FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

32. Armadilhas para Rony


Fic: Os Sete Desafios


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


O sorriso de Ginny vacilou quando ela encontrou os intensos olhos de Draco sobre ela. Seu coração pareceu pular uma batida depois que a as palavras do sonserino finalmente se fizeram entender em sua mente agitada. Engolindo em seco a grifinória não encontrava forças para desviar o olhar, sua garganta parecia secar e nenhuma mísera palavra atravessava seus lábios.


Draco aguardava a resposta dela com expectativa, o loiro estava determinado a levar seu próprio plano adiante, queria fugir daquele lugar antes que se tornasse um inferno sem salvação. Desejava levá-la para longe de qualquer risco, deixá-la protegida de qualquer ameaça, mesmo que isso custasse muito caro para ele no final.


O silencio permaneceu apenas por alguns instantes, mas a tensão entre os dois era tamanha que ate mesmo um suspiro poderia ter colocado a aparente “paz” em cheque. Draco lentamente, mas sem hesitação, levara uma das mãos ao rosto de Ginny numa carícia suave fazendo a ruivinha fechar os olhos entregando-se ao carinho.


-Eu vou com você, sabe disso... eu vou até o fim do mundo se for preciso!


Responde a Weasley sem pensar duas vezes surpreendendo a si mesma e à Draco que pareceu congelar com as palavras da grifinória a sua frente. Percebendo que falara demais, Ginny abre os olhos bruscamente prendendo o ar em seus pulmões... Mérlin ela tomara uma decisão dessa magnitude sem ao menos pestanejar!!!


Estava ficando louca??? Esquecera-se que estava mais do que envolvida nessa batalha contra as trevas??? Toda sua família estava, seus irmãos, seus pais, seus amigos... ela não poderia abandonar o campo de batalha por capricho, seria desleal, seria covardia, Ginny era grifinória em todos os sentidos e nunca negaria-se a lutar... mesmo que fosse por Draco!


-Draco...


-Ótimo!!! Não vai se arrepender Weasley!


Comemora Draco com um grande sorriso sem dar uma chance para Ginny explicar-se e a beijando apaixonadamente.


................Alvo Dumbledore...................


-Temos que encontrá-lo rápido!!!


Insiste Luna muito angustiada, ainda segurando a maçaneta da porta da enfermaria, sua voz ecoara entre os leitos vazios nebulosamente chamando a atenção do casal grifinório.


-Ron pode não ter tempo para se defender deles!!!


A corvinal sentiu um arrepio percorrer seu próprio corpo, sua voz soara tão assustadora e grave, diferente do que costumava ser, leve e romântica, que a deixava verdadeiramente assombrada.


-Luna... o que aconteceu?


Murmura Hermione com preocupação. Luna encontrou a grifinória com o olhar e percebeu a que a mesma segurava com força seu pulso enquanto esperava que a corvinal se explicasse.


-Mione...


Luna lembrou-se do vínculo que levara Hermione a estar ali, lembrara rapidamente da magia que sentira quando Draco e Ginny completaram seus respectivos “sacrifícios”, no fundo ela sabia que eles não hesitariam em ultrapassar qualquer obstáculo por aqueles que amavam, e poucos além dela percebiam isso acontecer entre o Malfoy e a Weasley.


Mas, logo sua mente retornou a um certo ruivinho grifinório, seu namorado, o garoto que faria de tudo, até voar numa vassoura com os olhos vendados, só para vê-la sorrir, aquele de quem mal se despediu por ciúmes esta manhã... e que agora estava correndo um sério perigo. Determinada ela recuou um passo, pronta para seguir sozinha em sua busca quando Harry a chama novamente.


-Luna você precisa ficar calma!!! O Rony está bem!


Responde Harry seguindo ao encontro da amiga e colocando uma mão reconfortante sobre seu pequeno ombro.


-Você não está percebendo o perigo Harry??? Não consegue mais senti-lo??? Eles estão aqui, dentro de Hogwarts!!!


A loirinha reluta e balança negativamente a cabeça, não poderia acreditar que aquele que finalmente conquistara seu coração poderia estar nas mãos de comensais da morte caso não o encontrassem a tempo, sem que ela tivesse qualquer chance de defendê-lo já que perdera a varinha.


-Qual perigo?


Pergunta preocupado o moreno.


-Se estiver falando da Horcrux, nós a destruímos, Hogwarts está mais segura agora!!!


Insiste Harry num sussurro para não chamar a atenção de Madame Pomfrey e Remus que estavam no escritório da medibruxa do lado oposto da enfermaria. Estreitando os olhos, o escolhido ouve um grasnar suave de um pássaro que mudara drasticamente de cor com a menção à Horcrux.


Curioso ele passa a notar a presença da pequena e colorida ave em seu ombro praticamente escondida entre os longos cabelos loiros da menina. Que não parecia convencer-se de que Rony estaria em segurança.


-Não vai estar bem se eles o encontrarem!!! Precisamos salvar o Ronald!!!


Desespera-se a corvinal lançando a Harry um olhar desesperado enquanto segurava a capa do uniforme do grifinório entre as mãos com força quase o sacudindo freneticamente para chamar sua atenção, o escolhido ficara impressionado com a reação de Luna.


-Eles quem?


A voz de Hermione chama a atenção da corvinal que morde o lábio inferior como se ponderasse se deveria ou não interromper sua busca para contar o que acontecera, seus olhos encontram Pan empoleirada em seu ombro e suas pequeninas asas ganham um brilho azul claro com finos raios brancos, Luna solta a capa de Harry e segue até a cama de Hermione a passos rápidos.


-Dois alunos de Hogwarts estão servindo aos comensais da morte... eles... eles querem entregar o Ronald para Fenir Greyback!


..................Lily Potter....................


Sírius estava atualmente sentado no meio do caos que se encontrava o quarto de seu falecido irmão mais novo Regullus Black para desgosto absoluto do seu elfo doméstico. Que carregava caixas com os pertences de seu antigo mestre de um lado a outro seguindo as ordens do fugitivo de Azkaban.


-Quero todos os objetos que ele achava mais importantes!!!


Anuncia o maroto que de uma forma absurdamente louca conseguira convencer (à força e a base de muita persuasão) Monstro a ajudá-lo a procurar todos os objetos contaminados com magia negra naquele lugar, alegando que Regullus ficaria eternamente grato por se ver livre daquelas “tralhas” como ele mesmo falava e tornando o Largo Grimaudi um lugar mais “habitável”.


-Mestre Regulus deve estar furioso com monstro!


Resmungava o elfo amargamente. Enquanto Sírius o ignorava, estava ansioso nessa nova missão que atribuíra a si mesmo, sentia-se mais útil agora, sabia que seu irmão escondia algo realmente importante sobre Voldemort e não descansaria até encontrá-lo.


-Posso apostar meu hippogrifo que tem uma pista das horcruxes aqui!!!


Praguejava Sírius enquanto amassava mais um punhado de pergaminhos. Estava agora vasculhando uma pilha insana de anotações que, ao seu ver, não fazia qualquer sentido, runas e códigos que o confundiam cada minuto mais e mais, haviam também desenhos de um certo medalhão que o padrinho de Harry sabia que já vira em algum lugar.


-Mostro!!! Traga os itens do cofre de Regullus agora!


Ordena Sírius ignorando o olhar assassino do velho elfo em sua direção e retirando todos os objetos da caixa que Monstro trouxera até achar um frasco pequeno e muito bem lacrado contendo algo que ele conhecia muito bem...


-As memórias do Regullus!


Exclama Sírius estupefato, o maroto pisca meia dúzia de vezes até voltar à realidade e correr para a sala alcançando sua lareira.


-Moony eu preciso de uma penseira... AGORA!!!


................Severus Snape................


Ronald estava farto de tanto esperar por Luna, Ginny e Neville. O grifinório seguia a passos largos até a enfermaria, depois de falar com Sírius e ser interrogado por Remus, não havia muito o que ser feito, ele só precisava saber se Hermione estava bem e logo seguiria atrás da sua loirinha.


-Ela deve estar furiosa comigo!


Choramingava o capitão do time de quadribol lembrando-se da cena que Padma fez no salão comunal corvinal. A indiana acabara completamente com seu “momento” com Luna.


-Essas gêmeas não sossegam enquanto não me afastar da Luna!


Pragueja o ruivo que apressa o passo, estava nervoso demais depois de ver Hermione destruir a horcrux, a imagem de Voldemort se transformando no corpo sem vida de seu melhor amigo Harry Potter era perturbador demais para ele.


Precisava desesperadamente de Luna, agora mais do que nunca, se queria realmente derrotar Voldemort ao lado dos seus amigos ele teria de alertar primeiramente Luna de todos os verdadeiros perigos ao qual estariam expostos, saber se ela estaria disposta a enfrentar tudo isso ao seu lado até o fim.


Com uma nova determinação, ele promete a si mesmo que protegeria a sua doce corvinal de olhos impressionantemente azuis, olhos que enxergavam além de sua própria alma, mas, ao virar o corredor esbarra em alguém que cai duramente no chão com a força do impacto.


-Olha por onde anda Weasel idiota!!!


Grita Pansy fora de si, a sonserina tinha os olhos vermelhos como quem esteve horas a fio a chorar, mas Ron estava impaciente demais para notar qualquer coisa.


-Sai você do meu caminho sua Cobrinha!


Rebate furioso pronto para dar as costas à garota e seguir em frente quando Pansy grita para ele:


-A ÚNICA COBRA AQUI É SUA IRMÃZINHA QUE ESTÁ SE AGARRANDO COM O MEU NAMORADO AGORA!!!


Ron pareceu congelar e toda a cor sumiu de seu rosto. Ele ouvira direito?


-OLHA COMO FALA DA MINHA IRMÃ!!!


Ron avança e direção à sonserina que agora de pé o encarava com deboche.


-Eu falo como eu quiser... ela está enganando a todos vocês... ela vai fugir com o MEU Draco e abandonar a família de pobretões!!!


Vociferava Pansy deixando mais lágrimas correrem livremente pelo rosto surpreendendo ao grifinório que estupefato, recusava-se a acreditar numa maldita sonserina.


-É melhor parar de inventar mentiras sobre a Ginny ou...


Começa Rony sibilando cada palavra entre dentes enquanto pegava sua varinha.


-Ou o quê??? Você sabe que é verdade... basta ir para a sala precisa, eu vi com meus próprios olhos!!!


Rebate Pansy venenosamente antes de virar as costas para o ruivo.


-E eu pensando que não existiam covardes na Grifinória... são realmente um monte de lixo!!!


Completa amargamente antes de ir embora deixando Rony completamente vermelho de ódio. Não poderia se deixar envenenar por aquela cobrinha, ela não era confiável, aliás, nenhum sonserino era.


Sua respiração ficou engatada na base da garganta, Ginny odiava o Malfoy, eram como água e óleo, não se misturavam, não ficavam mais de cinco segundos no mesmo lugar sem atacarem um ao outro... e sua irmãzinha jamais o trairia dessa forma.


-Seria a maior decepção para nossos pais... Ginny nunca faria isso!!!


Tentava convencer-se disso a todo custo, mas permanecia paralisado em choque no mesmo lugar onde Pansy o deixara. De repente, memórias de um nervoso Colin Creevey vieram a sua cabeça, a preocupação dele com as detenções noturnas de Ginny com o Malfoy, as vezes que ela dormira fora do dormitório das garotas, a forma como ela parecia estar sempre de olho no sonserino... a história mal contada de como ele a salvou na biblioteca...


O ruivo sentiu a cabeça doer fervorosamente, poderia até sentir a fumaça escapando por suas orelhas, havia dúvidas demais e Pansy colocara todas elas em cheque com suas acusações. Sentiu o estomago embrulhar, a imagem de sua irmãzinha frágil e inocente caindo na conversa perversa de um aspirantezinho sonserino à comensal o deixou cego de ódio.


-Vou tirar a prova disso agora!!!


Anuncia Rony seguindo para a sala precisa com a varinha em punho, se os encontrasse juntos, Malfoy seria um homem morto!


...................Minerva McGonagall.................


-Draco...


Murmura Ginny ainda com os olhos fechados e sentindo o coração acelerado após o beijo do sonserino que ostentava seu típico sorriso de lado que a deixava com as pernas trêmulas.


Era um golpe baixo... muito baixo... Malfoy estava jogando sujo com ela e ambos sabiam disso. Sonserino descarado! Pensava Ginny ironicamente.


-Nem pense em voltar atrás... virá comigo e ponto final Weasley!


Anuncia o loiro como se estivesse lendo os pensamentos da ruivinha que morde o lábio inferior com força finalmente encarando os olhos metálicos do Malfoy. Estava perdida, sua mente ficara em branco instantaneamente. Maldição!!!


-Eu nunca desisto de nada Draco!


Responde a grifinória em tom de desafio levando o sonserino a levantar uma sobrancelha em descrença. Ninguém olharia assim para ela e sairia impune, Ginny tinha que proteger o seu orgulho próprio ou se odiaria pelo resto da vida...


-Em que estava pensando agora?


Pergunta sem rodeios deixando a ruiva estática por alguns segundos antes de finalmente respondê-lo.


-Eu vou fugir com você... mas, tenho minhas condições!


Diz a ruiva soltando-se dos braços do sonserino, se afastando apenas o suficiente para encará-lo diretamente nos olhos, tinha que manter certa distancia dele ou não pensaria em nada claramente, toda a razão escapava da sua cabeça quando estava presa nos braços de Draco.


Desesperada pela distância que lhe traria à razão, ela tropeça e seu movimento a levou esbarrar na mesa onde estavam os convites do casamento de Bill e Fleur, olhando para os mesmo Ginny teve a idéia perfeita para adiar o plano de Draco.


-Que condições Ginevra?


Questiona o loiro estreitando os olhos para a Weasley, ela estava maquinando alguma coisa naquela cabecinha vermelha, ele poderia apostar sua própria vassoura nisso!!! Ginny ainda mantendo um semblante completamente inocente cruzou os braços e respirou fundo antes de continuar.


-Primeira coisa... Só iremos depois do casamento de Bill!!!


Revela a ruiva seriamente encontrando os olhos confusos de Draco.


-Casamento? Está falando sério Weasley??? Não temos tanto tempo assim, tem uma guerra lá fora!!!


Desespera-se o loiro segurando Ginny pelos ombros com força. Merlin ela estava brincando com o perigo!!!


-ACHA QUE EU NÃO SEI DISSO???


Grita a grifinória em resposta soltando-se de Draco e o empurrando para longe dela.


-Se realmente soubesse não estaria colocando uma condição absurda dessa!!! Realmente Weasley, sua família é mesmo louca, quem se casaria num tempo desses???


Praguejava o loiro andando de um lado a outro nervosamente enquanto uma das mãos agitava seus normalmente impecáveis cabelos loiros.


-Não sabe o que está dizendo Malfoy!


Responde Ginny sentindo as lágrimas arderem em seus olhos, Draco voltara a agir como o monstro sonserino de sempre. O loiro volta-se para ela, pronto para mais uma acusação do quão ridícula era sua idéia de esperar até que a viu chorar. O Malfoy perdeu a fala.


-Eu só queria... eu só... Quero... quero poder me despedir da minha família!


Completa a ruiva enxugando o rosto e preparando-se para sair da sala, furiosa deixando Draco para trás, ela agarra os convites nas mãos e passa pelo sonserino que num movimento rápido a segura pelo braço a impedindo de ir e obrigando-a a encará-lo mais uma vez.


-Se despedir deles não vai tornar as coisas mais fáceis Ginevra...


Diz friamente o loiro deixando a Weasley mais magoada ainda.


-Me solta!


Exige a ruivinha furiosa.


-Se isso é tão importante assim para você... se é “realmente” o que você quer... então vamos fazer do seu jeito Weasley! Mas, não venha me atormentar se tudo acabar dando errado!!!


Conclui o loiro ignorando os protestos da grifinória que agora o encarava sem palavras, ela simplesmente parara de se debater e deixara novamente os convites caírem ao chão tamanho seu choque.


Morgana, Merlin, Circe, Rowena, Helga, Godric e Salazar... ele acabara de concordar com sua idéia maluca só porque “era importante para ela” sem falar que deixara bem claro que mesmo que desse tudo errado ela ainda teria a ele para “atormentar”!!!


-Porque está me encarando como se eu fosse a louca da Trelawney???


Questiona ferinamente o Malfoy estreitando os olhos para Ginny e aproximando perigosamente seu rosto ao dela, despertando-a do seu “transe” e piscando os olhos algumas vezes engolindo as lágrimas, a ruivinha pula no pescoço do sonserino.


-Eu te amo, eu te amo, eu te amo, eu te amo tanto sua doninha!!!


Gritava no ouvido do Malfoy que pela primeira vez em muito tempo sente o rosto ficar completamente vermelho, e ainda sem jeito ele demora a retribuir ao abraço esmagador da grifinória que continuava a repetir que o amava.


Para Draco essas palavras tinham o poder de curar cada uma de suas feridas, de superar cada um dos seus medos. Mas, acima de tudo... essas palavras eram as responsáveis por fazê-lo acreditar que tudo seria possível... o amor deles os fariam livres.


............Sírius Black.............


Após a revelação da loirinha, Harry pareceu prender a respiração por breves segundos de choque antes de fechar as mãos em punhos ferozes, seus olhos irradiando uma poderosa explosão de cólera que faria qualquer inimigo a sua frente tremer de medo.


Enquanto Hermione tinha os olhos amplos em pânico, ela sentia o coração apertar dolorosamente, haviam comensais entre os estudantes de Hogwarts??? Quem seriam? O que já teriam feito? O que estavam planejando agora? Eles saberiam das horcruxes? Eram informantes de Voldemort? Dumbledore saberia disso?


-Como pode ter certeza Luna? É uma acusação muito séria!


Questiona Hermione nervosamente.


-Nós já desconfiávamos disso há um bom tempo... conte o que aconteceu Luna, quem está envolvido em tudo isso???


Interrompe Harry severamente permitindo que Luna prosseguisse. O grifinório agora com um semblante sombrio já se preparava mentalmente para um confronto surpresa com esses “aspirantes” a comensais da morte.


-Eu estava na cabana do Hagrid quando encontrei um baú mágico...


Hermione segurava a mão de Harry com força enquanto Luna narrava desesperadamente tudo o que se passara na cabana de Hagrid. A corvinal arfava pesadamente e o medo era evidente nos olhos normalmente vibrantes e sonhadores de Luna.


-Jason não parecia muito satisfeito com o que vocês fizeram... e a garota da voz estridente o convenceu a entregar um dos Weasleys para redimir-se!!! Ela parecia muito certa de que conseguiriam pegar o Ronald primeiro!


A narração sombria deixara Harry perplexo, havia muito mais por trás da história do sumiço de Hagrid e do estranho baú, do que ele poderia processar em seu cérebro, logo o moreno sentiu-se enfurecer a cada nova revelação da loirinha, especialmente quando o nome de Jason entrou em cena.


-EU VOU MATAR AQUELE DESGRAÇADO!!!


Esbravejou Harry transtornado, levantando-se subitamente pronto para acabar com a raça do Lufa-Lufa.


-Harry! Deixe Luna terminar de falar e decidimos a quem quer “matar” depois!!!


Repreende severamente Hermione o puxando pelo braço enquanto colocava a si mesma de pé com certa dificuldade trazendo Harry de volta à realidade, Hermione não estava bem e precisava de repouso, ele estava fazendo tudo errado a envolvendo nisso de novo.


-Temos que descobrir que baú é esse, quem está liderando Jason e a tal garota misteriosa e porque ela sumiu com a varinha da Luna, especialmente... temos que tirar o Ron do caminho deles o quanto antes!!!


Anuncia Hermione num rápido resumo dos fatos enquanto pegava a sua varinha na cabeceira da cama.


-Não Mione!


Harry a corta bruscamente recebendo um olhar incrédulo da monitora-chefe.


-Você fica! E eu vou com a Luna procurar o Rony!


Reclama Harry estreitando os olhos para a grifinória.


-Estamos perdendo tempo discutindo por isso Harry, o Rony precisa de toda a ajuda possível!


Defende-se Hermione furiosamente.


-Não vou colocar meus dois melhores amigos em perigo ao mesmo tempo! Você fica e eu vou!!!


A voz do grifinório soou severa e definitiva, o escolhido não aceitaria nunca levar a morena para enfrentar o perigo enquanto ainda estivesse se recuperando do ultimo confronto com magia das trevas. Hermione abriu a boca para protestar, quando Luna a interrompeu:


-Ela não está doente Harry! Ela só estava esgotada pelo vínculo... afinal Malfoy e Ginny completaram a sua tarefa esta manhã! Temos que ir todos juntos!!!


Os grifinórios escutavam Luna estupefatos, definitivamente haviam mais coisas acontecendo do que eles poderiam esperar para um único dia.


-COMO?


Perguntam em uníssono os dois grifinórios fitando Luna com assombro, não tinham parado para pensar nos desafios até então. O momento de choque, no entanto, fora interrompido por Pan a saltar do ombro de Luna dando uma volta completa pela cabeça da Corvinal com suas lindas asas em cores vibrantes.


-Que espécie é essa?


A curiosidade de Harry despertou a atenção de Hermione que olhava maravilhada para o pássaro.


-Parece... uma espécie de...


Hermione estava prestes a falar quando Madame Pomfrey retorna a enfermaria com uma expressão severa em seu rosto.


-Espero que tome corretamente suas poções senhorita “Evans”!!! Está dispensada agora!


Anuncia a curandeira olhando nos olhos de Hermione como se questionasse se a grifinória revelara a verdade à Harry. Percebendo logo então a presença de Luna ela imaginou que a “conversa” fora interrompida antes de chegar ao fim.


-Certas coisas ainda não devem ser ditas, mas, não se preocupe com eles!


Diz Luna para a medibruxa num sussurro que levou a senhora a ampliar os olhos assustada, ela estaria lendo seus pensamentos??? Ignorando as estranhas habilidades de Luna ela vira-se para Harry.


-Espero que a mantenha fora de suas “aventuras” senhor Potter!!!


Adverte seriamente antes de deixá-los a sós novamente. Harry troca olhares cúmplices com Luna e Hermione e sem perder tempo deixam a enfermaria a procura de Rony.


.................James Potter................


Rony seguia pelas escadarias implacável. As palavras de Pansy sobre sua irmãzinha e o infeliz do Malfoy ecoando em sua cabeça, o instigando a agir em nome da honra Weasley.


-Dessa vez você vai aprender a respeitar um Weasley doninha desgraçada!!!


Sibilava o ruivo apertando com força a varinha entre os dedos. Estava alcançando o sétimo andar quando escutou uma voz conhecida ao final da escadaria, chamando por ele.


-Weasley!!!


 A voz insistia, mas Ron não deu muita importância, a única coisa que queria era encontrar Ginny e esclarecer tudo de uma vez por todas.


-Weasley me espera, para onde está indo???


Finalmente a dona da voz o alcança.


-O que quer Chang? Eu estou ocupado não tá vendo???


Rebate o ruivo sem se deter, entrando a passos apressados pelo sétimo andar.


-Está louco??? Temos que sair daqui!!! Onde está o Harry???


A oriental o segura pelo braço e o interroga desesperadamente. Rony finalmente pára encarando a corvinal incrédulo, ela nunca falava com ele por vontade própria, não se davam bem e ela o detestava, deixando isso bem claro todas as vezes que o via com Luna.


-Ficou maluca? Você me odeia e agora tá me seguindo??? Se quer saber do Harry eu não faço idéia de onde ele tá ok??? Agora me deixa em paz!!!


Responde o grifinório enfurecido empurrando a oriental e seguindo para a sala precisa.


-Deixa de ser burro Weasley, eu quero te livrar de uma armadilha e é assim que me agradece???


Vociferava Cho perplexa com o grifinório o fazendo congelar a poucos passos de onde encontraria a porta da sala precisa.


-Armadilha??? A única com armadilhas é você, pensa que esqueci de você envenenando o Harry contra a Mione???


Acusa Ronald olhando de canto para Cho que estreita os olhos já pequenos enquanto segue em direção ao ruivo.


-Estou tentando impedir que faça uma besteira!


Sibilava a corvinal irritadiça.


-Você está tentando acobertá-los??? É isso???


Questiona Rony voltando-se para a oriental que amplia os olhos de medo. Será que ele havia descoberto tudo???


-Do-do que você está falando???


Rebate desviando os olhos para o final do corredor, planejando a rota de fuga mais eficaz antes que Jason a encontrasse ali.


-Não sei como o Malfoy te convenceu a entrar nisso, mas não vou permitir que façam mal a Ginny!!!


Bradava o Weasley furiosamente, o rosto completamente vermelho de raiva e a varinha perigosamente apontada para o rosto da oriental.


-Não confunda as coisas Weasley!!! Não tenho nada haver com o Malfoy!!!


Responde Cho nervosamente empurrando-o contra a parede com força afastando a varinha de si.


-O que você quer afinal?


Pergunta Rony agora completamente confuso com a atitude da chinesa.


-Não-entre-na-sala-precisa!!!


Sibilava Cho enfaticamente apontando para a parte onde ele encontraria a porta.


-E porque não?


Questiona o ruivo intrigado levantando uma sobrancelha inquisitivamente.


-A... As gêmeas Patil!!! Elas prenderam a Luna na sala de poções!


Inventa a oriental desviando o olhar para os lados angustiada, seu tempo estava acabando.


-O QUÊ??? Porque não a tirou de lá???


Questiona Rony revoltado.


-Eu não posso usar magia seu idiota!!!


Diz a corvinal entre dentes, agora mais satisfeita por ter conseguido driblar o Weasley.


-Vamos logo!!!


Grita Rony correndo para o lado oposto, esquecendo-se momentaneamente de Ginny e Draco Malfoy... essa história ele iria esclarecer mais tarde, depois que resgatasse a sua loirinha das masmorras sonserinas.


.............Blaise Zabini..............


-É melhor irmos Ginevra! Já passamos tempo demais, logo essa sala estará cheia!


Sussurra Draco no ouvido da grifinória que recusava-se a soltar o sonserino.


-Mas, nós não decidimos o que fazer com o plano do professor Snape!


Rebate a ruivinha afastando o rosto do sonserino e franzindo a testa com preocupação.


-Não vamos fazer nada, eu não irei seguí-lo! Não pretendo um confronto com Dumbledore, mesmo que seja forjado!


Responde o Malfoy como se apontasse para o óbvio.


-Mas temos que fazê-lo, é a única forma de despistar Voldemort!!!


Desespera-se Ginny.


-Encontraremos outros meios de despistá-lo, mas não vou fazer isso!!! Não quero ser como eles Ginevra... não quero ser como meu pai!!!


Rebate o loiro severamente desejando colocar um ponto final na discussão deles.


-Você nunca será como ele Draco!!!


Tranqüiliza a grifinória levando uma das mãos ao rosto do Malfoy carinhosamente.


-Encontraremos uma saída Ginevra...


Murmura Draco beijando a palma da mão da ruiva que estava acariciando seu rosto.


-Mas, não podemos simplesmente fugir sem algo para nos acobertar!!!


Acusa a Weasley estreitando os olhos, ligeiramente irritada.


-Faremos apenas o que estiver ao nosso alcance, não podemos evitar a guerra!!!


Responde o sonserino perdendo a paciência, onde Ginny pretendia chegar afinal?


-Mas podemos mudar muitas coisas se tentarmos!


Rebate com determinação em sua voz, a ruivinha não permitiria uma fuga sem ao menos ter como ajudar seus amigos.


-O único que pode mudar alguma coisa é o Potter!!! Somente ele pode parar essa guerra e nós sabemos exatamente como!


Revela Draco ganhando um semblante mais sombrio ainda, as lembranças da longa semana que passara na mansão ecoando por sua mente.


-Draco...


Murmura Ginny sentindo como era duro para o loiro recordar os momentos dentro da mansão Malfoy.


-Esquece isso! Vou contar para o Potter tudo que ele precisa saber, depois disso partimos... nada mais nada menos! Ainda devo uma informação para a Granger, creio que as coisas possam mudar muito depois da conversa que terei com ela!


Anuncia o sonserino cerrando os olhos com força, Ginny sentiu um arrepio percorrer seu corpo, será que ele descobrira algo sobre a maldição da Cho?


-E... seus... e seus pais? Como eles ficarão?


Questiona a ruivinha preocupada demais, sabia que Draco estava escondendo mais do que aparentava.


-Eu darei um jeito! Já disse!!! Agora vamos embora!


Despista o sonserino afastando-se de Ginny que a contra gosto até que a porta é aberta abruptamente assustando os dois.


-Hey Ginny???


Um aluno do segundo ano da grifinória procurava a Weasley, o pobre garoto parecia ofegante, a procurava há séculos por todo castelo.


-Rony pediu para encontrar ele no dormitório dos monitores, mandou avisar que era urgente!!!


.............Fred Weasley.............


A estranha dupla seguiu num silencio incômodo até as proximidades das masmorras sonserinas por onde ficava a sala de poções, e recebiam olhares desconfiados dos poucos sonserinos que ainda andavam por ali.


-Ora, ora, ora... o que temos bem aqui???


A voz sarcástica ecoou entre as sombras até se fazer completamente presente para desgosto de Cho e para aumentar ainda mais a ira de Rony.


-Eis a nova conquista do Weasel!!! Pelo visto já cansou da Di-lua e das gêmeas indianas e tá pegando uma oriental? O que seu amigo Potter acha disso hein? Costumam dividir a mesma namoradinha?


Provoca Blaise Zabini se colocando no caminho dos dois em meio ao corredor.


-Sai do meu caminho!


Ameaça o ruivo pausadamente, sua paciência há muito já fora para o espaço e socar novamente a cara desse sonserino idiota era a única coisa que lhe vinha à mente.


-É melhor engolir suas palavras Zabini!


Sibilava Cho entre dentes apertando as mãos em punhos.


-Ahh agora entendi... então a senhorita Chang está tentando seduzir o babaca do Weasel para provocar ciúmes no Potter??? Nossa você tá descendo baixo mesmo!!!


Anuncia Zabini chamando a atenção de outros alunos que circulavam por ali deixando Rony vermelho de raiva e Cho mortificada.


-Saia do nosso caminho eu tenho que resgatar a Luna!!!


Gritava Rony empurrando Blaise do seu caminho.


-Foi isso que a viúva Chang disse a você???


Questiona Zabini se levantando ainda com um sorriso de escárnio no rosto.


-Cala a boca Zabini... eu já fiz a minha parte do acordo agora me deixa em PAZ!


Responde a oriental olhando nervosamente para os lados.


-O que diabos a maluca da Lovegood estaria fazendo aqui Weasley??? Você é mesmo um burro!!!


Nott parte para cima de Ron dando chance para Zabini se recuperar do empurrão do grifinório com a varinha apontada para o ruivo e o desarmando com um rápido e silencioso “expelliarmus”.


-Cho você disse que ela estava presa!!!


Vociferava Rony olhando para a corvinal que empalidecera, seu plano dera errado, e sem pensar duas vezes ela deixa o ruivo sozinho nas masmorras e foge.


-Ela só seguiu ordens... como uma boa garota... Goyle, vá atrás dela!!! Agora acho que vamos acertas contas Weasley!!!


Diz Zabini enviando Goyle atrás da corvinal e logo depois estreitando perigosamente os olhos para o rival.


-Desmaius!


Em segundos Nott com a ajuda de Crabbe estava carregando o grifinório para longe. Mal sabia que Pansy assistia a tudo de longe com os olhos amplos de pavor, tinha que fazer alguma coisa e rápido.


.............Nimphadora Tonks...............


-Hermione é melhor voltar!!!


Insiste Harry andando ao lado da grifinória que ignorava o cansaço do seu próprio corpo e continuava a procurar o amigo ruivo por todos os lados.


-Harry, já discutimos isso antes!!! Eu estou bem!!!


Responde a monitora num revirar de olhos pela preocupação constante do grifinório.


-Rony não está no salão comunal!


Alerta Luna angustiada se aproximando dos grifinórios.


-Ainda temos outros dois salões comunais, as torres e as masmorras para procurar... já pensou em ver na biblioteca???


Interrompe Hermione seriamente enquanto pondera as possibilidades.


-Francamente, a biblioteca seria o último dos lugares que o Rony iria quase tanto quanto o salão comunal sonserino!!!


Responde Harry impaciente, já revistaram a cozinha, o grande salão, enviaram o pobre Dobby para o lago Negro e depois para o campo de quadribol e nem sinal do Weasley.


-O mapa não mostra nada Harry?


Pergunta a grifinória olhando para o mapa que encontraram no dormitório junto com a capa e o que restara da horcrux.


-Nada do Rony em lugar algum!!!


Diz Harry quase amassando o mapa em suas mãos.


-Ele ainda está em Hogwarts! Eu posso sentir isso, ele está perto!!!


Insiste Luna com uma expressão angustiada no seu rostinho angelical.


-Onde Jason aparece? Se não encontrarmos o Rony podemos seguí-lo!


Questiona Harry procurando o lufa-lufa pelo mapa enquanto Luna e Hermione trocam olhares alarmados, não poderiam deixar Harry chegar a Jason primeiro que elas.


-Maldito... ele está sozinho na sala precisa!


Pragueja Harry enquanto analisa o mapa.


-Jason não é o único atrás do Ron, ainda tem a tal garota misteriosa!


Responde a monitora-chefe tomando o mapa do grifinório e buscando algum sinal do amigo ruivo.


-Se interrogarmos o Stuarts ele logo dirá quem é!!! Porque esta evitando tanto encontrar com ele??? Pode ser a nossa única chance de descobrir toda a verdade!!!


Harry perde a calma com a relutância da morena em ir atrás do Stuarts.


-Eu também pensava assim na ultima vez que me encontrei com ele e lembra o que aconteceu Harry!!!!


Hermione ficara vermelha de raiva, olhos cerrados em fúria enquanto apontava acusadoramente o dedo no peito do monitor-chefe.


-Dessa vez não “cometeremos” mais erros!


Responde o grifinório entre dentes deixando Hermione em choque.


-Está dizendo que o que aconteceu da ultima vez foi um erro meu???


Pergunta a morena perplexa, como Harry teria a coragem de jogar nela a culpa quando fora ele que a deixara sozinha?


-Não disse que foi sua culpa!!! Droga, eu só quero encontrar logo o Rony!!!


Defende-se Harry sem conseguir encarar os olhos de Hermione, estava se sentindo uma pilha de nervos, sua cabeça parecia não estar funcionando direito, tinham tantas coisas acontecendo de uma única vez que o escolhido já não sabia como reagir a cada uma delas.


-Todos nós queremos isso!


Responde Hermione se afastando do grifinório e cruzando os braços, Harry percebendo seu erro tenta argumentar, mas, Luna o interrompe.


-Jason ainda não está com o Ronald! Precisamos encontrar o Ronald primeiro!!!


Pede desesperada a corvinal, não gostava de ver seus amigos discutindo por algo que ela teria de enfrentar sozinha.


-Só tem um jeito disso dar certo! Não gosto muito da idéia... mas...Temos que nos dividir!


Anuncia Harry olhando diretamente nos olhos de Hermione. A morena sabia o que o grifinório realmente pretendia e não poderia fazer nada para impedir, pois precisavam encontrar o ruivo.


-Harry não vou deixar que siga o Jason e coloque a segurança do Rony em perigo! Ele nunca te daria as respostas, se realmente quer as respostas dele, tem que “me” deixar fazer isso!!!


Exige Hermione enviando um olhar furioso para o moreno. Ela sabia muito bem que o moreno jamais a deixaria perto do lufa-lufa por mais sério que fossem os motivos para isso.


-Não vai ficar sozinha com aquele monstro!


A voz de Harry soara tão agressiva quanto se estivesse diante do próprio Jason, assustando Luna e Hermione que o encaravam em choque.


-Precisamos de você para abrir a câmara Harry, é um dos poucos lugares que não aparecem no mapa e que provavelmente tenham aprisionado o Rony... Luna irá comigo para a sala precisa!


Responde Hermione friamente, ficava magoada demais com o grifinório quando se deixava tomar pela própria raiva, precisavam pensar no Rony agora e não no desejo de vingança idiota contra Jason Stuarts.


-Hermione, por favor...


Insiste o grifinório percebendo a drástica mudança de humor da monitora-chefe.


-O tempo é precioso Harry! Vá e encontre o Rony!!!


Responde Hermione segurando a mão de Luna e partindo para as escadarias deixando fora de si Harry para trás.


A grifinória seguia nervosamente ao lado da loirinha que sustentava uma expressão severa em seu rosto, ficara em silencio absoluto e para a surpresa de Hermione, Pan não estava mais em seu ombro com suas asinhas vibrantes. 


A morena mordia o lábio inferior com força quando chegaram ao sétimo andar, sua mão alcançando a varinha e a respiração ganhando um ritmo mais apertado que o normal, ela pressentia que as coisas logo ficariam mais perigosas e somente a lembrança do que acontecera na sala precisa poucas horas atrás a deixava apavorada.


-Talvez não tenha sido uma boa idéia Luna! Ainda podemos chamar o Harry!


Comenta Hermione dando passos silenciosos no inicio do corredor.


-Sinto muito por te fazer brigar com o ele, mas eu preciso fazer isso... pelo Rony e pela Ginny!


Desculpa-se a corvinal apertando a mão da amiga antes de tirar um dos frascos coloridos que recebera dos gêmeos do bolso de sua capa e bebendo todo o conteúdo dele.


Hermione assistia a tudo perplexa, quando Luna pedira sua ajuda para falar com Jason sem que ninguém soubesse pensou que seria impossível, especialmente com Harry tão furioso atrás do Lufa-Lufa. Mas, agora ao assistir Luna tomar aquela estranha poção sem nome e mudar completamente estava sem palavras.


Os cabelos da corvinal foram envolvidos por uma aura rubra como o sangue, ardente como o fogo, os olhos azuis celestes pareciam ganhar mais vida, mais intensidade, seu rosto sempre pálido, estava decorado por pequenas sardas e o dourado sumira de seus cachos transformando-os completamente em longos e lisos cabelos ruivos.


-Jason me levará no lugar do Rony! Não precisa se preocupar... eu ficarei bem!


Diz a corvinal com um sorriso frágil.


-Não Luna!


Hermione era incapaz de piscar seus olhos, não acreditava no que via ou no que ouvia de Luna, ela parecia com Ginny mais do que nunca, a grifinória balançou negativamente a cabeça recobrando a razão.


-Vamos falar com o Jason juntas!!! Não posso deixar que ele leve você!!!


Repreende Hermione seriamente.


-Nós duas sabemos que essa é a minha hora... você precisa estar segura quando eu me for, é a única que sabe a verdade!!! Agora deve ir atrás do Harry, Pan seguiu em seu auxílio e não demorará a encontrar Ronald... quando o fizer... digam que eu o amo muito!


E sem mais uma última palavra Luna entra pela porta na parede e a tranca antes que Hermione tivesse realmente a chance de impedi-la.


....................Hermione Granger...................


Cho corria o máximo que suas pernas poderiam suportar, seu coração acelerado, suas mãos suando frio, e os olhos ardendo na eminência de lágrimas. Fizera sua escolha quando deixara Ronald Weasley nas mãos de Zabini, sua mente gritava isso fervorosamente.


Mas seu coração parecia dilacerado, entregara a vida do melhor amigo de Harry nas mãos do mais novo comensal da morte de Hogwarts. Engoliu em seco tentando suprimir as lágrimas teimosas que embaçavam sua visão, acontecesse o que fosse, ela levaria eternamente o peso da culpa sobre si.


Amaldiçoou-se mentalmente. Até onde fora capaz de ir para tentar ganhar o grifinório de olhos verdes? Passara dias e dias convencendo a si mesma que fazia o que fazia para salvá-lo, para manter aquele que ama vivo! Só que agora era a sua própria vida em jogo.


Harry jamais a perdoaria. Subitamente ela paralisou, simplesmente sentiu seus pés colados ao chão no segundo degrau de uma escadaria a qual não lembrava como surgira ali.


-Se eu fosse você não daria nem mais um passo Chang!


A voz rude de Goyle soou bem ao lado de seu ouvido levando a oriental a estremecer horrorizada.


-Deixe-me ir, já fiz o que me pediram! Me deixem em paz!!!


Implora a corvinal fechando os olhos com força para impedir que as lágrimas caíssem.


-Que graça teria se não estivesse conosco vendo tudo o que faremos ao Weasel???


Goyle sorriu animalescamente antes de puxar com força o braço da Chang a arrastando com ele até o banheiro da Murta que Geme.


-Por favor, não! Eu não quero ver mais nada!!!


Desespera-se Cho usando todas as forças para se libertar, não suportaria ver as conseqüências dos seus atos. Sem escolha tomou a varinha negra a qual só usaria como ultimo recurso e apontando para Goyle bradou furiosamente:


-Expulsio!!!


Uma explosão mágica jogou o sonserino para longe da oriental, entretanto, ela caíra em direção às escadarias. A queda de Goyle fora inevitável, ele rolou os degraus e sua varinha fora lançada a ermo, o som abafado do corpo do sonserino contra o solo e todo o sangue na face do bruxo mostravam o resultado do feitiço da morena.


Mas, o desespero de Cho Chang só teria começado a partir dali.


-Você... você matou ele?


Uma voz horrorizada a fez querer desaparecer naquele instante da face da terra, de todos os bruxos em Hogwarts por que justamente essa pessoa tinha que estar atrás dela????


..........................Os Sete Desafios.......................




 Volteeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiii!!!! Hauauahuahuahuahuahuahauhauhauahuahuaa


Até que enfim o capítulo saiu né!!! XD é um pouco menor do que o de costume, mas achei que tinha informação demais para um capítulo só!!! O próximo será bem maior eu prometooo *-* e aí quem será a sétima pessoa hein? Posso garantir que ela apareceu no capítulo de hoje!!! Alguém arrisca???


Ownn estava com saudades do meu tempo livre para escrever a fic!!! @__@ não conseguia nem dormir direito pensando que estava atrasando tudinho!!! T_T Mas isso é passado e estou de volta com tudoo!!!! \o/


Aiaiai Yukitooo vamos começar pela super hiper lindaaaaa -----> Alylyzinhaaaaaa!!! Primeiríssima a comentar *----------------* menina estava sentindo falta dos seus coments!!! Hauhauhauhauahuahauhau será que consegui aumentar sua curiosidade agora? A sétima pessoa esteve passeando pelo capítulo de hoje, arrisca um palpite? Já sabemos que é uma garota! Quanto ao Jason ser alguém confiável ou não... teremos a prova disso nos próximos capítulos XD garanto que vai se surpreender!!! OMG eu espero realmente que não me mate pelo capítulo de hoje, especialmente com o que aconteceu ao Rony e a Luna!!! Nossa loirinha (agora ruiva) vai cumprir seu destino assim como o nosso capitão de quadribol cabeça quente... ainda tem muita coisa para acontecer com esses dois!!! Pleaseee me conta o que achou do capítulo, se gostou, se não gostou, alguma crítica, sugestão... preciso dos seus coments *-*


Coveiro-senseeeeeiii!!! (reverencia ninja máxima) que bom que não abandonou minha pobre fic!!! *----* Yes, to de volta e livre da maioria das obrigações da facul hauhauahuahuahauhauhau voltei a escrever as minhas três fics, Mérlin estava sentindo falta de escrever @.@ confesso que o capítulo anterior saiu bem confuso, especialmente com a troca do nome da Mione para Evans... era só para manter a fachada mesmo, garantir que todo estavam bem cientes de manter a identidade da Mione em segredo enquanto houver ameaça!!! E falando na nossa grifinória, o que está acontecendo com ela é algo que será revelado em breve, mas o que posso adiantar é que em parte a Luna tinha razão ao falar que os efeitos dos desafios podem esgotar as forças da monitora-chefe ;D Wow eu não sou pior que você!!! (quem me dera!!! Muhuahuahuahuahuahua /risada maligna/) Você me enganou a fic todinhaaa!!! Eu fiquei buscando todos os tipos malucos de pistas, fazendo teorias loucas, céus eu imaginei uma ilha deserta, um mundo paralelo, até que teriam mesmo morrido, perdido a magia, fugido para outro continente, quase cheguei a pensar neles vivendo em marte O.o e você me puxa o tapete colocando os dois em Londres??? ¬¬ (fica de mau) tudo com a correntinha da Mione! Agora eu quero explicações mocinho!!! U_U


Pelas barbas de Morganaaaaa!!! Rosana Franco você acertou em cheio, as coisas estão desabando mesmo na cabeça dos nossos protagonistas o.o primeiro a Mione escondendo os efeitos do vinculo, sobre o corpo dela, do Harry. Depois a descoberta da Luna na cabana do Hagrid vão colocar o Jason literalmente contra a parede, entregar um Weasley para Greyback realmente não foi a melhor das idéias do lufa-lufa! Rony cego de raiva depois de discutir com Pansy e depois caindo na armadilha da Cho com o Zabini não vai dar em coisa boa e agora Ginny e Draco planejando fugir!!! Definitivamente vem tempestade pela frente, mas será que eles separados vão conseguir enfrentar tudo isso??? O que achou do capítulo de hoje hein???? Gostou??? Não gostou??? Alguma crítica? Alguma sugestão? Alguma idéia do que está por vir??? Comentaaaa pleaseee, você sabe como seus coments são valiosíssimos para mim *-*


Agoraaaa minha super escritora Ron/Luna do coraçãaaaaaaaaaoooooo!!! Shel Weasley!!!!! Meninaaaaa depois de ler o finalda sua fic eu passei horas a fio chorando horrores, só você mesmo para me fazer ADORAR um final dramático assim!!! Sério você conseguiu criar algo muito mágico entre Rony e Luna, algo tão lindo, tão doce, tão poético que não consegui imaginar o final da sua fic de outra forma, e só em lembrar já estou chorando de novo enquanto escrevo!!! Shell malvada hauauahuahuauahuahau sinceramente, parabéns pela fic, tem uma narração incrível, uma riqueza de detalhes perfeita e desperta emoções únicas!!! Você me fez ficar louca pelo Rony literalmente mocinha hauhuahuahauhauhauah... agora de volta à fic!!! Espero que não me persiga com avadas por aí (se esconde) o capítulo de hoje foi voltado à Luna e ao Rony... é a hora dos desafios deles!!! Luna está decidida a salvar o ruivinho e recebeu uma ajuda muito especial das poções que ganhou dos gêmeos... Pan terá um papel muito importante na história, especialmente quando encontrar o Rony XD nosso ruivinho no entanto não está com tanta sorte assim, nas mãos de Zabini as coisas podem complicar para o Weasley!!! Hauauauhauhauhauahuahuhua agora quero saber o que achou de tudo isso mocinha!!! Quero seus coments!!!!


Aos demais leitores que acompanham a fic... comentemmmm *---------*

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Coveiro em 21/08/2012

Como disse passada rapida pois a aula vai comecar em 10 minutos.
Adorei o capitulo, essa fic com certeza é uma das mais intrigantes que ja li. As cortadas da Mione no Harry são 10. Uau que loucura ta se desenrolado essa fic. Espero por mais logo.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por alylyzinha em 19/08/2012

Eu to começando a ficar desesperada.. não quero que nada de mal aconteça com o Rony e a Luna... mas esse capitulo dá a enteder que coisa boia é que não vai acontecer com eles.. A gina vai mesmo fugir com o Draco ??? não é muito a cara dela ... Não entendi da onde surgiu a Pansy??? ela viu toda a cena da Gina e do Draco... será ela a setima pessoa??? Já Não acho mais que seja a Cho... e decididamente não gosto do Jason.. ela não boa pessoa... O Harry é tão impulsivo que não pensa nmunca antes de falar... por que a Cho ta ajudando o Zambini????? Nõ machuca o Rony e a Luna.. Please!!!!!!!!!!!!  Bem até o próximo capitulo!! ansiosissima!!!!!!! Ta perfeito...
bjs

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por rosana franco em 17/08/2012

É muita coisa acontecendo ao mesmo tempo!!!A fic esta realmente fantastica!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.