FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. Capítulo 09


Fic: A new beginning


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 09


 


Depois que os ânimos se acalmaram um pouco, Derek e seus convidados decidiram retomar o jogo, prontos para a segunda partida. Com dois jogadores a menos, pois Renata estava sentada na arquibancada com Danny em seu colo e Matthew subia a mesma para se sentar ao lado da morena, as equipes foram mudadas.


Como combinado anteriormente, Ártemis fora jogar com Fred. Derek permanecera com o irmão. Quem trocaria de lado, Bill ou Draco?


- Não jogo com ele! – o loiro vociferou para Fred, que não entendeu de início. Ártemis, então, gentilmente o puxou pelo braço, indicando James com um discreto aceno de cabeça.


O irmão mais velho de Derek olhava para Hermione Granger com um olhar nada discreto e que demonstrava mais que segundas intenções.


- Ok, Bill? – Fred chamou o irmão, rindo pelo nariz – Será que você pode fingir jogar com eles? Pra que o Malfoy possa ter a chance de acertar James?


Bill gargalhou alto e assentiu, montando em sua vassoura e voando na direção dos dois irmãos, que voavam já ao longe.


- Fingir? – Ártemis perguntou, debochada. Fred corou, sem jeito, fazendo-a rir.


Antes que o ruivo pudesse se explicar, porém, a morena de cabelos lisos montou em sua vassoura, voando para longe. Fred a seguiu, visivelmente tenso.


- Ártemis, eu...


- Não conto a ninguém. – ela piscou-lhe, zombeteira, sorrindo, achando graça.


O ruivo quase caíra da vassoura...


Renata olhou para o lado, séria. Moveu os lábios, sem, porém, pronunciar um único som.  Pare. Fora tudo o que pedira. As íris de Matthew a encararam, um brilho estranho naquele olhar que a hipnotizava.


Voltou-se para frente, os olhos para o jogo que estava prestes a começar. Saltou mais uma vez, num susto. A terceira vez.


- Formiga, Renata? – Danny perguntou, no que o irmão riu com gosto. Hermione também ria ao lado da morena, sem se conter.


- Uma formiga feia e chata, Danny! – a morena concordou, olhando feio para Matt – Mas pode deixar que eu mato essa formiga já já...


Voltou a prestar atenção nos jogadores, fechando os olhos com força ao sentir a respiração do loiro contra seu pescoço. Quente... A loção pós-banho dele a estava enlouquecendo...


- E como você pretende fazer isso, Renata? – a voz rouca dele fez os pelos de sua nuca e braço se eriçarem.


O loiro sorriu, maliciosamente. Era o troco pela excitação que ela há pouco lhe causara...


Lá no alto, os jogadores se preparavam para a goles ser arremessada. Como agora eram três contra três, não haveria mais goleiros. Seriam um contra o outro, apenas.


Novamente, William Weasley ficara de marcar Ártemis Stark. A professora sabia que aquilo era ideia do outro ruivo. Sentiu o ventre contrair ligeiramente. Estava adorando aquela pequena competição por ela. Jamais admitiria, mas era tão romântica quanto Renata. A diferença era que a amiga facilmente se derretia, enquanto que, para Ártemis, era preciso um pouco mais que belas palavras e gestos românticos para conquistá-la. Era preciso inteligência. Bom humor. Química. Desejo.


Detestava admitir, mas seu coração perdia o compasso por apenas um daqueles dois rapazes que brigavam por si. E não era pelo loiro...


A partida começou e dessa vez fora Fred quem interceptara a goles primeiro. Não perderia novamente.


Avançou veloz, trocando passes com Draco. O loiro estava tão determinado quanto ele. Marcaram logo de início, Ártemis fazendo-se de porta-luz entre o ruivo e o loiro.


- Vai, amoooor! – Hermione, berrou, animada, quando vira Draco marcar.


O loiro, por sua vez, sorriu, desdenhoso, para James. O irmão de Derek franziu o cenho, irritado.


Goles novamente em jogo, vassouras voando a toda velocidade.


Bill reclamara quando Ártemis interceptara um passe de Derek para si e avançara, marcando 20x0. Derek reclamara ao ver a morena comemorar com Fred Weasley, num abraço apertado.


Quinze minutos já haviam se passado, porém, ninguém tornara a marcar. Ao contrário, surgiram no jogo diversos encontros, cotoveladas e pequenos chutes dados com a lateral do pé. Ártemis e William eram os únicos que jogavam com fair play.


James marcou duas vezes, e Fred teve de conter Draco, pois o outro loiro acenara para Hermione ao comemorar, indicando que o empate era em sua homenagem. Ártemis e Bill trocaram um longo olhar. Aquele jogo estava saindo dos eixos...


Fred marcou mais uma vez, Derek, outra. O tempo foi passando e não demorou muito para que o ruivo e o loiro começassem a trocar ofensas.


Derek assumiu a dianteira ao fazer mais dois gols, sendo seguido por mais um do irmão. 60x30.


Fred marcou mais uma vez, quase socando Bill por este ter quase defendido seu gol. Draco também marcou, assim como James.


- Isso não vai prestar... – Renata murmurou para Matthew, visivelmente nervosa, ao ver uma nova discussão entre Draco e James, novamente apartada por Fred Weasley.


Matthew entrelaçou uma mão na da namorada, também pressentindo que o pior estava prestes a acontecer...


Em pouco mais de dez minutos, Derek marcava o 100º ponto. Vencera novamente.


Sentiu-se bem. Seu ego totalmente inflado. Pousou e foi logo na direção de seu rival, ignorando quem estivesse ao seu redor.


- Sempre ganho, Weasley. – disse andando em direção ao ruivo e Fred se virou, ficando sério – Sempre! Dentro ou fora de campo.


O loiro sentiu o braço ser puxado com força. Encontrou Ártemis, que o encarava, furiosa.


- Ganha, é?! – ela questionou, faíscas saindo de seu olhar – Quer dizer que sou apenas mais uma conquista sua? Um trofeuzinho barato que você pode exibir por aí? Hein???


- Ártemis, eu...


- Sai de perto de mim, seu babaca! – a morena exclamou, afastando-se dele – Estou indo embora. E de vez! – anunciou, séria, andando para longe.


Hermione e Renata desceram as escadarias da arquibancada correndo, Matthew trazia seu irmão no colo para chegar mais rápido.


- Me perdoa! – Derek disse, arrependido – Não quis dizer aquilo.


- Quis sim! – Bill e Draco incentivaram, ambos prostrando-se atrás da professora. Fred já estava ao lado da morena, os punhos cerrados de ódio.


- Me escuta! – Derek pediu, segurando um braço dela.


Ártemis puxou o braço de volta, irritada.


- Se afaste ou eu te dou um soco! – exclamou, furiosa.


- Eu...


Mas no que Derek voltara a falar, ao dar um passo, Fred, que já se posicionara, sorrira, satisfeito.


- Pode deixar que eu mesmo dou. – e, sem pensar duas vezes, acertou a boca do loiro, fazendo-o cambalear para trás.


Matthew passara Danny para o colo de Renata, que tratou logo de aparatar com o menino dali. Em seguida, fora em socorro do amigo. Bill ordenou que Hermione aparatasse também, e esta obedeceu prontamente assim que ouvira o uivo do lobo interior dele ecoar de dentro de seu peito. Então, o rapaz jogou James para longe, sem nenhuma dificuldade. Notando que Bill controlava a situação, aparatou.


- Pegue as coisas. – ordenou para Draco, que corria na direção de James. Bill o puxara pela gola da camisa, impedindo-o de seguir em frente – Deixe de ser idiota, Malfoy. Vá ao vestiário, pegue todas as nossas coisas e aparate em seu apartamento. Hermione te espera.


O loiro, então, obedeceu.


 Fred e Derek trocavam socos e pontapés. Ártemis Stark, por sua vez, chutava Derek sempre que podia.


- Chega, Fred. Chega!!! – William enfatizou ao ver que seu irmão não largava o outro rapaz, que já estava com a camisa repleta de sangue – Vamos embora já! Merda! – reclamou, olhando sua própria camisa suja pelo sangue do irmão – Fleur ainda me mata. Merda!


Segurara na mão de Fred com força, dando a outra para Ártemis. Aparataram, então, para longe. Para o Chalé...


---


Hermione andava nervosa de um lado para o outro, quando viu que Draco aparatara, trazendo diversos objetos.


- O que houve?


- Houve que aquele babaca não parava de te olhar! – Draco exclamou, nervoso, jogando tudo no chão.


- Draco,...


- Sorrindo aquele sorriso idiota... Filho da puta! – gritou ainda nervoso.


- Draco! Eu não ligo a mínima para ele... – ela abraçou o namorado que, aos poucos, começou a se acalmar. – O que houve lá? Fred?


- Eu não sei... Bill me afastou antes que eu pudesse quebrar a cara daquele babaca... Fred estava socando o tal do Derek.


- Merda!


---


- Você e Danny estão bem? – Matthew indagou assim que chegara em casa.


- Que foi? Por que eles brigaram? – Danny perguntou, sem entender.


- Coisas de jogo – Matt falou – Agora suba e tome seu banho. – notando a seriedade do irmão, a criança não pensou duas vezes, indo direto para o banho. – Amor, realmente me desculpe eu... Era apenas um jogo...


- Tudo bem... Eu me empolgo quando jogo. Jogo para ganhar. Você está bem?


- Sim – ele respondeu, abraçando-a.


- E Ártemis...? Merlin, que confusão...


- Bill estava controlando a situação. Não sei o que houve, queria apenas... – ele olhou-a nos olhos e sorriu ao ver que, para eles, tudo não passara de um grande susto – Queria apenas ver que estava bem...


- Estou – ela respondeu, sorrindo, cada vez mais apaixonada.


- No entanto... Eu não deveria estar aqui... abraçado com você... Afinal, você me deixou de castigo, não? Eu deveria estar sentado sozinho, abandonad... – ele não terminou a frase. Renata colou seus lábios ao dele ao ver que seu namorado estava bem e, ainda, fazendo piadas sobre isso.


 Ela o beijava profundamente, apaixonadamente, principalmente por que sabia muito bem o que se escondia por baixo daquela camisa... A mão dela foi por baixo do tecido. A unha escura sobre a pele clara. Desejo. Paixão. Sentiu-se encostar-se à mesa da sala, que andou alguns centímetros.


Sentiu a mão dele tocar em sua barriga. Seus pelos arrepiaram-se. O toque dele era gentil e mesmo assim, forte. Seus cabelos completamente desalinhados. E suas mãos perdendo-se nos fios loiros. Ele se desfez dos óculos. Sentia o mem...-


- MATT!!!! Já terminei o banho!!!! – os dois afastaram-se nervosos. Ajeitando a roupa como podiam.


Ambos estavam vermelhos e agradeceram por Matt ainda não compreender o que aquilo significava.


---


- BILL! – exclamou Fleur ao ver o estado do marido. Molly veio correndo.


- Merlin! O que houve com vocês? Estão sangrando! – ela, então notou uma pessoa que não conhecia – Quem é você?


- Acalmem-se! – Bill disse tentando acalmar a si, também. Olhou para o irmão que sangrava pela boca e supercílio. Depois, olhou Ártemis que respirava de forma descompassada.


- Você pode curá-lo? – a bruxa apenas assentiu, nervosa – Ótimo. Leve-o daqui antes que ele volte para lá e termine o que começou – depois encarou a mãe e a mulher – Eu já explico. Preciso apenas trocar de roupa.


---


Fred chegou ao apartamento que não conhecia. Ele ainda bufava de raiva.


- Sente-se – ouviu a morena dizer.


Obedeceu em silêncio. O coração batendo acelerado. Sua vontade era fazer o que irmão dissera: voltar lá e terminar de espancar o loiro por tamanha ousadia. E por outros motivos também. Viu que Ártemis voltava com um kit de medicamentos. Ela pegou uma cadeira e sentou-se na frente dele, colocando o kit sobre o sofá.


- Se eu estivesse em melhor forma, ele não voltaria a jogar tão cedo.


- Fique quieto... E... Bem... – ela desviou os olhos – Tire sua camiseta – Fred sorriu de lado, mas obedeceu, fazendo questão de demorar um pouco na sua ação; Ártemis viu o peito nu e bem definido do ruivo à sua frente. –É... Apenas para ver se não tem outro ferimento... – ela disse, encabulada.


A morena molhou uma gaze com soro e começou a limpar o sangue do ferimento. O supercílio ainda sangrava então, ela fechou o corte com um rápido feitiço. Fred sentia o toque delicado dela, a respiração. Os longos fios castanhos ao redor do rosto. Depois, ela começou a passar a gaze úmida nos lábios dele. Curou-o com a varinha.


Ártemis sentiu o coração bater de forma acelerada. Mordeu o lábio inferior, nervosa. Fred notou e achou aquele gesto muito sensual. Desde que ofendera a mulher à sua frente, de alguma forma, ela não saía de sua cabeça.


Ela afastou-se e colocou as gazes sujas de lado. Então, com as pontas dos dedos, tocou a lateral do corpo dele. Fred sentiu um leve arrepio e retesou o corpo:


- Está doendo? Queria apenas ver se teve algum ferim... – Ártemis perguntou, preocupada, ao notar a forma como o corpo dele tornara-se levemente rígido perante seu toque.


- Não, não está doendo... Pelo contrário – ele falou, sem deixar de olhar para os olhos castanhos.


- Não precisava ter me defendido – ela disse de repente, mudando de assunto – Mas, obrigada. – a mão ainda na lateral do corpo dele.


- Ele foi um imbecil, falando aquelas coisas... Não que eu tenha sido muito diferente quando te conheci. – Fred deixou escapar, sentindo-se ainda culpado pelo modo que a tratara.


Ártemis tirou a mão do corpo dele.


- Eu já te desculpei – Ártemis começou a arrumar o kit, um pouco nervosa pela proximidade dele.


Fred a segurou pelo punho com uma mão e a outra foi até o queixo dela, fazendo com que ela o olhasse.


- E a ele? Você pretende desculpá-lo também? – perguntou, inseguro. Não queria que ela voltasse a ver o outro homem. Aquilo o consumia de uma forma insana.


- Claro que não. Não quero vê-lo nunca mais!


- Ótimo – Fred disse, sorrindo, e aproximou-se dela – Agora, eu vou fazer algo que quero fazer desde que te vi naquela boate.


Ártemis sorriu, um pouco tímida. Fred passou sua mão até a nuca dela e a puxou para um beijo. Ela entregou-se ao beijo, sua mão apoiou-se na coxa dele.


Um pop suave fez com que se separassem:


- Oh! – Renata exclamou, corando violentamente – Desculpem, eu... Vim ver se estava tudo bem com você, Ártemis. Eu, bem... – ela olhou da amiga para o ruivo e vice-versa – Bem, acho que está tudo bem... Estarei no meu quarto – e saiu apressada, tropeçando pelo caminho.


- A lista dela de dívidas comigo está cada vez maior... – Ártemis falou, sorrindo.


Fred passou a mão pelo rosto dela, de forma delicada. Um sorriso nos lábios.


- Teremos outras oportunidades... Espero.


- Claro – a morena respondeu.


Fred recolocou a camisa e Ártemis disfarçou sua decepção. Ambos levantaram-se e o ruivo falou:


- Eu te mando uma coruja amanhã, ok? Quero tomar um banho e ver se Hermione e o Malfoy estão bem.


- Peça desculpas a eles por mim – ele a olhou com incompreensão – Pelo irmão do Derek... Eu... – o ruivo riu diante do jeito dela.


- Não precisa se desculpar se eles agiram como idiotas. – Fred falou, puxando-a pela cintura – Escrevo para você amanhã – ela passou seus braços pela nuca dele – E saiba que, agora que está comigo, não quero você saindo para passeios com outros homens – Ártemis riu e falou:


- Você não reclamava quando eu saía com você e Derek...


- Não reclamava, mas nunca gostei... – ele disse, ficando sério – Agora é diferente. Você está comigo. – ele olhou-a com intensidade – Não sei o que teremos, mas quero tentar... E não quero você saindo com outras pessoas enquanto isso... Sei que é pedir muito...


Ártemis ficou na ponta dos pés e o beijou. Fred envolveu-a com mais firmeza pela cintura. Seu corpo reagindo ao corpo dela. Antes que perdesse o controle, afastou-se.



- Até mais, Ártemis – deu uma piscadela, um último beijo e sumiu no ar.



 ___________________________________________________________________________________________


N.B.: nhaaaaaaaaaaaaaaaaaa, tão lindo!!! Adoro meu ruivo! Adoro meu loiro, ai minha nc, já to morrendo em pensar RS Excelente cap e to já ansiosa pelo outro!!!


NA.: o começo do capítulo é da autoria da Re Tb!!!! Finalmente beijei kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Maris em 02/05/2012

Morri de rir com a baixaria kkkkkkkkkkkkkkkkk
Principalmente a Artemis cgutando o tal do Derek enquanto o Fred socava... Mérlin, são duas da manhã... 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por jessica salicio da silva em 27/04/2012

Que lindeza!*-*Artemis eu já disse que estou adorando essa fic? Porque eu to realmente adorando essa fic. Tão lnda essa Artemis pegando um lindo ruivo maravilhoso! /invejinhaaaas ! sjaisjaiskoaksqa

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tonks Fenix em 25/04/2012

Sabia que ia dar em confusão esse quadribol... homens tem uma tendencia enorme a serem violentos qndo estão 'competindo'! Não q eu não tenha gostado de ver o Erick apanhar... hahaha
Vou correndo ler o próximo, Flor! 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.