FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

14. Jogo de quadribol!


Fic: Por que preciso te amar? - ÚLTIMO CAPITULO FINALMENTE POSTADO


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Bom, oie genty..
antes de tudo.. eu queria pedir coments..
please...
seiru..
eu naum tenhu nenhum!!!
Buááa´!!!!
Bo esse cap foi meio dificil de escrever pq é bem detalhado mas espero que gostem..
bjokas gina

A noite não demorou a cair. Harry estava deitado em sua cama pensando em Gina, enquanto o vento da noite que entrava pela janela do quarto beijava seu rosto. Harry passava suavemente sua mão pelo rosto, como se gina estivesse encostando sua boca em seu rosto, e não o vento gélido que banhava o castelo e entrava pelas janelas de Hogwarts. O fim de semana estava quase chegando e Harry ainda não tinha feito nenhum treino de quadribol. Harry já tinha adormecido, mas Gina ainda não. Ela estava deitada em sua cama olhando para a janela que agora lá fora chovia. A chuva refletia nos seus olhos, que agora era um tom de azul cristalina com algumas gotas pratas, por causa dos pingos que lá fora caiam encharcando as redondezas do castelo. Já fazia mais de duas horas que Gina estava deitada em sua cama, mas não conseguia dormir, pois certos pensamentos não saiam de sua cabeça, como por exemplo: “ Eu o amo? Não, ele apenas é o melhor amigo do meu irmão. Vai ser fácil esquece-lo. Ele nunca me amou. Eu vou esquece-lo, eu tenho que esquece-lo. E pensando nisso Gina acabou adormecendo.
Já era de manha. Ainda não tinha parado de chover. Alguns alunos das outras casas estavam parados na porta do Salão Principal de modo que proibiam a passagem dos outros alunos. Harry, Hermione e Rony estavam “tentando” entrar no Salão principal, quando depois de muito tempo de sufoco, conseguiram se sentar em um dos bancos da casa da Grifinória.
- Alguém sabe o que significa isso? – perguntou Harry
- É que a professora Mc Gonagall disse que como nós não fizemos nenhuma festa durante este ano, iríamos festejar o dia dos o Dia dos Namorados, já que era a data comemorativa mais próxima. Será no próximo mês. – disse hermione sorrindo para Rony – E cada um terá de ir acompanhado.
- Como eu não soube disso? – perguntou Harry pegando um pedaço d pão torrado.
- Você estava na ala hospitalar, se esqueceu? – disse Rony olhando para Harry.
- Não! – disse Harry enquanto olhava para os lados. – Vocês viram a Gina?
- Vi, ela esta trancada no quarto! Não como desde ontem de manha. – completou Hermione
Harry estava chocado. De repente tristeza, culpa, magoa, raiva, tudo havia se misturado ao corpo de Harry, tomando conta dele.
- Ah, Hermione você pode falar apara a Gina que hoje as 20:00 da noite haverá treino?
- Claro Harry, eu aviso ela.
- Obrigada!
As aulas estavam chatas como sempre, exceto as de Lupin (Obs: Eu estou colocando o Lupin como professor de devesa Contra as Artes das trevas, é porque eu gosto muito dele, ok?) que estavam muito alegras, pois Lupin estava apaixonado e iria se casar com a ninfadora Tonks. O dia havia escurecido. A noite havia chegado. A tristeza tomara conta de Harry, principalmente quando ele chegou ao campo de quadribol e Gina não estava lá, ela era a única do time que não estava presente. O fim de semana havia chegado. Hoje, pela noite seria o jogo de quadribol. Harry ainda não tinha visto Gina e aquilo o fazia péssimo. Tiveram de colocar uma nova artilheira no time, como Gina não havia comparecido a nenhum treino e nem participaria do jogo. O nome da nova artilheira era Ana Bell. A segunda garota mais popular da escola. Todos queriam sair com ela, exceto Harry, que para ele, Ana não significava nada.
Estava na hora do jogo. O campo de quadribol já estava cheio. De um lado Sonserinos, do outro Grifinórios, vibravam enquanto os jogadores entravam no campo. O jogo havia começado. Ana não era tão boa quanto Gina, mas era legal.
10 minutos depois.
“ Ana passa a bola para Lonin... que ... oooh, Ana foi atingida por um balaço de Kill. Ela cai da vassoura e aterriza no chão.” Dizia Lino enquanto alguns professores iam na direção de Ana para socorre-la. Os Sonserinos riam enquanto os Grifinórios soltavam expressões de espanto.
“ Bom, pelo que vejo o time da Grifinória terá de jogar sem uma artilheira. – disse Lino fazendo uma pausa e recomeçando a falar. – E a bola é lançada para o ar.”
E uns dez minutos depois.
“ E mais dez pontos para a Sonserina. Nossa a Sonserina está com uma grande vantagem ao time da Grifinória. 30 para a Grifinória e 210 para a Sonserina. – disse Lino olhando para o placar. – Mas há, vejamos, olha quem esta entrando no campo e voando para o céu. – falou Lino sorrindo.”
Harry olhou pra trás, e viu uma menina voando em sua direção, cujos cabelos estavam amarrados.
“ Gina” –gritou Lino
Gina voava para o céu, agarrando uma goles e tentando fazendo um gol.
“Gina acaba de fazer um gol. 40 contra 210” – dizia Lino
Para a decepção dos Sonserinos e alegria dos Grifinórios, Gina havia chegado. Passou-se cinco minutos.
Gina voava em direção a Harry que agora sorria para ela.
- Gina, você veio! – disse harry
- Vim Potter, mas não foi por sua causa, foi pelo nosso time. – disse Gina que agora saia do lado de Harry, tentando agarrar outra goles.
Mas nada do que Gina falasse abalaria Harry, ele estava muito feliz. A felicidade, ao contrário de antes, havia tomado conta dele. Harry estava tão “ocupado” olhando Gina que se esqueceu de seguir o pomo. Havia começado a chover quando Lino grita: “ Mais dez pontos para a Grifinória. Eles ultrapassaram a Sonserina. 420 para a Grifinória a 410 para a Sonserina. Gina é ótima, mas... há... Gina parece estar passando mal.”
Harry, ao ouvir isso ficou paralisado, e olhou para Gina que caia da vassoura dando algumas piruetas no ar.
“E Gina cai com tudo no chão. A multidão se aproxima dela. Pelo que vejo o goleiro da Grifinória, Ronald Wasley, não Wesley...” – disse Lino
- Weasley. – cochichou Mc Gonagall dando-lhe um cutucão.
“A sim, Ronald WEASLEY se aproxima de sua irmã.” – disse Lino fixando bem a palavra Weasley.
- Saiam da frente, ela é minha irmã. – disse Rony empurrando todos que atrapalhavam sua passagem até Gina – Oh maninha – disse Rony sentando ao lado de Gina e dando uns tapinhas no rosto dela.- Gina? Você está me ouvindo?
Mesmo Gina não tendo mexido nem um dedo, Rony percebeu que ela não estava ouvindo.
- Saíam da frente! Gina? Gina! – disse Harry apavorado em direção a Gina, agora descendo da vassoura. – Gina! – disse Harry espantando ao ver a brancura de Gina.
- Gina? Acorda! – disse Rony ainda dando alguns tapinhas no rosto da Gina.
- Calma Rony! – disse Harry ajoelhando-se no chão ao lado de Gina, colocando suas mãos embaixo do corpo dela, segurando-na no colo. – Com licença, saiam da frente.
Harry ainda não havia saído do campo de quadribol. Ainda segurava Gina no colo. Rony, Mc Gonagall, alguns jogadores e outros professores vinham logo atrás. Mione continuava na arquibancada.
- Harry me solta! – disse Gina acordando
- Gina! – berrou Rony feliz
- Mas Gina? – disse Harry olhando no dos olhos da garota
- Me - solta. – disse Gina soletrando cada palavra
Harry a colocou no chão suavemente. Gina aos poucos começou a se recuperar. Ela não estava mais tão branca.Ela apoiava suas mãos no chão tentando se levantar, mas não saia nem uns cinco centímetros do chão.
- Gina, quer ajuda? – disse Harry, preocupando-se cada vez mais com ela.
- Eu não preciso de ajuda, muito menos sua.
- Gina, mas eu só pensei que...
- Pensou errado.
Uma aglomeração de pessoas havia se tornado entre eles. Gina tentou se levantar mais uma vez, mas soltou um gritinho de dor. Harry esticou sua mão em forma de ajuda, que Gina custou a aceitar. Revirou seus olhos, mas acabou pegando na mão dele. Harry acabou errando a distancia, fazendo assim com que seus lábios se encostassem um ao outro. Os dois ficaram se olhando por um bom tempo. Em questão de segundos, varias ´pessoas estavam lhes aplaudindo. Harry e Gina viraram-se para todos e Harry sorriu. Gina continuava séria. Harry sorriu muito. Seu sorriso era tão grande e largo que, alguma coisa entrou em sua boca. Era redondo e pequeno, que Harry logo percebeu como o Pomo. Sendo assim, Grifinória havia acabado de ganhar.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.