fim da galeria de Malfoy Park, roendo a unha do polegar — Mas que droga, por que não posso subir?!


Harry despejou um pouco de vinho do Porto numa taça e ofereceu a ele.


— Homens não podem entrar — declarou, pela milionésima vez.


— Que estupidez! Afinal, nós somos a causa de tudo isso! — Passou os dedos pelos cabelos.


Detestava aquela espera, aquela impotência. Estava tão assustado que pensou que fosse desmaiar.


Seu cunhado ofereceu-lhe novamente o vinho.


— Tome outro gole.


— Não quero beber. Como você pode ficar assim tão calmo?!


Harry suspirou e pôs a taça na mesa.


— Sei como se sente, creia-me. E não estou calmo. Apenas disfarço melhor que você.


Um grito veio até eles a partir do topo das escadas, um grito de dor intensa, que era sufocado por uma porta. Aquele grito doeu fundo nas entranhas de do loiro.


— Eu vou subir!


Harry o segurou.


— Você não pode!


— Deus do Céu! — sussurrou transtornado, recomeçando a andar de lá para cá. — Já está quase amanhecendo. Até quando vai durar isso!?


— Para sempre.


Ouviram mais passos lá em cima, passou-se mais uma hora e nada aconteceu. O medo de Draco aumentava a cada segundo, e ele quase perdeu o juízo quando ouviu outro grito de agonia de sua esposa.


— Vou subir. Hermione está precisando de mim — Harry tentou segurá-lo, mas Draco conseguiu se esquivar. No andar de cima, Ginevra o interpelou.


Nada, em toda a sua vida, lhe causara tamanha ansiedade. Se deteve respirando fundo.


— Hermione?


— Está bem. — a ruiva respondeu de forma tranquila — Eu saí porque achei que você deveria estar preocupado.


— Preocupado?! — era uma descrição tão falha do que sentia que o loiro teve vontade de rir.


Ela tocou-lhe o braço.


— Vamos... — disse o guiando para baixo, mas ele resistiu — Draco... — disse com firmeza —  Não pode ajudar. Só iria atrapalhar, venha.


Ele obedeceu, embora relutante.


— Esse tipo de coisa leva tempo —  disse a ruiva — Eu mesma fiquei em trabalho de parto por dois dias.


— Deus! Dois dias mais disso e terão de me internar no manicômio!


Ela deu uma palmadinha confortadora no ombro dele.


— Ela está bem, é verdade.


Voltaram para a galeria.


— Tudo está indo bem — disse Ginevra para o marido e subiu as escadas.


Outra hora se passou, outra eternidade até que a ruiva voltasse a sair do quarto. Draco estava no outro lado da galeria, quando ela o chamou:


— Draco?


Ele começou a correr, e já estava perto dela quando lhe disse:


— Agora você pode entrar.


— Hermione está bem? — gritou correndo para sua cunhada.


— Ótima. — falou abrindo caminho para ele passar e seguindo-o.


Ele tinha de constatar por si mesmo. Subia as escadas de dois em dois degraus e entrou no quarto, passando pelo Dr. Slughorn quase o atropelando. Viu sua mulher, tão pálida, de cabelos tão desordenados... Aproximou-se dela com um nó na garganta. Parecia tão cansada!


— Hermione... — caminhou para perto da cama e viu o bebê em seus braços, tão pequeno e cor-de-rosa, com um nariz minúsculo. — Hermione... — repetiu, pois não conseguia dizer outra coisa além do nome dela. Ajoelhou-se ao lado da cama.


A jovem esticou a mão e acariciou os fios loiros do marido.


— O que aconteceu com aquele homem forte, com quem me casei? — ela afagou-lhe o rosto.


Seu coração começou a bater violentamente, apertou sua mão com a dela e a beijou. O que um homem poderia dizer num momento como esse? Não havia palavras.


— Draco... — disse enquanto era beijada pelo rosto e cabelo — Eu estou bem o bebê está bem. Acalme-se.


— Tem certeza?


Ela fez que sim com a cabeça mordendo o lábio, enquanto o olhava, finalmente disse:


— Temos uma menina.


— Uma menina?


Surpreendido, se levantou e olhou o bebê de novo, observando como o choro foi se transformando em leves soluços, enquanto se aninhava nos braços de Hermione, procurando o seio da mãe. Uma menina... Se aproximou mais, estudando o bebê diante da luz fraca da lamparina e, em seguida, viu a covinha no canto da boca. A alegria explodiu em seu peito como uma onda e começou a rir. Uma menininha.


— Uma garotinha! Ela é linda! Por Deus, como é linda! Parece-se tanto com a mãe.


— Pare com isso, Draco! — Hermione sorria.


— É verdade — olhou para a cunhada que estava na porta ao lado do doutor — É linda como a mãe, não é, Ginny?


A ruiva sorriu.


— Acho que tem razão.


— Claro que tenho! — voltou o olhar para a esposa — Veja. — tocou a cabeça da criança, acariciando com cuidado a penugem castanha, fina, quase invisível que a coroava. — Tem os cabelos idênticos aos seus, e esta covinha, céus, que boquinha tão, tão bonita — riu feliz — Os olhinhos são da cor da lama da lagoa, uma lagoa inteira só para ela...


Dessa vez foi Hermione quem riu. O loiro contemplou sua linda menininha e sua bela esposa. Sim, pensou, seus olhos eram idênticos, os cabelos como um belo entardecer e um coração tão bom e grande para amar alguém como ele. E, além disso, Draco tinha um filho forte e saudável dormindo no quarto dos meninos. Como, afinal, um sujeito tão irresponsável como ele poderia ter merecido tanta sorte na vida?!


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 6

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Dark Moon em 07/04/2013

está é sem duvida uma das fanfics mais lindas que já li na vida. sem duvida alguma. =D

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Pacoalina em 15/08/2012

que pena que acabou!mas adorei!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por taina cullen em 15/08/2012

nem acredito que acabou!!! Parabéns por mais uma adaptação maravilhosa!!!
Heheheh estou ansiosa pela proxima. bjoks
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por H. Granger Malfoy em 13/08/2012

Acabou... Nem acredito! Enfim, adorei essa fic e cm certeza irei acompanhar sua nova adaptacao! Bjs

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Carla Balsinha em 13/08/2012

alô querida....obrigada por me fazer distrair um bocadinho....a minha mãe partiu na semana passada,foi em paz amiga,eu sei que ela está bem e eu sinto uma paz imensa....

beijinhos grandes

carla cascão

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por leleu_mione em 13/08/2012

Bem é o fim, só nos resta reler e partir para a sua nova fic, estarei lá acompanhano também, beijos.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.