FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. I


Fic: The Best Part Of Me - Dramione


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 1


Hermione POV’S


  O vento soprava violentamente, tudo oque tinha restava em meio as árvores da floresta era uma imensa escuridão, eu estava com a cabeça repousada no ombro de Harry, as lagrimas escorriam sem parar pelo meu rosto. Fazia três semanas que Ron havia partido, mas ainda doía como se ele tivesse ido embora á cinco minutos.


-Vai ficar tudo bem, Mione...- disse Harry na tentativa de me confortar. Mas eu não conseguia parar de chorar, doía tanto...


-Temos que reforçar os feitiços de proteção Harry...


 De repente escutamos um barulho suspeito que estava vindo de um arbusto e nos levantamos bruscamente e eu coloquei minha varinha em punho,Harry se adiantou e eu vi uma figura vestida de preto sair de trás do arbusto prestes a tentar fugir.


-PETRIFICUS TOTALUS! – Gritei antes que fugisse. Como já estava um pouco a frente Harry chegou antes ao local onde a figura tinha caído estirada.


-Mas oque ele está fazendo aqui? –Disse Harry


-Quem é Harry?


-É a doninha albina!


-O-O que? – Perguntei apressando o passo, quando finalmente cheguei. –Isso é impossível! -Mas os cabelos extremamente loiros, os olhos cinzentos e o habitual terno preto não deixavam dúvidas: era Malfoy!


-Mas como, como ele chegou aqui?


-É o que estou me perguntando, Hermione!


 Havia muitas possibilidades, fiquei examinando cada uma, mas nenhuma me parecia concreta.


-Ele com certeza veio nos atacar! –Disse Harry, isso já era meio óbvio, né? –Talvez estivesse checando se realmente éramos nós e estava esperando o momento certo para nos atacar...


-Já pensei nisso, mas por que mandariam justo Malfoy? Poderiam muito bem ter mandado qualquer outro comensal de menos importância! E o me deixa ainda mais confusa é que ao que me parece ele veio sozinho, porque os feitiços de proteção com certeza já caíram, isso explica o fato dele ter nos visto, e estamos á bastante tempo vulneráveis, acho que se houvessem outros comensais com ele, eles não teriam perdido uma oportunidade tão boa de nos atacar... Harry, precisamos conjurar os feitiços de proteção novamente!


E então comecei a conjurar todos os feitiços de proteção que eu conhecia.


-E quanto a ele? – Me perguntou apontando para Malfoy


-Eu não sei...


-Devemos interroga-lo?


-Acho que sim, mas, oque me pergunto é: O que faríamos com ele depois?


-Poderíamos lançar lhe um obliviate depois...


-Harry...


-É a única coisa que podemos fazer! Escute: mesmo que deixássemos essa fuinha petrificada como conseguiríamos aparatar com ela pra qualquer outro lugar? E se deixássemos ela aqui e fugíssemos alguém poderia reverter o feitiço e começariam a seguir o nosso rastro. De qualquer forma vamos ter que alterar a memória dele e então acho que deveríamos pelo menos arrancar algumas informações...


Antes que Harry dissesse qualquer outra coisa eu transfigurei um de meus casacos em grossas cordas.


-Mesmo que não consigamos nenhuma informação a varinha dele será bem útil, já que a sua varinha... – (A varinha de Harry se partiu acidentalmente quando fomos atacado em Godric's Hollow) Então me dirigi para perto de Malfoy e coloquei minha mão em seu bolso e felizmente sua varinha estava lá, depois entreguei as cordas á Harry que ás amarrou fortemente e colocou Malfoy de pé.


 Dei a varinha de Malfoy á Harry e nos apontamos para Malfoy, Harry me dirigiu um olhar que claramente significava: “Pronta?”. Eu assenti e murmurei:


-Solvere!


Malfoy caiu de joelhos no chão por conta das cordas, e olhos cinzentos se voltaram furiosamente para nós.


-Mas oque vocês acham que estão fazendo?! – Urrou – Porque demónios me prenderam? E você, Granger, quem pensa que é para fazer isso? Devolvam já minha varinha!


-Cala a boca, Malfoy! Quem faz as perguntas aqui somos nós! Você não está em condições de fazer nenhuma exigência.


-Olha como fala comigo, sangue-ruim!


-CALA A BOCA, MALFOY! – Dessa vez foi Harry quem gritou. – Acho melhor dizer oque está fazendo aqui e como nos achou!


-Ou então oque, Pottinho? Como vai me forçar á falar? – Provocou.


O ódio nos olhos de Harry crescia á cada segundo, eu não sabia se ele estava respondendo mais por seus atos, antes que eu pudesse observar mais, ouvi Harry começar:


-CRU...


-Harry, não! – Interrompi e ele voltou á si. – Não vale a pena! Precisamos de informações, lembra?


-Desculpe... – Disse Harry respirando pesadamente


  A expressão de Malfoy era de pânico total.


-Diga logo oque veio fazer aqui. – Exigi.


-Veja lá como fala com ela, Malfoy, ela pode não ter a mesma piedade de novo. – Alertou Harry.


-E então?


-Olha Granger, como você mesma já deve ter percebido: Eu.Não.Vim.Atacar.Vocês! – Cuspiu.


-Como se nós confiássemos em suas palavras. – Disse ironicamente.


-Se não confiam em mim, pra que estão me interrogando?


-Não é da sua conta Malfoy. – Aquela doninha estava conseguindo me irritar cada vez mais. – Fale logo tudo que sabe! Eu quero a verdade!


-Mas essa é a verdade Granger: Eu não vim atacar vocês! Eu não estou mais com Voldemort! – Disse entre dentes.


-E como acha que vai nos provar isso? – Harry disse com uma aparência irritadiça.


-Se eu não estivesse amarrado seria capaz de mostrar o meu braço.


-Nem pense que vai nos fazer soltar você! – Harry disse mais irritado ainda.


-Petrificus Totalus! – Eu disse novamente.


-De novo nã... – Antes que ele pudesse terminar já estava petrificado novamente.


-Oque vai fazer, Hermione?


-Olhar o braço dele. – Então soltei as cordas e me aproximei de seu braço levantando o arregaçando dificilmente a manga de seu blazer, nossos olhos se encontraram por um segundo e eu rapidamente desviei o olhar. Os olhos dele estavam esbugalhados e eu tinha certeza que ele estava inutilmente dando tudo de si para repelir meu toque, uma sensação estranha tomou conta de mim. O que seria? Tristeza por ele não querer que uma “sangue-ruim” se quer tocasse nele? Qual é, eu já superei essa fase de ficar me importando com tudo que Malfoy fala ou pensa de mim. Tirei a abotoadura da manga de sua camisa, comecei a levantar á arregaça-la, seus olhos se serraram em uma expressão que não podia ser outra á não ser dor, levantei a manga mais levemente e fiquei surpresa com o que vi. Olhei para Harry que estava de queixo caído, também muito surpreso.


(Cooontinua)


E ai, como tá o primeiro cap? Essa é a minha primeira Dramione, então espero que me digam oq acharam.  ^^

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.