FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

20. Surra


Fic: Era só uma aposta


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Hermione acordou na manha seguinte radiante. Tinha a sensação de que nunca havia se sentido tão feliz em toda a sua vida. Enfim, estava junto do garoto que amava. Enfim, podia ficar perto dele e não precisava mais esconder seus sentimentos. Levantou, tomou um banho e se vestiu e então foi para a sala e esperar o seu amor se aprontar. Enquanto esperava, parada observando as estantes e seus livros na parede, imaginou a reação de seus amigos quando chegasse ao Salão principal com Draco. Imaginou a cara de Rony, de que havia sido traído. A cara de Gina, de alegria provavelmente, e é claro Harry. Ele poderia não saber do que rolava, mas Hermione sabia que ele já desconfiava. Ele mesmo havia falado que já desconfiava. Sorriu. Tirando Rony, ela poderia contar com o apoio de seus outros amigos. É claro, também havia Luna e Neville, mas ela já sabia que eles iriam aceitar numa boa. Ali, no silencio de seus pensamentos, a morena nem notou a chegada sorrateira de Draco. Ele chegou por trás dela e a abraçou delicadamente, colocando o queixo em seu ombro e se apoiando nela. Ela suspira profundamente e sorri. Ele sussurra em seu ouvido:


- Dormiu bem meu amor?


Hermione se arrepia toda com o sussurro e responde: perfeitamente.


Ele sorri e vira ela para que fiquem frente a frente. Coloca um mecha de cabelo dela atrás da orelha e a beija delicadamente. Depois do beijo ela sorri.


- Pronto para descermos e enfrentarmos os olhares da escola toda?


Ele sorri e imagina a cena. Eles entrando no salão e todos os olhos voltados para eles.


- Por você estou pronto pra tudo.


Ela sorri novamente. Realmente, ate os dias de hoje, aquele era o dia mais feliz da vida dela. Eles descem então, de mãos dadas ate o Salão. Suas especulações não falharam. Quando chegaram ao Salão todas as cabeças, incluindo os professores os encararam. Todos cochicham em suas mesas. Hermione sorriu e comentou baixinho:


- Eles são tão previsíveis.


Draco sorri também. Ele vira-se para ela, deposita um beijo em sua boca e então eles se separam cada um para a mesa de sua casa. Hermione senta-se como se nada tivesse acontecido, e começa a comer. Rony, assim como ela havia imaginado, olha estupefato para ela.


- Hermione, você pode me explicar o que foi isso? – pergunta ele vermelho de raiva.


- Eu e Draco estamos namorando. – diz ela com simplicidade.


- Como assim? Como você pode nos trair desse jeito? – pergunta ele, cada vez mais vermelho, quase roxo.


- Não acho que o fato de eu e ele estarmos juntos significa necessariamente uma traição. – responde Hermione ainda calma. Ela já havia se preparado para a explosão de Rony e havia prometido a si mesmo que não ia se deixar abalar e muito menos iria explodir com ele.


- Arrgh Hermione, olha pra ele. Ele passou sete anos te chamando de sangue-ruim, de traidora do sangue, te humilhando e esculachando e agora você ta ai, lambendo ele. – ele diz quase cuspindo as palavras.


Hermione respira fundo e pensa muito bem antes de responder. Escolhe calmamente cada palavra enquanto fala:


- Olha, Rony, eu sei de tudo isso. Mas eu aprendi a ver o lado dele também. Ele cresceu assim, ele aprendeu tudo desse jeito. Quando uma criança tem um exemplo desde que nasce, ela não vai mudar seu pensamento quando cresce. A não ser, quando percebe que está errado. E foi isso que Draco fez. Ele mudou Rony, realmente mudou. Ele cuidou de mim quando eu estava na enfermaria e depois, quando eu não estava, ele me ajudou a me recuperar. Ele tentou de todas as formas e maneiras possíveis me conquistar, ele foi a melhor coisa que já me aconteceu. E eu não me arrependo da minha escolha. – terminou ela, suspirou e continuou comendo.


- Mas ainda assim... – começou ele novamente mas foi interrompido por Hermione.


- Chega Rony, ok? Não importa o que você diga, não vai me fazer mudar de ideia. Você podia, pelo menos uma vez na vida deixar de ser egoísta, e tentar me deixar ser feliz, ou isso é muito impossível pra você?


Ouve um estranho silencio na mesa. Ninguém ousou dizer uma palavra, ou ao menos, se intrometer na conversa dos dois. Rony olhou para Hermione com a maior cara de dor, misturada com raiva, arrependimento, e uma pequena confusão pairava em sua mente. O garoto estava confuso. Ele gostava da amiga e queria totalmente o bem dela. Mas isso não significava que ele iria aprovar tão facilmente a relação entre a amiga e aquele fuinha do Malfoy. Ele iria mostrar a garota que Draco não era o garoto certo para ela. Ele levanta, mas antes de sair ele pergunta a Harry, Gina e Luna:


- Será que eu estaria certo em afirmar que eu era o único entre nós que ainda não sabia? – ele pergunta com um olhar de quem estava sendo traído.


Todos os outros ficam em silencio.


- Só pra ter certeza. – ele olha então para Hermione novamente, balança a cabeça e sai. Deixando eles sozinhos e um silencio incomodo no ar.


- Bom. Podia ser pior. – começa Harry


- Você já sabia Mione, que com ele seria difícil. – diz Gina calmamente


- Sim, eu já havia me preparado emocionalmente. – diz ela calma. Querendo ou não, ela já esperava por essa reação desde o começo. Porem, ela havia prometido a si mesma que não ia se deixar abalar com Rony. Não justo hoje em que ela e Draco finalmente haviam aparecido juntos em publico. Sorri, levemente, e continua a comer.


Luna e Gina parecem a ponto de explodir, mas esperam pacientemente ate Hermione acabar de comer para começarem o interrogatório. “Como foi?”, “O que ele disse?”, “O que tudo aconteceu?”. Harry aproveitou o momento para sair de fininho para falar com Rony. Mas, não sem antes dar uma piscadela para Hermione em sinal de aprovação. Hermione por sua vez contou todos os detalhes para as amigas pois sabia que elas não iam deixa-la em paz antes disso, e também porque estava muito feliz com a noticia. Depois do café ela tinha aula de poções, e quando ela saiu da mesa para ir para a aula logo Draco a alcançou e a pegou pela mão. Sorriram. Eram perfeitos um para o outro. Seguiram então para a sala e tiveram uma aula bem calma. Depois da aula Draco se retira para conversar com Zabini sobre o ocorrido e explicar tudo ao amigo. Ele se despede de sua amada na porta da sala de aula e acompanha o amigo em direção ao salão. Hermione por sua vez, após ser deixada sozinha pela primeira vez resolve ir ate o lago para desfrutar das lembranças da noite anterior e tentar organizar todas as ideias em sua cabeça. Porem não vai muito longe.


Pansy e suas amigas a interceptam logo que ela sai do castelo e a empurram com força, fazendo com que ela caia de barriga na escada, e dessa o resto dos degraus resvalando, causando assim alguns hematomas. Ela se vira a tempo de receber um chute no estomago que a faz voar por mais uns metros.


- Você roubou o meu Draquinho! – gritou Pansy enfurecida – Você o tirou de mim, e agora você vai pagar! – enquanto dizia isso, as amigas que estavam com ela seguraram Hermione pelos braços e a ergueram para que Pansy pudesse bater nela.


Hermione por sua vez era muito fraca, e como já havia levado dois golpes, não tinha como se defender do ataque de Pansy. Ela gritava e pedia para que a soltassem. Ate tentava se soltar, mas com o tempo percebeu que isso não ajudava nada e que só iria piorar sua dor. Pansy parecia que nunca iria parar. Ela socou e chutou todas as partes de Hermione possíveis, ela já estava quase inconsciente quando parece que Pansy desiste. Mas quando Hermione olha, percebe que não é bem isso que acontece.


Na verdade, Draco ouviu uma gritaria lá em baixo e resolveu ir verificar. Quando viu a cena a fúria inundou seu corpo de tal maneira que ele voou para cima de Pansy para tira-la de cima de sua amada.


- O que você pensa que ta fazendo??? – ele pergunta estupefato enquanto segura os braços dela e a chacoalha como uma boneca.


- Ela te roubou de mim Draco. O que uma sangue-ruim tem de melhor que eu? Ela não te merece, com esse sangue imundo correndo em suas veias... – Draco não a deixa terminar de falar. Da um tapa certeiro na cara dela e a olha com o maior desprezo que consegue encontrar. O que não é difícil dadas as circunstâncias.


Draco então anda em direção das outras garotas, as que seguravam Hermione. Nesse momento elas já haviam largado a garota e corrido em direção a Pansy. E então, finalmente Draco olha para sua amada. A cena que vê repugna seu estômago. A morena esta ali caída, coberta de sangue, cheia de hematomas e semiconsciente. Ele se abaixa ao lado dela e a pega no colo. Ela se aconchega no peito dele e começa a chorar baixinho. Ele se sente desmoronando por dentro por ver aquilo.


- Shh – sussurra ele no ouvido dela – já passou meu amor. Agora tudo vai ficar bem. Vou te proteger e elas nunca mais vão conseguir tocar em você. – quando ele diz isso ela apenas se acomoda mais um pouco em seu peito, e para um pouco de chorar. – Agora vou te levar para a enfermaria, onde ela vai cuidar de você. Mas não tenha medo, que ficarei lá contigo o tempo todo. – Hermione se acalma e fica completamente inconsciente. Draco por sua vez corre o mais rápido possível para a enfermaria. Quando ele chega lá, um alívio inunda seu corpo, enquanto ele a entrega nas mãos de madame Pomfrey. Ela o toca da enfermaria porque conhece muito bem o garoto de todas as outras vezes que ele trouxe a garota para la. Ele então senta-se do lado de fora e esperar, esperar, esperar...


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Diênifer Santos Granger em 23/03/2014

Pansy sua vaca loucca!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por H. Granger Malfoy em 27/01/2013

Gostei do capitulo... A hermione podia ficar com alguma cicatriz pra lembrar ela de se vingar da pansy ne?! Que garota sem novao, surra a outra
or causa de um homem que nem era dela de verdade... Ridicula! Bj 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Byanca em 07/01/2013

pansy covarde '-' , volte logo para postar *--*  feliz ano novo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.