FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Os motivos


Fic: 7 coisas que odeio na doninha


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Oi! Eu sou Hermione Jean Granger. Estou no sexto ano da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Pode parecer idiota o título que está bem acima desse pergaminho, parece estranho eu estar perdendo meu tempo, pois poderia muito bem estar lendo um bom livro, ao invés de ficar escrevendo sobre a doninha ridícula. Quem é a doninha? Muito simples descobrir. Começa com Draco e termina com Malfoy. Pois é! é desse ridículo que eu estou falando. Só estou fazendo isso pra dizer o quanto essa coisa é irritante. Estou sentada na grama, de frente pro Lago Negro e encostada numa árvore.
Por que eu vou escrever 7 coisas sobre Draco Malfoy, e não 6 ou 8? Simples também! Porque 7 é um número poderoso na Magia. E eu quero enfatizar o quanto esse garoto é idiota, repugnante, irritante, idiota, chato e idiota. É! Ele é MUITO idiota!
Vamos começar a enumerar, tudo bem? OK

Motivo 1: Ele é idiota! 

Pois é! Não é nenhuma surpresa pra ninguém o quanto ele é idiota, não é? Todas aquelas coisas que ele faz ou fala o torna ainda mais idiota.

Hermione pára de escrever, observa a Lula Gigante e lembra de coisas que Draco fez.

---- Flashback on ---- 

- E ai Sange-ruim! - disse Draco dando um sorriso bem grande ao avistar Hermione lendo sentada numa sombra. Quando o viu, revirou os olhos  pensou: "Aff, lá vem aquela porra." - E ai vassoura sabe-tudo! Deixa eu adivinhar o que está fazendo! - fez cara de quando está pensando - AHÁ! Está lendo né?
- Caramba Malfoy, como você é esperto. Como deduziu que isso é um livro? Pensei que pensasse como um trasgo - disse tudo isso sem tirar os olhos do livro.
- Ah, cala essa boca Granger! - disse isso, e pegou o livro que estava em suas mãos - que é que está lendo hein? Hum! Hogwarts: uma história?! Deve ser a única pessoa que lê esse livro estúpido!
- O único estúpido aqui é você, Malfoy! - ela fechou a cara e levantou para encará-lo- e dá o meu livro Malfoy - disse num tom autoritário.
- Só se me der um beijinho Granger! - fez biquinho e começou a chegar perto dela. Mas ela encostou suas mãos pequenas em seu tórax definido e o empurrou - Ah, Granger - desdenhou - não deveria ter feito isso. - e dizendo essas palavras jogou o livro no Lago e se sobressaltou com o grito de Hermione:
- MALFOY! VOCÊ TÁ MALUCO? SEU IDIOTA! POR QUE JOGOU MEU LIVRO NO LAGO NEGRO? ESTÚPIDO! IDIOTA!
- Calma Granger!
- CALMA O CARALHO! - e dizendo isso fechou a mão direita e deu um soco na bochecha esquerda de Draco!
- QUE VOCÊ FEZ SUA SANGE-RUIM! - colocou a mão na bochecha, alisando-a para passar a dor.
- SOME DAQUI! - ela gritou apontando o dedo pro castelo, e ele imediatamente a obedeceu.

---- Flashback off ---- 

 
Hemione estava com um sorriso de lado quando acabou de lembrar. Molhou a pena no tinteiro e escreveu:

 
Motivo 2: Pensa que é o melhor!

Malfoy é um idiota pensando que é o melhor de todos. Pensa que é o melhor nas matérias, mas sou eu, modéstia parte, é claro, melhor no quadribol, mas é o Harry e melhor com as garotas, mas é o Neville, que já catou praticamente a escola toda, depois do quarto ano. Só não pegou sonserinas porque são retardadas.

---- Flashback on ---- 

 
- V-O-C-Ê  É  R-E-P-U-G-N-A-N-T-E  M-A-L-F-O-Y! - Hermione disse limpando a boca com o dorso da mão após ser beijada por Draco, e ele levar um tapa bem ardido no rosto.
- Você só pode ter algum problema Granger! Você deveria agradecer por eu te beijar. Nenhum garoto jamsi quis isso! E eu sou irresistível - disse enfatizando a última palavra, e assim, em sua boca, surgindo um sorriso canalha.
- Ai Malfoy - disse com desprezo - e sinto tanta dó de você! Você é um estúpido, que pensa que é o maioral daqui. Mas desculpa lhe contar, mas VOCÊ NÃO É! - o sorriso de Draco, depois de ouvir essas palavras, desapareceu.

---- Flashback off ---- 

 
Hermione riu, depois de relembrar essa cena. Molhou a pena novamente no tinteiro.

 Motivo 3: Tem um sorriso estúpido!


Ele sempre vem com aquele sorriso estúpido na cara pra cima de mim, sempre que vem tentar fazer alguma coisa comigo.

---- Flashback on ---- 

- Sai daqui Malfoy! Não quero nada com você!
- Claro que quer! Todas querem - Hermione revirou os olhos.
- Eu não sou uma dessas garotinhas inocentes e problemáticas que se derretem por você. - ele sorriu com ar de inocência e desdenho ao mesmo tempo - E NÃO VEM COM ESSA PORRA DE SORRISO PRA CIMA DE MIM QUE E-U  N-Ã-O  C-A-I-O  N-E-S-S-A!
- Eu sei que cai - disse e começou a se aproximar novamente de Hermione. Colocou as mão quentes e grandes na sua cintura, e ao toque ela estremeceu. Ele percebeu e deu um sorriso de canto. Hermione ficou perdida na imensidão dos olhos cinza do garoto, e seu consciente desligou. Só foi religar depois de Draco ter roçado seus lábios nos dela.
- SAI DE PERTO DE MIM! - disse o empurrando com todas as suas forças e saindo para o castelo.

---- Flashback off ----  

Ela estava com os dedos frios em seus lábios, os tocando de leve à lembrança recentemente passada em sua mente. Balançou a cabeça pra esquecer e escreveu:

Motivo 4: O jeito que aqueles olhos cinzas me olham!

Pode parecer estranho, mas aqueles olhos cinzas me encantam demais. Eu me perco neles, quando os meus castanhos os encontram. Sempre me desvio rapidamente. Ele deve perceber isso, porque depois que faço isso, o olho novamente, e ele sempre está de cabeça baixa dando aquele sorrisinho estúpido.

---- Flashback on ---- 

Hermione estava olhando para Draco da mesa da Grifinória. "Aqueles olhos cinza, ah! Que olhos são aqueles? Por que tem que ser tão sedutores?" pensou a garota. Ele olhou diretamente pra ela. ele sabia que ela estava lá. Deu seu sorriso de lado, e a garota abaixou os olhos pra sua torrada na hora. Ele riu, debochado. Como ela poderia fazer isso com ele? Aqueles olhos castanhos tão misteriosos? E ela sempre abaixá-los? Não era justo com ele. ele queria se perder naqueles olhos tão lindos. Sentiu o olhar da garota novamente. Levantou os olhos. Ela estava olhando-o sim. Pegou sua torrada novamente, e abaixou os olhos. Mas ela viu de relance ele dar o sorriso encantador de lado que ela tanto gostava.

---- Flash back off ---- 

Afastou seus pensamentos pensando como ele era insuportável.

Motivo 5: Como fico triste quando ele me chama de Sangue-ruim!

Eu ODEIO, odeio mesmo, quando ele faz isso! Ele é um idiota, um estúpido por falar essas coisas. Eu me importo, mesmo não demonstrando, de ser isso. Bom, eu não tenho vergonha. Mas me dói bastante. É horrível essa mania dele. É um estúpido. Pensa que é acima de mim. AH! ESTÚPIDO!

Ela descansou a pena e lembrou da primeira vez que ele a chamou de Sangue-Ruim.

---- Flashback on ---- 

- O que está acontecendo lá, Rony? - ela olhava para a multidão de alunos da Sonserina e da Grifinória se formando.
- Vamos lá, Mione!
- Eu não credito que você é o novo apanhador Malfoy! - ela ouviu Harry dizer isso de longe.
- E essa não é a única novidade - mostrou a vassoura - papai comprou essas Nimbus 2001 para todos nós. Vocês vão perder Potter - disse com repugnância.
- Hey! Não vamos perder! Harry é um ótimo apanhador! Pelo menos na Grifinória não entraram jogadores que pagaram, e sim por puro talento. - Hermione disse erguendo o nariz para Malfoy.
- Como se atreve, sujeitinha de Sangue-Ruim! - lágrimas começaram a nascer nos olhos daquela garotinha frágil!
- AH, MALFOY! - Rony já tinha empunhada a varinha e ordenou - cara de lesma - e então um jato de luz amarela saiu de sua varinha, mas revidou nele, o jogando pra longe.
- Rony! Oh Rony! - Hermione correu onde ele estava no chão - Não precisava.
Depois que ela subiu para o seu quarto, fechou as cortinas de sua cama, adentrou-a, e começou a chorar. Como ele pode fazer isso? Como pode dizer essas idiotices? Como ela o odiava! Não poderia sequer gostar dele! Tinha de expulsar esse sentimento de si.

---- Flashback off ---- 

Hermione enxugou as lágrimas recém caídas em suas bochechas. Odiava chorar por causa dele, por causa de Draco Malfoy.

 
Motivo 6: Como odeio ter sentimentos por ele!

É incrível não é? Odeio a mesma pessoa que sinto algo! Não sei se o que sinto é amor, ou uma paixãozinha. Sei lá! Só sei que quando ele me olha com aqueles olhos cinzas e toca minha cintura ou meu rosto com aquelas mãos quentes, me faz tremer de cima até embaixo. Odeio como me faço parecer estúpida por conta dele.

---- Flashback on ---- 

Era o quinto ano. Ela estava sentada na grama, encostada numa árvore, observando a Lula Gigante dançar por cima da água. Já passara das 10, e o toque de recolher bateu a um tempo. Mas o bom de ser monitora era poder ficar até tarde, não ali sentada, mas monitorando. Mas que importância isso tem? Rony já estava fazendo isso. E se Filch, ou madame Norra, aquela gata insuportável, ou até McGonnagall chegasse lá ela só teria de mentir dizendo que estava procurando um aluno por lá, ou vendo se a Lula tinha pegado alunos à noite, por conta de boatos, ou outra coisa qualquer.
Ele a seguiu pelo castelo todo, totalmente sorrateiro, e a viu sentando encostada na árvore, e observando a Lula. Ela gostava muito de fazer aquilo, pelo que ele pode perceber. Foi até lá, e sem mais nem menos se sentou ao seu lado.
- Que isso Malfoy? Sai daqui.
- Não! A grama é de todos, e não só sua Granger.
- Ah! Cala boca Malfoy! - disse com nojo na voz. E de repente ele pegou no rosto da garota e o virou para si, roçando seus lábios, tudo rapidamente, e sem ela ter alguma ação. Seu consciente a abandonou, e ele agora já estava puxando o lábio inferior dela pra ele, demorando alguns segundos pra largar.
Ele deslizou, agilmente, suas mãos até a cintura dela, para então a subir em cima das pernas dele. Nesse movimento ela se assustou, mas vendo que ele não iria fazer nada, colocou suas mãos frias no pescoço dele. Ela o sentiu tremer, e deu um sorriso entre os beijinhos que ele lhe dava. Ele subiu as mãos para dentro da blusa dela, apertando suas costas, depois abaixando para sua cintura, e subindo, alisando-a, novamente. Tudo isso entre os beijos calorosos que ele dava. De repente ele desacelerou o movimento de sua boca junto a dela, e deu uma última puxada de seu lábio inferior. Ela foi abrindo os olhos bem devagar. "PORRA DE CONSCIENTE" ela pensou. Ele também abriu os olhos devagar, e com a respiração pesada. Subiu suas mãos novamente para o rosto da garota. E disse na voz mais suave que conseguiu:
- Eu te amo Hermione! - Ela abriu os olhos totalmente, e se assustou ao ouvir seu nome da boca de Draco.
- Q-que? VOCÊ TEM ALGUM PROBLEMA MALFOY? - ele se sobressaltou ao grito e ao salto que a garota fez de cima dele - NUNCA MAIS TOQUE EM MIM! - e saiu correndo.

---- Flashback off ----

Motivo 7: Como eu odeio estar apaixonada pelo Malfoy!

É mesmo! Eu deveria estar sorrindo igual boba por ter esse sentimento. Mas estou tentando passar meu ódio todo para esse papel. Mesmo eu odiando aquele projeto de gente, aquela doninha, aquele desperdício de espaço, eu me odeio ainda mais por engolir a droga do meu orgulho e dizer que eu estou apaixonada pelo Malfoy! Depois de todas as coisas que ele fez e falou de mim, eu ainda alimento aquele sentimento que eu pensei ter esquecido depois dele ter me chamado de Sangue-Ruim. AH, QUE PORRA! 

Ela dobrou o pergaminho várias vezes, e deixou lágrimas, que embaçavam sua visão, cair. Odiava aquilo tudo que estava acontecendo. Isso não era pra ser assim. Então jogou o  pergaminho em sua bolsa e a jogou nas costas, esquecendo que estava aberta. Infelizmente, ou felizmente, ela deixou o pergaminho cair, e foi embora de lá, por já estar escurecendo.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.