FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Capítulo V


Fic: O casamento dos meus sonhos...


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: Começaram as mudanças... xD


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



Capítulo V – Praia...


O celular a despertou antes da hora.

- Mione! Preciso falar com você um instante... é muito importante!

- O que foi Gina?

- Mudamos o local do casamento...

- De novo? – ela falou, quase suspirando – Onde é agora?

- Eu tinha quase certeza de seria no vinhedo, aí o Harry me deu uma dica tão boa... que tal casarmos na praia?

- N-na praia? – Hermione se engasgou com o café. “Pra que diabos ainda precisa de uma organizadora?” – Tem certeza?

- Sim, então pensei, mudaremos as roupas de todo mundo e a decoração, não vai ser difícil...

“NÃÃÃO! ‘Maginaaa!”

- OK. Você é quem manda.

Gina pareceu satisfeita.

- Ótimo.

- Que praia?

- St. Thomas...

- Ilhas Virgens?

- É... – confirmou Gina.

“Beeeeeeem pertinho daqui... só alguns milhares de quilômetros...”.

- Nunca fiz um casamento tão longe... - “Exceto um desastroso na Patagônia... não tão desastroso, teria sido perfeito se o noivo não tivesse sumido por dez horas com a madrinha...”.

- Vai ser uma experiência ótima, não é?

- Definitivamente...

Hermione desligou o telefone. “Uma praia... um casamento ao pôr-do-sol seria muito bom. Depois uma festa a noite inteira. Dia 17 seria perfeito.” Ela olhava um calendário “Lá seria lua cheia, dá sorte...”.

- Penny, a cliente mudou o lugar de novo... vamos ter que reorganizar tudo.

- Mione, é melhor que estejam pagando muito.

- Não se preocupe Penny, esse é “o” contrato.

- Onde?

- St. Thomas.

- Filha da... Pelo amor de Deus, David! Não fique brincando com os castiçais de ouro do casamento dos Coulter! – Penny suspirou o estresse e virou-se novamente para Hermione – pense pelo lado bom... você vai para o Caribe!

- Eu trago fotos...

- Querida, traga um latino... E uma tequila...


********************************

Hermione já estava arrumando as malas quando a porta foi batida.

- Olá Mione! – Mark entrava em sua casa. – Tava pensando de a gente poderia sair hoje...

- Não vai dar Mark... – “Digo, Comedor de lama...”. - Vou viajar daqui a pouco. – ela tentou não parecer satisfeita.

- Ah, então a gente marca outro dia... Você e esses casamentos loucos.

- É.

Definitivamente, ele não poderia ser mais sem graça.

- Me ajuda com as malas, Mark.

- Claro. – Ele se apressou.

Em quinze minutos Hermione já estava quase no aeroporto...

- Penny, o casamento, apesar de ser mais simples, vai ser cerca de três vezes mais caro, por causa da distância. Mas a Gina disse que dinheiro não é problema, então mande toda a minha equipe no vôo de amanhã? Você vem?
- Com os coulter para organizar? Nem perigo, vou me ocupar com essse casamento até o fim de semana.

- Então tá, te ligo quando estivermos lá.

“Vamos ao bendito casamento.”

Hermione passou a maior parte do tempo tentando ler um livro enquanto Gina e Harry discutiam o casamento baixinho. Ela parou, estava um pouco enjoada.

- Olivia Newton John! Adoro esta canção! É perfeita não é?

- Sim, é perfeita. – ele sorriu meio falsamente.

Hermione reparara que Harry muitas vezes concordava com alguns gostos de Gina só para que ela não começasse uma discussão daquelas. O fato era que Gina achavam que eram almas-gêmeas e, portanto, deviam ter os mesmos gostos.

- Nem posso acreditar... já temos a nossa canção. “I honestly love you” é perfeita! Hermione... tenho que te perguntar…

Gina se calou quando uma turbulência sacudiu o avião. Mione fechou os olhos as sentir uma ligeira “queda”, que lhe causou um frio intenso na barriga. Definitivamente viajar de avião não era uma boa idéia.

Tão logo o avião se estabilizou, Hermione tirou o cinto e foi ao banheiro. Harry e Gina observaram-na entrar, preocupados.

Mione respirou fundo e lavou o rosto. Saiu do banheiro, um pouco envergonhada. Quando foi sentar-se, porém, escutou uma batida surda na porta do outro banheiro.

- Tem alguém aí? – Sentiu-se idiota perguntando isso. Era óbvio que quem quer que seja estava preso.

- Pode empurrar a porta. – ouviu uma voz masculina. Ela forçou para frente e a porta abriu. Devido ao peso de seu corpo contra a porta, ela foi para frente bruscamente, sendo segurada por um loiro.

- Tudo bem com você? – ele perguntou preocupado.
- Claro.

- Não tá não.

Hermione se viu meio despenteada e nauseada. Recompôs-se.

- Tô melhor.

- Obrigado pela ajuda, eu estava realmente preso. – ele passou a mão pelos cabelos. – Sou Draco Malfoy. E você?

- Hermione Granger. – ela sorriu, se apresentando.

- Veio passar as férias foi?

- A trabalho.

- Executiva?

- Organizadora de casamentos.

- Tempo para o pouso: dez minutos. Por favor, retornem às suas poltronas e apertem os cintos. - ele ouvia uma loira da tripulação dizer em vários idiomas.

- Até mais. - Draco apertou sua mão e beijou-lhe a face. Mione ruborizou. Despediram-se rapidamente. Hermione teve prazer em constatar que Harry assistia à cena, petrificado.

- Estou melhor. – ela falou ao se sentar, antes que alguém perguntasse. – Bem melhor. – comentou a fim de provocar o moreno que ia à janela. Ele pressionou o maxilar, mas disfarçou satisfatoriamente.

Harry alugou um carro e foram para um hotel movimentado. Parecia o mais caro de lá. Ao tomar conhecimento que sua suíte era a do penúltimo andar e a de Gina e Harry eram na cobertura, ela teve noção de que era realmente mais caro. Gina sempre escolhia pelo preço.

- Temos o resto da tarde, Mi. Vamos nos divertir!

Gina empolgou-se e puxou Mione em seu passeio com Harry, de modo que ela passou uma agradável tarde “segurando vela". Não reclamou da vida, entretanto. Estava numa ilha Caribenha bebendo todos os tipos de sucos e coquetéis que ela nem sequer sonhava que existiam.

Enquanto que Gina marcava o local onde seria realizada a cerimônia e Harry obtinha uma autorização legal para fazê-lo em particular, Hermione decidiu refrescar-se. O sol já quase se pondo dava à ilha um tom incrível e ela caminhou lentamente para a água.

Hermione inconscientemente caminhava mais para o fundo, foi tragada pelo mar sem sequer perceber. Havia alguém surfando mais ao longe. Era ninguém menos que Draco. Ele pareceu não vê-la, mas Hermione sorria em vista de seus belos músculos. Ele definitivamente completava a cena.

Mione virou-se para voltar para a praia, mas uma onda enorme a deixou atordoada e seus pés se perdiam do chão. Forçou sua saída, caminhando alguns passos para frente, mas maré a puxava de volta. Não demorou muito para perceber que se afogaria se continuasse naquele esforço. “Merda! Não acredito que vou fazer isso...” Hermione bebeu água involuntariamente ao tentar pedir por socorro. Sentiu-se mais zonza ainda. Começou a se debater...

Uma mão vinda de algum lugar agarrou fortemente seu braço. Imediatamente ela parou de se debater.

- Calma. – era a voz de Harry.

Ele a tomou nos braços. Hermione estava incomodada com a sede que começava a sentir.

Harry a levava para a areia, onde a depositou delicadamente.

- O que houve? – ouviu outra voz conhecida.

- Ela estava se afogando.

O dono da voz se ajoelhou, talvez para saber se ela estava respirando.
- As praias daqui são perigosas. Ela pode ter bebido muita água.

Hermione entreabriu os olhos e encarou um par de olhos azul-acinzentados olhando para ela.

- Obrigada. – ela disse para Draco.

- Mas foi ele quem te salvou. - Ele apontou para Harry. Hermione revirou os olhos e se ergueu. – De novo você? Por acaso é do seguro de vida, é?

Harry ruborizou.

- Obrigada por me salvar, de novo.

- É melhor a gente ir. Gina deve estar esperando.

Ela queria ficar e conversar com seu novo amigo loiro e surfista, mas era melhor seguir Harry. Pegou suas roupas que estavam jogadas na areia e colocou-as de qualquer jeito sobre o biquíni.

- Meu Deus! Podia ter se matado!

- Desculpa ok?! Eu não sabia que quando diziam: praias perigosas, eles estavam falando de água ainda ao nível dos joelhos.

- Você estava com água até a cintura! Devia ter mais cuidado, não vou ficar sempre por perto sabe?! – ele iniciou com ironia a discussão.

- Não ache que você é grande coisa!

Ele riu irônico.

- Recapitulemos, sim, Mione? Censurou-me por estar comprometido, enquanto numa pirueta inesperada, você também tinha um noivo. E sou eu que não sou lá grande coisa?

Ela ficou boquiaberta. Noivo?

- Noivo?

- Nem inventa, eu descobri, seu pai me ligou perguntando como você estava porque não conseguia falar-lhe ao celular. Antes de desligar o que é que ele me fala? : Avise-a que seu noivo Mark está com muitas saudades! Então, qual é o problema com você?

- O problema é você! Já estou há muito tempo nisto. Posso prever, com exatidão, quanto dura um casamento. – ela falou metódica. Sabia que a Gina escolheu verde escuro para as damas de honra? Verde escuro, a cor da gangrena. O último casamento em que usaram essa cor foi anulado em 12 dias. E "I Honestly Love You" como canção? É cometer suicídio matrimonial! – Ela se exaltava enquanto caminhavam, já estavam quase no hotel.

- Quer que eu confesse uma coisa, sem rodeios? – Harry parou de caminhar e virou-se para olhá-la. Naquela noite, no filme, senti atração por você. É verdade. Admito. Talvez estivesse inseguro quanto ao casamento, sei lá. Talvez só agisse como homem, quando se apresentou a oportunidade. Afinal de contas, pensei que não voltaria a lhe ver.

- Afinal de contas, não aconteceu nada. - “Quase nada”.

- Afinal de contas, agora, mais do que nunca, julgo que a Gina é a mulher ideal para mim. Assim como diria, baseando-me em evidências, que as suas teorias sobre o amor são desvarios de uma mulher cínica e amarga.

Hermione abriu a boca para protestar enquanto ele retomava a caminhada. Sentiu vontade de sufocá-lo.

- Se acha isso... Ótimo.

- Ótimo. – ele retorquiu.

- Ótimo mesmo.

Chegaram ao hotel em silêncio. Cada um com suas conclusões.
“Desvarios de uma mulher cínica e amarga”. “Cínica” e “amarga” repetiam-se em sua cabeça. “O que você sabe sobre amor, idiota?”.




N/A: Olá... depois de séculos xD e aí o que acharam? Comentem!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.