FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

26. Segredos Ocultos.


Fic: Garota Malvada


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Nada passou...

Só o tempo lento e pouco entre você e eu...

Só acabou, o que nunca na verdade existiu!

Antes eu já me sentia só...E meu lugar é a solidão!

É por isso que um dia vou querer te amar...E ser amada fora de desilusão!

Já não vejo nenhuma verdade...Venha me libertar!

Só vejo essa realidade e espero ter você sempre pra me abraçar! (Autora: Ginger Fitzgerald... Eu...)



N/A: Meus nobres e desesperados pedidos de desculpa pela interminável demora.Eu sei que muitos devem ter achado que eu havia desistido de Garota Malvada, mas juro que nunca faria isso.Posso passar anos apenas com uma linha escrita, mas sempre terminarei.Demorei muito porque meu modem tava queimado e o resto já tava na hora de trocar também!Agora já está tudo bem e estou muito feliz!De agora em diante não demorarei mais tanto okay?

Ah!Contém cenas NC-17 nesse capitulo, por isso se você é menor de 17 anos e não gosta de ler isso, pule as partes que eu deixar em Itálico okay?

Beijos, e falo com vocês no final do capitulo.

Boa Leitura.

MUSICA: Far Away (Nickelback)

A música é linda, quem puder baixar pra acompanhar ia gostar.



Este tempo, este lugar...

Desperdícios, erros...

Tão demorado tão tarde,

Quem era eu para lhe fazer esperar?

Apenas mais uma chance...



Abriu lentamente os olhos naquela manhã ensolarada de segunda feira.Estava tão feliz que se recusava a abrir os olhos com medo de que tudo que acontecera na noite anterior fosse um sonho!

O que mais queria para esse dia era ver Harry e o abraçar. Estava tão feliz que seria capaz de rir na cara de Snape.Nada, nem ninguém acabaria com sua felicidade hoje.

Iria levantar, tomar um belo de um banho e ir de encontro ao seu amor...Harry, sua paixão e que estava se dando muito bem, por sinal!

Olhou tudo a sua volta, sentando-se rapidamente na cama.Sentiu sua cabeça girar e uma pontada estranha no estomago.Ignorou isso, pois hoje já nada importava.Queria ser feliz...Apenas isso!

Olhou para a cama de Nick, que milagrosamente já havia acordado!Isso era meio estranho e assustador, mas depois iria perguntar o motivo dessa catástrofe!Porque pra Nicolly Melabouth acordar mais cedo tinha que ter alguém morrendo...

Riu dando de ombros e mexendo em alguma coisa no seu malão a procura do uniforme e uma toalha.

Flash’s da noite anterior lhe visitavam constantemente.Acordou pensando no beijo que dera em Harry e não conseguia esquecer.Seus corpos juntos podendo sentir o calor que ele transmitia e que nunca imaginou poder ser seu.

As bocas juntas, com o calor lhes invadindo por dentro e suas mãos percorrendo cada recanto do corpo misterioso do moreno.

Nunca havia beijado alguém com tanta intensidade e amor como fizera na noite passada.

Aquilo fora muito mais que um mero beijo, fora algo especial ao extremo, que a levara na lua a fazendo voltar depois.Queria apenas desvanecer num beijo de Harry...

Fora maravilhoso, e nunca iria esquecer.As mãos dele em sua cintura, tocando-a com ternura e de certa forma, algo mais...!Era estranho como os dois se completavam!

Levantou-se num salto da cama e se dirigiu até o banheiro com uma muda de roupas nas mãos.

Só havia uma ultima garota acabando de tomar banho, que se assustou ao ver Gina entrar no banheiro cantarolando.

-Bom dia Karen...-A ruiva cumprimentou, com todo seu bom humor.

A loira sorriu boba e não acreditando ao ver Gina de bom humor.A tantos anos isso não acontecia.

-Bom dia Gina.-Ela murmurou, saindo lentamente do banheiro.

Sorriu radiante pela milésima vez.Isso já tava irritando, mas tudo bem, estava feliz, e que agüentasse quem pudesse.

Entrou dentro de um dos boxes e começou a retirar rapidamente a roupa, ligando o chuveiro e entrando debaixo do jato de água quente, maravilhosamente bom!

Poderia ficar uma vida ali, deixando a água correr por todo seu corpo.Era uma maravilha, mas algo a dizia que ainda existia coisa mais interessante pra se fazer, como...Beijar Harry!

Depois de uns 15 minutos debaixo d’água, desligou o chuveiro e saiu se enxugando. Era tão triste sair daquela água quentinha, mas, iria ter aula daqui a meia hora.

Colocou suas roupas intimas, apanhando logo em seguida o uniforme.Se fosse a uns dois ou três dias atrás iria acha-lo excessivamente pequeno, mas agora, ao vê-lo na altura dos joelhos, começou a se sentir enjoada.O que mais queria era ver Harry a olhando com desejo como na noite passada, e definitivamente aquele uniforme não iria ajudar.

Apanhou sua varinha e pronuncio algumas palavras, fazendo-o diminuir de tamanho, deixando a saia um pouco acima das coxas e a camisa num tamanho apropriado para seu corpo, deixando de usar aquelas roupas excessivamente largas.Agora sim, teria a coragem de mostrar quem era e poderia ser Virginia Weasley.

Cabelos vermelhos e alma de fogo...!Era isso mesmo!Poderia ser bonita, venenosa, e...Amável com os íntimos!



Depois de muitos anos se viu como um idiota cantando feliz e...apaixonado?Estava encostado no parapeito da janela, olhando além do lago que brilhava pelos raios de sol que reluziam.Era uma maravilhosa manhã e principalmente por saber que a noite anterior havia sido a melhor de sua vida dentre anos.

Gina se tornara uma pessoa totalmente diferente do que aparentava.Linda como uma princesa e amável!

Impressionante e de deixar se pensando por muito tempo.O que havia acontecido consigo?Ela havia o mudado de uma forma tão intima e estranha, como nenhuma havia feito antes.

O que estava acontecendo?Por que descobrira que não era ódio o que sentia por Gina?

Era algo muito mais carinhoso e belo...Sentia-se feliz e ao mesmo tempo um tolo!

-Harry, faz tanto tempo que não te vejo cantando!-Rony sorriu virando-se.-Já mencionei que você canta bem pra caramba?

-Não sei de onde você tirou essa idéia maluca!-O moreno murmurou balançando negativamente a cabeça.

-Todos acham isso...-Sorriu.-Principalmente depois do show que você deu ontem com a Gina.

Harry corou pela primeira vez na vida.Isso já tava ficando estranho.

-Falando na Gina...-Rony instantaneamente ficou vermelho.-O que você pretende com ela?

-Como assim?-Harry perguntou se engasgando com a própria saliva.

-Eu vi o jeito que vocês ficaram se olhando ontem!-Falou com o cenho franzido e os lábios crispados.

-Você tá louco Rony!

-Antes tivesse Harry...Antes tivesse...-Ergueu uma sobrancelha.-Desembucha!

O que antes era ar de brincadeira se tornou algo mais sério, e já estava incomodando ver a cara de desgosto que o ruivo fazia, junto com a raiva que se fazia presente enquanto uma veia na têmpora dele latejava.

Riu alegre pulou em cima do ruivo, fazendo-o colidir rapidamente com o chão, dando socos nele, como em brincadeira.

-Harry seu besta, sai de cima!

-Ah não Rony...Você prefere ficar por cima então???-Brincou, fazendo o ruivo rir mais alto.

-Você bate que nem uma menina!-Ele gritou sem ar.

-Melhor bater do que agir como uma...-Falou agora ficando sério, mas ainda dando socos nele.

-Como assim, agir como uma?-O ruivo perguntou sério, virando-se pro lado e derrubando Harry que se sentou rapidamente no chão.

-Sabe Rony, você às vezes é tão estranho.-Franziu o cenho.-Porque ao invés de ficar cuidando da vida da Gina você não se preocupa mais com a sua?

Rony ficou estático com cara de bobo.

-Como assim?Eu não cuido da vida da Gina!-Falou sério.-Eu apenas me preocupo com ela!

-Acho que você quer viver por ela...-O moreno completou, dando de ombros.

-Não!Sabe Harry...Eu só não quero ver minha irmã sofrendo por um galinha como você!Porque não cuida da sua vida?

Não esperava ter ouvido isso de Rony, estava decepcionado com isso, mas tudo bem.Tinha errado e iria concertar.

-Olha Rony eu simplesmente quero te abrir os olhos.Eu errei e admito, mas eu pelo menos estou tentando concertar as coisas erradas do meu passado, e você não deveria ficar jogando isso na minha cara!Sabe porque?Eu esperava que você me ajudasse e me apoiasse, mas vi que a única coisa que você diz é pra mim cuidar da minha vida!-Olhou pra janela.-Pode deixar, eu cuido da minha e você... da sua-Ironizou.

Sentiu algo estranho ao ouvir aquilo de Harry.Era verdade!Ao invés de apoiá-lo, apenas o criticava.Porque ele tinha que ter dito aquilo?Fora tão profundo.

-Desculpa Harry...Você tem razão.-Falou com um nó na garganta e com a cabeça abaixada.-Prometo que vou te ajudar nessa mudança Sr exigente Potter.

-Valeu...-Murmurou levantando-se do chão.-É bom que me obedeça.

Rony riu levantado-se também.

-E não precisa chorar não tá?-Brincou, fazendo Rony empurrar-lhe de leve.

-Como você adivinhou?-Ironizou, caindo na gargalhada com Harry.

-Aulas da Sibila...

-Aff Harry...Como você consegue ser tão trouxa?

-Sua influência!

-Vamos descer pro café?-Rony perguntou balançando negativamente a cabeça.

-Pode ir descendo...Daqui a pouco vou!

Rony ergueu as duas sobrancelhas e deu de ombros.

-Tá bom...-Murmurou abrindo a porta.-Eu te apoio em tudo, menos com a Gina!-Falou um pouquinho sarcástico antes de sair do quarto.



Abriu os olhos lentamente enquanto ouvia os milhares de murmurinhos insuportáveis.

Quem seriam os indivíduos a estarem a incomodando?

Bocejou com preguiça, e para seu azar, deu de cara com umas dez cobras querendo come-la com o olhar.

Mas é claro.Também Draco estava dormindo no seu colo como um anjo.Okay, só dormindo pra ele parecer anjo mesmo!Nem estava acreditando que tinham esquecido da vida e dormido lá.Será que além de Draco ela também havia ficado bêbada?

-O que é?-Perguntou, dando de ombros e olhando-as com cinismo.-O Malfoy nem está pelado!

-Você pode nos explicar o que está fazendo com o nosso Draco?-Pansy perguntou, com solidariedade às amigas!

-Como assim?Agora ele é de todas é?-Sorriu franzindo o cenho.

-Você só pode ter dado veneno pra ele!-Uma loira baixinha resmungou estressada.-Ele mesmo me disse que você era insuportável!

Sentiu vontade de dar um tapa na cara daquele loiro infeliz.Como assim insuportável?

-Não foi isso que ele me disse ontem a noite...-Riu seca.-Falando em ontem a noite...Ele é maravilhoso...

-O que?-Pansy gritou nervosa.-Você e o Draquinho...?

-Sim queridinha, foi maravilho e...-Ia continuar quando olhou para Draco e viu que ele sorria.

Mas era um infeliz mesmo!Ele tava era gostando de vê-la falar que haviam...

Ah!Queria bater nele, mas o que iria fazer era bem melhor que isso...

-E teria sido melhor se o dele não fosse tão pequenininho!-Terminou com cara de inocente.

Algumas garotas riram baixinho quando Draco deu um salto do sofá e se levantou com os olhos arregalados.

-Ops...-A morena murmurou colocando a mão na boca.

-Como assim, pequenininho?-Draco perguntou com o cenho franzido, passando a mão no rosto para tirar as mexas loiras que lhe caiam no rosto.

-Draquinho, você vai deixar esse garotinha ficar difamando seu...-Pansy esganiçou-se olhando para o ninho entre as pernas de Draco.

-Desculpa Draco, mas é que elas não estavam acreditando que nós...Então escapou esse seu segredinho!-Sorriu sarcástica.

-Segredinho nada!-Pansy gritou.-De pequenininho o dele não tem nada, e se você está dizendo isso é porque ainda não viu!

Pela primeira vez sentiu-se grato por algo que aquela chata havia dito a seu favor.O que Cassandra tinha na cabeça?Vento?

Primeiro ela dizia que haviam ido pra cama e estava achando legal, mas do nada ela fala do seu...do seu...Aff, ela era louca!

Pela primeira vez sentiu tanto ciúme assim de Draco.Ao saber que muitas garotas já haviam experimentado o paraíso que ele havia para oferecer, e si própria...Nunca!Nem o dele nem o de outro.

Se tinha uma coisa que tinha certeza é que era castra.De corpo e de alma...Pensando bem...Ah, deixa pra lá.

Estava muito nervosa com Draco e com aquele monte de cobras.Mas se ele pensava que iria sair ganhando nessa...Estava muito enganado!

-Sabe Pansy querida, você achou grande porque você no máximo só experimentou o de um dos desprovidos loucos por sexo aqui de Hogwarts.

A morena crispou os lábios e bufou nervosa, enquanto Draco ficava excessivamente vermelho.

-Cassandra, se você não parar com essas idiotices eu vou te mostrar se é ou não pequeno!Eu juro!-O loiro falou inclinando a cabeça para a direita.

-Quer mostrar Draquito?-Perguntou sentindo seu coração acelerar.Bem sabia que Draco era capaz disso, e atiçar era atitude pra louco.-Só não garanto que vai agradar essas suas fãns ninfomaníacas!

Okay, ela já tinha ido longe de mais.Com o que ela achava que tava brincando?Com o fogo?

Iria mostrar pra ela se era ou não pequeno e deixa-la com a boca no chão.

Abaixou rapidamente as calças, fazendo todas ali gritarem, menos Cassandra que arregalou rapidamente os olhos, colocando a mão na boca.

Okay, de pequeno ali não tinha nada mesmo...!Estava se sentindo uma infantil, principalmente quando ele voltou a subir as calças e sorriu sarcástico com Pansy a seu lado.

-Tá provado que você nunca experimentou um pouquinho do céu né Cass?Mas bem que você queria!-Terminou, saindo do Salão com as garotas às suas costas.

Queria sair correndo, fugir, mas menos estar ali naquele momento.Aquele idiota tinha conseguido sair por cima da situação, e da maneira mais baixa possível.Mas que ele se preparasse, pois iria ter volta!Ah se iria!



Desceu as escadas para o Salão Comunal que estava vazio.

Onde Nicolly havia se metido?Aquela morena de uma figa iria ter que lhe dar muitas explicações ainda.Ah se ia.

Olhou em direção ao dormitório masculino.Onde Harry estaria naquele momento?

Será que ele pensava em si?Como iriam se tratar de agora em diante?Eram tantas perguntas para nenhuma resposta que já estava enlouquecendo!

Sentou-se no sofá exausta.Na verdade esse era o primeiro dia que não sentiu vontade de ter aula de Herbologia.Queria apenas Harry, e talvez gostasse tanto de Herbologia apenas para fugir de seus pensamentos...Fugir de Harry!

Ouviu alguém entrando no Salão Comunal e esse alguém nem lhe deu tempo de olhar pra trás, pois já veio correndo em sua direção.

-MONTINHOOOOOOOOO...-A pessoa gritou, pulando em cima de si como uma louca.

-Ai, sai de cima de mim!-Gritou tossindo.-Será que nunca te disseram que você é pesada?-Brincou, fazendo Nick se levantar num salto.

-Pesada?Droga!Eu estou gorda?

-E como...-Ironizou.-Pior que eu já te disse que deveria parar de comer chocolate.

-Gina, eu já tentei, mas eles me chamam toda noite!-Sorriu sarcástica.

-E será que foram os chocolates que te chamaram essa noite também?-Ergueu uma sobrancelha em suspeita.-Acho que você não dormiu no dormitório...

Viu as bochechas da morena brilharem no vermelho que se apossou delas.Ela sorriu sem graça e virou-se para o lado oposto.

-Deixa isso pra lá...-Murmurou dando de ombros.

-Como assim, deixa pra lá?Onde você passou a noite Nick?-Perguntou cruzando os braços em frente ao peito.

-É uma história muito grande Gina...Depois te conto...-Olhou rapidamente em um relógio de pulso que ganhara da sua vó no seu ultimo aniversário.-Daqui 15 minutos temos aula.

A ruiva abriu a boca várias vezes sem dizer nada e por fim, bufou dando-se por vencida.

-Okay, mas eu quero saber de tudo ainda hoje tá?

-Pode deixar moça!-Brincou levantando-se do sofá.-Mas, agora falando sério.Eu to gorda mesmo?

-Claro que não!-Sorriu pasma.

-E você hein?

-Eu?Nem ligo em estar gorda ou não...-Respondeu, fazendo Nick rir rapidamente.

-Num to falando disso!-Colocou uma mexa do cabelo atrás da orelha.-Quero saber de você e do Harry...Ou acha que não vi os dois saindo de mansinho pros jardins ontem?

-A tá!-Corou levemente.Era tão bom falar em Harry, que sentiu um calor de felicidade subindo por seu estomago junto de algumas borboletas que bateram as azas fazendo cócegas.-Foi tão...Tão...Estupendo!-Completou saindo pelos corredores com Nick.

-Nossa?O que aconteceu?Se entenderam?

-Nos beijamos...-Sussurrou para que só a morena ouvisse, mas mesmo assim muitas garotas ainda viraram-se para olha-la.



Apenas mais uma respiração,

Apenas um caso que foi deixado de lado!

Porque você sabe...

Você sabe , você sabe...



-VOCÊS O QUÊ?-Nick gritou, pigarreando constrangida logo em seguida.-Quero dizer...Você e o Harry finalmente estão namorando?

-Não!-Respondeu abaixando a cabeça e sentindo-se mal por saber que Harry podia ter simplesmente a usado para ser mais uma vitória de garotas em sua lista.

Não!Ele não faria isso.Pôde ver sinceridade nos olhos dele...E não podia ter se enganado!Não podia!

-Na verdade e eu e o Harry conversamos muito e ai acabou rolando um beijo...-Falou como se isso não tivesse importância.

-E você me diz isso com esse desanimo?-Nick colocou as mãos na cintura e olhou-a inconformada.-Mesmo que você negasse isso de pés juntos eu sabia que você amava o Harry Gina!Eu sabia!

-Okay, mas agora que estou pensando bem...Foi só um beijo Nick!-Respondeu dando de ombros.-Só um beijo.

-Um beijo que com certeza marcou aquele idiota do Potter.-Sorriu carinhosa.-Gina, você estava linda ontem!Todos no salão ficaram comentando como você havia mudado!Muitos garotos vieram pedir pra mim entregar isso pra você!-Nick continuou, retirando montes de cartinhas do bolso e entregando pra Gina.-Será que você não consegue ver que é linda?

A ruiva corou e sorriu encabulada.

-Ai Nick, só você pra aumentar minha auto-estima viu!-Riu colocando os monte de papeizinhos na bolsa.-Mas será que o Harry...

-É claro que o Harry adorou o beijo!E tenho certeza que em menos de 5 minutos ele vai aparecer por ai querendo falar com você.

Dito e feito!Só deu tempo de Gina rir antes de sentir uma mão nos seus ombros a impedindo de continuar a andar.

-Posso falar com você Gina?-Ouviu aquela voz linda sussurrando em seu ouvido, e por um instante o tempo parou e tudo acontecia só ali.

Como era bom sentir o simples toque de Harry na sua pele que ardia e clamava por algo mais, e ouvir aquela voz que enfeitiçava.

Isso era tudo efeito colateral do amor...Ah, e como o amava!

Olhou pra trás e já deu de cara com os lindos olhos verde jade que tanto amava.

-Anh...-Olhou para Nick que sorriu antes de dar tchau e continuar seu caminho para o Salão Principal.-Pode sim!

Seguiu o moreno até uma pilastra afastada dali, onde havia apenas um casal se beijando.Fora constrangedor, mas Harry pareceu nem notar.

-Como você tá?-Ele perguntou ficando a frente da ruiva que se se encostou à pilastra.

Podia sentir o cheiro maravilhoso dele e o calor dos corpos que estavam separados por milímetros.

Porque ele simplesmente não a beijava?

-Eu to bem...-Suspirou virando o rosto pro lado.Não conseguia olhar para aquela boca vermelhinha dele sem poder beijar.

-Dormiu bem?-Ele perguntou sorrindo carinhoso.

-Muito e...

-Sonhou comigo?

-Harry!-Repreendeu-o com algumas risadas.

-Bem...Eu particularmente sonhei com você!-Ele murmurou lentamente, fitando-a intensamente.

-Ah é?E sonhou com o que?-Perguntou sentindo o hálito refrescante e febril dele.Era tudo tão bom que parecia mentira.

Estar ali, com Harry a sua frente, sentindo o calor do corpo dele...Sentindo aquelas sensações...O que mais teria a descobrir?

-Eu posso te mostrar...Acho que é melhor!-Ele falou rouco, fazendo os lábios se roçarem de leve.

Sentiu calafrios por todo o corpo e as asas das borboletas fazendo cócegas em seu estômago novamente.

Porque ele tinha que ficar provocando?Agora entendia o porque de quando as garotas ficavam com ele não queriam mais desgrudar.

-Você sabe se eu quero que me mostre?-Perguntou provocando.Seria melhor começar a jogar o mesmo jogo dele antes que enlouquecesse por tantas sensações prazerosas sem poder tocá-lo.

-Você quer?-Harry provocou, dando leves beijinhos no pescoço da ruiva, que estremeceu, sentindo as pernas bambas e se seus corpos não estivessem totalmente colados naquele momento, teria desabado no chão.

-Porque é tão difícil dizer não pra você?-Perguntou em meio a um gemido.Era impossível fingir não estar sentindo todas aquelas ondas de prazer que inundavam seu corpo.

-Porque eu sou irresistível...-Respondeu sentindo-se satisfeito pelas reações que causava em Gina!

Estava adorando aquele clima entre os dois, e senti-la gemendo por um simples toque era muito prazeroso.Sentir o corpo escultural dele junto ao seu...Aquela voz de deusa e o rosto de anjo.

Gina era perfeita e não conseguia achar defeitos nela.

-Mas é mesmo...-Falou mordendo o lóbulo da orelha dele, que ficou estático.

Se era provocar que Harry queria...Era isso que ele iria ter.

-Agora...Pensando bem, eu quero que você me mostre com o que sonhou!-Sussurrou, fazendo o moreno ficar louco de desejo, e isso se refletiu na calça dele que ficara apertada até de mais.

Sentiu a língua dele passar por seu pescoço até chegar a sua boca.

Fora uma sensação totalmente diferente de todas que já havia sentido.Harry sabia como provocar e isso estava a enlouquecendo.E o pior, estava em um dos corredores de Hogwarts.

Os lábios se encontraram e fora como um choque um jato de água gelada sendo jogado em si.Sentia seu estomago congelar e as pernas ficarem bambas.Calafrios por todo o corpo, principalmente quando a língua dele penetrou na sua boca e se encontrou com sua, começando movimentos lentos e provocantes.

Aquele toque suave das mãos dele passando de leve os dedos por sua coxa, fazendo arrepios percorrer-lhe todo o corpo, levantando sua saia alguns centímetros a fazendo enlouquecer de desejo e excitação.

O beijo aumentava o ritmo enquanto as respirações ficavam ofegantes e os corpos suados e ardentes clamando por algo mais intimo.

Enfiou os dedos nas mexas de cabelos negras de Harry, segurando-o com ardor.Se pudesse ficaria ali todo o dia, beijando seu príncipe...Seu amor!

Ele levantou com a outra mão uma parte de sua camisa e a pressionou ainda mais contra seu corpo.Podia sentir de perto a excitação dele.

Era tão bom ver que Harry sentia-se atraído e a desejava como mulher.Nunca imaginou vê-lo sentindo isso por si.

E nunca se imaginou naquela situação.Se amassando com Harry Potter em pleno corredor.Mas quem disse que se importava?Aquilo estava maravilhoso, e mesmo não se reconhecendo sentia-se entorpecida com aquela sensação maravilhosa de plenitude máxima.

Separou os lábios e a fitou profundamente naqueles lindos olhos cor do mar...Azuis clarinhos como mar límpido.

Linda!Essa era a palavra que a classificava.Linda de alma e de todo o resto.Sentia muito mais do que desejo por Gina era algo muito mais que carnal.Coisa que nunca sentira por outra garota.

Sorriu e ela retribuiu meio envergonhada.Era linda de qualquer forma, até fazendo careta.

Beijou-a novamente, agora algo mais calmo.Não podiam se animar tanto, pois estavam em meio a um corredor e sabia muito bem que controlar seus hormônios era muito impossível.

Sentiu seu corpo amolecer junto a todo o resto de sua alma.Estar com ela era sentir-se nas nuvens, como se pisasse em algodão.

Gina o deixava em uma calmaria incrível.Seu mundo era somente ela.Esquecia seus problemas.

Agora já nem imaginava sua vida sem ela.Sem seu toque, seu beijo, seu cheiro doce e suave, o olhar daqueles olhos incríveis, o ar de mulher angelical que o excitava!

Tudo era lindo.E tinha medo desse sonho acabar.

Ainda abraçado a ela, parou o beijo aos poucos e sorriu ao vê-la abrindo lentamente os olhos com uma linda feição de felicidade.



Que eu te amo!

Eu te amei o tempo todo!

E eu sinto sua falta...

Estive afastado por muito tempo...



-Foi com isso que sonhei...-Murmurou, arrancando um belo sorriso dela.-Nós dois juntos.

Sentiu um nó na garganta.Mas dessa vez era de felicidade.E como estava feliz...

-Harry...Tudo está acontecendo tão depressa você não acha?

-Gina...Faz quanto tempo que você descobriu que gosta de mim?-Ele perguntou passando carinhosamente os dedos pelas bochechas rosadas da ruiva.

-Ah...Faz tanto tempo...Dês da primeira vez que te vi!-Sorriu fechando brevemente os olhos e aspirando profundamente o ar.

-E como você ainda me diz que as cosas estão acontecendo rápidas de mais?-Deu-lhe um carinho beijo na testa.-Meu anjo...Acho que já esperamos de mais pra ficarmos juntos!

-Sim Harry!-Suspirou cansada.-Eu sempre soube sobre meus sentimentos.Mas e você?

O moreno abaixou a cabeça e suspirou.

-Eu sempre soube!Mas você sabe...O orgulho e o medo de perder muitas coisas nos impedem de enxergar o que está bem na nossa frente.-Riu para a ruiva que tinha os olhos cerrados em atenção.-E o que estava bem na minha frente desde que entrei em Hogwarts, é você Gina!

-Talvez eu fosse uma pedra no seu caminho...-Murmurou lentamente, fazendo o colocar um dedo em silencio na sua boca.

-Nunca mais ouse dizer isso Gina!-Repreendeu-a sério até de mais.-Eu juro que toda manhã eu só levantava porque sabia que você estaria aqui pra ficar comigo.Ou acha que eu não adorava quando você começava a discutir comigo?Eu sabia que você pensava em mim...Mesmo que minha duvida fosse se era com ódio ou amor!

A ruiva sorriu encostando o rosto do peitoral de Harry, que passou os dedos pelos emaranhado de cabelos sedosos dela.

-Jura?-Perguntou o abraçando.

-Juro!

Não soube quanto tempo ficaram ali abraçados apenas ouvindo a respiração um do outro.

-Harry, já perdemos o café e a aula já começou a dez minutos atrás.-Murmurou sem muita preocupação.

-Ahn?-Olhou-a estranhamente.-Que coisa...Tá vendo o que você me fez?Perdi o café!

-Harry!-Repreendeu-o soltando-se do abraço.

-Brincadeira.Mas vamos pra aula?A gente da uma desculpa esfarrapada pra Sprout.

Sorriu para ele e começou a andar, deixando-o pra trás.

-Então vem né!



Nem estava tão calor, mas sentia o suor escorrendo pelos seus poros.Só de lembrar do que aquele loiro pervertido e depravado havia feito, sentia vontade de pular no pescoço dele e bater até deixa-lo roxo.

Porque aquele infeliz não parava de olhá-la?Aff queria sair correndo daquela sala de tanta raiva que se juntava de uma só vez.

A professora McGonnagal andava de um lado para o outro na sala explicando a matéria, e até agora só ouvia os ‘entenderam?’ que ela perguntava.

Draco estava lindo com aquelas mexas de cabelos platinados caindo sobre o rosto.

Porque não conseguia o odiar como sempre quis?

Podia ter sentido uma enorme vontade de arrancar aquele cabelo seboso mas nunca jamais se imaginou longe dele.Porque tinha que ser tão burra a ponto de se apaixonar por ele?

Ele era errado, e esse sentimento era errado.

Só de pensar nas vezes que já havia o beijado sentia-se entorpecida e como se cubos de gelos fossem jogados dentro do seu estomago.

Era maravilho e ao mesmo tempo dava medo...E nunca iria tirar da sua cabeça a idéia de que ele era errado!

Isso era errado...E iria concertar!

-Entenderam?-A professora repetiu pela ultima vez parando em frente a Draco.

Todos gesticularam que sim com a cabeça e satisfeita ela sorriu.

Mesmo sabendo que todos mentiam, pelo menos não ia ter que ficar repetindo tudo de novo.

Logo o sinal bateu, para sua felicidade ou infelicidade, já que quando começou a guardar rapidamente seu material na bolsa, um certo loiro sorridente veio em sua direção, sentando-se e a fitando.

-Que foi?-Perguntou arrogante sem olhá-lo.

-Num pode olhar?

-Olhar o que?-Perguntou jogando uma mecha de cabelo que insistia em cair-lhe nos olhos.

-Você...-Ele respondeu após um suspiro cansado.-Porque não podemos parar com essas briguinhas infantis?

-Oh sim!-Sorriu inconformada.-Primeiro o senhor faz questão de abaixar as calças na minha frente e depois que virar meu amiguinho?

Draco deu de ombros.

-Amiguinho não...!Pensei em uma coisa mais... intima ! –Riu sarcástico jogando os ombros pra trás.

-Nem sonhando!Num quero ser nada sua...-Jogou a mochila e começou a andar, sendo barrada por Draco que a segurou fortemente no braço.

-Eu to falando sério!-Repetiu puxando ela de encontro a seu corpo, que segurou a respiração após o baque com o corpo dele, que estremeceu.

-Eu também.Agora, faz o favor de me soltar!-Pediu tentando se soltar, mas sem nenhum sucesso, pois existia uma grande diferença de forças ali.

-Cassandra minha querida...-Riu baixinho passando os lábios na curva do pescoço dela.-Não precisa negar que se sente extasiada quando estamos assim...Juntos!-Sorriu ao ouvi-la suspirar nervosa.-Eu percebo...Você mesma denuncia isso com essas sensações estranhas...Mas, por favor, não se sinta mal...Eu também me sinto diferente junto com você!

-Ah é...?-Inspirou profundamente ar para os pulmões.-Como?

-Diferente de como eu me sentia com as outras garotas...-Mordeu o lábio inferior pensando no que poderia dizer agora.-Bem, com elas é só algo físico...Agora, com você é bem mais sentimental!

-Você deve dizer isso pra todas!-Concluiu, virando o rosto em direção oposta a dele.

-Não!-Ficou sério.-Por mais que você pense o contrário...É só você que eu quero agora!Só você...E eu...Eu nem sei mais o que fazer!

-Sabe o que você faz querido?-Colocou as duas mãos no rosto dele, massageando com as pontas do dedo.

-O que?

-Me deixa em paz e para com essas mentiras idiotas!-O empurrou rapidamente, saindo logo de lá.

Ficou estático ali.Ele fazendo uma declaração de amor e ela reclamando!Essas mulheres viu... –reclamou para si mesmo, apanhando a mochila e saindo rapidamente da sala.



-Sr Potter, além de chegar atrasado na aula não sabe me responder essa simples pergunta?-Sprout gesticulou, nervosa por Harry não ter prestado atenção na aula.

Gina ao lado dele abaixou a cabeça e sorriu encabulada, pois sabia o motivo de Harry não ter prestado nenhuma atenção na aula.

-O que eu posso fazer se minha aula preferida não é Herbologia?-Perguntou normalmente, fazendo Gina cutuca-lo nervosa.

-E ainda me diz que não gosta de Herbologia que é uma das aulas mais interessantes de Hogwarts?-Ela virou-se nervosa passando a mão no queixo, exasperada.

-Ele não quis dizer isso professora!-Gina tentou concertar, fazendo a professora fitá-la de modo estranho.

-O que ele quis dizer então, srta Weasley?

-Quis dizer que ele queria muito ser bom em Herbologia e que a Sra poderia faze-lo achar essa uma das melhores matérias!-Mentiu, vendo Harry arregalar os olhos ao seu lado.

Sprout abriu um sorriso de canto a canto e olhou feliz para Harry.

-Porque não me disse que era isso antes Potter?

Harry engasgou-se com a própria saliva e olhou desesperado para Gina, que desviou rapidamente o olhar.

-Er... porque eu, er... tinha vergonha?-Respondeu encabulado, fazendo alguns alunos da sala rirem.

-Oh Potter... me desculpe... filho, hoje mesmo marcaremos aulas particulares de Herbologia!

Todos da sala abafaram risinhos e Harry olhou para Gina como se dissesse: Agora você conserta isso!

-Professora!-Protestou, fazendo Sprout olha-la de maneira estranha.-Não acha melhor que eu dê aulas particulares para Harry...?Assim a Sra se poupa de mais um trabalho.

A pequena professora pensou um pouco e sorriu para a ruiva.

-Acho uma boa idéia Gina!Você pode mesmo fazer esse favor?

A ruiva olhou de canto de olho pra Harry, que notou e sorriu.

-Claro que sim!-Respondeu sorrindo.

O resto da aula correu rapidamente, enquanto Gina ajudava Harry em alguns pontos da aula e faziam planos do que iria fazer na próxima visita a Hogsmead.

Logo a aula terminou e todos saíram saltitantes de lá.Mas, por incrível que parecesse, Harry estava gostando de Herbologia.

-E ai Potter, aprendeu alguma coisa hoje?-Nick perguntou sarcástica.

-Sim, e, por favor, me chame de Harry!-Respondeu segurando na mão de Gina e o fitou no momento do toque.

Estava sonhando ou sua vida estava mesmo se ajeitando?



Eu continuo sonhando que você ficará comigo,

E você nunca irá embora...

Paro de respirar se

Eu não ver você de novo!



-Okay Sr Harry!-Murmurou rindo para ele.-Você viu o Fred por ai?

Harry ergueu uma sobrancelha.

-Da ultima vez ele tava com uma loirona no corredor!

Gina deu-lhe um tapa no peito enquanto Nick suspirava.

-Falo sério!-Repetiu para que Harry falasse logo a verdade.

-Falando sério mesmo, não o vi hoje não!-Resmungou parando num corredor do castelo com elas.

-Ele nem desceu pro café!-Suspirou dando de ombros.-Mas tudo bem.

-Temos aula de Feitiços agora Harry...-A ruiva sorriu para o moreno.-Nos vemos depois?

-Ah, que coisa...Só depois?-Resmungou inconformado.-Não é demorado de mais?

-Não!-Nick respondeu pela ruiva.-Vocês só se verão a noite!

-Porque?-Harry e Gina perguntaram juntos.

-Porque eu preciso falar com a Gi depois de todas as aulas!

Harry suspirou e virou-se para Gina.

-À noite teremos treino de quadribol Gin...-Avisou, segurando nas duas mãos dela e a fitando.-Precisamos de você lá okay?

-Então só nos veremos a noite?-Ergueu uma sobrancelha.

Harry olhou de Nick para Gina.

-Pelo visto sim!-Riu baixinho, fazendo-a sorrir docemente.

-Então até de noite!-Murmurou.

Harry abraçou-a sentindo aquele perfume doce de mulher.Como sentia-se estranho dês do baile.O que era isso?Será q estava descobrindo o significado da palavra amar?

-Até mais tarde...-Suspirou dando-lhe um breve selinho após separarem-se.

-Até!-A ruiva suspirou vendo-o desaparecer no monte de alunos.

-Gina...

Ouviu distantemente a voz de Nick lhe chamando.

Mas só conseguia pensar em como era bom saber que Harry estava consigo.Ele sempre fora parte de si, mas de uns anos até agora não conseguia apenas se conformar cm um toque, um gesto e um eu te amo imaginado!Queria algo real...Queria o que estava tendo agora!E era tão bom, que as vezes suspeitava que isso era mesmo um sonho!



De joelhos, eu pedirei...

Uma última chance para uma última dança

Porque com você, eu resistiria...

A todo o inferno para segurar sua mão!



E o melhor sonho de sua vida, pois estava com ele...!

Existia algo melhor que isso?Tinha certeza que não...

E não via a hora de ver Harry dizendo que a queria para todo um sempre!E sabia, sentia que isso iria acontecer!

-GINA!-A morena gritou estressada, fazendo-a virar-se assustada.-To te chamando a mais de quinze minutos.

-Desculpa Nick!-Riu baixinho.-Meu pensamento tava bem longe daqui...

-Já até posso imaginar...-Sorriu de canto.-Mas acho que tá na hora da gente entrar para mais uma aula!

A ruiva concordou com a cabeça e entraram na sala.



De certa forma sentia-se culpada pelo que fizera com Draco.O coitado estava lá, se declarando ara si, e derrepente viu-se levando um fora dos mais cruéis...

Realmente deveria pedir desculpas e pedir para ele esclarecer o que estava acontecendo entre ambos!

Metade do motivo de estar indo até o dormitório de monitor chefe dele era pra pedir desculpas!A outra metade era pra perguntar se o que ele disse era verdade.

A quem mais queria enganar?Estava apaixonada por Draco e o erro já havia sido cometido!Não tinha volta.Ninguém é capaz de acordar no outro dia amando outro alguém!E agora sabia que Draco iria fazer parte de seu futuro... e não estava tão distante!

Bateu levemente na porta do dormitório dele, que ficava bem distante da movimentação dos alunos.O que a deixou muito feliz, pois tinha cabulado uma aula pra ir falar com ele e não queria ser vista por ninguém.

Nem sinal de movimentação no quarto.

Insistiu e bateu novamente.Será que ele estava dormindo? Impossìvel... Teriam pelo menos mais três aulas hoje!

Aff, com certeza ele não queria abrir a porta...Mas iria entrar mesmo assim...

Mexeu na maçaneta e pra sua sorte a porta estava aberta.

Sorriu satisfeita e abriu-a lentamente pra não fazer barulho.

Entrou e pra sua surpresa Draco não estava ali.Fechou a porta a suas costas e deu uma olhada rápida em todo o quarto arrumado e com poucos móveis.

Pois possuía apenas uma cama um raque e um guarda roupa...

Na parede do lado da cama havia uma enorme janela que dava vista para o lago da lula gigante, que estava sem movimentação nenhuma.

De noite ali deveria ter uma vista magnífica!

Passou ao lado do raque e depois de respirar fundo e erguer a cabeça começou a considerar uma questão bem mais importante: a necessidade de usar o banheiro com certa urgência. O que resultou em dez minutos de descobertas de novos obstáculos a serem vencidos.

Gostaria de encher a banheira de Draco de água quente e perfume para poder ficar dentro dela, com ele, se possível, por algumas horas, mas como isso estivesse totalmente fora de questão, limitou-se a pensar em como seria bom fazê-lo. Um banho de chuveiro, por sua vez seria perfeitamente possível, em outro lugar, em outro quarto, que não fosse o de seu tormento, Draco Malfoy!



Eu daria tudo...

Eu daria por nós!

Eu daria qualquer coisa, mas eu não desistiria...

Porque você sabe...

Você sabe, você sabe!



Estava sentindo uma pontada de medo ao lado da cintura ao imaginar Draco entrando no quarto e a vendo ali, dentro da sua privacidade, invadindo como uma louca a procura de vestígios de seu fã!

Queria sair rapidamente de lá, mas não resistiu ao ver um envelope amassado jogado em cima do raque junto a uma garrafa quase vazia de whiskey!

O que seria?

O que fez não fora certo, mas apanhou o envelope e colocou no bolso do sobretudo!Isso era meio que um furto, mas se tava amassado era algo que Draco não gostou, então não fazia diferença se estava consigo ou não.

Estava pronta pra sair dali, quando viu a maçaneta se movimentou.

Droga, ele estava entrando e não tinha para onde fugir.

Até imaginou ele a chamando de ladra, pois era isso que ele sempre fazia, acusava sem se importar com os sentimentos dos outros.

Se bem, que dessa vez fora errado entrar no quarto dele sem a presença do próprio.

Mas ficou pasma quando ele abriu a porta por total e revelou um Draco de cabeça baixa, totalmente com os cabelos bagunçados e a roupa amassada!Sem contar a mancha de sangue que ele tinha no peito sobre a camisa.

O que teria acontecido com o loiro?Ele estava literalmente fora do normal, como se tivesse acabado de voltar de uma guerra.

No instante que ele levantou a cabeça e a viu, pensou que seria esculachada e tirada a berros de lá, mas ele simplesmente continuou olhando...Ofegante e apreensivo.Como se estivesse com medo de algo.

-Okay, me desculpa, eu sei que não deveria ter entrado no seu quarto, mas é que eu precisava falar com você e pensei que estava aqui só que não queria falar comigo!Ai entrei pra conferir.

Draco andou até uma poltrona que não tinha notado ali e sentou-se lentamente, sem dizer nenhuma palavra.

-Não vai me xingar?Brigar comigo e me chamar de ladra?-Perguntou estranhando e dando alguns passos na direção dele, que permaneceu estático.

O que estava acontecendo com aquele loiro?Ele estava muito estranho, e só agora se dera conta de como o sangue começava a se espalhar excessivamente pela camisa dele.

-Hey, me xinga, me expulsa do seu quarto, mas me fala o que você tem!-Praguejou nervosa, segurando pela gola da camisa dele.

Draco, levantou o olhar e a fitou.

Depois de uns cinco minutos olhando profundamente para ela, onde só se podia ver algo negro nas íris, ele murmurou lentamente.

-Você vai se tornar uma comensal?

Achou totalmente estranha a pergunta.O que aquilo tinha haver com ele estar estranho, parecendo um idiota e com uma macha de sangue na camisa?

-Sinceramente eu não sei!-Resmungou jogando os ombros pra trás e soltando a camisa dele.-Agora, você pode me dizer o que aconteceu com você?

Draco levantou-se rapidamente furioso e a segurou de maneira bruta pelo pulso, fazendo-a e contorcer de dor.

-Nunca, nunca tente contrariar o Lord!Ou melhor, nunca se envolva com ele!-Respirou fundo ao ver os olhos dela marejarem em lágrimas pela dor.

-Porque?-Suspirou massageando o braço que ficara com as marcas dos dedos dele.

-Eu to te avisando apenas...

-Foi ele que fez isso com você?

Draco ficou vermelho!Vermelho até de mais...

Era evidente que estava furioso, mas havia algo mais se passando por trás daquela expressão dura e fria, o que perturbou Cassandra, embora ela não fosse capaz de identificar que outro sentimento tomara conta dele.

Quando ele deu mais um passo, quase colando o corpo ao dela, Cassandra entrou em pânico, certa de que seria beijada. O que ele fez, no entanto, foi abraça-la e ficar quieto.

Como se estive acabando de voltar de um passei a barco, coisa que odiava, sentiu-se trêmula e atordoada, mas a sensação de alivio foi imensa.

Então...Draco beijou-a.

E, depois de tudo que acontecera há instantes atrás, não teve forças para lutar contra.A onda de alívio havia relaxado a tensão em seus músculos, e ele a apanhou desprevenida e indefesa, em um beijo arrasador.

Os lábios macios, quentes e experientes colaram nos seus.Os olhos azuis de Cassandra se arregalaram, e ela se descobriu a fitar os dele, tão escuros naquele instante, sentindo como se estivesse caindo em um abismo. Todo o resto de si foi caindo junto, como se fosse um quebra cabeça se desmontando sem ter nem menos chance de evitar.



Tão longe,

Estive afastado por muito tempo...

Tão longe,

Estive afastado por muito tempo...

Mas você sabe, você sabe, você sabe...

Então, da mesma maneira abrupta que Draco começara o beijo, o terminou.

-Agora, sinta medo!-Sugeriu em tom amargo, antes de virar-se e ir para o outro canto do quarto.

Um longo momento de silêncio se seguiu.Cassandra estava atordoada demais pra falar, e era evidente que Draco continuava furioso.

Afinal, fora a raiva que o fizera beija-la certo?E ela reconhecera o sentimento de pronto, pois ele a informara sobre sua péssima reação a desafios.

-Se fizer isso de novo, eu arrancarei seus olhos!-Ela sibilou.

Draco apenas riu, virando-se na sua direção.

-Okay, você está muito estranho!-Resmungou tentando tira ro beijo de sua mente, para conseguir pelo menos raciocinar.

-Eu tenho orgulho de não ser normal e igual a todos os dias!-Sorriu torto para ela, que franziu o cenho, mostrando-se mais confusa que antes.

-Desculpa te desapontar querido, mas você é igual praticamente todos o dias...-Draco riu baixinho, deixando-a nervosa.-Só que hoje você tá com uma grane mancha de sangue na roupa, e isso sim que não pe normal!

Draco olhou-a serenamente, pela primeira vez em toda sua vida.

-Mas, você também tá com uma mancha de sangue na camisa!-Sorriu apontando.

Abaixou a cabeça rapidamente e viu sangue na sua camisa.

Com certeza teria passado na hora em que ele a beijou.Lógico!

-Olha o que você fez!-Resmungou olhando com nojo para a própria camisa.

-Unf, isso é porque você tava preocupada comigo...-Sorriu ainda olhando-a do outro ângulo do quarto.

-Por favor, me diz que esse sangue pe seu!-Pediu crispando os lábios em nojo.

-É meu!-Falou suspirando.

Droga!Estava realmente sendo egoísta.Primeiro invadia o quarto dele, depois o via cheio de sangue na camisa e ficou torcendo para ele dizer que era dele.

-Desculpa!-Engoliu em seco, indo até o lado do quarto onde ele estava, e parando em sua frente começou a desabotoar a camisa, um pouco constrangida.

-O que você tá fazendo?-Ele perguntou pasmo.

Na hora lhe veio várias coisas em mente para dizer pra ela, mas sentia um gelo dentro de si, pelo que havia acontecido a si próprio.

Ela nada respondeu, apenas retirou a camisa do loiro, observando pasma o peitoral dele.

-O que significa isso?-Perguntou temerosa, olhando-o com preocupação.

-Nada!-Respondeu vendo-se totalmente sem a camisa.-Como você está vendo...Exatamente, nada!

-Esse é o problema Draco!-Falou apreensiva.-Como você está com uma enorme mancha de sangue na camisa sem ter nenhum corte ou algo parecido?

Pelo visto eu vi que você não é tão boa nisso né?

Ao ouvir as palavras dele lhe veio a resposta na mente.

Droga, só podia ser isso, e pelo que via, era mais grave do que imaginara.

-Magia Negra?-Perguntou olhando-o com temor.

Draco fez que sim com a cabeça.

-Porque?Me diz porque Malfoy!

-Só posso te dizer que é bom ficar alerta...-Ele falou sério até de mais.-O que todos aguardavam está mais perto do que imaginam!E tenha cuidado Cassandra, e você não se juntar a eles, será apenas mais um inseto a que terão de esmagar!

-Do que você está falando?-Perguntou ficando desesperada.

Ele tava querendo assusta-la ou estava mesmo falando a verdade?

-Eu to falando que o perigo tá bem mais perto do que você imagina!-Murmurou fazendo com um gesto da mão que a porta do quarto se abrisse.-Agora acho melhor você ir embora!

-Não!Você tem que me explicar isso antes!-Falou segurando em um dos ombros dele.

-Não posso!-Suspirou.-Mas eu sei que você é capaz de descobrir!Eu já te dei a chave de tudo!-Suspirou apontando novamente a porta pra ela.

Antes que ele insistisse de novo, deu as costas um tanto atordoada e saiu do quarto, ouvindo a porta trancar-se a suas costas.

Mas...Perai!

Olhou assustada pra trás.

Como que Draco conseguia fazer magia sem a varinha da mesma forma que si?Okay, isso já estava ficando estranho.



Os restantes das aulas passaram rapidamente e logo já era 6:00 da tarde.

A céu já estaca numa mistura de roxo com um azul, deixando-o um tanto assustador, com algumas nuvens escuras apontando chuva e a neblina bem ao longe do lago da lula gigante.

Saiu da sua ultima aula que tinha sido de Transfiguração.Estava esgotada e a única coisa que queria era sua cama, mas lembrou-se que ainda tinha treino de quadribol.Mas ficou feliz de saber que pelo menos iria ver Harry!

-Nick, eu tenho exatamente 1 hora pra que você me conte porque não dormiu no dormitório amor, e depois vou pro treino, por isso, trate de começar a falar!-Praguejou entrando no salão comunal e sentando-se em uma poltrona a frente da que Nick estava sentando.

-Okay...Eu vou contar!-Respirou fundo.-Mas antes, me jura que você não vai ficar me zoando, rindo e com cara de não acredito que você fez isso! .-Impôs as regras.-Jura?

-Sim, sim srta!-Riu concordando.

-Bem...Ontem eu não dormi no dormitório porque eu passei a noite no quarto da Mione...

-Sozinha?-Gina perguntou franzindo o cenho.

-Não, não!Agora não fala mais nada e espera que a história começou...-Avisou, antes de começar a falar sem parar.





-Você tem certeza que já está pronta para dar esse passo em sua vida Nick?-Fred perguntou sentado na enorme cama de casal do quarto de Mione, que havia lhes emprestado naquela noite.-Quero dizer...É uma noite especial que todas garotas esperam.

-Tenho certeza que te amo e essa é a única certeza que preciso para dar qualquer outro passo quanto a nós dois...-Falou baixinho, fitando-o intensamente.-Quero ser sua Fred...E essa noite é a hora certa!Ainda mais agora...Que não temos mias segredos e sei que você me apóia e me ama da mesma maneira que sempre esperei que um homem me amasse.Faça-me sua Fred...Mais do que já sou...

-Eu espero não te decepcionar, e vou fazer de tudo pra ser especial pra você Nick!Porque você é especial e merece algo igual!-O ruivo murmurou acenando a varinha e fazendo várias velas em formato de coração aparecerem pelo quarto, trazendo um aroma de dama-da-noite!

Pelas paredes apareceram várias sombras dançantes, deixando um ar sensual e mágico.Era perfeito, e tinha certeza que seria como em seus sonhos...Onde se tornava mulher com o homem de sua vida...E no memento certo.

A lua brilhava entrando sua luz pela janela, dando o clima mais romântico que já vira, e quando Fred chegou beijando-lhe o pescoço, já sentiu o turbilhão de sensação tomando conta de seu ser, corpo e alma...



Eu quis

Eu quis que você esperasse...

Porque eu precisava,

Porque eu preciso te ouvir dizer...

Eu te amo!



E sabia que naquele momento não estariam unindo apenas seus corpos, mas também...Seus corações e alma.

Parecia que aquele momento devastador tinha aberto seus olhos vendados, seus ouvidos surdos, seu coração duro.A boca de Fred e o prazer que partilhavam eram mágicos, envolventes e muito, muito perturbadores.

Quando ele finalmente se afastou um pouquinho, Nick soube que devia estar corada e que seus olhos traiam-lhe as emoções.Sentia-se tão enfraquecida que se estivesse de pé já teria caído.

-Te amo...-Ele murmurou com aquela boca sensual ainda próxima, fazendo-a sentir o calor da respiração morna na pele.

-Eu...-Nick tentou falar, mas as palavras não saíram, morrendo em um sussurro suave.

Fred não a deixou nem tentar prosseguir.Voltou a puxá-la.Dessa vez o beijo foi fortemente exigente, clamando por uma resposta igualmente ardente.Nick sentia-se incendiar, pele macia queimando sob o contato das mãos hábeis.

Novamente não lhe deu tempo para emitir qualquer tipo de protesto. A cada beijo abraçava-a com mais intensidade e paixão, sentindo que acordava uma mulher que Nick nem ao menos se lembrava de ser.Aturdida percebeu que o vestido escorregava-lhe pelos ombros, obedecendo ao comando das mãos experientes.

Fred mantinha as bocas coladas e deslizava as mãos sobre a pele macia dos braços, deliciando-se com a textura suave, parou na altura da cintura delgada, fazendo carinhos que a fizeram se retorcer.O instinto feminino suplicava que correspondesse aos carinhos.

-Fred...-balbuciou, fazendo isso parecer mais um protesto para que ele não parasse do que outra coisa.

-Passei tantas noites pensando na delicadeza deste tecido, no perfume que teria, no que escondia de meus olhos afoitos...-Ele falava continuando a fazer carinho.As palavras apenas sussurradas aguçavam os sentidos de Nick com a mesma intensidade das mãos poderosas que lhe acariciavam o corpo.

Gemeu ao ouvir aquilo.Era totalmente prazeroso, e nunca imaginou estar sentindo tantas coisas estranhas e explosivas.

-Nick...-Mordeu-lhe de leve o bico de um seio, fazendo-a gemer de prazer.Imitou o gesto no outro seio e adorou vê-la suprimir um suspiro.

Ela sentiu os lábios quentes em seu pescoço e imediatamente a pulsação se acelerou de maneira selvagem.Ouviu um riso baixo.

-Pela maneira como seu coração esta batendo agora minha doçura, você sabe...Que me deixa louco!

O calor daqueles toques se espalhava por todo o corpo de Nick, que quase gritou quando Fred finalmente alcançou a base de sues seios, invadindo o decote.

A única coisa que tinha certeza era que se abandonara à intensa pressão da cabeça em seu peito e sentia-se mulher, em toda plenitude e beleza.

O prazer que sentia inundava seus poros em ondas de calor, e ela se movia de acordo com os toques másculos e possessivos em seu corpo sedento.

Instintivamente, ergueu os quadris para tocá-lo, e então pôde sentir como a desejava.

Ele acariciava seu busto nu, e o desejo era tão intenso que estava próximo a dor.

Acariciava com sofreguidão o corpo de Fred, arrancando-lhe gemidos também, aos quais sentia-se muito orgulhosa.

Mas podia ver, que ele estava mais interessado em faze-la sentir, e que apenas isso o deixava excitado.

Após horas torturantes de caricias ousadas e excitantes ao extremo, arqueou os quadris já não sabendo quem era, nem raciocinando tamanho era o prazer.

Fred a olhou intensamente nos olhos azuis que brilhavam e soube que aquele era o momento.Momento de fazer Nick ser sua, de faze-la mulher e deixar aquele momento doce gravado na sua memória.

Deu um impulso pra frente e a penetrou.Pode sentir o gemido de dor que ela deu, que lhe foi como uma pontada no peito.

-Quer que eu pare?-Perguntou fitando os olhos dele, que derrepente ficaram excessivamente escuros.

-Não!-Nick sibilou. Arqueando mais as coxas e puxando Fred de encontro ao seu corpo.

A dor era profunda, como se a estivessem cortando.Era algo que latejava e sentiu seus olhos se marejarem em lágrimas.



Eu te amei o tempo todo...

E eu perdôo você...

Por ficar longe tanto tempo!

Então continue respirando...

Por que eu não te deixarei mais...

Acredite em mim,

Abrace-me e nunca me deixe ir.



Fred começou fazendo leves movimentos e logo sentiu a dor indo embora e ondas de calor voltando a invadirem seu corpo em um prazer tão pleno que não chegavam nem próximo do das caricias anteriores.

Os movimentos aumentaram e queria gemer, gritar, berrar, tantas sensações prazerosas que nunca havia sentido que não tinha a menos idéia do que fazer, apenas gemia junto a Fred, que parecia entorpecido também.

Diminuía e aumentava os movimentos, fazendo-a apertar os lençóis da cama.

Foi sentindo o corpo amolecer e tudo pareceu incrivelmente mágico quando sentiu o mais alto pico de prazer junto dos espasmos que lhe faziam latejar.

Nunca se sentira daquele jeito e o suor escorria por sua testa.

Fred deitou-se sobre seus seios e permaneceu ainda dentro de si por mais um tempo.

Agora ambos eram um parte do outro.E podia-se dizer que eram dois corpos em uma só alma.



Ao terminar de falar, pode ver a cor avermelhada que a ruiva se encontrava.Imagina si própria.

Esperou pra ver se ela falava alguma coisa, mas nada de dizer algo.Será que Gina teria ficado com raiva e iria deixar de falar consigo.Bem, mas não tinha motivo, certo?

-Gina, você por acaso não ficou chateada comigo né?-Inclinou o corpo pra frente da ruiva.

Ergueu o pescoço e fitou Nick.Não pôde evitar que um sorriso escapasse por entre seus lábios.

-Claro que não fiquei sua boba!-Abraçou a amiga e murmurou baixinho.-Nunca brigaria com você por causa disso!

-Ai, que bom Gin...-Suspirou aliviada fitando a ruiva.Claro que esperava que ela desse sua opinião.

-Mas, depois de ter ouvido tudo isso que você me falou...-A ruiva voltou a ficar séria.-Eu acho que se você ama o Fred e ele te ama, e vocês tinham certeza que essa era a ora certa, eu apoio completamente!-Sorriu e respirou fundo após o abraço forte que Nick lhe dera.

-Nossa Gina, valeu mesmo!É por isso que somos irmãs e nunca vamos nos separar!-Abraçou-a fortemente de novo.

-Okay maninha, entendi, mas agora... chega de abraço amor!

-Nossa, agora fica renegando né sua coisa?

-Han, han...-Deu de ombros sarcástica, levantando-se do sofá.-Tenho que ir pro treino agora, já to atrasada.

-Okay!Até mais tarde mana!-Riu levantando-se do sofá também.

Deu de ombros e saiu pelo dormitório, enquanto Nick ia em direção do dormitório.

Iria ver Harry e só esse pensamento já lhe animava.Sem contar que amava quadribol!

Saiu do castelo e logo avistou o time em uma rodinha, onde Harry estava no meio, impondo algumas regras.

Deu a volta entrando primeiro no vestuário, e depois saiu novamente, onde alguns conversavam e Harry estava olhando pra todos lados.Com certeza, a procurando!

Correu um pouco, parando em frente a ele, que parecia bastante sério.

-Porque você demorou?

-Eu tava conversando com a Nick, ai depois...-Tentou explicar.

-Ah...Conversando com a Nick?-Repetiu entregando a vassoura pra Gina.

-Harry, por favor, se você tá estressando não desconta em mim não!

-O problema Gina, é que ficamos quase um mês sem treinar e quando marco você se atrasa desse jeito?-Suspirou.-Okay, me desculpa se estou sendo grosso ou chato...-Viu-a desviando o olhar.-Mas é que nosso próximo jogo é contra a Sonserina e não podemos perder!

-Tá bom Harry!

Ficaram em silêncio alguns instantes.

-Vamos começar.-O moreno anunciou, fazendo um gesto pra que todos levantassem vôo, e quando Gina se posicionou na vassoura, segurou-a pelo braço, o que fez com que ela olhasse chateada pra trás.

-Não quero atrasar mais o seu jogo!-Falou chateada, dando impulso na vassoura e levantando vôo.

-Desculpa...-Sussurrou para o nada, sentindo um aperto no coração ao sentir aquele ar gélido bater contra seu rosto.

Começaram o jogo, e ao longe podia ver Gina fazendo vários gols.Só que tinha a impressão de que ele não estava bem, pois varias vezes ela parava no e respirava fundo parecendo estar com falta de ar.

Estava sentindo-se culpado por ter falado daquele jeito com ela, mas logo após o treino daria uma linda surpresa pra ela.

Continuaram jogando quando derrepente um trovão junto de um relâmpago cortou o céu.

Todos jogadores pararam, inclusive Rony, que desesperado olhou para Gina que estava na maior altura.

Sentiu seu estomago dando voltados com muitas pontadas fazendo sua vista escurecer.Não podia estar acontecendo aquilo.Porque consigo...

Não queria cair, vacilar, mas seu copo negava-se a se manter seguro na vassoura, e começou a procurar Harry no campo.

Só via borrões se movendo rapidamente na sua direção, e logo seu corpo inclinou-se para o lado.

O estranho era que sentia pingos de chuva caindo-lhe sobre o rosto, as mão ficarem geladas, os poros se abrirem e gotículas de suor de formarem e o corpo escorregando da vassoura e caindo dando voltas lentas no ar.

Sabia que estava caindo, e depois de sentir o ar chicoteando-lhe o rosto não viu mais nada, apenas a escuridão e um grito de desespero vindo da outra extremidade do campo.

-GINA!-Berrou, ao ver a ruiva escorregando da vassoura e indo de encontro ao chão.

Deu impulso na vassoura, voando o mais rápido que já voara na sua vida.Os pingos da garoa lhe embaçavam os óculos, mas nada o faria parar.

Viu Rony na outra extremidade do campo voando pra baixo também.

Iria chegar a tempo.Gina não iria morrer!Nunca!



Continue respirando,

Abrace-me e nunca me deixe ir!

Continue respirando...

Abrace-me e nunca me deixe ir...!


N/A : Lindos perdões mesmo pela demora.Admito que eu fui irresponsável, não tive noção do tempo, mas prometo que nunca mais demorarei tanto!

O problema é que eu tinha feito um capitulo em Janeiro, mas como meu computador tva cheio de problemas e com vírus eu perdi o documento e desanimei tanto que só conseguia escrever uma linha.

Estava sem inspiração, mas agora voltei a tona.

Espero que tenham gostado e muito obrigado pela atenção e espera amores.

Espero comentários.

Beijos, Ginger Fitzgerald.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.