FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Dias normais


Fic: Ops... - Concluída


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________







Capitulo Um - Dias normais





O jardim de Hogwarts estava cheio de alunos naquele que parecia ser o ultimo dia de sol. Este batia com intensidade contra as águas paradas do rio negro que banhava grande parte do terreno do castelo. Em um canto, estavam deitadas três amigas: uma ruiva, uma morena e uma loira. 

Lily Evans era a ruiva do grupo. Possuía os cabelos na altura dos ombros ondulados, olhos incrivelmente verdes, era baixinha e possuía um corpo de curvas suaves. Marlene Mckinnon era a morena, tinha os olhos dourados, era alta e com corpo cheio de curvas, considerada a garota mais desejável do castelo, jogava quadribol como artilheira. E por ultimo a loira do grupo: Emma Cabot, com a altura normal e os azuis, é uma típica patricinha trouxa, adora moda, um pouco louca, engraçada e a estrela do clube dos duelos. 

- Vamos Li – pediu Marlene – vai ser a melhor festa de natal dos últimos anos

- Você esta louca Lene? – exclamou a ruiva passando as mãos no cabelo – Eu, Lily Evans, numa festa dada pelos marotos

- Vai ser perfeito – falou Lene implorando com os olhos dourados – E só um final de semana não vai acontecer nada de mais. E ainda podemos dar uma mãozinha naqueles dois – apontou para onde Emma estava. A loira trocava olhares com Remo do outro lado do jardim

- Se acontecer algo. Tipo eu matar o Potter – suspirou – você que vai ser presa. Ou seja..

- Sou responsável por tudo que acontecer – prometeu Lene sorrindo animada – E você Emmazinha vai né?

- Sim – corou – é só um final de semana mesmo 

- Um final de semana inteirinho com seu amado Lupin – riu Marlene, Lily deu um sorrisinho discreto enquanto Emma ficava ainda mais vermelha. 



*




A neve começou a cair no dia seguinte. E logo o castelo se tornou o melhor refúgio para os estudantes. Ali dentro era quente e agradável. Lily e Emma rumavam para a biblioteca adiantar a chuva de trabalhos que os professores passaram naquela segunda semana. Parecia que como dali duas semanas seriam férias, tinham que aproveitar e mandar tudo que pudesse. Marlene, por sua vez, tinha saído de fininho depois a aula de Defesa contra artes das trevas com um Corvinal, na certa buscando outras formas de obter calor. 

- Ei Lily – chamou uma voz. Uma voz infelizmente muito conhecida da ruiva. 

- Finge que não ouviu – falou a ruiva aumentando o ritmo da caminhada sendo seguida por uma Emma risonha. 

- Lily – a garota se virou com raiva borbulhando nos olhos verdes e fixando no individuo que teve coragem de agarrar seu braço. 

Aquele era James Potter, o artilheiro, maroto, campeão de detenção junto com seus amigos. Porém era um dos mais espertos do seu ano e desde o inicio daquele semestre não parecia mais um dos mais galinhas. Claro que isso não era importante para Lily. Mas a ruiva tinha que admitir que ele era bonito, tinha os cabelos curtos negros que apontavam para tudo que e lado, olhos negros que sempre estavam alegres, um sorriso encantador e um corpo perfeito: alto e músculos na medida certa. 

- Soube que você vai à nossa festa – falou sorrindo – só queria dizer que será um prazer te você lá em casa 

- Infelizmente Potter serei obrigada a ir – deu de ombros se controlando para não xingá-lo. Não era mais uma menina para berrar com aquele rebelde sem causa – Agora largue meu braço


- Er..desculpa – exclamou corando. Lily parou é o observou, desde quando o Potter corava? O que ele estava aprontando agora? – Eu só queria saber se você...

- Não vou sair com você – cortou a ruiva

- Na verdade – comentou Sirius se metendo na conversa – a professora McGonagall disse que devíamos fazer trabalho de transfiguração juntos. Mas já que a Santa Evans não quer..

- Ah é sobre isso – comentou Lily corando – eu teria que ver com as meninas

- Por mim não teria problema – sorriu Emma alegre – porém duvido que a Lene queira ficar perto de você Black

- Garanto que eu convenço ela, Cabot – sorriu arrogante

Sirius Black era o maior galinha de todos os tempos. Um maroto de primeira, sério, elegante, um dos melhores alunos, batedores da grifinória. Tinha os cabelos negros atualmente curtos, os olhos de um azul acizentado, um sorriso cafajeste, um corpo invejável e uma postura digna de um Black. 

- Então Lily – falou James a soltando – nós vemos por ai 

E saiu acompanhando o melhor amigo. Lily se virou para Emma que olhava encantada pela uma das janelas do castelo.

- Emma? – chamou – O que deu com o Potter?

- Acho que ele cansou de você – deu de ombros – vamos para biblioteca?

- Vamos – concordou – mas acho que isso é tudo um plano do Potter

- Eu acho que você esta com medo de perder o James 

- Nunca – afirmou Lily – eu o odeio. Só acho que ele esta aprontando uma..


*




Sirius se jogou em cima da sua cama fazendo Peter Pettigrew quase se esganar com um pedaço de chocolate que estava comendo. Peter era loiro, baixinho, de olhos azuis. Não era de longe o mais bonito, popular e mais inteligente. Porém era um típico maroto e venerava seus amigos. 

- O que aconteceu Amolfadinhas? – perguntou Remo observando James aparecendo com um meio sorriso 

Remo era o monitor daquele grupo. Sério, quieto, o menos maroto do grupo, estudioso e esforçado. Tinha cabelos cor de mel e olhos no mesmo tom. Era muito bonito, alto, porém possuía sempre uma aparência de cansaço no rosto.

- Pontas ali – falou apontando para seu amigo – conseguiu conversar com Evans 3 segundos sem os famosos: É EVANS, POTTER – berrou Sirius com uma voz fininha

- Sério? – perguntou Peter curioso. Parecia que todos estavam mudando naquele grupo. 

- Sim – o sorriso de James se tornou maior – Estou seguindo seu conselho Aluado, serei apenas eu, sem incomodar com todos os pedidos de sair e ficar me achando a cada 5 minutos.

- Aleluia – falou Remo olhando para o teto e levando as mãos para cima – obrigado Merlin

James jogou o travesseiro no monitor fazendo Peter aplaudir e Sirius cair na gargalhada. Logo Aluado jogou um travesseiro em James e outro em Sirius e a guerra dentro daquele quarto estava completa.



*




- Vocês concordaram? – perguntou Lene respirando fundo 

- O que eu ia dizer? A professora..

- Eu não quero fazer trabalho com Black, Lily – exclamou Lene irritada – não depois do que ele fez !

- Eu sei – concordou Lily – mas você tem todo direito de negar.

Marlene e Sirius haviam se tornados amigos desde primeiro ano. A amizade foi evoluindo até uma tarde no quarto ano que ele havia a chamado para sair. Lene sempre fora apaixonada pelo melhor amigo acabou aceitando na hora. O pior erro da sua vida. Sabia que uma grande parte dos “nãos” de Lily vinha da experiência dela com um maroto. 

- Eu não vou demonstrar que me sinto afetada – respondeu Lene – agora nós – apontou para as duas amigas deitadas em suas respectivas camas – vamos fazer uma noite das garotas.

As amigas sorriram e logo chamaram Alice Cooper e Jessie Fitz para a festa. Alice era morena, noiva de Frank Longbottom formado no ano anterior, tinha olhos calorosos e sorriso gentil. Jessie possuía os cabelos e olhos negros, sendo que seus olhos eram puxados nas pontas e sua pele era morena.


*



Remo revirava os olhos. Não sabia como aqueles três haviam convencido ele a fazer aquilo. Lá estava ele o monitor dando cobertura aqueles dois. Peter havia sido mandado ir vigiar os sonserinos que se encontravam dentro de uma sala qualquer. Enquanto ele fica responsável em olhar o mapa do maroto e expulsar qualquer um que aparece ali perto. James e Sirius, por sua vez, eram responsáveis pela peça daquela noite.

Os dois morenos trabalhavam num feitiço complicado que seria ativado quando os sonserinos saíssem em peso da sala. Era um feitiço que desfiguraria seu peles, dando uma aparência de escamas multicoloridas e só saiam após 48 horas. 

Remo olhou novamente para o mapa do maroto. O professor de aritmancia vinha em direção ao quarteto. Estava na hora de agir. Soltou uma espécie de passarinho de papel levando a mensagem de problemas para James e Sirius enquanto ele, Aluado, transfigurava o mapa do maroto em um exercício de aritmancia. 

- Professor que bom que encontrei o senhor – falou Remo sorrindo meio nervoso – não consigo resolver esse exercício

- Lupin? O que você esta fazendo esse horário fora do salão comunal? – questionou o velho senhor.

- Indo em direção a sua sala senhor – respondeu o monitor – eu não vou conseguir dormi sem tirar essa duvida 

- Tudo bem, vamos a minha sala – suspirou o professor analisando o aluno com sorriso satisfeito.



*




Marlene fazia as unhas de Jessie enquanto Alice fazia uma trança nos cabelos ruivos de Lily e esta jogava xadrez de bruxo com Emma. Marlene usava uma camisola vermelha justa, Jessie um pijama cheio de escritas em chinês, Alice uma camisola de fadas, Lily um pijama trouxa de sapinhos enquanto Emma usava um pijama de unicórnios. 

As cinco companheiras de quartos passaram uma grande parte daquela noite cuidando dos cabelos, pele, unhas. Mas tinha finalmente chegado o verdadeiro motivo de uma festa das garotas. 

- Então..qual o motivo disso? – perguntou Jessie olhando as unhas vermelhas vivas – Eu amei esse esmalte

- Eu também – concordou Emma – Acho que a Lene precisava de uma noite de garotas

A morena concordou olhando em volta. Ela realmente precisava daquela noite. Dedicada exclusivamente a rir com as amigas, fofocar e cuidar de si mesma.

- Você sabem minha história com Black – todas acenaram concordando quando Lene começou a falar – e agora serei fazer um trabalho para semestre inteiro com ele e precisa disso.

- Você ainda gosta daquele cachorro? – perguntou Alice indignada – eu pensei que você já tinha superado. Afinal você não estava com David?

- Estou, mas é só um passatempo. Nem todos tem sua sorte Alice – sorriu Lene – como anda o noivado?

- Quase perfeito, a senhora Longbottom esta querendo que eu use um chapéu ridículo – suspirou – imagine meu vestido branco com chapéu de urubu 

Todas as meninas riram. Aquela cena ia ser o máximo.

- Já sei o que vamos fazer – sorriu Emma pulando – cada uma de nós tem que responder uma pergunta selecionada pelas outras 4 e não vale mentir, porque se mentir vai ficar com baita dor de estomago. 


- Desafio aceito – falou Lene – você será a primeira Emma. E para esquentar nós daremos uma meta para você, uma meta que você tenha condições de cumprir. 

Emma sorriu alegre se sentando num canto deixando que as outras quatro escolhesse a pergunta. 

- Bom – sorriu Alice – como andamos percebemos uma troca de olhares ultimamente queremos que você conte tudinho sobre..

- Remo Lupin – cortou Lene sorrindo enquanto Lily ria da cor vermelha que Emma adquiria. 

- Bom – começou Emma – eu gosto dele. Ele é tão bonitinho, tem sorriso com covinha e aquela cara de sério. Mas ele me acha uma louca que vive num mundo alternativo

- Isso é verdade – comentou Lily – você vive na EmmaCity. 

- Acho que sua meta – falou Lene – e tentar mostrar para Lupin quem você é de verdade. conquistá-lo.

- Não não – falou Emma corando.

- Sim – concordou Alice – ele gosta de você só que é mais tímido que a rainha da Lua. 

- Não tenho escolha? – As amigas disseram que não – Mas me aguardem vocês quatro.

- A loirinha que vingança – riu Lene


*



Peter estava na sua forma animaga embaixo de uma mesa. Os sonserinos se reuniam em uma meia lua. Lestrange mais novo estava no centro em volta de uma pequena fogueira de chamas azuis. Cada um dos sonserinos ali presente possuía uma taça na mão.

- Ao Lord das Trevas – falou Lestrange levando a taça para o teto 

- Ao Lord das Trevas – repetiram os 7 sonserinos ali presente – Ao nosso mestre

Todos beberam o que continha dentro daquelas taça e logo Lestrange começou a realizar o discurso.

- Ao nosso mestre. Ao bruxo que nós fará grande, que nós proteger, que nos iluminara para o caminho da salvação, que purificar a nossa raça. Ao Lord que nós fará ser melhor que nossos inimigos, que fará nós sermos os líderes dos nossos amigos...

Peter bebia as palavras de Lestrange. Ele poderia ser o líder dos marotos, poderia ser o melhor, só precisava saber quem era aquele mestre que prometia esses milagres.


--*---



- Fale sobre seus sentimentos Lene com Sirius e a razão de você sair com todos aqueles guris – pediu Jessie sorrindo

- Eu ainda continuo apaixonada pele cachorro. Ele não me merece então busco formas de esquecê-lo. E esses guris – sorriu – são uma excelente distração.

- Não necessito dos detalhes – pediu Lily enquanto Emma sorria diabolicamente.

- Já sei sua meta – falou a loira – a senhorita vai ter que mostrar para o Black que esta acima dele. Mostrar que não liga mais para ele. Fazê-lo implorar o perdão.

- Você esta louca? – exclamou assustada a morena.

- Eu sou louca – respondeu à loira sorrindo. 


--*---





James estava encostado com a cabeça contra escada esperando os sonserinos. Já estava tudo pronto. Sirius brincava com o passarinho de papel mandando por Aluado. 

- O que você esta pensando? – perguntou Sirius olhando para o amigo – Não vem me dizer que é naquela ruiva esquentada e certinha da Evans.

- E nela mesmo – suspirou – eu não sei quando isso começou. Mas ela não sai na minha cabeça.

- Você deveria agarra-la logo – sorriu malicioso Sirius.

- Eu não quero ela apenas um dia, Almofadinhas, não mais.

- Você esta doente só pode – exclamou Sirius assustado. 

- E você Almofadinhas qual é sua meta desse ultimo ano? – perguntou James encarando o amigo – Algo haver com uma morena...

- Se esta falando da Marlene esquece. Não deu certo antes, não ia dar certo agora.

- Então porque toda vez que ela sai com alguém você se irrita igual a mim quando ranhoso esta perto da Li?

- Cala boca – mandou Sirius – lá vêm nossos queridos sonserinos – apontou para porta aonde um ratinho vinha correndo em sua direção.


*




- Sua meta Alice é controlar seu casamento – sorriu Lily – fazer seu casamento do sonho. Nada de deixar à senhora Longbottom mandar.

- Só não quero magoá-la e nem o Frank – suspirou – mas aceito. 

- Agora é sua vez Lily – avisou Lene sorrindo – é o tópico é: James Sexy Potter. 

- Sexy? – exclamou Jessie sorrindo – é um dos 3 deuses gregos daquele grupo. 

- Anda Lily não adianta franzi a testa pode começar a falar – comentou Emma alegre

- O Potter..

- Se mentir não vais gostar do resultado – avisou Alice.

- Não vou mentir – suspirou a ruiva – mas isso morre aqui. Eu concordo que ele seja bonito e parece estar mudando. Mas isso não significa que vou aceitar sair com ele – avisou cortando o sorrisinho das meninas.

- Mas sua meta queridinha – avisou Lene – e dar uma chance para conhecer o verdadeiro James. Segundo Alice ele esta mais para Lupin que para o Black .

- Dar uma chance? De jeito nenhum – falou a ruiva arregalando os olhos verdes.

- Sua meta – avisou Emma – acredito que terás bastante tempo durante o trabalho para deixar ele se aproximar. Agora Jessie é sua vez...


 


 


O vento gelado corria pelos corredores do castelo. A turma do sétimo ano da Grifinória estava sentadas nas cadeiras de madeira da sala de transfiguração. A professora havia passado um complicado trabalho para os alunos daquele termo, valendo 30% do N.I.E.M’s de trasfiguração.

Os grupos haviam sido sugeridos pela professora e devido a isso um dos grupo do fundo eram: Lily Evans, Marlene Mckinnon, Emma Cabot, James Potter, Sirius Black e Remo Lupin. A ruiva e o monitor discutiam sobre a matéria que seria abordada, a loira desenhava numa folha branca enquanto Marlene olhava para os outros dois marotos analisando como iria cumprir sua meta. 

- Então acho que vai durar até fevereiro – avisou Remo relendo o roteiro do trabalho. 

- Sim, imaginei isso também – confirmou Lily – teremos que apresentar uma mini cidade sendo que temos que conter todo o tipo de transfiguração que aprendemos durante esses 7 anos.

- Bom não parece ser assim tão difícil – comentou Sirius olhando o roteiro 

- Então senhor sei tudo – sorriu Lene dirigindo a palavra para Sirius depois de anos de silêncio – espero que seja assim tão bom, porque eu odeio Transfiguração e não estou afim de perder minhas noite nesse projeto.

- Garanto que com a minha companhia você vai gostar de transfiguração – sorriu Sirius.

- Duvido você não é um Adônis da vida – deu de ombros – quando começamos Remo?

- Acho que podemos começar hoje a noite – falou analisando – temos muitas pesquisas para fazer antes.

- Então vamos sortear as duplas – falou Emma feliz – já fiz até os nossos nomes – apontou para o papel

- Perfeito – sorriu Lene – eu sorteio – e comentou baixinho apenas para as meninas ouvirem – se preparem paras suas metas. Elas vão começar agora.


Emma não conseguia acreditar que Lene conseguisse fazer aquele feitiço e não ser pega pelos marotos. Mas as duplas eram: Lene e Black, Lily e Potter , ela e Remo. Os dois estavam sentados na seção restrita da biblioteca procurando feitiços de transfigurações complementares para seu projeto. 

- Ai minhas costas – reclamou a loira se esticando e alisando as suas roupas – acho que as cadeiras da biblioteca devia ter almofadinhas. 

- Elas não são tão horríveis assim – reclamou Remo. Ele adorava a biblioteca de Hogwarts, parecia que ali o tempo só evoluía nas quantidades de livro, pois no resto pareciam ainda estar na época da construção do castelo. 

- É sim – retrucou à loira pegando a varinha e conjurava um almofada rosa Pink e uma verde água – use essa almofada – entregou a verde – e depois quero ver não dizer mal das cadeiras. 

- Você nunca vai me ver reclamando dessas cadeiras – falou Remo com uma voz encantada pela almofada – mas esse negocio aqui é bom 

- Uma almofada Lupin e não um negocio.

- Remo – falou o monitor.

- O que?

- Meu nome é Remo – sorriu. 

- Eu sei – falou confusa.

- Então chame pelo meu nome – piscou e voltou seu olhar cor de mel para o livro. Mas um sorrisinho aparecia no seu rosto quando viu a menina olhando com atenção.
*




James observada Lily procurando pelas estantes da biblioteca um livro sobre animagos. James sabia muito bem onde se encontrava aquele livro, mas não sabia como falar sem que a ruiva se revoltasse com ele. 

- Lily – chamou baixinho já prevendo berros – estamos na seção errada

Ela se virou e o encarou com aqueles olhos verdes que ele tanto amava

- Como? – questionou ela erguendo uma sobrancelha 

- Er..e que uma vez eu vi um desses livros lá para trás – na verdade James e seus amigos esconderam os livros numa das ultimas estantes 

- Você sabe onde fica livros? – perguntou Lily admirada – e aqui que vocês pesquisam seus truques?

- Não – sorriu ele – mas eu também tenho deveres para fazer. Não copiamos nada do Remo desde o segundo ano quando o Aluado falou que isso era coisa de gente burra. E nós não somos burros 

Lily não falou nada, mas o seguiu até as estantes do fundo. Ela não estava criticando e nem reclamando dele ser egocêntrico, parecia que as coisas iriam melhorar.


*


Lene colocava suas pernas definidas sobre a mesa bem a vista de Sirius. Os dois decidiram deixar as outras duplas trabalharem enquanto apenas relaxavam no salão comunal. O maroto se mexia desconfortável com a visão que estava tendo. Mas Lene nem havia começado. 

- Esta calor aqui dentro né? – perguntou inocente – Você não se importa se eu tirar a gravata?

- Claro que não – falou ele mexendo na sua própria gravata – se quiser posso te ajudar

- Não obrigada – Lene tirou bem lentamente e abriu os botões da camisa expondo uma parte do colo – desculpa Black, mas minha companhia chegou – falou se levantando e indo em direção ao David e beijando nos lábios de forma lenta e sensual.

- Essa morena que me matar – comentou Sirius observando a cena...


 


Fim do capitulo 1



N/a: Ai está o capitulo, espero que gostem e comentem :) bjoos!
 


 Vanity Black: Obrigada flr pelo comentário e espero que goste tanto dessa fanfic quanto eu gosto. Bjoos :)



Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mariazinhaencrenca em 26/11/2012

Está muito boa! Pergunta básica, vai ter o Tio Voldi?, pq no começo achei que fosse semi universo alternativo. Mas enfim, está muito legal e se você postar rápido eu prometo postar a minha fic. 

O.B.S: o capítulo está pronto e só falta ser postado!


BJS 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por ginnybowen em 25/11/2012

Muito bom! Qual o site que sua amiga posta?

Continua.

Bjs. 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Neuzimar de Faria em 25/11/2012

Essa história promete. Ótimo capítulo!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.