FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Um Visgo Qualquer


Fic: Tão Certo, Tão Perfeito - Harmony


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capitulo 1 - Um Visgo Qualquer

         Já fazia alguns meses desde que o bem triunfou sobre o mal e tudo estava calmo. Nos últimos meses, coisas de todo e qualquer tipo aconteceram:
         Hogwarts, antes completamente destruída, foi magicamente reformada em pouquíssimo tempo para que os alunos não perdessem mais um ano sem estudar, e durante o período de reforma a nova diretora não tardou em enviar as cartas aos alunos.
         Hermione reencontrou os pais e lhes devolveu a memória. Com as mudanças no ministério da magia o FALE estava se tornando bem popular e Hermione já conseguira a libertação de elfos pelo mundo todo e lutava por mais, desta vez com o apoio do ministério da magia, a ação recebeu o nome de FALE: Projeto Dobby.
        Rony não sabia se queria seguir carreira de auror e já havia recebido convites de times de quadribol bem famosos, convites que a senhora Weasley o fez negar, alegando que só depois da formatura poderia pensar sobre isso.
         Harry, bem Harry ganhou uma vaga para o maior e melhor curso de aurores mas Hermione o fizera ajudar com o FALE durante as férias inteiro. Pela primeira vez, Harry conseguira manter um relacionamento estável com Gina, após finalmente se entenderem e Harry gostava muito dela. Eles estavam bem ou melhor indo bem. Por falar em relacionamento... Rony e Hermione tinham o relacionamento mais complicado que Harry já vira, eles se gostavam mas um preferia massacrar o outro ao invés de simplesmente ficarem juntos. Luna achava isso mais um relacionamento de irmãos do que de namorados.
         Harry tinha um pseudo-amigo novo, Draco Malfoy. Ele e Harry decidiram acabar com as rixas ou com pelo menos oitenta por cento delas, afinal, já não havia motivo pra tanto ódio, mas antes de qualquer coisa, Harry fez com que Draco se desculpasse com todos.



         As aulas iniciaram e Harry nunca pensou que diria isso mas sentia uma falta absurda de Snape. Ele ria lembrando do professor, que hoje era o seu ídolo. Em geral, o primeiro semestre foi puxado, eram muitas aulas preparatórias para o N.I.E.M's, praticamente aula em dobro e quase nenhum tempo vago, isso tudo fora as aulas extras que Hermione fazia os amigos assistirem, todas as vezes que ela o arrastava até a biblioteca... Até Harry se irritava um pouco com ela as vezes, e dava alguma razão para Rony quando ele brigava tanto por Hermione passar tanto tempo na biblioteca. Francamente, se Hermione fosse sua namorada, Harry também se chatearia por perder a atenção dela para os livros, porem achava que Rony pouco fazia para merecer a atenção dela, se Hermione fosse sua namorada não entregaria os postos assim tão fácil, disputaria ela com os livros... pelas barbas de Merlin, por que Harry estava se pondo no lugar de namorado de Hermione mesmo?!
         Harry aprendera a gostar de Natal desde que conhecera seus amigos e ele nunca ansiou tanto por um Natal quanto ansiava por esse. Seria um Natal triste, muito triste o mais triste na verdade. Muitas pessoas queridas que partiram fariam falta. Mas, como o natal vinham as férias de inverno e se Harry não parasse de estudar, ia ficar louco. 


         Felizmente chegou o dia tão esperado, e Harry já tivera feito as malas dias antes enquanto Rony ainda separava o que levar nas férias. A noite teria festa de natal de Hogwarts e na manhã seguinte: férias. Harry vestiu uma camisa xadrez de azul, cardigã de lã e jeans, não tentaria nem pentear os cabelos, na verdade já havia desistido dele. Hogwarts estava bem decorada e bem bonita celebrando natal. A mesa do banquete estava incrível, já não havia mais limites e restrições entre as casas, e todos confraternizavam. Harry fora recebido com um beijo caloroso de Gina que entrelaçou os braços envolta do seu pescoço, ela vestia um vestido florido de cinza e tons de lilás e uma jaqueta, estava linda. Harry olhou ao lado de Gina e viu Hermione que mais uma vez não dirigia palavras a Rony, ela vestia uma saias de babados rosa claro, blusa branca e cardigã, parecia que ela estava flutuando.
         Minerva McGonagall deu graças por estarem vivos e fez uma homenagem aos amigos que faleceram na batalha de Hogwarts. Foi emocionante as palavras da diretora. Draco estava sentado a poucos lugares longe de Harry mas dava pra ouvir ele falando com Hermione sobre os trabalhos de poções para entregar após o feriado. Até mesmo Hermione se mostrava apreensiva, eram poções muito complexas. Harry sorriu ao encarar o loiro que tanto odiou por fim sendo educado, olhou em volta e viu seus amigos, mesmo tento perdido tantas pessoas, tinha que agradecer por ter amigos tão bons. Gina o tirou de seus devaneios dando-lhe um beijo. Harry tinha que agradecer por Gina, sua namorada, companheira e amiga, ele amava tanto aquela ruiva que não sabia o que faria se algo tivesse acontecido com ela.
         A comemoração seguiu até o amanhecer, com direito a uma banda, baile troca de presentes. Harry odiava dançar, preferiu ficar com Rony, Draco e Zabini sentado só olhando as meninas se divertindo, Hermione gargalhava de alguma coisa que Luna falou no ouvido dela, a poucos minutos ela e Rony discutiram por bobagens e ela parecia não ligar, estava acostumada com brigas com Rony, já Rony estava com a cara mais azeda que a de Draco após perder quadribol pra Grifinória. Harry riu, seus olhos encontraram os olhos de Hermione e ela veio em sua direção. Rony arfou o peito.
         -Harry! Dança comigo. –Ela segurou as duas mãos de Harry e puxava ele.
         -Hermione, eu..? –Harry arregalou os olhos e Draco gargalhou alto quando Rony murchou na cadeira. Harry acabou cedendo.
         Hermione levou Harry até o meio do salão e abraçou ele forte deitando a cabeça em seu ombro. E Harry a abraçou muito forte. Por Merlyn, fazia um tempo que não ficava assim com sua amiga e sentiu um calor invadindo seu peito, culpou-se por ficar bravo por ela fazê-lo estudar, ela só queria que ele fosse um bom auror e nossa se algo tivesse acontecido a ela na batalha, Harry morreria. Acabara de decidir: ia conversar seriamente com Rony e mandaria ele dar valor a ela. A música acabou e Harry e Hermione demoraram até se separar, troaram um olhar e sorriram, Harry ia sentar quando uma música animada tocou e Hermione segurou suas mãos fazendo com que ele dançasse com ela. Eles gargalhavam e dançavam animados. Rony alegou estar com sono e subiu para os dormitórios, Zabini o acompanhou e Luna puxou seu novo amigo Malfoy para dançar com ela Hermione e Harry.
        -Agora é bailarino Potter? –Draco debochou.
         -Bailarino você vai ver no quadribol. –Harry rebateu.
        Harry não sabia dizer em qual momento Gina foi se deitar, só sabe que a ruiva não lhe deu tchau. Seguiam pelos corredores de Hogwarts rindo, muitos alunos ainda ficaram no baile e já era bem tarde. As escadas mudaram e levaram eles a um corredor Harry e Hermione pararam na passagem para o segundo andar e Luna e Malfoy os seguiram.
         -Isso é o que estou pensando? -Luna apontou para o teto sonhadora, fazendo com que Harry, Hermione e Draco olharam pra cima.
         -Vejam só, um visgo! -Draco olhou para baixo do visgo e gargalhou. - Potter vai beijar a Granger.
        -O que?! –Harry e Hermione falaram ao mesmo tempo se olharam e riram. –Não, não vamos. –Falaram juntos novamente e viraram-se.
        -Um visgo brotou encima da cabeça de vocês, vão se beijar sim. –Draco fingiu sentir-se ofendido e Luna concordou sorrindo.
        -Não vou beijar o Harry! Isso, seria constrangedor. –Hermione falou se permitindo olhar os lábios de Harry e imaginar beijá-los... Corou bruscamente balançando a cabeça para afastar tais pensamentos.
        -Coisas horríveis acontecem com bruxos que ignoram o visgo. –Draco falou de forma sombria. Harry olhou os olhos de Hermione e seu olhar desceu para os lábios da amiga... Que gosto teriam?
        -Como é que é? –Hermione perguntou rindo. -O visgo faz o q... -Antes que Hermione com desdém terminasse a frase um galho do pequeno visgo esticou-se agarrando seu pulso enquanto outro galho pequeno roubou de Harry os óculos fazendo os outros rirem.
        -Draco avisou, ninguém pode ignorar um visgo. –Luna falou sonhadora. Harry e Hermione se olharam e coraram.
        Harry olhou Hermione apertando forte os olhos para mantê-los bem fechados. Harry ia fazer com que isso fosse rápido e indolor para ambos, enquanto rezava para que Gina e Rony estivessem dormindo. Harry se aproximou rápido e num movimento ágil encostou os lábios nos lábios da amiga por uma fração de segundo e separou.
         -Chama isso de beijo Potter? Uma criança de 6 anos faz melhor que isso! –Draco falou indignado em tom de xingamento.
        -Eu achei satisfatório Harry. –Hermione falou encorajando-o.
        -Harry deveria se envergonhar. –Luna falou arrancando uma gargalhada de Draco.
        -Ok! –Harry olhou para Hermione que arregalou os olhos e viu um galho do visco pegando o cabelo dela. Desejou ser outra pessoa por um momento, e por outro desejava beijá-la.
        Harry segurou o rosto da amiga e viu ela arregalar os olhos. Levemente tocou os lábios dela com os seus, sentiu um toque inexplicável apenas sentia-se ansiando por mais, ainda com os olhos abertos e com os lábios grudados nos lábios da amiga, Harry observou os olhos de Hermione antes arregalados, agora se fechando lentamente, ele fez o mesmo enquanto aprofundava o beijo entreabrindo os lábios. O beijo começou lento e sereno, mas os instintos falaram mais alto e o beijo começou a ganhar movimentos mais ousados, instintivamente Hermione afundou os dedos nos cabelos negros e rebeldes de Harry descendo para o pescoço do amigo e puxando-o para si. Harry segurou a cintura dela com as duas mãos puxando para si enquanto se beijavam de forma desesperada, transbordando desejo, seus lábios se afastaram, trocaram beijos rápidos Harry encostou sua testa na testa de Hermione sem abrir os olhos tomaram folego e voltaram a se beijar de forma impetuosa e com aparente paixão, seus lábios se encontravam de forma desconhecida até então por ambos, eles queriam mais. Harry sentia um calor tomar conta de seu corpo e Hermione sentia o coração acelerando. O beijo se aprofundava a medida que exploravam os cantos íntimos da boca um do outro. Nada ais importava, não lembravam dos amigos parados e nem notaram o visgo devolvendo o óculos de Harry e soltando o pulso e o cabelo de Hermione. Quando não restava mais folego eles se separaram.
         Hermione tinha os lábios vermelhos, os olhos arregalados e as mãos pousadas no peito de Harry. Harry respirava tão forte e descompassadamente quanto Hermione olhava dos olhos para os lábios dela e segurava a cintura dela. Draco pigarreou fazendo com que eles se soltassem. Hermione olhou o amigo corada e se afastou. Eles seguiram o caminho sem trocar uma palavra um com o outro apenas trocavam olhares de canto.
        -Eu achei lindo. –Luna cochichou no ouvido de Hermione fazendo-a pular.
        -Eu daria um 8 hein, nada mau. –Draco cutucou o braço de Harry.
        -Cala a boca Malfoy. –Fingiu estar bravo mas deu um meio sorriso
        Hermione olhava Harry sem entender como o toque só melhor amigo tinha mexido tanto com ela. Nunca beijara daquele jeito. Harry tinha um liquidificador ligado em potência máxima em sua cabeça, não sabia o que pensar e estava tentando processar o que acabara de acontecer. Se despediram dos amigos que seguiram para suas casas e Harry e Hermione entraram em silencio no salão comunal da Grifinória... Hermione não sabia o que fazer e nem como agir.
        -Durma bem Harry. -Ela falou desviando os olhos de Harry que respondeu acenando com a cabeça e subiram para seus respectivos dormitórios o mais rápido que conseguiram, quase correndo para evitar qualquer vontade louca de conjurar um visgo ali mesmo.



------------------



------ Mais uma fanfic minha, de mais uma ideia que andei tendo
ahuahauhauhauhaua
espero que todos gostem e se divirtam bastante!!!
por favor comentem <3 beijooooos

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Laauras em 30/04/2013

Só tendo uma letra a escrever:
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Eu ri demais desses dois, como é q eles conseguem conviver um com o outro sem sentirem nada? Meu Merlin, intervenha na vida desses dois por favor!
Já tô viciada na fic, quero vorazmente um capítulo novo! Bjão! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.