FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Três


Fic: Maldita Maldição - H&Hr - ATT 07/01/16


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 3 - Amortentia?

| Maldita Maldição |
 
"Eu carrego comigo
A grande agonia de pensar em você
Toda hora do dia".¹


 
– Alguém enfeitiçou Harry e ele acha que está apaixonado por você.
– Ronald, acaso anda bebendo? – Questionou Hermione, erguendo o cenho.
– Claro que não! – Ron bufou. –Veja! – Virou-se para o amigo. – Harry, você está apaixonado pela Hermione?
– Não! – Mentiu Harry, sem nenhum remorso. – Você anda bebendo!
– Ah, Hermione, pergunte você! – falou Ron, impaciente.
– Para alimentar suas brincadeiras sem graça? – Perguntou Hermione, despreocupada, voltando seus olhos para o livro. – Não, obrigada.
– Só pergunte, Hermione – o ruivo sibilou, rangendo os dentes.
Algo no tom sério de Ron fez com que Hermione olhasse para os dois novamente: suas órbes foram devagar do ruivo, até o moreno.
Harry, por sua vez, não conseguia esconder a aflição. Apertou uma mão na outra nervosamente, procurando inutilmente um lugar para fugir.
– Está apaixonado por mim, Harry? – A pergunta saiu muito mansa.
Um bolo se formou na garganta do moreno.
– Sim! – respondeu, incapacitado de mentir para àqueles olhos lindos.
A garota arregalou os olhos, boquiaberta, visivelmente surpresa com a resposta. Encarava Ron com uma expressão incrédula no rosto, ignorando Harry.
– É por isso que ele tem agido estranho! Como isso pôde acontecer?
– Era o que eu esperava que você me dissesse.
Hermione estreitou os olhos, muito desconfiada dessa vez.
– O que te faz ter tanta certeza de que foi enfeitiçado? Não podemos supor simplesmente que Harry se apaixonou realmente por mim? – O tom de sua voz ia subindo gradualmente, conforme sua irritação aumentava. – Acha que não sou apresentável, Ronald? Julga que ninguém se apaixonará por mim, exceto forçado por magia?
– Não! Estou dizendo isso porque ele estava depressivo na sua ausência – resmungou Ron, cansado, como se tudo aquilo o entediasse. – E eu não preciso nem comentar o papelão que fez durante a aula do Snape.
– Hei! – Exclamou Harry. – Eu estou aqui! Não precisam falar como se eu fosse um desconhecido.
– Desculpe, querido – pediu Hermione, com doçura. O coração de Harry quase derreteu. Como ela podia ser tão maravilhosa assim? – Pode me dizer quando isso começou?
– Há dois dias. Acordei normalmente, conversei com Luna, achei que tinham roubado seus sapatos mais uma vez... Mas ai, quando vi você, simplesmente senti meu mundo rodar – explicou ele. – Você estava linda – acrescentou, timidamente, com um sorriso bobo no rosto.
– Antes disso, você se lembra de ter ingerido alguma substância estranha? Ou de gosto diferente? – A menina perguntou, muito corada por Harry tê-la elogiado deliberadamente na frente de Ron.
– Não. Só me lembro de ter pesadelos com Voldemort.
– O que você acha? – Perguntou Ron, de braços cruzados sob o peito.
– Não sei – respondeu Hermione, sinceramente, ainda observando Harry atentamente. – Parece que estamos lidando com uma poção do amor.
– Dane-se a poção do amor! – Harry quase gritou, o coração explodindo de excitação. Era praticamente impossível de controlar seus impulsos quando tinha os olhos dela tão fixos nos seus. Ajoelhou-se no chão, os olhos brilhando, e segurou a mão dela entre as suas. – Hermione, você não gostaria de casar comigo? Me aliviaria grande tensão do peito!
Ron revirou os olhos de bufando de impaciência. Puxou o amigo pelo colarinho, fazendo-o ficar de pé novamente.
– Oh, querido – respondeu Hermione, com afetuosidade, enquanto Ron resmungava xingamentos. – Você é muito gentil. Mas acho que estamos bem do jeito que estamos.
O rosto de Harry murchou. Ótimo. Tinha acabado de ganhar um fora lindo de Hermione, e nem sequer pretendia casar-se mesmo com ela.
– Hermione, precisamos de uma solução para isso – gemeu Ron, com agonia. – Parece até que sugaram o meu melhor amigo, e em troca deixaram essa alma apaixonada e pegajosa.
– Seja gentil – falou Harry, num momento de quase lucidez. – Não estou fazendo isso porque quero.
– Pode ser que Romilda Vane tenha mandado uma poção do amor pra você novamente – ponderou Hermione, lembrando-se do episódio de um Ron apaixonado após assaltar chocolates que Harry recebera pelo correio coruja. – Mas alguma coisa deu obviamente errada, e você está enfeitiçado por mim.
– Interessante – falou Ron, num tom de voz muito manso. – Nunca vi poções do amor terem esse efeito.
Hermione deu de ombros.
– Posso ter sido a primeira menina que ele viu após tomar, realmente não sei.
– Não foi – falou Harry, rápido, querendo ajudar. – A primeira pessoa quem vi foi Luna.
– Ah, é verdade...
– Espere aí um minuto... – disse Ron ríspido, cerrando os olhos de forma muito incisiva para a amiga. – Acaso não foi você quem o enfeitiçou, foi, Hermione?
Harry observou a vermelhidão subir pelo pescoço da menina, espalhando-se furiosamente pelas bochechas.
– Enlouqueceu, Ronald? – Disparou, parecendo prestes a explodir de raiva. – Acha mesmo que eu sou esse tipo de garota?
Ron não pareceu abalado.
– Só estou cobrindo todas as possibilidades.
Hermione fechou o pesado livro com violência, produzindo um baque na silenciosa biblioteca.
– Esta não é uma possibilidade.
– Se alguém quer saber a minha opinião – interrompeu Harry, chateado por ter sido colocado de lado na conversa novamente. – Eu não acho que Hermione precisaria lançar uma poção de amor a homem algum para conquistá-lo.
– Obrigada, Harry – a menina agradeceu, com dignidade. Virou o rosto para Ron, dessa vez com uma expressão assassina no olhar. – Além do mais, Weasley, eu nunca enfeitiçaria Harry.
– Você não precisa ficar tão ofendida assim – defendeu-se Ron.
Hermione o fuzilou com os olhos.
– Ah, não? – Questionou, com ironia. – Tudo bem, então, se você acha, nessa sua cabeça enorme cheia de titica de coruja, que eu enfeitiçaria meu melhor amigo para que ele caía de amores por mim! Poupe-me, Ronald, eu nunca pensei que você iria tão baixo.
– Ok – Ron estava muito sem graça. – Voltamos a escata zero, então.
– Nunca saímos dela – Hermione levantou-se da cadeira, possessa. – Agora, se me dão licença, irei me retirar. Não sou obrigada a ouvir esse tipo de impropério.
– Espere, Hermione! – Chamou Harry, aflito. – E quanto a mim?
Teve vontade de dizer que não conseguia passar um minuto sem pensar nela, e essa invasão da própria liberdade de pensamentos lhe era sofrida, mas segurou a língua para não assustá-la mais.
– Irei ajudá-lo, querido, mas, infelizmente, neste exato momento eu nada posso fazer. Prepararei um antídoto para Amortentia, e assim que estiver pronto, avisarei – olhou para o amigo, penalizada. – Acha que consegue aguentar alguns dias?
– Promete que não irá se afastar de mim por conta disso?
Hermione sorriu com muita doçura.
– Jamais.
E, lançando um último olhar feroz para Ron, saiu da sala. Harry também olhou para o amigo de um jeito nada amigável.
– Como pôde?
– O que? - Perguntou Ron, na defensiva.
– Não deveria ter agido pelas minhas costas e contado a ela!
– Hermione é a única que pode nos ajudar, caso você não tenha percebido.
– E é também a razão do meu afeto, Ron – disse Harry. – E acusá-la de me dar poções do amor? Por Mérlin! Chega a ser o cúmulo do absurdo. Acredita mesmo que ela é capaz de tal atrocidade?
– Você não acha mesmo que essa história está estranha, Harry? – Perguntou Ron, sem dar o braço a torcer. – Ninguém acorda apaixonado por outra pessoa do nada.
– Não faço ideia do que está acontecendo comigo, mas, francamente, sou capaz de colocar minha mão no fogo por Hermione, e pensava que você também.
– Já me peguei pensando várias vezes se ela não tinha uma quedinha por você.
– Só pode estar cheirando Pó de Flu!
Harry cruzou os braços, irritado, e evitando os olhos do amigo. Nunca havia pensando por esse lado: teria Hermione uma paixão por ele também? Claro que não. Ela é sua melhor amiga. Pare de pensar asneiras.
– Acho que você deveria ir atrás dela.
– Eu? – Perguntou Ron, fingindo indiferença. – Por que deveria?
– Porque, por algum motivo que até Mérlin desconhece, ela parece gostar de você.
Quando disse isso, Harry sentiu uma pontada de dor no coração, algo que jamais tinha experimentado antes.
– Isso é o Harry apaixonado falando – Ron fugiu do assunto, muito sem graça. – E eu acho que o Harry apaixonado que deveria procurá-la – acrescentou, seco, deixando o amigo sozinho na biblioteca.
O garoto ficou um pouco ali, os pensamentos perdidos e o olhar desfocado numa estante de livros. Já havia notado antes que acontecia alguma coisa entre Hermione e Ron, e, para ser bem sincero com ele mesmo, sempre se sentira enciumado e invejoso. Mas agora, uma dor diferente se instalara em seu peito, e ele não gostava nem um pouco.
Seria a poção?
Sem sinais de resposta, resolveu ir atrás de Hermione, pois incrivelmente já sentia falta dela. Com o auxílio do Mapa do Maroto, encontrou-a sozinha na Torre de Astronomia. Sentada no chão, se aproveitava da luz da Lua que pouco penetrava pela fresta da janela para ler um grosso livro de Poções.
Harry observou-a por alguns segundos, antes de se anunciar.
– Não acha que está um pouco tarde para ler?
Hermione olhou para ele, surpresa com a invasão.
– Ah, Harry, é você... Estou apenas revisando os ingredientes para o seu antídoto.
– Obrigada, Herms. Está tudo bem?
– Sim, mas tenho uma notícia nada agradável.
– Qual? – Perguntou Harry, aflito.
– Teremos que roubar alguns ingredientes do estoque de Snape, pois plantá-los agora significaria meses de espera até estarem apropriados para a poção.
Um sorriso maroto cruzou o rosto do garoto. Essa era a parte fácil e divertida.
– Considere feito.
Aproximou-se da janela, como se seu corpo fosse incapaz de manter distância saudável da menina.
– Está triste? – Questionou, notando o semblante da garota.
– Não – ela coçou os olhos. – Estou apenas cansada.
– É Ron, não é? – Harry se aproximou um pouco mais, preocupado. – Ele a deixa assim com a sua falta de tato.
Hermione sorriu pequeno.
– O feitiço o fez ficar mais atencioso, também?
– Sempre fui atencioso com você – defendeu-se Harry, embora não tivesse tanta certeza assim.
– Está certo – ela riu. – Sente-se comigo.
Harry juntou-se a amiga, e a vontade de sentir a pele dela queimou a ponta dos seus dedos.
– Ron é só um idiota.
– Acredite, eu sei disso.
– Hermione?
– Sim?
– Sente-se desconfortável ao meu lado?
Ela pareceu surpresa com a pergunta.
– Por Mérlin, Harry, há motivos?
– Sim! – Ele afirmou veementemente. – Declaro-me o tempo todo, embaraço-me, te encaro feito um maníaco sexual, além de ter quase certeza que babei te olhando no café da manhã!
Harry falou isso tudo muito sério, mas quando Hermione o encarou, os dois não conseguiram evitar o riso.
– Não se preocupe, Harry – ela disse, tocando seu ombro. – Está enfeitiçado... E também não é como se fosse me atacar a qualquer momento.
– Oh, Hermione... Eu não teria tanta certeza assim. Se eu fosse você, consideraria seriamente a ideia de estar com a varinha sempre as mãos. Você é linda, e eu já não sei se posso controlar minhas próprias ações.
Os dois riram de novo, e dessa vez por bastante tempo. Hermione enxugou as lágrimas que se formaram nos cantos dos seus olhos com a lateral dos dedos.
– Hermione? – Chamou Harry, após um silêncio confortável.
– Sim, querido?
– Sabe o quanto desejo tocá-la agora? – Harry soltou, encarando os próprios cadarços.
– Você pode, se quiser – sussurrou Hermione, muito envergonhada.
Harry tateou às escuras, procurando a mão da amiga. Apertou-a gentilmente, entrelaçando seus dedos nos dela. A sensação que o invadiu foi tão arrebatadora que ele quase desejou estar enfeitiçado para sempre.
 
 
*
 
¹ Timidez, Biquini Cavadão
 
N/A:
Poxa, gente, obrigada mesmo pelos comentários!
Vocês me deixam muito feliz!
E quando eu to feliz, posto mais rápido! Muahaha!
PS: Harry ainda tem muuuito mico pra pagar. :)
 
Potter_Salter: Ron notou que o comportamento de Harry estava muito suspeito, e tendo convivido com Fred e Jorge a vida inteira, soube que tinha alguma coisa errada! Que bom que você tem acompanhado, rido e gostado! Seu comentário é muito importante, como é bom ter leitores como você! Quanto a fic “Do Nosso Jeito”, obrigada por ler! Hihi =) E ai, o que achou desse cap? Beijão pra você, e att sua fic, mocinha ;)
Isis Brito: Haha, que bom que gostou! E bem-vinda! Amo leitores novos!
Talismã José da Silva Moraes: Harry tá fazendo papel de besta mesmo, e isso é muito divertido! Hehe, obrigada pelos comentários!
Line Silva: haha, obrigadão pelo seu comentário, é muito bom saber que eu to fazendo as pessoas rirem! Quanto ao Ron, ele notou que o comportamento de Harry estava muito suspeito, e tendo convivido com Fred e Jorge a vida inteira, soube que tinha alguma coisa errada! E o que achou da reação da Hermione?
Venatrix: Nossa, que honra! Sua favorita? Hihi, muito obrigada ;) O que achou da reação da Mione? Harry ainda vai fazer papel de bobo, e muito...
Michelle Lima: Adoro ler que você gargalhou, essa é minha intenção! Harry tá meio sem noção, mas isso faz a fic ficar divertida. O que você achou da reação da Mione? Rs, claro que ela ia ficar ofendida! rs... Enfim, eu também acho que os dois foram feitos um pro outro, pena JK não ter visto isso..
Thomas Cale: Sim! A situação de Harry ainda vai piorar! Ainda existe uma Hogwarts inteira pra ele pagar mico! E ah! Será que Ron precisa mesmo de um feitiço também? :)
Carol.fm: Claro que Hermione ia se estressar com Ron, é o passatempo preferido dela! Haha, me diga o que achou desse capítulo, sim?
Helen Black: Óóótimo, vergonha alheia era algo que eu queria passar nessa fic mesmo! Haha. Enfim, amo o Ron, e ele vai ter seus momentos bocó, mas não serão todos (porque senão, ele não é o Ron Weasley que a gente conhece!)
Laauras: Coitada da Mione, ela não tá devagar não! Haha, ela notou que ele tava estranho, mas só não ligou pra isso! Como ela ia saber que o melhor amigo dela de um dia pro outro se apaixonou por ela? Difícil, rs. E sim, vai ter muita dor de cabeça ainda (e risadas, espero!)
Gabrielly Potter: Eis a reação da Mione! Gostou? Haha. Que bom que eu to fazendo você rir, moça :
 
Lay Potter: Pode sempre se empolgar e falar sem parar, eu adoro! :)) Quanto a nossa conversa, eu não uso mais o MSN, só Facebook, portanto... Quando você ver essa N/A, você deixa um comentário, que eu te deixo uma inbox, me identificando! Kkk, dai a gente conversa, pode ser? Voltando ao seu comentário, tenho tentado fazer fics mais leves, porque de drama basta minha vida amorosa! Haha, enfim, muito obrigada pelos elogios, fiquei me achando eternamente.
Brunizinha: Ai *-* que bom que to fazendo você rir! Então, o que achou da reação da Mione? Condiz com a nossa Granger? Ah, ela não reclamou da dentenção porque sabe que Snape é completamente injusto com os grifinórios. Diga-me o que achou desse capitulo, ok?
 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 14

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Diênifer Santos Granger em 01/10/2013

Ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Coveiro em 23/04/2013

continua... ta muito legal essa fic

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Dani Malfoy em 22/04/2013

 

Bem, eu comecei a ler a sua fanfic  e depois de terminado o prólogo pensei: Fudeu! A fanfic não está terminada e eu vou sofrer até ela resolver fazer a caridade de postar o próximo capitulo.
Agora como eu vou dormir, com a ânsia de saber como vai continuar a historia? Pior, como vou conseguir prestar atenção nas aulas de Direito Civil e hermenêutica amanhã?
Você tem que atualizar o mais rápido o possível, e escrever compulsivamente até concluir a fic, para que assim minha vida possa voltar ao normal e eu consiga me concentrar nos chatos livros de Direito sem me deixar viajar na batatinha pensando como vai se proceder o desenrolar da historia.
Ok, vou parar por aqui, vc já percebeu que eu estou sofrendo por causa do próximo capitulo não já está postado, então tente acalmar meu coração de leitora desesperada e poste logo. 

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por gab em 19/04/2013

Ai que fofura esse capítulo <3 Porém nessa parte "– Sabe o quanto desejo tocá-la agora? – Harry soltou, encarando os próprios cadarços.

– Você pode, se quiser – sussurrou Hermione, muito envergonhada." eu fiquei QUE PUTARIA É ESSA?, MAS JÁ? kkk ri muito.

Enfim, a fic tá muito perfeita, estou amando cada capítulo <3
Não demora pra postar não :3 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Márcio Black em 18/04/2013

Poxa como você pode ter terminado LOGO agora? *-* Tá muito linda e fôfa a fic, sério mesmo. Mas será que esse feitiço funcionou mesmo?? Huuun vai saber rs. Você escreve super bem, então por favor não nos mate de curiosidade e poste assim que possível, ok?

E a, não faça a Gina atrapalhar nada, por favor!rs
Beijos 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por line silva em 17/04/2013

rsrsrs apesar do Ron ter sacado rapido a falta de tato dele continua a msm bem tipico dele alguma coisa me fazia acreditar ke ele perguntaria pra Hermione se tinha sido ela ke enfentiçou o Harry... E  reação dela foi como eu imaginava brava com o Ron e comprenciva com o Harry como sempre... muito fofo o pequeno e primeiro momento de romance entre eles...

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Gabriela G. Potter em 16/04/2013

Como assim você acaba o capítulo desss jeito? Meu coração está novo demais para infartes. 
Por Mérlim, eu estou viciada nas suas fics, estou lendo todas e amando todas. 
Por acaso você deu uma de Gina e lançou uma maldição nos seus leitores?
Sério, suas fics são tudo. Eu estou maluca esperando a atualização das outras
e agora tem mais uma pela qual vou me descabelar. Fic HH boa é raridade.  
Parabéns, você escreve super bem e o enredo é muito legal.
Virei sua fã!  

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por michelle lima em 14/04/2013

Sabia q ela ia reagir assim... Eh tipico da mione....
o Rony não tem jeito é um mane sem tato....
Adorei o capitulo muito bom...
so nao gostei de uma parte... Qndo o harry fala que a mione tem uma queda pelo rony... ecaaaaaa......
mas fora isso tava de primeira....
como dizem: tomo junto.... esperando os proximos.... 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Annabel Evers em 12/04/2013

Ebaaaaaaa mais micos *-* '
A sua fic esta aaaah ta foda *-* To sentindo que vem briga por ae u.u
E onde  Gina ta? quero ver a reação dela quando souber que o Harry se apaixonou pela Hermione *-*
Enfim, poste logo baby *u* 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Brunizinha em 12/04/2013

Meu Merlím! Meu Merlím! Meu Merlím, eu comento ontem e você já posta hoje!

Pode ser assim para sepre? *sonha*

aaaaaaaaah adorei a reação da Hermione nesse capítulo! Adorei a tenção HarryxHermionexRony que

você criou! Herms safadinhaaa "ode me tocar se quiser".- Queridaaa Harry Potter pode tudo ;)

Creio eu que demorará muuuito tempo ainda para eles descobrirem que é a Gina, mas por mim tudo bem eu quero rir mais mesmo xD

Posso fazer uma pergunta? Não me solte um Crucio ok ? Porque a Hemione fala tantos "queridos" ? ela fala assim em algum livro/filme ? Eu nao me lembro :/   /// POSTAA POSTAA POSTAA! :)

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Bruna Behrens em 12/04/2013

Olha, tô realmente impressionada com a rapidez nas atualizações. Por favor, continue assim. A tua história tá divertida, gostosa e envolvente demais pra gente ficar muito tempo esperando. Tô achando a Mione meio mãezona, mas tá ok pra mim pq me identifico com isso. No mais, o Harry tá oscilando entre hilário e nojento AUIHAIUAHUA e o Ron tá me saindo um ótimo amigo.
Continua, girl! Tô acompanhando as suas outras HHr também, mas essa daqui é a minha favorita <3 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Thomas Cale em 12/04/2013

Bom, eu não sei se Ron realmente precisa de um feitiço, mas fico pensando: se Harry acabar a historia ao lado de Hermione, o que diabos vai acontecer com Ron? O.O'

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Laauras em 12/04/2013
Vc não sabe o quanto eu ri desse capítulo! O Rony é uma mula mesmo, só ele mesmo pra fazer isso com os dois! A Mione já gostava do Rony? É mt meigo e fofo o jeito como o Harry e a Mione se tratam! Bjão, esperando att logo!
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Venatrix em 12/04/2013

Nossa! Quando eu fiz o login hoje de manhã e vi que tinha atualização nossa! eu realmente fiz uma dancinha em comemoração!
Parabens o capitulo tá show! quanto a reação da Mione Foi demais! o Harry falar que o Rony tava Chairando Pó de Flu kkkkk ri demais....
Estou aguardando ansiosamente o proximo capitulo 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.