FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. DESCOBERTAS, SEGREDOS, BRIGAS


Fic: A marca da serpente


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Já fazia mais de dois messes que todos estavam naquela rotina estafante acordar antes dos galos de Hagrid, o tempo passa mais lentamente para os gigantes e parecia que o guarda casas e professor de trato das criaturas mágicas era o mesmo dos tempos de escola de Harry, só que agora havia aquela miniatura sua que o acompanhava, eles não eram parentes só muito parecidos Omburo togui o bruxo era mestiço assim como nosso amado professor, mas enquanto Hagrid era meio gigante, Omburo era filho de uma bruxa inglesa com um feririano ou um descente de Fenrir , bom pelo menos é isso que conta o próprio omburo. Sua barba grande e grossa e sua juba gigantesca não são as únicas semelhanças entre os dois assim como Hagrid omburo é um bonachão incapaz de fazer mal a uma mosca, mas que se provocado se torna terrível, o baixinho era forte e hábil com sua farinha era fiel e um bom amigo, ele pediu para ficar em Hogwarts após se formar e desde então ajuda nosso amável meio gigante em suas funções e o consola quando a dor da morte de seu irmão se torna forte demais para suportar, Grope o meio irmão de Hagrid foi morto na grande guerra durante um ataque de lobisomens a escola comandado pó Greeblak, este foi morto por Hagrid após matar Groupe.
Trato das criaturas mágicas era a primeira aula do dia depois de uma maratona de exercícios os alunos da Soncerina estavam tendo aulas junto com os da Lufa-lufa e Omburo esta explicando que os unicórnios eram criaturas puras, que adoravam doce e que se sentiam mais confiantes na presença feminina, portanto os meninos devem se manter afastados disse ele enquanto Hagrid trazia para a clareira um magnífico unicórnio branco que caminhava ao seu lado calmamente enquanto comia torrões de açúcar.
As meninas deram gritinhos excitados e os garotos fingiram não ligar, mais morriam de inveja por não poderem tocar no belíssimo animal.
Esta aula terminou sem grandes problemas e novidades exceto que ao fim da aula os professores avisaram que o grupo de bruxos domadores, que consentiria em um pelotão de bruxos que duelavam montados ou comandando animais e que tinha sido uma idéia de Frede e Guilherme tinha sido aprovado e que os treinamentos começariam na semana seguinte assim sendo os interessados deveriam estar sexta feira as 19;00 horas na cabana de Hagrid, o professor dispensou as turmas e Rodrigo saiu comentando com Faustus seu amigo sonserino.
Os professores esquecem que precisamos fazer coisas banais como comer e dormir certo? Fora às aulas e os trabalhos ainda têm os treinos, nossa olha só os horários:
5:00 da manhã todos de pé, aquecimento e exercícios com o professor Wesley até as7:30.
9:00 começam as aulas até 12:00 estudar e muito, e depois do almoço tempo livre, para fazer as lições, 15:00 horas depois cada um para seu grupo de treinamento, 18:00 defesa pessoal professor, energia, Wesley o retorno, 20:00 lá vem o Potter e os infindáveis duelos em dupla, ainda bem que a professora Gina e a Hermioni estão sempre lá se não ele mata um de nós; e para finalizar nós temos aulas de oculmancia e legitimancia toda a quarta e sexta as 22:00 na sala comunal.
Não sei do que você reclama, já que tirando oculmancia no resto você se sai muito bem, disse Faustus, isso não quer dizer que eu não canso, rebateu Rodrigo.
Eles conversavam enquanto se dirigiam para a aula de vôo, mas seu caminho foi bloqueado por Argus Finn desafeto sonserino de Rodrigo desde que este pisou no dormitório, Argus era Alemão, branco como cera definiria melhor, e se achava superior a ele por isso, Rodrigo sabia o que era racismo e não estava nem ai, mas às vezes Argus exagerava.
Ladeado por outros dois comparsas ele bloqueou o caminho de Faustus e Rodrigo.
Sai da frente finn disse Rodrigo;
Ou você vai fazer o que heim negrinho contar para um professor e começar a chorar como sua prima, os outros dois riram.
Se você encostar um dedo na Flá..
Ela até que é bem gostosinha para uma negrinha suja.
Antes que qualquer um pudesse pensar algo, o punho de Rodrigo já avia encontrado o estomago de finn e este estava agachado no chão de dor.
Faustus não ficou parado e disparou um petrificus totales em um dos garotos que ladiavam Finn, o outro tentou lanças um tarantaguela em Rodrigo mais este esquivou com um giro de corpo, do jeitinho que o professor Potter ensinou, e o estuprou, feitiço que tinha aprendido com Frede, sem perder tempo Rodrigo levitou Finn no ar com um levita corpus, o que você fez com minha prima seu porco, ele falava baixo mais as palavras exalavam uma fúria tamanha que Finn começou a chorar e gritar.
O QUE ESTA ACONTECENDO AQUI?
Gritou professor Wesley correndo em direção a eles vindo do campo de vôo, mesmo antes de chegar até os garotos o professor pegou sua varinha e brandiu: Finit encantantem, o feitiço foi finalizado e Finn caiu no chão com um baque ao lado seus amigos paralisados e estuporados.
Naquele momento Rodrigo viu Flávia próxima ao campo de vôo ele disparou a correr em direção a ela cruzou um olhar com o professor, a dane-se pensou o garoto precisava saber se Flávia estava bem aquele porco disse que havia feito alguma coisa com ela.
Rodrigo só parou de correr quando abraçou sua prima:
Você esta bem disse o menino, enquanto olhava sua prima procurando sinais de maus tratos, estou mais porquê? Disse a menina, não avia necessidade de respostas ocumancia era uma das melhores matérias de Flava, isso e o fato de conhecer muito bem o primo, a fizeram compreender muito bem a situação quando ela viu o professor Wesley, com cara de poucos amigos, vindo até eles acompanhado de quatro alunos três dos quais pareciam nada felizes.
Rodrigo eu estou bem, ninguém fez nada contra mim ele nem sequer chegou perto ela falou apontando para Finn, já que este estava a seu lado junto com o professor, e eu o aconselho a nem tentar se aproximar Finn, Flávia olhava o garoto de modo sério; e voltando-se para Rodrigo ela continuou com voz doce:
Digo! Você sabe que eu sei me cuidar, se for preciso, você não tem que bater em todo mundo por minha causa, nós estamos tentando unir a escola e a sua atitude não ajuda em nada, eu sei que você queria me defender, obrigada por gostar e cuidar de mim, mas não faça mais isso, por favor! Disse ela olhando nos olhos do garoto.
Muito bem senhores após a aula quero s cinco na minha sala disse o professor, agora ao lado de suas vassouras sim.
A aula transcorreu sem problemas e ao final dela o professor Wesley pediu que Flávia avisa-se Ariana a professora de transfiguração que os meninos iriam se atrasar um pouquinho já que as duas casas assistiriam esta aula juntas.
E saiu rumo a sua sala seguido do pequeno grupo, ao chegarem na sala o professor sentou-se e sinalizou para que os alunos fizessem o mesmo.
Muito bem senhores o que aconteceu? Perguntou o professor
Faustus explicou tudo que avia acontecido
Senhores disse Rony, com a face meio avermelhada, racismo é algo muito sério, quero falar com o pai dos três e não vou esperar até a reunião semestral para isso, portanto é melhor que eles estejam aqui, na próxima quarta feira, e assim que ele disse isso três pergaminhos flutuaram em sua frente eles os assinou e eles sumiram.
Agora vocês dois não se resolve problemas na porrada a sempre outros modos, somos seres racionais e é bom que nos comportemos como tal, entendido.
Os cinco irão limpar e organizar os livros da biblioteca, sem varinhas, durantes os três próximos finais de semana e agora vão para a aula.
O grupo saiu apressadamente da sala do professor Wesley e correram para a aula de transfiguração a professora Ariana com certeza lhes daria tarefas extras devido ao atraso.
Na hora do almoço Rodrigo estava com um humor de dar calafrios detenção nos fins de semana e tarefa extra de transfiguração, ele comeu rápido e foi para a biblioteca se encontrar com os amigos, esta era a única hora em que os seis se reuniam para conversar um ajudava o outro a fazer os deveres e eles ficavam o resto do tempo conversando sobre animagia, Frede decidira se tornar um animago e todos optaram por seguir a idéia, mas ainda não tinham obtido muitos progressos; ou sobre o treinamento dos poderes Valkiria dos gêmeos Guilherme já conseguia fazer alguns feitiços rudimentares sem varinha, mas o professor potter disse que ele ainda estava muito longe de revelar seu verdadeiro potencial.
Felipe por sua vez não havia despertado os pores ainda, somente Flávia sabia que isso não era verdade ela sabia que Felipe escondia que já dominava seus poderes de um modo bastante satisfatório e que mantinha isso escondido, pois achava que seu irmão não se sentiria bem se soubesse, pois desde a conversa que tiveram sobre a questão das casas ele achava que o irmão se sentia inferior a ele e a herança Vlkiria era para este grande motivo de orgulho, quando descobriu que podia acessar e depois ocultar sua herança sanguínea decidiu manter isso em segredo contou somente ao professor Potter e a Flávia e eles concordaram em manter seu segredo embora pensassem que Guilherme tinha de saber, mas contar ou não era sua escolha e se ele avia escolhido não contar eles não o fariam.
Guilherme por sua vez mantinha um segredo com o professor Omburo, ele era um bruxo regular em poções, em duelos e em todo o reto, mas quando se tratava de animais ele era estupendo, essa era a palavra o professor Omburo estava alimentando os testralios, após a aula ele avia explicado que só aqueles que já viram a morte poderiam vê-los, o garoto não se lembrava de ter visto alguém morrer, mas conseguia ver nitidamente o fantástico animal e esperou o fim da aula para perguntar ao professor quando estivesse sozinho com este.
Antes que pudesse fazer a pergunta um dos animais do grupo tentou levantar vôo e Guilherme sem pensar montou em seu dorso, no mesmo estante seus olhos cintilaram e ele sentiu como se fosse um só com o animal.
Omburo se assustou ao reconhecer o poder de seu povo, mas para ter certeza que os dois tinham entrado em comunhão mandou o menino lançar um feitiço, sem entender o porque o garoto pegou sua varinha e gritou Incêndio, se o alvo escolhido não tivesse sido o céu os estragos poderiam ter sido grandes, pois o feitiço que saiu da varinha foi um raio azul comum, mas o da boca do animal tinha duas ou três vezes o poder de um feitiço comum, por sua vez Guilherme estava envolto na mesma área que o testralio e o professor sabia que só alguém que tivesse visto a morte poderia vê-los.
Fazia pouco mais de um mês que isto avia acontecido e desde então Guilherme treinava com o professor Omburo sempre que podia, mas os dois tinham concordado que o professor Potter deveria saber e iriam lhe mostrar o resultado de seus treinamentos no final de semana.
Eram quase três horas da tarde e quase todas as tarefas estavam prontas, só faltava a extra de transfiguração, a professora Ariana avia exagerado por mais que procurassem não conseguiam encontrar nada sofre o feitiço dracolifos que Rodrigo deveria executar na próxima aula, que era após o intervalo, tinham encontrado toda a teoria menos os movimentos de cabala que deveriam executar com a varinha para realizar o feitiço.
Eles sabiam que o dracolifos transfigurava objetos sólidos uma miniatura de dragão e que a esta miniatura pode ser controlada em um curto espaço de tempo e podia executar pequenas tarefas, sabiam também que o fogo desse tipo de dragão embora pudesse acender tochas e queimar cordas era inofensivo para os humanos, foi então que Adriana teve a idéia, era para ser uma brincadeira, ela sacou a varinha apontou para o livro pensou firmemente em um dragão cuspindo fogo e deu uma estocada com a varinha em direção ao livro, enquanto dizia dracolifos, um raio vermelho saiu da varinha acertou o livro e em seu lugar apareceu um minúsculo dragãozinho azul, ela o fez voar um pouco e desfez o feitiço e se virou par o grupo, com cara de “eu sou demais”, que a olhava abobalhado, ela explicou para Rodrigo o que ele deveria fazer, bem a tempo pois assim que terminou de falar o sino que anunciava o inicio das aulas tocou, eles se despediram e cada um foi para sua aula.
Flávia, Guilherme e Rodrigo, exultante de felicidade, foram para transfiguração.
Felipe e Adriana foram para defesa contra as artes das trevas, Lufa-lufa e Grifinória faziam esta aula juntas.
Frede foi para a aula de feitiços.
Próximo encontro na aula de duelos do professor Potter..


Agradecimentos
Juh Slytherin : Obrigado pela dica, fiz o que falou mas creio que fiz algo errado, se você clicar no link aparece, valeu mesmo!! Eu adora mitologias, creio que a Flávia vai lhe surpreender, espero que continue gostando e comentado.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.