FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Capitulo Unico


Fic: Withdraw


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Eu estava com vontade de gritar. Não somente gritar. De berrar, deixar transparecer um pouco minha ira e sair daquela imagem controlada que todos tinham de mim. Eu respirava calmamente, puxava o ar pelo nariz e o soltava pela boca.


 


Harry me olhava de canto, enquanto prestava atenção no que o ministro falava. Não era pra menos, era raro me ver aérea, sem prestar atenção. Mas deus aquele dia estava sendo sufocante.


 


Acordar com uma coruja trazendo um bilhete dele remarcando o encontro para hoje e não para amanha como sempre, destruindo totalmente meus planos. Eu até poderia não ir, mas com certeza ele ficaria furioso, e pra que brigar, ainda mais hoje.


 


Logo depois a campainha toca. Levanto-me e pego o robe de ceda preto, desço a escada de vidro do meu duplex enquanto aprecio a vista das janelas de vidros que ocupam a parede inteira.No relógio da sala marcava seis horas.


 


A campainha toca e toca novamente me deixando irritando.


 


“Já vai!” gritei. Abri a porta me deparando com olhos azuis, que no momento eram tomados pela fúria. “Bom dia, Ron” me afastei para que ele entrasse


 


“Só se for para você” ele resmungou” e a senhorita poderia me fazer o favor de explicar onde estava segunda ?” disse irônico.


 


“Trabalhando” respondi mesmo sabendo que não era isso que ele queria saber “E sabe, sarcasmo e ironia não combinam muito bem com você” zombei


 


“HAHAHA” disse “Não tente desconversar Hermione, eu sei muito bem o que você estava fazendo” disse furioso


 


“Se sabe porque perguntou?”


 


“Não brinque comigo” gritou se levantando “Agora não” se aproximou de mim, me segurando pelos ombros. Olhou profundamente nos meus olhos por alguns minutos “Eu só quero saber quem”


 


“Quem o que, Ron?” achei melhor fingir que não sabia, porem ao ver seu olhar pocesso vi que não foi a melhor solução. Soltou-me furioso e bateu o punho na mesa de canto deixando cair o vaso de cristal que se espatifou no chão, encharcando o tapete. “Ronald!” gritei chocada.


 


“Não me venha com Ronald, Hermione. E não me venha se fazer de desentendida. Eu sei, ta legal? Eu sei a meses que você está me traindo, e eu tentei conversar, te dei presentes, carinho, jantares, te ofereci viagens, mas não! Você continua! Eu só quero saber quem é o canalha com que você ta me traindo” terminou arfando.


 


Como ele ousa? Agora eu estava definitivamente furiosa


 


“Tecnicamente eu não estou te traindo já que não temos NADA” gritei


 


“Como não? Saímos a anos, a não ser que você tenha uma irmã gêmea que esteja saindo comigo” falou irônico. Definitivamente ironia combinava melhor com ele. Ele, lembrei e engoli em seco


 


“ Sair não quer dizer fidelidade” tratei de explicar


 


“Como?” retorqui estupefato


“Fidelidade se deve em no mínimo um namoro, Ronald, coisa que não temos”


 


“Achei que o nosso relacionamento já era um namoro, ou não deixei isso claro o suficiente?”


 


“Não me lembro de você ter feito o pedido”


 


Ele abriu a boca para falar, mas a fechou novamente. Tornou a abri-la mas a fechou. Repetiu esse gesto algumas vezes enquanto eu me acalmava. Apertei o robe mais forte entorno do meu corpo esperando ele falar. Ele só virou as costas e iniciou o caminho para fora, porem parou na portae se virou.


 


“Se é um pedido que você quer é um pedido que você vai ter” e saiu.


 


Agora, horas mais tarde aqui estou eu nesta reunião interminável onde normalmente eu participaria, entretanto hoje nem de expectadora eu servi.


 


“Hermione! Hermione! Mione” alguém me chamava. Sai dos meus devaneios dando de cara com Harry que me encarava preocupado.


 


“Sim” respondi


 


“A reunião acabou” ele disse


 


“Ah” exclamei me levantando


 


“Você esta bem? Ron me disse que vocês brigaram hoje” Ah, claro


 


“Pois bem, Ronald disse, hein” retorqui irônica enquanto pegava minhas coisas, saindo da sala de reuniões.


 


“Não é só isso, eu estou preocupado, todos estamos.” Disse vindo atrás de mim “Há dias esta assim”


 


“Assim como, Harry?”


 


“Distraída, não consegue se concentrar” ele puxou meu braço me fazendo olhá-lo “ Você sabe que pode me contar se algo estiver acontecendo” Eu olhei em seus olhos esmeraldas, os olhos do meu melhor amigo e o abracei.


 


“Só estou cansada Harry” falei


 


“Devia tirar uma folga, você trabalha demais” falou divertido e eu ri “Você vai domingo na Toca, né? Eu e Ginny temos uma novidade.”


 


“Vou sim, mas só se você me contar a novidade agora”


 


“É surpresa, ninguém sabe”


 


“Então eu não vou” falei fazendo bico. Ele riu e eu o acompanhei logo depois


 


“Tudo bem, mas só conto porque você é minha melhor amiga. A Ginny está grávida” terminou sorrindo. Eu sorri também e o abracei.


 


“Parabéns, Harry. De parabéns para Ginny também. Agora mesmo que eu não perco” falei o soltando


 


“Mas você está mesmo bem?” perguntou novamente me fazendo sorrir


 


“Sim e não se preocupe comigo e sim com a Ginny.” Me virei para ir embora e adicionei rapidamente “Até mais”


 


“Até, Mione”


 


Caminhei lentamente até minha sala, onde quando cheguei me sentei e respirei fundo. Fechei os olhos e comecei a massagear minhas têmporas. Seria um longo dia.


 


 


XxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxX


 


 


Mais tarde eu fazia o caminho de toda semana. Sai calmamente do taxi e entrei na portaria.


 


“Boa noite, senhorita Granger” Johnny, o porteiro falou “Achei que só vinha amanha”


 


“Aconteceu um imprevisto” falei “Boa noite, Johnny”


 


Entrei no elevador e respirei fundo. Deus, como estava cansada. Assim que entrei no hall deixei o casaco lá, junto com a bolsa.


 


Malfoy?” chamei, mas não obtive resposta. Fui andando em direção ao escritório, estava uma hora adiantada, mas acho que ele não se importaria. Mas enquanto eu andava comecei a escutar gemidos. Gemidos femininos mesclados com os que eu ouvia, os que eram só para mim. Eu gelei.


 


Depois de um tempo me aproximei e vi a cena que mais me magoou nos últimos anos. Draco e uma qualquer transando no lugar que nós fazemos. No lugar onde nós gememos e nós entregamos um ao outro. Sem reservas, medos ou preconceito. Sem Malfoy ou Granger. Sem ex-comensal, ou a melhor amiga do menino-que-sobreviveu. Sem sangue ruim ou sangue puro. Só Hermione e Draco.


 


Ele a segurava como me segurava e gemia enquanto a penetrava, igual quando me penetrava e suspirava quando ela o aranhava até que a pegou no colo indo em direção a poltrona. Não pude evitar que as lagrimas caíssem, até que ele me viu.


 


Ele paralisou e a soltou saindo de dentro dela.


 


“Her-hermione?” balbuciou e foi o bastante para eu sair correndo dali. “Hermione, o que ta fazendo aqui?” ele gritou puxando meu braço me impedindo de pegar minhas coisas.


 


“Como se não soubesse.” Retorqui irônica “Então é isso, você iria transar com ela e depois me pegar como sobremesa”


 


“Não!” gritou exasperado “É só sexo” ele disse


 


“Ah, igual e gente?” perguntei


 


“Sim, quer dizer não. Hermione!” ele disse exasperado me puxando contra ele, mas eu me afastei enjoado


 


“Há muito tempo nós deixamos de ser só sexo, Draco” mumurrei magoada. Virei decidida a ir embora e dar um fim com aquilo. Ele não me segurou ou me seguiu.


 


A porta do elevador se fechou e a ultima coisa que eu vi foram seus olhos chocados e magoados. Os olhos que me faziam arder somente com um olhar. E enquanto eu descia para a portaria e logo depois indo para casa, eu percebi que esse momento um dia chegaria, porque não podemos ser viciadas para sempre. Que eu um dia eu ou ele teríamos que acabar com o vicio. E que hoje, finalmente eu entre em withdraw.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.