FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Cada recusa, uma nova experiên


Fic: Atormentado por Gina - As aventuras de um bruxo TARADO


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Era Gina Weasley... e estava deitada na cama... sua imaginação viajou... estava ali, deitada, a mulher que tanto amava, aquela pela qual sentia um tesão incrível, a única com quem mais queria fazer amor... a menina vestia uma saia de tecido muito leve, relativamente curta, que, por estar uma das pernas flexionadas, havia subido mais ainda, permitindo a visão quase que total das coxas, finalizando num vértice escurinho, pouco iluminado, mas dando a certeza do conteúdo... na parte de cima, usava uma blusinha também leve, solta que deixava transparecer, que a ruivinha não usava nada por baixo, pois os bicos dos seios estavam marcando o fino tecido.

O pau de Harry endureceu imediatamente, mostrando sob o fino tecido de sua bermuda, as excelentes intenções para com a moça... a ruiva arregalou os olhos extasiada, notando a grande vontade o rapaz... ele fechou a porta sentindo que finalmente Deus, Merlin, ou seja lá quem fosse estava finalmente sorrindo para ele, mas quando se virou novamente para apreciar a cena, deparou-se com os amigos, Hermione e Rony, que estavam escondidos no banheiro para lhe fazer uma surpresa.

A situação ficou um pouco constrangedora, pois o casal também notou a grande excitação do rapaz... Harry tentou, em vão, disfarçar o fato de estar com o pau duro, simulando um sorriso para relaxar o ambiente, mas era tarefa quase impossível, afinal de contas o volume era grande. Rony ficou muito vermelho com o estado do amigo, mas Hermione sentiu uma ardência gostosa no meio das pernas e ficou com uma vontade insana de se ajoelhar defronte o amigo, liberar o pau da prisão em que se encontrava e colocá-lo na boca, para sentir aquele gosto que tanto apreciava... mas o que aconteceu foi uma risada... todos foram ao encontro de Harry para abraçá-lo... primeiro Gina, seguida por Rony e finalmente a morena, que, devido ao tesão, encostou sua pélvis no pênis ainda duro do rapaz, provocando ciúmes nos irmãos Weasley.

Ainda sentindo aquele clima pesado, os irmãos explicaram que tinham resolvido passar todas as férias em companhia do amigo, pois estavam cansados de gastar seu tempo livre em família. Hermione, por sua vez, contou que seus pais haviam viajado para os Estados Unidos, para participar de vários Congressos e que não estava nem um pouco a fim de ir junto. Harry ficou esfuziante em saber que não ficaria sozinho por muito tempo, e muita, muita perversão passou pela sua cabeça.

Como o quarto tinha somente uma cama de casal, Harry dirigiu-se a recepção da pousada para solicitar outro para seus amigos... o atendente informou que a pousada estava lotada, mas que havia disponível um outro quarto, porém, também mobiliado só com camas de casal... duas na verdade... Harry aceitou prontamente a troca, ficando ainda mais feliz e animado.

Voltou em seguida para a companhia dos amigos e informou-os da nova situação... todos ficaram aliviados por saber que teriam onde ficar. Chegando ao novo quarto, depois de um pouco de discussão, ficou decidido que os meninos ficariam em uma cama e as garotas em outra... Gina assim achou que ficaria livre das investidas de Harry, pelo menos enquanto o irmão e a amiga estivessem presentes... mas não era o que os incessantes contrações em sua boceta denunciavam.

As amigas entraram no banheiro para colocarem seus biquínis, enquanto Harry e Rony trocavam de roupa ali mesmo... Hermione ao ver a amiga nua, elogiou seu corpo, não deixando de admirar os seios, a boceta lisa, muito rosada e sem pêlos, as coxas bem torneadas, enfim, todo o corpinho da amiga... notando o estado da morena, a ruivinha safada, ainda sem calcinha, pediu que a amiga lhe amarrasse a parte de cima, ao que, foi prontamente atendida... Devido ao estado de excitação, Hermione começou acariciando as costas de Gina, passando levemente as unhas por toda a extensão, provocando arrepios e suspiros profundos na ruivinha... Com o consentimento da amiga, a morena chegou mais perto, dando um gostoso abraço, encostando seus peitos já duros nas costas da outra, passando as mãos pelos seios ainda nus.

Devido à demora, Harry e Rony bateram na porta perguntando o porquê da demora. Ambas voltaram à realidade, vestindo rapidamente seus biquínis e saindo rapidamente do banheiro.

Os casais se dirigiram para a praia a fim de aproveitar ao máximo o lindo dia que se apresentava. As brincadeiras dentro da água foram divertidas... e Harry, tarado como sempre, aproveitou cada momento para esfregar seu pau na bunda das amigas e, ocasionalmente, passar a mão, sem intenção, nos seios ora de uma, ora de outra. Rony não percebia, pois parecia estar preocupado com alguma outra coisa.

Depois de um longo período, Rony e Hermione decidiram voltar para o quarto, deixando o outro casal deitado na areia. Harry aproveitou que estava sozinho com sua musa, para passar, com toda a calma, protetor solar nas costas, pernas e sob protestos de Gina, debaixo do tecido que cobria sua bundinha arrebitada. Que maravilha de bundinha!!! pensava o rapaz, procurando se controlar para não passar outra vergonha na frente de mais pessoas.

Chegando ao quarto e após fecharem a porta, Ron e Mione foram tirando suas poucas roupas para entrar debaixo do chuveiro, e tomar um banho juntos. A água morna caía por sobre seus corpos nus deixando-os pra lá de excitados. Hermione ensaboava demoradamente o corpo de Rony, detendo-se mais no pau, chegando a masturbá-lo demoradamente. O ruivo por sua vez, esfregava o que conseguia alcançar meio sem jeito. Depois de retirar toda a espuma, a morena começou a chupar aquela vara cheirosa, provocando gemidos e carícias em seus cabelos. O gozo veio rápido e abundante, visto o tempo que o rapaz estava só na bronha.

Hermione se levantou dizendo que era sua vez... Rony se ajoelhou e olhou de frente aquela bocetinha deliciosa... levantou uma das pernas, colocando-a sobre seu ombro para ter livre acesso aquela grutinha já cheirosa. O ruivo lambeu e chupou, tanto o clitóris quanto os sucos que escorriam pelos grandes lábios... o cuzinho também não foi esquecido, fazendo tremer as pernas da morena, que também gozou, não tão forte quanto desejava, mas muito gostoso.

Tiveram que interromper a brincadeira, já que escutaram a porta bater com força, deixando ambos com muita curiosidade. Acabaram o banho rapidamente e saíram, para ver quem era. Gina estava deitada de bruços sob a cama, chorando. Rony recolocou o calção, a pedido da namorada, para conversar com Harry, e Hermione ficaria para conversar com a amiga.

Com a saída de Rony, a morena sentou na beirada da cama acariciando os cabelos de fogo da amiga, perguntando-lhe o que havia acontecido para deixá-la daquele jeito. Gina, ainda com o rosto meio enfiado no travesseiro, disse que eles estavam dentro da água, abraçados, trocando beijos apaixonados, com as línguas se entrelaçando e que Harry tirou o pau de dentro do calção, colocando-o entre as pernas da namorada. Gina disse que ficou tão indignada com a falta de respeito, que saiu imediatamente da água, deixando-o sozinho sem nenhuma explicação.

Antes que a Hermione se manifestasse, Gina virou o rosto tendo uma visão maravilhosa. A amiga estava só de toalha, com as pernas entreabertas... com isto, toda a boceta de poucos pêlos estava à mostra, com os grandes lábios levemente abertos. O olhar de desejo que a ruiva demonstrava, resultou num convite para o banho, com o pretexto de que a água morna a deixaria mais calma, podendo raciocinar com mais clareza.

Chegando ao chuveiro, ambas ficaram novamente nuas, com a vontade de acabar o que tinham começado antes de saírem do quarto.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rony chegou à praia e encontrou Harry emburrado, sentado numa cadeira embaixo do guarda-sol. Para esfriar a cabeça, convidou o amigo para um passeio, querendo conversar sobre o acontecido caminhando e apreciando a vista. Contou, com um certo receio do ciúme de Rony pela irmã, que já não agüentava mais a recusa de Gina nas investidas feitas por ele... ela só permitia alguns beijinhos mais quentes, empurrando-o quando Harry pretendia algo mais.

O ruivo, a princípio com o rosto pegando fogo pelo ciúme e pelo constrangimento de estarem falando do relacionamento sexual da sua irmã caçula, foi se acalmando e entendendo que os sentimentos do amigo para com Gina eram sérios. Houve um momento de silêncio, quebrado por Rony, dizendo que assim que voltasse, iria conversar com ela, para tentar explicar-lhe que era normal que um casal que namorasse e se amasse tivesse um relacionamento mais íntimo, sem que aquilo fosse algo de outro mundo. Dito isto, deixou Harry sozinho com seus pensamentos, pois sentia sua pele muito clara começar a arder pela forte incidência do sol, e iniciou a caminhada de volta.

Harry ficou satisfeito por agora poder contar com a ajuda do amigo e continuou caminhando calmamente. Aproveitou para apreciar as meninas que estavam deitadas na areia se bronzeando. Após algum tempo, esbarrou com força em uma menina, que também estava caminhando no sentido contrário. Ambos caíram sentados, trocando olhares. O moreno arrumou os óculos, olhando mais demoradamente para aquele anjo caído do céu. Era uma loiraça, cabelos longos e ondulados, seios fartos, quase fugindo do pequeno biquíni, cintura fina, contrastando com um quadril grande. Como ela tinha caído de frente para ele, pode ver o volume que a boceta formava sob a calcinha do conjunto. Imediatamente o pau do rapaz endureceu, provocando um brilho nos olhos da garota.

Ele se levantou tentando disfarçar o volume, ajudando a garota a se levantar. A proximidade dos corpos foi inevitável, fazendo com que ambos sentissem a respiração quente do outro. A garota tomou a iniciativa dizendo chamar-se Mafalda Lovegood... Harry disse que já conhecia uma Lovegood, cujo nome era Luna. A loira disse-lhe que era uma prima distante, com quem tinha pouquíssimo contato.

Os dois se sentaram sob um guarda-sol e começaram a conversar animadamente. Aparentemente assuntos sem importância. Em dado momento a loirinha convidou Harry para tomar uma bebida no seu chalé, que ficava bem perto dali... convite que o safado prontamente aceitou, pois estava a ponto de explodir de tanta vontade de cair de boca na deusa loira que acabara de conhecer... os dois caminhavam bem próximos, tocando acidentalmente várias vezes os braços, provocando choques, tal o estado de excitação dos dois.

Ao entrar no chalé, Mafalda mostrou o bar para o novo amigo, dizendo que iria tirar o sal e areia do corpo. Enquanto Harry preparava algo para beber, sem saber exatamente o que eram aquelas garrafas, a loira voltou usando um vestido branco, de alças. Veio andando com uma porta de vidro às costas, onde entrava bastante claridade, deixando antever, seus contornos por debaixo do vestido, e o fato de não estar usando calcinha, já que um tufo de pêlos podia ser notado. Já perto dele, o rapaz pode ver o contorno rosado dos bicos dos seios, quase ocasionando a queda dos copos já suados em sua mão.

A garota riu alto, visto a expressão de desejo que o bruxo deixava transparecer. Pegou um dos copos, caminhando e rebolando muito em direção à sala, sentando-se num sofá bem baixo. Harry a seguiu, não tirando os olhos daquela bunda, que mastigava gostosamente o fino tecido. Sentou o mais de frente possível. O volume provocado pelo seu pau, e que não desejava esconder, era constantemente observado pela loira, que tomou alguns goles da bebida, soltou o copo sob a mesa e começou a acariciar aquele membro, ainda por cima do calção, e olhando nos olhos do rapaz.

Harry também soltou o copo, segurando aquele rosto angelical entre suas mãos, dando-lhe, um suave, molhado e demorado beijo. Mafalda libertou o membro do moreno, fazendo Harry se recostar no sofá e abocanhando aquela cabeça já inchada. Ele logo percebeu que a loira era mestra nisso, levando o bruxo a serrar os dentes e gemer alto. Ao levantar os olhos, teve uma visão magnífica, atrás da moça existia um grande espelho, permitindo a visualização do cuzinho e da boceta, visto que o vestido era curto e tinha subido até a cintura da loira.

Ele não agüentou só ficar olhando, conseguiu virar sem que Mafalda tirasse seu pau da boca, posicionando o rosto entre aquelas coxas roliças, logo abaixo da boceta, iniciando o prazeroso processo de lamber aqueles lábios rosados. O prazer sentido pela moça era tanto, que mordidas na cabeça do pau eram dadas, e seus gemidos altos davam a perceber o tempo que a nova amiga deveria estar sem sexo. A grande quantidade de líquido que escorria daquela boceta era maravilhoso. Apesar da loira ser um monumento de mulher e chupar uma rola como ninguém, Harry não parava de pensar que logo, logo estaria fazendo tudo aquilo com Gina.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hermione e Gina realizavam uma dança sensual, esfregando mutuamente seus corpos, massageando aqueles cabelos ruivos, as costas macias, a bundinha pequena e durinha, chegando ao cuzinho. Ela virou a amiga, abaixando-se para saborear aquele anelzinho, que era num tom mais escuro, provocando na ruivinha um arrebitamento maior de sua bunda, deixando mais exposta sua boceta. A morena ficou agradecida, retribuindo a gentileza com suaves lambidas e chupadas. Gina virou-se, para que a amiga pudesse chupar com mais facilidade seu clitóris.

Com as duas mãos na boca para abafar o grito, o gozo veio forte... a ruivinha levantou Hermione e a empurrou suavemente de encontro à parede oposta do chuveiro, ajoelhando-se e iniciando, em retribuição, uma chupada desajeitada, mas deliciosa. O gozo veio delicioso, com um gostinho de quero mais. A morena puxou Gina a fim de agradecer-lhe com um beijo, e ao mesmo tempo, prolongar aquela nova experiência.

Rony abriu a porta do quarto, chamando pelas garotas. Ouviu suas risadas vindo do banheiro. Ficou aliviado. Sua irmã já deveria estar mais calma. Assim ficaria mais fácil falar com a ruiva. Ambas saíram enroladas nas toalhas, informado ao rapaz, que ele também poderia tomar seu banho.
As amigas conversavam animadamente, colocando suas roupas, enquanto o ruivo terminava seu banho e colocava uma roupa mais confortável, e informando a irmã que gostaria de conversar. Hermione fez menção de se retirar, mas foi segura pelo namorado, dizendo que gostaria que ela ficasse, pois necessitaria de sua opinião.

Durante a conversa, Gina ficou muito calada, já que não conseguia justificar os atos cometidos com Harry, diante dos argumentos de que não era mais uma menininha e que as intenções do namorado eram as melhores, inclusive, seus pais eram a favor do relacionamento. A ruivinha olhava incrédula para o irmão e para a amiga, que se resignava, somente, a balançar afirmativamente a cabeça com relação às afirmações do irmão..

A mente da moça tinha tantos pensamentos, que parecia estar tonta, muitos lembranças de oportunidades perdidas, muitos momentos de infantilidade nos quais poderia ter permitido o avanço de Harry. Mas mesmo assim, uma parte de si achava que deveria continuar assim, sem permitir grandes avanços. De repente um grande medo de perda dominou seu corpo. Parecia que estava caindo em um vazio, que estava perdendo o namorado, quase entrou em desespero, caindo em prantos, abraçada ao irmão.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mafalda parou de chupar, beijar a melar aquela delícia, fazendo com que Harry ficasse mais confortável no sofá, e com um movimento rápido, sentou, de costas, com aquela maravilhosa bunda virada para seus olhos. Os movimentos da loira fazia sumir totalmente a vara do bruxo dentro daquela melada boceta. A visão daqueles movimentos e do cuzinho piscando, provocava que a vara do bruxo ficasse ainda mais dura, se isso fosse possível, e latejava a cada subida e descida.

Com as mãos acariciando aquela bunda, um polegar iniciou uma massagem no anelzinho da garota, provocando arrepios, e suspiros. Percebendo a real intenção do rapaz, Mafalda ergueu-se um pouco mais, segurando a base do pênis e posicionando o na entrada de seu ânus. A descida foi lenta, mas constante, gerando urros de prazer em ambos. Seu caralho sumindo naquele cuzinho era maravilhoso.

Harry não agüentou, levantou lentamente, sem tirar a vara de dentro da nova amiga, colocou-a ajoelhada no sofá, iniciando movimentos mais frenéticos, fustigando sem dó aquele cuzinho. A loira gozou algumas vezes, berrando e gritando, deixando escorrer pela parte interna das coxas, este líquido maravilhoso, perfumado e precioso. Não demorou muito, o gozo do rapaz chegou forte, enchendo aquele orifício já bem dolorido.

Os dois caíram sobre o sofá, suados, cansados, sentindo no ambiente aquele cheiro gostoso de sexo, sendo dissipado pela leve brisa que adentrava pela janela, refrescando seus corpos. Harry fez um esforço para se levantar, colocou as roupas, abaixou-se para dar um beijo de agradecimento. Chegando à porta, o moreno olhou para trás, sorriu e disse que gostaria de encontrá-la novamente.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rony e Hermione ficaram perplexos com a reação da ruivinha, não entendendo nada, mas com muita pena da garota. Após certo período de tempo, Gina se acalmou, dando total razão para os amigos, dizendo que iria fazer todo o possível para contornar aquela situação.

De repente, sentiram fome, olharam para o relógio e constataram que já estava na hora do jantar. Constataram, finalmente, a falta de Harry, provocando, em todos, a mesma reação: a de levantar e ir procurá-lo.

Saíram da pousada em direção à praia, enxergando imediatamente a figura do amigo. Estavam preocupados, e questionaram-no a respeito da demora, o que foi prontamente respondida com a afirmação de que simplesmente passeava pela praia. Gina lhe abraçou carinhosamente o pescoço, dando-lhe um beijo molhado, sentindo, imediatamente um gosto estranho na boca do namorado. A ruivinha perguntou o que era aquele gosto, visto que tinha acabado se sentir algo muito parecido na boceta da amiga. Novamente o rapaz informou que tinha chupado um sorvete de gosto estranho, por isso aquele gosto na boca. A desculpa não foi bem aceita, mas a fome era grande, e todos se dirigiram a um restaurante a fim de se divertirem ainda mais.

A refeição foi saboreada com muito uísque de fogo, discretamente conjurada por Hermione. Todos estavam muito alegres, rindo alto, e como já era muito tarde, todos se encaminharam para o quarto, a fim de descansar, pois, o dia seguinte seria muito melhor.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Meus abnegados leitores...

Obrigado pela sua paciência. Espero que tenha valido a pena esperar, que este capítulo venha a satisfazer seus anseios e expectativas. Que suas mentes viagem junto com a minha, fantasiando as situações, ficando excitados e suados.

Agradeço os comentários e gostaria que muitos outros fossem feitos, visto que suas idéias também são levadas em conta.

Tenham um bom dia, tarde, noite ou madrugada, e que suas mentes continuem tão criativas para levar mais sexo, alegria e... enfim sexo a todos (com muita proteção é claro).

Agradeço, mais uma vez, a colaboração da minha amiga Renata Di-lua Lovegood, na revisão final do capítulo.

Nos vemos no capítulo 3.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.