FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. A Mensagem (não) Esperada


Fic: Amor ao primeiro tropeço, A Profecia Esquecida!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Oieees!!!!!!! Por favor, não me apedrejem ainda!!!!!!! Eu tenhu uma boa razão por não ter postado o cap semana passada....Meu pc bugo geral aki e eu fikei 5 dias sem ele T_T....Mas agora eu voltei para tirar o atraso!!! Prometo fazer de tudu pra posta logo dois caps de uma vez, pq mesmo q eu estivesse sem pc, as aulas de literatura e de matemática foram mtu úteis pra eu escreve, assim eu fui adiantando pra qdu o pc voltasse....Mil desculpas....agradeço a paciência ^^

M Potter:
vlw por ter esperado Mari, se bem q, vc tem é q m agradeçe pq vc tah fazendo sua fic a séculos e num saiu du cap 3, enquanto eu to nu 9 jah....

Ana Lupin: q bom q vc gosto do cap, e soh pra explica pq o Vold escolheu o Japão: pq eu so viciada em mangás e animes...tanto q d veiz em qdu eu ponho uma palavra de cumprimento em japones nu começo du cap do tipo: Ohayo (bom dia), Konichiwa (boa tarde) e Oyasuminasai (boa noite) ^^ bom cap pra vc....

Mana Tahhh: vo tenta mante os comentários no meio du texto, mais depende da minha inspiração hj.....boa leitura ^^

Cap. IX

Por mais que procurassem, por mais que vigiassem os comensais noite e dia, ninguém conseguia informações sobre o paradeiro de Tonks, e a cada dia que passava, Lupin se tornava mais calado e mais frio.

-Aparentemente alguns comensais saíram do país, e talvez Tonks tenham sido levada junto. - relatou Gui.

Todos olharam mecanicamente para Lupin. Toda vez que o nome "Tonks" era citado em sua presença, eles temiam que ele fizesse algo, como tentar sair correndo, atirar maldições para todos os lados, ou tomar um Todinho(huaUHahuAUHahuAHU, essa foi horrível...). Mas ele simplesmente continuava sentado em uma poltrona, com os braços cruzados e olhos fechados, como se nem soubesse que era o centro das atenções no momento. Quando não podia mais ignorar os olhares, disse:

-Aconselho vocês a desistirem dessa busca em vão. Tonks não está mais na Inglaterra, se não já teríamos descoberto alguma coisa. Teremos de esperar quando Voldemort vir atrás de Harry, e essa, talvez, seja a única chance de resgatá-la, apesar de ser perigoso, não só para ela, e sim para todos nós, mas é um risco que estarei disposto a correr...

No Japão...

-Até o dia em que o Lorde das Trevas completar seus planos, a garota deve ficar intocada. - disse Bellatrix com cara de que era a primeira a discordar da ordem. Sua mão coçava pra mandar um "cruciozinho" na "sobrinha querida".

Tonks ouvia tudo por trás da porta, descobriu que pelas portas japonesas eram muito mais fácil ouvir as conversas (já que as portas japonesas não são inteiramente de madeira como as nossas...).

Já estava lá há quase um mês, e tudo que lhe era permitido fazer, era assistir animes na TV (achou muito interessante a TV, já que não tinham isso no mundo bruxo). Bellatrix abriu a porta do quarto de repente.

-Esse aqui é um curandeiro enviado "especialmente" para ver se sua gravidez está indo bem, "sobrinha".

-Ok, "titia". Tonks sabia que ela não podia fazer nada então aproveitava cada oportunidade que tinha para irritar Bellatrix.

O curandeiro entrou, fez uma série de feitiços estranhos e disse que estava tudo bem, só pediu para que ela evitasse emoções fortes, para não tornar sua gravidez complicada.

O tempo foi passando, mas para Tonks ele se arrastava lentamente. Sua saudade aumentava a cada fatídico dia que estava sem Lupin (nossa, ateh parece q eu falo difícil assim neh? nem sei da ond saiu essa palavra....). No terceiro mês ela teve uma crise de choro muito longa (tudu culpa dos hormônios q saltam pra fora du corpo na gravidez...) mas Voldemort deixou ordens para que ninguém chegasse perto dela. Quanto mais sensível ela chegasse ao nono mês melhor pra ele...

No oitavo mês, um curandeiro foi chamado novamente para verificar a saúde do bebê, mas quando ele entro no quarto, reconheceu Tonks imediatamente.

-Você é Nymphadora Tonks? - perguntou ele surpreso.

-Sim, sou eu, como sabe disso? - disse ela mais surpresa ainda por não terem aprendido a chamá-la somente pelo sobrenome.

-Eu sou amigo de Kingsley! Ele me disse que você estava desaparecida, deu uma descrição rápida de como você é pra mim caso eu a visse em algum hospital. Sua foto está em todos os lugares do ministério. Eu nem iria vir aqui hoje, mas o outro curandeiro não pode vir.

-Você pode fazer um favor pra mim? Temos que ser rápidos.

-Claro! Diga o que é.

Na Ordem da Fênix...

-Remus! Remus! Tenho uma boa notícia pra você!

Kingsley entrou sorridente na sede da Ordem procurando por Lupin. O encontrou sentado na cozinha (antes q alguem faça alguma pergunta idiota: ele tava sentado numa cadeira....) fingindo tomar uma xícara de chá, que a muito já tinha esfriado.

-Notícia boa? Duvido muito, mas fale...

-Tonks mandou notícias. - disse Kingsley, curioso com a reação que o amigo teria.

Lupin sentiu o sangue ficar mais gelado do que seu chá. Por acaso ela estava de férias para "mandar notícias"?.

-Se explique, por favor. - falou ele, sem desviar os olhos do chá, fingindo calma.

-Ela mandou uma "lembrança". Precisamos ir até Hogwarts para poder saber o que é. Espero que ela esteja bem...

Lupin saltou da cadeira (deu um duplo twist carpado mas os juízes deram 9 de média porque não teve muita altura...huAHUahuAHUa) e já estava se dirigindo para a porta, mas Kinsley o segurou.

-Devagar, Remus.

Eles aparataram em Hogsmead e seguiram para Hogwarts. Passaram pelos campos da escola e isso trouxe uma sensação nostálgica. Foram até a sala do diretor, onde McGonagall os esperava.

-Bom dia, Minerva. - cumprimentou o auror.

-Bom dia Kingsley. Bom dia pra você também, Remus.

Lupin não estava dando atenção a eles, seus olhos estava fixos na bacia de pedra encostada em uma parede ao lado.

-Dê a ele o frasco, Kingsley, ou ele vai enfartar aqui mesmo. - McGonagall disse pesarosa, ao ver o olhar desesperado no rosto do pobre homem.

Kingsley (putz...como eh chato escreve o nome desse cara....vo abrevia pra Kin blza?) deu a Lupin o pequeno frasco, o qual ele rapidamente derramou na penseira e logo depois encostou o nariz na superfície.

Ele sentiu como se estivesse caindo, e um segundo depois, se viu em uma estranha casa, de um lado havia um homem sentado no chão, e Lupin achou ele muito parecido com um curandeiro por causa das roupas que vestia. Então, ele se virou. Ela estava linda como sempre, um pouco abatida, os cabelos estavam meio desbotados e não com o rosa diário. Ele sentiu seu estômago afundar: lá estava Tonks com sinais claros de sua gravidez ("uma pequenina barriguinha saliente" se dah pra entender...), e ele sem poder tocá-la, sem ao menos poder lhe dizer uma palavra... Sentiu seu peito apertar, e mais do que nunca ele sentiu saudade dela, pois até agora sabia que ela estava grávida, mas isso parecia uma realidade num universo paralelo. Chegou mais perto pra ouvir o que ela dizia, pois somente sussurrava, talvez pra não chamar a atenção dos comensais que deviam estar de guarda do lado de fora.

"-Remus, eu...eu estou com muita saudade de você, não se sinta culpado pelo meu rapto, por favor. Não tente vir me resgatar agora, é muito perigoso, eu sou vigiada o tempo todo. Queria ter dado eu mesma a você a notícia da minha gravidez, mas só fiquei sabendo dela por Voldemort. Ele não permite que façam nada comigo e eu não entendo o porquê, já que normalmente ninguém dura mais que 30 segundos antes de levar uma maldição Imperdoável. Espero poder resolver essa situação o mais rápido possível, se for o caso, salvarei nosso filho, e quer saber de uma coisa? Acho que é um menino..."

Depois disso Lupin foi jogado pra fora da penseira, cambaleou um pouco e se apoiou na mesa mais próxima. Estava muito branco e Kin percebeu a situação do amigo.

-Tudo bem com você, Remus?

-Eu...não...não me sinto...muito bem...

-Professor Lupin?

Harry havia acabado de chegar na sala e se assustou com o estado de Lupin.

-Olá...Harry. - mal conseguia falar.

-É sua vez agora, Potter. Se puder... - McGonagall havia ido buscar Harry e agora apontava para a penseira. Ele pegou um frasco com Kin e derramou na bacia de pedra. Quando entrou nela, Lupin perguntou.

-Ele...recebeu uma também?

-Sim. Não sei o que ela tem a dizer a ele que não poderia dizer a você, mas em todo caso, vamos esperar pra saber.

E dentro da penseira...

"-Harry, eu preciso muito da sua ajuda. Sei que não tenho esse direito, pois quando Remus foi raptado, eu fui a primeira a querer sair atrás dele. Mas tem alguma coisa estranha aqui, sinto que dessa vez é muito pior. Não deixe que ele venha atrás de mim, não vou dizer aonde estou (não que ela soubesse direito...). Eu o amo mais que tudo, assim como amo esse filho que está por vir.Considero você como um primo muito querido, Harry, assim como considerava Sirius. Faça isso por mim ok? Vou ficar te devendo uma..."

-Você sabe o que ela vai fazer não é? - Lupin perguntou assim que Harry saiu da penseira.

-Eu...bem...não sei o que dizer pra você.

-Está desconfiando de alguma coisa, e se descobrir sobre a profecia, ela vai.....esperar o bebê nascer e vai....se....

-NÃO DIGA ISSO! EU NÃO VOU PERMITIR! - gritou Harry antes que ele completasse a frase.

Não suportava mais que as pessoas sofressem por causa dele. Iria por um ponto final nisso (sempre quis escrever isso: "Por Um Ponto Final..."). Ele tinha exatamente um mês para montar e por seu plano em prática, mas com toda certeza, precisaria da ajuda "dela".

_____________________________________***_____________________________________

Oyasuminasai!

Don't worry...eu vo (logicamente) explicar qm eh "ela"

Esse eu demorei muuuuuuuuuuuuuuito pra escreve....Metade dele eu escrevi na segunda-feira, mas aí eu tava lendo O Senhor dos Anéis e o Retorno do Rei e m deu muuuuuuuuuuuuuuuita vontade d assisti a trilogia, acabei alugando 5 filmes duma soh vez, alem do SDA. Soh escrevi a otra metade hj (quarta). Foi mal por ter deixado a fic abandonada por um tempo. Prometo m redimir....
Vlw os coments e vlw pra qm le i num comenta tb ^^.

Ateh a próxima...


;***

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.