FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. Capítulo 03


Fic: A new beginning


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 3


 


A música continuava a pleno vapor na pista de dança, que ficava cada vez mais lotada. O local era frequentado por diversos tipos de pessoas, mas a pista de dança era dominada por praticamente jovens na faixa dos 20 aos 30 anos. Luzes coloridas, um clima agradável. Não havia como não se divertir ali...


- Então gosta de cerveja trouxa? – Reid perguntou, sorrindo.


Renata assustou-se ao ouvir a voz dele. E estava um tanto irritada por ele ter pagado sua bebida e ter defendido Fred.


- Se estou bebendo... – falou de maneira displicente, dando de ombros sem deixar de dançar.


O loiro franziu o cenho, um tanto confuso.


- Acho que perdi alguma coisa... O que fiz para te ofender? – ele falava bem próximo.


 A música soava alta na pista. Ela estava irritada, mas não podia ignorar os leves arrepios que percorriam seu corpo ao ouvi-lo falando tão próximo.


- Primeiro, você defendeu seu amigo Frederick – Renata disse com desprezo – E você não sabe o que ele falou para minha amiga.


- Venha aqui – antes que ela pudesse protestar, ele passou a mão pela cintura dela, levando-a para fora da pista, onde poderiam conversar. Ela sentiu a mão quente dele, parte da pele dele encostando na sua. – Explique essa história direito... Então quer dizer que, além de você ter trabalhado com Bill, também conhece Fred?


- Não é bem conhecer esse “Fred”. Acontece que ontem... – ela contou a história toda.


- Desculpe... Eu não sabia. Meu amigo foi um idiota e mereceu o que falou. Você disse “primeiro”... O que me leva a pensar que cometi outro erro...


- Você pagou minha bebida. Não preciso de ninguém pagando bebida para mim... – ele riu gostosamente. Renata sentiu a perna fraquejar e bebeu mais da sua cerveja.


- Quis apenas ser gentil. Mas, se achou meu gesto tão indelicado, você pode pagar a próxima – ele sorriu. Piscou... A covinha... Como ela poderia continuar brava com ele? – Agora,... Que tal dançarmos um pouco?


- Uma dança e eu pago a próxima rodada.


- Como quiser, Renata.


---


- Troque de lugar comigo – Bill falou, pois tinha ocupado o lugar de Ártemis quando ela se levantou.


- Como? – Fred perguntou sem entender.


- Troque de lugar comigo para ver quando ela chega. Seja educado, levante-se. Ofereça seu lugar... Essas coisas... Tente algo, por Merlin!


Fred aceitou a ideia do irmão. Ela estava demorando, mas sabia que banheiros femininos eram assim mesmo. Pediu um segundo uísque quando a viu se aproximando. Bill riu da cara de idiota do irmão. Ártemis se aproximava e ele pôde visualizar melhor a parte da frente da roupa dela. Engoliu sonoramente a saliva. Bill seguiu seu olhar.


- Acho que seu arrependimento está um pouco maior agora, não?


- Cale-se, Bill – Fred resmungou.


 Ele viu um bruxo aproximar-se dela, ele era alto e loiro. Quase tão loiro quanto Malfoy. Pensou um xingamento. Eles conversavam e ela sorria para o bruxo. Assim como sorrira para ele, quando fora até a loja. Sorriso que ele ignorara por causa de sua raiva e tristeza.


- Aonde você vai? – Bill disse ao ver o irmão se levantando.


- Aquele cara – disse apontando e o mais velho olhou – Está incomodando a garota.


Bill sorriu.


- Ela não parece incomodada... Além do mais, não vai conseguir desculpas se ficar se intrometendo na paquera dela.


- Paquera?


- Claro, paquera. Ela é jovem, bonita, solteira... Acha que veio aqui fazer o quê?


Contrariado, Fred sentou-se. Logo depois, Ártemis se aproximou deles.


- Desculpe a demora – disse, sorrindo e bebendo seu uísque.


- Sente-se aqui – Fred falou, sorrindo um tanto nervoso, e cedendo o lugar pra ela.


- Não, obrigada. Prefiro ficar em pé.


- Para paquerar?


- Como? – Ártemis perguntou levantando uma sobrancelha. Fred levou um discreto chute do irmão.


- Nada... Olha... – ele passou a mão pelos cabelos ruivos.


- Eu vou dar uma volta! – Bill disse pegando seu copo – Sente-se aqui – ela aceitou o lugar oferecido e Fred disfarçou seu descontentamento.


- Mais um uísque – ela falou para o garçom, estendendo a comanda.


Fred olhou para ela. Possivelmente era sua terceira dose. Aquilo o preocupou.


- Tem certeza que vai pedir outra? – a pergunta saiu antes que pudesse se segurar. O olhar dela o calou, fazendo-o se arrepender mais ainda.


- Por que não acompanha seu irmão e vai dar uma volta?


- Escute, Ártemis, - ela o olhou, um pouco surpresa por ele lembrar seu nome, que foi dito de forma rápida na apresentação – Eu fui um idiota ontem. E queria me desculpar.


- Ok – ela virou a cadeira, encarando a multidão, ao invés do bar à sua frente.


- Estou realmente arrependido.


- Ok.


- Você não vai facilitar, vai?


- Não – ela encarou o ruivo à sua frente. Os olhos azuis presos nos seus castanhos – Não gostei do que falou. Você me humilhou. – ela sabia que provavelmente o uísque estava dando uma coragem extra – Eu te elogiei... Elogiei seu trabalho e você, Frederick, me tratou como uma vagabunda. Então não, - ela jogou os cabelos para trás e Fred sentiu um leve perfume vindo dela – Eu não vou facilitar para você – dizendo isso, ela levantou-se e foi até a pista. Fred notou que o bruxo loiro a seguiu.


- Falei que ela daria trabalho.


Ouviu a voz do irmão surgir sobre seu ombro esquerdo.


- Estava escutando?


- Não. Apenas observando. Por que é tão importante para você que ela o desculpe? Provavelmente não a verá novamente.


- Não sei... – Fred respondeu com o olhar perdido por onde ela tinha passado – Apenas não quero que ela pense que sou um idiota insensível.


- Mas você está agindo como um idiota e insensível. Pelo menos desde que Jorge... – Fred lançara um olhar raivoso – Quer mudar isso? Então você sabe o que fazer... E acho que está bem encaminhado... Saímos durante a semana – Bill notou que uma bela bruxa o olhava – Um lugar mais calmo da próxima vez... Boa sorte. – e foi embora.


---


Renata e Matthew dançavam e conversavam sobre nada. O calor e o suor faziam com que sua roupa colasse ainda mais no seu corpo, o que não passou despercebido pelos olhares do loiro. Um garçom tinha passado pela pista e Renata pagou as outras duas cervejas, fazendo Matthew rir consigo mesmo.


Devido ao calor, a bruxa fez um coque e prendeu o cabelo. Continuou dançando, fingindo não notar os olhares do homem à sua frente. Ele girou-a de forma que ela ficasse de costas para ele. Renata segurou a respiração. Na verdade, ela precisava lembrar-se de respirar.


De repente notou ele se aproximando lentamente da sua nuca e soprando-a. O ar frio que ele soprou misturou-se com o hálito quente do loiro. Renata sentiu o corpo todo arrepiar e a garrafa escorregou pelos seus dedos. Matthew sorriu de lado antes de perguntar, ao pé dou ouvido:


- Tudo bem por aí?


- S-sim... Eu apenas me distraí e deixei cair a garrafa – logo um garçom apareceu e limpou o chão. Matthew pediu outra cerveja, mas Renata fez questão de pagar.


Ele virou-a para si, um sorriso maroto nos lábios:


- E qual foi o motivo da distração...?


E Renata foi salva pela aparição de Ártemis ao seu lado, que chegou bufando e os cabelos lisos voando atrás de si.


- Aquele ruivo é um idiota! – ela disse – E desculpe aquela hora, Rê, sei que quis me defender – Ártemis falou, abraçando a amiga, ignorando totalmente o que havia acontecido entre a amiga e outro bruxo.


- Tudo bem? – Matthew perguntou, sorrindo.


- Só seu amigo que é um imbecil... Mas hoje, - ela continuou, olhando para a amiga – não é dia de falar em imbecis, certo? Vamos dançar... E fiquem à vontade, finjam que não estou aqui – Renata, que há poucos minutos agradecia à amiga, xingou-a em pensamento.


- Oi, morena – Renata sorriu ao ver que um bruxo chegara em sua amiga. Ele era loiro, sabia que não era a preferência de Ártemis, mas também sabia que ela não deixaria de paquerar um bruxo bonito como ele.  – Nos encontramos de novo.


- Oi, loiro – ela falou, bebendo mais um gole do seu uísque.


- Nunca diria que você e sua amiga são professoras se as encontrasse num bar como esse! – Matthew disse para Renata.


- Por quê? Não é porque damos aula que vivemos na escola, de uniforme e cantando músicas infantis,... – Renata olhou para a amiga, sorrindo.


- Ártemis, não? – o loiro perguntou segurando-a pela cintura – Você interrompeu a conversa muito rápido mais cedo.


- Agora estou aqui, certo? – ele sorriu.


- Ainda se lembra do meu nome?


- Derek - ela disse próximo ao ouvido dele – Tem olhos bonitos, Derek.


- Obrigado – ele disse, segurando a cintura dela com mais força – Posso te pagar um uísque?


- Claro – ela terminou sua bebida. Devido ao calor na pista, ela prendeu os fios num coque frouxo.


Fred parou ao ver a cena à sua frente. Viu Ártemis de costas, conversando com o mesmo bruxo loiro. Notou quando ela puxou os cabelos para cima, prendendo-os. Só que sua atenção estava nas costas dela. Um grande dragão vermelho e amarelo começava em seu ombro direito, ocupando quase todas as costas, o fim da tatuagem era coberto pela calça. Sua imaginação correu longe e sentiu a garganta secar. Ela ainda conversava com o mesmo bruxo loiro. Um garçom parou entre eles e notou que ele marcara na comanda dele um pedido dela.


Não sabia por que aquilo o incomodava tanto. Mas incomodava.


Eles começaram a dançar e Derek girou o corpo dela. Ártemis notou que Fred a olhava, o rosto sério e os braços cruzados.


- Escuta, - Derek disse em seu ouvido e ela encarou os olhos verdes – achei você muito linda...


- É mesmo? – ela disse, olhando-o de forma sensual. Ele sorriu de lado.


- Sim, é mesmo – e inclinou-se, beijando-a.


---


- Sua amiga sabe o que faz – Matthew comentou, rindo marotamente.


- Caçadora nata! – Renata sorriu, feliz pela amiga ter se dado bem depois da confusão com o ruivo – Meu orgulho! – brincou.


- Condiz com o nome – Reid concordou, sorrindo também – Ártemis é a deusa da caça.


- Sei disso! – a morena exclamou, bebendo um gole de sua cerveja – E, por já tê-la visto em ação, posso dizer: é o nome perfeito para ela! – Matthew riu, divertido, vendo a outra bruxa dançar com o loiro, ambos se divertindo enquanto se beijavam.


- E você? – perguntou,um malicioso sorriso no canto dos lábios, uma covinha aparecendo.


- Eu o quê? – Renata perguntou, confusa.


- Caça ou caçadora – ele indagou-lhe ao pé do ouvido, fazendo com que a morena tornasse a se arrepiar.


Renata prendeu a respiração. Agora não haveria Ártemis para lhe salvar.


- Eu... É... – ela gaguejou, sem encontrar uma resposta.


- Tudo bem – ele disse, segurando-a pela cintura e colando seus corpos – Não precisa responder... Agora...


---


- Eu preciso ir ao banheiro. Não saia daqui – Derek falou, dando um rápido selinho nos lábios de Ártemis.


- Não saio – ela respondeu, sorrindo.


Viu a amiga dançando com Matthew e deu uma piscada para os dois. Quando o garçom passou pediu uma água. Virou-se e quase trombou com Fred.


- Você deixou aquele cara te pagar uma bebida.


- Aquele cara se chama Derek e eu escolho quem pode ou não pagar minhas bebidas.


- Olha, eu cometi um erro, ok? – Fred disse nervoso.


- Já disse que ok... – Ártemis respondeu, pegando a água que o garçom trouxera.


Ela bebeu da garrafa e Fred observava a bruxa. Alguns fios colavam em seu pescoço devido ao suor. Reparou no decote, na barriga lisa e no piercing que ela usava. Sem dúvida, se houvesse professoras assim em Hogwarts, ele seria um aluno muito mais aplicado...


- Você poderia ao menos pensar em me desculpar?


- Por que isso é tão importante? Você nem me conhece! – ele ouviu a mesma pergunta do seu irmão, mas não sabia o que responder para ela.


- Tudo bem por aqui? – Derek aproximou-se, envolvendo a morena pela cintura.


- Sim, tudo... Vamos dançar. – Fred observou-a se afastar. Foi até Matthew, disse que estava indo embora e saiu, empurrando Derek ao passar.


---


Renata se divertiu e dançou como nunca. Matthew não saiu do lado dela um instante, apenas se separavam para ir ao banheiro. Tomaram cervejas até perder a conta.


- Ártemis, estamos indo embora – ela disse – Você vem?


- Claro...


- Espero você lá fora, então...


Ela saiu com Matthew, que pegou em sua mão e murmurou:


- Assim eu não te perco – do lado de fora ele continuou – Sua amiga demora?


- Não, daqui a pouco ela está aqui. Geralmente saímos juntas, mas...


- Ela viu que você está sendo bem cuidada! – ele disse sorrindo e Renata agradeceu por não ter problemas cardíacos.


- Algo do tipo... – respondeu, visivelmente sem graça e roxa.


---


- Preciso ir...


- E eu vou poder te ver novamente? – Derek perguntou, passando a mão pelo rosto da bruxa.


- Você gostaria de me ver novamente?


- Claro... Eu envio uma coruja... Dê-me seu nome, endereço... Que acha?


Eles foram até o balcão e Ártemis pegou um guardanapo e pediu uma pena. Escreveu seus dados e entregou ao bruxo.


- Aqui.


- Adorei te conhecer – ele disse beijando-a mais uma vez – Escrevo essa semana.


Ela piscou e saiu.


Encontrou Renata com Matthew, desculpou-se pela demora.


- Agora, professorinhas, vocês podem aparatar em segurança ou precisam de ajuda?


- Podemos aparatar em segurança, Matthew! – respondeu Ártemis ao ver, novamente, que a amiga ficara sem graça – Até segunda!


---


Ao chegarem em casa, Ártemis jogou-se no sofá e tirou as sandálias, massageando os pés.


- E você acha mesmo que o doutor Reid não a vê como mulher, hein?


- Não enche...


- Se achava isso, pode mudar de ideia, por que ele não saiu do seu lado a noite toda! – ambas riram.


- E o Frederick? – Renata perguntou, mas Ártemis deu de ombros.


- Você deveria perguntar “E o Derek?”


- Ele você beijou, eu vi... Tava distraída, mas não sou cega! Mas e o ruivo? Ele ficou um tempão te encarando na pista.


- Veio pedir desculpas... Só que não aceitei. Não quero mais falar dele e muito menos vê-lo. Fale você do Matthew...


- Um sonho! – Renata esticou-se no sofá e ficou encarando o teto, lembrando-se de cada detalhe da noite – Perfeito demais pra ser verdade...


 ________________________________________________________________________________________



 



N.A.: Obrigada pelos comentários das leitoras mais do que fieis que me acompanham até na minha mais louca insanidade: Tonks, Jéssica e, claro, minha beta Renata!


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mrs. Mari Oldman em 26/03/2012

Ahhh! Eu deveria estar malhando mas não! Estou aqui me atualizando nas fics!

Tô adorando essa história!

Beijos!

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Vênnice em 20/03/2012

Esperando por mais...

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tonks Fenix em 19/03/2012

Estou amando essa fic! Sério mesmo!
E já vou avisando que só paro de ler suas coisas, qndo vc resolver escrever Draco/Gina, caso o contrário, não se livrará de mim! kkkkkk
Anyway, estou louca com esse Reid! Ele é tão fofura... covinhas são charme!
bjinhus e até a próxima! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por jessica salicio da silva em 19/03/2012

Só a Artemis pra me fazer ler uma fic totalmente pirada, mas mesmo assim linda. Obrigada por criar histórias tão lindas, que me fazem viajar pra um mundo tão mais lindo. *---------*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.