FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. 3


Fic: NC-16 APOSTADO Dramione by LandaMS Final


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

                                                                   3


Olhou-se mais uma vez no espelho. Parecia tão bonito como nunca estivera antes. Com certeza ela iria reparar.


_Ainda se arrumando?


Perguntou Blazio assim que entrou no quarto do monitor-Chefe. Draco o fitou pelo espelho.


__Sim, preciso impressionà-la.


Zabini sorriu.


_Qual a graça?


_Você. – Ele foi direto. – Desde quando você tenta impressionar uma garota Malfoy?


Draco o olhou meio zangado.


_Fica na sua Blás. Hermione não é qualquer garota...


_Eu sei. Você tem estado tanto com ela... Com eles na verdade, que até me faz duvidar que isso ainda seja uma aposta.


_Ainda é uma aposta.


Ele confirmou. Mas no fundo tinha enormes duvidas.


 Desde que conhecera melhor os grifinórios, vinha se perguntando se o que estava fazendo valeria a pena? Se valeria magoá-la no final?


Hermione merecia o que ia lhe acontecer?


 Afinal ela vinha se mostrando uma grande amiga. Uma garota incrível que no fundo ele sabia, não merceia o que estava por vir.


_É uma aposta. E eu vou ganhar. Marshell vai chorar quando tiver que colocar a Taça em minhas mãos.


_Espero que esteja certo disso. – Zabini se aproximou do amigo e o fitou atravez do reflexo. Draco também o fitou.


_Estou.


Blás deu um suspiro descrente e se afastou indo sentar em sentar na cama dele.


Draco terminou de arrumar a camisa e se olhou mais uma vez no espelho antes de se “enchotar” o amigo para fora do quarto.


_Até mais.


Blás respondeu e seguiu para outro lado. Lolí da Corvinal o aguardava no andar superior.


_Até mais, meu amigo apaixonado. – Falou para si mesmo e para o corredor vazio e silencioso


 


 


(***)


 


Ele estava lindo. Mérlin! Como ele estava lindo.


Podia existir garoto mais bonito do que ele sem fazer um pingo de esforço? Não. Não podia.


Por um momento, Hermione pegou-se suspirando pelo loiro, mas ao perceber que não fora a única, recobrou a postura imediantamente.


 Ele caminhava em sua direção e por um momento se sentiu enciumada e orgulhosa. Enciumada por saber que metade das meninas do corredor olhavam-no e suspiravam e orgulhosa por saber que era ela seu obejtivo final.


Viu quando Pansy Parkinson o parou e se insinuou para ele, virou o rosto evitando olhar a cena, pois sabia que ele desistiria de ir com ela  Hogsmead caso ela pedisse. Sabia o quanto a garota era insistente e chata.


_Pronta?


Ela virou rapidamente na direção dele supreendendo-se por vê-lo ali na frente de si.


_Está pronta ou não?


 Ela demorou a encontrar a voz para responder. Com uma meneada de cabeça ela olhou para trás e viu com satisfação Pansy a fuzilar com o olhar enquanto se virava para trás e passava como um furacão entre os alunos. Empurrando vários deles.


_Estou. – Lhe sorriu.


_Então vamos antes que todas as carruagens saiam.


_Certo.


 Começaram a caminhar um ao lado do outro. Draco não conseguia parar de olhar para ela.


Hermione sentia os olhos dele sobre si e dignava-se a olhar apenas para frente. Temia que se o olhasse diretamente ficaria vermelha como um pimenta.


Quando chegaram as carruagens os alunos já embarcavam em grupos.


_Espere aqui. Vou ajudar aquela turma.


 Hermione o observou embarcar um grupo de primeiranistas e cuidar para que sua carruagem partisse em segurança.


Ajudou mais algumas crianças e quando todos já estavam a caminho foi que voltou ao lado dela para embarcar em sua carruagem.


_Fico feliz de ver que tem levado o cargo de munitor-chefe a sério Draco.


_Fico feliz de Dumbledore ter me escolhido para esse cargo.


Ela sorriu e se arrependeu, pois o olhar dele foi tão intenso que com certeza ela havia corado até a raiz do cabelos.


Sentia o olhar dele queimando-lhe o corpo, mas evitou desviar o olhar da orla da Floresta Proibida.


 Depois de meia hora de viagem as carruagens já estavam  parando na entrada do povoado.


Draco foi o primeiro a desembarcarr e Hermione tentou controlar as emoções antes de descer. Respirou bem fundo e tomou impulso para se levantar. Mas naquele dia o destino devia estar conspirando contra ela e agindo a favor de Malfoy.


Quando colocou o pé no primeiro degrau da escada, viu Draco lhe estender a mão para ajudá-la a descer, mas foi algo que o destino não queria que acontecesse, e então como se ela tivesse sentido um empurrão, quando foi dar o segundo passo no degrau abaixo, seu salto alto ficou preso no carpete do assoalho da carruagem lançando-a para frente.


 Hermione soltou um pequeno grito de pavor quando achou que fosse cair, mas ao mesmo tempo em que sentia seu corpo despencar de encontro ao chão, também sentiu braços fortes a envolverem pela cintura evitando sua queda.


Ela altomaticamente se apoiou nos ombros largos de Malfoy enquanto ele a sustentava. Seus corpo ficaram extremamente colados e ela pode sentir o calor do corpo masculino em toda sua glória e juventude.


 Seus olhares se encontraram e assim permaneceram.


 Hermione nunca tinha visto os olhos dele tão intensos. Eram de um azul tão brilhante que ela julgou estarem enfrentando uma tempestade em alto mar.


_Obrigada. – Ela murmurou baixinho, suas bocas quase se tocando.


Draco engoliu a saliva com dificuldade. Queria desesperadamente mergulhar os lábios naquela boca bonita e sensual e saboriar o mel que com certeza o levaria ao céu e o traria de volta em segundos.


Hermione sentiu na palma da mão o coração do loiro acelerar diante a proximidade de ambos. Ele ainda continuava com a mão em sua cintura e Hermione continuava a sentir o calor do corpo dele.


Draco aproximou ainda mais o rosto fazendo seus narizes se tocarem. Ele sentiu o corpo dela tremer diante o gesto.


_Mione, eu... – ele pronuciou num sussurro.


_Acho que devo tomar mais cuidado.


 Ela piscou quebrando o clima que ele havia criado.


 Ele fechou os lábios entreabertos e com relutância a soltou de seus braços. Ela ajeitou o vestido no corpo e resolveu se ocupar fechando a porta da carruagem. Ele colocou as mãos nos bolsos da calça.


Estava frustrado.


_Você não vem?


 Ele virou a cabeça. Ela já etava a pelo menos três passos de distância. Sua delicada mão estendita esperando que ele a pegasse.


Draco puxou o lábio em um sorriso. Aquela era apenas a pirmeira tentativa. Não desistiria assim tão fácil.


O passeio foi super agradável. Hermione o levou para conhecer um lugar pouco frequentado pelo alunos de Hogwarts. Um que só era visto realmente como era quando se entrava pela portas dos fundosy de um velho casebre sem portas.


O Ácquaria, era uma espécie de museu do mundo bruxo. Representações de Sereianos, Testrálios, Grindylows, Lulas Gigantes, Unicórnios, Gigantes, Hipogrifos, Lobisomens e uma variedade de animais mágicos que Draco sequer sabia existir, encontrava-se ali.


Também tinha uma biblioteca com mil exemplares de livros para quem quisesse se aprofundar um pouco mais na existência dos animais.


_Esse lugar é incrível. Obrigado por me mostrar. – Ele agradesceu enquanto caminhavam pelo hall que dava para a saída do lugar.


_De nada. Também gosto daqui. Mas tem um lugar que eu prefiro muito mais do que qualquer outro lugar na terra.


_Já sei. O campo gramado perto do lago em Hogwarts.


 Ela parou de andar e segurou no braço dele demonstrando sua surpresa.


_Como sabe disso?


 _Acho que ouvi você comentar com a Weasley certo dia desses.


_Ah.


_Mas e então? Eu acertei?


Ela soltou uma risadinha e sacudiu a cabeça confirmando.


_Mas não deve se gabar, só porque sabe o meu segredo.


Ela apontou-lhe o dedo e sorriu demonstrando que se divertia com aquilo.


_Sim, senhora. – Ele bateu continência entrando na brincadeira.


Ela riu mais ainda.


_Mas e agora, aonde vamos?


_Que tal você me pagar um refresco? Estou morrendo de calor.


_É pra já! No Cabeça de Javali estão servindo frapê de frutas frescas com calda de morangos silvestres. Aceita tomar um comigo?


 Ele curvou o braço como um verdadeiro cavalheiro dos anos vinte e Hermione enlaçou seu braço com o prórpio.


_Seria uma honra jovem senhor. – ela respondeu aceitando o galanteio de maneira divertida.


 


(***)


 


A tarde foi muito divertida, para todos, e quando deu a hora de ir embora, Draco mais uma vez abusou de seu cargo de monitor-chefe, para oferecer ajuda aos alunos.


 O caminho de volta  foi mais calmo dentro dacarruagem, porque fora o céu parecia querer desabar sobre suas cabeças. De uma hora para outra uma tempestade de verão os abordou e eles seguiram o caminho em meio a muita água, vento e lama.


Uma carruagem com quatro primeiranistas ficou atolada a poucos metros do portão de Hogwarts  empedindo a passagem da última carruagem.


Carruagem onde Draco e Hermione habitavam.


O loiro colocou a cabeça para fora da janela, recebendo gotas de chuva no rosto e no cabelo platinado. Com dificuldade conseguiu ver que a carruagem da frente estava com problemas. Voltou para dentro.


_A carruagem da frente está atolada. Vou descer para ajudar.


_Vou com você – Hermione se prontificou.


_Não. Fique aqui. Eu resolvo.


Ela ía protestar, mas já era tarde demais. Ele já havia desembarcado e fechado a porta.


Draco já estava todo molhado quando sentiu que outra pessoa o ajudava a fazer o feitiço de levitação.


Olhou para o lado e a viu. Ela olhou para ele e voltou a se concentrar no feitiço. Ele fez o mesmo.


Em poucos minutos, a carruagem com as crianças estava segura no pátio de paralelepípedos do castelo. Hagrid as guiava com um gigantesco guarda chuvas.


_E a nossa? – Ela perguntou alto devido ao barulho de trovões.


_Acho que devemos levitar também.


Ela sacudiu a cabeça concordando.


 E assim fizeram. O Testrálio foi libertado antes, e a carruagem levitou por cima do grande portão.


Com um pouco de dificuldade Hermione tentou caminhar em meio ao atoleiro, mas Draco percebeu que se ela continuasse quem se atolaria seria ela.


 Ele foi em sua direção e sem esperar que ela permitisse, o loiro se curvou e a pegou no colo, fazendo ela soltar uma exclamção de susto.


_Ah!


_Segure-se. – Ele ordenou.


 Hermione passou os braços em volta do pescoço dele e ele a ajeitou deixando-a com o rosto muito próximo do seu.


 Hermione olhou as feições masculinas e Draco retribuiu o olhar, fazendo-a corar imensamente.


Começou a caminhar.


 Enquanto ele tentava não encará-la, Hermione não conseguia tirar os olhos dele. Seu perfume adentrou suas narinas no mesmo instante em que ele a pegou no colo.


Estava tão concentrada, hipnotizada que nem notou que já estava dentro do quarto de Monito-Chefe.


Só voltou ao normal quando ele a colocou no chão.


_Vou trazer uma toalha pra você.


Hermione ficou parada no meio do quarto. Só então pode analisar rapidamente o ambiente.


 Do seu lado esquerdo uma cama com lençóis verdes e a logomarca da Sonserina estampada ocupava quase toda a parede. Dois criados-mudos ao lado completavam o jogo.


Virou a cabeça.


Na parede oposta um espelho grande estava grudado na superficie vertical de pedras..


Uma porta fechada que ela imaginou ser o closet e uma mesinha com todo o materai escolar dele adornavam outra parede. Logo perto da entrada um sofá de dois lugares e ao lado uma escrivaninha, com tinteiro prata e castiçal também prata. Uma cadeira almofadada confotável com uma camisa de uniforme pendurada no espaldar fazia jogo com a escrivaninha e três janelas redondas nas partes superiores completavam o ambiente aconchegante.


 Ela olhou para a terceira porta onde ele havia entrado. A fresta que ele havia deixado, fez ela ter uma visão tentadora.


Draco acabava de tirar a camisa no momento em que ela olhou  e ela se sentiu queimar.


 Merlim! Que corpo!


Ela engoliu a saliva com dificuldade e quase enfartou quando o viu desafivelar o cinto da calça e começar a abaixá-lo. Desviou o olhar assim que o cóz da peça íntíma dele apareceu.


Era preta.


Ela deu um passo para frente indo em direção a janela.


_Desculpe a demora. – Ele a fez se virar assutada e ele percebeu que ela parecia decepcionada por algo. – Aqui está.


Ele estendeu-lhe a toalha.


_Obrigada. Mas não precisava, posso usar a varinha para me secar.


Ele a olhou e parecia ressentido com o que ela disse.


Ela notou.


_Mas por outro lado, seria uma mágica um pouco desnecessária sendo que estou perto do meu quarto, não é?


Ele abriu-lhe um sorriso.


_Na verdade... Você tem toda razão. Pra quê uma toalha se você pode se secar e conjurar roupas limpas e secas?


Ela esboçou um largo sorriso.


_Você pode usar o banheiro se quiser ter mais privacidade.


Hermione olhou o banheiro e agradeceu de novo se encaminhando para lá.


_Seu quarto é muito legal.


Draco olhou ao redor, a camisa no espaldar da cadeira lhe chamou a atenção.


_Eu também acho.


_Ser Monitor-Chefe deve ser vantajoso. – Afirmou de dentro do banheiro.


Ele concordou.


Enquanto ela se trocava e se arrumava, Draco dava uma ajeitada desesperada pelo quarto. Algumas coisas que estavam fora do lugar ele as colocava rapidamente em ordem. Não queria que ela pensasse que ele era um tremendo bagunceiro.


Quando Hermione saiu do banheiro, ela vestia uma saia branca não muito curta e uma blusa azul clara com manguinhas bufantes.


 Seu cabelo estava seco e preso em um rabo de cavalo frouxo e ela guardava a varinha dentro de uma bolcinha de contas preta.


Ele acabava de esticar uma ruga sobre o edredom. Ele se ergueu para olhá-la. Ela nunca esteve mais desejável.


Hermione tinha o mesmo pensamento. Ele podia ficar maravilhoso vestido com suas roupas caras e de grife, mas  do jeito que estava: calça de moletom preta, camiseta de algodão preta colada nos músculos definidos e cabelo despenteado é que ele ficava mais irresistível.


Hermione sentiu uma queimação no baixo ventre quando seu olhar o percorreu da cabeça aos pés.


 Imaginou horas mais cedo quando seu corpo esteve  colado ao seu e ele quase a beijou. Quase perdeu a sanidade naquele momento.


Pigarreando pra encontrar  o equilibrio que precisava para sair dali ela se encaminhou para a porta.


_Eu preciso...


A palavra “ir” perdeu-se em algum momento no espaço. Ir agora parecia errado.


Tão errado quanto o que estava acontecendo.


 Ela se encaminhara para a porta, mas esta fora bloqueada por outro corpo. Um corpo másculo e viril. Não havia mais espaço entre eles por causa do loiro.


_O que está fazendo, Malfoy?


O sobrenome dele escapou de seu lábios inconsientemente. A tantos dias ela não o chamava assim que já estava sentindo falta. Embora fora ele quem pedira que ela não chamasse. Mas jamais imaginou que fosse se deleitar ao escutar os lábios sedutores o chamar pelo sobrenome.


_Hermione eu sei que posso estar apressando as coisas, mas estou louco pra  fazer isso a dias...


_O que?


Ela perguntou tão baixo que se ele não estivesse bem próximo à ela, Draco não teria ouvido.


Entretanto, ele não se ateve a esse detalhe, impulsionou o rosto para frente e Hermione viu o mundo parar.


 


Continua...


 


Eu sei, eu sei. Eu devia estar postando cap de Suite Nupcial e não mais um desse, mas é que minha mente está fervilhando de idéias para essa fic e se eu parar com ela agora talvez minha criatividade possa sumir. Então leitoras de Suite, me desculpem,mas juro que o próximo que eu posto será um cap novo de Suite, tá Legal?


 E agora o que acaharam desse cap? Ruim, Médio, Regular, Bom, òtimo, Excelente?????


 Digam pra mim , pleaseeeeeeeeeeee. Aguardando o cmentário de vocês meus amores. Bjos a todos que comentam. ^^

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Flor do Inferno em 09/01/2014

cadeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee o capppp? adorei esse capitulo, realmente fora explendido, Dramione é perfeitos juntos, não me canso de ler Dramiones, ainda mais as suas fics.

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lyra Stark em 09/01/2014
Hey quer me matar de ansiedade ? Como você para nesse ponto? kkkkkk estou super curiosa agora. Não demora mt pra postar,por favor ><
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Diênifer Santos Granger em 08/01/2014

Ameeeeeeei! Beija! Beija! Beija! kkkk
Aguardando anciosa os próximos caps!!! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.