FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

14. Agridoce


Fic: Amor ao primeiro tropeço, A Profecia Esquecida!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Olá!

Dessa vez eu vo por a letra de uma musica nu meio, plx, naum pulem ela, leiam, e aconselho às românticas melosas como eu a baixarem (nu fim du cap eu ponho o nome dela e da banda).


Lisa Delacourt 100% marota:
caraca.....eu amei essa parte *depois d qse ter morrido qdu ele falo q ela tava gravida neh....*, mas vamos falar d coisas mais alegres....espero q goste desse cap ^^

| Lari Tonks |: tb gostei du nome....num chora naum kra.....guarda as lágrimas pru ultimo cap.....

Nany Asakura Tonks: xD brigada.....aqui está o seu pedido moça, mais alguma coisa? *colocando o cap na mesa*

Mah Bernardi: hey sumida! calma cara, todo sofrimento tem sua recompensa.....to pensando em um final bem foda pra Bellatrix...POR FAVOR!!! NÃO ME MATE AINDA!!! PELO MENOS ME DEIXE VIVA ATEH EU POSTAR O ULTIMO CAP!!!! *ajoelhando e implorando perdão*

Belatrixx.Lestrange: take it easy apressadinha.....uma coisa d cada vez.....primeiro eu tenhu q acerta algumas coisas.....dpois eu posso (talvez) juntá-los....*fugindo dos raios verdes*

Virginia Lupin: xD....confesso q parte da culpa eh minha, pq eu postei o ultimo mais rápido do q o previsto ^_^'......e foi a Bella naum eu hein......quem sabe ele possa reconhecê-la neh??? *dando akele sorrisinho maroto q aprendeu cum o James*.....pod dexa q eu t aviso sempre q tiver cap novo....enjoy it

Mana Tahhh: mais uma romantica incorrigível......eu amo escrever caps dakele tipo xD

Mari P. Jones: agora vc vai v pq eu disse q a Bellatrix num foi taum boazinha assim....c bem q vc soh vai v issu msmo nu próximo cap...VÊ SE POSTA LOGO O SEU CAP SUA VAKINHAAAA....FICA FALANDO DE MIM MAIS NUM OLHA PRU PRÓPRIO UMBIGOOOO!!!!!! e bem vinda de volta ~_~ *jurando que naum fez nada pro seu cadastro sumir*

Well, well......Peaple, go ahead ^^

Cap. XIV


Depois de uma semana de festa na Toca, Lupin voltou para seu emprego na livraria O Olimpo. Se sentia bem por saber que seu filho estava em segurança, mas sua alegria logo ia embora quando via o garoto mudar a cor dos cabelos. Sempre que ele fazia isso, Lupin se lembrava de Tonks e da maneira cruel que ela lhe foi tirada. Enquanto caminhava pelas ruas do centro de Londres, quis comprar um presente para o filho antes de ir trabalhar, e desviou seu caminho para o Beco Diagonal.

Enquanto (a Mônica tomava um conhaque no outro da cidade, como eles disseram....continua gente....desconsidera a última frase) isso, Tonks (ou Ellie, agora neh) se dirigia para a livraria indicada na carta para encontrar o tal Remus-não-sei-das-quantas e ver se ele precisava de uma babá para o filho. Não sabia bem porque estava fazendo isso, ainda mais quando foi uma carta anônima que tinha o indicado, ele podia ser um maluco! Ou pior! Ele podia ser....velho, pobre e perigoso! (eu sei q mta gente tah querendo m matar agora, mais esperem mais um pokinhu soh tah??? *olhar suplicante*)

To start it off I know you know me *Pra começar isso, eu sei que você me conhece*

To come to think of it, it was only last week. *Pra chegar a pensar nisso, foi só na última semana*

That I had a dream about us *Que eu tive um sonho sobre nós*


Chegando lá, perguntou ao homem no balcão se o *olhou na carta para ver o nome* Sr. Lupin estava. Ele respondeu que ainda não havia chegado, mas que logo estaria ali. Ela disse que iria esperar, e enquanto isso foi dar uma olhada na livraria.

Enquanto olhava os livros, pensava porque ela se sentia tão ansiosa para encontrar com um desconhecido. O fato dela não se lembrar de nada de sua vida era muito estranho, ela sabia que se tivesse sido vítima de um feitiço Obliviate, isso seria irreversível, e ela estaria fadada a permanecer assim pra sempre, mas isso era coisa pra se preocupar depois, pois o sino da porta da livraria tocara anunciando que alguém estava entrando no recinto. Ela se escondeu atrás de uma prateleira para ver o homem que caminhava em direção ao balcão. O atendente o chamou e contou sobre a moça.

-Uma moça veio aqui procurando por você. Acho que ela ainda está aí.

-Quem era, Charles?

-Não sei. Ela só me perguntou se você estava e eu disse que logo chegaria.

Lupin pôs o presente do filho embaixo do balcão e foi procurar pela mulher....

Tonks deu a volta na prateleira, procurando pelo tal do "Lupin"....

Então eles se esbarram e aí começa a chuva de desculpas.

-Ah, por favor, me perdoe, eu não te vi chegando.

-Não, não. Eu é que peço desculpas por não prestar atenção no caminho.

That’s why I am here, I'm writing this song. *Que é porque eu estou aqui, escrevendo essa canção*

To tell the truth you know I have been hurting all along, *Pra falar a verdade, você sabe que estraguei tudo*

Someway let me know, you want me girl? *De algum jeito me deixe saber, você me quer garota?*


-É você que estava me procurando?

-Você é o Sr. Lupin?

-Sim, mas me chame de Remus, por favor.

-Ah sim. Remus, você por acaso está precisando de uma babá para seu filho? - ela preferiu dizer tudo de uma vez.

A pergunta o pegou de surpresa, mais surpreendente ainda era o fato da mulher parecer muito com alguém que ele conhecia, tirando o cabelo cortado na altura dos ombros e os olhos profundos.

-Como você sabe do meu filho?

-Bom....olhe. - ela lhe entregou a carta. Quando terminou de ler ele perguntou:

-O quer dizer: "Talvez isso ajude você a tomar um rumo na vida."?

-É que....bem....eu perdi a minha memória e não sei o que fazer agora. - ela o mirou nos olhos de um modo verdadeiro, e ele não ousou desconfiar dela.

-Muito bem. Acho que posso fazer uma experiência com você, mas antes eu preciso falar com uma pessoa, espere aqui.

Lupin foi para fora da loja e aparatou na Toca.

-Molly, preciso falar com você.

-O que foi, Remus?

-Acho que encontrei uma moça para cuidar de David.

A Sra. Weasley o olhou desconfiado.

-Mas você não gosta que ele fique aqui conosco?

-Não é isso. É que eu já abusei demais da boa vontade de vocês, não Molly, é sério. - completou ele ao ver que ela ia protestar - Eu prefiro que ele fique na minha casa. Já fiz algumas mudanças lá e vou ver quais são as condições da moça para trabalhar. Se ela não me cobrar muito caro, vou contratá-la.

Isso era completamente insano, estava prestes a contratar uma desconhecida para morar em sua casa e cuidar de seu filho. Mas alguma coisa, ele não sabia o que, o estava impelindo a fazê-lo.Voltou rapidamente para a livraria, onde a moça o esperava perto da seção de livros de ficção.

-Então, quanto você quer para trabalhar em minha casa?

-Ahm, bem, se não for pedir muito, eu gostaria de morar em sua casa, porque não tenho onde cair morta. Talvez eu consiga me lembrar de alguma coisa se estiver morando com você, não sei porque, mas alguma coisa me diz que temos amigos em comum.

Ele aceitou a proposta e acrescentou outra pergunta:

-Antes que eu me esqueça: qual é o seu nome? Você se lembra dele?

-Na verdade, não, mas você pode me chamar de Ellie. A mulher que me encontrou depois que... bem... depois que eu perdi a memória, me chamava assim.

Everytime you see me what do you see? *Todo o tempo você me vê, o que você vê?*

I feel like I'm a poor man and you’re the queen. *Eu sinto como se eu fosse um cara pobre e você a rainha*

Oh baby, you're the only thing that I really need. *Oh baby, você é a única coisa de que eu realmente preciso*


No dia seguinte ela já tinha se instalado na casa de Lupin. David chegou logo depois. Eles se deram tão bem que Lupin ficou satisfeito por ter corrido o risco de ter colocado uma estranha em sua casa. Voltou rapidamente para a livraria.

-Eu não sabia que ele era tão pequeno assim... Desculpe por ser indiscreta, mas o que aconteceu com sua esposa?

Lupin ficou inquieto pela pergunta de "Ellie", mas achou que ela deveria saber.

-Bem, eu não cheguei a me casar com a mãe de David, é que... não deu tempo... antes que eu pudesse pedir a mão dela, ela foi raptada por Voldemort, e quando eu consegui resgatá-la (com a ajuda de alguns amigos dedicados), ela foi levada por uma comensal maluca, e desde então eu nunca mais a vi.

-Nossa, que chato. Me desculpe por fazer você lembrar de tudo isso.

-Tudo bem, eu... estou aprendendo a lidar com isso.

Baby that's why *Baby, é porque*

You make me wanna call you in the middle of the night. *Você me faz querer te ligar no meio da noite*

You make me wanna hold you till the morning light. *Você me faz querer te prender até a luz da manhã*

You make me wanna love, you make me wanna fall. *Você me faz querer amar, você me faz querer cair*

You make me wanna surrender my soul. *Você me faz querer render minha alma*


E assim os dois foram vivendo, "Ellie" descobriu que se deixasse David mamar nela, com pouco esforço produziria leite. Lupin gostava cada vez mais da companhia dela, e sempre voltava correndo da livraria para ficar com eles. Depois de alguns dias, Lupin se viu obrigado a contar a ela que era um lobisomem, notícia qual ela recebeu com uma calma anormal. Quando era lua cheia, ele ia para a Casa dos Gritos e ela tomava seu lugar na livraria, para que ele não perdesse o emprego. Quando completou três meses que "Ellie" estava trabalhando para ele, Lupin achou que não poderia escondê-la para sempre de seus amigos. Por algum motivo ele não queria levá-la até a Toca. Em um fim de semana que Harry, Rony e Hermione estariam lá, ele levou a nova amiga para conhecê-los.

-Molly, essa é "Ellie", a babá do David. - Lupin apresentou "Ellie", que segurava o bebê, para a Sra. Weasley.

-Ah sim, muito prazer. - disse ela muito animada por ver que Lupin parecia mais feliz do que da última vez que a visitou.

Na hora do almoço, ele acabou de apresentá-la ao resto do pessoal, que não gostou muito do jeitão reservado que ela tinha. Todos tinham notado uma certa semelhância entre ela e Tonks, mas acharam que era só uma triste coincidência, e que Lupin tinha contratado a moça por causa disso.

Lentamente os anos foram passando, e nesse meio tempo, Harry se casou com Gina e Rony com Hermione. Todos tinham estabelecido suas famílias e depois de alguma relutância por parte de Harry, Gina o convenceu a se mudar para Godric's Hollow, perto da antiga casa de James e Lilian. Ele ficou ainda mais famoso do que antes, por ter derrotado Voldemort, com uma ajuda sutil de Bellatrix, e tinha se tornado um auror sem nem precisar fazer o curso de três anos. Depois disso, logo se mostrou capaz de ser o Chefe da Seção de Aurores, e passava os dias caçando os comensais fugitivos, uma tarefa muito difícil, pois muitos deles saíram do país quando o Lorde das Trevas morreu.

David foi crescendo, e junto com ele, o sentimento de amizade que Lupin tinha por "Ellie". Ele não admitia que essa simples amizade já estava chegando ao limite, e dali pra frente ou ele a expulsava de casa, ou iria começar a amá-la. Mas não era isso que ele queria. Ele amava Tonks, e somente Tonks. Era repugnante a idéia de amar outra mulher, quando ele nem sabia o que havia acontecido ao certo com a mãe de seu filho. Parecia que estava traindo ela.

I know this is a feeling that I just can’t fight. *Sei que esse é um sentimento pelo qual eu não posso lutar*

You’re the first and last thing on my mind. *Você é a primeira e a última coisa na minha mente*


"Ellie" estava naquela casa já a quase cinco anos. Tinha ajudado Lupin a fazer algumas melhorias, cuidava dos afazeres domésticos com muita destreza, se afeiçoava a David cada dia mais. Até que uma vez, enquanto ela fazia compras ela viu de relance, uma mulher que a perseguia, voltou correndo para casa e tratou de afastar aquela lembrança. No dia do aniversário de cinco anos de David, "Ellie" foi comprar os ingredientes para fazer um bolo para ele, e a mulher estranha que a perseguiu a puxou para um canto e a olhou ameaçadoramente.

-Está se divertindo, "sobrinha"?

-Q....qu....quem é você? Como assim "sobrinha"?

-Então o seu poder não se manifestou novamente? Talvez seja hora de separar o casalzinho mais uma vez... Vamos ver se o lobisomem vai agüentar perder você mais uma vez...

-Do q....do que você está falando? - "Ellie" estava ficando desesperada, não tinha idéia do que fazer.

-E se eu ameaçar matar seu filho, o que você vai fazer? - Bellatrix estava tentando reativar o poder de dentro de Tonks, o mesmo poder que ela teve no dia do nascimento de David.

Ao ouvir essa frase, "Ellie" se afastou dois passos, sentiu uma força imensa percorrer seu corpo e de repente começou a emanar um brilho dourado, assim como da última vez.

Well I know that these feelings won’t end *Bem, eu sei que esses sentimentos não acabarão*

They'll just get stronger if I see you again. *Eles só vão se fortalecer se eu te vir de novo*

Baby I'm tired of being friends. *Baby, eu estou cansado de sermos amigos*

I wanna know if you feel the same *Eu quero saber se você sente o mesmo*

And could you tell me do you feel my pain? *E você poderia me falar, você sente minha dor?*

Don't leave me in doubt. *Não me deixe em dúvida*


E aquele estranho poder que obteve mais uma vez, por saber que seu filho estava em perigo, mesmo sem saber quem era esse filho, fez com que estranhas imagens aparecessem em sua mente.

"Com o rosto molhado pelas lágrimas, abaixou a cabeça, e quando a levantou deu outro longo beijo em Lupin."

"O olhou tão boquiaberta quanto os outros e pulou de sua cadeira em cima dele, dando-lhe um beijo relâmpago, que surpreendeu até mesmo a Lupin."

"-Boa noite, senhorita. Acredito que o seu nome seja Nymphadora Tonks, não é?"

"-Agora não adianta mais querer pular fora, Remus. Eu me apaixonei por você, e agora você vai ter que me aturar pro resto da vida."

"...Outro comensal aparatou lá e acertou Tonks pelas costas. Ela foi levada com eles e Lupin permaneceu desacordado no chão por um tempo...."

"-Não se preocupe, Srta. Tonks, ou devo chamá-la de Sra. Lupin? Aqui dentro ninguém lhe fará mal algum, se você colaborar, é claro. Não faça nenhuma gracinha, como tentar fugir, pois eu não serei nada gentil com você, mesmo que esteja grávida."

"...Já estava lá há quase um mês, e tudo que lhe era permitido fazer, era assistir animes na TV..."

"-A bolsa... a bolsa estourou. A BOLSA ESTOUROU!!!"

"-O que aconteceu com Harry? Eu fui enfeitiçada pela maldição Imperio e não tive forças para combatê-la. Eu... eu.... matei ele?"


Baby that's why *Baby, é porque*

You make me wanna call you in the middle of the night. *Você me faz querer te ligar no meio da noite*

You make me wanna hold you till the morning light. *Você me faz querer te prender até a luz da manhã*

You make me wanna love, you make me wanna fall. *Você me faz querer amar, você me faz querer cair*

You make me wanna surrender my soul. *Você me faz querer render minha alma*


Então irrompeu em lágrimas. Agora podia se lembrar de tudo, e não sabia se isso era uma coisa boa ou ruim. Antes que pudesse fazer qualquer coisa, Bellatrix a pegou de surpresa e disse:

-Imperio.

Tonks (ufa, finalmente posso chamar ela pelo nome verdadeiro, tava cansada d escrever "Ellie"....) escreveu uma carta, deixou em cima da mesa da cozinha de Lupin, pegou algumas roupas e aparatou dali.

###---###---###---###---###---###---###---###---###---###---###---###---###---###---###---###

What's up ladyes?

Fico meio grande esse cap por causa da música e das lembranças da Tonks ^_^''
O nome da música eh: "U Make Me Wanna" e a banda eh: "Blue"
Soh pra esclarece: as imagens q ela viu agora nu finzinhu du cap, saum cenas q realmente aconteceram durante a fic, pra dar um ar mais realista ao q ela tava pensando. Os únicos caps q eu naum puis uma parte foram os 5, 7 e 10, pq o 5 e o 7 eram lembranças du Lupin (portanto ela naum podia lembrar de uma coisa q naum era dela u_u') e o 10, pq ela nem aparece nessa cap....
Antes q eu me eskeça (de novo), o nome Ellie eu tirei du filme About a Boy (eh lindo esse filme, assistam), e eh um personagem q a Nat Tena fez *c alguém num souber quem ela eh, num pode se considerar fã da Tonks* "eu jah num expliquei isso?" o.Ô......num lembro....
Espero q tenham gostado
Desculpa a demora

Jyyane

;****

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.