FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Conheça o seu novo padrinho


Fic: Hermione Diferente


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________



De sua opnião por favor, Beijos!!!


"Hermione..."


"Por favor... vai embora." Implorou ela, mexendo se na cama para escondendo seu rosto no travesseiro.


Minerva entrou no quarto, sentou se na cama pousando suas mãos levemente nas costas de sua filha e começo a massageala em circulou pequenos. Hermione não disse nada, mas logo suas lagrimas silenciosas começaram a se transformar em um choro descontrolado.


Então Minerva a tirou da cama e a sentou em seu colo balançando a para frente e para trás.


"Shhh... tudo bem querida" disse Minerva desenhando pequenos círculos nas costas de Hermione. Shhh..."


Depois de vários minutos Hermione parou de chorar e se sentou na cama, Minerva pegou um lenço e começou a enxugar as lagrimas do rosto de Hermione.


"Você esta bem querida?" Perguntou ela colocando a mão de leve no rosto de Hermione, mas tirou quando a menina se esquivou.


"Por que você se importa." Disse Hermione levantando-se.


"Eu me importo, por que eu gosto muito de você como se estivesse saído de mim" Disse Minerva levantando e saindo do quarto.


Hermione se encostou na cabeceira da cama e ficou lendo um livro ela sabia que estava de castigo, mas não se importava. Mas de repente alguém bateu a na porta.


Arg que droga, não posso ficar sozinha.


"Entra." Disse ela continuando a ler seu livro.


"Você esta de castigo não se lembra." Hermione marcou a pagina que estava lendo e fechou o livro, então olhou para cima. Para sua grande surpresa o professor Snape estava a sua frente.


"Como o senhor sabe?" perguntou Hermione.


Snape não respondeu, ele pegou sua varinha e atontou para o livro que desapareceu.


"Ei, você não pode fazer isso, o livro é meu." disse Hermione gritando.


"Abaixe o seu tom Hermione." Disse Snape com seu tom de voz frio como sempre.


"Desde você Snape me chama pelo nome." Disse ela se levantando.


"Desde quando eu concordei em ser seu padrinho." Disse Snape, com um sorriso no rosto.


NÃO poder ser verdade. Snape meu padrinho.


"Você nunca gostou de mim, por que aceitou ser meu padrinho?" perguntou Hermione.


"Eu aceitei por que eu gosto de você, mesmo que não pareça." disse Snape.


"Eu não acredito em você." disse Hermione.


"Temos tempo, mas agora eu quero falar de outra coisa." Disse Severus sentando-se na cadeira.


Hermione sentou novamente na cama e perguntou. "o que é que você quer falar?"


"A morte de seus pais."


"Eu... não quero falar sobre isso." Disse Hermione, sentindo seus olhos se enxerem de lagrimas.


Severus levando-se da cadeira e se sentou ao lado de Hermione. "Minha afilhada, eu sei que é difícil, mas você vai melhorar se falar sobre isso."


"Eu deveria ter morrido, não eles." Sussurrou Hermione com a cabeça baixa.


Seu padrinho pulou seu queixo delicadamente para cima, mas ela continuou olhando para baixo.


"Hermione olhe para cima, por favor..." Sussurrou Severus, Hermione obedeceu entoa ele continuou. "nunca mais repita isso de novo, seus pais dariam a vida por você, assim como Albus e Minerva também fariam."


"Não, eles me odeiam." Suspirou Hermione triste.


"Eu posso garantir que eles não odeiam você."


Desafiadoramente ela perguntou. "E como você base."


"Os conheço muito antes de você nascer. Ms Dumbledore." Disse Snape saindo do quarto.


Depois de uns minutos chorando Hermione percebeu que ela estava sendo injusta. Os professores que ela mais gostava eram agora seus pais e ela estava perdendo eles, por sua burrice.


Ela desceu as escadas o mais rápido que pode para não perder a coragem, quando ela chegou ao fim viu sua família toda na sala de estar tomando chá e conversando.


Hermione caminhou bem divagar até eles e pediu. "Posso entrar?"


"È claro que sim, querida." Disse Minerva.


Hermione lentamente se sentou na frente deles.


"Hermione, esta tubo bem?" perguntou Athena, sentindo sua neta diferente.


Athena ainda se importa comigo depois do que eu disse a ela.


"Na verdade não, vovó."


A sala toda ficou em silencio, pensando se haviam escutado direito.


"Você me chamou de vovó?"


"Sim." Disse Hermione se mexendo em sua poltrona.


Como é difícil pedir desculpas.


Hermione olhou para as mãos e começou há falar. "Bem... eu percebi que estava errada em partes, não em tudo é claro."


"Que partes Hermione?" perguntou Severus tomando um gole de seu chá.


Muito obrigada padrinho. Pensou ela sarcasticamente, o que causou Severus rir, por que ele estava usandolegilimens nela.


Hermione respirou fundo e continuou. "Queria pedir, desculpas por fugir."


Eu não acredito que vou pediu isso.


"E gostaria se vocês concordarem de chama-los de pai e mãe se estiver tudo bem." Disse ela tão rápido que ficou tonta, mas não teve tempo de reagir por que foi esmagada por um braço de Albus e Minerva.


"É claro que você pode nós chamar de pai e mãe. Ficaríamos honrados querida." Disse Minerva em seu ouvido.


"Obrigada mãe, agora vocês podem me soltar estou sufocada." Albus e Minerva riram e soltaram sua filha, mas continuaram abraçados a ela.


Bem só falta uma.


"A senhora poderia me perdoar?" perguntou Hermione olhando para Athena.


Athena sorriu para sua neta e respondeu "Só se você me chamar de vovó"


"obrigada vovó" disse Hermione ela quando ela e Athena se abraçaram.


Depois que todos se recompuseram Albus e Minerva contaram para Hermione que Severus vivia com eles, desde que havia perdido seus pais com a mesma idade que ela tem agora. Então Snape não era só seu padrinho, mas também seu irmão.


Quem diria. Pensou ela quando recebeu a notícia.


Estava tudo correndo bem até o momento que Hermione tentou se livrar do castigo.


"Pai." Chamou Hermione que estava deitada no sofá com a cabeça no colo de Severus.


"Sim querida." Disse Albus divertindo-se, ele sabia o que sua filha iria tentar.


"Já que esta tudo bem e estou desculpada. Eu não estou mais de castigo certo."


"Errado querida, você continua de castigo." Hermione levantou-se bateu o pé no chão


"Mais porque eu já pedi desculpas"


"Desculpas não vai tirar seu castigo Hermione." Disse Minerva entrando na sala com um prato de discoitos.


"Isso é injusto." Disse Hermione saindo da sala e subiu ás escadas correu, quando chegou ao seu quarto fechou a porta em um estrondo.


"Preciso de ar fresco." Disse ela para si mesma, então olhou para janela e pensou. Depois de alguns minutos ela conseguiu subiu na janela e se sentou no peito olhando o horizonte.


"Hermione Jane Ariana"Gritou Severus que havia acabado de entrar no quarto. "O que você pensa que esta fazendo".


Como eles adoram dizer meu nome.


Hermione a olhou inocentemente e respondeu. "Olhando a paisagem"


"Desça. Agora." Mandou Severus dando-lhe um olhar mortal.


"Não, eu vou ficar aqui." Disse ela.


Eu não vou descer, ele esta louco.


"Não me faça ir buscar você."


Ela então olhou para ele e falou bem baixinho "tente se puder." Pensando que ele não iria escutar, mas para seu azar ele tem uma audição muito boa pena que ela não sabia.


Severus tirou a varinha do bolso e sussurrou "Accio, Hermione."


"O que. Não!" choramingou ela quando começo a flutuar em direção ao chão.


Severus esperou até que ela estivesse no chão para agir, então ele foi até Hermione e deu-lhe uma palmada, que a fez gritar. E depois á sufocou com um abraço de urso.


"Você poderia ter morrido Hermione. Que droga você não pensa."


"Eu só queria ar fresco" defendeu-se ela.


"Tudo bem que seja a ultima vez que encontro você na janela se isso voltar a se repeti... Merlin ajude você."


"Não vai acontecer novamente, prometo padrinho" Garantiu ela.


Severus não falou nada, ele botou a mão em seu bolso e tirou duas cartas."Chegaram para você." Disse ele dando as cartas a Hermione e se retirando do quarto.


Cara Hermione.


Como espero que você esteja bem, sinto muito por sua perda. Eu sei o quanto é difícil crescer sem seus pais.


Mas vamos deixa a tristeza de lado, eu estou na casa de Rony. Ele, Fred e George me resgataram dos Durleys há três dias. Com amor.


Seu amigo


Harry.


Hermione riu e abriu a outra carta.


Cara Hermione.


Sinto muito Mione.


Espero que esteja bem. Harry já disse a você que o resgatamos dos Durleys. Você não quer ficar os três dias que restam das férias aqui?


Com amor


Rony.


Hermione desceu as escadas corendo e perguntou a Albus e Minerva se ela poderia passa o resto das férias com na casa dos Weasley para a felicidade dela seus pais concordaram. Albus e Minerva deixaram Hermione na casa dos Weasley na quinta-feira e contaram a todos que á haviam adotado.




Os três dias que eles ficaram juntos correram, brincaram, jogaram Snap Explosivo, foram os três dias mais felizes de Hermione teve desde a morte de seus pais.


Na manha de segunda-feira Hermione subiu as escadas para chamar os meninos como á senhora Weasley havia pedido.


"Harry, Rony." Gritou Hermione entrando no quarto.


"Vamos, é hora de levar"


"Arg, ela passa tempo demais com McGonagall." Resmungou Rony botando o travesseiro na cabeça.


"Vamos Rony estamos atrasados para o café." Lembrou Harry botando a roupa.


Eles desceram as escadas e fora para mesa de café, minutos depois todos estavam no carro voador de Arthur. Em direção as a estação de trem. Fred e George passaram primeiro para plataforma 9 ¾, depois o senhor e a senhora Weasley com Gina.


Hermione, Harry e Rony correram ao mesmo tempo para parede, mas eles não passaram, pelo contrario ele bateram e caíram no chão.


"Ai, o que foi isso." disse Rony levantando-se.


"A passagem se fechou." Falo Hermione.


"Que ela não pode ter fechado." Falou Harry em pânico.


"Calma." Disse Rony sorrindo. "eu tive uma ideia."


Os três pegaram sues carinhos e foram em direção ao estacionamento, botaram suas coisas no carro e entraram. "


Hermione." Chamou Rony.


"O que?" perguntou Hermione sentando no banco de trás.


"Você não vai reclamar de irmos com o carro sem permissão?" perguntou Rony achando estranho, Hermione concordar tão rápido.


"por que eu faria?"


"Por que você sempre faz."


"São outros tempos Rony. Agora vamos." Depois de um tempo sobrevoando o céu eles acharam o trem e começaram a segui-lo.


"Falta muito?" Perguntou Hermione.


"Não estamos chegando." Respondeu Rony, vendo as luzes do castelo.


"Rony." Gritou Harry.


"Estamos sem gasolina." Quando Harry terminou de lavar o carro começou a descer cada ver mais até cair.


"Para." Berrou Rony batendo a varinha no painel do carro.


"Olha a árvore." Gritou Hermione, mas já era tarde de mais.


CREQUE.


Com um estrondo enorme o corro ficou preso na árvore.


"vocês estão tudo bem?" Perguntou Harry.


"Sim" respondeu Hermione.


Mas Rony não teve chance de responder, porque a árvore começou a atacar o carro.


"Rony! Liga o carro!" Mandou Hermione cobrindo o rosto para não se machucar.


Quando Rony conseguiu iniciar o carro a árvore os jogou para fora. Quando o carro caiu no chão ele abriu as portas e jogou os três para fora junto com suas bagagens.


"Ahhh, não." Gritou Rony. "Eu quebrei minha varinha."


"Tem sorte de não ter sido seu pescoço." Disse Hermione jantando suas coisas do chão.


O que eles vão fazes, comigo se descobrirem. Passou ela desesperadamente.


Então eles começaram a caminhar para o castelo, quando chegaram na porta do salão, espiaram viram todos os professores sentados excerto Snape.


Ah, não isso não é um bom sinal.


"Snape não esta?" disse Rony.


"Ele deve estar doente?" Falou Harry.


"Ou foi despedido!" disse Rony entusiasmado.


"Ou vai ver ele." Disse uma voz atrás deles. "ele esta esperando para saber por que os três não chegaram no trem da escola." Completou Severus olhando severamente para Hermione.


Estou morta.


"Ms. Dumbledor. Venha." Disse Snape agarrando Hermione pelo braço. E depois de virou para Harry e Rony. "e vocês sigam-nós."


Continua.


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Eliana de Albuquerque Lima em 22/04/2013

Olá sua historia é bem interessante, esperou que não demore a posta o próximo capitulo.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.