FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. ...2


Fic: Para sempre seu.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

     Aquele não me parecia um dia comum. Primeiro,que eu estava em casa a mais de uma semana e segundo,já eram quase dez horas e Hermione ainda estava deitada.
     Um dia depois de minha esposa e eu comemorarmos o casamento daquele búlgaro retar...quer dizer, de Víctor krum - o melhor apanhador de todos os séculos, depois da minha irmã - ,Harry me convocou para uma missão urgente.Havia resquícios de movimentos anti-trouxas - seguidores do falecido sem-nariz -. Passei quase dois meses lá e, quando voltei, nada estava igual.
     Hermione vivia se atrasando para o trabalho, não tinha mais as respostas na ponta da língua e, por vezes, errava algumas. Senti-a meio distante e muito mais próxima de Gina e aquela manhã parecia não ser diferente. Só parcia.
     Levantei e reparei que Mione estava encolhida pelo frio e fui cobri-la. Como de costume, adormecera com um livro no colo, o tirei de lá e pus na cabeceira. Cheguei na cozinha e , para meu espanto, havia um elfo doméstico dando ração para Bichento. Era pequeno ,com grande sorriso e olhos azuis. Vestia uma blusa e uma calça - coisa de Hermione - . O elfo me viu, fez uma reverência e pude perceber sua bizarra semelhança com Dobby.


-O senhor deve ser o senhor Ronald. - disse ele com a vozinha fina, mas agradável - Meu nome é Kage.


-Ahm...bom dia,Kage.


-Queira se sentar - ele disse - Kage já está preparando o café. Minha senhora disse que meu senhor estava em missão?


-Sim, Kage. - eu respondi com um suspiro cansado - as coisas não andam boas.


     O elfo parou e me olhou como se eu houvesse falado de seu pior pesadelo;seus olhos se encheram d'água e ele disse, com a voz embargada:


-A guerra não acontecerá de novo, não é?


-Não, fique tranquilo - eu disso- temos aurores muito bem preparados. Você viveu na guerra?


-Oh,sim, meu senhor Ronald. - ele disse limpando as lágrimas e servindo o café - Perdi amigos e família naqueles trágicos dias em que trabalhei na escola.


-Por favor,Kage, me chame de Ron - eu respondi com um sorriso agradável - Tem quanto tempo que você está aqui?


-Três semanas.


-E como eu nunca te vi? - perguntei.


-As vezes, quando minha senhora vai para o trabalho, eu vou para a casa de Harry Potter ajudar Monstro. - ele disse com um olhar sonhador.


-Qual foi o feitiço que te fez acordar primeiro do que eu? - Hermione disse atrás de mim.


     Ela estava toda arrumada para trabalhar, mas não parecia preocupada com a hora. - ainda penso que ela sempre vai arrumada DE MAIS para o trabalho.


-Como você está? - perguntei indo abraça-la, mas algo em seu olhar me intrigou.


-Bem, eu acho. - ela responseu - Ronald,precisamos conversar. Kage, pode nos dar licença?


-Claro, minha senhora. - o elfo respondeu - volto mais tarde, qualquer coisa é só chamar.


     O elfo fez uma reverência e, com um "CRACK", desapareceu. Hermione me olhava com receio e, por ela ter me chamado de Ronald, fiquei receoso também; tentei quebrar o selêncio.


-Você não pega às sete no ministério?


-Sim, mas Rufo me ofereceu uma diminuição na carga horária. - explicou.


-Ele tamb... quer dizer, ele acha que você trabalha de mais? - eu tinha de agradecê-lo.


-Não - ela sentenciou com um brilho diferente nos olhos. Medo.


-Então porque ... - eu ia tentar continuar a conversa, mas ela saiu correndo. De início não entendi, mas ao segui-la , vi despejar o que parecia a alimentação de toda uma vida, vomitando.


-Rufo te liberou porque está doente? - eu perguntei. Mérlin queira que não.


     Ela não respondeu e eu levei aquilo como um sim. Nada era mais importante do que a minha sabe-tudo irritante;meu pesadelo que virou sonho.


-Não tem problema. - eu disse apoiando e chegando mais perto para poder abraça-la - Vamos dar um jeito.


-Ron, eu...


-Vamos procurar tratamento e vamos aos melhores do st. Mungus.


-Ron, por favor, eu...


-E eu não vou deixar nada de ruim acontecer com...


-RONALD BÍLIUS WEASLEY, QUER FAZER O FAVOR DE ME DEIXAR FALAR!?! - ela berrou e eu fiquei em selêncio com medo do que viria a seguir. - Eu...eu não estou doente.


-Mas então porque você está...


-Eu estou grávida.


     "grávida","grávida","grávida". Aquela palavra passou e repassou na minha cabeça. "Tá bom, preciso sentar." . Procurei a cadeira mais próxima e me sentei. Eu ia ser pai e ... e nós não tínhamos muitas condições para isso. Hermione ganhava um pouco mais que eu e nós estávamos bem com isso. Mas, ter um filho... Ah! Ter um filho! Sempre quis ser pai.
      Se for um menino vai aprender sobre quadribol, vai ser louco pelo esporte, vai saber sobre a nossa histórias e vai herdar meu livro de encantamento de bruxas. Ah, meu garoto!
      Uma menina seria um pouco menos complicado. Ela seria tão bonita quanto a mãe, tão...tão inteligente quanto a mãe, iria jogar quadribol no meio de um monte de ... garotos - eu já falei da ebulião hormonal que acontece naquela escola?


-Ron, amor, você está bem? - ela me perguntou.


-Sim...quer dizer, não. - eu falei sem encara-la - Quer dizer, eu acho que sim.


-Tudo bem, eu sei que o dinheiro é pouco e que talvez nós não estejamos prontos para isso, mas...


-Eu não estou preocupado com isso - sentenciei e finalmente e a olhei nos olhos. Definitivamente, minha filha seria linda. - Se você estiver carregando uma menina, eu acho que ela não deveria ir para Hogwarts.


-E porque não? - ela fez uma cara engraçada.


-Muitos hormônios.


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por willi santana em 30/09/2012

kkkkkkk

não tive como não rir com o final deste capitulo! muito boa sua fic, aguardo mais capitulos!!!

como será essas noves meses de gestação heim?!

beijoca

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MioneJackson em 29/09/2012

Muito fofa sua fic tomara que tenha varios capitulos ;)

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.